Translator

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A PRAGA MUNDIAL QUE NINGUÉM QUER VER - A CHINA DO FUTURO

Made in China / Estão a alimentar o Dragão
.


Luciano Pires - diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação
.
Alguns conhecidos voltaram da China impressionados.
Se o Brasil fabrica um milhão de unidades de um determinado produto, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões... A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reacção é impressionante.
.
Os chineses colocam qualquer produto no mercado em algumas semanas... Com preços que são uma fracção dos praticados aqui. Uma das fábricas está a mudar-se para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares!
.
Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo. Que, acrescidos de impostos e benefícios, representam quase 600 dólares. Comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios...
Horas extra?
Na China?
Esqueça. ~
.
O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego, que trabalha horas extra sabendo que não vai receber...
.
Essa é a armadilha chinesa. Que não é uma estratégia comercial, mas de poder.
Os chineses estão a tirar proveito da atitude dos técnicos de marketing ocidentais, que preferem "tercializar" a produção e ficar com o que "agrega valor": a MARCA.
.
Dificilmente consegue adquirir nas grandes redes dos Estados Unidos um produto feito nos Estados Unidos. É tudo "made in China", com rótulo americano.
Há empresas a ganhar rios de dinheiro comprando aos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares... Mesmo que à custa do fecho das suas fábricas. É o que eu chamo "estratégia peçonhenta".
.
Enquanto os ocidentais "tercializam" as tácticas e ganham no curto prazo, a China assimila as tácticas para dominar a longo prazo.
As grandes potências do mercado que fiquem com as MARCAS, o design... Os chineses ficarão com a produção, desmantelando aos poucos os parques industriais ocidentais.
.
Em breve, por exemplo, não haverá mais fábricas de sapatilhas pelo mundo.. Só na China. Que então aumentará os preços, produzindo um "choque da manufactura", como foi o do petróleo. E o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo.
.
Perceberá que se tornou refém do dragão que ele mesmo alimentou (Vale salientar que o mundo Árabe, como disse Obama, é como é, graças aos petrodólares ). Dragão que aumentará ainda mais os preços, pois quem manda é ele, que tem fábricas, inventários e empregos... Uma inversão de jogo que terá o impacto de uma bomba atómica... Chinesa.
.
Nesse dia, os executivos "peçonhentos", olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados a jogar a bisca na esquina, para as sucatas dos seus parques fabris desmantelados. E lembrarão com saudade o tempo em que ganharam dinheiro comprando baratinho aos chineses e vendendo caro aos seus conterrâneos. .. E então, entristecidos, abrirão as suas marmitas e almoçarão as suas MARCAS.
E isto é em comparação com o Brasil!
.
Agora imaginem com a Europa.

BRASIL: CARTA DE MÃE PARA MÃE


Coisa séria

Carta enviada de uma mãe para outra mãe em São Paulo, após um noticiário na TV:
De mãe para mãe...
'Vi o seu enérgico protesto diante das câmaras de televisão contra a transferência do seu filho, menor, infractor, das dependências da prisão em São Paulo para outra dependência prisional no interior do Estado de São Paulo.
Vi você se queixando da distância que agora a separa do seu filho, das dificuldades e das despesas que passou a ter, para visitá-lo, bem como de outros inconvenientes decorrentes daquela mesma transferência.
Vi também toda a cobertura que os "média" deram a este facto, assim como vi que não só você, mas igualmente outras mães na mesma situação que você, contam com o apoio de Comissões Pastorais, Órgãos e Entidades de Defesa de Direitos Humanos, ONG's, etc...
Eu também sou mãe e, assim, bem posso compreender o seu protesto. Quero, com ele, fazer coro.
No entanto, como verá, também é enorme a distância que me separa do meu filho.
Trabalhando e ganhando pouco, idênticas são as dificuldades e as despesas que tenho para visitá-lo.
Com muito sacrifício, só posso fazê-lo aos domingos porque labuto, inclusive aos sábados, para auxiliar no sustento e educação do resto da família.
Se você ainda não sabe, sou a mãe daquele jovem que o seu filho matou cruelmente num assalto a um vídeo-clube, onde o meu filho trabalhava durante o dia para pagar os estudos à noite.
No próximo domingo, quando você estiver abraçando, beijando e fazendo carícias ao seu filho, eu estarei visitando o meu e depositando flores na sua humilde campa rasa, num cemitério da periferia...
Ah!
Já me ia esquecendo: e também ganhando pouco e sustentando a casa, pode ficar tranquila, pois eu estarei pagando de novo, o colchão que seu querido filho queimou lá, na última rebelião de presidiários, onde ele se encontrava cumprindo pena por ser um criminoso e um assassino.

No cemitério, ou na minha casa, NUNCA apareceu nenhum representante dessas 'Entidades' que tanto a confortam, para me dar uma só palavra de conforto, e talvez indicar quais "Os meus direitos".
Para terminar, ainda como mãe, peço "por favor":
Faça circular este manifesto! Talvez se consiga acabar com esta (falta de vergonha) inversão de valores que assola o Brasil e não só...
Direitos humanos só deveriam ser para "humanos direitos" !!!
-
Situação semelhante se passa em Portugal em que os "direitos" só funcionam para os marginais, criminosos e assassinos muito à custa desse ministro dos meliantes, que dá pelo nome de Rui Pereira
Peça enviada por amigo, humanista, deste blogue.

"SEXTING": UMA PRAGA NOS COMPUTADORES...

Alertar os jovens para os perigos do "sexting"

Portugal participa em projecto para avaliar noção do risco

GINA PEREIRA JN

'Alertar

Troca de sms de cariz erótico pode passar para a Internet

Alertar as crianças e os jovens para os perigos da publicação de conteúdos pessoais na Internet é um dos principais objectivos do Dia Europeu da Internet Segura, que se assinala hoje em mais de 60 países. O foco deste ano são as mensagens de "sexting".

Nota daqui: Ainda estou para saber como caiu esta praga do "sexting" no meu computador que chego a receber 20 e mais e-mail por dia, que vão directas para a secção do e-mail não desejado.

NUNO CARDOSO: "QUEM O ALHEIO VESTE NA PRAÇA O DESPE!"

Nuno Cardoso julgado por lesar Câmara do Porto em 2,5 milhões de euros

NUNO MIGUEL MAIA JN
Está assente: o ex-presidente da Câmara do Porto Nuno Cardoso e três vice-presidentes do FC Porto vão mesmo ser julgados por suspeita de terem lesado o erário público em pelo menos 2,5 milhões de euros, no negócio de permuta do Plano de Pormenor das Antas.

“HOMENS DA LUTA” ESCREVEM CANÇÃO DE APOIO A MÁRIO CRESPO

.


Diário de Notícias – 08 Fevereiro 2010

(VÍDEO) “Pequena, mas sentida, Cantiga de Solidariedade para o Mário Crespo” é o título do novo vídeo dos 'Homens da Luta', duas personagens que ficaram célebres pelo programa da SIC Radical 'Vai Tudo Abaixo' e que já antes tinham protagonizado um 'spot' de promoção ao 'Jornal das 9' da SIC Notícias, apresentado por Mário Crespo.

Desta vez, Neto e Falâncio, encarnados pelos actores Nuno (Jel) e Vasco Duarte, escreveram uma canção a apoiar Mário Crespo, que terá sido referenciado como "louco", "um problema" e "profissional impreparado", numa conversa tida no restaurante do Hotel Tivoli, em Lisboa entre o primeiro-ministro José Sócrates, o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, e um executivo de televisão, Nuno Santos, director de programas da SIC, na presença da apresentadora Bárbara Guimarães.
Santos negou a versão das fontes de Mário Crespo. Lacão chamou-lhe “caso fabricado com base em calhandrices”.

video

HUGO CHAVES DECRETA EMERGÊNCIA ELÉCTRICA

LUDMILA Vinogradoff CARACAS

Presidente da Venezuela, Hugo Chávez declarou hoje, segunda-feira, um decreto de emergência, nacional, de energia que lhe permite realizar medidas de racionamento de luz e contratação de consultores estrangeiros e equipamentos para enfrentar a maior crise energética no país pela seca prolongada.
"Aqui está o decreto", disse o presidente ao anunciar hoje a sua assinatura em um programa de rádio.
Seu plano é acelerar a compra de equipamentos e peças de reposição, imediatamente a desenvolver os programas de manutenção do sistema elétrico.
"Temos trabalhado isso porque é uma necessidade.
É realmente uma emergência. O país deve tomá-lo", disse ele na versão "De repente, com Chávez."
O decreto também formaliza o racionamento de luz na capital venezuelana foi suspenso há três semanas mesmo com os seus inconvenientes e continuou nas províncias, a uma taxa de quatro horas de corte a 20% de economia no consumo de electricidade.
As autoridades regionais têm-se queixado do racionamento e dizem que carregam tudo sobre os seus ombros.
No entanto, a falta de chuvas fez baixar o nível da barragem hidroeléctrica de Guri, que fornece 70% do consumo nacional, reduzindo o nível de água em 13 centímetros por dia.
O défice é de 1.700 MW iniciando a poupança de consumo de 700 MW.
O presidente Chávez disse que vão ter que apertar o cinto e fazer sacrifícios, até Maio, quando se estima que as chuvas caiam.
Entretanto está a tomar medidas com o decreto, que abre as portas para seus aliados, com o recrutamento de delegações estrangeiras de Cuba, Argentina, Rússia e China, anunciou este domingo, para construir centrais eléctricas.
O presidente anunciou planos para os cubanos e argentinos que irão construir plantas no país, independentemente, da rejeição e da crítica que tem despertado nas associações de engenheiros locais.
Ministro da Energia, Ali Rodriguez, anunciou que o racionamento na capital não afectará as áreas residenciais, centros de saúde e popular.
Os cortes serão aplicados a indústrias, fábricas e shoppings de 3 horas.
Os empregadores têm reclamado que as medidas irão afectar entre 25% e 40% das indústrias e agravar o desemprego e o encerramento de negócios.

JOSÉ SÓCRATES: EMBRULHA PÁ!



Com fome de sabedoria

ESSA É OPTIMA...LAMENTAVELMENTE VERDADEIRA !!!** **
*
*Suiça não é banhada por nenhum mar!**
Até que o Socrates não é tão burro...pois sabia que a Suiça não é banhada por nenhum mar...!!!*
*Numa reunião com o Presidente da Suíça, Socrates apresenta os seus Ministros:**
- Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Educação, este é o Ministro da Cultura, este é o Ministro da Justiça....
E assim foi.
Chegou a vez do Presidente da Suíça:
-Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Fazenda, este é o Ministro da Justiça, este é o Ministro da Educação, este é o Ministro da Marinha...
Nessa altura, Socrates começa a rir.
- Desculpe Sr. Presidente, mas para que o senhor tem um Ministro da Marinha, se o seu país não tem mar?
E o Presidente da Suíça responde:
-Quando Vossa Excelência apresentou os Ministros da Justiça, da Educ ação e
da Saúde, eu não ri...!!!*

DE TIMOR COM AMOR

Clique em baixo para ler a peça completa

PR RECOMENDA REMODELAÇÃO DO GOVERNO, MAS DIZ QUE É PM QUEM DECIDE

.

Angola Press – 08 Fevereiro 2010

Díli - O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, assumiu hoje ter recomendado ao primeiro ministro, Xanana Gusmão, a remodelação do Governo para lhe dar maior eficiência.

NOTICIÁRIO COLORIDO

FIDELIDADES
Nos últimos dias, com a “intensidade” merecida, os media ocuparam-se da bronca do “Face Oculta” e das cabalas da trupe pintodesousista.
Todos? Não! O Portugal on Line do Sapo não deu importância nenhuma à história.
Como o Sapo é da PT…
NUESTRO AMIGO CHÁVEZ
Mais duas gloriosas notícias da Venezuela:
1. Em 2009, no feudo do Chávez, foram mortas a tiro 44 pessoas por dia. Só em Caracas, em 2009, morreram de morte macaca 2897 cidadãos;
2. O camarada Chávez mandou expropriar todas as lojas da Praça Bolívar, na cidade de Libertador. Quer nela “construir um centro histórico”. É a primeira vez, na história da humanidade, que se “constrói” um centro histórico.
GRAMÁTICAS


Uma das “conquistas de Abril” foi ter passado a dizer-se “face a” em vez de “em face de”, à revelia da gramática, da lógica e da inteligência.
O “Público” de hoje titula “FC Porto reduz a distância face ao Benfica”. Primeiro: o FêCêPê não está em face do Benfica, ainda menos face ao Benfica, está atrás. Por conseguinte, reduz a distância em relação ao Benfica, não em face do Benfica, ainda menos face ao Benfica. Segundo: há que precisar que o FêCêPê reduz a distância em relação ao Benfica e ao Braga.
INVESTIMENTOS PÚBLICOS
Após os múltiplos e repetidíssimos anúncios das inúmeras obras públicas do pintodesousismo, tidas, no paleio oficial, por condição sine qua non para a “recuperação económica e o emprego”, o investimento público vai cair, em 2010, para o nível mais baixo dos últimos 8 anos.
Mas, atenção! Não tenham medo. As maluquices vão continuar. Só que não aparecem no orçamento. São coisas que ficam para mais tarde… Quem vier atrás que feche a porta.
RURALISMOS
Sob o alto patrocínio do Eng.º Agrónomo Ribeiro Telles, com o beneplácito, o aval e o aplauso do caloteiro Sá Fernandes, está em marcha a defesa de coisas “essenciais” tais como a criação de pilecas na rotunda das Olaias e a proliferação de hortas nos taludes das estradas. A “agricultura e a pastorícia” nas cidades tem que ser protegida.


“Uma terra que tenha animais, tem pastoreio, tem casas habitadas, tem escolas e futuro”, diz o engenheiro. Tem toda a razão. É o que se passa naquelas aldeias perdidas da Beira e de Trás-os-Montes, onde vivem três pessoas, um burro, uma vaca e meia dúzia de galinhas, sinais evidentes de vibrante progresso e de alta qualidade de vida.
AMIGALHAÇOS
O inacreditável Rebelo de Sousa veio a lume (aquilo de ir ser corrido da RTP era excesso de zelo…) defender o senhor Pinto de Sousa com unhas e dentes. Sabem porquê? Porque “precisamos de um primeiro-ministro forte e credível” para enfrentar as dificuldades. O PSD, nas esclarecidas palavras do comentador de serviço (serviço do PS), “tem de perceber” e “não obstaculizar os próximos orçamentos e um consenso nacional sobre o PEC”.
Estão a perceber? Na mente privilegiada do Marcelo, o Pinto de Sousa é um primeiro-ministro “forte” e “credível”. O PSD deve apoiar o Pinto de Sousa, não lhe causar qualquer dissabor, por mínimo que seja, e dar o seu total apoio às medidas que quiser tomar, ou seja, deixá-lo continuar a arruinar o país sossegadamente durante os “próximos orçamentos”.
Não é evidente que o senhor Pinto de Sousa jamais o deixará Rebelo de Sousa abandonar o trono na RTP?
DÍVIDAS
Quando o Primeiro-Ministro Cavaco Silva deixou o governo, os portugueses eram detentores de três quartos da dívida pública. Em 2008, mais de três quartos de tal dívida estavam já nas mãos de estrangeiros, a quem o Estado paga por ano, só em juros, nada menos que 2,6% do PIB!
Será por isto que o Sousa (Marcelo) acha que o Sousa (José) é um primeiro-ministro “forte” e “credível”, que, como tal, não deve ser contrariado?
António Borges de Carvalho

OPORTUNIDADES DE VIDA

Transcrevo
“Novas Oportunidades” ???




--
Guilherme d'Orey
Edifício ARCIS
Rua Ivone Silva, Nº 6-17º Esq.
1050-124 Lisboa

ATENTADO AO ESTADO DE DIREITO



O PGR ultrapassou todos os limites


ATENTADO AO ESTADO DE DIREITO


A revelação pública dos despachos dos magistrados de Aveiro que entenderam haver "indícios fortes" da existência de um plano do Governo para controlar a Comunicação Social que podia configurar um crime de atentado contra o Estado de Direito caiu como uma bomba no Ministério Público. Se dúvidas já havia quanto à decisão do procurador-geral da República (PGR), que recusou abrir um inquérito, a divulgação da fundamentação de Marques Vidal e de Costa Gomes não deixou margem para dúvidas.
.

'Perante despachos daquele teor, qualquer magistrado abria um inquérito', disse um procurador ao CM, adiantando ainda que 'se fosse um procurador-adjunto a fazer uma coisa destas estava arrasado e levava com um processo disciplinar'. O mesmo magistrado, que dada a sensibilidade do assunto solicitou o anonimato, garantiu que a revelação dos despachos do processo ‘Face Oculta’ foi ontem o assunto do dia nos tribunais, deixando os magistrados do Ministério Público estupefactos com a decisão de Pinto Monteiro, que conclui não existirem 'indícios probatórios' que levassem à instauração de um inquérito.

'Eu, como magistrado, sinto-me envergonhado. O PGR ultrapassou todos os limites', disse outro magistrado, acrescentando: 'Se isto não tem consequências...'

Ontem, porém, o procurador-geral revelou, em comunicado, que 'não altera absolutamente nada do que decidiu, por não existir qualquer fundamento jurídico para tal'. Ou seja, apesar do 'esquema' descrito pelos dois magistrados de Aveiro, que não tiveram dúvidas em pedir uma investigação urgente à tentativa do Governo de 'controlo dos meios de Comunicação Social visando limitar as liberdades de expressão e informação', Pinto Monteiro reitera não ter encontrado quaisquer indícios que justificassem a instauração de um inquérito visando o primeiro-ministro José Sócrates. Já quanto à questão colocada pelo CM sobre se tem condições para se manter no cargo, Pinto Monteiro não respondeu – o PGR é nomeado pelo Presidente da República, sob proposta do Governo, e por isso só o Chefe de Estado o pode afastar de funções. O CM contactou também o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, João Palma, que 'por ora' recusou fazer comentários.

NORONHA FOGE A COMENTÁRIOS MAS PROMETE ESCLARECER

'O senhor Presidente encontra-se em funções fora de Lisboa, pelo que é difícil poder responder às questões do Correio da Manhã durante o dia de hoje [ontem].' Foi esta a resposta que o CM obteve do gabinete de Noronha Nascimento, depois de pedidos vários esclarecimentos sobre a sua decisão de mandar destruir as escutas que envolviam o primeiro-ministro, mesmo após a existência de despachos de dois magistrados diferentes que sustentavam estar em causa um crime grave. 'De momento não irá fazer nenhuma declaração nem comunicado sobre esta questão', adiantou ainda a mesma fonte, revelando que na próxima semana Noronha Nascimento 'esclarecerá publicamente estas questões' – entre as quais se entende ter condições para se manter no cargo. No entanto, o gabinete de Noronha Nascimento acrescentou desde já que o presidente do Supremo que não contribuirá para 'alimentar notícias'.

'BASTA HAVER INDÍCIOS': Paulo Saragoça da matta, Professor de Direito

Correio da Manhã – Os indícios sustentados nos despachos dos magistrados eram suficientes para abrir uma investigação?

Saragoça da Matta – Para que haja condenação tem de haver prova cabal, para haver investigação basta que haja indícios. A factualidade que veio a público parece-me preencher o conceito de indício. Não me parece que haja uma situação de irrelevância manifesta.

– Em que consiste o crime de atentado contra o Estado de Direito?

– São actos que põem em causa os fundamentos da organização do poder político, que põem em causa a independência de um poder. n a.l.n.

SEGREDO INTERNO JÁ TERMINOU NO PROCESSO

O segredo interno do processo ‘Face Oculta ’ já terminou. A decisão do juiz foi tomada na sequência dos requerimentos dos assistentes – entre eles o subdirector do semanário ‘Sol’. António Costa Gomes dizia que, tendo a investigação começado há mais de um ano, a lei não permitia a manutenção do segredo. Os advogados e os assistentes têm acesso a todos os autos, com excepção das certidões que deram origem a inquéritos que estão em segredo de justiça. Não é o caso, porém, das escutas envolvendo José Sócrates. Não tendo aberto qualquer investigação, Pinto Monteiro abriu a porta à divulgação dos despachos.

AS DUAS FACES DA JUSTIÇA, POR EDUARDO DÂMASO

PINTO MONTEIRO

Deu um golpe severo no cargo.Arquivou sem argumentos conhecidos algo em que dois magistrados vêem mais do que indícios. Está a deixar o Ministério Púbico de rastos

NORONHA NASCIMENTO

Não tinha à disposição o filme todo. Só avaliou as escutas de Vara com Sócrates e não as que revelam os passos dados para controlar a TVI. Sai muito mal

ANTÓNIO COSTA GOMES

O juiz de instrução demonstra uma qualidade e espírito de serviço público invejáveis. Os seusdespachos mostram a iniquidade de decisões superiores

JOÃO MARQUES VIDAL

O papel em todo o processo é inatacável. Também as decisões mostram uma valoração dos indícios absolutamente segura. Dignifica a magistratura

TEÓFILO SANTIAGO

Mostrou, com a sua equipa da PJ de Aveiro, o que é uma verdadeira investigação criminal. Até alguns advogados do caso o admitem. Um valor absoluto

ESCUTAS NÃO PODEM SER DESTRUÍDAS

A determinação de Noronha Nascimento de destruição das escutas telefónicas envolvendoJosé Sócrates e Armando Vara não pode ser cumprida no imediato por constrangimentos legais. Mesmo assim, o juiz impediu o acesso aos 'produtos' – leia-se escutas – por parte dos intervenientes, embora aqueles tenham de manter a existência física até ao trânsito em julgado da decisão. O único que poderá aceder aos suportes magnéticos é Armando Vara, já que os mesmos podem ser usados para a sua defesa. A obrigação das escutas se manterem até ao final do processo foi criada pelo próprio Partido Socialista na última revisão ao Código.

OS PROTAGONISTAS NO PROCESSO

ARMANDO VARA

Actual consultor do BCP ficou com o lugar de administrador supenso na sequência do caso ‘Face Oculta’

PERFIL

Nascido há quase 56 anos em Vinhais, distrito de Bragança, Armando Vara frequentou vários cursos e licenciou-se na Universidade Independente já depois de passar pelo Governo. Antes de ter sido deputado à AR foi bancário da Caixa Geral de Depósitos mas quando regressou à instituição, depois de o então Presidente da República, Jorge Sampaio, ter obrigado Guterres a demiti-lo de ministro na sequência do escândalo da fundação da prevenção rodoviária, teve uma promoção fulgurante e chegou à administração. Após a guerra no Millennium bcp, acompanha Santos Ferreira como vice-presidente, ficando com um poder imenso. O caso ‘Face Oculta’ obriga-o a suspender o cargo.

PAULO PENEDOS

Filho do ex-presidente da REN, advogado, é arguido no processo ‘Face Oculta’. Pagou caução de 25 mil euros.

PERFIL

Filho e sobrinho de destacados militantes do PS, Paulo Penedos ficou conhecido como protagonista de candidaturas quase folclóricas. Enfrentou o histórico Jaime Soares para a Câmara de Poiares, e sofreu uma pesada derrota, mas a sua campanha teve impacto por causa de um deslumbrante Ferrari vermelho. E há oito anos o jovem Paulo apareceu como o rival de Ferro Rodrigues na corrida à liderança do partido.

RUI P. SOARES

Administrador da PT e membro da Comissão Executiva da operadora nomeado pelo BES e CGD.

PERFIL

Rui Pedro Barroso Oliveira Soares nasceu a 13 de Outubro de 1974. Licenciou-se em Gestão e Marketing no Instituto Português de Administração de Marketing. Militante da Juventude Socialista, a sua vida muda radicalmente quando coordena o ‘site’ da candidatura de Sócrates a secretário-geral do PS. O seu nome é proposto para a PT em 2005. Actualmente gere os milhões da publicidade da PT.

ATENTADO AO ESTADO DE DIREITO

Este é um dos crimes essencialmente políticos, ou seja, típico dos titulares de cargos públicos e políticos. Previsto no artigo 9.º da Lei dos Crimes da Responsabilidade dos Titulares dos Cargos Públicos, de 1987, este delito salvaguarda valores constitucionalmente protegidos como a liberdade de expressão, liberdade de informar e ser informado e o pluralismo político. Ou seja, é um diploma que reforça os mecanismos do Estado de Direito Democrático contra a violação de direitos, liberdades e garantias com o propósito de subverter o Estado de Direito. Este crime é, afinal, equivalente ao que existe noutros países, como os EUA, e se define pela conspiração contra as instituições e princípios basilares do Estado. A pena prevista é de 2 a 8 anos na consumação do crime e de 1 a 4 na forma tentada.

NOTA EDITORIAL

RIQUEZA E JUSTIÇA

Se Portugal, nos seus principais agentes políticos e da Justiça, aceita com normalidade, ou traveste de meras conversas privadas, um plano gizado para sufocar a Imprensa incómoda e alterar o equilíbrio de poderes constitucionais, já pouco falta para matarmos a democracia.Um Estado pode ser pobre, não dar o melhor horizonte aos seus filhos, pode até ser esbanjador na pressão dos interesses corporativos e incapaz de modernizar o ensino e o tecido produtivo.

Um Estado pode ser tudo isto mas para mudar e fortalecer-se tem que manter a honra.À luz da legitimidade das assembeias constituintes. E, em respeito aos que se bateram por um regime de democracia representativa, Portugal não pode aceitar no topo do Executivo quem sobre si tenha sérios indícios de privilegiar interesses próprios e planos privados, em detrimento do interesse público.

No traço do interesse público estão sagrados princípios constitucionais. Entre estes o direito de acesso a uma informação plural, que possa fomentar o conhecimento e consciência necessários ao voto dos cidadãos. Voto onde se funda o poder soberano do povo.

Perante o revelado sobre a complexa trama atribuída ao actual primeiro-ministro e seus homens de confiança, visando anular ou tolher outros poderes legítimos – desde logo o do Presidente da República –, a pergunta é: como puderam o líder do Supremo Tribunal e o PGR travar o pedido de inquérito aos indícios da prática do crime de atentado ao Estado de Direito?

Este País ainda é pobre. E jamais será rico se os cidadãos não se sentirem iguais aos olhos da Lei e do Estado. Este País é pobre, sim. E uma Justiça subserviente, de mão estendida às benesses do poder executivo, em muito contribui para isso. Este País é pobre – mas é na sua crise de valores que cada vez mais se funda uma estrutural tibieza económica.

Alguém com o perfil que José Sócrates revela pode ainda fazer parte de uma solução credível para Portugal? Este parece ser, cada vez mais, o cerne do problema.

NOTAS

FERREIRA LEITE: PSD

Manuela Ferreira Leite recusou ontem comentar o caso, sublinhando que durante meses falou sobre o assunto. O PSD pediu à Comissão de Ética que analise a liberdade de expressão no País

SILÊNCIO GERAL: PARTIDOS

O CDS-PP, o PS, o PCP e o Bloco de Esquerda recusaram-se oficialmente a comentar os de-senvolvimentos do processo ‘Face Oculta’, que visam o primeiro-ministro

AVERIGUAÇÕES: SINDICATO

O Sindicato dos Jornalistas exigiu uma averiguação 'urgente e até às últimas consequências' sobre o alegado plano do Governo para controlar a Comunicação Social

MOURA GUEDES: DEMISSÃO

'Se o primeiro-ministro não tivera dignidade de se demitir, espero queo Presidente da República o chame para o demitir'

MÁRIO CRESPO: ÉTICA

'O Governo não tem condições éticas para governar. É difícil, tendo emredor uma pessoa com aquele caráctere personalidade [José Sócrates]'

PACHECO PEREIRA: AMEAÇAS

'Há um padrão de comportamento do Governo em relação à Comunicação Social que envolve ameaças e chantagens. Merece-me grande preocupação'

MARINHO: DESTRUIR

'Isto foi uma forma de torpedeara decisão do Supremo de mandar destruir as escutas. Os magistrados contornam as disposições da lei'

J. M. FERNANDES: DÚVIDAS

'É importante termos conhecimento das escutas que estão na base desta acusação. Caso contrário ficam dúvidas no ar'.

Ana Luisa Nascimento

JOSÉ SÓCRATES: AUTO DA TRAGÉDIA DOS "CAMBALACHOS"

Negócios do PS

No computador de Rui Pedro Soares, administrador da PT, foi apreendido o contrato que permitiria à PT comprar a Media Capital. Antes já a PJ tinha interceptado um mail em que estava a versão final enviada para a Prisa, em Madrid. O negócio tem vindo a ser desmentido pelos mais altos quadros da empresa de capitais públicos, mas a verdade é que as escutas telefónicas, aliadas aos documentos apreendidos, mostram exactamente o contrário. José Sócrates sabia do negócio desde o início, e o seu desejo ia mais longe. Queria que aquele se fizesse com a aparente capa de legalidade.

Numa primeira fase, deviam ser empresários a adquirir 30% dos capitais da empresa, para assim a PT não aparecer como principal accionista. O objectivo, mais uma vez, era controlar a informação e acabar com o que era considerado o maior entrave à vitória socialista: a permanência de Manuela Moura Guedes e de Eduardo Moniz à frente dos conteúdos da televisão de maior audiência.

Rui Pedro Soares assumiu um papel fundamental no negócio. A 3 de Junho vai a Madrid para negociar com os espanhóis da Prisa. A 19 de Junho pede a Paulo Penedos para enviar a versão definitiva do contrato para um mail para Espanha. Janta depois, segundo o próprio, com José Sócrates, e comenta com Penedos que o 'chefe estava bem-disposto'. Rui Pedro Soares diz depois que Sócrates quer que seja a PT a 'assumir o controlo da operação'.

O CM confrontou a administração da Portugal Telecom com a actuação do administrador executivo, mas fonte oficial da empresa afirmou que 'não há comentários a fazer'.

Entretanto, ouvidos pelo CM, vários accionistas de referência manifestaram-se visivelmente incomodados com a actuação de Rui Pedro Soares e com a sua permanência na comissão executiva da PT. Solicitam a intervenção do presidente do conselho de administração, Henrique Granadeiro, para o seu afastamento. fonte próxima de Rui Pedro Soares adiantou ao Correio da Manhã que o quadro da PT 'está muito indignado' e que 'houve uma manipulação das declarações'.

'CM' DAVA CONTA DE CRIME EM NOVEMBRO

A 14 de Novembro, pouco mais de duas semanas depois de o caso ‘Face Oculta’ ter sido tornado público, o ‘CM’ revelava que os magistrados de Aveiro entendiam haver indícios da prática do crime de atentado contra o Estado de Direito Democrático. Foi com base nesses mesmos indícios que Pinto Monteiro decidiu que não avançava com qualquer investigação, optando por um arquivamento administrativo.

DESPACHO DO PROCURADOR JOÃO MARQUES VIDAL – 23 DE JUNHO DE 2009

'Face à gravidade das suspeitas existe a obrigação de investigar'

'Nas intercepções telefónicas autorizadas e validadas neste inquérito, em diversas conversações surgiram indícios da prática de outros crimes para além dos directamente em investigação nos autos, tendo sido decidido genericamente que se aguardaria pelo desenvolvimento da investigação com vista a garantir o máximo de sigilo e eficácia, excepto se as situações decorrentes destes conhecimentos, pela sua gravidade e circunstâncias, exigissem o desenvolvimento de diligências de investigação autónomas que impusessem a imediata extracção de certidão.

Sucede que do teor das conversações interceptadas aos alvos Paulo Penedos e Armando Vara resultam fortes indícios da existência de um plano em que está directamente envolvido o Governo para interferência no sector da comunicação social visando o afastamento de jornalistas incómodos e o controlo dos meios de comunicação social, nomeadamente o afastamento da jornalista Manuela Moura Guedes, da TVI, o afastamento do marido desta e o controlo da comunicação do grupo TVI, bem como a aquisição do jornal Público com o mesmo objectivo e, por último, mas apenas em consequência das necessidades de negócio, a aquisição do grupo Cofina, proprietário do Correio da Manhã.

Face ao disposto nos artigos 2º e 38º nº 4 da Constituição da República Portuguesa, artigo 10º da Convenção Europeia dos Direitos do Homem e artigos 4º e 6º da lei da Televisão (Lei 27/2007 de 30 de Julho), que a seguir se transcrevem, o envolvimento de decisores políticos do mais alto nível neste 'esquema' (expressão empregue por Armando Vara em 21--06-2009) de interferência na orientação editorial de órgãos de comunicação social considerados adversos, visando claramente a obtenção de benefícios eleitorais, atinge o cerne do Estado de Direito Democrático e indica a prática do crime de atentado contra o Estado de Direito, previsto e punido no artigo 9º da Lei 34/87 de 16 de Julho – Crimes da Responsabilidade dos Titulares de Cargos Políticos.

Encontram-se preenchidos os dois critérios acima referidos relativos à necessidade de autonomização da investigação, a saber, o da gravidade do ilícito e o de as circunstâncias imporem a realização de diligências de investigação autónomas (diligências que pela sua natureza não possam ser proteladas).

A gravidade do ilícito que na essência consiste na execução de um plano governamental para controlo dos meios de comunicação social visando limitar as liberdades de expressão e informação a fim de condicionar a expressão eleitoral através de uma rede instalada nas grandes empresas e no sistema bancário (referida nas intercepções como composta pelos 'nossos'), não se detendo perante a necessidade da prática de outros ilícitos instrumentais – nomeadamente a circunstância de do negócio poderem resultar prejuízos económicos para a PT (prejuízos que previsivelmente seriam ‘pagos’ com favores do Estado ou no mínimo colocariam os decisores políticos na dependência dos decisores económicos) ou, na 1ª versão do negócio, a prestação de informações falsas às autoridades de supervisão, Autoridade da Concorrência, CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) e ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social), ou mesmo através da manipulação do mercado bolsista (variação das acções da Impresa) – traduz-se numa corrupção dos fundamentos do Estado de Direito Democrático, o que é reconhecido pelos próprios intervenientes.

Como resulta da Constituição da República, da Convenção Europeia dos Direitos do Homem e da lei não é possível construir um Estado de Direito democrático sem meios de comunicação social livres das interferências e dos poderes políticos e económicos.

No que concerne à necessidade de diligência de investigação autónoma, esta decorre da premência da realização de diligências para esclarecimento do 'esquema' relativo ao Público/ Nuno Vasconcelos/ Impresa e Cofina/ Correio da Manhã, e à identificação de todos os participantes no 'esquema' da TVI, diligências que a não serem realizadas de imediato poderão levar a perdas irremediáveis para a actividade de aquisição da prova, sendo certo que existem indicações que o 'esquema' TVI poderá estar concluído até à próxima quinta-feira.

Face à multiplicidade e gravidade das suspeitas, existe a obrigação legal de proceder à correspondente investigação, não podendo a mesma, como vimos, aguardar para momento ulterior à sua autonomização.

O problema da partilha dos alvos que impõe uma estreita colaboração entre as duas investigações e os problemas da segurança e eficácia das investigações podem ser fortemente atenuados se ambas as investigações forem atribuídas ao núcleo da PJ que agora as executa (o que me parece essencial para garantir o êxito das investigações) e se ao nível do Ministério Público existir um entrosamento entre as equipas de direcção da investigação.

Para o efeito, e junta que seja a certidão e cópias dos suportes técnicos que a seguir se referem, será todo o expediente remetido em mão para superior apresentação e instauração do competente procedimento criminal.

Para autorização da investigação, nos termos do artigo 187º nº 1, 7 e 8 do Código de Processo Penal requeiro a extracção de cópia da totalidade das gravações relativas aos alvos, dos correspondentes relatórios e dos doutos despachos judiciais relativos à autorização, manutenção e cessação das intercepções telefónicas.

DESPACHO DO JUIZ DE AVEIRO ANTÓNIO JOAQUIM COSTA GOMES – 29 DE JUNHO de 2009

'Indícios da existência de um plano em que está envolvido o Governo'

Do teor das conversações interceptadas aos alvos Paulo Penedos e Armando Vara resultam indícios muito fortes da existência de um plano em que está directamente envolvido o Governo, nomeadamente o senhor primeiro-ministro, visando:

– o controlo da estação de televisão TVI e o afastamento da jornalista Manuela Moura Guedes e do seu marido, José Eduardo Moniz, para dessa forma ser controlado o teor das notícias através da interferência na orientação editorial daquela televisão.

– o controlo do jornal Público para, desse modo, se proceder ao controlo das notícias publicadas com interferência na orientação editorial daquele jornal.

(...) Resultam ainda fortes indícios de que as pessoas envolvidas no plano tentaram condicionar a actuação do senhor presidente da República, procurando evitar que o mesmo fizesse uma apreciação crítica do negócio.

Estes factos poderão, em abstracto, integrar a comissão do crime de atentado contra o Estado de direito, previsto e punido pelo artigo 9º da Lei nº 34/87 de 16 de Julho, conjugado com o disposto nos artigos 2º e 38º da Constituição da República Portuguesa e 10º da Convenção Europeia dos Direitos do Homem.

O crime de atentado contra o Estado de direito é punível com pena de prisão superior, no seu máximo, a 3 anos.

As conversações a que o Ministério Público alude na promoção que antecede resultaram da intercepção de meios de comunicação utilizados por Paulo Penedos e Armando Vara, os quais, nos presentes autos, assumem a qualidade de suspeitos.

Considerando as pessoas envolvidas e o secretismo que rodeia toda a sua actuação, bem como o facto de a actividade suspeita ser desenvolvida em grande medida comrecurso a conversas telefónicas, afigura-se-nos que as intercepções em causa são essenciais à prova do crime previsto no artigo 9º da lei nº 34/87 de 16 de Julho, uma vez que permitirão perceber as verdadeiras motivações que estão na base dos referidos negócios.

Pelo exposto, em conformidade com o preceituado nos artigos 187º, nº 1-alínea a), 4-alínea a), 7 e 8 do Código de Processo Penal, autorizo a extracção de cópia da totalidade das gravações relativas aos alvos, dos correspondentes relatórios e dos despachos judiciais que fundamentaram as intercepções – autorização, manutenção e cessação – e sua validação. CM

OS BURRINHOS, ESPERTINHOS,SALOIOS

.



Fonte: Sol

As crianças e jovens recorrem cada vez mais à Internet para fazerem os trabalhos escolares. No entanto, o objectivo é sobretudo plagiar, não fazer pesquisas, alerta a investigadora Cristina Ponte, coordenadora do EU Kids Online PortugalLer Mais

MÁXIMAS DO DIA




O sexo é como uma estação de serviço:
às vezes recebe-se um serviço completo; outras vezes tem que se pedir para se ser atendido e há vezes em que temos que nos contentar com o self-service!·
.
Um homem é como um soalho flutuante: Se for bem montado pode ser pisado durante mais de 30 anos.
As calorias são pequenos animais que moram nos roupeiros e que durante a noite apertam a roupa das pessoas.
.
Os problemas do nosso país são essencialmente agrícolas: excesso de nabos; falta de tomates e muito grelo abandonado.
.
O trabalho fascina-me tanto que às vezes, fico parada a olhar para ele.
.
O Casamento é um relacionamento a dois, no qual uma das pessoas está sempre certa e a outra é o marido.
.
A mulher está sempre ao lado do homem, para o que der e vier; já o homem, está sempre ao lado da mulher que vier e der.
.
Se fores chata as tuas amigas, perdoam; Se fores agressiva as tuas amigas, perdoam; Se fores egoísta as tuas amigas, perdoam; Agora experimenta ser magra e linda! Tás lixada!
.
O amor é como a gripe, apanha-se na rua, resolve-se na cama!
A falta de sexo provoca amnésia e outras merdas que agora não me lembro...
.
Portugal é um país geométrico: é rectangular e tem problemas bicudos discutidos em mesas redondas, por bestas quadradas!
.
A diferença entre Portugal e a República Checa é que esta tem o governo em Praga e Portugal tem a praga no governo.
.
Não procures o príncipe encantado. Procura, antes, o lobo mau: ouve-te melhor; vê-te melhor e ainda te come.
.
Toda a gente se queixa de assédio sexual no local de trabalho. Ou isto começa a ser verdade ou então despeço-me!!!
.
A mulher do amigo é como a bota da tropa; também marcha!
.
O cérebro é um órgão maravilhoso. Começa a trabalhar logo que acordamos e só pára quando chegamos ao serviço.
.
O teu computador é como uma carroça: tem sempre um burro à frente!!!
As hierarquias são como as prateleiras, quanto mais altas mais inúteis.
.
Os trabalhadores mais incapazes são sistematicamente promovidos para o lugar onde possam causar menos danos: a chefia.
.
Qual a diferença entre uma dissolução e uma solução?
.
Uma dissolução seria meter um político num tanque de ácido para que se dissolva. Uma solução seria metê-los a todos.
Chocolate não engorda, quem engorda é você.

CHUCHAS CÁ DO NOSSO JARDIM: CORRUPÇÃO E TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS

Para ler o texto clicar a seguir

"Centro da corrupção está no sector político"

Para Mário Crespo as redes de tráfico de influências são o principal problema do país e atira responsabilidades para a classe política, que quer ver punida nos casos de violação de dever do cargo.
Fonte Alto Hama

O SÓCRATES METEU-SE COM O SARAIVA... SARAIVADA O ESPERA! QUE SE COMECE A CUIDAR...

.
O PROCESSO chamado 'Face Oculta'

José António Saraiva

O PROCESSO chamado 'Face Oculta' tem as suas raízes longínquas num fenómeno que podemos designar por 'deslumbramento'.

Muitos dos envolvidos no caso, a começar por Armando Vara, são pessoas nascidas na Província que vieram para Lisboa, ascenderam a cargos políticos de relevo e se deslumbraram.

Deslumbraram-se, para começar, com o poder em si próprio. Com o facto de mandarem, com os cargos que podiam distribuir pelos amigos, com a subserviência de muitos subordinados, com as mordomias, com os carros pretos de luxo, com os chauffeurs, com os salões, com os novos conhecimentos.

Deslumbraram-se, depois, com a cidade. Com a dimensão da cidade, com o luxo da cidade, com as luzes da cidade, com os divertimentos da cidade, com as mulheres da cidade.

Ora, para homens que até aí tinham vivido sempre na Província, que até aí tinham uma existência obscura, limitada, ligados às estruturas partidárias locais, este salto simultâneo para o poder político e para a cidade representou um cocktail explosivo.

As suas vidas mudaram por completo.

Para eles, tudo era novo - tudo era deslumbrante.

Era verdadeiramente um conto de fadas - só que aqui o príncipe encantado não era um jovem vestido de cetim mas o poder e aquilo que ele proporcionava.

Não é difícil perceber que quem viveu esse sonho se tenha deixado perturbar.

Curiosamente, várias pessoas ligadas a este processo "Face Oculta" (e também ao caso "Freeport") entraram na política pela mão de António Guterres, integrando os seus Governos.

Armando Vara começou por ser secretário de Estado da Administração Interna, José Sócrates foi secretário de Estado do Ambiente, José Penedos foi secretário de Estado da Defesa e da Energia, Rui Gonçalves foi secretário de Estado do Ambiente.

Todos eles tiveram um percurso idêntico.

E alguns, como Vara e Sócrates, pareciam irmãos siameses : Naturais de Trás-os-Montes, vieram para o poder em Lisboa, inscreveram-se na universidade, licenciaram-se(?), frequentaram(?) mestrados.

Sentindo-se talvez estranhos na capital, procuraram o reconhecimento da instituição universitária como uma forma de afirmação pessoal e de legitimação do estatuto.

A QUESTÃO que agora se põe é a seguinte: por que razão estas pessoas apareceram todas na política ao mais alto nível pela mão de António Guterres?

A explicação pode estar na mudança de agulha que Guterres levou a cabo no Partido Socialista.

Guterres queria um PS menos ideológico, um PS mais pragmático, mais terra-a-terra.

Ora estes homens tinham essas qualidades: eram despachados, pragmáticos, activos, desenrascados.

E isso proporcionou-lhes uma ascensão constante nos meandros do poder.

Só que, a par dessas inegáveis qualidades, tinham também defeitos.

Alguns eram atrevidos em excesso.

E esse atrevimento foi potenciado pelo tal deslumbramento da cidade e pela ascensão meteórica.

Quando o PS perdeu o poder, estes homens ficaram momentaneamente desocupados.

Mas, quando o recuperaram, quiseram ocupá-lo a sério.

Montaram uma rede para tomar o Estado.

José Sócrates ficou no topo, como primeiro-ministro, Armando Vara tornou-se o homem forte do banco do Estado - a CGD -, com ligação directa ao primeiro-ministro, José Penedos tornou-se presidente da Rede Eléctrica Nacional, etc.

Ou seja, alguns secretários de Estado do tempo de Guterres, aqueles homens vindos da Província e deslumbrados com Lisboa, eram agora senhores do país.

Mas, para isso ser efectivo, perceberam que havia uma questão decisiva: o controlo da comunicação social.

Obstinaram-se, assim, nessa cruzada.

A RTP não constituía preocupação, pois sendo dependente do Governo nunca se portaria muito mal.

Os privados acabaram por ser as primeiras vítimas.

O Diário Económico, que estava fora de controlo e era consumido pelas elites, mudou de mãos e foi domesticado.

O SOL foi objecto de chantagem e de uma tentativa de estrangulamento através do BCP (liderado em boa parte por Armando Vara).

A TVI, depois de uma tentativa falhada de compra por parte da PT, foi objecto de uma 'OPA', que determinou a saída de José Eduardo Moniz e o afastamento dos ecrãs de Manuela Moura Guedes.

O director do Público foi atacado em público por Sócrates - e, apesar da tão propalada independência do patrão Belmiro de Azevedo, acabou por ser substituído.

A Controlinvest, de Joaquim Oliveira (que detém o JN, o DN, o 24 Horas, a TSF) está financeiramente dependente do BCP, que por sua vez depende do Governo.

Sucede que, na sua ascensão política, social e económica, no seu deslumbramento, algumas destas pessoas de quem temos vindo a falar foram deixando rabos de palha.

É quase inevitável que assim aconteça.

O caso da Universidade Independente, o Freeport, agora o 'Face Oculta', são exemplos disso - e exemplos importantes da rede de interesses que foi sendo montada para preservar o poder, obter financiamentos partidários e promover a ascensão social e o enriquecimento de alguns dos seus membros.

É isso que agora a Justiça está a tentar desmontar: essa rede de interesses criada por esse grupo em que se incluem vários "boys" de Guterres.

Consegui-lo-á?

Não deixa de ser triste, entretanto, ver como está a acabar esta história para alguns senhores que um dia se deslumbraram com a grande cidade.

Esta é a forma mais eloquente de definir um parolo provinciano com tiques de malandro, mas sempre de mão estendida, pior que os arrumadores que uma vez na vida se revelam minimamente úteis independentemente do ar miserável como se apresentam e se comportam quando não se lhes dá a famigerada moedinha.

ESCUTAS: ESTÁ QUASE A DESPOLETAR A BOMBA...!!!

.
Escutas proibidas já são públicas. Envolvidos estão em silêncio
por Sara Sanz Pinto, Publicado em 04 de Fevereiro de 2010
Não há qualquer reacção pública conhecida dos indivíduos ou entidades citados nas escutas hoje publicadas pelo jornal Sol.
O Procurador-Geral da República escreveu em Dezembro que não existiam indícios que determinassem a instauração de procedimento criminal contra o primeiro-ministro ou qualquer outro dos indivíduos mencionados nas certidões. Foi essa a razão da ordem de arquivamento e destruição das escutas.
Hoje, contactado pelo i, ainda não deu qualquer resposta.
O semanário Sol revela na edição de sexta-feira um extracto do despacho do juiz do processo Face Oculta onde se refere que “das conversações entre Paulo Penedos e Armando Vara resultaram indícios muito fortes da existência de um plano em que está directamente envolvido o Governo, nomeadamente o primeiro-ministro, visando o controlo da estação de televisão TVI e o afastamento da jornalista Manuela Moura Guedes e do seu marido, José Eduardo Moniz, para controlar o teor das notícias”.
Ao longo de 10 páginas, o jornal desfia as ligações entre empresários de algumas das maiores empresas portuguesas e políticos, encontrando nas transcrições argumentos para sustentar a tese de que foi posto em prática um plano para controlar não só a estação da Prisa, como outros media portugueses. Armando Vara e Paulo Penedos aparecem como figuras-chave do processo (são os dois alvos das escutas), mas as conversas que mantêm acabam por envolver dezenas de outras figuras públicas.
De acordo com o mesmo despacho, “resultam ainda fortes indícios de que as pessoas envolvidas no plano tentaram condicionar a actuação do Presidente da República, procurando evitar que o mesmo fizesse uma apreciação crítica do negócio”.
No processo Face Oculta, que investiga alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do sector empresarial do Estado e empresas privadas, foram constituídos 18 arguidos, incluindo Armando Vara, vice-presidente do BCP que suspendeu funções, José Penedos, presidente da REN-Redes Eléctricas Nacionais, cujas funções foram suspensas pelo tribunal, e o seu filho Paulo Penedos, advogado da empresa SCI-Sociedade Comercial e Industrial de Metalomecânica SA, de Manuel Godinho, que está em prisão preventiva.
O primeiro-ministro foi interceptado em 11 escutas dirigidas a Armando Vara neste processo. Mais tarde, o procurador-geral da República, Pinto Monteiro, afirmou que as escutas envolvendo José Sócrates não continham "indícios probatórios” que determinassem “a instauração de procedimento criminal contra o primeiro-ministro, designadamente pela prática do crime de atentado contra o Estado de Direito".

CASA PIA - SEM PAPAS NA LÍNGUA!

ISTO JÁ NÃO VAI SÓ COM BRANDOS COSTUMES…


PARA QUE CONSTE...

DIVULGUE-SE RÁPIDAMENTE

ANTES QUE SAIA DE CENA.

Corajoso e sem "papas na língua".

É este o país que temos, a justiça que temos e os governantes que temos.

Ver até ao fim, e quanto antes, pois a qualquer momento pode ser mandado retirar...


http://www.youtube.com/watch?v=HbBjOs8gE5w

BOMBÁSTICO!!!!!!!!!..........

PEDRO ABRUNHOSA: A QUEDA DO ÍDOLO DA RIBEIRA DO PORTO

.

Clique e veja o trambolhão do Abrunhosa

video

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 08.02.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Pedro Abrunhosa cai no 'Ídolos' (COM VÍDEO)
Simão assiste para empate do At. Madrid
EUA: Explosão em central faz pelo menos cinco mortos
V. N. Gaia: Choque fere quatro
Choque causa sete feridos em torres

Capa do Público Público

Ianukovich regressa "em triunfo" nas presidenciais na Ucrânia
FC Porto foi menos exuberante, mas voltou a golear no Dragão
Paços de Ferreira cumpriu a tradição
Colmatar necessidades com negocios assentes na inovação
Empreendedorismo social ganha novo fôlego

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Secreta espanhola esteve em Portugal sem avisar o SIS
Agente da PSP agredido sem reforços por falta de efectivos
Aproveitar todos os talhões de terra
Associação quer visibilidade para as mulheres pescadoras
Bombeiros perdem quarto elemento em acidente

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Petróleo: Barril de Brent sobe 0,44 dólares para 70,03 dólares
Ulster: Gerry Adams ameaçado de morte - Sinn Fein
Costa Rica/Eleições: Laura Chinchilla promete dialogar com todos
República Centro Africana: Ex-Presidente André Kolingba morre em Paris
Costa Rica/Eleições: Laura Chinchilla declarada vencedora pelos dois principais adversários

Capa do i i

Figueredo Lopes: "Forças Armadas devem preparar-se para cooperar com as polícias" - vídeo
Aumenta número de pais que não pagam os colégios privados
Óbidos. Explosivos eram para os etarras detidos em Janeiro
GNR desmantela rede de tráfico de droga no Norte do país
Face Oculta: Paulo Penedos aceita divulgação das escutas

Capa do Diário Económico Diário Económico

Petróleo ganha força após mínimos de 3 meses
E-mail, redes sociais e downloads são as maiores ameaças à segurança da rede
Jovens plagiam cada vez mais para trabalhos escolares
Grécia e Portugal ensombram euro
Banco de Portugal atrasa criação da base de dados das 'offshores'

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

PT compra empresa de tecnologias brasileira
As notícias em foco na edição de hoje, dia 8 de Fevereiro, no Negócios
Resultados levam Ásia a perder terreno pela terceira sessão
Champalimaud ultima financiamento para comprar 10% da Cimpor
Dividendos: As 30 melhores acções do Mundo

Capa do Oje Oje

"A TAP deve ser privatizada o quanto antes"
G-7 recomenda manter estímulos
British Airways regressa aos lucros
Espanha está há 21 meses em recessão
Desemprego cai inesperadamente para 9,7% nos EUA

Capa do Destak
Destak

Pedro Teixeira a chegar à brincadeira de Pedro Granger com Cláudia Vieira e Ana Rita Clara
Painel de azulejos do pátio do restaurante
Stand da AMI
Clara de Sousa vendendo doces
Ana Rita Clara e José Figueiras a chamar o público para a quermesse

Capa do 24 Horas 24 Horas



Capa do A Bola A Bola

Falcão entrevista Mourinho
Gardener encanta siberianos
Carvalhal dá força a Rui Patrício
Rodar equipa sem revolucionar
Jesualdo Ferreira: «Estamos a pedir um grande sacrifício aos jogadores»

Capa do Record Record

Olhos nos olhos
Ciclo fatal de Peseiro igualado
Bruno Alves: «Quero ser solução e nunca um problema»
Rodar mas pouco
Rui Patrício divide universo leonino

Capa do O Jogo O Jogo