Translator

quinta-feira, 16 de julho de 2009

O PINHO AINDA NÃO PAGOU

Pinho ainda deve jantar de adeus para 45 convidados.
O ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, ainda não pagou o jantar que deu no Solar dos Presuntos, onde estiveram presentes cerca de 45 pessoas, entre assessores, secretários de Estado e sindicalistas.
O evento teve lugar no dia 4 de Julho, dois dias após o responsável pela pasta da Economia ter protagonizado a cena dos ‘corninhos’ dirigida ao deputado comunista, Bernardino Soares, e que lhe valeu a demissão do Ministério.
Segundo apurou o Correio da Manhã, o ministro foi de férias e deixou recado junto do restaurante no sentido de que pagaria a conta quando regressasse.
Entre os convidados de Manuel Pinho no jantar de despedida estavam os secretários de Estado, Castro Guerra, Fernando Serrasqueiro e Bernardo Trindade.
Fizeram também questão de estar presentes o presidente da Comissão de Trabalhadores da AutoEuropa, António Chora, e o representante da Comissão de Trabalhadores da fábrica Bordalo Pinheiro, que agradeceram a Manuel Pinho a intervenção que teve na defesa dos postos de trabalho naquelas duas unidades industriais.
PORMENORES
VINHO VERDE E PAELLA
O ex-ministro encomendou uma paella e os convidados beberam vinho verde da colecção particular do Evaristo.
AMIZADE DE 20 ANOS
Manuel Pinho é amigo de longa data do dono do restaurante o Solar dos Presuntos.
VIAGEM A NOVA IORQUE
Depois de uns dias na praia, o ex-ministro viajou até Nova Iorque onde deverá ficar até ao fim de Julho (Correio da Manhá)
-
À MARGEM: Sem comentários por agora.

AMANHÃ VOU RASPAR-ME


A Júlia Pinheiro continua uma beleza e a Cinha Jardim (os anos não passam por ela) uma tia simpática.
Claro raspar-me para o Rio Kwai (província de Kanchanaburi) mais uns 8 ou 10 dias e carregar as batarias.
-
Como nas vezes anteriores vou estar em contacto com os meus amigos, menos amigos e os inimigos também, pela Internet.
-
Mas desta vez levo comigo um presente... Alas! Alas, já não era sem tempo para me desintoxicar do fastio que levo desde 1995 e de quando comecei a estar ligado à RTPi, através do prato satélite e a gramar programas rascas e um poucos bons.
-
Um amigo meu e bom rapaz, jornalista de Macau, mandou-me o endereço da TVI (o canal do José Eduardo Moniz e da Manuela Moura Guedes) onde vou ver bons programas, através da Internet, daqueles que me enchem as medidas.
Aqui vai o endereço para os interessados.
Até amanhã, dia 17, do "Jolly Frog" (Júlia Rã).
José Martins

ANGOLA SEM PUDOR


Portugueses Bancos sem dinheiro para pagar salários> Em Angola a situação laboral dos portugueses que se deslocaram para aquele país está a deteriorar-se. Os salários dos portugueses que ali trabalham não têm sido pagos por total insolvência dos bancos. Um técnico português com contrato assinado em Portugal com uma empresa luso-angolana não viu cumprido o compromissos da empresa. Esta semana, os portugueses quando se dirigiram ao banco para levantar ou transferir o seu dinheiro foi-lhes comunicado que não o poderiam fazer porque o banco não possuia fundos suficientes.O que está o Governo português à espera de responder com a mesma moeda e proibir quaisquer transferências bancárias de Portugal para Angola por parte dos imigrantes angolanos?
Por jes em
7/16/2009 11:11:00 AM 1 pauladas Hiperligações para esta mensagem

SEGURANÇA DE XANANA ACUSADO DE ATAQUES A MILITARES PORTUGUESES


Por JOÃO FRANCISCO GUERREIRO - TSF – 16 Julho 2009 – 08:33 (hora Lisboa)
A edição desta quinta-feira do jornal Correio da Manhã avança com a informação de que militares portugueses da GNR foram alvo de vários ataques violentos em Timor-Leste, cujo responsável é um segurança pessoal de Xanana Gusmão. No entanto, ao que a TSF apurou há duas versões destes acontecimentos.Segundo o Correio da Manhã, estes ataques violentos contra os militares portugueses da GNR serão da responsabilidade de um segurança do primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, que alegadamente chefia um grupo especialista em artes marciais.No entanto, o agente do corpo de segurança pessoal de Xanana Gusmão, conta que dois militares da GNR, à civil, o agrediram e, por isso, apresentou queixa.Uma versão diferente da participação avançada pela GNR, que também dirigiu uma queixa ao Comando das Nações Unidas, a relatar que foi chamada para resolver um acidente de viação, protagonizado pelo agente da polícia de Timor e, ao chegar ao local, os militares foram apedrejados por populares.A GNR foi obrigada a sair do local e, segundo a sua versão, durante a fuga, o segurança de Xanana disparou várias vezes contra o carro de patrulha.Nesta altura decorrem investigações internas nos dois corpos de polícia para averiguar a veracidade dos factos relatados.As duas queixas já deram origem a um processo em curso na procuradoria-geral da república de Timor Leste. A ONU está a avaliar o caso e, na próxima semana, deverá apresentar conclusões. Entretanto, limitou a GNR ao patrulhamento nocturno..
Publicada por Fábrica dos Blogs em
21:15 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

O "FORROBODÓ" EM FAVOR DO ZÉ MANEL CONTINUA!

Mais um ilustre convidado a fazer campanha "pró" Zé Manuel Durão Barroso. O Sr. Embaixador José Cutileiro, com 75 risonhas primaveras anda metido nestas m.........s, ou então saudades de quando o Zé Manel foi ministro dos Estrangeiros...

À PEDRADA É UM DESCANSO...!!!



O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, foi condenado a 100 dias de multa, a 20 euros/dia, por, em Junho de 2006, ter mandado "correr à pedrada" os fiscais do ambiente. Autarca faltou. O advogado vai recorrer.
Da nossa avença KAOS