Translator

quarta-feira, 12 de maio de 2010

ESPANHA: CRISE SOCIAL A CAMINHO

.

Plano de choque Zapatero - Sindicatos

Os sindicatos estão ameaçando entrar em conflito social na altura de corte

Toxo Mendez: que as medidas afectam o progresso e o diálogo social

MANUEL V. GOMEZ - Madrid - 13/05/2010

O rosto de Cândido Mendes, secretário-geral da UGT, foi o retrato da decepção que os sindicatos não viram com bons olhos as medidas detalhadas, anunciadas, ontem, por Zapatero no Congresso dos Deputados.

Nem Mendez nem Ignacio Fernandez Toxo, líder do CC OO, a expressão pronunciada ainda em aberto a greve geral. Mas, sem dúvida, essa possibilidade ganhou ontem o pior. "Os cidadãos têm de expressar a sanção, final, social a essas medidas de corte", proclamou Toxo. Branco e na garrafa.

Os representantes dos funcionários públicos falam em convocar uma greve no sector

O conteúdo, que diz que o sindicato só tem que preparar a sua arma mais forte, a greve geral, quando forem cortados os direitos dos trabalhadores e pensionistas.

O governo até agora não tem qualquer proposta. Mas os cortes de ontem anunciados por Zapatero que colocou sobre a mesa são exactamente isso: os cortes de pagamento aos funcionários públicos e o congelamento das pensões, entre outros.

"Temos que administrar os conflitos sociais. O grau de ajuste é grave e exige uma resposta", disse Mendez com uma linguagem medida e indescritível. "Eu não vou excluir qualquer cenário", disse ele, sem sequer menciono, uma única vez, o termo greve geral.


FIA-TE NA VIRGEM E NÃO CORRAS!

.

Ouvi sei lá quantas vezes “Fia-te na virgem e não corras!”.

Queria-me dizer que se não seguisse o meu caminho e me quedasse de joelhos a rezar à virgem o meu sucesso ficaria pelo caminho.

-

Os portugueses constituem um Povo, latino, cheio de fé em cima do irreal e confusos em entender a virgem o Deuses todos poderoso, os videntes e as bruxas.

-

Tenho visto através da RTPi, a visita de Sua Santidade Bento XVI, a Portugal e apoteose lhe tem sido reservada, desde a chegada até hoje, 13 de Maio, na Cova da Iria.

.

Só os pobres, praticamente, se envolvem nos actos de fé, por que pensam que esta lhe resolverá as misérias de vida.

.

Os ricos, também, são de fé e se chegam às igrejas (centos delas pelo Mundo) ou é para colherem interesses entre estas ou de ostentarem sua riqueza perante os pobres.

.

Quem escreve esta peça, é descendente de família tradicional, católica de séculos. Frequentou a catequese, comungou, foi crismado e levou algumas mocadas na cabeça do ti Zé Dão, que Deus tem, que guardava a “canalha”, durante a celebração da missa, sob o seu olhar e quando algum, rapazola, dava um beliscão ao parceiro do lado, uma mocada lhe caía na cabeça, que sido rapada para evitar a infestação dos piolhos.

.

Vivi e cresci sob os desígnios da Igreja Católica numa aldeia pequena entre a penedia da Serra da Serra, onde seria impensável, um outro aldeão professasse outra religião. Seria desde logo segregado e possuía o demónio dentro do corpo e todos fugiam da alma penada.

.

Mas não era só o Povo da minha aldeia era de todas existentes em Portugal de Norte ao Sul. Os representantes da Santa Sé, eram nominados: priores, curas, padres, abades e com o poder total sobre todos os habitantes.

.

A força máxima social e política do lugar onde se instalavam. Venerados e conseguiam, em verdade, acomodar, as populações com a fé que lhe impingiam nas celebrações da missa dominical onde ninguém, para não ser reparado, faltava.

.

Toda a “canalha” era doutrinada na catequese sob os preceitos da Santa Madre Igreja, para amar a Deus sobre todas as coisas. A igreja católica, no tempo que eu me criei era igual, por exemplo, à religião muçulmana que doutrina fortemente as crianças, do Islão, para amar o profeta Moamede e morrer, se necessário (com um cinto de bombas amarrado à cintura) por ele.

-

Tive um livrinho da doutrina com as rezas todas e teria que decorá-las da primeira à última página para a minha 1ª comunhão, que iria ter direito a um fato de cotim e umas botas novas de rasto de pneu de usado.

.

A 1ª comunhão era uma vaidade das famílias da classe média (os que tinham uns lameiros para cultivar) da comunhão da sua “canalha” e a dos pobres (não muitos), raramente se interessavam que o filho fizesse a 1ª comunhão ou aprendesse a ler e ficasse pelo caminho analfabeto, trabalhar na jorna. Os pobres também são necessários numa sociedade para servir os ricos.

.

As religiões, seja qual for, são uma invenção do homem para se opor ao irmão do lado e em procura de riqueza e opulência.

.

As igrejas têm tendências ao descrescimento conforme uma nação se desenvolve, por que as pessoas deixam de acreditar no impingimento da doutrina às massas.

.

Portugal, de momento, poderá haver crise de vocações de sacerdotes, mas longe a crise de fé, pelo que se tem visto na visita de Sua Santidade Bento XVI em Portugal e de momento em Fátima.

.

Mas dentro da fé os portugueses, ainda obtiveram ganhos de quando as Caravelas de Cristo sulcaram os mares do Mundo sob o patrocínio da Santa Sé que financiou empresas e o sonho do Infante Dom Henrique, concluído, que permitiu a ligação do Ocidente com o Oriente.

José Martins

EUROPA...QUEM TE VIU E ESTÁ A VER-TE...!!!

.

O corte espanhol aquém das mais dramáticas economias na Europa

A maioria dos países da União Europeia supera 3% do défice

A. MARS Madrid - 13/05/2010

Na crise, a capacidade de poupança entra nos cofres públicos para as famílias. Famílias devem reduzir seu consumo e os Estados Unidos, graças ao "boom" , gastam para reactivar a economia.

Até a dívida e o défice na escala e os alarmes são activados. Austeridade planos de diferentes cresceu em quase todos os países da zona euro, e as classes média em baixa e tomar o peso da tesoura.

Grécia, Espanha, Portugal e Irlanda, são os países mais atacados, mas Bruxelas pediu também a França ea Itália, que reorganizem suas finanças. O plano espanhol está aquém das mais dramáticas. A maioria dos países da UE, à excepção da Estónia e da Suécia, estão acima dos 3% do défice, que marcam na Europa.

Grécia. Com um défice de 13,6%, o Governo terá que usar o plano de emergência europeia e do FMI e cortes internos um drásticos. Os vencimentos dos funcionários serão congelados e os que auferem, na escala de 3.000 euros por mês ser-lhe-ão excluídos dois salários (subsídios de férias e Natal) extra.

O governo espera uma redução de 16% na folha de pagamento. Além disso, estagnado o recrutamento. Pensionistas com rendimentos mais elevados também foram atingidos no pagamento de dois meses extras. A idade mínima para aposentadoria (hoje de 65 anos para homens e 60 para as mulheres) vai adaptar-se a expectativa da esperança de vida que aumentou. Futuras pensões serão de 18% menor e exigem mais anos de trabalho. Haverá cortes no governo local, o aumento de impostos e de privatizações.

- Portugal.

O planejamento do executivo, socialista, um aumento do imposto sobre o rendimento de pessoas que ganham mais de 150.000 euros por ano, o congelamento dos salários dos funcionários e reduzindo a contratação. Obras Públicas adiadas como o novo aeroporto de Lisboa e a terceira ponte sobre o Tejo, na capital.

- França.

O governo vai congelar os gastos públicos para os próximos três anos para parar o seu défice (7%) em 3% em 2013. Além disso, os custos operacionais do estado são reduzidos em 10% em três anos. O ajuste não irá afectar as pensões.

- Irlanda.

Em dezembro, o Governo irlandês concordou em cortar gastos públicos por 4.000 milhões de euros, acima de tudo, com um recorte de despesas correntes. O salário do pessoal diminuiu 5% em dois anos, o governo cortou seus próprios salários em 25%. O gasto social caiu 5%, com excepção das pensões.

- Reino Unido.

O governo de coligação vai apresentar um orçamento de emergência recém-nascido dentro de 50 dias para reduzir o déficit de £ 6.000 milhões (7.000 milhões de euros) este ano. Adiamento da redução do imposto sucessório e aumentar o imposto sobre o rendimento tributável mínimo. Sistema financeiro ser reformada.

- Alemanha.

A chanceler, Angela Merkel, ainda não deu detalhes, mas na terça-feira passou a ser medidas, adicionais, de poupança no âmbito do plano europeu de ajustamento. As promessas eleitorais de cortes de impostos são para outro dia.

- Itália.

Com um endividamento das famílias de baixa em comparação com seus vizinhos, mas o público muito elevado ainda não tomou qualquer medida de profundidade, mas Bruxelas pede-lhe para mover guia.

JOSÉ SÓCRATES SEM PREPARAÇÃO E UM INCULTO




José Sócrates e o Papa Bento XVI

Assisti ontem, infelizmente, a mais uma “buracada” das várias que têm sido observadas a José Sócrates, à saída da Nunciatura depois de se ter avistado com Bento XVI.

Solicitado pelos jornalistas para proferir algumas informações como teria sido o encontro com Papa, deitou pela boca fora erros grassos de quando, aos jornalistas, designava “Sua Eminência”, em vez de Sua Santidade.

Por aqui se vê que o primeiro-ministro é um ignorante e fora das regras protocolares como se dar o tratamento a um Papa ou a outra individualidade dentro da hierarquia do Vaticano.

Porém é pena que seus assessores (vários) não o tenham instruído antes do encontro com Bento XVI como se deveria portar perante ele.

É o que temos no Governo de Portugal e nada há que fazer. Aguentar com estas atitudes grosseiras de um homem, minimamente preparado, para o lugar que ocupa. Um “tipo” sem vergonha, nenhuma, na cara.

José Martins

MILAGRE DE FÁTIMA - VERDADE OU MENTIRA?

O milagre de Fátima

Richard Dawkins

Universidade de Oxford

[…] nenhum testemunho é suficiente para demonstrar um milagre, a não ser que o testemunho seja de natureza tal que a sua falsidade seja mais milagrosa do que o facto que tenta demonstrar.
David Hume, «Dos Milagres» (1748)

[Usarei] esta ideia de Hume no que diz respeito a um dos milagres melhor atestados de todos os tempos, um milagre que se afirma ter sido presenciado por 70 000 pessoas e recordado por algumas delas ainda vivas. Trata-se da aparição de Nossa Senhora de Fátima. Vou citar um website católico que refere que, das muitas aparições da Virgem Maria, esta é rara porque é oficialmente reconhecida pelo Vaticano:

A 13 de Outubro de 1917 estavam mais de 70 000 pessoas reunidas na Cova da Iria, em Fátima, Portugal. Tinham vindo presenciar um milagre que tinha sido anunciado pela Virgem Maria a três jovens visionários: Lúcia dos Santos e os seus dois primos, Jacinta e Francisco Marto […] Pouco depois do meio-dia, a Nossa Senhora apareceu aos três visionários. Quando estava prestes a partir, apontou para o Sol. Lúcia repetiu o gesto, emocionada, e as pessoas olharam para o céu […] Depois, uma onda de terror varreu a multidão porque o Sol parecia romper-se dos céus e esmagar as pessoas horrorizadas […] Justamente quando parecia que a bola de fogo iria cair e destruí-los, o milagre parou e o Sol reassumiu o seu lugar normal, brilhando pacífico como nunca.

Se o milagre do Sol em movimento tivesse sido observado apenas por Lúcia (a jovem que no fundo foi responsável pelo culto de Fátima), não haveria muita gente que o levasse a sério. Poderia facilmente ser uma alucinação individual ou uma mentira com motivos óbvios. O que impressiona são as 70 000 testemunhas. Será que 70 000 pessoas podem ser simultaneamente vítimas da mesma alucinação? Ou conspirar numa mesma mentira? Ou, se nunca houve 70 000 testemunhas, poderia o repórter do acontecimento safar-se ao inventar tanta gente?

Apliquemos o critério de Hume. Por um lado, é-nos pedido que acreditemos numa alucinação em massa, num artifício de luz ou numa mentira colectiva envolvendo 70 000 pessoas. Isto é reconhecidamente improvável, mas é menos improvável do que a alternativa: que o Sol realmente se moveu. O Sol que estava sobre Fátima não era, afinal, um Sol privado: era o mesmo Sol que aquecia todos os outros milhões de pessoas no lado do planeta em que era dia.

Se o Sol se moveu de facto, mas o acontecimento só foi visto pelas pessoas de Fátima, então teria de se ter dado um milagre ainda mais notável: teria de ter sido encenada uma ilusão de não-movimento relativamente a todos os milhões de testemunhas que não estavam em Fátima. E isso se ignorarmos o facto de que, se o Sol se tivesse realmente deslocado à velocidade referida, o sistema solar se teria desintegrado. Não temos alternativa senão a de seguir Hume, escolher a menos miraculosa das alternativas disponíveis e concluir, contrariamente à doutrina oficial do Vaticano, que o milagre de Fátima nunca aconteceu. Além disso, não é de todo claro que nos caiba a nós explicar como é que aquelas 70 000 testemunhas foram enganadas.

Richard Dawkins

Tradução de Paulo Cartaxana
Excerto retirado da obra
Decompondo o Arco-Íris (Gradiva, Lisboa, 2000, pp. 161-163).

.

Mentiras de Fátima

Notícias -


A mentira só brilha enquanto a verdade não chega e um dia todos irão perceber que a aparição de Fátima nunca esteve, segundo a Bíblia, nos desígnios do Deus Altíssimo.

Fez noventa anos que Nossa Senhora terá aparecido pela última vez a Lúcia Francisco e Jacinta. Na Cova da Iria, existe uma nova igreja. Custou 70 milhões de euros pagos pelos peregrinos. Há quem diga que a Igreja conseguiu o que queria: pôr o povo a rezar num imenso espaço coberto.

Em Outubro estiveram presentes cerca de 70 mil pessoas para testemunhar o milagre que Lúcia pedira à “Senhora”. O suposto milagre deu-se, mas só para alguns: o Sol terá “dançado” para uns, para outros “girou sobre si mesmo e pareceu precipitar-se sobre a Terra” e houve quem não tivesse visto nada de anormal. O relato de quem disse ter visto alguma coisa chegou a fazer a capa do jornal “O Século”, mas não existem registos astronómicos do fenómeno. Lúcia terá dito também que a guerra terminara naquele instante. Não aconteceu. Mas o culto de Nossa Senhora de Fátima tinha nascido.

Mário de Oliveira não tem muitas dúvidas: “Ou as crianças tiveram uma visão projectada pelo cérebro fruto de todas as histórias que ouviam ou, e para mim esta é a hipótese mais plausível, as crianças foram instrumentalizadas pelo clero. Porque o que o outro lado diz (a suposta Nossa Senhora) é o que o clero quer que se diga e que se faça: que se reze o terço que se vá à missa”.

Mário de Oliveira “ataca” ainda o “milagre do Sol” e diz que o jornalista do jornal “O Século” levou consigo um repórter fotográfico que não conseguiu captar nada do que algumas pessoas dizem ter visto. “Soube-se depois que esse mesmo jornalista era o mesmo que surgia no jornal como enviado especial e escrevia as noticias sem nunca ter saído de Lisboa. Anos depois, ele até virou ateu…”, argumenta o padre.

Mário de Oliveira frisa que acredita na mãe de Jesus, a Virgem Maria, e que nem o facto de já ter sido chamado de “louco” por colegas seus o afasta da Igreja Católica. E que espera ainda pelo tempo em que Fátima seja desmascarada.

A PRIMEIRA CRISE DO EURO

.

O Governo espanhol desconta 5% sobre os vencimentos dos funcionários

El PAÍS - 1326 comentários

O Governo vai cortar os salários dos funcionários em Junho e em 2011 o congelamento .- Além disso, haverá cortes nos gastos sociais e investimentos .- O presidente do Governo não descarta um aumento de impostos para as rendas mais altas em 2011, como ICV alegou .- A pedido do PSOE, apóia uma redução dos salários dos deputados .- O líder da oposição acusou o presidente de falta de independência .- Os sindicatos alertam que o diálogo foi quebrado

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 12.05.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Mika revela ida ao Sudoeste
Aveiro: Acidente faz 4 feridos
Agredido por alunos mais velhos
Mota Amaral: Retido nos Açores
João Semedo: Escutas no relatório

Capa do Público Público

Maradona chama Di María e exclui Saviola, Aimar, Lucho e Lisandro
Passos Coelho propõe corte de 2,9 por cento no vencimento dos políticos e gestores públicos
Dunga defende escolhas e explica ausências
Van der Gaag fica mais uma época no comando do Marítimo
Entre 80 e 100 mil pessoas assistiram à missa no Terreiro do Paço

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

"Os pais precisam de formação"
Vendiam dez quilos de 'ouro' que era cobre por 200 mil euros
SEF apanha quadrilha que comercializava BI falsos
Parque Oriental abre a 4 de Junho
Pais mais afastados das escolas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

"Nenhuma força adversa poderá destruir a Igreja"
Queiroz na Covilhã a partir de hoje
Gaitán preterido por Pongolle
Barcelona e Real por Di María
Cem anos de cometa Halley no ecrã da RTP

Capa do i i

"Acho imoral solicitar os salários dos que ganhavam uma côdea"
Portugal entre os melhores países para as mulheres terem filhos
Cardeal Saraiva Martins. "Noutras religiões em que não há celibato há mais pedófilos"
TVI bate RTP e garante jogos da Liga Sagres
Acidentes. Um em cada três peões atropelados tinha álcool no sangue

Capa do Diário Económico Diário Económico

Obama pressiona Espanha para avançar com reformas urgentes
Contra o Capitalismo rezar, rezar
Criação de vagas nos infantários só atinge 12% da meta do Governo
PSD quer pressões ao Sol autonomizadas no relatório da Ética
TAM ganha 46 milhões com entrada na Star Alliance

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Governo terá de reavaliar alguns contratos de obras públicas já celebrados
Estimativas para resultados impedem quedas na Ásia e Pacifico
PIB alemão cresce inesperadamente no primeiro trimestre
As notícias em foco na edição de hoje, dia 12 de Maio, no Negócios
Novo corte do défice ameaça prolongar recessão até 2010


Capa do Oje Oje

Promotores em Angola têm de se reposicionar
Zippy, Worten e Sportzone são as marcas que a Sonae Sierra lançou em Espanha
Lealdade à origem na deslocação de empresas
CB Richard Ellis coloca duas novas lojas do grupo óptico Alain Afflelou
Lisboa cai 5 posições no ranking europeu de desenvolvimento imobiliário em 2010

Capa do Destak Destak

Cameron anuncia coligação "forte" com liberais democratas de Nick Clegg
Clegg número dois do governo de coligação - BBC
Bento XVI poderá referir-se ao aborto e casamento homossexual durante visita - porta-voz
Duas jovens espanholas em protesto contra domínio da visita papal
Três mil jovens fazem serenata a Bento XVI

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Sony é o lateral-direito desejado pelos vitorianos
Hugo Viana outra vez na órbita
Paulo Sérgio apresentado no fim-de-semana
Luisão: «Quando voltar gostava de ver aqui o David Luiz»
At. Madrid e Fulham disputam final histórica em Hamburgo

Capa do Record Record

Fim da linha para Mantorras
Quim é para continuar
Eduardo nas mãos de Vieira e Salvador
Beto nas alturas
Pongolle inicia hoje plano de recuperação

Capa do O Jogo O Jogo

Patrick Vieira: "Não ponho em causa a sua escolha"
Viswanathan Anand revalida título mundial
Radioshack na Volta à Califórnia
Castigos 30ª jornada: Peçanha com quatro jogos de suspensão
Di María entre os 30 escolhidos para a selecção argentina