Translator

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

ERA UMA VEZ UM ANTÓNIO... UM TRISTE DE UM PORTUGUÊS COMO OUTROS MILHÕES...


Até esta indústria está em risco de se perder...Já analisaram os portugueses no futuro ter que importar esta mercadoria, bem portuguesa, da "estranja"?

"... segundo o site espanhol 20minutos, existe uma tradição cultural e artística, em Portugal, iniciada por el-rei Luís I de Portugal em 1861, que corre o risco de vir a desaparecer.... falamos dos "caralhos das Caldas da Rainha".
-
Era uma vez ….António, depois de dormir numa almofada de algodão (Made in Egipt), começou o dia bem cedo acordado pelo despertador (Made in Japan) às 07:00h da manhã.
-
Depois de um banho com sabonete (Made in France) e enquanto o café (importado da Colômbia) estava a fazer na máquina (Made in Chech Republic), barbeou-se com a máquina eléctrica (Made in China).
-
Vestiu uma camisa (Made in Sri Lanka), jeans de marca (Made in Singapore) e um relógio de bolso (Made in Swiss).
-
Depois de preparar as torradas de trigo (produced in USA) na sua torradeira (Made in Germany) e enquanto tomava o café numa chávena (Made in Spain), pegou na máquina de calcular (Made in Korea) para ver quanto é que poderia gastar nesse dia e consultou a Internet no seu computador (Made in Thailand) para ver as previsões meteorológicas.
-
Depois de ouvir as notícias pela rádio (Made in India), ainda bebeu um sumo de laranja (produced in Israel), entrou no carro Saab (Made in Sweden) e continuou à procura de emprego.
-
Ao fim de mais um dia frustrante, com muitos contactos feitos através do seu telemóvel (Made in Finland) e, após comer uma pizza (Made in Italy), o António decidiu relaxar por uns instantes.
-
Calçou as suas sandálias (Made in Brazil), sentou-se num sofá (Made in Denmark), serviu-se de um copo de vinho (produced in Chile), ligou a TV (Made in Indonésia) e pôs-se a pensar porque é que não conseguia encontrar um emprego em PORTUGAL...
-
Talvez esta mensagem devesse ser enviada às empresas e aos consumidores portugueses.
-
O Ministério da Economia de Espanha estima que, se cada espanhol consumir 150€ de produtos nacionais, por ano, a economia cresce acima de todas as estimativas e, ainda por cima, cria um número muitíssimo significativo de postos de trabalho.Põe este “conto” a circular. Pode ser que acorde alguém.
-
À MARGEM: Foi de facto a invenção dos "caralhos" das Caldas da Rainha, ter partido de D.Luis I. O monarca era um homem de humor e fazia partidas aos seus convidados oferecendo-lhes um objecto destes. Porém já desde há séculos, que o objecto procriador existe na Tailândia, como o símbolo da criação, feito a partir de um toro de madeira e... não se assustem! Alguns com cerca de dois metros!

MALDITA COCAINA!



Uma bebida energética chamada "Simplesmente Cocaina" foi motivo, de protesto, para os activistas anti-droga, no Reino Unido, ontem.
A bebida, com imagem de frente, de uma personagem chamada "Charlie" estampada na garrafa, tem o dobro do teor de cafeína da Red Bull.
Excesso da bebida "Simplesmente Cocaina" pode desencadear problemas cardíacos.
Martin Barnes, presidente da associalão "Acabar com as drogas", está indignada em cima do nome.
Disse: "Isto é uma provocação e o intencional cinismo de marketing encoberto .
Torna à luz do dia o nome de uma droga ilegal que causa prejuízos aos humanos.
" Um porta-voz da empresa produtora da bebida informou: " O nosso produto é 100 por cento legal, que é mais do que pode ser e dito por alguns dos que se insurgem contra a bebida."
Fonte "The Sun"

O CAMARADA FIDEL TEM SETE VIDAS COMO OS GATOS!


"Uma exposição de fotografias em Havana celebra 83 anos de Fidel de Castro, uma dos quais foi obtida pelo seu filho Alex " há cerca mês e meio, durante uma conversa."
Aqui está ele com um boné azul e barba bem aparada.
Castro leva três anos sem fazer aparições públicas, quando doença o obrigou a ceder poder a seu irmão Raúl.
Fonte "El País"

PORRADA NA "MALANDRAGEM" QUE AFRONTA HUGO CHAVEZ


Um grupo de chavistas ataca meia centena de jornalistas em Caracas
Na imagem um jornalista é agredido por um grupo de seguidores de Chãvez numa rua de Caracas
Para ler o resto clique abaixo em castelhano
Un grupo de chavistas ataca a medio centenar de periodistas en Caracas
Heridos 12 informadores que repartían folletos contra la Ley de Educación impulsada por el Gobierno de Chávez
Fonte "El País"

A VACINA ASSASSINA



Recebi um mail com esta informação e confesso não ter tido tempo para verificar toda a história, mas lembrando-me das negociatas do Tamiflu quando surgiu a "terrível" pandemia das Aves e dos desejos de genocídio dos Bilderbergs, Iluminatis e outros defensores da Nova Ordem Mundial, pareceu-me que a devia divulgar. Aconteça o que acontecer NÃO tome!
A vacina será tripla. Contem mercúrio e óleo de esqualeno, que são altamente tóxicos.
Na América, a loucura já chegou ao ponto de dizerem nas Televisões que mercúrio é bom para população!
Na veia, para ser mais directo. Segundo parece a primeira vacina faz com que as hemácias caiam drasticamente, a segunda injecta o vírus, e a terceira "liga" o corpo de novo para ele começar a lutar.
Aí já é tarde, tamanha a violência do ataque dos vírus que já se multiplicaram.
Uma jornalista austríaca Jane Burgermeister, lançou um processo contra a ONU (Organização Mundial da Saúde) acusando-os de tentativa de assassinato em massa das populações do planeta, através de vacinação compulsória de uma vacina que está cheia de agentes altamente letais e tóxicos e a Novartis por genocídio e lucro com a venda da vacina.
(Detalhe: a gripe "apareceu" no México e, curiosamente, uma das fábricas da Novartis fica á 50km de onde o primeiro foco começou.)
NÃO acredite em nada que lhe dizem.
Duvide de tudo. Faça sua própria pesquisa. É real, e está a acontecer agora.http://www.davidicke.com/ http://birdflu666.wordpress.com/ (o site de Jane Burgermeister)

NOTÍCIAS DE SEXTA-FEIRA (14.08.09)

Não há assim por aí além notícias de grande interesse nacional. No próximo mês... Vai haver notícias especialíssimas em cima da venda de "galgas" na feira de mentiras, durante a campanha eleitoral. Também vai começar o torneio da Liga e temos aí (para despistar os portugueses) o jogo da bola. Como é sabido, entre os inteligentes, a bola é a alegria dos portugueses e os políticos (todos eles entenda-se), adoram que vão na "bola" deles e colocá-los uns meros: "apanha bonés" (Texto José Martins)

Mudam-se os tempos mudam-se as vontades! Há cinco séculos foram criadas as "Orfãos de El-Rei", cujo o objectivo do Grande Afonso de Albuquerque era o mandar mulheres portuguesas, de Portugal, para Goa e casá-las com homens indianos e povoar o território, demograficamente com uma sociedade luso/mista nos territórios da Índia e da Costa do Coromandel. Falhou redondamente o projecto e foi uma total desgraça para as "Filhas de Portugal". Hoje virou-se o bico ao sacho, são os indianos e os paquistaneses que vão a comprar mulheres a Portugal, para depois, com o passaporte da UE, vaguearem e se fixarem nos países da União Europeia... Não é Portugal que lhes interessa para a fixação mas o Reino Unido onde vivem uma comunidade paquistanesa e indiana,numerosa, com pequenas lojas onde vendem cigarros e jornais. Pobres "Filhas de Portugal" que não sabem aquilo que terão pela frente a troco de uma pobre mão-cheia de notas de euros:::!!! Uma total desgraça esta globalização. Ao que Portugal chegou, cujo o seu destino futuro é desaparecer a sua identidade. (Texto José Martins)
Imigrantes
Mais paquistaneses e indianos casam-se com portuguesas
Ontem5 comentários
Há cada vez menos casamentos no País, mas os matrimónios com indianos quadruplicaram e com paquistaneses duplicaram. Na esmagadora maiorias das vezes, a noiva foi portuguesa
Mais casamentos de estrangeiros

Não se acreditem no caminho seguro!!! Isto é uma estragégia do Zé Sócrates e em vista às eleições que se aproximam a passos largos!!! Aldrabice pura? Se a Europa está a braços com o desemprego... Onde está o caminho seguro? É mandá-lo colher e.... já urtigas! (Texto José Martins)
O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que os dados divulgados pelo INE, que indicam que a economia cresceu 0,3% no segundo trimestre, mostram que o Governo está num caminho seguro para sair da crise.
"Não há bem que sempre dure nem mal que perdure"... Os portugueses vão ter muito dinheirinho com a graça do Zé Sócrates!
Qual será a próxima mentira (clássica) do nosso Zé Sócrates? (Texto José Martins)
Economia portuguesa dá sinais de recuperação
A economia portuguesa inverteu a tendência de queda e registou um crescimento de 0,3 por cento no (...)


Estes já são gatos em telhado de zinco quente!
Monárquico constituído arguido
As autoridades interrogaram dois suspeitos que na segunda-feira furtaram a bandeira da Câmara de Lisboa, trocando-a por uma monárquica. Rodrigo Moita de Deus foi constituído arguido. (Vídeo no final do texto) Filipe Santos Costa, Hugo Franco e Rui Gustavo



A "galga" do dia! Ai filho com as mentiras não me enganas tu... !!!
Sócrates diz que o Governo está no caminho certo
O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que os dados divulgados pelo INE, que indicam que a economia cresceu 0,3 por cento no segundo trimestre, mostram que o Governo está num caminho seguro para sair da crise.

MEDINA CARREIRA NA SIC


Medina Carreira: Portugal é um grande caso BPN
Em entrevista à SIC Notícias, Medina Carreira, ex-ministro das Finanças, compara o país ao caso
BPN , considerando que quem entra na política procura fazer negócios.
Medina Carreira defende que é vital promover o investimento externo
O ex-ministro das Finanças, Medina Carreira, teceu ontem duras críticas à classe política em Portugal e fez uma anologia ao caso
BPN , sublinhando que quem entra no mundo político quer concretizar negócios.
"É para empregar os primos, os tios, para fazer negócios de auto-estradas e outras coisas no género. Portugal hoje é um grande BPN", afirmou o responsável, em entrevista à SIC Notícias.
"Sempre que um partido em Portugal tem maioria absoluta, os deputados ficam reduzidos a zero. Se tem maioria relativa, há estas contendas brutais em que o PSD está metido. E, portanto, degladiam-se para ver se têm acesso aos lugarzitos que restam", acrescentou.
Medina Carreira apontou ainda o dedo às propostas eleitorais dos partidos, que falham na questão do investimento externo que será a chave para a recuperação do país.
"Tem que se ver no terreno, [se a falta de investimento estrangeiro] é por causa dos ordenados, das leis laborais, da burocracia, dos tribunais, dos corruptos. O Governo deveria fazer um inquérito para saber porquê que é que isto acontece e depois propôr as medidas", concluiu.
Expresso
Grafismo José Martins

PORTUGAL: A LEI DO SARRAFO


Luís Proença, advogado e cabeça de lista do PSD à Assembleia Municipal de Alcochete
Agressões Política à moda de Alcochete > Os insultos pessoais e a guerra de blogues têm marcado a campanha eleitoral à Câmara de Alcochete, mas na madrugada de ontem, nas Festas do Barrete Verde, os ânimos entre candidatos do PSD e da CDU aqueceram e entraram na agressão física, com os dois a confirmarem que foram assistidos no hospital.Luís Proença, cabeça-de-lista do PSD à Assembleia Municipal, e Jorge Giro, actual líder de bancada da CDU e candidato a vereador, foram os intervenientes num episódio que, segundo Jorge Giro, "nada teve de político". O candidato comunista garante que tem sido vítima de insultos e provocações por parte de Luís Proença, que, alegadamente, atingiam também membros da sua família. Os dois encontraram-se nas festas do concelho e Luís Proença foi agredido pelo candidato da CDU, tendo de dirigir-se ao Hospital do Montijo. O PSD fala em agressão gratuita, mas Jorge Giro garante que apenas se defendeu: "Ao cruzar-se comigo, Luís Proença insultou a minha família e deu-me um encontrão que me obrigou a ir ao hospital."O líder da bancada comunista salienta que em 41 anos de vida esta foi a primeira vez que agrediu alguém fisicamente, mas garante que o que está em causa é a sua vida pessoal e não os cargos políticos que ambos ocupam.Pedro Nogueira, director de campanha do PSD à Câmara Municipal de Alcochete, acredita que as motivações da discórdia são meramente políticas. "Alcochete está habituado a que o PSD não tenha força política, mas há um ano que o partido tem mostrado ser um adversário à altura da CDU, principalmente desde a polémica à volta do caso Freeport, que ajudou a transformar o PSD no principal opositor ao poder."Há 19 anos à frente da autarquia (com um interregno de quatro), a CDU recusa-se a ver o PSD como uma ameaça. "Estou de consciência tranquila e não acredito que esta polémica tenha efeitos nas eleições. A CDU vai continuar como a principal força em Alcochete", garante Jorge Giro. Luís Proença garante que vai apresentar uma queixa-crime - à qual Jorge Giro promete responder.
Por jes em 8/13/2009 02:32:00 PM 0 pauladas Hiperligações para esta mensagem

O REI DE ESPANHA VISITOU A MADEIRA


Sua Muito Católica Majestade, o Rei D. Juan Carlos visitou o Arquipélago da Madeira, lacuna agora colmatada, dos seus tempos de juventude em Portugal e dos seus posteriores afazeres de Estado.
Juanito, para os amigos, mostra-se sempre simpático para com Portugal e os portugueses – e também não tem razão nenhuma para não o ser – fala português, uma coisa quase impensável para um espanhol e sobretudo num castelhano, e pensamos que tem ganho jus à consideração geral como homem e como estadista. Excedeu até as expectativas quando mandou calar aquele senhor que dá pelo nome de Chávez.
Por isso não há razão nenhuma de ordem pessoal para que o monarca de cerca de três quartos da antiga Hispânia não seja bem recebido no antigo reino de Portugal e dos Algarves.
Quando, porém, as questões de Estado se intrometem nas visitas oficiais e nos passeios o caso muda de figura.
E quando fôr caso disso os nossos representantes têm que pôr a coluna erecta, levantar o queixo, olhá-lo nos olhos e dizer-lhe o que for de justiça.
Durante a visita à Madeira decorreu o aniversário da banda de música de Câmara de Lobos, onde actuou a banda local e …. a filarmónica de Olivenza (com “z”). Este evento foi promovido pela Secretaria de Estado Regional dos Assuntos Culturais.
Ora tal facto, à luz do diferendo que existe desde 1801/7 relativamente à ocupação ilegal daquela antiga e portuguesíssima vila – onde os espanhóis de resto, não têm razão alguma – só pode ser considerado uma provocação,ou uma distração de mau gosto.
Aliás, de Espanha poderia ter vindo uma banda de 30000 localidades diferentes, mas escolheu-se a de Olivença. Não foi certamente por acaso. Moncloa sabe do seu ofício e é pena é que do lado português andem todos aparentemente a dormir na forma e ninguém faça o trabalho de casa.
Vejamos: a questão de Olivença é sistematicamente ignorada em todas as cimeiras luso-espanholas (e não ibéricas, um erro elementar!) que se realizam todos os seis meses - a próxima vai ser em Elvas.
Mas curiosamente o primeiro ministro Zapatero escreveu uma carta à direcção dos Amigos de Olivença (GAO) – patriótica associação constituída em 1938, e que desde então luta denodadamente pelo retorno de Olivença à sua Pátria – exortava o GAO “a participar positivamente na resolução do assunto”[1].
Mais tarde constituiu-se em Olivença o fórum “Além Guadiana” de iniciativa local para promover actividades de cariz cultural.
Mas como se mostraram, de um modo geral favoráveis a Portugal, tal não terá agradado às autoridades espanholas, que logo se moveram contra aquelas “irreverências”.
No passado dia 11 de Julho, deram-se até ao desplante de inaugurar um busto dessa figura sinistra que foi Manuel Godoy – principal carrasco da Olivença portuguesa – numa das salas da Torre de Menagem do Castelo daquela vila, mandado construir por … D. Dinis.
Do lado de cá da raia, vários autarcas de municípios vizinhos, continuam a fazer e a dizer uma série de disparates, pois não há maneira de entenderem que se têm que desenvolver juntando-se à costa portuguesa, e não ao lado de lá da fronteira. É que no fim de serem chupados, os caramelos espanhóis, deixam sempre uma grande amargo de boca...
Ora na Madeira a coisa fia ainda mais fino: os nossos “hermanos” – manda a boa higiene e os bons costumes que os irmãos quando crescidos, devem viver em casas separadas – ainda alimentam reivindicações espúrias sobre as ilhas Selvagens e não devem gostar nada de actos de soberania portuguesa, como foi a recente visita de Jaime Gama,em Maio deste ano, enquanto presidente da Assembleia da República, àquele pedaço de território de grande importância estratégica .
E em tudo o que os espanhóis façam ou intentem, nós devemos desconfiar e é lamentável que os portugueses passassem a esquecer rapidamente os seus “segredos de família” e a andar com as “guardas” em baixo.
A banda de Olivença permaneceu quatro dias no Arquipélago e deu dois concertos, juntamente com a “Banda Recreio Camponês” de Câmara de Lobos: só fazia sentido recebê-la não como espanhola mas como indo de território português… Mas tudo passou despercebido entre autoridades, população e meios de comunicação social.
Curiosamente, ou não, lá apareceu mais uma sondagem cretina, feita pela Universidade de Salamanca e publicitada pelo “El Pais” (tido como próximo do PSOE), em que se afirma que percentagens elevadas de portugueses e espanhóis pretendem a (maldita da) União Ibérica.
E houve até um conhecido banqueiro português que veio afirmar a necessidade de “amalgamar” tudo o mais possível.
Já não chegavam os grotescos Saramago e Mário Lino, se auto proclamarem traidores – ao dizerem-se iberistas! O segundo sendo ministro, continuou no governo; ao primeiro ofereceu-se-lhe uma fundação, paga com dinheiros públicos e com sede na casa dos bicos, moradia do grande Afonso de Albuquerque, que deve andar a ranger os dentes no túmulo.
Noutro âmbito é ainda de reter que o Arquipélago da Madeira é aquele que pode, verdadeiramente, fazer concorrencia em termos de turismo às ilhas Baleares e sobretudo às Canárias. E é curioso (e lamentável!) que a única ligação marítima entre o Continente e o arquipélago seja feita entre Portimão e o Funchal por um ferry boat … espanhol.
Afinal o “manicómio em autogestão”não acabou nos tempos do famigerado PREC.
[2]
João José Brandão Ferreira
TCor/Pilav (Ref)

Prometam só o que podem cumprir


O nosso confrade Miguel Reis tem toda a razão nas queixas que faz sobre o sistema eleitoral que vigora no nosso país.
Mete-se pelos olhos dentro que esta coisa dos Partidos poderem cozinhar a seu bel-prazer as listas de deputados, incluindo nela quem muito bem entenderem, não pode continuar.
Não terem em linha de conta a opinião dos cidadãos eleitores, metendo alí gente que ou é estranha ao círculo eleitoral pelo qual concorrem, ou então está envolvida e acusada em processos criminais que estão em curso, parece-me altamente reprovavel.
Assim não pode ser!
Assim só mostram que o que querem são parelhas de animais de tiro - calmos e obedientes - e não gente que se preocupe com os destinos da Nação!
Em países da União Europeia, como a Inglaterra, por exemplo, um deputado candidata-se por um determinado círculo e fica responsável perante os cidadãos que o elegeram.
Se por qualquer razão os eleitores não gostarem da sua actução no Parlamento, é certo e sabido que na próxima eleição já não votam nele.
E o mesmo devia ser por cá!
Faz algum sentido que, pelo círculo eleitoral de Faro, apareça o nome de João Soares?
Nada tenho contra o senhor, que até se esforçou e muito quando foi presidente da Câmara de Lisboa, mas como ele nem sequer é algarvio, como é que vai ter sensibilidade para pugnar no Parlamento pelos interesses dos seus eleitores algarvios?
Não haverá, porventura, em Faro gente que conheça bem os problemas locais e fique assim melhor habilitado para representar aquela comunidade, sem que isso possa representar uma quebra de solidariedade partidária?
Tenho a certeza de que há!
Também não nutro simpatias por Ferreira Leite.
Como Ministra da Finanças de Durão Barroso teve um desempenho tão inflexível, duro e implacável que provocou a queda de dois sucessivos governos!
Como é que vamos acreditar na mensagem que aparece agora sob a sua fotografia nos cartazes do PSD
- Olhem por que mais precisa - (!?!) Se a senhora ficou, de repente, desmoriada, nós não!
Depois não apresenta uma única ideia própria para nos motivar.
Limita-se a dar conselhos ao Governo - Prometam só o que podem cumprir - (!?!). Mas afinal, o que é isto!?!
Que diabo de progama é que nos pedem para sufragarmos?
Pedem um cheque em branco ou pretendem um tiro no escuro?
Já sei onde vou votar, sim, mas não em Ferreira Leite. O seu jogo é apostar tudo no desgaste de Sócrates e não se comprometer com coisa nenhuma. Algo do género - Isso, depois, se verá...
- Ora assim, não caros senhores (os que estão por detrás de Ferreira Leite, pois sabiam que se aparecessem com as próprias caras, ficavam de fora!). Era por Pacheco Pereira como deputado que ansiavam os Portugueses?
Como diria o Solnado - 'tá-se mêmo a ver, não 'tá-se?
-...Só sobra mesmo Paulo Portas e o CDS-PP.
O seu grupo parlamentar foi aquele que melhor e mais produtiva oposição fez ao Governo no Parlamento durante toda a legislatura.
E agora continua a ser o líder pol.
O PCP continua agarrado ao marxismo-leninismo e dali não sai.
O BE mantem-se sob a optica trotskista e recusa dar a cara a suportar um governo PS!
Votos nestes, para quê?
Fartos de ouvir dizer mal do governo estamos nós e não precisamos de altifalantes que nada mais fazem do que dizer mal.
Mas fazer algo que se possa criticar ou aplaudir?...
isso é que era bom!
Que cada uma aproveite bem o tempo que resta para meditar.
Nunca como agora uma Eleição Legislativa foi tão importante.
Cordialmente José Pires

“Eu acho que eles deviam pagar do bolso deles”


Lisboa é linda!!!
Li à minha amiga o comentário da minha filha ao texto sobre a entrevista a Santana e a Costa: “Haverá diferença entre as palavras e os actos de uns e os actos e as palavras de outros? Gosto mais de ti e da tua amiga”.
E logo a minha amiga, desembestada, sem me dar ocasião a repontar, no orgulho de quem se acha com o exclusivo dos saberes:
- Eu acho que eles deviam pagar do bolso deles. Não é que fosse o Santana! Todos fizeram despesas estúpidas, de país rico. Acho um escândalo, tão grande, tão grande, tão grande! Nunca se pôs a hipótese de alguém ser castigado. Fizeram tudo como se estivessem num país rico. É assessora p’ra isto, assessora p´r’àquilo! E os prédios lá ficaram, todos a cair, e as instalações eléctricas completamente perigosíssimas, naqueles prédios podres. Há muito prédio podre! É o Santo António que os protege. E depois há a outra parte rica. Metade, metade.
Timidamente lembrei as favelas do Rio, como termo de comparação, e informei que os da parte rica também se queixam, da falta de verde, da falta de limpeza, da poluição dos carros... Não quis ouvir.
- Gostaria de saber qual foi o melhor presidente da Câmara.
- Nuno Abecassis?
- Não sei se foi melhor mas trabalhou com menos mordomias. Eles são os primeiros a reconhecer que não prestam, eles dizem isso, essa é que é uma verdade. Deviam ter feito mais. Lisboa é de facto uma cidade original. Deixaram degradar. Eu, quando ia de autocarro, fartava-me de olhar para os prédios. Está tudo muito estragado. Uma cidade com o Tejo a seus pés!
Eu também costumava olhar, no tempo em que por lá andava, via o típico das ruelas, mas as roupas nas varandas sempre me envergonharam. Uma capital com tanta lavagem de roupa suja à mostra! Não achava graça.
E os Jardins de S. Pedro de Alcântara, onde levava os alunos para lerem as descrições de Lisboa n’ “Os Maias” sob esse ângulo! Tudo sujo das folhas caídas, mas tão belo! Tudo tão belo e tão em ruínas!
Mas as ruínas vão progredir, pois em alguma coisa merecemos ter progresso.
No fundo, todos damos razão a Medina Carreira quando refere que os governos aqui se processam, numa alternância partidária de colocação dos familiares e amigos dos governantes. A maioria entrou pobre e saiu rica. E Medina Carreira apresenta números.
As nossas ruínas são para continuar.

Berta Brás -
heroisdomar@vozdecardigos.com