Translator

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

OS "BADAMECOS" E OS CARTÕES DE CRÉDITO

.

.

E isso mesmo ... qualquer "badameco" requisita um cartão de crédito e segue por ai a "estafar" dinheiro que não é dele, mas do erário público. A "bandidagem" criada, democraticamente, que sofisticadamente vão dizendo que são gastos, através do cartão de crédito, ao serviço da Nação. Despesas em almoçaradas, jantaradas, regadas com vinhos de estalo e férias. Uma máfia (não violenta) de uma "cambada" de energúmenos que os pobres dos portugueses aguentam com um sorriso nos lábios e cara alegre. - José Martins

Fétido, ao PS de Sócrates e de Almeida Santos não passa pela cabeça que as despesas de representação dos gestores públicos diminuam dez por cento e que dez por cento do que debitam regularmente nos cartões de crédito das empresas seja cortado; não lhes interessa que os carros pagos pelo Estado para funções do Estado não tenham ESTADO escrito na porta a fim de melhor serem usados para além do que lhes está atribuído; não lhes interessa dispensar, e fazer com que os gestores dispensem, dez por cento dos assessores e consultores; não lhes passa pela cabeça passar a utilizar a prata da casa para o serviço público; não lhes interessa fazer com que os gestores gastem dez por cento menos em pacotes de rescisão para quem trabalha e não se quer reformar. Pelo contrário, está tudo bem como está e se for pior, melhor. O Povo tem de sofrer como o Governo e os gestores sofrem.

joshua0 comentários Hiperligações para esta mensagem

Segunda-feira, Outubro 04, 2010

O PS NÃO QUER SABER

Ao PS de Almeida Santos e de Sócrates não passa pela cabeça que os gestores públicos das 77 empresas do Estado baixem os seus vencimentos e prémios em dez por cento, optem por carros dez por cento mais baratos e reduzam as suas dotações de combustível em dez por cento. Pelo contrário, está tudo bem como está e se for pior, melhor. O Povo tem de sofrer como o Governo e os gestores sofrem.

joshua3 comentários Hiperligações para esta mensagem

Sem comentários:

Enviar um comentário