Translator

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

CORRUPÇÃO, POLÍTICA, EM ESPANHA - BALTASAR GARZÓN ATENTO!

O diário El País noticia (6.2.09) que 5 personalidades,influentes na vida social e de negócios, urbanística, por "cambalachos" corruptivos, foram detidos, por ordem do famoso juiz Baltasar Garzón, acusados de actos ilícitos em cinco províncias espanholas: Madrid, Valencia, Marbela e Cadiz.
.
As acusações recaiem em cima de tráfico de influências, braqueamento de dinheiro, delitos fiscais e associações criminosas.
.
Os cincos detidos em Madrid, entre eles, conta-se o empresário Francisco Correia, proprietário da empresa "Orange Market" que entre a sua clientela se conta o Partido Popular (PP), para o qual tem organizado reuniões e festa de caracter de propaganda política.
.
Francisco Correia é amigo de Alejandro Agag, genro de José Maria Aznar (ex-PM de Espanha) que viria a ser o padrinho do casamente, com uma filha deste.
.
O genro de José Azanar é detentor de várias concessões de urbanização em várias juntas de freguesia da área de Madrid, controladas, polticamente, pelo o partido PP.
.
Juntamente com o influente empresário Francisco Correia foram detidas mais quatro pessoas, em Madrid: Maria del Carmem Rodrigues Quijano, Plabo Crespo, ex-secretário político para as acções de PP na Galiza: Felisa Jordán Goncet e António Sánches.
.
Os crimes de que são acusados e suspeitos:" delitos fiscais, tráfico de influências, branqueamento de dinheiro, actos ilícitos, corrupção urbanística e a adjudicação de contratos públicos".
.
À margem: Lá como cá (Portugal) o crime está institucionalizado na classe política que mercê de suas influências e poder se bem podem classificar de "marginais" e desrespeito pelas leis que eles mesmo a legislaram.
.
Porém Baltasar Garzón não "brinca" em serviço e com o cumprimento das leis das quais ele é um agente.
.
O cumprimento da Lei em Portugal (sem ofender o sistema judicial português), me parece que tem sido usado, apenas, para o pobre do ladrão "reles" que até não se sabe se "pilhou" para matar a fome.
.
Exemplo similar às detenções, de momento, em Madrid, há dois anos, uns "capangas" engravatados da estância balneária de Marbella, onde se incluia o presidente da câmara, cujos delitos conjugavam-se com a penetração em reservas, ambientais, classificadas; concedidas uma empresa construtora.
.
O caso de corrupção, em Marbela, (luvas) envolveu milhões de euros e parte do montante, além de despendido na construções de apartamentos e casas, de grande luxo, para os corruptos, outro teria sido para festas, megalómanas, em Marbela, com a presença de figuras sociais e políticas, artistas, cantores de alto nível e, ainda, branqueado com transferências para bancos estrangeiros.
.
"Por detrás de uma fortuna há um grande crime"- Honoré de Balzac
José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário