Translator

sábado, 29 de maio de 2010

O FRACASSO DE PORTUGAL NO FESTIVAL DA EUROVISÃO 2010


Eurovision Song Contest 2010 Final

PlaceCountryPerformerSongPoints
1GermanyLenaSatellite246
2TurkeymaNgaWe Could Be The Same170
3RomaniaPaula Seling & OviPlaying With Fire162
4DenmarkChanée & N'evergreenIn A Moment Like This149
5AzerbaijanSafuraDrip Drop145
6BelgiumTom DiceMe And My Guitar143
7ArmeniaEva RivasApricot Stone141
8GreeceGiorgos Alkaios & FriendsOPA140
9GeorgiaSofia NizharadzeShine136
10UkraineAlyoshaSweet People108
11RussiaPeter Nalitch & FriendsLost And Forgotten90
12FranceJessy MatadorAllez Olla Olé82
13SerbiaMilan StankovićOvo Je Balkan72
14IsraelHarel SkaatMilim71
15SpainDaniel DigesAlgo Pequeñito (Something Tiny)68
16AlbaniaJuliana PashaIt's All About You62
17Bosnia & HerzegovinaVukašin BrajićThunder And Lightning51
18PortugalFilipa AzevedoHá Dias Assim43
19IcelandHera BjörkJe Ne Sais Quoi41
20NorwayDidrik Solli-TangenMy Heart Is Yours35
21CyprusJon Lilygreen & The IslandersLife Looks Better In Spring27
22MoldovaSunstroke Project & Olia TiraRun Away27
23IrelandNiamh KavanaghIt's For You25
24Belarus3+2Butterflies18
25United KingdomJoshThat Sounds Good To Me10

Check out the full scoreboard here.

À MARGEM: Isto não é dizer mal de Portugal. Ficamos em 18º lugar e viva o velho!

Era de prever, antes do festival, que não iríamos a lado nenhum com a Filipa de Azevedo. A canção "Há dias Assim", não tinha som, letra ou alma da interprete.

Muito difícil de entrar no ouvido e com letra intendível.

Porém a RTP que a gente tem, deitou demasiados foguetes antes da festa... Demagogia barata que custa o coiro e cabelo ao contribuinte português.

Valha-nos ao menos a esperança que os nossos rapazes da bola não nos envergonhem com a vergonha, que acabamos de receber, na África do Sul, como a de ontem no Festival da Eurovisão 2010 em Oslo.

José Martins

TEMOS QUE VALORIZAR O NOSSO PRODUTO INTERNO




Apesar de não ter muita experiência no mundo da moda, Bruna Real, de 27 anos, diz que é no meio dos flashes e das câmaras fotográficas que se sente mais à vontade, sendo que é nesta área que quer vingar no futuro. Por isso, a produção para a Vidas correu sobre rodas.

P.S. Tempo dos portugueses terminarem com a timidez que só o que é do estrangeiros é que é bom.... Há anos as brasileiras em Trás-os-Montes colocaram as cabeças malucas aos transmontados.

Protesto das senhoras, casadas, contra às moças de rabo gordo... É tempo que se deia valor e se promova a nossa mercadoria caseira.

A Bruna Real bem prova disso nos dá!

Mas não fiquem os "pinga amores" orbitados, porque a Bruna tem namoro....

Só que eu (se fosse mais novo) não me sentiria à vontade na pele do rapaz que namora a Bruna Real.

O ENGENHEIRO BARRETO UM VENCIDO DA VIDA E A MALHAR EM CENTEIO VERDE

.

O ZÉZITO NO BRASIL FEZ (MAIS UMA VEZ) MERDA

Acaba mal encontro com Chico Buarque
por DAVID DINIS, enviado ao Brasil e à Venezuela Hoje (Diário de Notícias)

crates foi tomar um café a casa do músico. A pedido deste, disse o seu gabinete. Chico Buarque desmentiu-o categoricamente.

Pelos melhores e piores motivos, a passagem de José Sócrates pelo Rio de Janeiro foi uma verdadeira aventura. Como em qualquer história há, porém, pelo menos um registo que o primeiro-ministro leva para casa: a de um café em casa de Chico Buarque, na melhor zona de Ipanema, com direito a fotografia para a posteridade.

Dizia quem acompanhava o PM que o momento se proporcionou por um pedido brasileiro do próprio cantor/compositor a Lula da Silva, seu amigo de longa data. Ao caso, uma cunha antiga: se lhe marcava um café com Sócrates. As razões para tal convite são desconhecidas.

Acontece que Chico Buarque desmentiu esta versão. Disse ao Público que foi Sócrates quem o quis conhecer. "Foi o vosso ministro quem pediu o encontro. Nem faria muito sentido eu pedir um encontro e o primeiro-ministro vir ter à minha casa", afirmou, mostrando-se indignado com a versão da história contada pelo staff de Sócrates.

A seguir a este desmentido, o gabinete do PM rectificou: afinal a iniciativa partira mesmo de Sócrates, que há algum tempo tinha dito a Lula que gostava de conhecer pessoalmente o cantor/escritor. E a versão inicial (Chico a pedir o encontro) não passara, afinal, de um "erro de transmissão" no gabinete.

Seja como for, Sócrates não hesitou. Cortou ao meio uma reunião com empresários e lançou-se ao trânsito para ter uns minutos com quem disse ser o seu símbolo de juventude.

O primeiro-ministro aproveitou para pedir autógrafos para distribuir pela família. Levava na cara um sorriso (para além de enorme cansaço), deixando cair um "vai ser um sucesso lá em casa".

No dia antes, de resto, o meio cultural brasileiro foi motivo para uma desventura. Estava marcado, também no Rio, um jantar no consulado com 35 personalidades da vida cultural da cidade.

Mas, nesse dia, José Sócrates não esteve para tanto. Deu ordem para reduzir o jantar ao mínimo, deslocou-o para um restaurante italiano da moda (também em Ipanema) e causou um embaraço ao cônsul português obrigado a desconvidar personalidades como a actriz Marília Pera, o ex-campeão do mundo de futebol Zico e, sobretudo, o ex-ministro e cantor Caetano Veloso.

Pelo meio, ficou um dia atribulado. Vários encontros bilaterais desmarcados no Fórum das Civilizações, mais por culpa da desorganização do evento; um encontro com empresários que acabou com cadeiras a mais para os presentes (cerca de 20); e umas declarações à comunicação social tiradas a ferros.

PACIÊNCIA PARA AÍ...NEM TODOS PODEM SER DE-PUTADOS

SEM COMENTÁRIOS

Diário da República nº 28 - I série - datado de 10 de Fevereiro de 2010 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.Poderão aceder através do site http://www.dre.pt/ <
Vamos ler;
Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
1 - Vencimento de Deputados ..............................................12 milhões 349 mil Euros
2 - Ajudas de Custo de Deputados.........................................2 milhões 724 mil Euros
3 - Transportes de Deputados.............................................................3 milhões 869 mil Euros
4 - Deslocações e Estadas ...............................................................2 milhões 363 mil Euros
5 - Assistência Técnica (??) .................................................................2 milhões 948 mil Euros
6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...............................3 milhões 593 mil Euros
7 - RESTAURANTE, REFEITÓRIO, CAFETARIA.......................................961 mil Euros
8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares............................................970 mil Euros
9 - Equipamento de Informática .............................................2 milhões 110 mil Euros
10 - Outros Investimentos (??) ................................................2 milhões 420 mil Euros
11 - Edifícios ..............................................................................................2 milhões 686 mil Euros
12 - Transfer's (??) Diversos (??)..........................................13 milhões 506 mil Euros
13 - SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. ......................................16 milhões 977 mil Euros
14 - SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS .......................73 milhões 798 mil Euros
Em resumo O TOTAL da DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, é : 191 405 356,61

(191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos)


Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.
Vamos lá então ver se isto agora já o começa a incomodar um bocadinho?. Repare:
Cada deputado, em vencimentos e encargos directos e indirectos custa ao País, cerca de 700.000 Euros por ano. Ou seja cerca de 60.000 Euros mês.
E depois pedem sacrifícios ao povo.
Paga e não bufes!

São todos uma cambada de ladrões………………..

CÁ POR MIM PREFIRO O PORSCHE...

Luís Campos e Cunha, ex-Ministro das Finanças (foto em anexo) de entrar na imortalidade com a afirmação:

Não sei para que é que querem gastar dinheiro no TGV se podem perfeitamente oferecer um Porsche a cada português gastando menos”.




QUEM ASSIM ESCREVE AO POETA ALEGRE NÃO É PECO A BATER AS TECLAS...!!!

.

.
Carta Aberta ao Senhor Manuel Alegre de Melo Duarte,
Candidato a Presidente da Republica de Portugal
Exmo Senhor
Manuel Alegre de Melo Duarte
.
Mais do que conhecida criatura portuguesa, designadamente por meio das designações como Manuel Alegre, Poeta, Radialista, Advogado, ex-Deputado, ex-Vice-Presidente da Assembléia da Republica,co-fundador do Partido Socialista, (novamente) Candidato a Presidente da Republica de Portugal, e tantas outras coisas mais, que não vem agora a importar muito para a lide em questão.
.
Apresentando desde já os meus respeitosos préstimos, que não cumprimentos a Vossa Senhoria, começo por desde já lhe dizer, meu Caro Senhor que jamais posso ser incluído no rol daqueles portugueses que descaradamente em jeito de arruaça propagandística eleitoreira desafia e apelida de 'cobardes' por se esconderem detrás do anonimato, porquanto eu sou um cidadão nascido em Lisboa no dia 17 de Janeiro de 1962, que tem documento de cidadania portuguesa com o numero de bilhete de identidade 6266610, emitido pelo arquivo de identificação de Lisboa, e fui registrado com o mesmo nome que até hoje ostento, e não o mudei nem mudei de sexo, aproveitando alguma das leis que Vossa Senhoria fez o grande favor de empenhadamente trabalhar na Assembleia da Republica, nas suas horas vagas em que por lá se passeou, pago pelo dinheiro de todos nós que pagamos impostos, ou seja; quem lhe está a escrever esta missiva é nada mais nada menos que José João Massapina Antunes da Silva, um cidadão livre, como qualquer outro cidadão português, e com os seus deveres fiscais em dia.
.
Portanto; muito mal vai Vossa Senhoria no inicio da caminhada de uma candidatura presidencial, em que se apresenta mascarado de candidato supra partidário, embora o ar se sinta empestado com a sua conotação política, quando começa desde logo por atacar os portugueses que não confiam em si, e jamais gastariam um euro para o ajudar sequer a che-gar a casa de transporte publico se lhe tivessem fanado a carteira nal-guma reunião, ou esquina de boteco, ou nalgum descuido na pesca do robalo lá para as bandas do centro de Portugal, ou numa caçada aos 'gambuzinos' no Alentejo.
.
Cada um faz como melhor entende, mas ao caminhar esta estrada, não lhe vislumbro grandes êxitos no curto prazo da sua vida política, no entanto Vossa Senhoria melhor decidira, sem que no entanto não deixe de lhe deixar uma opinião, pela qual não paga nada, e que no meu modesto entendimento deveria começar por respeitar todos os portugueses por igual, tanto aqueles que em si confiam, como aqueles que de si só reservam muito más lembranças de um passado que deveria ser para esquecer, só que muitos daqueles que viveram esse passado jamais se vão libertar desses fatos tristes das suas vidas.
.
Factos em que Vossa Senhoria, tem participação efectiva, e pelos piores motivos, que depois passarei a enumerar, e tal como já lhe referi, o vou fazer sem qualquer temor, pois 'cobardolas' deve ser Vossa Senhoria, que ataca sem ver a quem ataca, como se fora cego a disparar a esmo o seu desespero e angustia de ter atrás de si um passado que não pode renegar, e muito menos mudar, pois ele está indelevelmente escrito, vivido e guardado para toda a posteridade, quanto mais não seja nas memórias de muitos que infelizmente consigo conviveram.
.
Pauto a minha vida por olhar de frente para os homens, e nunca os medi aos palmos, por isso para mim, tanto valor tem um homem de 1,95 m, ou outro de 1,52, me dá igual a sua cor de pele, ou se os cabelos são loiros ou pretos ou se é careca, ou barbudo. Agora o que também faz parte da minha forma de ser, estar e viver, é: nunca, jamais deixar de responder a um desafio ou a uma ameaça, e desde já lhe posso dizer que NÃO TENHO MEDO DE NINGUÉM, E MUITO MENOS MEDO DE SI E DAS SUAS AMEAÇAS, pois um homem é um homem, e um bicho é um bicho, e estamos cá é para isto, para viver, e não para nos acobardarmos perante qualquer 'pilantra' que nos surja no caminho armado em pavão cheio de penas, mas com o rabo preso a um passado que tenta vir agora justificar...
.
E posto que me excedi, nesta minha explanação inicial, para que Vossa
Senhoria não possa ter a mais insignificante duvida, que não o vou respeitar enquanto homem, porque entendo que Vossa Senhoria não merece qualquer respeito enquanto tal, e muito menos vou acatar a sua ameaça de que quem falar de si terá que se entender consigo, pois também desde já lhe digo que vou falar de si muito mais do que Vossa Senhoria desejaria, e que eu mesmo pensaria ter paciência de falar, atendendo a sua mais do que manifesta insignificância terrena.
.
Vamos lá então finalmente a ver, se o pessoal se entende cá com Vossa Senhoria, em todos os capítulos, para que fiquemos de uma vez por todas devidamente entendidos, pois se existe coisa que detesto na vida é mal entendidos. E quanto a heróis, como muito bem sabe; os cemitérios estão pejados deles, e não o estou a ver como valendo grande coisa sequer para alimento dos vermes e das minhocas... .
Eu, José João Massapina Antunes da Silva sou um dos que o tem atacadonos mais variados locais possíveis e imaginários, assinando sempre com o meu nome próprio, porque não utilizo em local algum pseudónimo para me esconder, porque nunca o fiz, nunca o faço e nunca o farei, uma vez que sempre assumi tudo aquilo que digo e escrevo, com total frontalidade.
.
Obviamente que o tenho atacado verbalmente mas de modo leal e o mais frontal possível porque considero que Vossa Senhoria não é digno de ser algum dia o mais Alto Magistrado da Nação chamada de Portugal, e muito mal andariam os portugueses se assim o designassem, e mais lhe digo que penso pela minha cabeça, não sou influenciado nem por A ou por B, e até me dou ao luxo de ser irmão de um membro da sua Comissão de Honra, ou Comissão de Candidatura, ou lá ou o que lhe queira chamar, e não seria por isso, e muito menos seria por causa disso, que lhe deixaria de zurzir uma valentes pauladas verbais, para o colocar no seu devido lugar, que não deveria ser sequer como Deputado da Nação, mas sim como mero cidadão, obrigado a cumprir os seus deveres e direitos como qualquer outro português digno desse nome.
.
Deve ser realmente por causa da sua falta de dignidade e carácter que Vossa Senhoria tem sido um dos mais privilegiados desta Nação desde a épica Revolução de 1974. Vossa Senhoria diz, e muito bem, que em Agosto de 1961 foi incorporado no serviço militar obrigatório. E eu lhe pergunto desde já, o por quê de tamanha admiração, e justificação da sua parte para esse facto, pois quem seria Vossa Senhoria para se assumir como excepção à regra da época.
.
Todos os jovens da sua geração o tiveram que fazer, e ninguém que eu tenha conhecimento até ao dia de hoje, questiona esse fato inquestionável das suas vidas. Seguiu a sua vida militar, e daí também ninguém o questionou se foi soldado raso, ou se chegou a cadete, depois Aspirante, Oficial Miliciano e por aí fora, e até quem sabe podia ter chegado a Major ou até mesmo a General que nem o seu amigo, ex-chefe de rede bombista, e depois de limpa a sua ficha pelo seu outro grande amigo Mário Nobre Soares, transformado em Comendador Otelo Saraiva de Carvalho, e a que só já lhe falta ser colocado no dia do juízo final, no Panteão Nacional ao lado da Amália e dos reis, ou até quem sabe nos Jerónimos ao lado de Camões, Pessoa, e Vasco da Gama.
.
Seguiu viagem para cumprir os seus deveres militares para Angola, como
poderia ter seguido para a Guiné-Bissau, Moçambique, ou outra qualquer das colónias onde existia palco de guerra e militares portugueses destacados, ou esperava que o tivesse colocado a guardar lapas na guerra das Berlengas, ou da Ilha do rato em frente ao Lavradio-Barreiro. Diz que o seu pelotão recebeu missões para realizar escoltas e tudo o mais o que seria normal num palco de guerra, porque obviamente Vossa Senhoria não estaria a espera de se deslocar para a Guerra Colonial para ir banhar-se nas águas quentes da costa, ou comer camarão de papo para o ar nas avenidas de Luanda ou mascar tabaco em Nambuangongo.
.
Refere que esteve debaixo de fogo algumas vezes, (felizmente nunca se queimou, estorricou, ou lhe colocaram nada dentro dos bolsos para o fazer andar aos pulinhos no meio da picada) pois tudo isso foi muito bom para que dessa forma Vossa Senhoria pudesse tomar consciência das condições em que tantos jovens da sua geração foram colocados, por si próprio, quando mais tarde, segundo as palavras de muitos deles, que estão dispostos a testemunhar, era Vossa Senhoria que via radio dava as coordenadas de onde os "turras" poderiam encontrar os destacamentos, colunas e aquartelamentos, bem como as rotas das escoltas.
.
Vossa Senhoria; não sei, não posso afirmar, nem o estou a fazer de modo algum, mas enquanto investido de militar, ainda por cima não um mero soldado raso, poderia ter acontecido dar esses mesmos dados, agora o que a história não consegue apagar é que isso aconteceu por via directa ou indirecta quando já não estava a cumprir o serviço militar, e desde Argel, com a conivência directa de adversários de Portugal e dos Portugueses.
.
Obviamente que Vossa Senhoria pode optar por uma autentica "peixeirada", como aliás é seu timbre, em local próprio, com o digo eu, diz você, dizem eles, eles os seus Companheiros, e olhe que tem dezenas, centenas deles com muita vontade de o desmascarar na praça pública, e para isso basta falar com os muitos que nas diversas Associações de antigos militares, e de estropiados, lhe tem uma amizade tão grande que se você algum dia se descuidar a passar fora de uma passadeira para peões em zona movimentada, lhe pode acontecer bem pior que o simples braço partido a quando da campanha eleitoral para o 1º mandato do seu amigo Mário Nobre Soares.
.
Está a ver como eu tenho uma memória de elefante, e como você conhece
tanta gente que até já se esqueceu de um jovem e imberbe jornalista, de gravador em punho, em plena FIL, a poder ver e conhecer as imagens de momentos importantes para a história de Portugal. Já agora um à parte, sem maldade, só por mais profunda amizade a pessoa em questão, ainda mais que até fomos Companheiros de Partido, e chegamos até, juntamente com outros Companheiros da época, a lutar contra muitos daqueles que agora o estão a levar ao colinho na tentativa de o colocar como Magestade em Belém.
.
Será que a sua amiga arquitecta está boa, não a tenho visto, tirando o empenhamento com que defende os contentores para a zona ribeirinha, mas nessa altura ela já andava muito ao pé de si, pois se a vir, lhe transmita os meus mais afectuosos cumprimentos, vindos de um ex-dirigente da JSD e do PSD do Barreiro.
.
Mas voltemos ao importante desta missiva, deixando as familiaridades para outras oportunidades. Assim; a quando Vossa Senhoria foi parar ao aquartelamento de Quixico, perto da fronteira com o Congo, e acabou por dar tanto nas vistas da PIDE-DGS, que a coisa esquentou de tal forma que até lhe arranjaram, ou foi você mesmo quem arranjou uma oportuna doença para o tirarem de lá.
.
Quero eu dizer, no meu entendimento, para que você obviamente se pudesse pirar de lá... Com aquilo que lhe acabei de dizer, não lhe estou de forma alguma a chamar 'cobarde' antes pelo contrário, pois seguindo a velha máxima portuguesa, e que outros povos também usam; quem tem cu tem medo...
.
Pena que na época não existiam atestados médicos para justificar, e hoje você até pode dizer que estava com paludismo ou outro qualquer mal tropical, sei lá até mesmo uma mordidela de macaco... mas o que deve ter sido mesmo, e existe ainda vivo na mente de quem se recorda, foi uma doença chamada de investigação da PIDE-DGS que o vitimou, e o jogou para a enfermidade.
.
Foi mesmo a PIDE-DGS e não o paludismo que o atacou, confesse lá só cá para nós, que ninguém nos esta a escutar... Pois foi... em 1963 você foi passar férias pagas, por amável convite da PIDE-DGS, e ainda bem que você nem esqueceu o dia, e até acho que nesse dia todos os anos você deve comemorar, pois passou a categoria de mártir político, posto tão ambicionado pelos camaradas da época, que chegavam a andar quase à porrada para serem detidos e considerados da pesada na oposição.
.
Engraçado como você só passa uma noite preso, e de imediato é passado a disponibilidade. Para logo depois a PIDE-DGS o alojar graciosamente nas suas instalações por mais 6 meses, e olhe que isso você nunca esclareceu lá muito bem, nem sequer em poesia.
.
Esta sua epopeia de mártir político até faz lembrar as prisões e os exílios do seu grande amigo Mario Soares, em que o colocavam numa estância voltada para os coqueirais e para o mar, a passar férias, e lhe possibilitavam salvos condutos para rumar a Paris. Você optou por Argel, pois lá tinha uma radio, onde poderia continuar o trabalho iniciado em Angola. Conte lá, cá para a gente que ninguém nos está a escutar, foi isso não foi... só que você não pode contar tudo. Como eu o entendo Vossa Senhoria, que ao contar uma história tantas vezes repetida, muitos acabaram por acreditar nela, e o consideram quase um igual ao General herói francês em plena Casablanca
.
Você sabe muito bem que atentou contra Portugal nos idos anos de 1960, e contra aquilo que era a lei no momento, e que portanto, ao estar a fazer isso colocou as vidas dos seus Camaradas em sérios riscos de vida. Não se pode agora vir fazer de santo, não pode vir escudar-se em manequeísmos revolucionários para justificar o injustificável, ou vir dizer na praça pública batendo no peito umas trezentas e setenta vezes que nada fez, que não contribuiu para que muitos militares tivessem tido um destino bem diferente daquele que lhes poderia estar reservado.
.
Sabe Vossa Senhoria, o que eu realmente gostava era que se juntassem esses ex-jovens, e no local próprio fizessem um frente a frente consigo, para que Vossa Senhoria não se queira fazer passar por aquilo que realmente não é e fique desmascarado de uma vez por todas.
.
Quanto ao resto...
Pois estaremos cá para que a história algum dia o possa julgar a si, e a mais uns quantos que se fazem passar por verdadeiros santinhos democráticos, quando não passam de hereges. Fazer de democrata, aproveitando as circunstancias políticas, e as oportunidades é mesmo a imagem de marca de uma certa casta de políticos que foram paridos, para não dizer mesmo abortados, em 1974, e que tem conduzido tão bem Portugal para o abismo onde hoje se encontra.
.
Fico então a aguardar da parte de Vossa Senhoria que faça o que entender, pois pela minha parte não retiro uma virgula em tudo o que lhe escrevi, e em tudo o mais que lhe irei continuar a chamar, e dizer de si. Desejo-lhe uma campanha eleitoral a medida dos seus desígnios, e da vontade que tenho de que ganhe estas eleições, ou seja nenhuma vontade, de querer, ou sequer gosto em o saber a candidatar-se perante os portugueses debaixo de uma mascara da maior das hipocrisias possíves e imaginárias.
.
Faltou ainda dizer-lhe que vou publicar esta minha carta aberta, na grande maioria dos meus espaços na net, para que assim tenha as mais variadas oportunidades de a ler, e ao mesmo tempo de testar que me estou borrifando pura e simplesmente para as suas ameaças, e cá o estou a esperar para falarmos olhos nos olhos no local próprio se assim Vossa Senhoria na sua garbosa valentia de caçador, poeta e pescador o entender.
.
Atentamente, um cidadão português a quem comprovadamente Vossa Senhoria jamais pode chamar de cobarde, e que fica ao seu dispor para outros esclarecimentos que por bem entenda,
José João Massapina Antunes da Silva
http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=29953
A. A. S. M

VENCESLAU DE MORAIS NO JAPÃO

.


Tenho em cima da mesa, brejeira, de trabalho o livro “Venceslau de Morais e o Japão”, que há anos, numa visita a Banguecoque, o falecido Dr. Jorge Dias, um residente em Tóquio e historiador sobre a vida e obra de Venceslau de Morais me ofereceu. Escrevi algo sobre o português exilado no Japão e sua história de vida é deveras apaixonante que não se livrou da intriga, muito voga na sua época como aliás sempre se manteve, entre os portugueses, que viveram na Ásia.

Na página 37 há um texto que transcrevi:

“Num telegrama datado de 10 de Junho de 1913, Morais pede ao Presidente da República Portuguesa a dispensa imediata de todos os cargos oficiais, abdicando simultaneamente da reforma a que tinha direito. A exoneração ocorre a 8 de Julho. Mas já alguns dias antes, a 4 de Julho, Morais partira para Tokushima, cidadezinha de sessenta mil habitantes, na costa oriental da ilha de Shikoku, com o intuito de aí passar o resto de sua vida. A escolha de Tokushima implicava uma vida de exílio, longe do contacto com a cultura e civilização ocidentais; por um lado, excluía igualmente a possibilidade de integração na sociedade xenófoba dessa pequena cidade de província. Morais vivia humildemente das popupanças. O que o terá levado a dar este passo tão invulgar constitui um enimga já que para os seus contemporâneos. Em Outubro de 1913, o governo de Macau perguntou ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, em Tóquio, se Morais ainda estaria são de espírito. Tóquio encarregou um comissário da polícia de Tokushima de passar um atestado de saúde mental a Morais. Após conversa pessoal com este, o comissário acabou por considerá-lo normal”
Para conhecer um pouco da vida de Venceslau de Morais clique em cima das imagens


O CASO CARLOS CRUZ E A "SOPA DE PEDRA"

.
.

Tempos felizes do Carlos e do embaixador Tadeu Soares quando acolheu o "famoso" comunicador na "Nobre Casa". Já passaram 9 anos.... Amizades...amizades ou para amigos de longa data mãos rotas. O embaixador Jorge Ritos tinha estado, na celebração do Dia de Portugal, em Banguecoque, dois meses antes.... Que tempos felizes foram do Tadeu Soares em Banguecoque...!!!

Entrevista
.
Carlos Cruz. Os responsáveis estão por encontrar.
"Procurem-nos"
Por Inês Cardoso, Publicado em 28 de Maio de 2010
.
O apresentador acredita que alguém da PJ o ajudou com informações anónimas
Carlos Cruz manteve sempre o semblante sério e a voz tranquila.
Mas recordando a última vez em que esteve frente às câmaras, em 2002, disse ter o direito de se emocionar?
Não tem a menor dúvida de que houve abusos sexuais na Casa Pia.
Está convicto de que as pessoas sujeitas a julgamento estão inocentes.
As duas declarações de Carlos Cruz parecem inconciliáveis, mas o arguido mais mediático do caso que abalou o país insistiu ontem em repetir que os verdadeiros responsáveis estão por encontrar.
"Procurem-nos."

O MAGALHÃES E A GRANDE "BURACADA" DO ZÉZITO SÓCRATES

.

Comissão de Inquérito


Magalhães com dívida de 110 milhões

As conclusões da Comissão de Inquérito ao Magalhães revelam que TMN, Optimus, Vodafone e Zon reclamam uma dívida de 109,1 milhões de euros à Fundação para as Comunicações Móveis (FCM), um valor que poderá ser pago pelo Governo, já que as empresas equiparam os compromissos da FCM à Dívida da República.

Por:Hugo Real

O relatório, elaborado pela deputada do PSD Carina João Oliveira, adianta que a FCM tinha uma disponibilidade de 501,7 milhões em fundos públicos para aplicar no programa e.Iniciativas, no qual se inclui o Magalhães. No entanto, ao CM, a deputada diz ter sido impossível calcular o valor específico do custo do Magalhães.

O relatório conclui ainda que o Governo "obrigou" os operadores a entrar neste projecto, tendo utilizado a FCM como "intermediário", o que criou "uma situação de monopólio" para a empresa JP Sá Couto. A deputada pede também que este relatório, que vai ser discutido e votado na próxima semana, seja enviado para o Tribunal de Contas e para a Comissão Europeia. .


À MARGEM: - O Zézito Sócrates andou por onde andou a “chular” os nossos “dinheirinhos” em viagens pela Venezuela a oferecer ao Hugo Chavez a “merda” de um computador que não vale a ponta de um “chavelho” nem educa nada os “catraios/as” das escolas portuguesas.

Depois o “palermoide” também ofereceu a “caca” ao Brasil e aos países lusófonos.

O Zézito Sócrates só tem feito bosta de cão mal-cheirosa em tudo que se envolve.

Mas o de bradar ao céus é como os “morcões” dos portugueses votaram num “sacana” de um oportunista de um “gajo” vigarista.

Em redor do Zézito juntou-se outra malandragem de baixo estofo que para eles não está o sentido da Nação mas a boca, o bandulho e os prazeres da vida.

A “malandragem” que nos tem regido em nome da “merda” da democracia.

Malandragem que precisavam a Justiça de Fafe...

Porrada nos cornos e mandar a democracia colher urtigas. E... só se perdiam aquelas que não acertassem no lombo.

José Martins

OLHA,OLHA O MONTEIRINHO ESCONDEU O PROCESSO DO ZÉZINHO...

E reles, igualmente, o cão que o dono lhe deita um osso e o depreza.

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 29.05.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Oleiros: Ladrões atiram à GNR
Magalhães com dívida de 110 milhões
Rui Pereira: Aposta em câmaras
Poceirão: Assalto aos CTT
Azambuja: Morre ferido por toiro

Capa do Público Público

Sócrates não nega sms de Vara e desvaloriza sondagem
Quem tem arte contemporânea também vai a Roma
Benfica parte em vantagem para a segunda etapa da final
Sorteio do Euromilhões (22º /2010)
Obama triplica meios humanos destacados para zonas mais ameaçadas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Setúbal oferece 120 mil sardinhas e espera 12 mil bocas
Foi espancada e até a violaram com um bastão
Penas pesadas para No Name Boys
"Primeiro as minas, depois a emigração e agora a escola"
Ministério recorre e põe em risco início de aulas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Inquérito conclui que Governo favoreceu J.P.Sá Couto no Magalhães
Governante devolve dinheiro que recebeu para pagar quartos em casas do namorado
Dois portugueses ganham segundo prémio do Euromilhões
Basquetebol: Águia ganha vantagem sobre dragão
"Havia um lugar a mais na carrinha..."

Capa do i i

Educadores de infância querem regras iguais às do ensino básico
Creches e lares com aumento zero no ano da crise social
Já há portugueses a fazer testamento vital apesar de não existir lei
Escutas. PSD e procurador-geral trocam críticas sobre despachos
Carlos Cruz. Os responsáveis estão por encontrar. "Procurem-nos"

Capa do Diário Económico Diário Económico

Fundo Brandes apoia PT na guerra com a Telefónica
Telefónica tem uma semana para subir oferta à PT
Sócrates confia no núcleo duro para travar OPA
Carros obrigados a ter um identificador a partir de Julho
MonteAdriano ganha primeira obra no “prioritário” Brasil

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Quim e Moreira recebem proposta para renovar
Carriço volta à agenda do At. Madrid
Treinador segue dentro de momentos
Força Área marca presença no treino da Selecção Nacional
Final: Benfica em vantagem

Capa do Record Record

Domingos Soares Oliveira: «Médio de espectadores é para aumentar»
Fiorentina vai avançar
Maldonado aconselha Cordozo ao Nápoles
Simão recusa ser moeda de troca
Valdés já falou com Matías

Capa do O Jogo O Jogo

Força Aérea no estágio da Selecção
Torneio Internacional de Lisboa: Portugal empata com Noruega
Cabo Verde convidado para particular com Chile
Final da Liga: Benfica ganha vantagem a FC Porto
José Romão