Translator

terça-feira, 23 de março de 2010

INCÊNDIO EM CALCUTÁ - ÍNDIA

.
CALCUTÁ, Índia 23 de março de 2010, 12:02 ET
.
Um incêndio ocorreu nos dois andares, superiores, de um velho edifício de seis andares em Calcutá, na terça-feira, matando seis pessoas, incluindo duas que saltaram para a morte estatelando-se no solo
.
Milhares de pessoas reuniram-se num ponto movimentado da cidade, do leste Índia, para observar o trabalho dos bombeiros usando escadas para resgatar dezenas de pessoas presas dentro de escritório e apartamentos do edifício de 100 anos, enquanto que uma densa fumarada e labaredas saiam pelas janelas a partir do quarto andar para cima.
.
Cerca de 20 pessoas ficaram feridas.
A polícia está investigando a causa do incêndio, de suposto ter iniciado em um elevador, o chefe da polícia Javed Shamim, disse.
.
Quase 100 bombeiros passaram várias horas para controlar as chamas.
.
Duas pessoas saltaram para a morte, enquanto quatro sucumbiram a ferimentos, de queimadura em um hospital, o secretário de Estado Ardhendu Sen disse.
Cinco das 20 pessoas foram hospitalizadas em estado crítico, Sen disse à Associated Press.
.
Os cerca de 100 anos do velho edifíco, está situado, na Park Street e ocupado com escritórios, apartamentos e restaurantes

video

Fonte: Reuters/Associated Press

NOTAS FALSAS DE 100 DÓLARES - AQUI FICA O AVISO


CRIME - TAILÂNDIA

A polícia apreendeu B3.3m de notas de dólares falsos dos E.U.
Publicado em: 24/03/2010 às 12:00 AM
Seção de jornais e revistas: Notícias - Bangkok Post

Um homem tailandês suspeito de ser um mem
bro de uma quadrilha internacional foi preso com mais de um milhar, de alta qualidade, de notas falsificadas de 100 dólares.

Divisão de Repressão ao Crime, ontem deteve e acusou Pratchya Boonwanno, 65 anos, com a posse de 1.040 notas falsas de dólares com um valor nominal de cerca de 3,3 milhões de baht. Ele foi detido numa casa em Nonthaburi.

Os Serviços Secretos dos Estados Unidos, informou o CDS, de Banguecoque, que um número de notas falsas, de dólares, haviam sido contrabandeados em países do sudeste da asiático, de boa qualidade, Supisarn Bhakdinarinath disse chefe do CDS.

O Serviço Secreto dos Estados Unidos, informou que os traficantes de notas falsas foram mais activos nas áreas ao longo da fronteira do Camboja, Tailândia, Malásia, Singapura e Indonésia, Col Pol Supisarn informou.

Este tipo particular de notas falsas eram conhecidas como "notas super".
.
Comerciantes, ilegais, alegaram que poderia passar na revisão por funcionários e familiarizado com notas de dólar, revelou o Coronel da Polícia Supisarn

Uma nota super com um valor facial de 100 dólares E.U. vendida po R $ 80 a $ 85 (moeda da Malásia) no mercado negro, Pol Col Supisarn disse.

O oficial, disse que a polícia não havia encontrado o local onde as notas teriam sido produzidos ou encontrar qualquer tipo de equipamento que possa ter sido utilizado na contrafacção de moeda na Tailândia.

A polícia disse que o Sr. Pratchya alegou não saber que as notas eram falsas porque, depois de comprá-las, a um vendedor não identificado, tinham-lhe sido verificadas por um funcionário de um banco comercial.

No passado dia 3 do corrente mês, a polícia, prendeu Panya Phuyodnil, 39, sob suspeita de vender notas falsas de dólares dod E.U. em Ubon Ratchathani (nordeste da Tailândia).

Senhor Panya acredita-se que pertence ao mesmo grupo internacional, como o senhor Pratchya, Col Pol Supisarn disse.

O PASSADO E O FUTURO

.
O passado é fundamental para sabermos interpretar os acontecimentos e para sedimentar-mos os nosso conhecimentos.
Sem o conhecimento do passado o futuro é vazio, desfocado talvez!
Mas será que sem olhar para o futuro conheceriamos tanta coisa nova que temos?
Ou será que as não queremos conhecer?
Seria sem ver mais além que iamos construíndo, desenvolvendo algo?
Ficar no passado é morrer, ficar no passado é cegar voluntáriamente, é descrer e é sobretudo não acreditar nas pessoas e na sua capacidade para construir o futuro.
Sei que é uma frase feita mas construir o futuro é imperioso senão os nosso filhos, os nossos netos vivem de quê?
De recordações?
De ideais gastos?
A história é o alimento dos homens e da sua mente mas se não a digerem, engordam, aburguesam-se e param.
Parar é renegar, é descrer é ser o não ser.
Torna-se imperioso entender o momento, comparar "notas" com o passado, olhar aquilo que está à frente a agarrar o desenvolvimento e a criação do futuro. Ele está a acontecer a todo o momento e os que o querem travar são os cobardes da história mas são fundamentalmente os derrotados da história.
O futuro se não se faz aqui faz-se ali e quem perde é quem está aqu
i.


-
Evidentemente, que todas as manhãs visito certos blogues de várias partes do globo e aqueles, de interesse, me merecem. Hoje 24 de Março de 2010 dou com uma peça, desenvolvida pelo autor do blogue http://frombangkok.blogspot.com/ que li e reli por várias vezes.
.
Nem sempre estou de acordo pelo que o autor escreve, mas cada um é livre de escrever aquilo que o espírito lhe prover.
.
Hoje, porém, encheu-me as medidas o conteúdo, que em parte, revela um pouco de mim.
.
A história do passado, principalmente relativa à história dos portugueses, quinhentista, da era da expansão e a presença amistosa, de quase cinco séculos, de relacionamento, entre Portugal e a Tailândia tem sido uma paixão e um amor à primeira vista desde que a comecei a conhecer.
.
O meu enfronhamento no passado tem sido este no presente.
.
Se fosse a teclar a história de minhas andanças pelas várias partidas do Mundo, pelo resto dos anos que me restam para viver, estaria a tempo inteiro ocupado.
.
É certo que olhar a história seja de que história, com demasiada paixão ou dar-lhe o toque fantasmagórico, deixa e ser uma narrativa e passa a ser um creme polvilhada, a crosta, com canela e oferecer, como sobremesa, a quem a ler.
.
O passado é como as águas que correram no rio e já não fazem mover mós de moinhos, e apenas este é uma parte da história de um país, de uma civilização ou de uma pessoa que alimenta a alma dos que por gosto a narram.
.
Escrever o passado de forma doentia e com o propósito de agradar, quem a descreve, está a enganar-se a si mesmo e queda-se, espécie de um catavento, que vira o leme, de posição, conforme a direcção do vento que lhe bate.
.
A história do passado de minha vida (embora as mágoas estejam dentro de mim, as traições e não menos humilhações), ficaram pelo caminho, porque se nela me inserisse seria uma avestruz com a cabeça enterrada na areia.
.
Enquanto isso estariam por aí uns “trovadores/as” a entoar a canção do “pobri-homem” e as infelicidades que lhe surgiram no quase (lagarto,lagarto) final de sua vida. E claro, não poderia deixar de ser, já a escreverem a história do desgraçadinho, pobrezinho, coitadinho, no Antigo Reino do Sião.
.
Porisso aqui estou, no dia a dia a escrever sobre histórias passadas (para não ficar desfocado) e outras contemporâneas que me apetecem, sem estar com a cabeça enterrada na areia e de pernas e cu “pró” ar.
.
E termino, mesmo de nem sempre estar de acordo com o escrevinhador do texto, acima, gostei do inserido e permitiu que eu teclasse este conteúdo.
José Martins

MUITO BONIO...DEPOIS DA CHINA (ATRAVÉS DE MACAU) ENTRA AGORA O BRASIL

.

Notícias Lusófonas – 23 Março 2010

A aproximação aos países africanos, sobretudo lusófonos, é um dos objectivos do Brasil em questões de defesa, disse hoje, em Lisboa, o secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais brasileiro.

“Temos todo o interesse em nos aproximar dos países africanos, especialmente os que fazem fronteira com o Atlântico Sul, de forma a que possamos, de alguma maneira, criar uma identidade entre estes países para propiciar uma maior segurança, um maior intercâmbio”, declarou à Lusa o tenente-brigadeiro-do-ar Marco Aurélio Gonçalves Mendes.

Falando à margem da palestra “Política de Defesa do Brasil”, que apresentou no Instituto de Defesa Nacional, em Lisboa, o oficial superior brasileiro disse que o seu país “já têm com os países africanos uma aproximação muito boa, sobretudo com os membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”.

Com estes países, o Brasil têm constantemente missões nas áreas de saúde e militares, sublinhou.

“Procuramos maneiras de auxiliá-los ou dividir soluções, que muitas vezes são as mesmas necessárias para problemas semelhantes nos nossos países”, declarou.

“Isto já vem acontecendo em termos de infraestrutura, de ajuda médica, em termos de instrução, intercâmbio entres escolas militares, formação de recursos humanos e a negociação de meios de defesa brasileiros com estes países lusófonos”, referiu.

O tenente-brigadeiro-do-ar declarou ainda que o Brasil está a colocar em prática a nova “Estratégia Nacional de Defesa”, aprovada em 2008, que é uma modernização "das capacidades estruturantes e operacionais" das Forças Armadas brasileiras.

Na sua palestra, explicou que existem áreas que denotam mais preocupação, em termos de defesa, como a Amazónia (região de floresta, no Norte do Brasil) e a "Amazónia Azul" (área marítima pertencente ao Brasil), que serão reforçadas em termos de defesa nos próximos anos.

O militar brasileiro disse ainda que o sistema de vigilância da Amazónia Azul será parecido com o que vigora na floresta Amazónica.

“O objectivo é garantir o controle do espaço aéreo sobre o mar territorial brasileiro, como é feito na Amazónia, propiciando a segurança do transporte aéreo e ao mesmo tempo defender as riquezas que estão nestas águas”, indicou, acrescentando a importância do uso de satélites nesta vigilância.

Gonçalves Mendes disse que o desenvolvimento da tecnologia nuclear no Brasil, sobretudo pela Marinha, se destina apenas à produção de energia nas centrais nucleares, e nos submarinos com propulsores atómicos, “jamais em qualquer outro tipo de armamento”.

O tenente-brigadeiro-do-ar destacou que os maiores problemas de defesa no Brasil se situam nas fronteiras terrestres da Amazónia, sobretudo com os grupos armados (dos países vizinhos, como as FARC) e o transporte ilícito de drogas, minerais e armamento.

“A política do Brasil é sempre de defesa, nunca ofensiva e de invasão, procuramos proteger o território, as pessoas e riquezas nacionais”, concluiu.
.
P.S. O Brasil já há muitos anos têm popularidade as suas canções e entoadas pelos jovens. Me lembro de quando em Moçambique estive por 10 anos, a "Namoradinha que eu Sonhei" e o "Calhambeque" (1969), de Roberto Carlos se ouviam por todos os lados. Enquando as portuguesas pouco ou quase nada na população nativa e mista. José Martins

SÓ PODEM SER PORTUGUESES

.
Um alemão, um francês, um inglês e um português apreciam o quadro de Adão e Eva no Paraíso.
"no site
www.aloportugal.org a foto"
O alemão comenta:
- Olhem que perfeição de corpos:
Ela, esbelta e espigada;
Ele, com este corpo atlético, os músculos perfilados.
Devem ser alemães.
Imediatamente, o francês contesta :
- Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende das figuras:
Ela, tão feminina,
Ele, tão masculino,
Sabem que em breve chegará a tentação.
Devem ser franceses.
Movendo negativamente a cabeça o
inglês comenta :
- Que nada! Notem a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto.
Só podem ser ingleses.
Depois de alguns segundos mais, de contemplação silenciosa,
o português declara
:
- Não concordo. Olhem bem:
não têm roupa,
não têm sapatos,
não têm casa,
tão na merda,
Só têm uma única maçã para comer.
Mas não protestam
,

só pensam em sexo,
e pior,
acreditam que estão no Paraíso
.
Só podem ser portugueses

PARLAMENTO SUECO DÁ EXEMPLO DE TRANSPARÊNCIA

-

.
Assunto: Deputados na Suécia - Em Portugal e no Brasil não é noticia!!!!!! Porquê!!!!! (A NÃO PERDER)
-
Exactamente como em Portugal!!!
Deputados na Suécia - Em Portugal e no Brasil não é noticia!!!!!! Porquê!!!!! (A NÃO PERDER)
-
Por cá, também vamos proceder assim, pois queremos ser justos e como os melhores...e até já estamos a estudar o assunto...
.
Deputados na Suécia - Em Portugal e no Brasil não é noticia!!!!!! Porquê!!!!!
.
Deputados na Suécia - Em Portugal e no Brasil não é noticia!!!!!! Porquê!!!!! Vejam com atenção e passem pode ser que chegue a alguem que mande e faça alguma coisa.


http://www.youtube.com/watch?v=ZxruR3Q-c7E

NÃO É A SÉRIO...JUSTAMENTE PARA UMA BOA CAUSA...!!!


.
David Beckham juntou-se ao actor James Corden em um novo vídeo, cômico, onde interpretam um casal homossexual, para angariar fundos destinados a acções de apoio social.

O vídeo de aproximadamente de um minuto e meio, David e James, conhecidos no Reino Unido como Smithy, são vistos em situações variadas como fazendo um arranjo de flores, com Becks de perna cruzada, tomando banho de banheira, chapinhando-se e assistindo a um filme romântico que os faz chorar.

O vídeo foi realizado pela "Sport Relief" que angaria fundos para ajudar a transformar a vida de pessoas carentes e vulneráveis, no Reino Unido e em países mais pobres.

video

NÃO AO CAPITALISMO DE CASINO? HÁ OUTRO?

.

capitalismo casino

"O capitalismo tem que deixar de ser o capitalismo de casino, como foi nestes anos passados, o que levou a esta crise", declarou Mário Soares durante uma conferência dedicada à crise económica mundial.
Tempos houve em que este indivíduo se dizia socialista e contra o capitalismo. Claro que depois a “crise”, há sempre uma crise em todas as alturas, o obrigou a meter o socialismo na gaveta, disse ele, no lixo digo eu. Tanto que agora já nem contesta o capitalismo, só o capitalismo de casino, como se houvesse algum capitalismo que não seja de casino e feito de desigualdades e miséria. Tem aquilo que plantou.

QUE SE AFUNDE O DINHEIRO

.

Abaixo o dinheiro!

Andamos todos excessivamente refilões,

Cheios de acusações

Contra as imposições

Do nosso Governo socrático

De percucientes e ferinas intenções,

Que a cada passo pretende limitar

As nossas vidas ao estritamente prático

Ou seja, às exigências

De vivermos parcimoniosamente

A fim de cordialmente

Participarmos na salvação da Nação

Que ele tanto contribuiu para perder,

E que está cada vez mais imprestável,

Segundo as condições requeridas

Pelos emprestadores financeiros

Que são alguns dos povos estrangeiros,

Trabalhadores encartados

Para viverem bem e ainda por cima ajudarem

Os deficitários como nós, que arrecadamos

Parcelarmente

Segundo as conveniências

Dos espertalhotes

Que tudo querem para eles e só eles

E nada para nós, os pequenotes.

É por isso que estamos todos fartos

De salvar a pátria e não é só o Henrique Monteiro

Que impertinentemente

Faz o historial dos seus pagamentos

Dos vencimentos

Ao longo dos governos tontos

Que foram os antecedentes

E é também o presente

Do nosso Sócrates inclemente

Sem termos escapatória,

Na nossa secular história.

Por isso, para livrar

Henrique Monteiro da sua insatisfação

Dir-lhe-ei que o dinheiro

Não faz a felicidade de ninguém

De bem,

O que é comum dizer-se.

O próprio La Fontaine o disse

Em “O Sapateiro remendão e o Financeiro espertalhão”,

Embora não seja essa a opinião,

Pelo menos em relação a si mesmos,

Dos nossos espertalhotes de ocasião

Cada vez mais abundantes e indiferentes

Aos Henriques Monteiros da nação:

“Um Sapateiro remendão

Cantava de manhã à noite e mesmo ao serão;

Era maravilha vê-lo

E ouvi-lo.

Ele remendava, remendava,

E enquanto assim fazia escancarava

Os lábios

Mais contente que nenhum dos sete Sábios.

O seu vizinho, pelo contrário, cosido em ouro,

Cantava pouco, e dormia menos ainda;

Era um homem de finança infinda.

Se ao amanhecer por vezes dormitava

Cantando, o Sapateiro, o acordava;

E o Financeiro vá de se planger

Por a Providência cautelosa

Não vender na praça o dormir,

Tal como o comer e o beber.

Ao seu hotel o cantor mandou chamar

E disse-lhe: -“Ora pois, senhor Gregório,

Quanto ganha você por ano?”

- “ Em boa fé, Senhor, por ano,

Não é a forma do meu contar”

- Respondeu, num tom risonho,

O Sapateiro laracheiro – “Eu não junto

Dia a dia; basta que no fim

Eu apanhe a ponta do ano assim,

Cada dia traz o seu pão.”

- Quanto ganha por dia então?”

- Ora mais, ora menos: o mal é, por minha fé,

(E sem isso os nossos lucros seriam mais honestos

Quero dizer menos modestos)

Em que não se deve trabalhar.

As festas são ruinosas,

Prejudicam o trabalho, e o padre cura

Carrega a sua prédica a cada momento

Com um novo santo”.

O Financeiro rindo-se da ingenuidade

Disse-lhe: “Eu quero pô-lo hoje num trono;

Tome estes cem escudos. Guarde-os com cuidado

Para deles se servir, em caso de necessidade.”

O Sapateiro julgou ver primeiro

Todo o dinheiro que a Terra produzira

Há mais de cem anos para a gente.

Para casa voltou, na cave o dinheiro enterrou

E a alegria com ele, consequentemente.

Foi-se a cantoria, a voz perdeu

No momento em que ganhou o causador das humanas penas.

O sono o deixou,

Teve por hóspedes as preocupações

As suspeitas, os alarmes vãos, as inquietações,

Durante o dia sempre à coca dos ladrões

E de noite, ao menor miar do gato,

Era o gato o ladrão.

Por fim, o pobre Sapateiro

Correu a casa do Financeiro,

Que nunca mais acordara:

“- Devolva-me – disse-lhe – o sono e as cantigas

E tome os cem escudos de fadigas.”

Portanto, Henrique Monteiro,

Retome a sua alegria,

Desfaça-se do dinheiro

Que diz estar farto de usar

Para a Nação salvar.

Uma consciência clara

Não sobrecarregada

De finança

É a maior fiança

De tranquilidade,

Como bem mostrou

O Sapateiro gaiteiro,

Filósofo por necessidade,

Embora, é bem verdade,

Os tempos dele fossem diferentes.

Sem telemóveis nem automóveis

Nem outros móveis

E mesmo imóveis

- Sobretudo imóveis -

Tão importantes

Para as gentes...

Berta Brás

DO PONTAPÉ NO CU

23.3.10

Amaral,diCaprio,whatever

Sabemos,sabemos bem,que os planos anti-corrupção entregues ao CPC não passam de mais bolas para o pinhal paridas pelo think tank socialista.
Ainda assim,as
entidades que mais dinheiro gerem e podem dar a ganhar a outrem 'esqueceram-se' de o fazer.
Errado.Descuidaram um pormenor que é fundamental neste p
aís:a aparência.
Deveriam ter entregue a Guilherme de Oliveira Martins nem que fosse um dossier com folhas em branco ou com o livro de Gonçalo Amaral em pdf.Também teria sido aceitável uma pen drive com a versão legendada de Shutter Island sacada da net.É um filmão.
2 Pontapés

O FIO DA NAVALHA DE CARLOS BRANCO

.

Os portugueses de hoje, na generalidade cobardes, egoístas e consumistas, estão dispostos a vender a Nacionalidade defendida há quase um milénio pelo sangue dos heróis de antanho.

Salvar Portugal?

Para quem conhece in locco a geografia Ibérica, impõe-se aqui que se façam os devidos ajustes. De facto, parte do Norte de Portugal é o prolongamento natural da Galiza, com a qual partilha cultura, etnia e características territoriais, mas também o é toda a faixa territorial desde o Douro até à Estremadura, desde o Atlântico até à Serra da Estrela, para Oriente da qual começa a Meseta Ibérica que apenas se prolonga dentro do território português na faixa oriental dos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco e Portalegre. Sem dúvida que a sul do Tejo, à excepção do citado distrito de Portalegre, é um prolongamento da Andaluzia. Toda a Bacia do Tejo a juzante de Santarém, bem como a parte norte do Distrito de Setubal constituem uma quarta partucularidade geográfica com características próprias.

Curiosamente o território referido como de influência Galaica corresponde na generalidade às terras ocupadas pelo Reino Suevo entre os séculos V e VI da nossa Era.

Mas a salvação de Portugal enquanto país independente não depende da vontade dos portugueses.

Os portugueses de hoje, na generalidade cobardes, egoístas e consumistas, estão dispostos a vender a nacionalidade defendida há quase um milénio pelo sangue dos heróis de antanho.

Os portugueses de hoje invejam a qualidade de vida dos nossos vizinhos castelhanos e dos outros europeus, e estão dispostos a trocar a nacionalidade por essa qualidade de vida.

Mas felizmente para nós, poucos, que ainda amamos a nossa Pátria, os espanhóis não estão interessados em integrar no seu país um território falido de 89.000 km2 e com quase 10 milhões (não andarei muito longe do número verdadeiro) de parasitas, felizes a viver à custa do Estado e das esmolas que vêm de Bruxelas, felizes enquanto esses fundos e as remessas dos emigrantes forem equilibrando a balança de transacções comerciais.

Depois de 2012, quando a "torneira" de Bruxelas/Estrasburgo "secar", a balança comercial vai cair directamente no estômago do Povo, porque os empresários corruptos vão ter os seus milhões a salvo em nome de filhos, de mulheres fraudulentamente divorciadas, de familiares, de amantes, de amigos, e os empresários "não corruptos" terão os seus milhões investidos em países rentáveis e com capacidade de trabalho.

Então, em pouco tempo vamos entregar a nossa independência, de país do "faz de conta", a entidades financeiras estrangeiras, que nos vão ensinar na nossa propria terra o que temos que fazer para sobrevivermos... e nós vamos aceitar... e agradecer

Perdoem-me o pessimismo e a amargura...

Carlos Branco - Movimento pró-Pátria

ASSIM VAI A EDUCAÇÃO EM PORTUGAL

.
Recomenda a leitura da peça abaixo transcrita, publicada do Diário do Minho por Ricardo Miguel Vasconcelos.

"Segundo os jornais 'Público' e 'i', o professor de Música que se suicidou a 9 de Fevereiro deste ano, parou o carro na Ponte 25 de Abril, em Lisboa, e atirou-se ao rio Tejo.
.
No seu computador pessoal, noticiam os dois diários, deixou um texto que afirmava: 'Se o meu destino é sofrer, dando aulas a alunos que não me respeitam e me põem fora de mim, não tendo outras fontes de rendimento, a única solução apaziguadora será o suicídio', disse o licenciado em Sociologia.
.


O que torna belo o deserto é que ele esconde um poço em algum lugar.
Antoine de Saint-Exupéry, escritor francês (1900-1944)

.
O 'i' coloca o 9B no centro deste caso, escrevendo que os problemas do malogrado professor tinham como foco insultos dentro da sala de aula, situações essas que motivaram sete participações à direcção da escola, que em nada resultaram.
.
E à boa maneira portuguesa, lá veio o director regional de Educação de Lisboa desejar que o inquérito instaurado na escola de Fitares esclareça este caso. Mas também à boa maneira deste país, adiantou que o docente tinha uma 'fragilidade psicológica há muito tempo'.
-
Só entendo estas afirmações num país que, constantemente, quer enveredar pelo caminho mais fácil, desculpando os culpados e deixar a defesa para aqueles que, infelizmente, já não se podem defender.
.
É assim tão lógico pensarmos que este senhor professor, por ter a tal fragilidade psicológica, não precisaria de algo mais do que um simples ignorar dos sete processos instaurados àquela turma e que em nada deram? Pois é. O ‘prof’ era maluco, não era? Por isso, está tudo explicado.
.
A Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL), à boa maneira portuguesa, colocou psicólogos na tal turma com medo que haja um sentimento de culpa. E não deveria haver? Não há aqui ninguém responsável pela morte deste professor? Pois é, era maluco, não era?
.
José Joaquim Leitão afirmou que os meninos e meninas desta turma devem ser objecto de preocupação para que não haja traumas no futuro. 'Temos de nos esforçar para que estas situações possam ser ultrapassadas. Trata-se de jovens que são na sua generalidade bons alunos e que não podem transportar na sua vida uma situação de culpa que os pode vir a condicionar pela negativa', afirmou.
.
Toca a tomar conta dos meninos e meninas porque não pode haver um sentimento de culpa. É verdade! O ‘prof’ era louco, não era?
.
Não estou a dizer que haja aqui uma clara relação causa-efeito. Mas alguma coisa deve haver. Existem documentos para analisar, pessoas a interrogar, algumas responsabilidades a apurar. Por isso, neste 'timing', a reacção da DREL é desequilibrada. Só quem não trabalha numa escola ou não lida com o ambiente escolar pode achar estranho (colocando de lado a questão do suicídio em si) que um professor não ande bem da cabeça pelos problemas vividos dentro da sala de aula em tantas escolas deste país.
.
Não se pode bater nos meninos, não é? Os castigos resultantes dos processos disciplinares instaurados aos infractores resultam sempre numa medida pedagógica, não é? Os papás têm sempre múltiplas oportunidades para defenderem os meninos que não se portaram tão bem, não é? É normal um aluno bater no professor, não é? É normal insultar um auxiliar, não é? É normal pegar fogo à sala de aula ou pontapear os cacifes, não é?
.
É normal levar uma navalha para o recreio, não é? É também normal roubar dois ou três telemóveis no balneário, não é? E também é normal os professores andarem com a cabeça num 'oito' por não se sentirem protegidos por uma ideia pedagógica de que os alunos são o centro de tudo, têm quase sempre razão, que a vida familiar deles justifica tudo, inclusive atitudes violentas sobre os colegas a que agora os entendidos dão o nome de 'bullying'?
.
De que valem as obras nas escolas, os 'Magalhães', a educação sexual, a internet gratuita ou os apelos de regresso à escola, uma espécie de parábola do 'Filho Pródigo' do Evangelho de São Lucas (cap.15), se as questões disciplinares continuam a ser geridas de forma arcaica, com estilo progressista, passando impunes os infractores?
.
Só quem anda longe do meio escolar é que ficou surpreendido com o suicídio do pequeno Leandro ou com o voo picado para o Tejo do professor de Música. Nas escolas, antigamente, preveniam-se as causas. Hoje, lamentam-se, com lágrimas de crocodilo, os efeitos.
.
O professor era louco, não era? Tinha uma clara fragilidade psicológica, não tinha? Pobre senhor. Se calhar teve o azar de ter que ganhar a vida a dar aulas e não conheceu a sorte daqueles que a ganham a ditar leis do alto da sua poltrona que, em nada, se adequam à realidade das escolas de hoje."
.
Recomenda-se um clique e ver e ouvir o video de luta entre duas jovens.


MISÉRIA DE EMPREGOS

.


Uma jovem licenciada em Direito respondeu a um anúncio para um emprego numa seguradora. O anúncio exigia licenciatura. A jovem foi à entrevista e a empresa gostou muito das suas aptidões e da sua maneira de reagir às diversas questões que lhe colocaram.
No momento dos "finalmentes" a licenciada receberia €575 depois dos descontos e o trabalho limitava-se apenas a introduzir dados num computador sobre os acidentes de viação que atingiam os segurados.
A jovem, obviamente, rejeitou. O salário seria pago por uma agência de trabalho temporário que receberia da seguradora €420 correspondente à contratação da jovem licenciada em Direito.
É esta a modernidade, progresso e futuro risonho que José Sócrates anunciou para os jovens...
0 pauladas Hiperligações para esta mensagem

THAKSIN: O "ERRANTE" SEM LUGAR ONDE CAIR MORTO...

.



Thaksin fora de Dubai, o seu paradeiro não confirmado,
Ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra deixou de Dubai desde a noite de segunda-feira e seu paradeiro é ainda desconhecida, Ministro dos Negócios Estrangeiros Kasit Piromya, disse hoje, terça-feira.
Thaksin esteve no Emirados Árabes Unidos, por dois dias após seu retorno de Montenegro na semana passada, Kasit disse.
Na noite de segunda-feira,
Thaksin interrompeu a sua ligação de vídeo depois de falar por aproximadamente cinco minutos, dizendo que tinha dor de garganta.
The Nation

O VIGARISTA MILIONÁRIO

.

Vigarista

O antigo primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, vai receber mais de 220 mil euros para participar em duas conferências sobre formas de ganhar dinheiro e como ter êxito na vida. Os participantes pagarão cerca de 5500 euros para assistir ao evento terão ainda a possibilidade de tirar fotografias e conversar com Blair. As conferências terão lugar no Kuala Lumpur e em Singapura e, a par de Blair, também estará presente no evento a autora do best-seller ‘Put More Cash in Your Pocket: Turn What You Know into Dough’, Loral Langemeier, que explicará como ganhar 45 mil dólares (cerca de 33 mil euros) em apenas quatro minutos. Depois de enriquecer à custa do seu povo, dos negócios da assassina guerra do Iraque, do vergonhoso e tendencioso desempenho de representante da UE para o Médio-Oriente, ainda lhe resta a lata de e a cara de pau para andar a "vender" o seu discurso em conferências para milionários. Devia era estar a ser julgado por crimes contra a humanidade e por violação do direito internacional.

AS SUAS NOTÍCIAS DE HOJE 23.03.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Faro: Manifestação de bombeiros
Albufeira: Assalto rende 15 mil
Militar morre em despiste
Gilberto Madaíl: Erradicar violência
Bento XVI: C130 traz papamobile

Capa do Público Público

Rangel tenta “duelo” com Passos, Aguiar “ataca” no último debate
Clinton e Bush visitam o Haiti apelando à solidariedade
Sorteio do Loto 2 (12º/2010)
Sorteio da Lotaria Clássica (12º/2010)
Bolsas de Nova Iorque fecham em alta

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Ruptura entre Rangel e Aguiar
Pílula do dia seguinte não reduz gravidez indesejada
PS garante que agressões já são crimes públicos
Pistas sem controlo de voos
Obras do novo hospital de Coimbra arrancam este ano

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Muro com 23.000 anos descoberto na Grécia
Sócrates define Magrebe como uma prioridade
Simplex é sempre referido como exemplo
Meio milhão de dívidas comprovadas em 2009
Malparado no crédito ao consumo cresce 277 milhões

Capa do i i

Advogados: 500 estrangeiros exercem em Portugal
Investimentos públicos fazem do Magrebe a "nova prioridade" da política externa portuguesa
2,3 mil milhões de poupanças no PEC dependem do futuro líder do PSD
12 a 18 anos para grupo que assaltou Domingos Paciência
Agredir professores já é crime público

Capa do Diário Económico Diário Económico

Gastos com pessoal sobem com promoções dos professores
PSD decide hoje se chama Sócrates à comissão de inquérito à TVI
Semelhanças com tribunal dão arma à oposição
“A comissão é uma forma inadequada de perder tempo”
“Sem informação o inquérito é mera especulação política”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

CMVM vai reduzir prazo para avaliação de imóveis
Encarnados saem da Europa mas vencem Liga
Temporada de luxo quase triplica negócios com acções do Benfica
Subir limite de voto no BCP tem aprovação quase garantida
"A nossa greve é contra o Governo"

Capa do Destak Destak

Começaram castings para duas novas vozes da Renascença
Mega Hits e Vodafone pelas ruas de Lisboa a oferecer bilhetes
Quem tem medo de Pedro Passos Coelho?
A culpa colectiva dos males da justiça
Mário Soares diz que não tem gostado de "muitas coisas"

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Tudo preso por arames
«Futuro não me preocupa o Benfica é a minha casa» - David Luiz
Izmailov voltou mas ficou longe do grupo
Hora de balanço nos Lobos
Miami: Gil eliminado na fase de qualificação

Capa do Record Record

Terça-feira, 23 de março de 2010
Reservas esgotaram
Deborah Secco sofre com as críticas
Mestre Alves
Sneijder surpreende Yolanthe

Capa do O Jogo O Jogo

Frederico Gil eliminado em Miami
Henry: "Não quero jogar contra o Arsenal"
CD Fátima: Ausência de candidatos obriga a nova data para acto eleitoral
Daniel Alves: "Têm inveja de nós"
Portsmouth pode vir a ser multado