Translator

domingo, 5 de abril de 2009

O PEDRO EM MAUS LENÇOIS

O PEDRO COBERTO COM UMA MANTA DE TRAPOS

Lisboa
Saramago apela a uma coligação de esquerda
por JOÃO CÉU E SILVA

O Nobel da Literatura vai estar ao lado de Jorge Sampaio no apelo em forma de petição para que PS e PCP concorram coligados nas próximas eleições para a câmara da capital. José Saramago teve uma "conversa pessoal" com Jorge Sampaio sobre o assunto e ambos assumiram estarem preocupados com a coligação à direita e pedem entendimento de esquerda. (DN 06.04.09)


Nota Nossa:

"As trincheiras estáo a ser cavadas para fazer frente à candidatura do Pedro Santana Lopes.

Longe estariamos de pensar que o José Saramago, feito numa bilha de asa quebrada, anda meter-se depois de "velho relho" em politiquices.

Porém o mais estranho é que o Dr. Sampaio não desarma em querer voltar, novamente, às políticas de casa.

Não nos surpreende nada que volte, novamente, a ser nominado para a candidatura à presidência da CML.

Não desarma o Dr. Sampaio!

Como é sabido depois de deixar Belém, conseguiu enfronhar-se nas Nações Unidos, fazer por lá umas coisinhas e armar-se no homem que vai irradicar a "estubercolose" no mundo!

O Dr. Sampaio tem viajado para "carago" por esse mundo fora a proferir conferências que nunca se chega a saber qual o tema.

Falta saber se o Dr. Sampaio cobra uns trocos pelo palavreado que difunde a meia dúzia de "boys" da arena politica mundial,/Ong´s, organizações humanitárias e outros, "boys e girls" que servem para cobrir os tampos das cadeira.

Assim o Santana Lopes com estes dois adversários, potenciais, vá dizendo adeus aos seus sonhos: ´pó-pós de marca Audi, topo de gama´", gajas "boas" que nunca mais o largariam e outras delicadezas cujas apetências lhe são, sobejamente, conhecidas".
José Martins

DURÂO BARROSO ULTRAPASSADO

(DN 6.04.09)

Não somos nós que o dizemos mas o Dr. Mário Soares. Estamos de acordo. Sobre as costas dele pesa um fardo demasiado pesado.
A Guerra do Iraque!
Outros ainda há que são do fraco desempenho de quando ministro dos Negócios Estrangeiros do executivo de Cavaco Silva.
Sem o lugar emigrou para os Estados Unidos e voltou mais tarde.
Candidatou-se a PM de Portugal, prometeu mundos novos aos portugueses.
Não cumpriu o prometido e desancou para a União Europeia.
Parece que por lá se tem dado bem.
E com um "tachão" daqueles ainda pretende por lá ficar mais um mandato. Perguntamos a fazer o quê?
Sim,sim a governar a vidinha dele porque se volta para Portugal pode cair no desemprego.
José Martins

PADRE MILÍCIAS - O "FRADINHO" REFORMADO E...DE QUE MANEIRA!

PORTUGAL A SAQUE!

Esta joia da "confraria" da Ordem dos Franciscanos; que sempre gostou de dar a cara à frente das câmaras de televisão, não é nada "peco" a dialogar falando pelos cotovelos.
-
Foi amigo e conselheiro do ex-primeiro-ministro António Guterres o conhecido pelo "ai valha-me Deus" que deveriam, os dois, aberto mais uma loja da "Opus Dei"; foi não sei quantas vezes a Timor-Leste (do tempo do Luis Represas quando cantava Timor-Timor que até fez chorar lágrimazinhas de crocodilo ao ex-PR Jorge Sampaio); o "crack" solicitado vezes sem conta para dar entrevistas na RTP, sempre com aquele "brilhozinho" nos olhos percebendo de tudo e mais alguma coisa.
-
O Padre Milícias é uma delícia a colecionar "fradinhos" tem uns milhares no seu santuário "fradeco" que as beatas já matronas, as quarentonas e joventonas lhe foram oferecendo.
-
Entre toda aquela colecção de "fradinhos" de caco deve por lá haver uma colecção de frades moldados nas Caldas da Raínha.
-
O tema é que o "marmanjo" recebe uma reforma de 7.450 euros por mês aquela que eu recebo durante um ano!
-
Mas o que teria feito este "marmanjola" durante toda a sua vida?
-
Claro a pregar "petas" e a lamber o cu ao Poder e este o cu ao Milícias.
-
Ai Portugal ai, ai, dos portugueses!
-
Ai Marquês, marquês vem cá baixo outra vez e corre com a padrecada (os iguais ao Milícias) e deixa ficar a boa.
-
Há por aí mais padres Milícias nos meandros da Igreja Católica que bem mereciam estar arder numa "forja" de ferreiro do que naquele, inferno imaginário, que a "padrecada" inventou, como forma de aterrorizar os "pobres" depois da morte e eles viverem no paraíso chamado terra.
-
Ai Marquês, Marquês vem cá baixo outra vez!
José Martins

TEXTO ENVIADO POR UM NOSSO LEITOR

QUO VADIS PORTUGAL???????????????
-
Ainda a minha mãezinha me mandava ir à missa....
Mau grado o voto de pobreza a que a Ordem Franciscana obriga, Frei Vítor Melícias, recebe uma modesta reforma de € 7450!!!!!
Será que a entrega direitinha à Ordem Franciscana e a distribui pelos mais necessitados????
De certeza que sim...ehehehehehPadre Melícias com pensão de 7450 euros.
O padre Vítor Melícias, ex-alto comissário para Timor-Leste e ex-presidente do Montepio Geral, declarou ao Tribunal Constitucional, como membro do Conselho Económico e Social (CES), um rendimento anual de pensões de 104 301 euros.
Em 14 meses, o sacerdote, que prestou um voto de obediência à Ordem dos Franciscanos, tem uma pensão mensal de 7450 euros.
O valor desta aposentação resulta, segundo disse ao CM Vítor Melícias, da "remuneração acima da média" auferida em vários cargos.Vítor Melícias entregou a declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional em 2 de Fevereiro de 2009, mais de um ano após a instituição presidida por Rui Moura Ramos ter clarificado a interpretação da lei que controla a riqueza dos titulares de cargos políticos.
A 15 de Janeiro de 2008, o Tribunal Constitucional deixou claro que, ao abrigo da lei 25/95, 'de entre os membros que compõem o CES, se encontram vinculados ao referido dever [de entrega da declaração de rendimentos] aqueles que integrem o Conselho Coordenador e a Comissão
Permanente de Concertação Social, bem como o secretário-geral'.Com 71 anos, Vítor Melícias declarou, em 2007, ao Tribunal Constitucional um rendimento total de 111 491 euros, dos quais 104 301 euros de pensões e 7190 euros de trabalho dependente.
'Eu tenho uma pensão aceitável mas não sou rico', diz o sacerdote.Melícias frisa que exerceu funções com 'remuneração acima da média, que corresponde a uma responsabilidade acima de director-geral', no Montepio Geral, na Misericórdia de Lisboa, no Serviço Nacional de Bombeiros e noutros organismos.
E eu a julgar que esta gente praticava o "espírito de missão" e o "trabalho de voluntariado"???!!!
Chiça penico!
Já têm mais de 2000 anos de experiência....
Razão tinha o S. Pedro quando um dia espreitando cá para baixo, viu um avião de luxo, todo branco com o Papa lá dentro e exclamou: "vejam só como o negócio evoluiu, começou com um burro! ".
(Não conhecemos o autor do texto acima)

MAIS LHE VALERIA ESTAR CALADINHO...

*História 'verídica' ocorrida numa Faculdade do Porto*
-
Uma professora universitária acabava de dar as últimas orientações aos alunos acerca do exame que ocorreria no dia seguinte.
-
Finalizou alertando que não haveria desculpas para a falta de nenhum aluno, com excepção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente próximo.
-
Um engraçadinho que estava sentado no fundo da sala, perguntou com aquele velho ar de cinismo:
-
- De entre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por actividade sexual?
-
A classe explodiu em gargalhadas, com a professora a aguardar pacientemente que o silêncio fosse restabelecido.
-
Assim que isso aconteceu, ela olhou para o palhaço e respondeu:
-
- Isso não é um motivo justificado e continuou serenamente:
-
- Como o exame será de escolha múltipla, você pode vir para a sala e escrever com a outra mão... ou se não se puder sentar, pode responder de pé.
-
História enviada por um nosso leitor

PEIXEIRADA POLÍTICA

Domingo, 5 de Abril de 2009
Fernanda Câncio, jornalista, defendeu o namorado José Sócrates ofendendo jornalistas. Ontem, na TVI 24 disse que não tem havido investigação jornalística no caso Freeport e questionou as notícias que referem as pressões do presidente da Eurojust, Lopes da Mota.
"Gostava de saber como é que um magistrado pressiona os colegas", interrogou-se Fernanda Câncio.Eu sei como.
Pressionando. Mais ou menos assim: - "É pá, vê lá essa porcaria da investigação do Freeport, isso não interessa nada, vocês estão sozinhos nessa merda e ainda se lixam...
Olhem, fiquem sabendo que o ministro já me disse que se o primeiro-ministro perder a maioria absoluta vamos todos ficar sem os tachos e vocês são os primeiros a cair...
Até porque se virem bem a lei esta porcaria do Freeport já prescreveu...
Vocês é que sabem mas se não arquivam essa porcaria nunca mais os escribas se calam e nunca mais vai haver paz no país!"
Percebeu como se pressiona, dona Câncio?
Não?
E então, assim: "Ouve lá, tu estás ciente da importância daquilo que os procuradores que investigam o Freeport?
Seria mais importante que eu não perdesse a maioria absoluta para tu não perderes o tacho de ministro.
Vê se arranjas alguém que fale com aqueles gajos para arquivar aquela porcaria, antes que te lixes!"
Por joão severino em
Domingo, Abril 05, 2009 0 pauladas Hiperligações para esta mensagem
Etiquetas:
,
Comentário oportuno de David:
-Sobre essa triste figura de Fernanda Câncio, já aqui bem exposta pelo meu Amigo João, transcrevo um notável post em que o José da PORTA DA LOJA:
Fazer de contaNA TVI24, decorre agora mesmo um programa semanal, orientado por Constança Cunha e Sá e no qual participam Francisco José Viegas, João Pereira Coutinho e ainda...Fernanda Câncio.
O assunto dia é o Freeport e as pressões noticiadas.
A discussão assume laivos de surrealismo, de acordo com o que se sabe publicamente pelos media. Fernanda Câncio, apresentada por diversas vezes como companheira de José S., que o alberga em casa e com ele priva, está ali a falar do mesmo como se fosse outro.
Um desdobramento estranho e um estranhíssimo faz-de-conta.
Como se José S. fosse um político que ela vagamente conhece e o que diz sobre as pressões que lhe atribuem no caso concreto, releva apenas de notícias de jornal.
Fala de José S. como "o primeiro-ministro" e coisas assim.
Esta vergonha e este despudor não tem limites?
Não é possível perguntar directamente à senhora que aparentemente priva da intimidade de José S. como é que este actua em concreto?
Como é que este se comporta relativamente a estas pressões?
Como é que este anda por aí a ameaçar e a processar jornalistas e pessoas avulsas que lhe desfazem a imagem?
Este programa faz parte do faz-de-conta que é para que se pense que é assim?Fernanda Câncio acaba por dizer ao vivo e a cores que " a maior parte das coisas que aparecem nos jornais são plantadas"...descrevendo assim um panorama jornalístico de notável isenção e profissionalismo.Plantadas?
Pois, pois.
Quem tem maior poder de plantação?
José S.. terá algum poder de plantação?
Onde?
No Diário de Notícias ou no Sol?
Esta senhora dona Câncio merece ser inventada para existir mediaticamente.
Por joão severino em
Domingo, Abril 05, 2009 1 pauladas Hiperligações para esta mensagem
Etiquetas:
,
Do meu amigo jornalista João Severino

NOTICIAR COISAS SÉRIAS - CRISE DOS TRANSPORTES NA ÍNDIA

Oitenta por cento dos camiões na Índia estão fora de circulação devido à crise económica.

Os proprietários das viaturas encontram-se em dificuldades, económicas, de satisfazer os seus compromissos com os bancos dos quais obtiveram empréstimos para adquirir os camiões.

video