Translator

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O MUNDO EM NOTÍCIAS

HÁ NEVE NO PAÍS!

Ontem dia 1 de Dezembro de 2008, parte do território de Portugal, quedava-se coberto de neve.

Bonito cenário que equipas de jornalistas da RTPi, percorreram, as estradas e conforme a oportunidade, que hajam tido, seguir em frente alguns quilómetros e noticiarem o nevão.

Elaboraram espectaculares reportagens, daquela que nem (na gíria popular) ao Menino Jesus interessariam.

Reformado como me encontro, fico por casa, a maior tempo sentado a uma mesa com o computador à minha frente e o aparelho de televisão ligado, por norma, para a RTPi internacional, cujos os programas são de tal pobreza, extrema, que chego a ficar enojado de tanta mediocridade, existente, na televisão pública de Portugal do momento.

Sendo assim sou um telespectador, forçado, da televisão espanhola e, outras vezes, da italiana.

Não é porque tenha muita simpatia pelo país "nuestro hermano", mas pelo facto de ainda observar alguns programas com qualidade.

Porém de forma alguma, mesmo com os tais, melhores, programas, nunca me "espanhalorei" enquanto no planeta terra me manter vivo. Depois das tomadas de imagens da paísagem branca e de meia dúzia de palavras dos jornalistas, sem substância alguma, chegam-me as opiniões proferidas pelos entendidos da bola, do jogo do Benfica o do Porto.

A seguir surge o Fernando Mendes, gordo que nem um texugo, a desenvolver o programa "Preço Certo".

A assistência que enche a bancada, a rir-se com as palhaçadas do Mendes, no "Preço Certo", é gente que veio de diversos pontos de Portugal; gostam de aparecer nos vidros da televisão e lá na terra os amigos e a população estão durante o programa a olhar os que partiram para Lisboa, num transporte, cedido pelo Presidente da Câmara do sitio.

Mas ontem foi uma data efeméride, em Portugal, que anos que já lá vão era assinalado com fervor na pátria portuguesa o "Dia da Restauração". No "Dia 1 de Dezembro de 2008", as vozes dos homens que governam Portugal estiveram caladas e mandaram o "Dia da Restauração" às urtigas...

O que a mim me transmite é que Portugal, cada vez mais, se está a "espanholar" e a perder a sua identidade Nacional de muitos séculos.

Pobre país onde os homens que o governam não respeitam as raízes culturais de um Povo.

É o caso que está a acontecer, de momento, em Portugal e os que dirigem o seu destino, político/social, a conspurcar a memória de João Pinto Ribeiro e seus conjurados que o auxiliaram para Portugal, voltar, recuperar a independência e a identidade perdida, por 60 anos.

José Martins