Translator

sexta-feira, 30 de abril de 2010

POLÍTICA DA TAILÂNDIA - DANTES COMO AGORA DE NUNO CALDEIRA DA SILVA

.

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Dantes como Agora










Dantes com o PAD tal como agora com a UDD. Um estado dentro de outro estado. Convém que as pessoas não se esqueçam e saibam entender os malefícios da anarquia.

E não há situações anárquicas boas e outras más. São todas más todas violações da ordem que é um dever de todos para todos.

Podiam aqui acrescentar-se as imagens dos disturbios causados pelos vermelhos em Abril do ano passado mas os que causam agora são suficientes, bem conhecidos e estão nos olhos de todos. Não devemos contudo esquecermos aqueles como os do PAD que já não vemos senão em fotografia.

E ainda ninguém do lado amarelo.foi acusado de nada, e do vermelho também ainda estamos pouco mais do que em promessas.

A autoridade do Estado quer-se democrática mas forte senão estes movimentos de rua tomam em suas mãos a criação e aplicação da lei deles.

POLÍTICA DA TAILÂNDIA: INVASÃO DO HOSPITAL CHULALONGKORN

.

Invasão do hospital de Chulalongkorn

Perdendo a paciência

By The Nation www.nationmultimedia.com
Publicado em 01 de maio de 2010

Será impossível, um dia, os camisas vermelhas reparar o dano,, das consequências da invasão, de quinta-feira, do Hospital Chulalongkorn significou que o movimento, político, estava olhando para uma reputação, destruída, que é quase irreparável.

Fotos de pacientes evacuados do hospital - a partir de velhos, enfraquecidos com máscaras de oxigênio como um bebê na incubadora - propagação epidêmica na comunicação social.

A transferência, urgente ainda inábil, dos pacientes do Hospital Chulalongkorn, ajudado por familiares, seríssimos e enfermeiros, subjugando, mesmo os simpatizantes, para mais compreensão dos camisas vermelhas, foi descrito, por alguns observadores como um desastre completo para o movimento dos camisas vermelhas.


video

POLÍTICA DA TAILÂNDIA - THAKSIN MORTO OU VIVO?

.
MORTO OU VIVO?

Família de Thaksin Shinawatra dissipa rumores de morte ou em estado de coma



De acordo com uma mensagem inserida no Twitter ontem, o ex-premier Thaksin Shinawatra informou se econtrar, actualmente no Uganda a inspeccionar um projecto empresarial. Esta mensagem foi analisada como uma tentativa de dissipar rumores sobre ele estar em coma e a falecer.

"Eu viajei de Moscou para Uganda, mas independentemente de onde eu sou, sempre verificar as actividades dos camisas vermelhas. Neste momento, estou ouvindo a música e canção de "Mor Lam" interpretada por Tungtang Burapa", acrescentou, em referência ao desempenho do cantor no palco erguido na base dos comícios no cruzamento da avenida da Rajprasong, ontem à tarde.

Ele disse que apreciou Tungtang e elogiou a doação de fundos para o movimento. Ele também instou os manifestantes a continuar lutando pela democracia e justiça.

"Eu admiro a todos vocês por sua bravura", disse ele, acrescentando que os feridos camisas vermelhas prometeram voltar ao protesto, após a recuperação, foi louvável.

Rumores sobre a morte de Thaksin coincidiu com a visita de sua família para Hong Kong na quinta-feira. Seu primo e ex-chefe do Exército general Chaisit Shinawatra também viajou para Macau, levando a especulações sobre o funeral.

Thaksin esposa do ex-Khunying Pojaman NA Pombejra e seus três filhos, Panthongtae, Pinthongta e Paethongtarn, tinham voado para a sua casa em Hong Kong na quinta-feira.

Mais tarde, Thaksin e seus filhos colocaram mensagens no Twitter confirmando que ele estava em boa saúde.

Panthongtae tweeted "Meu pai está bem, mesmo", a frio, enquanto a filha Pinthongta Paethongtarn e disse: "Pare de rumores estúpidos, meu pai está totalmente saudável! É apenas o jogo, de pessoas!"

Chaisit, entretanto, disse que ele estava de férias em Macau e não tinha conhecimento sobre a família de Thaksin viajar para Hong Kong.

De acordo com os cartões da partida da família de Thaksin, para Hong Kong, está programado o retorno para Bangcoque na próxima segunda-feira.

Num desenvolvimento separado, o Ministério russo dos Negócios Estrangeiros convocou o embaixador tailandês Chalermpol Thanchitt para aceitar um protesto diplomático em resposta aos comentários de ministro dos Negócios Estrangeiros Kasit Piromya sobre o papel da Rússia autorizar Thaksin viajar e permanecer

Durante um discurso de 13 de abril no John Hopkins University, Kasit apontou o dedo a países como a Rússia e a Alemanha de fechar os olhos à passagem de Thaksin por estes países.

"Este é um acto de interferência - como os russos podem permitir-lhe ficar por dois dias e os alemães ter feito o mesmo que antes?" Kasit perguntou

POLÍTICA DA TAILÂNDIA - O GOVERNO NÃO PERMITIRÁ INTIMIDAÇÕES DOS VERMELHOS

.

Invasão de um hospital

O primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva disse que seu governo não permitiria que não tolera manifestantes camisas vermelhas, intimidar o público depois de eles invadiram "Hospital Chulalongkorn" na noite de quinta-feira, levando o hospital a evacuar os pacientes.


O governo certamente irá tomar medidas legais contra aqueles que são responsáveis do assalto ao hospital.

Cerca de 200 camisas vermelhas manifestantes invadiram o hospital, alegando que eles queriam pesquisar se no interior haveria soldados e policiais que lhes teriam dito estarem escondidos no edifício da instituião hospitalar.

Os manifestantes foram liderados por Payap Pankaet, um líder dos camisas vermelhas. O ataque levou o hospital a evacuar os pacientes para outros hospitais de Banguecoque.

O hospital que recebe, pacientes, ambulatorios, foram suspensos na sequência da invasão.

Falando em um programa especial de televisão, Abhisit disse que o governo tem freqüentemente discutido sobre segurança e proteção com os executivos do hospital que fica próximo do local de base dos comícios do cruzamento da avenida da Rajprasong.

Na altura, os executivos do hospital decidiram que as tropas e polícias, da segurança, não eram necessários.

"A administração do hospital disse- que não deseja que tropas de entrem nas instalações do hospital porque este terá de ser neutro e seguro. O governo, portanto, cuida de sua própria segurança e segurança", disse Abhisit.

Ninguém esperava tal ataque acontecer em um hospital.

No entanto, após a invasão, o governo vai renovar a discussão com a administração do hospital sobre as condições de segurança.

Ele pediu às pessoas que estão pensando que o governo não fez nada para protegê-los, que entenda o público, que o governo e as autoridades envolvidas, têm feito o seu melhor, mas não poderia revelar os detalhes da operação.

POLÍTICA DA TAILÂNDIA - INVASÃO DE UM HOSPITAL

-

Lamentamos a invasão de um hospital: Dr. Weng




Um líder dos camisas vermelhas emitiu um pedido de desculpas pela invadão dos camisas vermelhas "na Chulalongkorn Hospital, na noite de quinta-feira, alegando que os "guardas vermelhos" teriam visto soldados no interior do hospital.
"Em nome de todos os líderes, peço desculpas ao público e à direcção do Hospital Chulalongkorn pelo incidente",
weng Tojirakarn, um médico, disse.

"A situação saiu do controlo. Não é nossa política para impedir as operações do hospital."Conselho de Medicina" criticou a acção dos camisas vermelhas e pediu aos manifestantes que respeitem o pessoal médico.

"Todas as partes devem abster-se de explorar o terreno do hospital para obter ganhos políticos", afirmou o conselho em um comunicado.

SUAS NOTÍCIAS DE 30.04.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Mão Morta no Alive!
Segurança: Sala de situação
Cartas de condução: Renovação aos 50
Euro 2004: Extradição adiada
Lula da Silva: Líder mais influente

Capa do Público Público

Nem sombreros nem cocos protegeram Governo do ataque da oposição
Contenção nas obras públicas sacrifica só meia auto-estrada
Cameron arrasa Brown no último debate a uma semana das eleições
Deputados belgas aprovam proibição do véu islâmico em locais públicos
Quique e Reyes eliminam “carrasco” do Benfica e estão na final

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Alegre e Borges Coelho apresentam memórias
Presidente de Moçambique de visita a Portugal
Ex-comunista Carlos Brito faz revisão da história de Cunhal

Compras militares dependentes da venda de material
Comissão de inquérito aos submarinos adiada

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Fulham afasta o anfitrião Hamburgo e está na final
Atlético de Simão garante presença na final da Liga Europa
Comissão de Protecção arquivou inquérito há dois anos
Casal detido por violar filhos menores e obrigá-los a ter sexo
Bravura num porão em fogo

Capa do i i

Proposta do governo agrava desigualdade entre rendimentos
Só oito privados cumprem critérios para as urgências
Reunião produtiva entre PJ e Ministério Público. O tempo dirá até quando
Porto. Rio demite-se para criticar a Metro como líder dos municípios

TVI: PT travou negócio pelo mediatismo da operação. "Interesse era empresarial", diz Zeinal

Capa do Diário Económico Diário Económico

Subida de impostos é o plano de emergência do Governo
Consórcios da Mota e Soares da Costa prejudicados com reavaliação da Auto-estradas do Centro
Financiamento mais caro não põe em risco emissões de Maio
Eureka!
Grécia cede a novo aperto de cinto para tentar garantir ajuda

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Petróleo sobe pela terceira sessão consecutiva animado por dados económicos
Banca de investimento leva lucros do Barclays a crescer 29%
Bolsas asiáticas sobem pela primeira vez em quatro dias
IGCP testa mercado na segunda-feira
Angolanos vão reforçar na Galp fora da aliança com Amorim

Capa do Oje Oje

Pressão abranda sobre dívida e Bolsa
Santander Totta mantém rentabilidade
Grupo RAR factura menos 11% em 2009
“Portugal vai fazer diplomacia económica”
Repsol investe 28,5 mil milhões até 2014

Capa do Destak Destak

Atlético de Quique e Simão afasta Liverpool rumo a final histórica
Fulham elimina Hamburgo e é o finalista surpresa da Liga Europa
Zeinal Bava assume paternidade do negócio
Quase cinco milhões de crianças trabalham no México
A guerra

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Talismã para Queiroz
David Luiz o defesa da moda na Europa
Meireles tem de esperar para sair
Começa o ataque final ao título
Mudança de Vida não altera plano de Costinha

Capa do Record Record

Weldon: «Vencer as finais»
Sexta-feira 30 de abril de 2010
Luso-canadiano Jason treina-se à experiência
TV Guia revela ajuda a Queiroz
Sozinho em casa

Capa do O Jogo O Jogo

Europeus: Selecção feminina portuguesa termina no 17.º posto
Simão Sabrosa: "Somos a única equipa espanhola numa final europeia"
Cerezo: "Foi um jogo muito complicado contra uma grande equipa"
Estugarda: Henin nos "quartos" e Wozniacki eliminada
Roy Hodgson: "Ganhámos a uma boa equipa"

POLÍTICA DA TAILÂNDIA - ÚLTIMAS FOTGRAFIAS

image

Notícia » O dia do julgamento »Galeria de Fotos

Patients evacuated

  • Publicado em: 30/04/2010
  • Telespectadores Total: 16

Doentes evacuados

Hospital Chulalongkorn dá-se o início a evacuação dos pacientes em 30 de abril depois de manifestantes camisas vermelha invadiram o hospital no dia anterior em procura de miltares . Os manifestantes, acreditaram equivocadamente que soldados estavam usando o hospital como esconderijo. (Fotos por Thiti Wannamontha)

Doentes evacuados

  • Publicado em: 30/04/2010
  • telespectadores Total: 16

Relatórios Chavalit a CRES

  • Publicado em: 30/04/2010
  • Total de espectadores: 478

PAD reúne na frente do exército de base

  • Publicado em: 29/04/2010
  • Total de espectadores: 3157