Translator

domingo, 21 de março de 2010

NÃO ALINHO COM O PODER DE RUA

.
Evidentemente que nem tanto ao mar nem tanto à terra!
.
A paciência tem limites e quando esta é ultrapassada consequências podem vir.
.
O Poder de uma nação, não pode assim de pé pa
ra a mão, sujeito a reivindicações de um “tipo/os” que se arvoraram, perante as massas (despolitizadas) o salvador dos pobres e delas se servir para atingir (o que tem em mente) a ambição de poder e claro está o dinheiro.
.
Bem me recordo, de quando o 25 de Abril de 1974, da frase do Prof. Marcelano Caetano, chefe do Governo de Portugal, abrigado no Quartel do Carmo, em Lisboa, quando entregou o seu Governo a Salgueiro Maia, para que o PODER, não caísse na rua. Bem ou mal entregue o poder, ficou Marcelo Caetano descansado, às Forças Militares.
.
Depois de entregue (que não foi ao poder de rua), viria a pertencer à rua, uma parte, desse poder, onde aqui designo o Partido Comunista, chefiado pelo Álvaro Cunhal, que deu de mão beijada (para se elevar politicamente como herói) a liberdade aos da rua de que selvaticamente tomaram conta de empresas, as terras do Alentejo, edifícios (alguns históricos) por Portugal no seu todo.
.
Uma total desgraça!
.
E que os do Partido Comunista e até de outros que surgiram na arena política de Portugal, viriam a destruir a indústria e as finanças de Portugal. Uma ferida que ainda hoje é um estigma.
.
De forma alguma (nunca funcionou) o poder de uma nação ser ent
regue a manifestantes guiados por ambiciosos, porque atrás disso chegam os assaltos à propriedade privado, às instituições públicas; a pilhagem sistemática, pelos seguidores doutrinados, pelos sedentos de dinheiro e poder, pois os da rua nada perdem.
.
Porém a paciência, dentro do sistema democrático de uma nação tem limites e estes podem chegar ao fim, de quando aqueles não têm nada a perder, pensam que está a chegar o festival “regabofe”.

.
O que de momento, politicamente, está acontecer em Banguecoque, pode ter os dias contados e chegar ao fim. Fazemos votos que termine em bem e os líderes que dirigem os do poder de rua, se consciencializem, que contra a força não há resistência e a Santa Paciência tem limites.
.
O Reino da Tailândia tem cerca de 70 milhões de pessoas e impossível que um ou meia dúzia de ambiciosos à frente, mesmo de 100 mil pessoas que sejam, pretendam virar o destino de um Povo e mete-lo na corrente do rio deles.
.
José Martins

IGREJA DO VATICANO E A SUA HIPOCRESIA MILENÁRIA



.
Entenda-se por aí. Não temos nada contra os crentes da doutrina de Jesus, divulgada pela Igreja do Vaticano. Mas temos com a hipocresia dos Papas e dos padres que lhe beijam, no Vaticano, o anel. Terrível os dois videos abaixo. Não é montagem nenhuma, mas a realidade pura que atinge as raias do cinismo e da hipocresia.


FESTIVAL DO FRANGO NA CIDADE TRIPEIRA EM HONRA DO BENFICA

.

.
Tem início, hoje (22.03.10) o “Festival do Frango” na cidade do Porto.
.
Frango, genuíno do Algarve revestido de "muitas penas" encarnadas e iguais à cor do Benfica.
.
A ementa é constituída (unicamente) de frango assado de várias modas e gosto (com mais ou menos piripiri).
.
-Frango “Corrido na Hora” à professor Jesualdo Ferreira;
-Frango “Máfia” à Pinto da Costa;
-Frango “Chulo” à Reinaldo Teles;
-Frango “Lágrimas” (dedicado a todos os sócios do Porto);
-Frango “Cacetada” à “super dragões” .
.

Para que o festival do frango, portista, tenha relevo e a divulgação merecida, todas as tascas do Porto (algumas do arredores) assam frango toda a semana iniciada hoje.
.
Altas individualidades de Lisboa, do sector desportivo, estão convidadas para o “Festival do Frango” tripeiro. Entre elas o Filipe Vieira, (presidente do Benfica); o Rui Costa (mentor desportivo) o ai-Jesus (treinador) e o Eusébio (o coitadinho)
.
As quatro eloquentes figuras do Benfica vão ter a honra de ser recebidos depois de sair da Ponte de D.Luis (no bairro da Sé) à cacetada.
.
O Eusébio será poupado devido à sua idade e pelo que haja feito de quando envergou a camisola das quinas.
José Martins na onda de humor.

UMA DAS DESGRAÇAS... O PORTO RUIU!

PORTO E BENFICA

Sarrafada de criar bicho

FACE OCULTA: REVELADAS NOVAS ESCUTAS

.
Novas Escutas do "Face Oculta" - A Ceia dos Robalos, de Manuel Godinho

Do CD 227, da série mandada queimar pelo Orelhas de Bode do Supremo Avental de “Justiça”
(Protagonistas: o Sucateiro, Manuel Godinho, e a sua Boca da Servidão, Dona Idalina Godinho – por detrás de um grande sucateiro, há sempre uma grande sucateira fêmea)
.
Manuel Godinho – Lina, querida, vem aí o Natal, e precisava de fazer a lista das prendas…
.
Dona Idalina – Sim, amor, queres começar por quem?... Pelo “Chefe”, pelo “Major”, ou pelo “Dragão”…

M.G. – Vamos pela classe A, que é a mais barata… Como se chamava aquele taxista que mandaste subir, no outro dia…

D.I. – (suspiro) Que delícia, Manel… para esse, podemos pôr uma corrente de ouro, 200 €. Se voltar, dou-lhe também uma figa, porque tinha a figa bem (suspiro)… grossa…

M.G. – O que damos ao Lello, este ano?...

D.I. – A “Lena” ficou de negociar com ele uns custos a mais, nos IPs da Roménia… Acho que eles podem dar a prenda...

M.G. – (silêncio) O “Chefe” não gosta muito que se fale da “Lena”, de maneira que podemos pôr um bidé de prata, aí coisa para…

D.I. – para?...
.
M.G. – Classe AA – 2500 €

D.I. – Já escrevi, podes continuar, querido…

M.G. – Que é que damos ao Armando?... Essa dos robalos está muito gasta…

D.I. – Podia ser um livro?...

M.G. – Por amor de deus, o homem mal sabe ler, olha... põe umas bandas desenhadas…

D.I. – Mas isso é muito barato…

M.G. – Sim, mas assenta aí, “bandas desenhadas do Tonecas”. O resto vai em “quilómetros”…

D.I. – Damos alguma coisa ao Sousa Tavares este ano?...

M.G. – Também pode ser um livro, mas com muita bonecada, porque o gajo também lê mal… Olha, até tive uma ideia: damos uns “Astérix” a esse, e, em troca, uns “Equadores” à Ana Paula Vitorino

D.I. – “Equadores”, versão copiada, ou o original?…

M.G. – A copiada, porque ela é como o “Chefe”, mázinha, em Inglês Técnico…

D.I. – E para o Vitorino?...

M.G. – O Vitorino adora passes para as saunas: põe aqui um catálogo de “gay-bears”: álbum de fotos, redondos, peludinhos e de pila pequena…
.
D.I. – Credo, que nojo!... Isso custa quanto?...

M.G. – Acho que é classe A, mas vou ver na “Amazon”… (silêncio) Sim, Classe A, 10 dólares, o gajo fica a folhear aquilo, durante as sessões da Assembleia, e está calado durante uns meses...

D.I. – O Jorge Coelho leva o quê?...

M.G. – Essse gajo já mamou muito. Põe-lhe um Translator de Bolso, para evitar que ele diga “há dem” e “há des”… 250€, Classe A

D.I. – Ai, amor, é tão chato estarmos nesta lista…

M.G. – Ainda falta o “Pidá”… Acho que o gajo ia gostar duma metrallhadora, mas ainda não sei o preço, vou ter de telefonar ou ao “Major” ou ao Júdice…

D.I. – Fica então em aberto?...

M.G. – Sim, deixa em branco, mas escreve AAA, à frente. Convem ter esses gajos da Noite sempre do nosso lado...
.
D.I. – O Pedroso leva alguma coisa este ano?...

M.G. – Sim põe um Menino Jesus de Prata, coisa aí para 400 €, AA

D.I. – E o “Major”?...

M.G. – O “Major” vai com o Figo e o Pinto da Costa. Temos de falar com o “Chefe” e ver se obtemos um perdão fiscal. O ideal era que os gajos pagassem para aí, sei lá, 5% do que puseram nos “off-shores”, e o resto vinha em perdão fiscal, para enganar o pagode...

D.I. – Isso são montes de robalos, amor…

M.G. – Pois são, querida, mas o populacho é analfabeto, está tudo no nível da Lurdes Rodrigues, mas para o perdão fiscal, no estado em que esta merda está mais robalo, menos robalo, é tudo uma questão de meses, ate à Bancarrota... mas tenho mesmo de falar com o Gajo das Finanças, e tem de ser às escondidas da “Bruxa”, que essa gaja anda a esticar-se muito no que diz para a Imprensa...

D.I. – Não achas que se podia pregar-lhe um… susto?...

M.G. – Não, a gaja tá de saída e o Balsemão já negociou com o Avental pôr aquele chavalo tonto, o Passos Coelho, no lugar da Velha, para esta merda não oscilar muito.

D.I. – Mas damos alguma coisa à Velha?...

M.G. – Sim, põe aí um Galo de Barcelos, mas baratucho, segunda escolha, que ela depois vai ganhar uma pipa de massa, quando for para Governadora do Banco de Portugal

D.I. – A Maria Barroso?...

M.G. – Ai, filha, essa ainda está pior: dá-lhe uma prenda A… Olha, melhor, nem gastes dinheiro: manda-lhe aquele catálogo de “La Redoute” do ano passado… Não deitaste fora, pois não?... Assim, a gaja fica a ver os bonecos, lá em Nafarros, e não chateia.

D.I. – E o “Chefe”…

M.G. – (silêncio)

D.I. – (silêncio)

M.G. – … o “Chefe”?...

D.I. – É sempre um grande problema… Um problema do caralho...

M.G. – Vamos deixar para o fim, mas não te esqueças, amor…

D.I. – Temos a Câncio… Que achas?...

M.G. – Vocês é que são mulheres, sabem melhor do que eu…

D.I. – Querido, eu acho-a nojenta, de maneira que preferia que fosses tu…

M.G. – (risos) olha, por mim… (risos) Por mim… era já um vibrador…

D.I. – Manel, por amor de deus, não sejas ordinário…

M.G. – Querida, EU estou a falar a sério… Acho que lhe faz falta. Há uns da Ferrari, com cinco mudanças, dizem que faz maravilhas de jornalismo…

D.I. – (silêncio) ... amor…

M.G. – Pronto. Tive uma ideia genial: vamos gastar uma pipa de robalos, mas vamos matar dois coelhos de uma só cajadada… (risos)

D.I. – Como assim?...

M.G. – Mandamos a gaja para Barcelona, para falar com o Rubén Noé Coronado, para a aconselhar a fazer um implante de pénis…

D.I. – Amor, isso vai sair AAAAA, caríssimo!…

M.G. – Não vai, querida, ela faz o implante, toma umas hormonas, é um investimento, como qualquer outro, (risos) saiu mais caro mandar matar o Sá Carneiro, e depois… (risos)

D.I. – … depois o quê?...
.
M.G. – (risos) Ficamos com o problema do “Chefe” resolvido: quando ela estiver … “transformada”…, oferecemo-la como prémio (risos) ao “Chefe”… (risos)
.
(fim da escuta) Arrebenta

OS ESCANDALOS DA IGREJA CATÓLICA

-
Os escândalos sexuais da Igreja
"Que vergonha e remorso"
Bento XVI condena o abuso sexual da criança na Irlanda
Miguel Mora / Mônica Andrade - Roma -- 21/03/2010
Ben
to XVI anunciou ontem que o Vaticano fará inspecção em "algumas dioceses da Irlanda, os seminários e congregações religiosas", onde já houve casos de pedofilia, a fim de "ajudar a Igreja local em sua viagem de renovação.
Em seu esperado pastoral aos católicos na Irlanda, divulgado ontem, Joseph Ratzinger mostra inequívoca a sua denúncia de pedofilia clerical, expressando "vergonha e remorso pelo que aconteceu, se declara" profundamente preocupada "com o sofrimento que é tenham sido submetidos "jovens indefesos", critica fortemente os sacerdotes religiosos e culpada de abuso por ter "traído a confiança dos jovens e suas famílias" e acusou os bispos de "resposta inadequada" às vítimas, motivada, segundo ele, a preocupação de evitar escândalo.
-
À MARGEM: A hipocresia da Igreja Católica desmascarada. Quem se deve a estar a rir é o escritor José Saramago. A Igreja Católica, milenário, nunca autorizou os sacerdotes a casar e constituir família e aqui se entende que não autorizou as uniões matrimoniais, para que o “esfrangalhamento” do património não acontecesse. Sendo os sacerdotes casados estes trabalhariam para os filhos e não para o enriquecimento da Igreja, cujo este é de tal ordem no Mundo que a torna a maior latifundiária, onde se instalou. Não vou retirar o mérito da Igreja Católica, porque ela desempenha um papel importante na reconciliação de massas e até as moderando para evitar conflitos. Os sacerdotes são humanos e sujeitos a tentações de apetite carnal. Ainda se pode admitir que a sedução recaia sobre adultos e não em crianças que não têm meios de defesa de se livrarem das seduções, animalescas, de homens que apesar da missão que desempenham, são do mais baixo estofo. Mas a Igreja (mesmo os Papas) deram conta de casos de pedofilia e foram abafados, para que o prestígio da Igreja Católica não caísse no estrume.
José Martins

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA: NÃO É UMA ALDEIA DE MACACOS


José Lello: "Parlamento não é a aldeia dos macacos"
.
Por Nuno Aguiar, Publicado em 20 de Março de 2010
O deput
ado sentiu a sua privacidade invadida pelos fotógrafos. Na resposta, Jaime Gama e a bancada socialista fecharam os computadores ao mesmo tempo
Os deputados queixam-se de violação de privacidade pelos repórteres fotográficos .Emails, livros de receitas, SMS para namoradas ou jogos de futebol.
.
Os deputados da Assembleia da República estão fartos de serem alvo das objectivas indiscretas dos repórteres fotográficos. Ontem, o socialista José Lello foi a voz do descontentamento, queixando-se das imagens que estavam a ser captadas nos écrans dos computadores dos deputados.
.
O deputado socialista interpelou o presidente da Assembleia da República, alegando que este tipo de voyeurismo é inaceitável. Não satisfeito com a resposta, de Jaime Gama fechou o seu computador - sendo seguido por toda a bancada do PS.
Ao i, José Lello esclarece que nenhum incidente em particular desencadeou o seu protesto. "Estavam fotógrafos com teleobjectivas apontadas aos écrans dos computadores, o que poderia pôr em causa a privacidade dos deputados", explica. "Se os visitantes não se podem debruçar nas galerias, por que podem os fotógrafos? Aquilo não é a aldeia dos macacos."
.
À MARGEM: José Lelo (nunca escrevo o Lelo com dois LL), certamente deve ter um "biscate" (caso) que quer encobrir. Pois,pois o "videirolas" do Porto, usa o computador do "Estado" português para outros assuntos e não os de servir o país. Eu assisti à acção malcriada do Lelo, fechando o computador, perante o Presidende da AR Prof. Jaime Gama.
Este Lelo, saiu-me cá um pontarrão que segue por anos e anos a "chular" o contribuinte português. É um constante "bocas" que chega a meter nojo.
José Martins

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 21.03.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Pedro Passos Coelho: Acabar com bónus
Álvaro Carva: Encontro maçónico
Descoberto primeiro animal imortal (COM VÍDEO)
José Sócrates: “Santa aliança”
‘Limpar’: Granadas abandonadas

Capa do Público Público

Sorteio do Totoloto (12º/2010)
Emílio Macedo reeleito presidente do V. Guimarães com 61 por cento dos votos
Fenprof quer que violência sobre professores seja crime público
Inter empata e pode perder primeiro lugar
David Luiz: sim à confiança, não ao favoritismo

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Curiosidades
Primavera: verdade ou mentira?
Apoio de Cavaco ao inquérito na AR irrita Sócrates
Esquerda do PS concorda com 'lei das prendas'
Oficiais vão ser remunerados de acordo com funções na PSP

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

José Sócrates: "O PEC deve ser assumido pelo país"
Viana-Porto na A28 pode custar 160 euros mensais
Perder qualidade de vida pela manhã na EN1
EN105 não é alternativa, porque tempo é dinheiro
A primeira e última viagem de Sandra na Nacional 13

Capa do i i

Pelicano Branco apreende cinco milhões em jóias falsas
Casos de gripe A crescem nos Açores
Cavaco Silva envia casamento gay para Tribunal Constitucional
Cavaco Silva congratula-se com revisão do Estatuto do Aluno
Moções de candidatos do PSD contra o peso do Estado

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Conheça o TOPDESTINOS e voe até Cuba
Jesualdo leva vantagem de 7-3 nos encontros com Jesus
Varela perde Mundial
Trio da frente ganha
Indian Wells: Ljubicic elimina Nadal

Capa do Record Record

Final sem glória
Domingo, 21 de março de 2010
Jorge Sousa: «Todos vão dar o melhor»
Rui Jorge orienta treino no Canadá
Nani: «Gerrard não ganha títulos no Liverpool»

Capa do O Jogo O Jogo

Espanyol bateu "milionário" Sevilha
Rali Argentina: Bruno Magalhães ‘cai’ para oitavo e queixa-se da organização
Seis Nações: França bate Inglaterra e soma nono "Grand Slam"
Ljubicic na final do Indian Wells depois de bater Nadal
Queiroz lamenta lesão de Varela

TAILÂNDIA: OS "AMMATS" (NOBRES E RICOS) NAS TECLAS DE THANONG

.
Segue um artigo interessante de Thanong, um jornalista do diário "The Nation" que faz uma panorâmica da situação, política,da Tailândia, actual. Eu conheço, profundamente, a política tailandesa mas não me insiro nela, pelo facto de que não devo. Unicamente transcrevo material válido e transparente. Cada um que faça a opinião que lhe parecer. Eu já fiz a minha mas não a digo!
José Martins
.
Sábado 20 Março, 2010
Muitos Ammats entre os camisas vermelhos
Enviado por Thanong ,

20 de Março de 2010

A maioria dos líderes dos Vermelhos já são os Ämmät de elite (), então porque é que eles querem ir contra ao sistema Ämmät? Os camisas vermelhas têm ajustado o tema da luta contra a injustiça social e padrão duplo para uma guerra de classes. Agora eles estão ampliando sua causa como uma revolução do Phrai (ordinária pobres) contra o Ämmät.

E como podem atingir todos estes nobres ideais, exigindo-ministro Abisit Vejjajiva, para dissolver o Parlamento? Como é que uma dissolução refere esta lista de desejos? Eu realmente não entendo muito bem.

No entanto, não são muitos dos líderes, vermelhos, Ämmät? Eles têm todos lutando para subir na escada social para que eles gozem do estatuto Ämmät. Se o Ammats são ruins, porque é o desejo líderes vermelhos para o estatuto de elite e agora, por que será, assim, tão chateados com os Ammats?

Primeiro, vamos dar uma olhada nesta imagem. Esta é uma imagem de Thaksin Shinawatra em um uniforme completo de Ämmät como ministro-chefe da Tailândia. Ele parece muito orgulhoso deste estatuto de elite.

O Ämmät na tomada.

Agora, dê uma olhadela na foto de Thaksin e sua esposa, Khunying Pojaman. Eles estão participando numa cerimônia de posse. Khunying Orr estava tão orgulhosa do estatuto de título Khunying (Lady). Apenas um Ämmät usa esse tipo de vestido, com toda a decoração real.

Eu sou de tinta na minha assinatura para confirmar meu título Ämmät como ministro-chefe da Tailândia. Minha esposa é a primeira-dama da Tailândia. O que mais é melhor que isso?

Os camisas vermelhos nas ruas de Banguecoque estão agora apontando o dedo a General Prem Tinsulanonda, o presidente do Conselho Privado, como o Ämmät chefe, que preside a um sistema de elite que tem que ir. No entanto, a leitura entre a linha, sua mensagem é também anti-monarquista.

O último Ämmät do Sião

Vamos passar para a Somchai Wongsawat (número 3), irmão de Thaksin em lei. Ele subiu ao mais alto título de primeiro-ministro da Tailândia. A imagem abaixo é a Somchai vestindo o uniforme branco. Apenas o Ämmät tailandês pode usar este uniforme branco formal. A maioria dos políticos tailandeses têm esse uniforme branco costurado com bastante antecedência, para que no menor prazo, eles podem assistir a uma cerimónia de posse para se tornar um ministro.

Finalmente, todos nós somos os Ammats.

Noppadon Pattama, o ex-primeiro ministro e advogado de Thaksin, também saí para o ataque Ämmät. Mas ver como ele se veste-se nesta imagem. Apenas o Ammats usa este tipo de revestimento de colarinho apertado inteligente, feita de alta qualidade de seda tailandesa. Manifestante, camisa vermelha, do Isaan (nordeste da Tailândia) terá de trabalhar vários anos antes de ele ou ela poder dar-se ao luxo de comprar relógio caro Noppadon's. (Dê uma boa olhada em seu relógio. Não deve ser um fake.)

Ele gosta do traje de Ammat?

Gen Chavalit Yongchaiyudh subiu ao mais alto estatuto de elite como chefe das Forças Armadas e primeiro-ministro. Wan Muhammad Nem Matha, um muçulmano, é totalmente vestido em uniforme Ämmät. Não há nenhuma discriminação no sistema Ämmät tailandês.

Big Jiew e Wan

O falecido Samak Sundaravej foi sempre orgulhoso de seu status Ämmät. Os camisas vermelhos apoiaram o seu governo.

Minha família é parte antiga de Ämmäts. Eu me sinto tão bem.

Esta democratização real da ordem mais elevada foi atribuída a Thaksin como primeiro-ministro. Ele tem na sua posse. A polícia tentou obter esta decoração real, de volta, depois de ele enfrentar uma acusação criminal. Mas Thaksin nunca iria devolvê-lo. Se realmente detesta a Thaksin Ämmät, por que ele e seus companheiros coletam tantas decorações reais?

Eu não pareço um Ämmät?

Muitos dos camisas vermelhos são provenientes do interior. Eles não são certamente, parte do Ämmät. Mas se eles tiverem sucesso na eliminação do sistema Ämmät actual, que traria de volta um novo sistema Ämmät, o que representaria nada mais do que um vinho velho com um novo rótulo.

Abaixo o Ammats de idade. Queremos, err, os Ammats novo.

Quem é quem entre os vermelhos?

As camisas vermelhas são um bando misturado dentro de um saco. Todos eles têm suas próprias agendas - Thaksinism, democracia, a injustiça social, duplo standard, anti-Partido Democrata, anti-Ämmät e anti-monarquia.

Primeiro-Ministro Abhisit Vejjajiva ontem questionou-se se o ex-premier Thaksin Shinawatra auto de papel-proclamado líder dos camponeses "humilde" na guerra das camisas vermelhas "da classe.

"A Tailândia não tem mais as classes sociais e chamou ammart Phrai. As pessoas são iguais perante a Constituição, embora tenham a desigualdade de oportunidades", o primeiro-ministro disse à TV Canal 5, referindo-se aos termos usados por Thaksin e seus apoiantes camisa vermelha.

Sob a antiga monarquia absoluta, ammart foi usado para se referir aos burocratas e Phrai plebeus.

"É um Thaksin ammart ou um Phrai? Ele foi primeiro-ministro e super-rico. Ao longo dos cinco anos Khun Thaksin foi ministro, o país viu a dívida pública aumentar de duas vezes, enquanto a sua riqueza aumentou dupla. Desigualdade é normal em qualquer sociedade, mas não devem ser usados para incitar ódio na sociedade ", disse Abhisit.

Ele disse que tinha visto contrastantes fotos em um jornal de manifestantes dormir na estrada e Thaksin e seus filhos em um país estrangeiro.

"É dever de cada governo para resolver o problema crônico de desigualdade social. Mas não é fácil. Meu governo também está tentando resolver o problema", disse Abhisit.

As camisas vermelhas uniram-se para rali de suas próprias causas. Vou tentar colocá-los em diferentes categorias.

1. Os camisas vermelhas capitalistas: Thaksin Shinawatra, Pongthep Thepkarnjana, Khunying Sudara Keyuraphand.

Ele é um capitalista puro.

2. Os camisas vermelhos esquerdistas: Dr Phrommin Lertsuridej, Jaturon Chaisaeng, Dr. Weng Tojirakarn.

Chaturon e Dr. Weng

3. Os camisas vermelhos comunistas: Ji Ungphakorn, Surachai Danwattananusorn, Kriengkamol Laohawattana.

Ji do Sião Vermelho que fugiu para Londres

3. Os camisas vermelhos mercenários: Veera Musikaphong, Jatuporn Phromphand, Natthawut Saikua.

Quanto mais lutam, mais ricos se tornam.

4. Os camisas vermelhos democratas baixos: banguecoquianos e outros urbanos vermelhos que odeiam os democratas.

5. Camisas vermelhos: agricultores: os agricultores do Norte e Nordeste.

6. Camisas vermelhas proletariados: assalariados diariamente, motoristas de táxi, motorciclistas.

7. Camisas vermelhas de uniformes: a maioria dos policias tailandeses são simpatizantes dos vermelhos.

Departamento de Polícia é o reduto de camisa vermelha.

8.Camisas vermelhas Ämmät: muitos voltaram vermelhos porque eles são confundidos quem eles são e o que eles realmente querem. Thanphuying Viriya Chavakul é uma das de dentro Ämmät final. Ela ficou vermelha.

Viriya apenas participou num comício de camisa vermelha, indo ao palco para dar-lhes um impulso.

9. Camisas vermelhas oportunistas: Jakrapob Penkair ou aqueles que estão dispostos a aderir a qualquer lado vencedor.

Jakrapob odeia o Ämmät, mas ele também orgulhosamente veste uniforme Ämmät.

10. Camisas vermelhos, Cavalos de Tróia: Eles trabalham para ajudar a Thaksin Shinawatra. Mas nunca sabemos para quem realmente trabalham. Esses cavalos de tróia Gn Chavalit Yongchaiyudh, Pallop Pinmanee Gen, Seh Daeng ou Maj Gen Khattiya Sawasdiphol.

Você nunca vai saber de que lado eu estou virado

11. Camisas Vermelhos media e acadêmicos: Prachathai, do mesmo céu, da universidade da meia-noite.

12. Camisas vermelhas Thugs: Esses bandidos bombardearam o Bangkok Bank e disparando granadas M-76 em escritórios do governo.

************************************************** **

Tradução Google e revisão breve que dá para entender.