Translator

quinta-feira, 15 de julho de 2010

EXCELENTE VIDEO...VER ATÉ AO FIM!

From a friend, for friends; for all people ~ ~ ~

~ ~ ~ ~ ~ ~ De uma pessoa amiga, para amigos; para toda a gente ~ ~ ~


Arriba!

Sempre p'ra frente! -----------------------

Adalino Cabral, U.S.A.

 Magnifico!!!

video

PORTUGAL:UMA DIPLOMACIA VERGONHOSA



A nossa diplomacia é uma vergonha

O socratismo aplicado à diplomacia é uma embaraço para o país. Portugal tem apoiado as ditaduras mais sinistras, e anda a fazer demasiadas tangentes às posições anti-Israel.

Henrique Raposo (www.expresso.pt)

10:45 Quinta feira, 15 de Julho de 2010

I. A diplomacia de Portugal perdeu qualquer preocupação com os critérios de direitos humanos e de democracia. Neste sentido, a diplomacia socrática não é só um embaraço para os portugueses. É também um embaraço para a UE. O embaixador de Israel apontou o dedo para esse facto, e agora vai ter direito a uma reprimenda de Luís Amado . Bravo, dr. Amado. Que coragem.

II. A lista dos aconchegos entre Lisboa e as ditaduras é enorme. (a) Como se sabe, Portugal anda de braço dado com o ditador socialista que anda a dar cabo da Venezuela. (b) No fim de semana, ficamos a saber que a Guiné Equatorial poderá entrar na CPLP. Apesar de não falar português, a Guiné Equatorial pode vir a fazer parte da CPLP. Pior: a Guiné Equatorial é uma das piores ditaduras do mundo, e, como é óbvio, a sua entrada na CPLP vai beliscar o estatuto dos estados que aprovarem essa entrada . (c) Portugal tornou-se um habitué nas posições anti-semitas da ONU.

III. Agora, o MNE português resolveu fazer uma espécie de aliança tácita com o Irão. Ontem, Luís Amado recebeu o chefe da diplomacia do Irão, Manoutchehr Mottaki. Este senhor é um dos políticos iranianos mais radicais. Este senhor diz, entre outras coisas, que os negociadores iranianos foram demasiado brandos nas negociações com a UE sobre a questão nuclear. Ou seja, Portugal, ao receber este senhor, está a trair os esforços da UE, e está legitimar a facção mais radical dentro do Irão.

IV. Tudo isto serve para quê? Por que razão andamos a dormir com as piores ditaduras do mundo? Será que andamos a recolher apoios para ter um lugar rotativo no Conselho de Segurança da ONU? Andamos a fazer tudo isto só para termos um lugar temporário no Conselho de Segurança? Andamos a vender a alminha só para termos dois aninhos de vanglória no topo do mundo?

PS: a petição "Guiné Equatorial na CPLP, não" .

IRÃO - A JUSTIÇA DA PEDRADA


Pelo menos sete mulheres e três homens à espera de ser apedrejados até à morte no Irão A campanha de Sakineh Mohammadi ultrapassa 89 000 assinaturas

ELENA Horrillo - Madrid - 14/07/2010

Sakineh Ashtiani Mohammadi não é a única pessoa no Irão que aguarda a execução de pena de morte a que foi condenada. Seu caso, mulher de 43 anos e mãe de dois filhos entrou na sensibilização do público , devido à intensa campanha para impedir apedrejamento promovido por várias organizações como A Anistia Internacional Assista e Direitos Humanos.
.
Um site pedindo a sua libertação (http://freesakineh.org/) recolheu mais de 89 mil assinaturas , inclusive do ex- presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso , a colombiana Ingrid Betancourt , o escritor Salman Rushdie ou o CEO do Grupo Prisa , Juan Luis Cebrian . No entanto, além Ashtiani , um total de sete mulheres e três homens poderão ser apedrejada até a morte no Irão a qualquer momento.

Uma dessas pessoas no Irão, uma mulher de etnia Bakhtiari , de um grupo do sul do país, que foi condenada a cinco anos de prisão por cumplicidade no assassinato de seu marido e o apedrejamento por adultério.

De acordo com relatórios da Amnistia Internacional de que o marido a atacou com uma faca quando a viu conversando com o filho do vizinho , batendo-lhe e deixando-a inconsciente . Quando ela acordou , seu marido havia sido morto com a mesma faca com que ele a atacou , e o alegado autor foi o filho de seu vizinho.

Quando interrogada pela polícia , supostamente, confessou ter cometido adultério, algo que mais tarde teria sido provado. Em junho de 2007 foi anunciado que o veredicto havia sido revogado , seria repetido o julgamento, mas nesta nova época a sentença foi a mesma. Está na prisão em Sepidar Ahvaz ( sudoeste do Irã ) desde fevereiro de 2009 sem ser ouvida.

"Eu estou pronta para ir para a forca , mas não devem apedrejar-me . Num estrangular e morrer é muito difícil de suportar os golpes das pedras na cabeça. " Estas palavras de V. Khayrieh , uma outra mulher condenada no Irão espera lapidação após ser condenado também de cumplicidade no assassinato de seu marido por adultério.

Khayrieh V. sofrera violência doméstica e começou um relacionamento com um parente de seu marido, que acabou por matá-lo. Ela confessou o adultério, mas negou qualquer envolvimento no assassinato de seu marido. No entanto, a sentença foi ratificada e aguarda o presidente do Poder Judiciário , o aiatolá Shahroudi , dar o assentimento à sua lapidação.

O apedrejamento de Ashraf Kalhori estava prestes a ter lugar em Julho de 2006, mas foi suspenso temporariamente por Shahroudi . No entanto, a 23 de fevereiro de 2009 , dois jornais iraniana informaram o Comitê Iraniano para a Amnistia e Clemência que tinha rejeitado o seu recurso, pelo que a sua lapidação poderia acontecer a qualquer momento.

Kalhori Ashraf foi condenada à morte por adultério e 15 anos de prisão por cumplicidade no assassinato de seu marido. Ela sustenta que a morte foi acidental , mas a polícia do Irão acusou-a de ter um relacionamento com um vizinho , incentivando este a matar seu parceiro. Como de costume, ela confessou o adultério , em uma primeira audição , reconfirmando-a mais tarde.

Sob o código penal iraniano, em vigor desde a Revolução Iraniana de 1979, o crime deve ser comprovada pela confissão repetida pela acusada ou o depoimento de quatro testemunhas do sexo masculino (ou três mulheres e dois homens ).

Dada a dificuldade de alcançar o último, e em casos de adultério suposto , o artigo 105 dá ao juiz no Irão, são todos os homens, o direito de condenar à morte por lapidação, exclusivamente, com base na documentação do conhecimento do acto.

Kobra Babaei e Rahim Mohammadi tinham uma filha de 12 anos de idade. De acordo com informação disponibilizada à Amnistia Internacional , o casal recorreu à prostituição para sustentar-se, depois de meses sem encontrar trabalho, para que ambos foram condenados ao apedrejamento por adultério no casamento.

Rahim também foi condenado por sodomia, crime que pode levar à pena de morte no Irão , embora o método pelo qual é realizado deve ser decidido pelo juiz. Neste caso, Rahim foi enforcado em 05 outubro de 2009 . Sua esposa, Kobra Babaei , espera a lapidação depois de ser ratificada a sentença .

A lapidação é uma pena que não se aplica, apenas, às mulheres no Irão , Mohammad Ali Navid Khamami foi condenado por adultério para o qual ele foi condenado à morte por apedrejamento .

O medo maior de sua vida quando , em maio de 2009, um porta-voz da Justiça iraniana, lhe confirmou de que outro homem foi apedrejado até a morte , algumas semanas antes , mas evitou referir-lhe de que ele, Mohammad Ali Navid Khamami, estava à espera da morte na prisão Rasht .

Da mesma forma, Naghi Ahmadi , Ali Bu Juamfashani , Sarimeh Sajjadi , Hashemi Nasab e uma mulher identificada apenas como M. Kh também devem ser executada, a sentença à morte, por apedrejamento , mas nenhuma organização tenha obtido dados, até ao momento, sobre a prisão ou julgamento.

Fonte: El País

PORTUGAL: A GERAÇÃO DEPOIS DE 25 DE ABRIL 1974

Ó meu povo como ides de história!

video

LEVE-SE A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE OEIRAS PARA A CADEIA...


Para grandes males melhores remédios... Transfira-se a presidência da câmara de Oeiras para a cadeia...


Relação confirma pena de dois anos de prisão efectiva para Isaltino de Morais pelos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal, mas não confirmou a de perda de mandato, pelo que o autarca pode continuar como Presidente da Câmara de Oeiras.
Como pode alguém estar preso e exercer as funções de Presidente de Camara e estar preso?
Neste caso até é fácil, pois Caxias faz parte do município de Oeiras. Assim, o Isaltino vai poder continuar a exercer as suas funções, bastando para isso que transfira o seu gabinete para a Prisão de Caxias e receba os seus vereadores durante as horas de visita.
Raio de país este em que alguém condenado por fraude pode continuar a pôr e dispor dos dinheiros públicos, dinheiro de todos nós. (KAOS)

A FOTO DO DIA!

O ESTADO DA NAÇÃO

O DR: SAMPAIO E OS CONSELHOS TOMATADOS




JORGE SAMPAIO: Tomemos o nosso destino em mãos
Hoje - Diário de Notícias

O debate sobre o estado da Nação é, a meu ver, uma excelente ocasião para reafirmar plataformas de entendimento e concertação entre todas as forças políticas disponíveis, actores e agentes sociais, mas também para reforçar os laços políticos entre representantes e repre- sentados, entre os órgãos do Estado e a Nação, o Governo e o País. Todos sabemos já que enfrentamos uma grave crise financeira, económica e social que só será ultrapassada se unirmos esforços, com determinação, responsabilidade, mas também ambição e sentido de futuro. Precisamos de sanear as finanças públicas, precisamos de criar condições para a nossa economia crescer, favorecer o investimento para que haja criação de emprego, qualificar melhor as pessoas para as novas oportunidades e consolidar padrões de justiça social que façam a diferença e sejam a marca deste Governo, por difícil que seja articular todas estas exigências.

O estado da Nação exige, a todos, esforços de compromisso, sacrifício e solidariedade, se quisermos enfrentar os desafios que temos pela frente e construir um futuro para os nossos filhos. Os partidos não se podem contentar em gerir o curto prazo e esgotar-se em afrontamentos porque o que está em causa é a governabilidade de Portugal.
.
Os parceiros sociais não podem refugiar-se em reflexos corporativistas. Os agentes económicos não podem encerrar-se numa lógica defensiva e proteccionista, usando a incerteza para não ousar o risco.
.
Não há negócio sem risco e sem risco não há investimento, é bem sabido de todos. Os órgãos do Estado e a administração pública - qualquer que seja - têm de mostrar que a contenção também se lhes aplica e que estão dispostos a liderar, pelo exemplo, a mudança de que precisamos para modernizar Portugal.

Porque a verdade é que os portugueses sempre souberam estar à altura das duras provas que ao longo da história tivemos de enfrentar, desde que percebam que está em jogo o seu futuro, que está em causa o nosso nome, o nosso lugar e o nosso papel como nação independente no contexto europeu e do mundo.

Sabemos que esta crise não é só nacional. Mas desenganem-se os que pretendem que é à Europa ou aos mercados só que temos de acusar e a quem temos de assacar todas as responsabilidades. Há, não tenho dúvida, uma agenda interna e desafios que só nós podemos enfrentar e ultrapassar com os meios, a coragem e a determinação de que formos capazes. Até porque só poderemos contribuir para a agenda externa e europeia, se os nossos problemas internos não nos roubarem voz e credibilidade.
.
Por isso é bom que tomemos o nosso destino em mãos e que façamos o que ninguém por nós fará: trabalhar em conjunto para que o estado da nação melhore de forma sustentada e sustentável, sem desperdiçar energias e recursos, sem acrescentar a esta crise económica, financeira e social, uma crise política, que só acentuará o sentimento de desânimo dos portugueses e a imagem externa do desgoverno de Portugal.
.
Os portugueses desejam e merecem melhor. Devemos aos nossos filhos uma democracia madura que das dificuldades faz oportunidades e, dos desafios, ocasiões de mudança. É isso que o debate sobre o estado da nação deve evidenciar: que todos queremos ganhar a batalha Portugal, que podemos ganhá-la e que vamos conseguir.

NEGÓCIOS/INVESTIMENTOS: CAVACO SILVA EM ANGOLA



E clique a seguir para ler o resto da peça

Portugal precisa muito e Angola tem de sobra

"Se calhar até vão conseguir alguma coisa do presidente português. Desde logo porque, também em Portugal, Cavaco Silva tenta recuperar o “tempo perdido” com uma governação socialista que deixa os portugueses à beira de um ataque de... fome, tal como procura ajudar a melhorar uma democracia que só tem servido – tal como em Angola – para que poucos tenham cada vez mais milhões e milhões tenham cada vez menos."

ARGENTINA: CASAMENTOS ENTRE A PRAGA DOS PANELEIROS

Argentina , o primeiro país latino- americano a permitir casamento gay
Defendida pelo presidente Cristina Kirchner, a lei que permite casamento gay foi aprovada pelo Senado. Uma pequena revolução em um país cuja população se diz católica 91% , especialmente desde que o casal terá permissão para adotar crianças.
Por Telegrama (Texto)
AFP - Argentina, um país cuja população se católicos 91%, na quinta-feira se tornou a primeira aurora dos países da América Latina a permitir o casamento gay em uma votação histórica no Senado são transmitidos pela televisão.

A legislação, apoiada pelo governo de centro-esquerda da presidente Cristina Kirchner, foi aprovado por 33 votos contra 27 votos , depois de quase quinze horas de debate.

"Este é um dia histórico ", congratulou-se com o líder do grupo do partido no poder , Miguel Pichetto , notando que este debate foi iniciado em 14 de julho , o dia comemorativo da Revolução Francesa. "Esta é a primeira vez que legisla para as minorias ", disse ele .

"A sociedade argentina mudou: há novos modelos de família ", disse o chefe do radical ( oposição) no Senado , Gerardo Morales , acrescentando que a nova lei se destina a " garantir os direitos das minorias ".

Esta lei altera o Código Civil , a expressão " marido e mulher "não sendo substituída pela expressão "contratantes". Os recém-casados também vai adotar crianças e ter acesso aos mesmos direitos : seguridade social , benefícios ou dias de férias relacionados com a vida familiar.

Argentina se tornou o primeiro país a permitir o casamento gay na América Latina ea décima do mundo a fazê-lo em seu território , depois da Holanda , Bélgica , Espanha, Canadá , África do Sul Noruega, Suécia, Portugal e Islândia.

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 15.07.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Corrida de Toiros CM: Siga aqui a festa em directo às 21h15
Cândido Costa: Deixa o Belenenses
Antunes: Na rota do Sp. Braga
Rodrigo: Bolton na corrida
‘Dona Branca’ em liberdade

Capa do Público Público

Economia entre ameaça da saída do euro e os "interesses instalados"
Portugal paga quase o dobro do que pagou em Abril para colocar dívida de curto prazo
Desemprego volta a recuar em Junho mas é cedo para falar em inversão da tendência
Wall Street sobe mas investidores hesitantes
Madaíl diz que prémio de Queiroz é “assunto interno” da Federação

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Sócrates recusa ceder nas deduções fiscais
Médicos avaliados por doentes
Freeport: Judiciária investigou 165 contas bancárias
JORGE SAMPAIO: Tomemos o nosso destino em mãos
31% dos portugueses não acabaram escolaridade obrigatória

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Acusa duo de rapto e de tentar violá-la
Helicópteros do INEM custam 5652 euros por cada hora de voo
Só o PS aplaude Mota Amaral no caso TVI
A mulher que tentou vingar a República
Funcionário apoderou-se de 50 mil euros da Assembleia Distrital de Beja

Capa do i i

Mais 32 unidades de saúde familiar até ao final do ano
Dona Branca de Valbom condenada por desviar 10 milhões do BCP
OE 2011. Chumbo do PSD põe eleições antecipadas no horizonte
Isaltino Morais. Tribunal recusou trabalho em favor da comunidade
Cavaco promulga revogação da lei que estende concessão do Terminal de Alcântara

Capa do Diário Económico Diário Económico

Portugal Teerão elege Lisboa para debater dossier do nuclear
Abertis deve sair da Brisa
Saldos começam hoje
Tribunal de Contas aprova Algarve Litoral e Baixo Alentejo
Provedor quer isenção de taxas para os mais carenciados

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Espanha absorve 25% dos empréstimos do BCE em Junho
Abertis prepara venda de 14,5% da Brisa
Acções asiáticas descem com investidores a recearem estagnação
PSD propõe adiamento na cobrança de portagens
Sucessos e fracassos na PME Investe

Capa do Oje Oje

Wall Street encerra no verde
EDP compra mais 25% da Naturgas
Moody's corta rating de oito bancos
Portugália em Angola com lojas próprias
Taxa duplica na dívida a dois anos

Capa do Destak Destak

Tindersticks anunciados nos Coliseus
FPF conclui que selecção cumpriu objectivos
Crise e futebol
Somos mesmo um país de artistas!
Lula da Silva congratula-se com a libertação de presos políticos cubanos

Capa do A Bola A Bola

Stojkovic não ruma a Braga
Maxi, Cardozo, Luisão e Ramires podem falhar “clássico”
Kléber poderá acabar na FIFA
Real Madrid: Mourinho e mais dez jogadores no primeiro treino
Aston Villa na frente da corrida por Yannick

Capa do Record Record

Coentrão: «Sinto-me muito orgulhoso»
Maxi Pereira revela que tem propostas
Ramires sonha dar o salto
Carreira de tiro
Rui Costa: «Jesus não está impaciente»

Capa do O Jogo O Jogo

Kardec: “Foi muito bom fazer o golo”
Carriço não fracturou o braço
Lorenzo: "Estou feliz por o Valentino estar de volta"
Jorge Jesus: "Estou sempre confiante, tenho excelentes jogadores"
Rui Costa: "Há erros que ainda são normais"