Translator

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

O 25 DE ABRIL ESTÁ A BATER À PORTA

.

Qual será o programa para a celebração da efeméride? Bem até agora ninguém tossiu nem mugiu...
.
Será que aquele e o mais lindo dia da história contemporânea já foi para o lixo?
.
Ainda anda por aí muita gente, mesmo o cemitério a clamar por eles, há um bom para de anos, que fizeram de suas vidas, depois do 25 de Abril de 1974 o “pau de bandeira” para se governarem e bem sem nunca terem vergado a espinha.






Viveram de tretalhada que foram impingindo ao Povo “papalvo” português, como se eles tivessem sido os salvadores da Pátria sob o chicote de António de Oliveira Salazar.
.
Eles continuam andar por ai... E a mandar as suas bocas, sujas, para a plateia que já ninguém os quer ouvir. Um que nunca haja feito “porrinha” em sua vida, justamente, a “chular” o dinheiro dos portugueses, ainda quer ocupar o Palácio de Belém.
.
Que nojo se tal escarro consegui-se por lá quedar-se uns 5 anos a viver sob as mordomias e das miolos dos impostos pagos, tantas vezes com dificuldade, pelos contribuintes.





Outro já velho e senil, já se esqueceu de quando na cidade da Beira (eu vivia lá na altura) ser o advogado do diabo e dos grandes latinfudiários (meia dúzia) da cidade fundada e construída em cima do pântano, segue, igualmente a mandar “bocas” e apoiar um “bimbo” déspota e mentiroso com imensas vigarices à mistura durante sua governação, que perdeu todo o crédito dos portugueses.
.
A canalha destruiu o Portugal e tomaram conta dele. Porém Portugal é um país de gente de brandos costumes , porque se fosse noutro país a canalha teria de prestar contas em praça pública.
.
E se fossem queimados, como o Marquês de Pombal "assou" os Távoras, nada se perderia mas ganhava-se.
.
Morria o bicho e com ele a peçonha.
José Martins

CORRIDA DOS CEM METROS SEM BARREIRAS


A TRAGÉDIA GREGA - A SEGUIR OUTRAS...!!!






Este regime globalizante já chegou ao ponto, não só de retirar aos países a sua autonomia comercial, a sua autonomia produtiva e agora vemos os vendilhões dos templos de cada país a venderem a própria vida das gentes desses países. A alma. Há muito que a venderam e agora só lhes resta venderem-nos a nós.





Veja, clicando, em baixo e assistam à tragédia grega





http://pinpix.ig.com.br/Widgets.mvc/
Visualiza/201002180305192103614?v=5099173

FIGO: HONESTO NAS DECLARAÇÕES ANTERIORES OU MENTIROSO?

.

"Face Oculta" dá origem a buscas na PT e Taguspark por causa de apoio a Figo
.
A Portugal Telecom (PT)e o Taguspark foram a 15 de Fevereiro alvo de buscas nas suas instalações.

Uma operação que resulta das investigações do Face Oculta. e que envolve alegadas contrapartidas ao ex-jogador. (Epresso)

O PEDRO PARTIU... PRIMEIRA CABEÇA A ROLAR...!!!

.
Buscas do DIAP e da PJ de Aveiro precipitaram decisão
Rui Pedro Soares renuncia ao cargo na PT
17.02.2010 - 17h29
.
Por António Arnaldo Mesquita, Lurdes Ferreira, Ana Brito
Pedro Cunha

Rui Pedro Soares renunciou ao cargo de membro executivo do Conselho de Administração da PT. A decisão terá sido precipitada pela busca que magistrados do DIAP de Lisboa e investigadores da PJ de Aveiro fizeram na passada segunda-feira ao gabinete daquele gestor da PT, tendo também apreendido documentos no espaço que foi ocupado por Paulo Penedos, arguido no processo principal da Face Oculta.
A diligência resulta de uma certidão extraída do processo principal da Face Oculta e visa esclarecer as motivações e contrapartidas alegadamente concedidas pela Tagus Park ao ex-internacional e empresário Luís Figo.
Além dos dois gabinetes do ex-gestor e ex-colaborador da PT, os procuradores do DIAP de Lisboa e os polícias de Aveiro também confiscaram documentação em formato digital e em papel nas instalações da empresa, que tem como accionista principal a Câmara Municipal de Oeiras.
Quanto à decisão de renúncia de Rui Pedro Soares foi divulgada há momentos pela PT em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).
A comunicação é omissa quanto a eventuais compensações monetárias que possam vir a ser atribuídas ao antigo gestor.
No âmbito da alínea a) do artigo 3.º do Regulamento da CMVM n.º 5/2008 e do artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, a Portugal Telecom anuncia que Rui Pedro Soares renunciou ao cargo de membro executivo do Conselho de Administração da PT, refere o comunicado da empresa.
A PT confirmou posteriormente, em comunicado, "que no dia 15 de Fevereiro de 2010 as suas instalações foram objecto de diligências de busca."
"A empresa, que não está a ser investigada, prestou toda a colaboração que lhe foi solicitada", acrescenta o comunicado da operadora de telecomunicações.
Isaltino aguarda explicações
O presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, que diz ter tido conhecimento das buscas à sede da Tagus Park pela comunicação social, aguarda explicações que "a Comissão Executiva não deixará de prestar num curto prazo", realça fonte oficial do seu gabinete.
O principal accionista da Tagus Park é a Câmara de Oeiras, que detém 18 por cento do capital da sociedade anónima, seguida do Instituto Superior Técino, com 12 por cento e o BPI, com 11 por cento. A CGD e o BCP possuem, cada um, 10 por cento.
O presidente da Tagus Park, Américo Thomati,escusou-se a comentar as diligências judiciais da passada segunda-feira, afirmando que a Tagus Park "é uma empresa gerida com total transparência e de acordo com os mais exigentes padrões internacionais".
O responsável sublinha que a empresa "presta e prestará toda a colaboração às autoridades, desde que lhe seja solicitado".
Notícia em actualização (In Público on line)

ABSOLVIDOS - JORNALISTAS - CASA PIA

Casa Pia: Todos os jornalistas absolvidos
Ontem
O Tribunal de Oeiras absolveu hoje, quarta-feira, as duas dezenas de jornalistas das redações da SIC, TVI, Expresso, Visão, Grande Reportagem e Lux que estavam acusados de ter violado o segredo de justiça no processo Casa Pia.

O tribunal considerou que, em sede de julgamento, não se fez prova dos factos constantes do despacho de pronúncia.

Entre os jornalistas que estiveram em julgamento contam-se os diretores da SIC Alcides Vieira e Ricardo Costa, o ex-patrão da TVI José Eduardo Moniz e o antigo diretor do Expresso José António Saraiva, além de nomes como Pedro Camacho, Felícia Cabrita, Lourenço Medeiros, Ana Leal, Mário Moura ou Manuela Moura Guedes.

MÁRIO CRESPO: A INCOMODAR MUITA GENTE

.
Audição na Comissão de Ética
Mário Crespo distribui cópias de crónica não publicada
por Lusa-Ontem
.
O jornalista Mário Crespo distribuiu hoje aos deputados da Comissão de Ética, Sociedade e Cultura da Assembleia da República fotocópias de uma crónica que não pôde publicar, por não ter onde escrever, disse o próprio.
"É uma descrição da conversa que levou a um acto de censura no século XXI", afirmou o jornalista da SIC, enquanto distribuía as cópias aos deputados presentes na sala.
O 'caso Mário Crespo' surgiu a propósito de um artigo que o jornalista escreveu com acusações ao Governo e que o Jornal de Notícias (JN) não publicou.
O artigo do jornalista, que não saiu na sua habitual coluna à segunda feira no JN mas foi publicado no site do Instituto Sá Carneiro, acusa membros do Governo de terem falado depreciativamente sobre ele classificando-o como um problema, durante um almoço realizado em Lisboa.
"Não tenho um jornal onde escrever porque uma crónica minha foi censurada. Ultrapassei o problema com imaginação editando um livro de crónicas", disse o jornalista aos deputados.
Mário Crespo garantiu ainda que irá distribuir as cópias que sobrarem em frente à Assembleia da República.
O jornalista da SIC foi chamado à comissão parlamentar no âmbito de um requerimento do PSD para ouvir personalidades sobre liberdade de expressão e alegadas tentativas do Governo de interferir na comunicação social.

«TUDO NELES É MESQUINHO,RELES E INSIGNIFICANTE.»

.

Li ontem, atentamente, várias páginas do semanário Sol sobre as escutas telefónicas que envolvem figuras conhecidas dos meios políticos e de empresas que movimentam grandes somas de capitais. Cheguei ao final com uma verdadeira sensação de nojo. O nojo que se tem perante algo repugnante, porque, de facto, são repugnantes todas as jogadas que se fizeram para conseguir calar opiniões que pouco abonavam a favor do Governo.
Os velhos e eternos valores da verdade, da dignidade, da frontalidade, do serviço público, do sacrifício pessoal, do desinteresse, da coragem não fazem parte das mentes dos intervenientes daquele jogo sujo que o semanário em questão deixa exposto para todos lerem. Tudo neles é mesquinho, reles e insignificante.
Fica posta a nu a incompetência e a imoralidade dessa gente. E trata-se de gente que já passou por cadeiras da grande sala do Poder. É gente que quis governar este país numa maior ou menor quota-parte, usando o seu quinhão de influência para, afinal, se governarem.
A sua ideia de serviço não corresponde àquela que aos militares é incutida, é ensinada e é treinada no dia-a-dia da vida da unidade. E note o leitor o sentido ético que se atribui ao aquartelamento onde os militares vivem e se aprontam para o cumprimento das suas obrigações: unidade! Unidade, porque é isso que ali se inculca nos homens e mulheres: união que vai para além de todos os interesses pessoais, que vai para além dos egoísmos, união que se plasma no uniforme -- outro indício que gera e explica a unidade, pois obriga a uma única forma, a uma única maneira de aparecer perante a sociedade civil.
Note o leitor o contraste entre o comportamento dos militares e o dos civis que se querem arvorar em gestores da sociedade nacional, que desejam ser uma classe política. Os primeiros optam por livremente seguir uma carreira de riscos, mal remunerada -- porque, como dizia Mouzinho de Albuquerque, não há remuneração que pague a disposição para o sacrifício da própria vida -- socialmente bastante incompreendida em tempo de paz, com uma progressão difícil e sujeita a avaliações constantes e, acima de tudo, exigente em treinos que garantam a eficiência máxima se e quando for necessário; os segundos, jogando com compadrios vários, à revelia de competência efectiva, sem terem de dar maiores provas do que as que passam pela obediência às vontades e jogos de uma clique partidária, propõem-se governar a Nação, ou seja, governar o que é o património material, moral, histórico e cultural de todos nós.
Qual é a escola que estes frequentam? Quais os princípios éticos que devem cumprir? Perante que código deontológico respondem quando falham?
Caros leitores, a distância que separa os militares da canalhada política é imensa, abismal, infindável. Por isso, e cada vez mais, se deve, dentro dos quartéis, cultivar os parâmetros do comportamento castrense, ensinando-os tanto às praças como aos oficiais, exigindo de todos um rigoroso cumprimento das normas deontológicas que pautam a actividade dos militares, porque -- e é importante que isto não seja esquecido -- as Forças Armadas são o reservatório moral da Nação, pois, quando tudo estiver em ruína na sociedade civil, terá de restar intacto o valor ético das Forças Armadas e delas renascerá, sempre mais forte e mais digno, o vigor desta Pátria velha de séculos, desta Pátria que se não encolhe envergonhada perante o juízo da História que tem condenado e vai condenar os políticos que não souberam preservar e transmitir um património que as Forças Armadas lhes entregaram há mais de trinta anos para gerirem, servindo todos e, em especial, os mais desfavorecidos.
Neste momento, as Forças Armadas têm de estar moralmente sãs e preparadas, e isso é incumbência indeclinável dos Chefes militares.
Luís Alves de Fraga às 20:36

VAMOS TODOS,EM FORÇA, APOIAR ESTE HONESTO HOMEM PARA BELÉM

Fernando Nobre candidata-se a Belém
Presidente da ONG Assistência Médica Internacional (AMI) quer ser Presidente da República e avança esta sexta-feira.
14:59 Quarta-feira, 17 de Fev de 2010

Última actualização há 5 minutos
Luiz Carvalho
Fernando Nobre, o líder da organização não governamental AMI, Assistência Médica Internacional, vai avançar com uma candidatura a Belém, apurou o Expresso.

O lançamento da candidatura vai ser feito na próxima sexta-feira, pelas 20.00, no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa.

O presidente da Assistência Médica Internacional integrou a Comissão de Honra e a Comissão Política da candidatura de Mário Soares à Presidência da República, em 2006, para depois apoiar e ser mandatário nacional do Bloco de Esquerda nas últimas eleições europeias.

Entretanto, nas autárquicas, cometeu o feito de ser das comissões de honra de dois destacados presidentes de Câmara, um do PSD e outro do PS: respectivamente António Capucho, de Cascais, e António Costa, de Lisboa.

Nobre, de 59 anos, natural de Angola, licenciado em medicina na Universidade Livre de Bruxelas e especialista em urologia e cirurgia geral, começou por fazer parte da organização francesa Médicos Sem Fronteiras, na altura em que esta era liderada pelo actual ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Bernard Kouchner.

Mais tarde, na década de 80, foi convidado para vir para Portugal pelo então ministro da Saúde, Maldonado Gonelha, que o desafiou a criar uma organização à semelhança dos Médicos Sem Fronteiras. Fernando Nobre criou, então, a AMI a que hoje ainda preside.

O facto de este médico ecléctico e com uma carreira ligada aos assuntos humanitários ter uma excelente rede de contactos no Bloco, no PCP e no PS parece ter feito acender uma luz entre os soaristas que viram nele a hipótese de uma união à esquerda.

OLHA,OLHA MAIS ESTE...ADVOGADO DO DIABO!

Suspeitas sobre Sócrates vão traduzir-se em nada mais uma vez, diz Almeida Santos
17.02.2010 - 14:31 Por Lusa

O presidente do PS afirmou hoje que o primeiro ministro nada tem a explicar sobre a tentativa de co
mpra da Media Capital pela PT e considerou que este caso “acabará em nada”, como outros que envolveram Sócrates.
.
Almeida Santos falava aos jornalistas à entrada para uma reunião do Secretariado Nacional do PS, depois de interrogado sobre a necessidade de José Sócrates se explicar perante o país e o seu partido pelo seu alegado envolvimento no processo de compra da Media Capital, que controla a TVI.

“O primeiro ministro dá as explicações que ele próprio entende que deve dar. Neste caso, penso que não precisa, porque não foi acusado de nada que precise de ser explicado”, sustentou o presidente do PS.

Na perspectiva de Almeida Santos, as acusações que têm sido dirigidas a José Sócrates no âmbito de processos judiciais, “traduzem-se no fim em nada - e agora vai acontecer o mesmo”.

Almeida Santos rejeitou que esteja em causa a liderança de Sócrates no Governo e no PS, e que haja divisão no interior do seu partido na sequência da divulgação de escutas do processo “Face Oculta”.

O presidente do PS lamentou que o país, “em vez de discutir os seus problemas, está envolvido em questões menores, sem significado nenhum, que se traduzirão depois em nada”.

ALDRABÕES JÁ TEMOS QUE CHEGUEM POR CÁ

limpar

ADEUS OU VAI-TE EMBORA

 o cagão

"Sinto alguma amargura por ter sido motivado a deixar o país" Vítor Constâncio

Até sinto uma dor no peito só de imaginar a amargura do Constâncio com esta nomeação. Coitado, vai deixar de nos lixar cá dentro para nos ir lixar lá fora.

O MELHOR DO CARNAVAL

> Eu sugeria o máximo possível de manifs em defesa do Socratinejad e da sua processologia telefonística intimidatoriamente paranóica com órgãos de informação supostamente adversos. Pobres jornalistas! Pobres matérias truncadas ou barradas sob o pêndulo putativo de uma relação privilegiada com o accionista principal! Ainda há quem não fique «siderado»? O PS-Primadonna está louco, enraivecido, ressabiado. Isto está bonito, está. Num cenário de demissão, ao Primadonna restaria, no mínimo, fazer companhia a Godinho. Daí toda esta furibundice desesperada. É a fuga em frente, enlameando qualquer coisa que mexa. Eis mais um regresso sem camisa-de-forças!

Joshua, in Palavrossavrvs Rex

O "PALHAÇO" DO ENTRUDO

.

O MELHOR DO CARNAVAL
> Eu sugeria o máximo possível de manifs em defesa do Socratinejad e da sua processologia telefonística intimidatoriamente paranóica com órgãos de informação supostamente adversos. Pobres jornalistas! Pobres matérias truncadas ou barradas sob o pêndulo putativo de uma relação privilegiada com o accionista principal! Ainda há quem não fique «siderado»? O PS-Primadonna está louco, enraivecido, ressabiado. Isto está bonito, está. Num cenário de demissão, ao Primadonna restaria, no mínimo, fazer companhia a Godinho. Daí toda esta furibundice desesperada. É a fuga em frente, enlameando qualquer coisa que mexa. Eis mais um regresso sem camisa-de-forças!

Joshua, in Palavrossavrvs Rex
0 pauladas Hiperligações para esta mensagem

O "PILAS" ALEGRE

.





ALEGRE APOIO
O disponível candidato a Presidente da República Manuel Alegre já enviou a José Sócrates uma mensagem a dar-lhe todo o apoio para continuar como secretário-geral do PS. Alegre quer como moeda de troca o apoio do PS à sua candidatura.

PAU COMMENTS

"Há pessoas tão rasteiras que até para subir se baixam, e tão pequeninas que para mandar recado por baixo da porta precisam de trepar a um escadote". "Um pigmeu sente-se grande ao ver a própria sombra quando o sol vai rasteiro". "Quando os anões crescem o azar é do próprio circo". Qualquer carroça rebuscada na própria sucata há-de servir se fôr aparelhada com cavalo de boa aposta . O vento não cala a desgraça, o vento tudo nos diz das vergonhas do País.
a.marques
por joão eduardo em 2/17/2010 10:02:00 AM 1 pauladas Hiperligações para esta mensagem
Etiquetas: Manuel Alegre, PS, Sócrates

JUMENTOS VELHOS...

.
BURRO VELHO
Crivado de vícios, não aprende línguas. Mário Soares já não é lamentável. É deplorável. Para ele, a desonestidade, o vício do Poder a qualquer preço, o pecado anti-democrático mais deslavado, em democracia, só se imputa a Santana e à chamada cinicamente "direita".
.
Triste duplipensar. Vergonhoso lutador da demagogia. A democracia é o seu estômago bem forrado de prebendas, chorudas reformas, revestida, em suma, da habitual majestade sugadora do erário, sem qualquer espécie de pudor.
.
Só assim se compreende a desonestidade nas suas alarves palavras de salvaguarda de interesses próprios e mentira por grosso. Não há uma só alma a pedir que um Governo legitimado pelo voto popular possa cair nem sequer por pressão da comunicação social, pelo movimento de opinião pública. Pelo contrário, pede-se a substituição de um primeiro-ministro ultra-santana, ultra-guterres, alguém envolvido em quantas trapalhadas a imprensa deslinda.
.
Deve demitir-se como, por muito menos, Santana foi demitido. Esse Mário Soares, enfronhado nos seus livros, nos seus jantares e arrotos de Aristocrático da Liberdade, Medalha Antiga e Desbotada, olha a realidade como um Fóssil Natural. Não é possível que viva em Portugal, no Portugal corrompido pelo seu PS, capturado, absorvido e controlado pelo seu PS. Sobre o Primadonna, não há títulos sensacionalistas nem distorções obsessivas de fugas ao segredo de justiça: o que há são verdades que nem sequer o Primadonna Berlusconiano Sócrates ousa desmentir, nem o seu Governo, de tão óbvias.
.
Logo aí a retórica soaresina é falhenta e hipócrita. Num Estado sem Direito, esmagado pelo controlo Maçónico de um PS dono do respectivo Aparelho, as chamadas escutas ilegais são do mais legítimo que possa haver, último recurso contra os abusos e a sofreguidão dos donos do Regime, dos procratinadores da Justiça efectiva, do arrastamento vergonhoso dos processos.
.
Nós vivemos em plena subversão da própria democracia que Soares só preza na lógica de Poder e do Venha-a-Nós que toda a gente lhe reconhece. Ele lucrou com a Liberdade como um avaro lucra com a onzena. Temos um país sob cansaço, sob enjoo político, sob depressão por causa de um primeiro-ministro com toda a lata do universo. Não há comparação possível com António Guterres, que era minimamente honrado, e o seu nojo pelo "pântano" era pelo seu pântano de ávidos e sôfregos apparatchiks, os quais, perdido o Poder, se determinaram com Sócrates, mal pudessem, a nunca mais largá-lo por nada nem por coisa nenhuma.
.
O caso de José Sócrates, teremos de reconhecer, é um caso limite de sem vergonha e baixeza democrática, pode vir Soares apadrinhá-lo porque na mão de Sócrates estão muitos empregos e cargos que lhe dizem muito. Ninguém se demite, no socratismo. Ninguém tem vergonha, no socratismo.
.
O socratismo tem sido um exemplo de determinação, de gula, de incompetência sorridente, de flops económicos, de teimosia, de imposição, de unilateralismo, de desprezo pelas multidões, de lata e de resistência num Posto que garante e premeia com cargos todos aqueles que pode comprar, pois são esses valores mais altos que se levantam. Tem sido teimoso, insolente, tem berlusconizado o Estado, controlado a Justiça.
.
Tem perdido o crédito sem quaisquer consequências de maior, fora o apadrinhamento alarve dos Soares deste mundo. Só por isso pouco lhe importam os ataques e as injúrias, as insinuações mais graves e até as veladas ameaças: ficam aquém do que realmente dá a entender ser e fazer na sua longa caminhada egolátrica. Politicamente falando, abundam provas contra ele. Apresentadas no lugar próprio, no terreno mediático, dão em nada: o controlo mediático é um facto. A Justiça é uma coutada de encurralados e chantageados do socratismo.
.
Os julgamentos na praça pública são o único recurso, caminho-limite, quando mais nada funciona. E nada funciona. Nós já vivemos, graças ao Primadonna Sócrates, uma deriva pseudodemocrática de tipo berlusconiano. As teorias da "asfixia" democrática e o "plano" para amordaçar a liberdade de imprensa fazem todo o sentido. Os cidadãos comuns são controláveis por mentiras e pagos a vinte euros/cabeça para aparecerem nos Fora radiofónicos e televisivos a apoiar o Estrume.
.
As manchetes dos jornais chocam, mas todos têm medo de represálias profissionais, pois o emprego não abunda, o subsídio pode ser bastante discricionário e é uma coisa bastante politizada. O povo português viveu 48 longos anos sem liberdade, sujeito a uma censura rígida, mas Soares já faz parte do sistema que fecha os olhos às novas formas de retaliar e amordaçar.
.
Não há hoje pior forma de repressão política e social cruel que o desemprego sorna e subtil, que o ostracismo por causa da opinião emitida. Alguns anónimos bloguistas promoveram uma manifestação, em frente da Assembleia da República, para protestar contra o Governo Sócrates a pretexto da "asfixia democrática". Não foi um flop. Contar cabeças não faz justiça ao mérito das causas subjacentes. Soares deveria saber disto. Cinquenta ou dez, todos foram fotografados intimidatoriamente pelos Blogues do Governo.
.
Os jornais e rádios governamentalizados, que anunciaram a manifestação, como noutros casos similares, nunca o comentariam. Soares não vive em Portugal. A veracidade da "asfixia" é total. Todos os dias os portugueses lêem os jornais, ouvem as rádios e vêem as televisões e o diabo é a sua impotência com corruptos reincidentes. Está em perigo a liberdade de imprensa? Está. A última sondagem publicada no Expresso como outras sondagens de regime pelas quais ninguém se interessa e em que só comparecem como sondados os ferrinhos dos cargos e dos tachos do PS nunca poderia comprovar a verdade da acusação.
.
Se o primeiro-ministro continua a subir nas sondagens, mais dois pontos, bem como o PS, isso tem subjacente puro controlo, pura manipulação, défice de informação, é dinheiro, são processos de subversão tão velhos como Soares. Soares diz que «Certo é que a vitimização da sua figura é tão excessiva que só pode ser desfavorável a quem a faz.». Belo argumento de defesa. Toda uma filosofia. O PS é hoje odioso ao povo português, graças ao Primadonna.
.
O povo sempre votou no PS em todas as eleições, o que, dado o esmagador absentismo do voto, só pode significar para largos milhares simplesmente votar no ganha-pão. Não há democracia efectiva em Portugal. As previsões para as últimas eleições estiveram sempre adulteradas a favor do PS, forma de desmoralizar e desmobilizar um Povo, duplamente enganado pela desonestidade das políticas perdulárias e pela falta de carácter de quem as defendeu.
.
Um partido, com a tradição do PS, merece ser comido em talhadas pela realidade radical a que tem fechado os olhos. O PS foi sempre, mas já nem é nem parece, o Partido da Liberdade, belo slogan vazio. Antes da Revolução era idealista. Depois da Revolução aburguesou-se e é um enorme estômago a engolir Portugal, sem freios. Lembrar o PREC é uma história da carochinha perante a impunidade presente que deveria envergonhar o cínico senex Soares. O PS anda nas ruas da amargura e é uma nulidade nos tempos presentes. É um partido calado.
.
É um partido em silêncio cúmplice, tóxico. A direita é um chavão que o PS usa para defender o seu controlo de tudo e de todos. O PS sempre foi, mas já não parece, um partido defensor das liberdades políticas. Os seus genes e a sua filosofia de base estão estragados pela desonestidade, pelo mau carácter, pela suma cretinice de quem o tutela hoje mesmo. A defesa dos mais desfavorecidos, da segurança social, do serviço nacional de saúde, criado por António Arnaut e por Mário Mendes, do desenvolvimento sustentado, da defesa dos direitos humanos, do Estado de Direito e, consequentemente, da independência da Justiça é a mais completa treta, algo que na prática faliu, algo não é praticado e serve apenas propósitos de gratidão caciquista, pois os subsidiados e ajudados pagam com votos.
.
O PS de Soares é uma coutada de ávidos que assassina todos esses slogans antigos. O PS é somente um estômago enorme, maior que Portugal. Canta o fado do coitadinho do Sócrates porque prefere um lobo voraz e rapace à livre respiração multilateral e pluralista.
.
O PS do século XXI está doente. Ali Babá não faria melhor. O seu secretário-geral, José Sócrates é a tragédia do PS. Como Barrabás foi relegitimado pela multidão ululante, também o primeiro-ministro foi relegitimado há pouco tempo pelo eleitorado popularucho das cervejas, dos caracóis e dos tremoços, que vota no PS como se é do Benfica.
.
Foi relegitimado custasse o que custasse e foi também relegitimado pelos militantes do PS, no último congresso, que o reelegeu secretário-geral, por grande maioria abúlica e repleta do mesmo xanax enganador que preferiu Hitler. Neste momento, o País sucumbe ao fardo malcheirento de Sócrates e Soares tem o seu conforto, os seus slogans, à lareira, pernas estendidas num largo estertor de cínico. Bem pode alienar-se e falar da cartilha antiga. A realidade pede outro PS, outros heróis, que não gozem com a cara dos portugueses.

POR ESPANHA SOPRAM MAUS VENTOS

.
Em Espanha a economia e o desemprego não está melhor que em Portugal



Rajoy Presidente do PP no Parlamento:
"Se eu tivesse apoio, você não iria continuar como presidente"
O presidente nacional do PP desafiou o Governo a corrigir a sua política económica, convocar uma eleição ou a mudança de presidente



O Primeiro-ministro Zapateiro respondeu-lhe:
-
"Faça uma moção de censura se tem coragem"
O Primeiro-Ministro disse a Rajoy, porque não põe condições "para chegar a um acordo '
Há momentos (13.00 local) no Parlamento de Espanha
Fonte: El País

ARTIGOS SOLTOS

-
Portugal também tenta controlar a mídia

Sócrates e Diogo Infante
A terrinha treme nas bases: o primeiro-ministro José Sócrates, do Partido Socialista, já avisou que “os jornais não o derrubam”, mas a investigação do caso “Face Oculta” pega fogo, com direito a “grampos” e censura. Sócrates estaria negociando com a Portugal Telecom a compra de parte de uma TV e jornais como Correio da Manhã e Público, para “controlar a imprensa”. Ameaçaram a saída nas bancas do jornal Sol. O Partido Socialista já estaria negociando a saída de Sócrates, que perdeu todos os processos que moveu contra nove jornalistas. O primeiro-ministro português costumava passar férias nas praias de Santa Catarina, Brasil com o ator português Diogo Infante.
Claudio Humberto
.
Samba
.
A escola de samba Rosas de Ouro, que apresentou um enredo sobre a história do chocolate, venceu a edição deste ano do carnaval de São Paulo, anunciaram hoje os organizadores. Numa disputa apertada, a Rosas de Ouro terminou com apenas 0,25 pontos de diferença da segunda colocada, a Mocidade Alegre, que levou para a avenida contos e lendas infantis para contar a história do espelho.
A X9 Paulistana, que homenageou o centenário da República portuguesa, com o enredo "Do além-mar, a herança lusitana nos une... Ora, pois, a X9 é portuguesa com certeza", terminou em nono lugar, dentre as 14 escolas que disputaram o carnaval de São Paulo. Lusa
.
O CHARCO de NOVO (?)
.
Não, o que nos está a acontecer não é normal nem tolerável
José Manuel Fernandes
Os casos recentes são apenas as últimas cenas de um pesadelo que se iniciou quando Armando Vara tutelava a RTP
.
A 25 de Junho de 2009, José Sócrates jantou com Henrique Granadeiro na casa de Manuel Pinho. O chairman da PT informou então o primeiro-ministro que a compra da TVI pela empresa de telecomunicações não se concretizaria. No dia seguinte, no Parlamento, Sócrates anuncia aos jornalistas que se vai opor a um negócio que, nessa altura, já não existia. Estranho? Não, como o mesmo Sócrates explicou quarta-feira: "Do ponto de vista formal, o Governo não foi informado."
.
Pronto, e assim está tudo resolvido. Do "ponto de vista formal" nunca nada aconteceu. A começar pelo conteúdo das escutas reveladas pelo Sol, pois o senhor presidente do Supremo Tribunal e o senhor procurador-geral entenderam não haver indícios de crime contra o Estado de direito nesses documentos.Logo esses documentos não existem. E tudo o resto quer-se fazer passar por "normal".
.
Ou seja, é normal que um ex-jotinha de 32 anos, Rui Pedro Soares, seja nomeado para a administração da PT e premiado com um salário anual de mais de um milhão de euros. É normal que esse "gestor" em ascensão trate com Armando Vara, um outro "gestor" de fresca data e socrático apadrinhamento, da compra da TVI pela PT e discuta com ele e com Paulo Penedos a melhor forma de afastar José Eduardo Moniz e acabar com o Jornal de Sexta.
.
É normal que um jornal propriedade de um "grupo amigo" publique manchetes falsas para dar uma justificação política e económica à compra da TVI pela PT. É normal que seja depois esse "grupo amigo" a comprar a TVI beneficiando de apoios financeiros do BCP de Armando Vara e da PT. É normal que, na sequência dessa aquisição, Moniz deixe a direcção da estação e acabe oJornal de Sexta.
.
Se tudo isto é normal, também é normal que o BCP, que tinha uma participação no jornal Sol, tenha criado dificuldades de última hora à viabilização financeira daquele título, quando nele saíram as primeiras notícias sobre a investigação inglesa ao caso Freeport. Tal como é coincidência Vara já ser nessa altura administrador do BCP.
.
Também será normal que o Turismo de Portugal tenha discriminado a TVI em algumas das suas campanhas - o mesmo, de resto, que fez com o PÚBLICO - e que o presidente desse organismo seja Luís Patrão, o velho amigo de Sócrates desde os tempos de liceu na Covilhã. Como normal será Mário Lino, ex-ministro das Obras Públicas, ter reuniões no ministério com Rui Pedro Soares quando o seu interlocutor natural é o presidente da PT. Como Lino disse à Sábado, é assim quando se conhece muita gente nas empresas. Como homem bem relacionado não se estranha que tenha recebido, de acordo com o Correio da Manhã, uma "cunha" de Armando Vara no âmbito do processo Face Oculta. No fundo é tudo boa gente.
.
Mas como todos estas factos padecem de várias "informalidades", passemos a eventos mais formais, que sabemos mesmo que aconteceram, que foram testemunhados e até deram origem a processos na ERC. Como o das pressões exercidas pelos assessores de José Sócrates para desencorajarem qualquer referência pelas rádios e televisões à investigação do PÚBLICO sobre as condições em que o primeiro-ministro completou a sua licenciatura.
.
Como o de o Expresso, que rompeu o bloqueio e prosseguiu com a investigação, ter sofrido depois um "boicote claro" e "uma hostilidade total do primeiro-ministro", como escreveu esta semana o seu director, Henrique Monteiro. Ou como o das palavras ameaçadoras dirigidas por Sócrates a um jornalista do PÚBLICO por alturas do congresso em que foi eleito líder, em 2004: "Você tem de definir o que quer para a sua vida e para o seu futuro."
.
Excessos de quem ferve em pouca água? Infelizmente não. A actuação metódica e planeada sempre foram uma marca deste primeiro-ministro e dos que lhe são mais próximos no PS. Por isso, quando Vara teve a tutela da comunicação social, criou um monstro chamado Portugal Global que integrava a RTP, a RDP e a Lusa e nomeou para a sua presidência um deputado do PS, João Carlos Silva. Pouco tempo depois, caído Vara em desgraça, seria José Sócrates a conseguir colocar na RTP o seu amigo Emídio Rangel.
.
Um favor logo retribuído: na noite eleitoral que se seguiu (e que determinaria a demissão de Guterres), os únicos comentadores em estúdio foram o próprio Sócrates e o seu advogado, Daniel Proença de Carvalho; e na curta travessia do deserto até ao PS regressar ao poder, Sócrates pôde ter, a convite de Rangel, um programa semanal de debate com Santana Lopes. Já primeiro-ministro apressou-se a propor um conjunto de leis - estatuto do jornalista, lei da televisão, lei sobre a concentração dos órgãos de informação - que se destinavam, segundo Francisco Pinto Balsemão, a "debilitar e enfraquecer os grupos privados" de informação - ou seja, os que não dependem do Governo.
.
E não, não é verdade estarmos apenas perante mal-entendidos, excessos pontuais ou uma mera má relação com as críticas: estamos face a uma forma de actuar autoritária e que não olha a meios para atingir os fins. Até porque o que se relatou é apenas a pequena parte do que temos vivido (vide caso Crespo).
.
Da mesma forma não existe nenhuma má vontade congénita dos jornalistas para fazer de Sócrates, como lamentou Mário Soares, o primeiro-ministro mais mal tratado pelos órgãos de informação. O que houve de novo foi Portugal ter como primeiro-ministro alguém que esteve várias vezes sob investigação judicial (por causa de um aterro sanitário na Cova da Beira, por causa do Freeport), cujo processo de licenciatura levantou dúvidas e que se distinguiu como projectista de maisons no concelho da Guarda. Isto para além de ter mostrado uma tal incontinência ao telemóvel que somou e soma dissabores em escutas realizadas noutros processos, como os da Câmara da Nazaré, da Casa Pia e, agora, no Face Oculta.
Ainda é possível achar que tudo é normal? Ou porventura desculpável? Só se estivéssemos definitivamente anestesiados
.

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 17.02.10

Correio da Manhã

Criança cai de muro a ver desfile
Raul Meireles: Na mira do Marselha
Yulia Tymoshenko: Impugnou eleições
Papa Bento XVI: Condena abusos
Carnaval: Três mortos na estrada

Capa do Público Público

PS envolve Cavaco e leva caso da alegada vigilância a Belém para o Parlamento
Carnaval da Madeira elege Sócrates como figura principal
PSP apreende armas e droga e detém três pessoas num bar de Lisboa
Real Madrid não exorcizou fantasmas em Lyon, Manchester United venceu em Milão
Bomba explodiu na sucursal do JP Morgan em Atenas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

PS recusa debater liberdade dos media
Prejuízos atenuados com tréguas da chuva
Carrinhas começam hoje a distribuir preservativos
Centenas no funeral de cadete da GNR
Ciganos formados para o diálogo

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Colômbia: Exército abate chefe das FARC que liderou sequestro de 12 deputados
Haiti/Sismo: 34 canadianos mortos e ainda 55 desaparecidos
Iraque: Comandante norte-americano acusa políticos de ligações com Irão
Espaço: Terceira e última saída orbital de dois astronautas do vaivém Endeavour
CEDEAO: Não há conflitos armados em nenhum país da organização - Presidente comissão

Capa do i i

Como transformar uma mesa num ecrã multi-toque. Tudo com uma folha de plástico
Sócrates is back: arranca hoje o tour pela família PS
Cães-guia: confiar cegamente os passos a amigos de quatro patas
Ele está no meio de nós: orações num iPod perto de si
A Guerra de Galos entre Rangel e Aguiar-Branco

Capa do Diário Económico Diário Económico

Força do euro inflama petróleo
BNP Paribas lucra 1,37 mil milhões e bate estimativas
ING sofre prejuízos de 712 milhões no final de 2009
Autoeuropa prolonga fabrico do Seat Alhambra
Portugal poupado ao embuste orçamental da Goldman Sachs


Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Petróleo mantém-se acima dos 77 dólares em Nova Iorque
Perspectivas de recuperação económica levam Ásia a maior ganho desde Novembro
ING regista prejuízos duas vezes maiores que o esperado
Japão supera China como maior detentor de dívida dos EUA
BNP Paribas passa de prejuízos a lucros no quarto trimestre

Capa do Oje Oje

Sindicatos voltam hoje às negociações
Barack Obama vai criar comissão bipartidária para combater défice
Agenda de 17 de Fevereiro
Brasileiros já detêm 58% da Cimpor
Desemprego deverá ter chegado aos 10%

Capa do Destak
Destak

EMI vende estúdios Abbey Road
Kings of Leon anunciam concerto em Londres
Carlos em chat online com fãs
Engenho explosivo deflagrou em escritórios de banco norte-americano
Jardim não responde a «garotices» numa alusão a Pedro Passos Coelho

Capa do 24 Horas 24 Horas



Capa do A Bola A Bola

Fórmula para forçar
Javi García e mais 10
«Corro sempre para vencer» - Alberto Contador
Uruguai chama Fucile, Álvaro Pereira e Maxi
Di Maria convocado por Maradona


Capa do Record Record


Capa do O Jogo O Jogo

Di María convocado e Aimar fica de fora
Sporting com S. Bernardo e Sp. Horta na ‘final-four’
Matias Fernández chamado por Bielsa para particulares de Março
Pellegrini: “Não conseguimos colocar-nos numa posição favorável”
Swansea de Paulo Sousa empata e sobe ao quarto lugar