Translator

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

AINDA FALTA MUITO...MAS A GENTE VAI SE RINDO DA "CHACHADA"



Eleições presidenciais

António José Seguro antecipa-se à direcção do PS e coloca-se ao lado da candidatura de Alegre
19.01.2010 - 22:16 Por Luciano Alvarez (Público)
-
O deputado e dirigente do PS António José Seguro colocou-se hoje ao lado dos que não esperaram por uma decisão da direcção socialista para manifestar a sua satisfação pela candidatura presidencial de Manuel Alegre.

MEUS FILHOS NÃO HÁ NADA A FAZER NESTE PAÍS DE "MERDA"

.

-
Supremo investiga juízes que absolveram Godinho
Inquérito foi aberto na sequência de certidão do processo Face Oculta
00h30m
NELSON MORAIS (Jornal de Notícias)
Três juízes do Tribunal da Relação do Porto, Cândido Lemos, Henrique Araújo e Marques Castilho, estão a ser investigados, no Supremo Tribunal de Justiça, por causa do acórdão com que absolveram, em 2009, uma empresa arguida do processo Face Oculta.

"Ainda não houve constituição de arguidos. O inquérito está no início", disse ontem ao JN a Procuradoria-Geral da República, cinco dias após o STJ ter revogado o acórdão da Relação que absolvera a empresa "O2", de Manuel Godinho. Esta empresa fora condenada pelo tribunal de Macedo de Cavaleiros a pagar uma indemnização à Refer, por furto de material da Linha do Tua, no processo conhecido por "Carril Dourado".

Também o Conselho Superior da Magistratura confirmou ontem a abertura de um processo disciplinar contra os juízes referidos. Um deles, Henrique Araújo, é vogal do Conselho.

O inquérito criminal resulta de uma das certidões extraídas do Face Oculta. Depois de recebê-la do Ministério Público (MP) de Aveiro, a 21 de Novembro, a PGR remeteu-a para o Ministério Público junto do STJ - só nesta instância podem ser investigados juízes desembargadores.

A certidão levanta suspeitas graves, ao indiciar, nomeadamente, que o empresário de Ovar teve conhecimento do acórdão do Tribunal da Relação do Porto (TRP) antes de este ser proferido, a 9 de Junho de 2009. A 5 de Junho, Godinho telefonou ao ex-ministro e arguido Armando Vara, comunicando-lhe que ganhara a acção da Refer, no TRP. Ao MP, caberá agora investigar essa violação do segredo e quais as suas motivações.

O acórdão do TRP foi revogado porque o Supremo concluiu que a acção cível da Refer contra a "O2" fora apresentada dentro do prazo. Mas o STJ levantou outras dúvidas, a escrutinar no inquérito-crime. Nomeadamente, o facto de o processo do Carril Dourado, na fase de preparação do respectivo acórdão do TRP, não ter sido visto por um dos três juízes que o assinaram. A Lei determina que o relator do acórdão - no caso, o juiz Cândido Lemos, que já esteve colocado em Ovar - deveria submeter o processo a análise dos dois juízes auxiliares, durante 15 dias, antes de elaborar a decisão final. O JN não conseguiu apurar a identidade do juiz que dispensou essa análise, sendo certo que a lei o permite, por razões de celeridade ou da natureza do processo. "No caso não vemos que de forma relevante ocorressem quaisquer destas razões", observou o Supremo.

O FEITIÇO CONTRA O FEITIÇEIRO

.

Dono de Angola compra bajulação lusa
com dólares de sangue, fome e morte...

O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações de Portugal considerou "uma boa notícia" para reino a compra de 10 por cento da ZON por um grupo angolano (isto é como quem diz!), afirmando que se trata de "uma demonstração da vitalidade da economia" portuguesa. Pois!


"É uma demonstração da vitalidade da nossa economia e de que estão ser feitos esforços muito importantes no sentido da retoma económica", disse António Mendonça sobre o negócio, acrescentando que o facto de haver "interesse internacional por uma empresa muito significativa do ponto de vista tecnológico" em Portugal "é uma boa notícia para [a economia portuguesa] e para a própria empresa, na medida em que alarga as suas possibilidades de internacionalização".

Estamos esclarecidos.

Segundo escreveu, no dia 17 de Julho de 2008, Henrique Botequilha, enviado da Agência Lusa a Angola, o primeiro-ministro português, José Sócrates, destacou nesse dia o "trabalho notável" que o Governo angolano tem desenvolvido e que permitiu transformar Angola num dos países que "mais tem crescido economicamente".

Será notável eu ser dono de uma empresa de sucesso e ter os meus empregados a passar fome? Será notável eu andar de Ferrari e ter os meus filhos descalços e subnutridos? Não me parece. A não ser que seja isso que José Sócrates quer para Portugal. E é verdade que já faltou mais.

"Venho aqui dar uma palavra de confiança a Angola no trabalho que o Governo angolano tem feito que é, a todos os títulos, notável. Basta olhar para os indicadores", disse então José Sócrates na visita que fez à Feira Internacional de Luanda (FILDA), no âmbito da deslocação oficial a Angola.

Mesmo que em visita oficial, mesmo que o seu interlocutor seja um velho e bom amigo deste Partido Socialista português, não poderia José Sócrates ser mais moderado nos elogios a um ditador que administra um país em que das dez maiores riquezas, sete são de membros do Governo/MPLA?

O primeiro-ministro português disse na altura, e creio que voltaria a repetir hoje, que era "um prazer poder assistir a um país com dinamismo, vibração, com entusiasmo e com consciência do seu futuro".

Na altura escrevi: Porra! Tanta bajulação até levanta suspeitas. Dinamismo? Vibração? Entusiasmo? Num país em que 250 crianças em cada 1000 morrem antes dos cinco anos de idade? Hoje digo o mesmo.

"Quero que o Governo de Angola saiba que temos confiança no povo angolano, que temos confiança em Angola, temos confiança no Governo angolano e no trabalho que tem desenvolvido", sublinhou José Sócrates, só faltando ajoelhar-se e beijar os sapatos de design italiano de Eduardo dos Santos.

De acordo com o primeiro-ministro, esse trabalho tem "permitido que Angola tenha hoje um prestígio internacional, que tenha subido na consciência internacional e que seja hoje um dos países mais falados e mais reputados".

Tanto elogio, recorde-se, logo no dia seguinte ao que duas organizações não governamentais apresentaram uma queixa ao ministério público de París, contra vários chefes de Estado africanos, entre os quais o de Angola, acusados de corrupção e desvios de fundos públicos, dos quais uma boa parte “é reciclada” em França.

O chefe do Governo português disse nessa atura, e creio que voltaria a repetir hoje, que "cada vez que Angola progride, evolui e melhora, isso enche de orgulho qualquer português".

Quem é que tem orgulho numa governação em que mais de metade da população não tem acesso a água potável e em que milhões de pessoas sobrevivem com menos de um dólar por dia?

Que os políticos portugueses (são raras as excepções) não sabem o que dizem e também não dizem o pouco que sabem, já todos sabemos. No entanto, pensava eu que eles teriam capacidade para se manter erectos junto deste tipo de ditadores. Não só me enganei como, mais uma vez, se verifica o gosto que têm em estar de cócoras e de joelhos.

E houve tempos em que Portugal deu luz ao mundo...

A VIAGEM MARÍTIMA DA SAGRES

.

Foto: Lusa
.

Que faça o navio escola Sagres, depois desta viagem muitas outras. Que haja muitas recepções a bordo, muitos brilhantes a reluzirem nos aneis das senhoras convidadas; Portos de Honra na "Sala Reservada" do comandante, porque tudo isto só faz relembrar, o nome de Portugal, nos cinco continentes,como descobridor de Novos Mundo e os viria a oferecer à Europa decadente quinhentista.
-
Mas que não diga o comandante que a viagem do navio escola é com o objectivo de promover a "diplomacia económica" e a presença da selecção nacional no "Mundial2o10" na África do Sul. É que se for para o lado do futebol acabamos, nós os portugueses, de ser uns "bolas".
-
E, também, que não diga, aos convidados/visitantes que a viagem da Sagres à volta ao Mundo é patrocinada pelo Euromilhões. E por último que não se refira muito à viagem do Fernando Magalhães, porque além de se não conhecer obra nenhuma nos feitos marítimos, quinhentistas, portugueses, não deu a volta ao mundo nenhuma (ao serviço do Rei de Castella) e ficou a meio na Ilha de Cebu nas Filipinias depois de uma "zaragata" com os negritos, os habitantes, de então, da ilha.

Clique na imagem para a ampliar
-
“Um dos patrocinadores centrais, os Jogos Santa Casa, vão proporcionar a possibilidade de alguns portugueses juntarem-se à Sagres. Sorteios especiais associados ao Euromilhões e a outras lotarias levarão duas pessoas a percorrer uma parte do trajecto do navio-escola e mais oito a dez a estarem presentes em eventos especiais em determinados portos. Segundo Pires Antunes, administrador dos Jogos Santa Casa, o modelo será semelhante a outro já utilizado durante o concurso internacional das novas maravilhas do mundo”.
.
A bordo estão também quatro pipas de Moscatel, com 2400 litros, mas o comandante garante que são para manter intactas até Dezembro deste ano e que vão chegar a Lisboa. Durante esta viagem, a Sagres visitará o Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Equador, México, Estados Unidos, Japão, China, com paragem em Macau, Coreia do Sul, Indonésia, Timor-Leste, Singapura, Tailândia, Malásia, União Indiana, Egipto e Argélia. Em termos de logística, a medida é a tonelada, com 125 de água, três de bacalhau, duas e meia de batatas, outras tantas de carne, duas de peixe e outras duas entre cebolas e fruta.
-
Macau, Timor, Singapura, Malaca, Goa, são outras paragens da Sagres para representar o país em termos de "diplomacia económica", lembrando a recepção do Governo português ao Presidente brasileiro, Lula da Silva, como "embaixada de Portugal no mundo", explicou o comandante....
Fontes: Várias da comunicação social

BOAS NOVAS - O NAVIO ESCOLA SAGRES EM BANGUECOQUE

ANTI-CARJAQUIM

.
Nem carjacking nem carjaquim!

Foto: AP

Travagem electrónica? Alarme? Bloqueio do guiador? Zé da Muamba não usa nada disso. Para garantir a segurança de seu Audi TT nas ruas de Luanda, uma das cidades mais violentas do país, Zé da Muamba utiliza duas cobras píton.
Baptizadas de 'Pequenina' e 'Malvada', as cobras constritoras - que matam ao enrolando-se na vítima - medem cada uma cerca de 3,5 metros.

'Ninguém tem coragem de entrar no meu carro', diz o curandeiro. (Foto: AP)

NOVAS TECNOLOGIAS DE ORIENTAÇÃO

MAPTOR - O GADGET DO MÊS


O gadget do mês....
Quem tem Maptor vai a Roma e muito além
Criado na Coréia do Sul por Jin-Sun Park e Seon-keun Park, Maptor é um acessório indispensável para travessias por caminhos desconhecidos em qualquer lugar do mundo.
Tem o formato de uma pequena lanterna e é um aparelho GPS, que exibe mapas usando um micro projetor interno. Os mapas podem ser projetados sobre qualquer superfície plana, até mesmo na palma da mão. Utiliza a base de dados do Google Maps e no mapa projetado uma seta vermelha aponta exatamente o lugar onde a pessoa está.
Os controles do Maptor são simples mas completos: comando de liga/desliga e uma tecla que comanda as opções de zoom e ampliação geral da tela. Funciona com pilhas e vem com Bluetooth para facilitar o download dos mapas. Detalhe ecológico: a estrutura externa do Maptor é toda feita com plástico biodegradável.
Os inventores garantem que as imagens são visíveis com muita nitidez mesmo em plena luz do dia. Já se pode imaginar o desenvolvimento dessa tecnologia para apresentações PowerPoint, dispensando o uso de projetores tipo datashow.

1

16

video

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 19.01.10

Capa do Correio da ManhãCorreio da Manhã

Haiti: Reconstrução custa sete mil milhões de euros
Famalicão: Atropelou e fugiu
GNR apanha traficante
José Mourinho: O melhor de Itália
Azeredo Lopes: “Gosto de Marcelo”

Capa do PúblicoPúblico

Quem são os grupos brasileiros que querem a Cimpor
Exclusão de gays nos casamentos de Santo António é insustentável “vénia à hierarquia da Igreja”
CDS-PP e Governo reúnem-se hoje pela terceira vez para discutir viabilização
Santana Lopes condecorado hoje por exercício de “funções públicas de alto relevo”
Plano do Governo criou pouco mais de 40 mil empregos em 2009

Capa do Diário de NotíciasDiário de Notícias

Roubados dois mil euros em assalto a CTT
Roubados dois mil euros em assalto
Salva-se ao fugir de carrinha no rio
Segurança Social investiga agressões a bebé
Sequestrado para levantar dinheiro

Capa do Jornal de NotíciasJornal de Notícias

Japão: Bolsa encerra com índice Nikkei a cair 0,83 por cento
Tigres: A espécie animal mais ameaçada do mundo - WWF
Haiti/Sismo: Hospital de campanha fracês operacional desde 2.ªfeira
Haiti/Sismo: Jornalista-cirurgião opera haitiana de 12 anos
Haiti/Sismo: Oito polícias chineses mortos sepultados no Cemitério dos Revolucionários

Capa do ii

"O cancro do meu pai não tem nada a ver com o sítio onde trabalhou"
Passos Coelho defende gestão privada de pequenos e médios hospitais
CDS: noivado é oficial, mas ainda não há casamento
"Estou de volta": Rendeiro começa a investir fora de Portugal
Um morto e três feridos graves em acidente na base aérea do Montijo

Capa do Diário EconómicoDiário Económico

Petróleo escorrega pela nona sessão seguida em Londres
Governo procura novo terreno para construir novo hospital
Patrões e Sindicatos vão exigir mais apoios ao emprego
MBA da Harvard Business School vai incluir ‘case study’ português
A história do homem que inventou os BRIC

Capa do Jornal NegóciosJornal Negócios

Japan Airlines avança para a falência
As notícias em foco na edição de hoje, dia 19 de Janeiro, no Negócios
Receios com resultados pressionam bolsas asiáticas
Santana Lopes condecorado hoje por Cavaco Silva
Inapa ganha 10% à espera da entrada no PSI-20

Capa do OjeOje

Bolsa do Japão encerra com índice Nikkei a cair 0,83%
Agenda de 19 de Janeiro
Espanhóis querem fazer parcerias
Demolição de estádios para cortar custos
Gas Natural consolida posição em Portugal

Capa do DestakDestak

Morreu Agostinho Ricca, projectista do complexo Foco, Porto
Prima de Allan Sharif admitiu ter feito levantamentos de dinheiro do estrangeiro
PGR recebeu chefe da Audiência Nacional Espanhola para tratar de "assuntos de interesse comum"
Guatemala treme com abalo de 6.0 na escala de Richter
SE Transportes convicto de que segunda fase vai avançar "com rapidez"

Capa do 24 Horas24 Horas


Capa do A BolaA Bola

Linz reforça o ataque
Rúben Micael integrado hoje
Águia chega aos 70 golos
Pedro Mendes negociado directamente pelos clubes
«Federação precisa de abrir os olhos!» - Yahima Ramirez

Capa do RecordRecord

Singulares
Soderling eliminado na 1.ª ronda
Maxi vai renovar
Um Benfica com cabeça
André Marques no Iraklis

Capa do O JogoO Jogo

João Paulo é o quarto reforço de "Inverno"
Manuel Machado satisfeito por “novo e aliciante projecto de vida” Rúben Micael
Juniores: Brasileiro Renato cedido por empréstimo
Delson e Yazalde reforçam algarvios
18.ª jornada: Benfica e Sporting jogam no sábado

JAPÃO: A COMPANHIA AÉREA (JAL) EM RISCO DE FALÊNCIA

Japan Airlines (JAL) solicita reunião de credores

Japan Airlines planes
A empresa perdeu bilhões em valor de mercado na semana passada

Japan Airlines (JAL), a maior transportadora aérea da Ásia, solicitou, ao tribunal, para abrir um processo de protecção contra falência.

JAL - com dividas US $ 16.5bn (R $ 10 bilhões) - é esperado fazer uma jogada após a reunião com os accionistas, hoje, terça-feira.

Acções da JAL cairam para o ponto mais baixo na segunda-feira, valorizando a empresa em apenas US $ 150 milhões de dólares americanos, quase o preço de um novo jato jumbo.

Governo do Japão diz que vôos da JAL, continuarão a operar normalmente e inicia a sua reestruturação sob a supervisão e o apoio do Estado que pretende dar à empresa uma reviravolta na administração.

A JAL iniciou negociações para a reviravolta com a empresa "Enterprise Initiative Corporation" (ETIC), em Outubro do ano passado.

Um terço da força de trabalhores da JAL - é composto por mais de 15.000 pessoas. Espera-se que este número, poderá perder seus empregos, informou Roland Buerk correspondente da BBC em Tóquio.

Bancos terão de amortizar a dívida sem garantia e a JAL que receberá uma injeção de dinheiro dos contribuintes, segundo acrescenta o correspondente da BBC.

Enquanto o plano de recuperação apoiada pelo governo não chegar os aviões vão continuar a voar e os investidores, da empresa estão sujeitos a perder a maioria de seus investimento.

Junto a outras grandes companhias aéreas mundiais, a JAL tem sido duramente atingida pela queda do número de passageiros durante a crise global.