Translator

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

COZIDO À PORTUGUESA COM TODOS

.

Cozido à portuguesa
Ar fresco
Logo que Sócrates apareceu, Sampaio pôde correr com Santana Lopes. Cavaco não tem esse trunfo na manga.
Q
uando o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, sugeriu num programa televisivo que a oposição colocasse uma moção de censura ao governo, estava a indicar o único caminho possível ao país nos próximos tempos: o derrube de Sócrates, sem a necessidade de eleições. Cavaco, Portas, o PSD inteiro, o Bloco e o PCP, ainda estão a tempo de perceber que não há, nas circunstâncias actuais, outra saída.
.
Vamos por partes. Em primeiro lugar, é evidente que o que se passa é um problema individual de credibilidade de José Sócrates. O país inteiro já percebeu que ele mentiu, e que a sua palavra não tem grande valor.
.
Além disso, todos já se convenceram de que as coisas não vão ficar por aqui e que Sócrates não tem capacidade para dar a volta à situação. As pessoas não mudam, e este é um problema de uma pessoa. Não de um partido.
Em segundo lugar, a partir de Julho, Cavaco não pode convocar novas eleições, e até lá é difícil que as convoque.
.
Com uma grave crise económica a fustigar o país, com a credibilidade internacional das nossas finanças em jogo, não faz muito sentido dissolver uma Assembleia onde várias combinações de maiorias são possíveis.
.
Para mais, e em terceiro lugar, o partido que costuma ser alternativa ao PS, o PSD, não o é ainda, nem é certo que o seja até ao Verão. Entretido a convocar congressos extraordinários, sem as eleições directas ainda marcadas, e com três candidatos já anunciados que não empolgam a Nação, o que o PSD tem para oferecer ao país até ao Verão é um grande ponto de interrogação, uma colossal dúvida.
.
Ao contrário do que aconteceu com Sampaio, que logo que Sócrates apareceu pôde correr com Santana Lopes, Cavaco não tem esse trunfo na manga. Assim, resta o PS, o resto do PS, uma alternativa dentro do PS. É evidente que se a oposição fizer o serviço de remover Sócrates com uma moção de censura, um novo líder do PS pode apresentar-se a jogo, e procurar novas soluções de governo para Portugal.
.
E, é também evidente para todos, António Costa pode ser esse líder. Com ele, um acordo parlamentar de governo com o Bloco e com o PCP era possível, como também era possível, em teoria, um acordo com o PSD ou com o CDS. Sem a crispação de Sócrates, habituado a mais diplomacia, António Costa poderia trazer uma lufada de ar fresco a um sistema político que parece encravado. E poderia também provar que uma só pessoa pode, para o bem e para o mal, alterar o destino das coisas.
Fonte: Correio da Manhã

PORTUGAL NA ÁSIA...QUEM TE VIU E QUEM TE VÊ...!!!

.

.
COMERCIAL DECADÊNCIA DE PORTUGAL NA ÁSIA
.
O comércio de Portugal na Ásia deixou de ter significado. Actualmente, Portugal, tem um representante da Agência de Investimento do Comércio Externo de Portugal (AICEP) em Singapura, como ali uma missão diplomática, com um Engarregado de Negócios, subjugado à Embaixada de Portugal em Banguecoque. Acabei de ter conhecimento, através, do blogue http://notasverbais.blogspot.com a quebra do comércio na Ásia que transcrevo, na íntegra:
Exportações de Portugal 2009 (Fonte INE)
Divulgadas estão as estatisticas do Comercio Externo relativas ao ano de 2009. Assim conclui-se que:
1. As exportações extracomunitárias em 2009 cairam 21% relativamente a 2008;
2. As exportações para a Ásia em 2009 cairam 61% relativamente ao ano anterior;
3. As exportações para Singapura em 2009 cairam 90% em relação a 2008;
4. As exportações para a Malásia em 2009 cairam 94% em relação ao ano anterior;
5. As exportações para a China em 2009 cresceram 21% em relação ao ano anterior.
O que é que as Necessidades e a AICEP estão a fazer na Malásia e em Singapura? Delegações da AICEP e novas embaixadas são coisas assim do género das Novas Oportunidades? “ (Notas Verbais)
.
À MARGEM: Seria longa a descrição se fosse inserir as passadas do erradio e o ter-se aproveitado o farelo, do moinho e atirar fora a farinha.
.
Em Banguecoque, o carro tem seguido à frente dos bois , investindo-se na cultura, primeiro, e depois (nunca feito o investimento certo) no comércio.
.
Desde 1989, relacionado com a cultura e ensino da língua portuguesa, quedaram-se em Banguecoque: 7 leitores de português e 2 adidos culturais.
.
Em 21 anos, já idos, não faço a pequena ideia de quantas pessoas, tailandesas, estarão a falar a língua de Camões, onde e como a utilizam profissionalmente. Talvez o número, menos, a exprimir-se fluentemente, do que os sete leitores/as que por Banguecoque passaram.
.
Centenas de milhares de euros foram despendidos com a presença de 7 leitores (um fez duas comissões de serviço) e dois adidos culturais.
-
Enquanto se gastaram centenas de milhares de euros na cultura e no ensino da língua, o investimento no comércio, não passou de uma ridicularia.
.
Em dois anos (1988-1990) um representante do Instituto do Comércio Externo de Portugal (ICEP), de nacionalidade tailandesa junto à embaixada de Portugal e eu durante 5 anos (1997-2002) cujos o salários mensais, na totalidade, foram de 120.000 dólares, líquidos, sem quaisquer outros subsídios, enquanto os leitores e os adidos os usufruíram, para a renda de casa e mais privilégios.
-
Antes e em outras peças referi que na Tailândia não existem, presentemente, empresas portuguesas estabelecidas e as que houveram partiram: EFACEC e a TAP – Air Portugal (encerrou a carreira Lisboa-Banguecoque-Macau e vice verso) há uns 9 anos.
.
Ainda houve outra, a SOREFAME, em parceria com a multinacional, ABB, que não terminou a obra de montagem de condutas, metálicas, para transportar a água de alimentar as turbinas de uma barragem na provincía de Korat (Nordeste da Tailândia).
.
Desconheço se o conflito, gerado, entre a SOREFAME e a empresa estatal, de fornecimento de electricidade, EGAT, tailandesa, foi ou não resolvido.
.
Claro que a cultura e o ensino da língua portuguesa são componentes que devem existir, mas em primeiro lugar o investimento na divulgação do comércio e depois, então, vai-se em conjunto, harmonizar as duas coisas e levá-las ao público e vendê-las.
.
Não podemos estar a viver do saudismo patriota, doentio e demagógico vendendo, apenas, o nosso heroísmo de séculos passados de quando o comércio de Portugal, na Tailândia, queda-se uma estrela sem brilho.
.
O Governo do Reino da Tailândia, pelo “Fine Arts Department” (Belas Artes) sempre colaborou, com a embaixada de Portugal, acreditada em Banguecoque, por 190 anos, para que a história, de séculos, dos portugueses se mantivesse uma chama viva, em Ayuthaya.
.
A Tailândia tem todo o interesse que essa chama se conserve acesa porque bem sabe o Governo e seu Departamento das Belas Artes, que a velha e segunda capital do Reino do Sião volte a ser “ A Glória de Ayuthaya” e centenas de milhares de turistas ali assolem todos os anos. Assim está a cultura ligada aos interesses económicos do Reino.
.
Conheci Ayuthaya, há mais de 30 anos, de quando minha mulher, juntamente, com outros membros de sua família ali me levaram no “Songkran” (Ano Novo Budista), em uma peregrinação e longe estaria, eu de saber, que os portugueses, havia séculos, tiveram um papel importante no desenvolvimento e defesa do Reino do Sião.
.
Ayuthaya nessa altura, praticamente, uma desconhecida dos estrangeiros, com as ruínas dos templos, palácios e fortes em completa degradação. Uma cidade, velha, como o tinha sido pouco mais, de quando caiu numa manhã de três de Abril de 1767.
.
A partir de 1982, o “Fine Arts Departmente” da Tailândia, dá mãos à obra, inicia a limpeza das ervas daninhas entre as ruínas dos templos, escora as paredes, dessas relíquias para que não se desmoronem e pouco depois vem a consolidação.
.
Iniciam-se as escavações da Igreja de S. Domingos, no “Ban Portuguet” (Aldeia dos Portugueses) e localizadas as ruínas de mais duas igrejas, ao sul a de S. Paulo e ao norte a uns 300 metros da de S.Domingos, a dos Franciscanos.
.
Não tarda que os japoneses, talvez inspirados pelas escavações da Igreja de S.Domingos, subsidiam a restauração do seu Campo, do lado oposto, da margem do rio, o “Ban Portuguet”, Yammada e a construção do Centro Cultural Japonês, na avenida, principal da Cidade de Ayuthaya, onde, segundo os jornais noticiaram, na época, foram despendidos 100 milhões de baht, tailandeses (cerca de 4 milhões (ao câmbio da altura) de dólares americanos.
.
A velha Ayuthaya não tarda a ser um centro, importante, de turismo, que de uma velha pensão de ventoinha de tecto (onde cheguei a pernoitar mais o arquitecto/historiador, Kol de Carvalho a supervisionar as escavações das ruínas de S.Domingos), inicia-se a construção do primeiro e moderno hotel “Utong Inn”, seguem outros de pequenas dimensões e ainda mais outros de 3 e 4 estrelas.
.
Em Ayuthaya o desenvolvimento não estagna mais e todos os dias há centenas de visitantes, turistas, estrangeiros, a visitá-la.
.
Mas a restauração da velha capital de Ayuthaya não vai ficar por aqui, porque já há, elaborado, um “master plan”, do Governo Tailandês, com o despêndio de centenas de milhões de baht para continuar as obras de restauração, com vista a 4 quatro milhões de turistas, anualmente, visitem a velha capital.
-
Está, assim o comércio de mãos dadas com a cultura. Mas quando se vende,apenas, demagogicamente, o passado e histórico, português e não se criaram raízes de consolidação do comércio é estarmo-nos a enganar a nós próprios e o carro seguir à frente dos bois.
.
Evidentemente que os embaixadores acreditados desde 1988, na Tailândia e substituído Mello-Gouveia, não se acharão culpados do desleixo de não procurarem (inclue-se a cultura) a disseminação do comércio na Tailândia, não ter manter vivo e operacional o Gabinete Comercial, junto à embaixada e operado por pessoa conhecedora do meio. Nesta coisas (bem o sei) ninguém pretende "alancar" com o fardo de culpas às costas.
.
De facto o Gabinete existe (creio ainda) na embaixada como uma floreira de rosas de péssimo cheiro onde quem nele está sentado percebe tanto de comércio e de produtos portugueses como eu de produzir azeite num lagar.
.
A divulgação do comércio de um país terá de ser efectuado por um nacional, diligente, acompanhado de perto pelo Chefe de Missão, estar presente, constantemente, nas exibições comerciais industriais de Banguecoque, fazer contactos e trasmiti-los na língua de Camões ao empresariado do seu país.
-
Nada se haja feito, ultimamente, e continuamos a ser o que somos a vender os heróicos tempos passados, embrenhados na cultura, demagógica e de semear semente em terra seca que não germina.
.
Perdemos o comboio há muito nas várias estações e apeadeiros.
-
Somos o que somos de não valer mesmo nada!
José Martins
-
P.S. O autor de 75 anos, não busca, benesses, glórias, medalhas, elogios e ser colocado num pedestal. Já fez o que tinha a fazer no correr de sua vida. Apenas, colocar, o mal feito nas gavetas certas.

ONDE ANDA ESTE SENHOR? NÃO TEM NADA PARA DIZER?

 escondido

O ÚLTIMO REDUTO

 El Alamo

MÁRIO CRESPO E ANÓNIMOS DE MÁRIO SOARES

.
CRESPO ENGANADO
"O que aconteceu no [jornal] Sol não é nada normal.

O que aconteceu à minha crónica não é nada normal.
O que aconteceu na TVI não é nada normal.
O que aconteceu no Público não é normal.
É preciso interpelar isto de frente, sem medos, porque não há que ter medos", afirmou Mário Crespo à Lusa.
Mário Crespo está completamente enganado.
O que refere, é normal... há muitos anos que é normal.
98% dos jornalistas têm medos de perder o emprego.
Por isso, é que tem sido normal em democracia, desde 1975, o saneamento de jornalistas que escrevem o que não agrada ao poder instituído.
por joão eduardo em 2/16/2010 11:22:00 AM 0 pauladas Hiperligações para esta mensagem
http://pauparatodaaobra.blogspot.com
Etiquetas: Jornalistas
.
ANÓNIMOS?
Mário Soares, ou quem escreve por ele, está passado dos carretos.
Hoje, no 'DN' escreve isto: Alguns anónimos bloguistas promoveram uma manifestação, em frente da Assembleia da República, para protestar contra o Governo Sócrates a pretexto da "asfixia democrática".
Foi um flop!
Sabem quantos manifestantes compareceram?
Pouco mais de cinquenta, contando com os "mirones"…
Anónimos bloguistas promoveram?...
Mais de nove mil pessoas assinaram a petição pública e os promotores estiveram perfeitamente identificados, e este senhor vem dizer que eram uns anónimos quaisquer, assim a modos que uns portugueses de segunda.
Valha a verdade que foram poucos os manifestantes, mas não pisaram a Bandeira portuguesa.
Como é que esta gente que apoia o Sócrates quer que acreditemos neles?
por joão eduardo em 2/16/2010 10:50:00 AM 3 pauladas Hiperligações para esta
mensagem http://pauparatodaaobra.blogspot.com/
Etiquetas: Mário Soares

O VITOR VAI-NOS DEIXAR... QUE PENA NÓS TEMOS DO VITOR!




Clique a seguir e divirta-se

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 16.02.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Joss Stone encanta Lisboa
Noite Branca: Tráfico confirmado
Gang rouba e ameaça em farmácia
Carro de edil incendiado (COM VÍDEO)
Tribunal Europeu: ‘El Solitário’ recorre

Capa do Público Público

Teixeira dos Santos exprime “satisfação” e “orgulho” pela escolha de Constâncio
Sócrates: Nomeação de Vítor Constâncio é um “êxito” da diplomacia portuguesa
V. Guimarães
 não ganha e 
fica mais longe da Europa

Camargo compra mais 2,5 por cento da Cimpor
Sorteio da Lotaria Clássica (7º/2010)

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Querido, o melhor mesmo é ignorar os nossos filhos
Acesso ao Metro motiva queixas
Net aumenta reclamações na Carris
50 crianças e bebés sofreram AVC durante o ano passado
Família lança novas acusações ao Exército

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Afeganistão: Talibãs desmentem detenção de chefe militar
Índia: 24 polícias mortos num ataque atribuído a rebeldes maoistas
Paquistão : Detenção de chefe militar dos talibãs - Jornal
Saúde: Vendidos 10,5 mil milhões de euros em medicamentos contrafeitos na Europa - Estudo
CORREÇÃO :Turismo: México perde um milhão de turistas (...)

Capa do i i

INEM: Enfermeiros e técnicos de emergência em guerra aberta
Suicida de Tires hesitou duas vezes
Campo Maior. Onde a chuva levou a muralha e o chão a 50 famílias de ciganos
Sócrates contra-ataca: governo lança ofensiva para repor confiança
Nova onda de frio sem plano de contingência à vista


Capa do Diário Económico Diário Económico

Oficial: Constâncio muda-se para Frankfurt a 1 de Junho
Há já 4,6 mil milhões de utilizadores de telemóvel em todo o mundo
The New York Times assume plágio novamente
Administradores da PT devem renunciar caso plano para controlar media se confirme
Bruxelas quer auditar contas dos Estados-membros

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Vítor Constâncio eleito vice-presidente do BCE
Crise representa uma oportunidade para fazer "grandes alterações" na Grécia
Ongoing reafirma interesse na aquisição de até 35% na Media Capital
Administradores da PT devem resignar se notícias sobre plano para controlar media se confirmarem
Economic Pulse EMEA


Capa do Oje Oje

Zon e Isabel dos Santos lançam novo serviço de TV por satélite ZAP
Bolsa de Lisboa fecha a ganhar 0,05%
HTC espera ter primeiro telemóvel com Windows Phone 7 no último trimestre
ParaRede condenada a pagar coima de 100 mil euros por omitir informação relevante
Remodelação governamental substitui ministros da Energia e da Agricultura na Guiné


Capa do Destak Destak

Vítor Constâncio eleito para vice-presidência pelos ministros das Finanças da Zona Euro
Skye Edwards está de regresso aos Morcheeba
Português retido em Tripoli diz que autoridades deixaram entrar cidadãos de outras nacionalidades
Carvalhal: “Que nada fique decidido, para o Everton ou para o Sporting”
Líder da Distrital de Leiria acusa Jardim de tentar excluir Passos Coelho do processo democrático

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Falcao é tipo único
Carlos Martins pede a batuta
«Tenho condições para vencer o Tour» - Levi Leipheimer
Matias à prova no inferno
Frederico Gil avança em Buenos Aires

Capa do Record Record

Bessone Basto: «Bettencourt só abre a boca para dizer asneiras»
Um capitão com alta rotação internacional
O "clube do povo" tem sangue azul
João Carlos Pereira: «Jogadores estavam comigo sem imposição»
Por culpa do Liverpool

Capa do O Jogo O Jogo

Didier Défago é o esquiador mais velho a vencer a prova rainha
Taça de Futebol Feminino: Sorteio dita confronto entre 1º Dezembro e Escola nas "meias"
Nunes titular em derrota que afasta Maiorca da Liga dos Campeões
Copa Telmex: Frederico Gil vence Luczak e segue em frente

Danny Silva foi último nos 15km de esqui de fundo

INOCÊNCIA DE UM GOVERNO E AS "PRATANHAS INVENTADAS"

.

Compra da TVI: Mário Lino garante que Governo não conhecia intenção da PT



É impressionante como a oposição inventa tantas mentiras ao Governo de José Sócrates! Assim temos o Mário Lino a defender a honra das "prostitutas".

É SEMPRE AVIAR!!!

.
Antigos directores da Portucalense acusados de se apropriarem de milhares de euros
Por Mariana Oliveira (Público)
Ministério
Público do Porto concluiu processo, com mais de 30 volumes, ao fim de seis anos de investigações. Dois dos arguidos continuam na instituição mas já não em cargos directivos
Depois da queda, Portucalense voltou aos lucros
Três ex-directores da Universidade Portucalense foram acusados o mês passado pelo Ministério Público (MP) por se terem apropriado ilegitimamente de milhares de euros, um crime que lhes pode valer uma pena de prisão entre um ano e quatro meses e dez anos e sete meses. Na acusação, o MP diz que os arguidos geriram a cooperativa de forma que se revelou "ruinosa" e violaram todos os deveres "de cuidado de uma gestão responsável e empenhada em conseguir o melhor resultado".