Translator

quinta-feira, 18 de junho de 2009

POIS DIGAM QUE OS MORANGOS COM AÇUCAR NÃO DÃO...!!!


Editorial Agora percebo
-
O Presidente da República apelou recentemente que houvesse uma compreensão para a contenção nos salários de grande monta que são praticados em Portugal. Garanto-vos que tomando a bitola do salário do Presidente sempre pensei que ele se referisse a uma ordem de valores entre os 20 e 30 mil euros mensais. Mas hoje, ao abrir os jornais fiquei verdadeiramente chocado e perplexo quando constatei que o José Eduardo Moniz recebe 50 mil euros para coordenar uma estação de televisão. É o absurdo e a ofensa total a todos os cidadãos que trabalham neste país. Porque o problema é que Moniz não trabalha. Limita-se a concordar ou discordar das propostas que lhe são apresentadas.Quando trabalhei com o Moniz na RTP o nosso salário rondava os cinco contos mensais e já éramos dos mais bem pagos. Com o Álvaro Guerra em director de informação e com o major Ramalho Eanes a presidir aos destinos da empresa, nunca os salários ultrapassaram os dez contos. Hoje, as quantias em causa equivaleriam entre seis e 25 mil euros. Neste sentido, não se compreende, nem existe qualquer lógica de mercado, para se pagar a um self made man 50 mil euros por mês, quando a sua empregada doméstica a trabalhar no duro de manhã à noite não deve receber mais do que 400 euros.Agora já percebo a razão porque José Eduardo Moniz, há dias, quando o cumprimentei, respondeu-me com uma atitude mais parecida com a de um qualquer George W. Bush a entrar para um Mercedes adquirido a leasing...
Por jes em
6/18/2009 10:46:00 AM 0 pauladas Hiperligações para esta mensagem

Sem comentários:

Enviar um comentário