Translator

domingo, 24 de janeiro de 2010

NINGUÉM CONTROLA O CRISTIANO RONALDO

Real Madrid 2 - Málaga 0
O Português resolve o jogo com a vitória do Real Madrid, com dois golos, contra o Málaga e depois expulso por quebrar o nariz a um rival.
JUAN Morenillo 24/01/2010 - El País
Vídeo: o cotovelo do Cristiano
Ninguém controla Cristiano Ronaldo . Seu treinador não tem mão nele, é que ocorre ter sido expulso, duas vezes, a meio do torneio do campeonato de futebol em Espanha.

OS TEMPOS DE SÓCRATES ESTÃO A ACABAR, MAS A HERANÇA É PESADA...

.
Os tempos de Sócrates estão a acabar, esgotados, encurralados, perdidos na nuvem de arrogância do "animal feroz", na amoralidade da sua política, na mentira total em que transformou toda a actividade governativa, na impotência face a uma crise nacional que agravou e uma crise internacional que ignorou, adiou e, por isso mesmo, também agravou. Entrando num novo ciclo político após as eleições, estragou todas as oportunidades, numa cegueira que vem da sua incontestável força anímica, e que se transformou numa dupla recusa: recusa de reconhecer a perda da maioria absoluta e recusa em mudar.
.
Entrou numa nova situação com um governo velho e cansado, habituado a pôr e a dispor no Parlamento, e sem outra política que não fosse continuar a fazer o mesmo, mesmo que para isso tivesse que provocar novas eleições.
Pensava ele que tinha tempo para inverter a situação fazendo um braço-de-ferro, como se o seu braço tivesse a força de 2005. Mas surgiu um novo elemento de aceleração que acentua ainda mais a esquizofrenia com que um Sócrates minoritário pretendia continuar como se nada tivesse acontecido: a crise grega.
-
Não custava perceber, pelo modo como o Governo avançou por aquilo que gosta, o betão das grandes obras públicas e o keynesianismo bastardo do "investimento público", que o controlo do défice seria para 2013, quando a União Europeia exigia contenção. E mesmo assim ia-se ver, porque muita coisa podia mudar entretanto e empurrar os problemas para o futuro é um dos aspectos do voluntarismo de Sócrates.
.
O programa para 2010 era gastar e continuar a gastar, até a crise grega e as quebras e ameaças de baixa nos ratingsdas agências internacionais terem exigido fazer em 2010 aquilo que era apenas para 2013. Quem viesse a seguir que pagasse a crise, e quem vem a seguir no fim da década e na próxima década já tem garantida uma vultuosa conta deixada pelo Governo actual, que faz as obras para os que vêm a seguir pagarem os custos.
.
Mas a crise grega fez soar os alarmes todos e então a esquizofrenia aumentou: cada inauguração, hospitais, creches, pontes, linhas de caminho-de-ferro, soa agora como um passo na direcção da "situação explosiva" de que o Presidente falou e de que Manuela Ferreira Leite fala solitária há ano e meio. Pois é, o virtual é socrático, o real cavaquista e leitista.
.
E quanto mais Sócrates se enterra na negação do real, mais este lhe bate à porta. Até o próprio parece começar a aperceber-se disto, e a responder a este fim dos tempos numa fuga em frente obstinada, porque é da sua natureza, mas confusa e caótica. Já toda a gente percebeu tudo isto menos os intelectuais orgânicos "socráticos", um conjunto modernaço de gente que tem o coração no Bloco de Esquerda, mas a carteira no PS, ou melhor, no gabinete do primeiro-ministro.
.
Gente que pouco preza a liberdade mas que tem acima de tudo um enorme fascínio pelo poder como ele se exerce nos dias de hoje, entre o culto da imagem, o pedantismo das causas "fracturantes", o vanguardismo social, o "diabo que veste Prada" ou Armani, e o "departamento dos truques sujos" à Richard Nixon, tudo adaptado à mediania provinciana da capital. A ascensão ao poder de uma geração de diletantes embevecidos com os gadgets, pensando em soundbites, muito ignorantes e completamente amorais, que se promovem uns aos outros e geram uma política de terra queimada à sua volta, é a entourance que o "socratismo" criou e vai deixar órfã.

Não sei se isto vai acabar com um bang ou com um ping, mas que já está no fim tenho poucas dúvidas. Isso não significa que todos os dias esta degenerescência do pensamento no poder não faça os seus estragos. Em que país um ministro das Obras Públicas pode pensar com esta superficialidade assustadora sobre os méritos de um TGV que era para nos unir à Europa e vai ficar em Madrid? Veja-se frase toda:

"Lisboa pode-se transformar, por exemplo, na praia de Madrid, em termos de condições turísticas, as condições que nós temos para desportos novos como o surf ou se nós pensarmos na articulação que Lisboa pode ter com Setúbal, com Cascais, com Sintra."
Não há uma ideia certa , desde a "praia de Madrid", aos "desportos novos como o surf", à "articulação que Lisboa pode ter com Setúbal, com Cascais, com Sintra". É tudo asneira. Mas há mais: em que país um ministro das Obras Públicas pode ver assim a inovação tecnológica? E de novo vale a pena transcrever a frase toda:

"Quando o comboio foi introduzido no século XIX, provavelmente as carroças que eram puxadas a cavalos caíram e, se calhar, na altura, os agentes económicos que estavam ligados à exploração das carroças, e que levavam as pessoas, ficaram extremamente tristes e todas as indústrias que estavam associadas, a indústria da palha, por exemplo. Reparem os industriais que estavam preocupados com o abastecimento da palha para os cavalos, ficaram preocupadíssimos porque, de facto, a sua indústria caiu."
.
Outra vez, é tudo asneira. "Indústria da palha"? Comboios competindo com carroças? Com um ministro que vê assim, em jargão de "choque tecnológico", o século XIX e a história e o impacto económico dos caminhos-de-ferro, não podemos senão ter um enorme receio sobre o modo como estes governantes vêem o TGV e o seu impacto económico.

Exemplos sobre exemplos desta degenerescência aparecem todos os dias. Já não são bonitos de se ver os tempos da crise do "socratismo", mais ainda vão ser piores os tempos da queda do "socratismo". Claro que isto é tudo a superfície efémera. O fundo é a perda de competitividade da economia portuguesa, o défice descontrolado, a dívida que ninguém sabe como vai ser paga, o desemprego e o empobrecimento dos portugueses, o país cada vez mais longe da Europa. Mas a superfície traduz um ambiente, uma ecologia, um "estado" de podridão. Na verdade, como a sabedoria popular dos provérbios afirma, o peixe apodrece pela cabeça.
J.Pacheco Pereira www.vozdecardigos.com

SALVEM OS RICOS - AJUDEM OS MILIONÁRIOS

.


ESCANDALOSO!
E assim vai Portugal, de Face cada vez mais Oculta.
E a maior parte dos portugueses contam os cêntimos para irem vivendo…
Numa pequena notícia do Expresso, prescreveu uma dívida de 700.000,00 Euros , de IRS de António Carrapatoso, figura de proa da Telecel/Vodafone.
Porque razão prescreveu esta dívida?
Porque razão não se procedeu à cobrança coerciva, dado que o contribuinte em causa não tem, nem nunca teve, paradeiro desconhecido?
Aliás, António Carrapatoso nunca deixou de aparecer, com alguma frequência, nos écrans da televisão para entrevistas e comentários, onde sempre defendeu as virtudes do "sistema" em que vivemos e que nos é imposto (pudera!!!).
Esta dívida não pode prescrever porque se trata de dinheiro devido ao Estado, ou seja a TODOS NÓS.
Os CTT pagaram 19.000,00 euros a Luís Felipe Scolari por uma palestra de 45 minutos, que teve como tema algo do tipo «Como fortalecer o espírito de grupo» no dia 14 de Janeiro de 2005, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, durante um Encontro dos Correios de Portugal.
A decoração custou mais de 430.000,00 euros e havia dois carros de luxo.
A despesa efectivamente, com a decoração do gabinete do presidente do Conselho da Administração dos CTT, Carlos Horta e Costa, bem como a sua sala de visitas e ainda das salas de visitas e refeições custou 430.691,00 euros.
Carlos Horta e Costa teve à sua disposição, um Jaguar S Type (a renda para o adquirir custou cerca de 50.758,00 euros) e um Mercedes Benz S320CDI comprado por 84.000,00 euros ).
Assim, o Relatório da Inspecção-Geral das Obras Públicas conclui haver «indícios de má gestão» e «falta de contenção de uma empresa que gere dinheiros públicos», pelo anterior Conselho de Administração que liderou os CTT.
Vítor Constâncio governador do Banco de Portugal ganha 272.628,00 € por ano, ou seja quase 3.894,00 contos MENSAIS, 14 meses/ano.
Outros ordenados chorudos do Banco de Portugal :
O Vice-governador, António Pereira Marta - 244.174,00 €/ano
O Vice-governador, José Martins de Matos - 237.198,00 €/ano
José Silveira Godinho - 273.700,00 €/ano
Vítor Rodrigues Pessoa - 276.983,00 €/ano
Manuel Ramos Sebastião - 227.233 €/ano
O Vice-governador, António Pereira Marta até acumula com o seu salário com a sua pensão como reformado … do Banco de Portugal.
Aliás, o Vítor Rodrigues Pessoa, também tem uma reforma adicional de 39.101,00 €/ano
Total 316.084 €/ano
e o José Silveira Godinho também acumula com uma pensão do BP, mais 139.550,00 €/ano
Total 413.250,00 €/ano
Campos e Cunha, ex-ministro das Finanças recebeu durante os dois meses em que esteve no Executivo 4.600,00 euros mensais de ordenado e uma reforma de 8.000,00 euros do Banco de Portugal.
Mira Amaral saiu da Caixa Geral de Depósitos (CGD) com uma reforma de gestor 18.000,00 euros. Na altura acumulava uma pensão de 1,8 mil euros, como deputado e 16.000,00 euros como líder executivo da CGD.
O que me choca não é o valor da reforma. É o facto de Mira Amaral poder auferir desta reforma - paga pelos contribuintes - ao fim de apenas um ano e nove meses!!!!!!
Esta situação é profundamente escandalosa e tem repercussões que afectam a própria credibilidade do regime democrático.
Esta forma aparentemente ligeira como é gasto o dinheiro dos contribuintes é grave pelo acto em si e pelo seu impacto na legitimidade do Estado para impor novas formas de captar receita.
Pelo menos divulga este documento, ou faremos parte de um grupo de "Otários" silenciosos.
Depois de apresentar este texto só posso dizer que tenho vergonha de ser português em Portugal. Gostava de viver numa verdadeira Democracia!
Todos com o mesmo sistema de saúde;
Todos a pagarem impostos;
Todos a terem reformas merecidas e justas;
Todos com o mesmo sistema de Justiça
e não um para os ricos (intocáveis) e outro para os pobres.
Peço a quem ler esta mensagem que a divulgue e que se tiver conhecimento de mais casos que me envie para eu compilar tudo para mostrar a todos o país onde vivemos!!!
E lá fazemos nós coro nesta cançãozita:(mesmo sem estarmos no Natal!!)
"Salvem os ricos
Ajudem os milionários"

E.... para arrematar o ramo não perca de clicar ver e ouvir o video a seguir. Divirta-se!
http://www.youtube.com/watch?v=kE07F-1N95o

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 24.01.10

Capa do Correio da ManhãCorreio da Manhã

Altos decibéis de Moonspell em concerto competente
Algarve: Embarcação apreendida

Presa no dia em que deixa cadeia

Barcelos: Mulher atropelada
Transportava 1 kg de droga no estômago

Capa do PúblicoPúblico

Tribunal Europeu frustra expectativa dos Açores de manterem zona protegida de 200 milhas
Sorteio do Totoloto (4º/2009)
Barcelona ganha e termina primeira volta sem derrotas

Israel pagou à ONU por danos no ataque a Gaza

Wayne Rooney marca quatro, Manchester United na liderança provisória

Capa do Diário de NotíciasDiário de Notícias

Compraram viagem para o Brasil que não existiu
Morgado quer investigar crimes fora do distrito de Lisboa
O orgulho no corpo e o culto das armas de Bruno 'Pidá'
Marinho e Pinto critica proliferação de cursos de Direito

Menos 134 mil multas e mais 23 mortos na estrada em 2009


Capa do Jornal de NotíciasJornal de Notícias

Haiti/Sismo: Fidel Castro acusou exército norte-americano de ocupar o Haiti e pediu à ONU para agir
Cinema: "Inglourious Basterds" premiado pelo sindicato dos actores de Hollywood
Venezuela: RCTV sai do ar pela segunda vez, dezenas de pessoas protestam junto da Conatel
Venezuela: Autoridades ordenaram suspensão de televisões por cabo que recusam transmitir discursos de Chávez

Coreia do Norte: Pyongyang considera que Seul fez uma "declaração de guerra"


Capa do ii

Troço da CREL vai continuar cortado por "tempo indeterminado"
Pergunta para queijo: é possível acabar com a pobreza no mundo?
Ponte 25 de Abril vai para obras pela primeira vez em dez anos
Adopção internacional: crianças estrangeiras são casos raros em Portugal

Orçamento: pensões, segurança e PEC adiam acordo com CDS


Capa do 24 Horas24 Horas


Capa do A BolaA Bola

Inter estuda empréstimo de Quaresma
Cinco reforços de Verão sofrem no Inverno
Falcao na caça ao golo

Europeu: Rep. Checa nos quartos-de-final

Barcelos e Penafiel discutem Taça Federação

Capa do RecordRecord

Lobos vencem Oxford por 24-18
Nuno regressa à ação com estatuto na prova
Bruno Moraes: «Um grande desafio»
No limite das emoções

Keirrison de fora


Capa do O JogoO Jogo

Liga Adelante: Tiago Gomes dá liderança ao Hércules
Sp. Covilhã: João Salcedas demitiu-se
Portugal joga última cartada para a qualificação
Jardel falha apresentação do clube
Daniel Fernandes estreia-se na Grécia com derrota