Translator

sábado, 19 de setembro de 2009

SEM COMENTÁRIOS DAQUI


-
Polémica: Magistrado da Casa Pia com carreira congelada
Juiz vítima de “retaliação política”
-
A decisão do Conselho Superior da Magistratura (CSM) de congelar a atribuição da nota de ‘Muito Bom’ ao juiz Rui Teixeira até que haja uma decisão final sobre o pedido de uma indemnização ao Estado por parte de Paulo Pedroso, ex-arguido do processo Casa Pia, ressuscitou a questão da "politização" e "partidarização" do órgão de gestão e disciplina de juízes.
-
A decisão inédita, suscitada por três vogais nomeados para o CSM pelo PS, apanhou muitos magistrados de surpresa, que admitem nunca ter tido conhecimento de um caso semelhante. Até Calvão da Silva, um dos vogais do Conselho que não esteve presente na reunião em que o ‘congelamento’ foi decretado, manifestou-se surpreendido ao CM. "Neste mandato nunca houve nenhuma decisão paralela", limitou-se a dizer, revelando, porém, que na próxima reunião irá pedir esclarecimentos.
-
São cada vez mais as vozes críticas à actual composição do Conselho – integrado por membros nomeados pela Assembleia da República, Presidente da República e juízes –, mas poucos são os que dão a cara, devido ao dever de reserva que é imposto aos juízes. Um magistrado contactado pelo CM, que solicitou o anonimato, não tem dúvidas de que a decisão de congelar a avaliação de Rui Teixeira se trata de uma "retaliação política", lembrando mesmo que o Conselho também impediu o ex-juiz da Casa Pia, que mandou prender seis arguidos, de depor no processo de Paulo Pedroso contra o Estado como testemunha do Ministério Público. Um processo que está ainda no Tribunal da Relação, que pode demorar anos a estar terminado, mas do qual o ‘Muito Bom’ de Rui Teixeira está agora dependente.
SAIBA MAIS
CONSELHO
O Conselho da Magistratura é o órgão com competência de nomeação, colocação, transferência e acção disciplinar sobre os juízes.
17 elementos, dos quais apenas seis magistrados eleitos pelos seus pares, integram o Conselho Superior da Magistratura.
RUI TEIXEIRA
Esta é a segunda decisão do CSM desfavorável a Rui Teixeira: antes, foi impedido de depor no processo de Paulo Pedroso contra o Estado.
VOGAIS
O Conselho é composto por vogais designados pela Assembleia da República, pelo Presidente da República e por magistrados.
PEDROSO PEDIU INDEMNIZAÇÃO DE 600 MIL EUROS
Paulo Pedroso, então deputado socialista na Assembleia da República, foi detido pelo juiz Rui Teixeira em pleno Parlamento no dia 21 de Maio de 2003. Ficou em prisão preventiva por suspeitas de abusos sexuais de crianças e foi solto em Outubro do mesmo ano por decisão do Tribunal da Relação de Lisboa. Foi formalmente acusado de 15 crimes, mas a juíza de instrução decidiu não levar o ex-ministro a julgamento, decisão mais tarde confirmada pela Relação. Pedroso interpôs então uma acção cível contra o Estado a reclamar 600 mil euros de indemnização, alegando ter estado preso ilegalmente.
ELEIÇÕES NO SUPREMO EM NOVEMBRO
Noronha Nascimento é para já o único candidato à presidência do Supremo Tribunal de Justiça, cuja eleição está marcada para Novembro. Por inerência, o conselheiro preside também ao órgão de gestão e disciplina dos juízes, integrado por magistrados e membros designados pelo Presidente da República e do Parlamento.
RECURSO HÁ UM ANO NA RELAÇÃO
O Ministério Público recorreu da decisão do Tribunal Cível de Lisboa, que decidiu atribuir uma indemnização de 130 mil euros a Paulo Pedroso no âmbito do processo Casa Pia. A sentença já tem mais de um ano, e desde essa altura que o recurso se encontra na Relação de Lisboa, tendo sido distribuído à 6ª secção. No entanto, segundo apurou o CM, este processo ainda não tem projecto de acórdão.
DISCURSOS DIRECTOS
"FORTEMENTE POLITIZADO": Rui Rangel, Pres. da Associação Juízes pela Cidadania
Correio da Manhã – Como é que interpreta o congelamento da nota de Rui Teixeira?
Rui Rangel – Não há nenhuma justificação para fundamentar o congelamento de uma classificação. Há aí razões do ponto de vista ideológico, do ponto de vista partidário, de tentar sancionar um juiz só porque teve um determinado processo e porque esse processo teve um determinado andamento.
– O Conselho está politizado?
– Hoje temo que o CSM já esteja fortemente politizado... Era só o que faltava que a carreira de um magistrado fosse sancionada ou melhorada por razões de política partidária. É inacreditável que isso possa acontecer.
"FALTA TRANSPARÊNCIA": António Martins, Pres. Associação Sindical dos Juízes
Correio da Manhã – Como é que reage a esta decisão?
António Martins – Não conheço os fundamentos e é essencial que sejam públicos para que possamos saber em que medida o nosso estatuto de independência está colocado em causa. Há uma falta de transparência inaceitável e inadmissível.
– É uma decisão inédita?
– Para mim é absolutamente inédita... Não estando a correr nenhum processo disciplinar, não percebo quais são os fundamentos para uma nota ficar suspensa.
– A questão foi suscitada por vogais nomeados pelo PS...
– A questão da partidarização do Conselho, mais do que a politização, é preocupante.
NOTAS
NORONHA: PRESIDENTE
Luís Noronha Nascimento, de 65 anos, foi eleito presidente do Supremo Tribunal em 2006 e por inerência preside ao Conselho da Magistratura. Antes tinha perdido para Nunes da Cruz
PLENÁRIO: TERÇA-FEIRA
O plenário do Conselho Superior da Magistratura reúne-se novamente na próxima terça-feira. A polémica de Rui Teixeira deverá voltar a ser abordada
VOTAÇÃO: DOIS CONTRA
Na polémica decisão de suspender a nota ‘Muito Bom’ atribuída por um inspector a Rui Teixeira, dois juízes, José Manuel Duro e Rui Moreira, votaram contra

Ana Luísa Nascimento
Do Correio da Manhã com o devido respeito.

O QUE O MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS INGLÊS (BFO) RECOMENDA

Coisas interessantes para o português saber o que os ingleses, nossos parceiros da UE, pensam do nosso país
-
Portugal
Ainda corrente em
: 19 de Setembro de 2009
A actualização de: 11 de Setembro de 2009

Este conselho tem sido revisado e relançado com uma alteração para a secção de Crime. O nível geral do conselho não foi alterado.•
Conselhos de viagem para este país •Viagens•
Resumo de Viagens•

• Não foram confirmados casos humanos do vírus H1N1 - gr
ipe suína em Portugal. Se está preocupado com o surto, não há um número específico de telefone, gratuito, para cidadãos britânicos no exterior: (+44) 207 928 1010. Há também relatos de casos humanos confirmados na Espanha, que partilha uma fronteira com Portugal. As autoridades Portuguesas de Saúde estão aconselhando quem tem sintomas de gripe entre em contacto com o Ministério da Saúde de assistência, Saúde 24, em 808 24 24 24. Veja a secção de Saúde para mais informações.•

• Há uma ameaça subjacente do terrorismo. Os ataques podem ser indiscriminado, inclusive em lugares frequentados por estrangeiros e viajantes estrangeiros.


• Um número de cidadãos britânicos têm sido vítima de um crime sexual grave, no Algarve este verão. Para mais informações consulte a secção sobre o crime.

Cerca de 2.254.300 turistas britânicos visitam Portugal todos os anos (Fonte: Português Instituto Nacional de Estatística (www.ine.pt). A maioria das visitas são livres de problemas. 397 cidadãos britânicos necessária assistência consular em Portugal no período de 01 de Abril de 2008 - 31 de Março de 2009 para os seguintes tipos de incidentes; mortes (208 casos), internamentos hospitalares (91 casos); e prisões, para uma variedade de razões (22 casos). Durante esse período foi também a assistência solicitada em matéria de passaportes perdidos ou roubados (612 casos). Vocês deve estar alerta para o risco de pequenos furtos. Veja a secção de crime desta conselhos para obter mais detalhes. Se precisar de contactar os serviços de emergência em Portugal chamada para o 112.

• Há uma exigência legal para você mostrar alguma forma de identificação (ou seja, seu passaporte) se for solicitado pela autoridade policial ou judiciária, especialmente se você pretende conduzir em Portugal. Veja a secção Geral do estes conselhos para obter mais detalhes.

• Recomendamos que você obtenha de viagem abrangente e seguro médico antes de viajar. Você deve verificar para quaisquer exclusões, e que sua política de cobre para todas as atividades que pretende realizar. Veja-Geral (Seguros) secção deste conselho e seguro de viagem para obter mais detalhes.

Protecção e segurança

Terrorismo

Há uma ameaça subjacente do terrorismo. Os ataques podem ser indiscriminado, inclusive em lugares frequentados por estrangeiros e viajantes estrangeiros.

Para obter mais informações gerais consulte o terrorismo no exterior.

Crime

Crime permanece comparativamente baixo em Portugal como furtos, roubando bolsas e roubo de carros são cada vez mais comum em áreas turísticas. Cuide de seus pertences em todos os momentos. Não deixe sua bolsa na cadeira ao lado de você ao comer ou tomar uma bebida em um café ou restaurante. Não pendurá-lo na parte traseira de sua cadeira ou deixá-la autónoma sob a mesa. Os ladrões geralmente trabalham em grupos e criar distracções, com o objectivo de roubar.

Houve também um aumento no número de roubos relatados passaporte. Lembre-se de seu passaporte é um documento valioso. É caro para substituir e pode levar a complicações graves se a sua identidade é posterior utilização fraudulenta.
-
Deve informar a perda ou roubo de seu passaporte imediatamente à polícia local e obter um relatório da polícia. Você vai precisar do relatório para fins de seguros e para obter um documento de viagem de substituição do Consulado. Para mais informações sobre a substituição de um passaporte roubado ou perdido, consulte a página do passaporte do site FCO.

Passaportes, cartões de crédito, bilhetes de viagem e dinheiro não deve ser realizada em conjunto bolsas e bolsos. Pouparem dinheiro e os objectos de valor guardá-los em um lugar seguro. Não deixar qualquer valor em um carro automático. Lembre-se que com matrícula estrangeira e aluguer de carros são frequentemente alvo de ladrões.
-
Grupos de ladrões na região de Lisboa estão a ser reportados danificar os pneus, especialmente os de carros de aluguer, e em seguida, roubar pertences pessoais dos carros após o condutor parou para trocar o pneu. Se você é abordado por alguém alertando-o que você tem um pneu furado, não pare, tranque as portas do carro e chamar a empresa de aluguer de carros de assistência
-
Português polícia recomendar janelas do carro e as portas estão fechadas e trancadas em todos os momentos ao dirigir à noite, em centros urbanos. Os pedestres são aconselhados a não usar jóias ou relógios valiosos em áreas publicas
-
Os ataques pessoais, incluindo agressões sexuais são frequentes. No entanto, você deve estar alerta para a disponibilidade e possibilidade de utilização de "estupro e outras drogas, incluindo" GHB "e ecstasy líquido. Você deve comprar suas próprias bebidas e mantê-los de vista em todas as vezes para se certificar que não pode ser enriquecido.
-
Viajantes Feminino em especial, devem manter um alto estado de consciência pessoal durante o seu tempo em Portugal. Esteja ciente de que o álcool e as drogas podem levar você a ser menos alertas, menos no controle e menos conscientes do seu ambiente.
-
Se você estiver indo para beber, conhecer seu limite e lembre-se que as bebidas servidas em bares no exterior são muitas vezes mais forte do que no Reino Unido. Evitar a divisão de seus amigos, e não sair com pessoas que você não conhece. Para mais informações consulte geral de estupro e agressão sexual no Exterior.•
-
Para obter mais informações gerais consulte as Vítimas de Crime no Exterior.
Fonte: British Foreign Office - Tradução Google com ligeira revisão.

DE BARRIGA VAZIA

Do blogue "Alto Hama", clique abaixo para ver o original

Sócrates quer portugueses não socialistas a pensar com a barriga que sabe estar vazia!

"Manuela Ferreira Leite voltou a referir-se ao medo, mas o único medo que eu sinto nas ruas é o medo de muitos portugueses que isto regresse ao passado”, afirmou hoje José Sócrates, primeiro-ministro de Portugal, num almoço muito participado em Buarcos (Figueira da Foz).

Se calhar os socialistas, ou pelo menos os socialistas deste PS, têm razão. Mas se eu e mais 600 mil portugueses regressássemos ao passado teríamos, ao menos, emprego.

E se hoje esses empregos são uma miragem, em grande parte se deve tanto à acção do governo socialista como à inaccção do governo... socialista.

O primeiro-ministro de Portugal, também secretário-geral do PS, teima em tratar os portugueses de segunda (todos os que não são do PS) como matumbos. Se calhar até terá alguma razão, tal é a carneirada que por aí se vê.

As promessas que agora faz, sem ter cumprido as que fez quando queria chegar ao poleiro, são prova inequívoca de que ele acredita que pondo os portugueses a pensar com a barriga, conseguirá nova vitória.

De facto, são cada vez mais o que pensam com a barriga. Desde logo porque entre Agosto de 2008 e igual mês deste ano os centros de emprego portugueses registaram, em média, um novo desempregado a cada quatro minutos...

Este José Sócrates é o mesmo que pôs os pensionistas com 500 euros a pagar IRS, que deu os mais baixos aumentos de pensões de que há memória na democracia, que recusou melhorar o subsídio de desemprego para os casais em que marido e mulher perderam o posto de trabalho e que recusou alargar o subsídio de desemprego para os jovens que há um ano tinham contrato e agora não têm.

José Sócrates devia ter "vergonha" (coisa que ele não sabe o que é) das promessas que fez e não cumpriu nos mais de quatro anos de Governo.

A GRANDE CEGADA


-
“Segundo o dicionário Ilustrado da Língua Portuguesa: cegada bando de mascarados que, no Carnaval, pedem pelas ruas à maneira de cegos; multidão de cegos; trapalhada”
-
Cegadas é aquilo que tenho verificado no dia-a-dia no decorrer da campanha eleitoral para as legislativas.
-
Ontem em Coimbra surgiu Manuel Alegre, ao lado de José Sócrates a dar-lhe uma "mãozinha" de apoio.
-
Ora Manuel Alegre é um político (que vai vivendo à conta dela desde o 25 de Abril) que faz as festas, toca a música e deita os foguetes.
-
Nenhum português lhe conhece, desde o 25 de Abril de 1974, obra e tem-se limitado seguir na “rabuja” daqueles que nunca, como ele, fizeram obra que se lhe batessem palma.
-
Ontem Manuel Alegre, o tal inveterado rebelde (velho birrento) do Partido Socialista lá esteve a dar o “empurrãozinho” a José Sócrates para salvar a “asfixia democrática” , em Portugal e afirmou (claro) a pés juntos o seu, divinal apoio, a José Sócrates.
-
Ele Manuel Alegre, ontem em Coimbra, apoiou-se, poeticamente, nas figuras de Miguel Torga, Fernando Vale, António Portugal, António Arnaut e Fausto Correia.
-
E gritou, em voz rouca (a idade até a voz leva aos velhos) que estava em Coimbra pelos citados.
-
Teve o Manuel Alegre uma ovação espontânea, como é natural, dos seus velhos camaradas de armas, da poesia e das jantaradas coimbrãs onde na ementa não faltava, a tradicional carne, de cabra velha, dura como os "cornos" do animal, a que lhe deram o nome de “chanfana”.
-
O Manuel Alegre afirmou ter tido a honra de ser o cabeça-de-lista do PS por Coimbra e que não o era por vontade própria, e ali se encontrava para afirmar a sua unidade ao PS e para vencer o PSD e impedir que venha um Governo da direita que rompa as políticas sociais e instaure um Estado mínimo para os pobres e um estado de “poderosos”.
-
Faltou, apenas, que Manuel Alegre recitasse um dos seus poemas, pátrios e nas estrofes cantasse Camões.
-
São de sobra conhecidas as manobras políticas de Manuel Alegre que ontem correu na campanha para a presidência da república, zanga-se com o PS e depois volta novamente em tempo que vê que pode facturar algo.
-
Na política existe o oportunismo e este vem de uns “tipos” que se escudam na democracia, no direito que assiste aos pobres, da asfixia social e de outras “tretas” quando eles são pertença da rusga que formam o cortejo da cegada (cegos não são eles), mas julgam cegos de vista e de inteligência aqueles que ouvem as suas “aldrabices” em Praça Pública.
-
Apetece-me mandar o Manuel Alegre recitar poemas (não ao Camões) mas ao C*******.
José Martins

O PAPÁ LÁ SABE...!!!

Retrocesso
Berta Brás

“O papá já é crescido e ele é que sabe o que quer para mim e o que não quer”.

U
ma frase com quatro proposições, da minha neta de quatro anos de quem já falei, e que revela uma correcta construção discursiva, acompanhando um pensamento que o próprio Confúcio não desdenharia.

É claro que lhe não pertence – ou a ouviu na escola ou em casa - mas, para além da rapidez com que foi perfeitamente articulada, admirei a sua actualidade em termos políticos, não segundo um ideal democrático, note-se, mas segundo uma visão de mando e de comando que em todos os partidos se tem verificado – o quero, posso e mando que a todos convém, sob a capa de um objectivo pelo bem comum: os papás são crescidos, eles sabem o que convém aos “filhotes”, segundo terminologia hipocorística dos afectos familiares dos nossos tempos.

E o bem comum, por todos destacado com arreganho, leva a que todos se batam entre si, para defenderem as suas propostas como superiores às dos outros em importância e alcance, baralhando os dados, menos preocupados, talvez, com a comunidade, do que com a conquista do seu lugar no poder.

Eu acredito, todavia, na preocupação de alguns pelo próprio país, que me parece escorregar miseravelmente para um beco sem saída, no atropelar de direitos dos cidadãos a que temos sido submetidos neste primeiro mandato socialista, corolário de muitos outros mandatos da mesma igualha ideológica, mas, apesar de tudo, de maior respeito humano do que este, que se tem divertido a vilipendiar uns e a enaltecer outros a quem se permite o acumular de fundos tantas vezes resultantes de falcatruas de vária ordem, institucionalizada a fraude, a corrupção, a trapaça e a desvergonha.

Mas a maioria dos comentadores políticos não ajudam ao enveredar por vias mais honestas, divertindo-se a desmistificar as intenções dos que parecem mais credíveis, mas que são demasiado rígidos para a nossa massa humana, formada por um povo cada vez mais resvalando num caminho de degradação, pelo “facilitismo” cultural e ético a que tem sido submetido, numa impreparação e falha de princípios de que nunca mais recuperaremos.

Esses, os que parecem sérios e bem formados, são rotulados de retrógrados, para gáudio dos espertos e lição dos medíocres, instalados na aparência de um viver suficientemente confortável pelas esmolas que vão recebendo, ignorando os que perderam o seu trabalho e o seu direito a uma vida decente.

As sondagens indiciam essa satisfação, no nosso país de pedintes, a esmola tudo cobre com o seu manto de rosas milagreiras. Indiferentes aos males, indiferentes a uma nação de que fazem parte no degrau ínfimo da sua escala, não pensam em recuperação inteligente, em esforço comum, como outros países mais cultos duma Europa a que não pertencemos, nem com os TGV da nossa hipoteca cada vez mais absurda.
“O papá é que sabe o que quer para nós.” Berta Brás

É MESMO DE TER PENA DA CAROLINA DE MÓNACO




Carolina de Mônaco se distancia do Ernesto
Embora o príncipe tenha perdido 20 quilos, foi submetido a terapia para superar os efeitos das "pielas" contínuas, passou o verão separado da Carolina.
Voltou a viver em Mônaco com a filha Alexandra.
-
P.S. A Carolina de Mónaco continua a ser uma infeliz nos casamentos.
Uma princesa triste... Já vai no terceiro marido, não sei com quantos namorados.... Não sei se o defeito é dela ou se os maridos não funcionam mesmo...
O defunto Stefano (macho italiano) diziam que era o homem da sua vida e da cama...
Apagou-se num desatre. Vamos lá saber, mais adiante qual o homem que se segue!
Não se julgue por aí que a vida de uma princesa que é coisa fácil...
José Martins (Com muita pena da Carolina)
-
Junho de 1978 e dezembro 1983
Com apenas 21 anos, Carolina enfrentou sua família ao se casar com um homem mais velho (e pelintra) que ela e reputado playboy Philippe Junot O casal se divorciou dois anos depois.



Depois de manter alguns romances secretos; entre eles com o tenista Guilherme Villas se viria a casar com o italiano Stefano Casiraghi, de cujo casamento lhe nasceram três filhos: Andrea, Carlota y Pierre.
Em 1990, enviuvou depois de um trágico accidente, aquático, que roubou a vida ao italiano e sem a Carolina ter cumprido o sonho de se casar com Stefano pela Igreja Católica. Já viúva foi vista com o actor Vincent Lindon.



Rumores dão com0 certo o divórcio com o Príncipe Ernesto .
O principado não se pronunciou sobre a ruptura.
Resta saber se esta é uma separação temporária ou o processo de reintegração de Ernesto ocorreu quando não há solução no seu casamento com Caroline, cansado de seu marido, irascível, ainda.
Esta é uma das primeiras fotos do casal.
Ele ainda estava casado com a Chantal Ochuli.
O Ernesto sofre de problemas, viciado em bebidas alcoólicas, irrita-se e ferve em pouca água.

Fonte: Diez Minutos

ISTO É MESMO MUITO BOM!!!

CARMINDICES


Carmindo Mascarenhas Bordalo*



QUEM DORME COM CÃES ACORDA COM PULGAS (OU LOUÇÃ À ESPREITA...)


> O inacreditável episódio da vigilância que o Presidente da República terá sofrido por parte do Governo é um reflexo do que acontece a quem não tem princípios.
Cavaco Silva contribuiu para derrubar um governo do PSD, ajudando o seu novel amigo Jorge Sampaio, só para satisfazer a sua ambição presidencial.

Depois passou por cima de todo o seu passado e do interesse nacional para ajudar Sócrates a manter-se no poder, não obstante a desgraça que isso implicou. Desde que a paz podre contribuísse para a reeleição, não evitou usar mais degradantes esquemas para fingir que nada se passa com a governação socialista e com os escândalos socratinos. Dizia sempre que havia outros assuntos.

Pensava que a sua superior inteligência - a mesma com que se safou de um processo disciplinar, favor pelo qual ainda hoje João de Deus Pinheiro se mexe na política - faria com que na hora h conseguisse dominar Sócrates.

Enganou-se.

Sócrates não tem escrúpulos políticos: com a mesma falta de vergonha com que encarou as suas fraudes académicas, o caso FREEPORT e as quebras das promessas que fez, o actual Primeiro-Ministro arranjou maneira de virar o bico ao prego e, usando o 'Diário de Notícias', culpa Cavaco de tentar acusar injustamente o Governo de uma grave falta.

Cavaco merece: deitou-se com a canzoada e acorda cheio de pulgas. Toda a gente sabe que o actual PS de Sócrates é capaz disto e de muito mais. Quem usou a polícia para tentar estrangular forças sindicais, ou tenta controlar os média como todos sabemos (ainda por cima quando sabia que o Presidente da República a tudo fechava os olhos), não é virgem em manobras destas.


Mas há um pormenor que serve para alertar os portugueses de mais perigos que espreitam. A ideia de acusar Fernando Lima e, por esta via, a Presidência, hoje divulgada pelo 'Diário de Notícias', já tinha sido avançada anteriormente por Francisco Louçã, o mesmo que disse que quer condicionar um futuro governo socialista e com quem Sócrates admite um acordo.

Sócrates e Louçã já estão em conúbio de manobras palacianas!! A hipótese do Bloco de Esquerda nos corredores do poder é cada vez mais provável.

Dar a vitória ao PS é permitir uma coligação entre o carácter de Sócrates, a Maçonaria implantada no PS e o desvario soissante-huitard de Louçã.

*Professor Catedrático Jubilado, cronista residente

VOTOS À VENDA


António Preto e Helena Lopes da Costa estão alegadamente implicados na compra de votos por parte dos deputados do PSD. Nas eleições para a Direcção Nacional e para a Distrital de Lisboa houve quem comprasse votos por 25 e 30 euros para melhorar o resultado eleitoral de um determinado candidato.
Uma das estratégias de angariação de inscritos no PSD passaria pela contratação de avençados em juntas de freguesia que, para manterem os empregos, garantiriam a manutenção do poder ao presidente da sua secção.
Claro que a Manuela Ferreira leite fugiu de comentar o assunto. Viva a politica de verdade.
Kaos

ESCUTAS EM BELÉM


Voltaram à baila as famosas escutas que uma “fonte bem informada” de Belém tinha lançado para ao ar alguns dias antes da Manuela Ferreira Leite colocar como tema de campanha a “asfixia democrática”. Voltaram e com a notícia de que essa “fonte bem informada” foi um dos principais assessores do Sr. Silva e por ordem deste. Mais, a ideia passava tentar que a suspeita das escutas em Belém não viriam dai, mas da Madeira. Questionado sobre o assunto o Sr. Silva disse que como estamos em campanha eleitoral nada vai dizer, mas avisa que mal terminem vai abrir uma investigação sobre as questões da segurança.
O que não bate certo aqui? Primeiro, para quem diz que não se quer meter nas eleições, é estranho que tenha escolhido exactamente a campanha para atirar com esta suspeita para o ar. Depois parece que ninguém estranha a hipocrisia o Sr. Silva, mesmo que a suspeita de escutas tivesse fundamento, tenha tentado esconder que a noticia saiu de Belém e que tentou que parecesse que tinha sido originada na Madeira. Porque não fala claro o Sr. Silva? Que tem a esconder e que objectivos pretende atingir? Para a palhaçada ficar completa só faltava mesmo o seu ar indignado a avisar que vai abrir um processo para esclarecer tudo. Hipocrisia, mentira e falta de vergonha não lhe faltam.
Kaos

FILHO DO PAIS....DOS PAIS


O Pai dos Pais, Albino Almeida que, durante esta legislatura, tanto apareceu em todas as televisões representando os pais, apareceu mais uma vez, só que agora durante o tempo de antena do PS. Eu sou pai e sempre disse que ele não me representou, pois defendo uma escola pública de qualidade e democrática e não uma fábrica de mão-de-obra barata e não me representa quando defende o voto nos socretinos. Vão os pais aceitar que quem se diz falar em seu nome seja mais um fantoche do poder que em representar as ambições e expectativas do pais quanto à vida escolar dos seus filhos?
Da nossa avença:KAOS

A FERA QUE O CRISTIANO RONALDO NÃO CONSEGUIU DOMAR!

E ainda por cima lhe chamou cobarde!

video

AO REDOR DE FRONTEIRAS NA TAILÂNDIA


Acabei agora de receber uma comunicação do meu amigo Chaiyuth (importante industrial da praça da Tailândia) a partida de Banguecoque no dia 2 de Outubro, próximo e seguirmos, com mais quatro seus amigos, ao redor das fronteiras do centro e Norte da Tailândia.
Um convite agradável e procurarei, todos os dias, ao longo do percurso inserir na Internet impressões de viagem e ilustradas com fotografias.
Será um trabalho de “Grande Reportagem”, cujas novas tecnologias me permite, através de uma “modem” que vai equipado o meu computador Sony VAIO e directa ao satélite me dará o ensejo de elaborar o trabalho, como amador do jornalismo, da minha vida.
Até lá!
José Martins