Translator

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

ETA: INSTALADA EM PORTUGAL NAS BARBAS DA POLÍCIA

-

Óbidos: Elementos da ETA viviam rodeados de polícias
00h35m
CARLOS VARELA (JN)

A vivenda que era habitada pelos elementos da ETA, o nº 4, da Rua do Gesso, no Casal de Averela, próximo de Óbidos, tinha sido alugada em Setembro e deveria ter sido a última escolha de um grupo de terroristas, se estes tivessem conhecimento de quem eram os seus vizinhos.
Na casa contígua, o nº 2, vivia um agente da PSP e logo à frente vivia outro. Não muito longe, na mesma localidade, residiam ainda um elemento da GNR e também um coronel do Exército.
.
À MARGEM: Estes são os malefícios da globalização da Europa. Sem fiscalização nas fronteiras e uma porta aberta a terroristas, golpistas e contrabandistas, Portugal vai continuar a ser um santuário de recolhimento de toda a escumalha que vagueia pela Europa Central, do Leste e de alguns países asiáticos. Até quando as fronteiras, franqueadas e faz voltar Portugal um país de "perna" aberta?

EU JULGUEI QUE OS "GÊS ÉNE ÉRRES" (GNR) ESTAVAM CIVILIZADOS...

.
Violência
Chinês agredido pela GNR 'por não usar óculos'
Um empresário chinês há 19 anos em Portugal terá sido agredido por agentes da GNR ao recusar pagar uma multa por «não usar óculos». Comerciantes e populares de Vila do Conde acusam as autoridades de «atitudes racistas» contra a comunidade chinesa. (SOL)
.
Nota: Está visto os guardas nacional republicanos não mudaram desde que foi trocado o nome da Guarda Real da Polícia para a Guarda Nacional Republicana logo após a implantação da República em 1910.
Todos os países têm as suas polícias para olhar pela segurança dos cidadãos e Portugal não fugiu à regra de ter a sua.
A GNR poder-se-ia considerar, no meu tempo, uma polícia rural com sedes de suas corporações sediadas em cidades principais que geriam os postos das vilas.
Os soldados eram pessoas com pouca educação e pouco mais da terceira classe da instrução primária.
Alistaram-se na GNR depois de cumprirem o serviço militar. Ganhavam pouco. Nos meios rurais os soldados da GNR visitavam as aldeias e caminhavam pelos montados, nos caminhos e atalhos.
Eram, alguns desses soldados, o terror dos aldeões porque se metiam na vida deles quer fiscalizando se o cão lá de casa tinha licença ou o burro que puxava o carrito.
Bebiam uns copos nas adegas, caseiras, desde que lho oferecem-se. Nos mercados semanais, mensais e anuais lá estava a GNR a preservar a segurança e o jogo da lambada, depois de uns copos bem bebidos, pelos feirantes.
Por vezes, entre os visitantes da feira, provocavam, pisando o pé de um pacato aldeão. Este, humildemente, depois de calcado dizia: Ò sô guarda pisou-me o pé e eu não lhe fiz mal nenhum...
Certo seria que levava logo uma coronhada com a arma Mauser no costelado. Assim nada mudou em 100 anos...
De mais e porque conheço os chineses, como pessoas pacíficas, é reprovável que tenha sido agredido em Vila do Conde e quando afinal além de ser um homem de paz já era residente em Vila do Conde há 19 anos.
José Martins

O ZÉ E OUTROS ZÉZINHOS TANGAS

.
Ainda hoje, só, me interrogo porque razão teria sido que os portugueses foram na conversa do Zé Tangas na corrida para primeiro-ministro nas primeiras eleições em 2006.

Os portugueses continuam a ser as pessoas mais crédulas deste Mundo que não lhes saltou à vista de quando a campanha eleitoral que o Zé Tangas nos enganava a todos.
.
Depois desde que sentou o “rabiosque” em S.Bento aparece: o falso engenheiro o licenciamento ao Domingo e o Zé Tangas ri-se e não passa nada...
.
Segue-se os delírios da visita à Venezuela e os abraços ao Hugo Chaves. Depois de outras pequenas merdas, lá temos o Zé Tangas a proceder ao marketing do Magalhães e este a salvação da educação em Portugal.
.
O Zé Tangas sempre um fraco “aldrabão” lá, com mentiras foi continuando burlando, com palavras, o Povo e ficou mais um termo de 4 anos no Poder.
.
Claro que não vai ficar porque os ratos quando vêm que o barco se está afundar fogem do porão.
.
Assim foi no Governo de António Guterres que cavou e deixou a economia de Portugal decadente.
.
Assim vai ser no futuro em qualquer outro Governo que venha...
.
As galinhas em Portugal estão a morrer constantemente nos galinheiros e sem ovos ninguém frita omeletes.
.
Mas lá vão seguindo outros Zézes Tangas a embarrilar os portugueses e cada vez mais Portugal se vai tornar um país em decadência e sob a pata dos países/sócios ricos do clube da União Europeia que mais não será que perder a identidade como nação.
.
Os Zézes e os Zézinhos Tangas não têm pátria nenhuma, porque a deles é apenas o “bandulho” e os prazeres da vida...
Esta é curta e eles sabem disso.
José Martins

JORGE LACÃO: "MELRO DE BICO AMARELO DE MOMENTO"

.

JOÃO CRAVINHO E A CORRUPÇÃO

.

Pois, pois a rapaziada cá do nosso Governo recusam o "embrulho" anti-corrupção... Pudera! Com a barbuda que tem havido de roubalheira a todos os níveis. Não querem isso. Tudo rouba minha gente desde o de cima ao de cá de baixo...
.
Corrupção
Cravinho diz que políticos estão no centro da corrupção grave
O ex-ministro socialista João Cravinho afirma que «o centro da corrupção grave em Portugal» está «no sector político». «Isso é o grande problema que nós temos pela frente», declarou o autor de um pacote anti-corrupção recusado pelo Governo.

NOTÍCIAS QUE DEVEM SER LIDAS...!!! ESTEJAM ATENTOS

Actualidade
Separador
Reformas cada vez mais em perigo Ontem As nossas reformas estão cada vez mais em risco, porque as pessoas vivem mais tempo e os contribuintes líquidos são também cada vez menos. Dentro de 25 a 30 anos a Segurança Social não terá dinheiro para pagar a totalidade das reformas, avança esta sexta feira a edição do SOL Ler Mais
Alemães entregam primeiro submarino mas não há verba para o pagar Ontem O construtor alemão confirmou ao SOL que o primeiro dos dois submarinos será entregue ao Estado português na Primavera – a 10 de Maio entrará na barra do Tejo. E uma das novas fragatas adquiridas à Holanda deverá chegar também a Portugal no final do primeiro trimestre do ano, avança a ediçaõ do SOL desta sexta-feiraLer Mais
Identificados dois suspeitos em fuga que podem ter usado vivenda em Óbidos Ontem As autoridades espanholas e portuguesas estão à procura de Andoni Zengotitabengoa Fernández e Oier Gómez Mielgo, os dois membros da ETA que poderão ter ocupado a casa em Óbidos onde foram encontrados abundantes explosivos Ler Mais
Aguiar-Branco vai quebrar tabu no Conselho Nacional Ontem José Pedro Aguiar-Branco vai desfazer o tabu sobre a sua provável candidatura à liderança do PSD no Conselho Nacional do dia 12, avança a edição do SOL desta sexta-feiraLer Mais
Cravinho diz que políticos estão no centro da corrupção grave Ontem O ex-ministro socialista João Cravinho afirma que «o centro da corrupção grave em Portugal» está «no sector político». «Isso é o grande problema que nós temos pela frente», declarou o autor de um pacote anti-corrupção recusado pelo GovernoLer Mais
Oposição aprova alterações à Lei das Finanças Regionais Ontem Os partidos da oposição e o deputado socialista Luís Miguel França aprovaram esta sexta-feira por maioria, com os votos contra do Partido Socialista, as alterações à lei das finanças regionais, o que se traduz numa derrota política do GovernoLer Mais
Chinês agredido pela GNR 'por não usar óculos' Ontem Um empresário chinês há 19 anos em Portugal terá sido agredido por agentes da GNR ao recusar pagar uma multa por «não usar óculos». Comerciantes e populares de Vila do Conde acusam as autoridades de «atitudes racistas» contra a comunidade chinesaLer Mais
Marques Mendes na TVI Ontem Marques Mendes vai ter um programa na TVI 24 de análise política da semana. O novo programa de Mendes, às 5.ª-feiras, durará 25 minutos e terá como moderador Paulo Magalhães, avança a edição do SOL desta sexta-feiraLer Mais

COM QUE ENTÃO ESTAMOS MELHOR QUE A GRÉCIA...!!!

O RESTO SÃO TRETAS

REINO UNIDO: MEMBROS DO PARLAMENTO NO BANCO DOS RÉUS

.


A coisa no Reino Unido toca fininho... E em Portugal como é? Uma barbuda?
.
Quatro deputados britânicos serão julgados pelo escândalo dos gastos excessivos.
Três depuatados trabalhistasLabor e um conservador irão sentar-se no banco dos réus por abuso de poder de despesas
AGÊNCIAS - Londres 05/02/2010
A medida foi anunciada hoje o director do Ministério Público, Keir Starmer.
Os quatro arguidos anunciaram que vão "defender" vigorosamente a sua posição.


NOTÍCIAS BREVES






>
Governo prepara-se para travar mexidas nas Finanças Regionais

>
Bruxelas detecta irregularidades na tributação automóvel

>
Toyota inspecciona 28 mil carros em Portugal

>
Fraude fiscal em 127 construtoras

>
Freeport - Judiciária entrega sete mil perícias

>
Angolanos querem comprar hotel da Sonae

>
Benfica acusa Bettencourt de "faltar à palavra"

>
Guimarães - José Veiga faz equipa com Pimenta Machado


>
Passa muito tempo na internet? Isso pode ser mau sinal

O ARREBENTA DA SILVA: CHEIRA MAL EM PORTUGAL

Cheira mal em Portugal,
E o cheiro não é de hoje,
mas o dia a dia dos episódios rocambolescos vai se progressivamente aproximando do paroxismo das barracas de feira, e dos carrinhos de choque.
Como todos os impérios dos pés de barro, o Sr. José Sócrates Pinto de Sousa lida mal com a crítica e o humor. Sabe que só sobrevive dentro da couraça de uma miragem, e de um estranho ventilador, que diariamente lhe ilude a Realidade.
O problema do Sr. Sócrates não é de hoje, é um problema de má consciência, muito antigo, que começa nas suas origens, resvala pela sexualidade, atravessa os maus atos da governação, os negócios escuros de todos os inconfessáveis conluios, e, como todas as pessoas habilitadas à pressão, tem, ainda por cima, o terrível complexo de saber que nunca obteve uma licenciatura, mas um reles... diploma.
Há tempos que circulam, por email, textos de Mário Crespo, crescentemente verrinosos, e, bastantes vezes, certeiros. Para todos nós, enfim, os poucos, que têm alguns contactos com os bastidores da Informação, sabe-se que o que vem a público não é senão uma pequena parcela distorcida de coisas inenarráveis, que, postas lado a lado, nos revelariam um pântano de sufoco e inquietação.
Várias vezes li fragmentos de Mário Crespo e fiz um juízo de valor algo injusto, por ver naquela escrita um "Arrebenta" sem graça, embora mais certeiro e justicilaista, ... mas, o assumir de um tom daqueles ia muito além dos factos narrados, e mergulhava já numa necessidade de ser tronitruantemente CONTRA um estado de coisas de que nós nem faríamos a mais pálida ideia.
Hoje, foi o clímax, como já tinha sido com Manuela Moura Guedes, com José Manuel Fernandes, e tantos outros, que ocuparam aqui uma página inteira.
Portugal, por causa dos calcanhares de aquiles de uma Seita, mergulhou no Medo, e essa seita deitou-se a jogar no tudo por tudo, porque o Partido Socialista, ou, melhor, o alien que se instalou no corpo do Partido Socialista sabe que, uma vez perdido o Poder, ficará dele arredado por muitos e longos anos, e é bem feito.
Em meu redor, são centenas, e em redor dessas centenas, já há milhares, mesmo milhões de pessoas, que, em circunstância alguma, voltarão a votar PS, por mais dourada que se lhe apresente a pílula.
Outros, como José Maria Martins, foram mais audazes, e resolveram apresentar, judicialmente, uma impugnação do... "diploma". De aqui lhe bato a pala, e faço continência, pela audácia.
Com Mário Crespo, volta à baila o problema central da Liberdade da Expressão. Portugal fervilha de gente que prefere uma má história a um retrato abreviado da Realidade. Hoje, mal o escândalo tinha rebentado, já os canais oficiais de propaganda estavam na Metafísica da Bola, e, talvez por não ser dia 13, pouparam-nos -- vá lá -- andar a lamber o cu à Santa Saloia de Cara de Porcelana. Katia Guerreiro, por pudor, não cantou o Fado, aliás, acho que ela nunca cantou, mas isso não é agora chamado para aqui.
Mário Crespo enveredou por uma linguagem extrema, e tornou-se num alvo do Sistema, que pouco mais tolera do que a bajulação, a notícia comprada num jornal cor de rosa sobre os namoros femininos de um homem que não gosta de mulheres e não suporta que isso se lhe cole à pele plastificada de Primeiro Ministro, e aqui começam as impertinências do que será a História futura, quando, aqueles que, de entre nós, nos perguntarem como foi o nosso tempo, tiverem de obter estranhas respostas.
"Então o avô viveu num tempo em que se soube que o Primeiro Ministro tinha arranjado um diploma falso?... Conte lá como foi... Ele demitiu-se, e o que é que aconteceu depois?... ", e nós, engasgadamente, lá teremos de explicar a realidade, "não, ele não se demitiu, desmentiu, e pôs um da laia dele, do "lobby gay", a... fechar a Universidade, e a arquivar as provas todas...",
"ah, estranho...", dirá o netinho, e continuará,
"ó, avô, diz que no teu tempo se compravam árbitros e decidiam jogos, pagando com dinheiro e prostitutas... É verdade?... E prenderam alguém?...", e lá teremos de explicar que, em vez de se prender alguém e fazer uma auditoria a tudo o que jazia e subjazia à sujidade do Futebol, tivémos um Procurador Geral da República que, pelo contrário, desencadeou uma investigação sobre... quem teria posto as escutas na Net (?).
"Ó, avô, é verdade que os políticos abusavam sexualmente dos órfaõs da Casa Pia?... E prenderam-nos?... Isso é muito feio, violar criancinhas, o avô não ia deixar que me violassem a mim, pois não?...", e nós lá teríamos de responder, engasgadamente, que "dependeria muito da posição ocupada no Estado pelo violador, mas o avô depois explica, quando tu fores mais crescido, está bem..."
Mário Crespo encrespou-se, e passou das ideias às palavras crispadas, verbalizando toda a crispação que este clima de podridão estava a espalhar, diariamente, em mancha de óleo, sobre toda uma sociedade traumatizada, amordaçada e silenciada, o Portugal do início do séc. XXI.
Silva Pereira, Jorge Lacão, Augusto Santos Silva e outros quejandos fazem-nos lembrar a Chicago dos Anos XX. É verdade que, quanto a esses, compraram, mataram, e chegaram a viver num esplendor do Negativo, que fascinava toda uma sociedade, siderada, pela impunidade das atividades do Grupo.
100 anos são quase passados sobre essa porcaria.
Essas Bonnies and Clydes acabaram com um tiro na testa, quando as gentes deles se fartaram. José Sócrates quer enterrar consigo o Regime, e é lícito, já que os 100 anos de desastre da República talvez o mereçam. Ouvir, ontem, Cavaco Silva, um ignaro da província, citar Guerra Junqueiro, que, se fosse vivo, o teria cilindrado em meia dúzia de quadras, foi, para mim, outro paroxismo do grau de invalidez da Coisa Pública. Mário Crespo é apenas mais um episódio. Acontece que há certas gotas que fazem transbordar o copo de vez.
Por mim, podia ser já hoje. ARREBENTA da SILVA
Atenção :
O site www.PORTUGALCLUB. está em vias de ser silenciado.
Mais um "PROBLEMA" a ser resolvido na area do Largo dos RATOS, são Ratazanas cor de rosa

AS PALAVRAS CONSOLADORAS DO SENHOR SILVA DE BELÉM

Cavaco sublinha que caso de Portugal “não se confunde” com o da Grécia
13h42m
Alexandra Serôdio
O Presidente da República garantiu hoje, sexta-feira, em Castelo Branco, que Portugal “sempre foi cumpridor das suas responsabilidades” e que “o caso português não se confunde de forma nenhuma com a situação da Grécia”.
“Eu sou professor de Economia e posso dizer aos observadores externos que eles estão errados nas análises que estão a fazer da situação portuguesa. Eu espero que possam corrigir. Que olhem aos indicadores portugueses, que os comparem com os outros países e c e chegarão, como eu chego, à conclusão que a sustentabilidade das finanças publicas portuguesas, tal como a sustentabilidade das nossas responsabilidades externas, é bem mais forte que sustentabilidade de outros países”, afirmou Cavaco Silva.

O Presidente apelou aos analistas externos que “analisem com imparcialidade e com rigor os indicadores relativos a Portugal e concluirão, sem fazer qualquer esforço, que não há qualquer comparação entre Portugal e a Grécia”.
Falando aos jornalistas durante o segundo dia do Roteiro das Comunidades Locais, que termina amanhã, sábado, Cavaco Silva voltou a lembrar a importância da aprovação do Orçamento do Estado, numa ocasião em que o Portugal está a ser observado por várias entidades externas.
Cavaco Silva recusou comentar as declarações de Teixeira dos Santos, sobre a Lei de Finanças Regionais, e lembrou que “sempre houve casos em que ministros não gostaram das leis aprovadas na Assembleia da República”, que “é o centro de excelência da Democracia”.

LEI DAS FINANÇAS REGIONAIS

Kung Fu

AS CARÍCIAS DO GUME DA NAVALHA DE BERTA BRÁS

À porta secreta

Na sequência da nossa conversa murmurada não sobre o ocultismo, que é coisa que tem a ver com o sagrado que a gente respeita mas não compartilha, mas sobre a ocultação que a gente descobre que por cá se faz a respeito das contas, dos extravios, das justiças pouco fiáveis, das negociatas efectuadas em jantaradas, dos cambalachos igualmente lá tratados, bem como por via telefónica, etc, etc, eu criei o título acima e exclamei, feliz:

- É bonito!

Mas a minha amiga não é de meias medidas para me deitar abaixo o moral e impôs outro título segundo ela mais expressivo:

- A “face oculta” ainda fica melhor.

E ei-la largada a narrar das suas recentes audições televisivas, que muitas vezes ouço mas de costas voltadas, mergulhada que estou nos meus lavores escritos:

-“Só ouvi foi o nosso amigo Paulo Portas sobre aquilo que eu ainda há dias disse – e eu fui testemunha disso – “Acabem com as discussões, reunam-se para resolver os graves problemas nacionais”. Eu costumo dizer: Apareça uma Junta de Salvação Nacional, acabem com as discussões, juntem-se para fazer obras...

Mas eu pus em dúvida que a Junta conseguisse eficácia. Depende do povo e o povo está-se nas tintas para os problemas da Nação, vai desatar a fazer greves, e assim destruir mais um pedaço dela.

- De facto, está toda a gente a fazer manifestações. Já estão marcadas. Não viu a de ontem, dos carrocéis?

Não tinha visto mas ouvira de costas, na minha tarefa de obreira cumpridora, e a minha amiga logo me censurou a falta de curiosidade, que aquilo até fora imponente, com tanto camião e montes de autocarros, a impedir o trânsito...

- Ora! As manifestações são todas parecidas.


- Um dos camiões até dizia: “Salazar volta! Estás perdoado!”


- Coitado dele, se voltasse! Já não conseguia domar. A insubordinação é geral. E seria atropelado por esse mesmo camião que perdoa.

- Já viu as cruzes vermelhas sobre as autoestradas que estavam em projecto? Mas o TGV vai para a frente e o aeroporto também.

- Vai mesmo? Quem os pagará?

- Foi o que eu li. Mas a gente há muito tempo está a ver exactamente o contrário. Tanta gente despedida dos empregos! E vai haver mais! Isso é de um pavor! Outra coisa que todos dizem é que é preciso modificar a Justiça. Mas então ninguém pode fazer nada? A Justiça é a coisa principal. Um país economicamente em baixo é uma grande desgraça. Mas um país onde a Justiça não funciona é o quê? Não é país.

As ilações que a minha amiga faz! Fico esmorecida.

Mas de repente o rosto ilumina-se-lhe, radiante. Tratava-se de uma bolsa que a Gulbenkian pagou a um cientista americano que casou com uma cientista portuguesa e estão cá a trabalhar num projecto sobre o cérebro. A Fundação está apetrechada do melhor. É a Leonor Beleza que a dirige por indicação de Champalimaud, antes de morrer.

- Lembro-me disso.

- Champalimaud foi um homem fantástico! Deixou uma família rica e deixou uma Fundação com muito dinheiro. O tal cientista americano diz-se muito feliz. A bolsa dele é de 2,3 milhões de euros. É a bolsa mais avultada que deram até hoje.

A minha amiga não pode ocultar o seu fascínio pelas notas, já que o metal sonante foi escandalosamente desvalorizado há muito tempo. Também a mim me fascinam as notas, mas disfarço como a raposa a respeito das uvas altas na parreira.

Não nos sentimos, porém, solitárias na questão. Muita gente tratou desse assunto, até o nosso nobre e experiente Camões que, todavia, nos condenaria a pretexto de que o dinheiro “Faz traidores e falsos os amigos”. Eu cá por mim, mais actualizada, acho que bem pelo contrário, ele faz dos “amigos falsos e traidores” amigos sinceros e bons servidores.

Daí o meu título “À porta secreta”, ou também o da minha amiga “A Face Oculta”, concedo com amizade.



Berta Brás

O FORROBODÓ CÁ DO NOSSO JARDIM

Clique em cima da imagem para a ler

AQUI TEM OS SEUS ÓDIOS DE ESTIMAÇÃO

Este jogo é um mimo! Experimente a sua pontaria e atire-lhe! Claro é virtual mas dá para relaxar! Uma maravilha! Estão neste jogo todos os seus ódios de estimação.

Para quem gosta de jogar ou queira aliviar o stress...Adorei........rsrsrsrsr.Força aí e olho esperto!

GUERRA DO VIETNAME: A TRAGÉDIA AMERICANA

Figuram muitos nomes portugueses




Vietnam War casualties listed by Home of Record.

The name you are looking for may not be under the city/town/state you expect.

This index is based on each casualty's Official Home of Record. The home of record may be the place the person entered military service or that person's residence at that time. The home of record may or may not be that person's birthplace or home town. If you don't find the name where you expect, please also look under nearby cities or see the index pages by last name.

We can not arbitrarily change the official home of record that was recorded 40 years ago, but we can correct spelling errors in information we display.

Click on a state name to see the names of casualties from that state.


ALABAMA - - >ALASKA - - >ARKANSAS
ARIZONACALIFORNIACOLORADO
CONNECTICUTDELAWAREFLORIDA
GEORGIAHAWAIIIDAHO
ILLINOISINDIANAIOWA
KANSASKENTUCKYLOUISIANA
MAINEMARYLANDMASSACHUSETTS
MICHIGANMINNESOTAMISSISSIPPI
MISSOURIMONTANANEBRASKA
NEVADANEW HAMPSHIRENEW JERSEY
NEW MEXICONEW YORKNORTH CAROLINA
NORTH DAKOTAOHIOOKLAHOMA
OREGONPENNSYLVANIARHODE ISLAND
SOUTH CAROLINASOUTH DAKOTATENNESSEE
TEXASUTAHVERMONT
VIRGINIAWASHINGTONWISCONSIN
WEST VIRGINIAWYOMING
AMERICAN SAMOADISTRICT OF COLUMBIAPANAMA CANAL ZONE
PUERTO RICOUS VIRGIN ISLANDS
CANADAGUAMOTHER PLACES


To the home page of The Virtual Wall (TM)®

Contact UsCopyright© 1997-2010 www.VirtualWall.org, Ltd ®(TM)Last update 01/27/2010


ANEDOTA DO DIA: OU TALVEZ A REALIDADE...




.Anedota de Portugal
.
Um homem ia a passar junto à porta do Plenário da Assembleia da
República e ouve uma gritaria que saía lá de dentro:
"Filho da Puta, Ladrão, Salafrário, Assassino, Traficante, Mentiroso,
Pedófilo, Vagabundo, Sem Vergonha, Trafulha, Preguiçoso de Merda,
Vendido, Usurário, Foragido à Justiça, Oportunista, Engana Incautos,
Assaltante do Povo..."
Assustado, o homem pergunta ao segurança, parado na porta:
"O que está a acontecer ai dentro? Estão a brigar ?!
"Não", responde o segurança. "Cá p'ra mim estão a fazer a chamada
para saber se falta alguém"!!!

IMAGINEM,IMAGINEM O QUE PORTUGAL SERÁ SEM ELIMINAR A RATARIA!

Imaginem

Imaginem
00h30m




Imaginem que todos os gestores públicos das setenta e sete empresas do Estado decidiam voluntariamente baixar os seus vencimentos e prémios em dez por cento. Imaginem que decidiam fazer isso independentemente dos resultados. Se os resultados fossem bons as reduções contribuíam para a produtividade. Se fossem maus ajudavam em muito na recuperação.

Imaginem que os gestores públicos optavam por carros dez por cento mais baratos e que reduziam as suas dotações de combustível em dez por cento. Imaginem que as suas despesas de representação diminuíam dez por cento também. Que retiravam dez por cento ao que debitam regularmente nos cartões de crédito das empresas. Imaginem ainda que os carros pagos pelo Estado para funções do Estado tinham ESTADO escrito na porta. Imaginem que só eram usados em funções do Estado.

Imaginem que dispensavam dez por cento dos assessores e consultores e passavam a utilizar a prata da casa para o serviço público. Imaginem que gastavam dez por cento menos em pacotes de rescisão para quem trabalha e não se quer reformar. Imaginem que os gestores públicos do passado, que são os pensionistas milionários do presente, se inspiravam nisto e aceitavam uma redução de dez por cento nas suas pensões. Em todas as suas pensões. Eles acumulam várias. Não era nada de muito dramático. Ainda ficavam, todos, muito acima dos mil contos por mês.



Imaginem que o faziam, por ética ou por vergonha. Imaginem que o faziam por consciência. Imaginem o efeito que isto teria no défice das contas públicas. Imaginem os postos de trabalho que se mantinham e os que se criavam. Imaginem os lugares a aumentar nas faculdades, nas escolas, nas creches e nos lares. Imaginem este dinheiro a ser usado em tribunais para reduzir dez por cento o tempo de espera por uma sentença. Ou no posto de saúde para esperarmos menos dez por cento do tempo por uma consulta ou por uma operação às cataratas.

Imaginem remédios dez por cento mais baratos.
Imaginem dentistas incluídos no serviço nacional de saúde. Imaginem a segurança que os municípios podiam comprar com esses dinheiros. Imaginem uma Polícia dez por cento mais bem paga, dez por cento mais bem equipada e mais motivada. Imaginem as pensões que se podiam actualizar.

Imaginem todo esse dinheiro bem gerido. Imaginem IRC, IRS e IVA a descerem dez por cento também e a economia a soltar-se à velocidade de mais dez por cento em fábricas, lojas, ateliers, teatros, cinemas, estúdios, cafés, restaurantes e jardins.

Imaginem que o inédito acto de gestão de Fernando Pinto, da TAP, de baixar dez por cento as remunerações do seu Conselho de Administração nesta altura de crise na TAP, no país e no Mundo é seguido pelas outras setenta e sete empresas públicas em Portugal. Imaginem que a histórica decisão de Fernando Pinto de reduzir em dez por cento os prémios de gestão, independentemente dos resultados serem bons ou maus, é seguida pelas outras empresas públicas.



Imaginem que é seguida por aquelas que distribuem prémios quando dão prejuízo.
Imaginem que país podíamos ser se o fizéssemos.
Imaginem que país seremos se não o fizermos.


Ó TEMPO VOLTA PARA TRÁS

Tudo mudou...

Nascemos nos anos 30, 40 e 50... foi difícil mudar todos os conceitos de várias gerações.


Faz apenas 50 anos que apareceu a televisão, o chuveiro eléctrico, a declaração dos direitos humanos e a revista Playboy.

Casar era para sempre, sustentar os filhos era somente até que
eles conseguissem emprego, as certezas duravam toda a vida e os homens eram os primeiros a serem servidos à mesa de jantar.

As avós eram umas velhinhas, hoje, essas avós de 40 ou 50 anos são uns “aviões".

Todos vestimos o mesmo que os nossos filhos.

Não existem mais velhos como antigamente.
Esta foi uma geração em que mudou tudo.

Culpa da guerra, da pílula, da internet, da globalização, do muro de Berlim, da televisão e da tecnologia.

Até morrer hoje é diferente.
Na minha rua havia um velhinho que morria aos poucos.

Demorou uns dez anos a morrer e isto aconteceu logo a seguir a completar os 57 anos. Hoje morre-se com 80 ou aos 90 e é num repente.

Com a pílula, a mulher passou a ter os filhos que quis e ela sempre quis poucos.

Como não conseguimos sozinhos sustentar a família, elas saíram para a luta para se poder pagar a comida congelada, a luz e o telefone.

Se as coisas não vão bem, é fácil a separação, difícil é pagar a pensão.

Na realidade, há mães solteiras com pouco mais de doze anos.

Depois serão chefes de família, com muitos filhos de muitos pais.

Em 50 anos tiraram a Filosofia da educação básica, e como o pensamento era reprimido, com a revolução tudo mudou para libertação.

Pedagogia da libertação, Teologia da libertação, Psicologia da libertação.
Deu no que deu. Burrice libertada. Burrice votada e eleita.

Para as pessoas de mais de 50 anos, os palhaços eram o Rico e o Pobre .
Hoje o povo inteiro é meio palhaço, meio pateta.

Ladrão era o Palma Inácio e o Bandido da Luz Vermelha; hoje os ladrões tomaram conta dos Palácios, das Câmaras e das Regiões e de tudo onde podem deitar a unha.

A Lola mamona só trabalhava na zona da Praça do Chile.

O Presidente da República e o Primeiro-Ministro não eram um qualquer advogado ou um falso engenheiro mas sim um português totalmente alfabetizado.

Experiências com feijão e algodão a germinar fazíamos na escola primária e não em vôos espaciais, que custam 12 milhões de dólares.

Movimento social era o que chamávamos a uma reunião dançante.

O dia das mentiras não era uma data nacional.

Piercing ou ossos na cabeça quem os usava eram os pretos.

Tatuagens eram coisas de criminosos do bas fond.

Casa de campo era algo de filme de terror e não um local onde os ministros dividem o saque.

O Caseiro não era mais ético do que ministro.

A Quadrilha era uma dança e não razão de existência de partidos políticos.

O Clube dos Mau-Maus era um grupo de inofensivos playboys lisboetas e não um País inteiro.

As pessoas de mais de 50 estão por tudo isto meias tontas, mas vão andando. Fumaram e deixaram de fumar.

Beberam whisky com muito gelo, hoje tomam água mineral.

Foram marxistas até descobrirem quem eram o Harpo, o Chico e o Groucho, e que o marxismo é um grande engodo.

Viram o futebol começar a mandar na política. Bandidos (como o tal Inácio) e assassinos (como o moçambicano que queria meter as pessoas no Campo Pequeno e fuzilá-las) serem glorificados como heróis…

Vimos polícias (uma força de segurança) sindicalizados e a fazer greve…

Juízes (um órgão de soberania) a fazerem greve também…

Gente poderosa (ou por dentro) a avisar a Fátima Felgueiras para fugir e não ser presa, ou o Pinto da Costa para não ser preso nem apanhado em falso…

Ou a deixar aberta a porta para o padre assassino e gay fugir da prisão no Funchal…

Vimos a permanente falta de médicos, porque a corporação destes impõe ano após ano um número clausus baixíssimo para com a carência poderem fazer-se pagar a peso de ouro e a ponto de termos de importar médicos de Espanha e aproveitar outros oriundos dos países de Leste…

Vimos os deputados da Assembleia da República picarem o ponto pela Páscoa e saírem de imediato para um fim de semana antecipado…

Ou irem assistir a um jogo de futebol a Barcelona e quererem não só que lhe retirem a falta, como ainda lhe paguem ajudas de custo…

Ninguém tem mais a certeza de nada e a única música dos Beatles que apetece tocar é o "Help".

Pára Portugal, que a malta de mais de 50 anos quer descer!!!

Ao ler esta mensagem dá um aperto no coração só de pensar que tudo isto é pura verdade!
Que a nossa realidade é de fazer vergonha!
E o pior, é que já ninguém sabe o que é "vergonha"? Se isto é (ou ainda é) um país, alguém tem de fazer alguma coisa

* Autor desconhecido (para não ser preso)*

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 05.02.10

Capa do Correio da ManhãCorreio da Manhã

Viseu: Homicida ia fugir
Guarda: Pena máxima
Sacavém: Homem morre trucidado
Benfica: Adepto agressor
Venezuela: Sequestro a português

Capa do PúblicoPúblico

Governo espera que barragens de Almourol e Pinhosão ajudem a baixar o défice público
Movimentações de última hora mantêm preço das acções da Cimpor acima da OPA
Espanha ataca declarações do comissário Joaquin Almunia

Bolsa de Tóquio encerra com índice Nikkei a cair 2,88 por cento
O dia em que Portugal se tornou na nova "presa dos mercados"

Capa do Diário de NotíciasDiário de Notícias

"Nunca mais", diz Francisco Assis
Saramago recusa encontrar-se com o Papa em Lisboa
A escolha do Presidente
PR decide futuro da lei num momento político delicado
Governo impôs recusa de todas as propostas

Capa do Jornal de NotíciasJornal de Notícias

China: Uma e não 25 condenações à morte em Cantão, corrige agência oficial
Michael Jackson: Médico do cantor entrega-se hoje às autoridades- Advogado
China: Vinte e cinco condenações à morte em Cantão
G20: Cimeira prevista para Seul marcada para 11 e 12 de novembro
China: Censo da população vai mobilizar seis milhões de pessoas

Capa do ii

Guardas de passagens de nível. Uma vida a ver passar comboios
Rebelo de Sousa: "O poder só é solúvel se é mal exercido"
Crise suspensa: Teixeira dos Santos promete ficar até 2013
PS desvaloriza polémica "se não vier a repetir-se"
Pai que matou filha em Matosinhos disse que ia "destruir" a mãe


Capa do Diário EconómicoDiário Económico

O que precisa de saber para comprar casa nova em Lisboa
Vampiros lutam pelas audiências na SIC e TVI
Grécia, Dólar e Medo fazem baixar acções
Bolsa portuguesa entre as piores do mundo
Oportunidades de renda fixa

Capa do Jornal NegóciosJornal Negócios

Crude negoceia acima dos 73 dólares a recuperar de mínimos de seis meses
Dívida pública da Zona Euro e desemprego norte-americano penaliza praças asiáticas
"Os melhores políticos são os que têm vida própria"
As notícias em foco na edição de hoje, dia 5 de Fevereiro, no Negócios
Vídeo: Reportagem de um dia negro na bolsa de Lisboa

Capa do Oje
Oje

Agenda de 5 de Fevereiro
Pedro Quintela é o novo director-geral da Xerox Portugal
CA nomeia William E. McCracken Chief Executive Officer
LineUp integra Paula Pereira na área de eventos promocionais
Francisco Viana Brito é o novo director-geral do Tivoli Coimbra

Capa do DestakDestak

Rita Viegas e Jorge Henriques
O jogo dos namorados
Sensacional Chaves bate Paços de Ferreira rumo às meias-finais
PSD garante que nova lei será votada em plenário 6ª feira
FMI considera adequado plano para reduzir défice e dívida

Capa do 24 Horas24 Horas


Capa do A BolaA Bola

O dia em que o Rei faz 25 anos
«Não posso concorrer mais!» – Mário Saldanha
Carvalhal exige mais
«Temos um colectivo muito forte» - Cardozo
At. Madrid: Reyes enfrenta quatro semanas de paragem

Capa do Record
Record

Um duelo esperado
Paulo Barbosa: «Varela até fala em acabar a carreira no FC Porto»
Valdomiro terá agredido Javi
Capitão na rota Naval
Enfim juntos

Capa do O JogoO Jogo

Treinador do Desportivo das Chaves sonha agora com a final
Taça: AS Roma a um passo da final
Comissão Disciplinar multa clube em 3750 euros
Representantes de Parente acusam Turismo de Portugal de faltar à verdade
Simão Sabrosa marca em vitória de 4-0