Translator

sexta-feira, 9 de abril de 2010

UMA VERGONHA!!!AO QUE CHEGOU A CRISE... JÁ NÃO SE PODE MORRER EM PORTUGAL!

.

Associação das Empresas Lutuosas está contra
Cemitérios: Subida de 600% em taxa contestada
A Associação Nacional das Empresas Lutuosas (ANEL) vai intervir na terça-feira na Assembleia Municipal de Lisboa para contestar os aumentos, "em média de 600 por cento", das taxas de gestão dos cemitérios, que serão votados na reunião.
Em declarações à agência Lusa, o presidente da associação (ANEL), Nuno Ramos Monteiro, disse esta sexta-feira que o aumento, aprovado em Março em reunião camarária, terá "graves consequências" nas dificuldades das famílias para pagar os funerais e "não faz qualquer sentido face ao investimento que é feito nos cemitérios".
"Em tempo de crise, de apertar o cinto, que é o que o Estado está a fazer, não dá o exemplo, a começar pela cidade de Lisboa" referiu o responsável, adiantando que, habitualmente, os aumentos anuais rondam valores como um euro ou um euro e meio.
Como exemplo de uma das alterações resultantes do novo regulamento de taxas municipais, Nuno Ramos Monteiro indicou que a taxa de cremação vai subir de 57,37 para cerca de 142 euros.
Ainda antes da assembleia municipal, a associação vai promover na segunda-feira uma conferência de imprensa para "alertar a população lisboeta", até porque apenas a sua direcção e a associação de comerciantes da capital intervieram na discussão pública da proposta.
Como a ANEL considerou que esta fase foi "muito curta" (decorreu entre 12 de Fevereiro e 5 de Março) e "quase passou despercebida", esteve reunida com o departamento financeiro da autarquia, com a comissão permanente da assembleia responsável pelas taxas e com os grupos municipais dos vários partidos.
Dos encontros com estes últimos, Nuno Ramos Monteiro ficou com a sensação de que o novo regulamento de taxas vai ser aprovado, o que, no seu entender, será "uma vergonha".

O SENHOR SILVA DE BELÉM

Nacional
PCP diz que Cavaco "tem responsabilidade" na situação do país
O PCP considerou hoje, sexta-feira, que o Presidente da República "tem responsabilidade na situação do país" ao ter subscrito as "decisões fundamentais" que conduziram o país à "instabilidade profunda do ponto de vista económico e social".
Num comentário ao prefácio do livro "Roteiros IV", que reúne as intervenções dos quatro anos de mandato de Cavaco Silva - cujo prefácio foi hoje publicado pelo Jornal de Notícias e estará disponível "online" a partir de segunda feira -, Rui Fernandes, da Comissão Política do PCP, considerou que a evolução recente do país "tem a assinatura" do Chefe de Estado.
.
Daqui: "Sempre acreditei no Senhor Silva de Belém desde que entrou na vida política. Enganei-me! O Senhor Silva não fez "porrinha" nenhuma e só lhe surgiram "buracos": Leonor Beleza, Dias Loureiro, Durão Barroso, Santana Lopes e mais, por aí, alguns que não me vêm à memória. Nunca tive simpatia nenhuma com PCP, mas agora dou-lhe 100% de razão.
José Martins

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 09.04.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Açores: Iate com 100 kg de coca
Helena André: Apoio a pobres
Encontrada cadelinha dos 5 mil €
Bubo Na Tchuto: Traficante de droga
Cavaco Silva: Avião para o Índico

Capa do Público Público

Guarda-redes do Benfica fica em Liverpool para observação
Análise: Hoje, o mestre da táctica foi Rafa Benítez
Platini dá dois meses à Ucrânia
Atlético volta a passar sem ganhar um jogo
Jorge Jesus: "Tivemos falta de andamento para o Liverpool"

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Congresso para marcar Sócrates
Colisão provoca um morto e um ferido
Caso de 'rapper' em segredo de justiça
Casas não podem ser recusadas
Camião 'engolido' por buraco

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Mobilização colectiva para enfrentar os desafios
Nómadas modernos
Face Oculta: Procurador explica nega ao pedido do Parlamento
Presidente do IPS defende exclusão de homossexuais
Notas dos alunos vão estar na net

Capa do i i

Todos os pais querem filhos saudáveis e pequeninos
PSD: Os Passos em volta do congresso de Carcavelos
Ataque. Dono de rottweilers condenado a pena suspensa
Acidentes. Maioria dos culpados não reconhece que é responsável
Governo quer impedir população de Valença de ir ao médico a Espanha

Capa do Diário Económico
Diário Económico

“Fundos de pensões dos bancos devem ir para a Segurança Social”
Bancos alteram estratégia na captação de dinheiro dos clientes
Depósitos ainda remuneram acima da inflação
Património dos clientes do BPP está reduzido a metade
Lucro da Euronext cai 18% com redução de preçário

Capa do Jornal Negócios
Jornal Negócios

Estado pagou 81 milhões de euros em 2009 de salários em atraso
As notícias em foco na edição de hoje, dia 9 de Abril, no Negócios
Euro ganha terreno após Trichet afastar incumprimento grego
Bolsas japonesas em alta ligeira com expectativas de subida de resultados
Palha da Silva recusa convite para chairman da Cimpor

Capa do Oje Oje

Estado pagou 81 milhões de euros em 2009 de salários em atraso, mais 33% que o previsto
Brent abre a subir 64 cêntimos
Wall Street fecha em alta, incentivada pelo sector do consumo
“Os projectos de liderança só produzem frutos com espírito de equipa e visão partilhada”
Galp reforça potencial no Tupi

Capa do Destak Destak

Quique Flores conduz Atlético às meias-finais com polémica
Casais usam manobra de distração para assaltar bomba de combustível
Cenário é de catástrofe no morro do Bumba, moradores em choque à espera de notícias de sobreviventes
Technotronic: concerto de Lisboa adiado
PSD condena ausência de vereadora da Comissão de Finanças

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Fé que move milhares
Naval-Nacional no arranque da jornada
Cautelas e fair-play no caminho para o título
Já não há inegociáveis em Alvalade
Valeri e Tomás Costa podem subir ao onze

Capa do Record
Record

Luisão arrisca falhar dérbi com Sporting
Belluschi de prevenção para substituir Guarín
At. Madrid, Milan e City estão atentos
Hulk: «Quero sair por cima»
Um alvo difícil de atingir

Capa do O Jogo
O Jogo