Translator

segunda-feira, 7 de junho de 2010

MARIA MARTINS ENCARNA NUM FILME MARIA DE PINA GUIOMAR


.

Depois de já por várias vezes de me ocupar da história de uma nobre senhora luso-japonesa Maria de Pina Guiomar, que viria a imortalizar na Tailândia a especialidade da doçaria portuguesa o doce de ovos, outra Maria, luso tailandesa tomou o seu lugar encarnando a sua figura num filme (embora ainda não conheça a história) a ser exibido nas celebrações dos 500 anos da chegada dos portugueses à Tailândia em 1511, no próximo ano. As filmagens decorreram nos estúdios “Promit” na província de Kanchanaburi.
.
Sobre a história, apaixonante, de Maria de Pinna Guiomar clique a seguir:
.
http://aquitailandia.blogspot.com/2007/01/maria-de-guiomar.html




E AGORA JOSÉ?

.


“Parafraseando o poema de Carlos Drumont de Andrade "E AGORA J O S É ?", diremos nós: E agora, políticos, agora que a ilusão desabou; agora, que a esperança ruiu ; agora que o desemprego chegou ; agora que o dinheiro acabou; agora, que a produção é insuficiente, pois importamos 80% daquilo que consumimos; agora, que a União Europeia já não está disposta a SUSTENTAR-NOS, até porque NÃO PODE, até porque já NÃO É ASSIM TÃO UNIDA COMO PENSÁVAMOS, TÃO RICA COMO IMAGINÁVAMOS, TÃO PRÓSPERA COMO SONHÁVAMOS, tão......, tão......, tão......, tão..... Antes pelo contrário, o sonho virou pesadelo, ATÉ PORQUE NÃO APENAS N Ã O AUMENTOU A RIQUEZA, COMO - AO CONTRÁRIO - DUPLICOU A DESPESAS - COM A CRIAÇÃO DE PRESIDÊNCIAS, GOVERNOS, PARLAMENTOS, ASSESSORIAS, MORDOMIAS, REGALIAS, APOSENTADORIAS, PATIFARIAS E OUTRAS IAS QUE FACULTAM A TODOS(AS) AS(OS) BENEFICIADOS - QUE SÃO MAIS QUE MUITAS(OS) - IDAS E VINDAS EM PRIMEIRA CLASSE, RESIDÊNCIAS EM Paris nos fins de semana e em Lisboa nos outros dias; hotéis em Bruxelas, Estrasburgo e em toda a parte e ajudas de custo com arte; viagens pelo mundo sem critério e sem controle, em jatos, jatinhos e jatões - aos figurões - NUMA ALTURA EM QUE - COMO EM 1580 - AS REMEÇAS DOS E-IMIGRANTES - SÓ POR SI - NÃO BASTAM PARA COBRIR O DEFICIT, PARA SUSTENTAR QUEM NÃO PRODUZ, PARA PAGAR APANIGUADOS, DEPUTADOS, ASSESSORES, CONSULTORES, SEGURANÇAS, COMILANÇAS, PROTEGIDOS, FAMILIARES E AFINS”.



In Portugal Clube

ATÉ TU "PAULINHO" ESTÁS DESACORDADO...ATÉ TU MEU LINDO MENINO...!!!

.



Paulo Pedroso: "Falta debate político no Partido Socialista"
07.06.2010 - 09:39 - Por Luciano Alvarez

Paulo Pedroso lança um alerta ao PS: a crise vai mudar a política e ou o partido está preparado para isso ou pode perder influência. A excessiva personalização está a matar o debate, diz.
Pedroso estima ser muito possível que o PS passe por um período de perda de influência (Nuno Oliveira)

É dos poucos militantes do PS que nos últimos anos tem pensado a política e o partido em voz alta. Quer seja em apoio às políticas do PS e do Governo, quer seja contra. Vê o debate como fundamental e diz que neste momento ele não existe no partido. A crise vai mudar a política e Paulo Pedroso afirma que, ou a direcção promove uma regeneração do programa do partido, ou “é muito possível que o PS passe por um período perda de influência”.

AVENTURAS E DESVENTURAS DE UM POETA ALEGRE

Um Major-General desiludido com esta república de 100 anos e com uma governação que define de "quadrilhocracia".

...Manuel Alegre, durante a guerra do Ultramar e depois da sua fuga, era locutor da rádio Argel, onde se congratulava pela morte de soldados portugueses...

A voz da Argélia, emissores criados por desertores que, através de infiltrados nas forças armadas, denunciavam as n/operações.

Muitas das emboscadas que sofremos resultaram da traição desses "grandes filhos da p.ta". Uma das vozes que se ouvia era a desse pulha, Pateta Alegre. Lembro-me que 48 horas após se ter instalado um posto de observação, um grupo de combate, um canhão, um radar no cimo do morro de Noqui, donde nós observávamos toda a movimentação de aproximadamente, 2.000 "turras" concentrados numa sanzala no outro lado da fronteira, ouviu-se a voz do Alegre (*) a denunciar a nossa posição. Andámos a levar porrada na estrada entre S.Salvador e Nóqui durante mais de 4 meses. Numa das viagens sofremos 9 ataques. Tudo por causa desse desertor e traidor.

(*) Nessa região ouvia-se através dos famosos rádios portáteis Hitachi, com uma boa onda média.

Paulo Chamorra


Manuel Alegre - um DESERTOR

Muito obrigado pelo seu concordante comentário sobre a potencial candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República.

Teria preferido, a bem da nossa Nação, que o seu comentário fosse no sentido de me provar que estou errado, o que, lamentavelmente eu não vou ouvir de ninguém.

Sabe, o que mais me incomoda é que, com 2 filhos e 6 netos, olho para o meu "prazo de validade" a chegar ao fim e sei que vou morrer com a angústia de lhes deixar um País, uma Nação, governados por aquilo que já o nosso saudoso Rei D. Pedro V - infelizmente morto na flor da idade - descrevia, na sua correspondência para o seu tio Alberto, marido da Rainha Vitória de Inglaterra, como uma "canalhocracia".

E inquieta-me profundamente que, desse último quartel do século XIX até aos nossos dias, não só nada tenha mudado para melhor, como a imunda República que nos governa, cujo primeiro centenário que este ano os socialistas irão celebrar e que custará aos contribuintes DEZ MILHÕES DE EUROS tenha, pela sua prática política legitimado que possamos dizer, hoje, que não é mais uma canalhocracia que nos governa, mas sim (e salvo raras e honrosas excepções) uma "quadrilhocracia".

Na minha qualidade de cidadão em uniforme que dedicou à nossa Pátria os melhores anos de toda a sua vida, a troco de um prato de lentilhas, já vi quase de tudo e, como anteriormente afirmei, só me falta ver Manuel Alegre - um DESERTOR - eleito PRESIDENTE DA REPÚBLICA e, nessa qualidade e por inerência do cargo, como Comandante Supremo das Forças Armadas Portuguesas.

Espero que os portugueses acordem antes que tal possa acontecer. Cordialmente,

Fernando Paula Vicente

Maj-General da FAP (Ref.

ORA CHUPEM QUE È CANA DOCE

A SENHORA DAS ESMOLAS


Joe Berardo foi entrevistado por Mário Crespo na SIC Notícias. A dado momento, o entrevistado falou do acordo que firmou com o governo no CCB e deixa cair uma "pérola" vergonhosa. Berardo sublinhou que o governo (leia-se Ministério da Cultura) não cumpre o compromisso (pagamento) que lhe cabe. Mas, o pior estava para vir. Surpreendente e incredulamente, o entrevistado anunciou que há dias a ministra da Cultura convocou os presidentes da Fundações portuguesas. Para quê? Para lhes pedir uma esmola... para solicitar que os responsáveis das fundações aceitassem uma redução nos financiamentos devidos pelo governo e que fazem parte de contratos obrigacionistas.
E que tal uma porta de uma igreja para a senhora Canavilhas?...

VERDADES DE MIA COUTO

Segunda-feira, Junho 07, 2010

Eis (quase, ou mesmo) toda a Lusofonia

«A maior desgraça de uma nação pobre é que em vez de produzir riqueza, produz ricos. Mas ricos sem riqueza. Na realidade, melhor seria chamá-los não de ricos mas de endinheirados.

Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego. Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. Ou que pensa que tem. Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele.

A verdade é esta: são demasiados pobres os nossos "ricos".

Aquilo que têm, não detêm. Pior: aquilo que exibem como seu, é propriedade de outros.

É produto de roubo e de negociatas.

Não podem, porém, estes nossos endinheirados usufruir em tranquilidade de tudo quanto roubaram. Vivem na obsessão de poderem ser roubados.

Necessitavam de forças policiais à altura. Mas forças policiais à altura acabariam por lançá-los a eles próprios na cadeia.


Necessitavam de uma ordem social em que houvesse poucas razões para a criminalidade. Mas se eles enriqueceram foi graças a essa mesma desordem (...)»

Mia Couto em
http://www.canalmoz.com/default.jsp?file=ver_artigo&nivel=1&id=6&idRec=8060

QUE SE LIMPEM A ESTE GUARDANAPO OS TIOS MÁRIO SOARES E ALMEIDA SANTOS DA MERDA QUE FIZERAM

COLONIALISMO


A chegada da selecção de futebol de Portugal à África do Sul deixou-me a meditar sobre os anos a que assisti à tal descolonização "exemplar". Lembro-me de ouvir as máximas políticas da altura: "Colonialistas fora, já!", "Nem mais um soldado para as colónias", "Fim ao colonialismo que explora e escraviza os negros", "África é dos africanos", "Portugueses racistas, rua!" e tantos outros slogans que me dispenso de mencionar para não chocar alguns dos políticos bem situados na vida nos tempos de hoje como grandes amigos das "colónias" e que antigamente gritavam com todos os pulmões que as colónias eram para esquecer.

A comitiva portuguesa chegou ao aeroporto e foi alvo de uma manifestação entusiasta e vibrante por parte de milhares de africanos e residentes em África. Jovens, adultos e muitas mulheres de raça negra corriam ao lado do autocarro dos jogadores portugueses, vestiam a camisola de Portugal e gritavam: "Portugal, Portugal!". E eu interroguei-me: como é possível termos sido uns facínoras contra os africanos, como é que os escravizámos, explorámos, abusámos e maltratámos se agora, passados tantos anos eles ainda nos aplaudem e nos amam?...

A FOME EM PORTUGAL

.

.


Falta de comida já afecta 95 mil crianças por dia
00h38m
CARLA SOARES - Jornal de Notícias
São 285 mil as pessoas que recebem ajuda do Banco Alimentar contra a Fome, em Portugal. Destas, 33% são crianças. Com o aumento do desemprego e do número de famílias desestruturadas, há mais filhos a depender deste apoio para se alimentarem.
.
Este ano, cerca de 94 mil crianças são, em média, assistidas por dia pelos bancos alimentares, número que seria ainda maior se incluísse a Madeira, que não é abrangida pela rede. Porém, não há, em Portugal, dados concretos sobre a população infantil afectada pela fome. Nem a Direcção-Geral da Saúde, nem a
.
Comissão de Acompanhamento da Acção para Crianças e Jovens em Risco, cujos responsáveis foram contactados pelo JN, avançam qualquer diagnóstico. A verdade é que o total de pessoas que recebe este tipo de ajuda das cerca de 1700 instituições apoiadas pelo Banco Alimentar tem crescido de ano para ano. O apoio é dado por cabaz ou alimentação confeccionada, seja ao domicílio, em cantinas ou creches. A única excepção é o ano de 2006, em que se registou uma ligeira descida. Em 2008, o número de pessoas assistidas chegava perto dos 25 mil e, no ano passado, ultrapassou as 26 mil.
.
À MARGEM: - Evidentemente que a fome em Portugal vai continuar por que não é de pé para mão que dão conta do vergonhoso caso da pobreza em Portugal. Há muitos pobres que foram forçados a esta situação devido à perda de empregos.
.
A fome é um drama para aquele que está sujeito a ela e o pobre se envegonha de a rapar. Do erário público foram retirados uns milhões de euros para as celebrações dos 100 anos da implantação da República em Portugal e acabo por não saber aonde está a graça da festa da efeméride se a Republica em 100 anos não conseguiu encher a barriga aos portugueses.
.
Desde que abri os olhos ao Mundo nos anos de 1935 em Portugal sempre existiu a fome mas não tanta como agora a que o Povo Português está a sentir. Sendo Portugal um país dependente das importações de comida do estrangeiro cada vez mais se irá endividar, porque as terras que por séculos produziram comida foram ficando abandonados, depois do 25 de Abril de 1974 e, hoje, a maior parte delas estão ao abandono onde crescem as silvas, os arbustos e o matagal.
.
Por fim apetece-me perguntar: "Então onde está essa União da Europeia que todo acagançado o Dr. Mário Soares inseriu Portugal a toque de clarins se de lá só beneficiaram uns poucos e o resto da população se pobre estava mais pobre ficou?"
José Martins

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 07.06.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Seis mortos na estrada durante o fim-de-semana
EUA: Tornado mata sete pessoas
Indonésia: Queda de ponte mata oito crianças
Petróleo está mais barato
Bolsa nacional em terreno negativo

Capa do Público Público

Paulo Pedroso: "Falta debate político no Partido Socialista"
Tribunal na Índia condena empresa e oito responsáveis pela tragédia de Bhopal
Tempestades e tornados fazem sete mortos no Midwest americano
Marinha israelita mata a tiro quatro palestinianos junto a Gaza
Seis mortos nas estradas durante o fim-de-semana

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Marcha da Bica assume favoritismo no último ensaio
Nicolas Sarkozy diz que é "boa ideia"
Professores dizem não haver condições para deficientes
Quercus aconselha congelador eficaz
Teresa e Helena casam-se hoje às 09.00 em Lisboa

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Carlos Costa toma hoje posse como governador do banco de Portugal
Primeiro casamento homossexual celebrado hoje em Portugal
Idosos caem em piso degradado
Valentim Loureiro: "Termino a minha carreira desportiva"
Novos tempos na Liga Portuguesa de Futebol

Capa do i i

Governo quer fechar 900 escolas. 500 vão já fechar em Setembro
É hoje! Teresa e Helena voltam à conservatória para casar
Mais 30 mil crianças e jovens em risco só no ano passado
Esquerda. O não a Alegre chegou ao governo
Direita. Haverá 200 mil votos a fugir da cruz em Cavaco?

Capa do Diário Económico Diário Económico

Teresa e Lena realizam hoje primeiro casamento ‘gay’ em Portugal
"A banca portuguesa está sólida" mas "é preciso reforçar a supervisão"
Aviação mundial com lucros em 2010
Receios de bancarrota na Hungria arrastam bolsas e euro
Políticos holandeses propõem liberalização das drogas para combater a crise

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Hidrocantábrico vende energia através da rede do El Corte Inglés
Painel de bolsa Jornal de Negócios: PT tem potencial de 12% com venda da Vivo
Sócrates terá recebido prenda de Godinho
«Agora faz sentido dizer que há vida para além do défice»
Carlos Costa quer assegurar que remunerações não colocam em causa sustentabilidade dos bancos

Capa do Oje Oje

APAVT congratula-se com declarações de Cavaco Silva sobre férias no próprio país
Bolsa de Lisboa abre a cair 1,14% para 6894,60 pontos
Mais de metade das verbas do QREN já estão comprometidas
Euro no valor mais baixo dos últimos quatro anos
Carlos Costa toma posse como governador do Banco de Portugal

Capa do Destak Destak

O amor é um lugar estranho
«Conseguimos gravar um disco com temas bonitos»
Douro tem sido alvo de discriminação positiva por parte do investimento público - Ricardo Magalhães
Ex-autarcas culpam burocracia e endividamento dos municípios pela baixa taxa de execução
Empresários do Algarve preocupados com as fragilidades da economia regional

Capa do 24 Horas 24 Horas


Capa do A Bola A Bola

Sony continua a interessar
Acordo com Maniche por horas
União foge de Leiria
Cedências condicionam reforços
Miguelito a caminho do Sado

Capa do Record Record

Benfica faz sondagem por Doni
Pau Gasol: «Uma derrota dolorosa»
África nossa
Huntelaar: «Não quero sair do Milan»
Doc Rivers: «Rondo esteve impressionante»

Capa do O Jogo O Jogo

HISTÓRIA DE PORTUGAL ESTÁ CHEIA DE GENTE DE MERDA

O exemplo de Rosa Coutinho

Hoje morreu Rosa Coutinho. Quem conhece a realidade sobre o que se passou em Angola nos anos 70, deve saber que este foi um dos portugueses mais baixos de que rezará a História. A carta expressa ao lado é um exemplo crasso da dignidade deste "Almirante". Para que a História não seja esquecida, junto a parte mais esclarecedora da carta, uma forma reconhecidamente cruel de baixar a pegada ecológica, dos portugueses, na altura:

Após a última reunião secreta que tivemos com os camaradas do PCP, resolvemos aconselhar-vos a dar execução imediata à segunda fase do plano. Não dizia Fanon que o complexo de inferioridade só se vence matando o colonizador? Camarada Agostinho Neto, dá, por isso, instruções secretas aos militantes do MPLA para aterrorizarem por todos os meios os brancos, matando, pilhando e incendiando, afim de provocar a sua debandada de Angola. Sede cruéis sobretudo com as crianças, as mulheres e os velhos para desanimar os mais corajosos. Tão arreigados estão à Terra esses cães exploradores brancos que só o terror os fará fugir. O FNLA e a UNITA deixarão assim de contar com o apoio dos brancos, de seus capitais e de sua experiência militar. Desenraízem-nos de tal maneira que com a queda dos brancos se arruine toda a estrutura capitalista e se possa instaurar a nova sociedade socialista ou pelo menos se dificulte a reconstrução daquela.

FALTAVA AGORA O NOME DO ZÉZITO COM "CHERNES"