Translator

segunda-feira, 19 de julho de 2010

O SR.SILVA DE BELÉM EM FÉRIAS POR ANGOLA

O Sr. Silva em Angola

 Boneco gigante

Cavaco Silva está em Angola para uma visita de quatro dias acompanhado pela maior delegação de empresários de sempre. Só num mês já esteve de férias nos Açores, visitou Cabo Verde e agora lá está ele em Angola, para se encontrar com a Santa família dos Santos, pai, filha e se calhar ainda o Espírito. Bom tempo por lá Sr. Silva e divirta-se.

HUGO CHÁVES: CHICOTEIA O CARDEAL DE CARACAS

Internacional

Chávez ataca a " chicote " , o Cardeal de Caracas

Cardeal Urosa advertiu que o socialismo destina-se a estabelecer na Venezuela não é apenas um regime cubano de inspiração comunista Ludmila Vinogradoff / Caracas

Dia 19/07/2010 - 08:46

Hugo Chávez durante a transmissão de seu programa dominical Alô Presidente -EFE

O presidente Hugo Chávez mais uma vez atacou o Cardeal de Caracas , Jorge Urosa Savino , pedindo a Cristo para " chicotear " o representante da igreja e seus bispos. Também ameaçou o Cardeal ter vida difícil ", se pretende livrar-se de mim ", disse ele .

Em seu programa dominical "Olá, Presidente ", disse: "se Cristo olhar o que estão fazendo, actualmente, as iras cairão em cima do cardeal e seu grupo de bispos "e instou-o a investigar os casos de sacerdotes envolvidos em casos de estupro e atentado dos menores.

Cardeal Urosa , que tem o apoio da Conferência Episcopal da Venezuela, está no centro da controvérsia porque há dez dias, advertiu que o socialismo que pretende tornar o país mais do que um regime de inspiração comunista cubano , o que tem despertado a fúria de pessoas.

" Urosa , vai custar-lhe caro para se livrar de mim. Cardeal, você não pode tirar a popularidade, facilmente, a Chavez , por que a sua estatura moral é muito pequena e vou dedicar a si o resto da minha vida ", acrescentou .

"Se vocês (povo) realmente quiserem ajudar Urosa e a Igreja Católica, é meterem o olhar para as centenas de denúncias de padres estupradores de crianças e raparigas, e deixar-me trabalhar para o país e do socialismo do século XXI ".

JORNALISTA GREGO ASSASSINADO - MOTIVO: INVESTIGOU ACTOS DE CORRUPÇÃO

.

Jornalista Sokratis Giolias baleado na Grécia

Sokratis Giolias (file picture)

Sokratis Giolias foi de cerca de um relatório sobre a corrupção, os colegas disseram

Um jornalista investigador grego foi morto a tiros diante de sua casa , em Atenas.

Sokratis Giolias , 37 anos, foi baleado mais de 15 vezes no bairro de Atenas Ilioupoli , disse a polícia .

Segundo colegas, ele estava prestes a publicar os resultados de uma investigação sobre corrupção.

A polícia disse que não tinha estabelecido um motivo para os disparos , mas não acho que tenha sido realizada por qualquer um dos grupos de esquerda da Grécia guerrilha.

Senhor Giolias era chefe de notícias da estação de rádio privada Atenas Thema FM, e escreveu em um blog de notícias populares , chamado Troktiko .

"Alguém quis calar um repórter investigativo muito bom que tinha pisado em um monte de dedos com suas histórias ", disse Panos Sobolos , presidente do sindicato dos jornalistas de Atenas.

O Presidente do Parlamento da Grécia Philippos Petsalnikos manifestou " indignação e tristeza com esse acto hediondo e assassino ".

O correspondente da BBC Malcolm Brabant , em Atenas , diz , enquanto assassinatos gangues são freqüentes ocorrências na Grécia , os ataques a jornalistas são raros.

O último assassinato como foi em meados da década de 1980 , quando o grupo guerrilheiro 17 de novembro matou um editor de jornal conservador , informou a Reuters .

Senhor Giolias foi aparentemente morto por uma equipe de sucesso profissional, nosso correspondente diz.

A polícia está procurando dois ou três homens armados , disfarçados de agentes de segurança , e vestindo coletes à prova de balas , chamado no apartamento do jornalista e chamou-o para a rua na manhã de segunda-feira, diz ele.

Seu carro de fuga foi encontrado mais tarde abandonado e queimado.

CONFLITO LABORAL ENTRE OS TRABALHORES E O PALÁCIO DAS NECESSIDADE

.
Lisboa, Portugal 16/07/2010 18:38 (LUSA)
Temas: Conflitos laborais, Greve, Sindicatos, governo

*** serviço áudio disponível em www.lusa.pt ***

Lisboa, 16 jul (Lusa) – O Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STDCE) anunciou hoje que vai interpor uma ação em tribunal contra o Estado tendo em vista a equiparação salarial dos trabalhadores contratados aos vinculados.
.
Em declarações à agência Lusa, o presidente do STDCE, Jorge Veludo, adiantou que o processo deverá dar entrada nos tribunais após as férias judiciais, estando nesta altura o sindicato a fazer um levantamento junto dos associados para perceber as diferenças salariais.
.
“Vamos interpor uma ação em tribunal contra o Estado para equiparação de trabalhadores contratados aos que eram vinculados pela via do princípio trabalho igual salário igual”, afirmou, acrescentando tratar-se de “um processo coletivo em nome de interesses individuais”.
.
Alegando que o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) não negoceia as questões que deveriam ser negociadas, Jorge Veludo lembrou que decorre em tribunal uma outra ação contra a tutela, por ausência de atualizações salariais anuais.

Em relação à greve de duas semanas dos funcionários indianos da secção consular e da chancelaria da embaixada portuguesa em Nova Deli, o sindicalista fez um “balanço positivo” em termos de “afirmação da dignidade” destes trabalhadores e “da sua postura para a luta”.
.
“É extremamente negativa a reação do Ministério, que não se dignou ao longo destas duas semanas a tomar qualquer posição ou manifestar qualquer disponibilidade para analisar a situação”, criticou.
.
Segundo Jorge Veludo, a tutela tem vindo a “adiar a resolução do problema”, que não seria assim “tão difícil”, tendo em conta os “baixos salários” auferidos por estes trabalhadores.
.
“É fácil dar uma atualização salarial razoável sem grandes custos”, sublinhou.

O protesto dos funcionários indianos, entre dia 05 e hoje, tem a ver com a equiparação salarial aos trabalhadores portugueses, que têm vencimentos mais altos.
.
A embaixada da Índia tem oito funcionários, sete deles indianos, que estiveram em greve, e apenas um funcionário, de nacionalidade portuguesa, que não aderiu à paralisação.

As diferenças salariais em relação aos portugueses atingem os 1500 euros.
.
O sindicato sublinha que os funcionários em Nova Deli tiveram também perdas salariais na ordem dos nove por cento por causa da inflação no país, sendo estes pagos em rupias.
.
Contactado pela Lusa, fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades recusou comentar as afirmações do presidente do sindicato.
MLS/CSR.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Fim

PORTUGAL E ESPANHA EM LUTA NA ÁREA DAS COMUNICAÇÕES


O presidente da PT, Zeinal Bava, responde à imprensa após a reunião realizada em 30 de Junho.- BLOOMBERG



A luta para sobreviver

Telefónica dá o primeiro passo para quebrar a aliança com a Portuga Telecom

A operadora espanhola contratou um escritório de advogados para tentar quebrar Brasilcel

M. J. 19/07/2010

Telefonica iniciou o primeiro passo para quebrar sua aliança com a Portugal Telecom ( PT) na Vivo. A empresa espanhola contratou o escritório de advogados "Holland Westbroek De Brauw Blackstone" a fim de procurar dissolução de 50% na empresa Brasilcel cujo controlo estava sob ambas as empresas portuguesa e espanhola na operadora brasileira, conforme relatado por uma pessoas da Bloomberg e familiarizada com a situação , que pediu para não ser identificada. A Telefônica preferiu não comentar.

Na madrugada de sexta para sábado a Telefonica tinha dado um prazo à PT para aceitar sua oferta de 7,15 bilhões de metade da sua comparticipação na Brasilcel. Os espanhóis não aceitaram o pedido de mais 12 dias para continuar as negociações. A Telefónica mantém interesse na Vivo e, uma vez fechada, pelo menos, temporariamente, através do diálogo e explorar outras alternativas.

Após o veto do Governo Português para a compra da Vivo a favor dos espanhois e o fracasso das negociações subsequentes , a Telefónica pondera um divórcio , ou seja , pedindo a dissolução da Brasilcel , a joint venture de 50% através dos dois próprios parceiros de 60% da operadora brasileira . O problema é que o acordo entre as duas empresas só prevê comum acordo com os advogados contratados pela Telefónica que terão uma tarefa difícil.

Os actuais parceiros de pacto a Telefónica e PT foi assinado em 21 de setembro de 2005 em Amsterdão , onde estava domiciliada a sede da Brasilcel. O pacto foi assinado com a duração de 25 anos e, em seguida , cinco por cinco anos. Durante esse período, o acordo " está em vigor, é válido e obrigatória ", segundo o texto do acordo, a menos que haja uma causa para a rescisão . Mas, em princípio , estes casos exigem o acordo dos dois parceiros .

A principal causa do divórcio é " comum acordo por escrito entre as partes. " A segunda também é simples : apenas uma das duas partes permanece accionista da Brasilcel, o que teria acontecido se a PT aceitasse a oferta da Telefónica. A terceira causa é simples na aparência, mas com implicações mais complexo: "O acordo será automaticamente rescindido após a conclusão da liquidação da empresa . "

O que se refere à parte do acordo que trata as causas de liquidação da empresa, que leva ao mesmo impasse . O produto de liquidação, há um bloqueio ou discordância grave (em relação a algumas decisões importantes a serem tomadas pela Brasilcel ), que não pode ser redirecionada através de negociações de boa fé.

Mas, este é um importante, acordo que prevê o estabelecimento somente se o resultado dessa diferença for " irreconciliáveis " e um dos parceiros propõe aos outros , a dissolução e liquidação e a segunda aceita por escrito.

Se um parceiro não aceita o acordo, que se espera é que a diferença que surgiu está sujeito à decisão de um grupo de três "sábios" , especialistas em telefonia móvel , um nomeado por cada parte e o terceiro pelos dois já nomeado.

Mas o acordo dá a impressão de que o que eles têm que fazer é a escolha acertada de propostas alternativas dos dois sócios no negócio e deixa claro que esta comissão "não tem autoridade para decidir que a sociedade seja dissolvida ou liquidada. " É claro como as leis e os contratos são interpretadas. Se, apesar destas cláusulas a Telefónica acredita que pode favorecer a dissolução da Brasilcel sem nenhum acordo , então ela pode estimular a arbitragem.

Os Espanhois e os Portugueses enfrentariam em Amesterdão, a arbitragem nos termos da legislação dos Países Baixos , sob as regras da Câmara de Comércio francesa (ICC). Sob o acordo, cada parte nomeará um árbitro e o terceiro seria eleito pelos dois primeiros ou, se nenhum acordo pelo ICC. investidores Gave Telefónica entendem que aquele era o seu plano quando rejeitou a oferta para a Vivo , o PT disse que não havia base legal. O processo pode durar de um a três anos.

O que acontece em caso de liquidação ? Alguns dos termos são confidenciais , mas a parte conhecida do contrato estipula a partilha de bens. O primeiro acordo assinado pela Bava Alierta , e desde que , após a liquidação , cada parte vai receber o que tinham investido de quando iniciou a parceria .

Não é claro que continua a ser válida, porque a Vivo mudou muito ( antigas sociedades foram integradas numa nova) e por causa do actual acordo secreto , mas a sê-lo seria uma preocupação para a Telefonica, e desde que o controle da PT Telesp Celular , a empresa mais valiosa que foi formada na Vivo.

Além disso, a Telesp Celular é a única que permitiria à Telefónica obter maiores sinergias com a Telesp , a Telefónica controla o operador fixo , já que ambos operam na mesma área de influência, no Estado de São Paulo.

Fonte El País - Tradução de José Martins com as óbvias falhas.

FRANÇA: VIOLÊNCIA NA RUA


Calma em Grenoble , após duas noites de violência
Além de dois tiros disparados contra um carro da polícia, na noite de domingo para segunda-feira, foi calma no bairro de Villeneuve de Grenoble , que tinha sido o cenário de violência urbana nos últimos dois dias.
Por Telegrama (Texto)
Mariam Pirzadeh (Video)
video

AFP - A noite de domingo para segunda-feira foi "calma" no distrito de Villeneuve , em Grenoble , a cena de violência urbana desde a noite de sexta-feira, apesar de dois tiros contra um veículo da policia.

"Não foram veículos queimados. A noite foi tranquila , os disparos a um veículo da LAC ", disse à AFP um oficial da polícia .

Pouco antes da 22:30 de domingo, o veículo tinha sido alvo de " dois tiros, a priori " disparados por uma arma de canos compridos " , sem causar feridos.

Desde que a violência começou sexta-feira, a polícia tem sido alvo de ataques com munições vivas todas as noites , que não têm causado vítimas. Um total de cerca de 80 carros foram queimados .

Um homem carregando uma arma brinquedo foi detido, brevemente, divulgado neste domingo , ficou claro, que a arma era inofensiva, partir da mesma fonte.

Das 20 pessoas presas desde sexta-feira, apenas três permanecem em custódia no domingo, dois suspeitos de atirar contra a polícia e outros por crimes não relacionados com os distúrbios .

Além destes, três jovens foram detidos por tentar roubar uma loja na noite de sexta-feira a sábado, durante o qual sessenta carros foram queimados e algumas lojas pasto de chamas.

Um menor foi acusado de incêndiar um veículo.

Sábado, após a visita do Ministro do Interior Brice Hortefeux, um reforço de polícia e da guarda civil de 240 homens , apoiados por integrantes do Raid e GIPN foi implantado para Villeneuve.

Os incidentes começaram após a morte de um delinquente de 27 anos no bairro, Boudouda Karim, que foi morto sexta-feira durante um tiroteio com a polícia após o roubo a um casino em Isère.


Clique aqui para saber mais!

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 19.07.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Dinheiro para fardas da PSP só em Outubro
Neymar: Proposta do Chelsea
Fàbregas: ‘Barça’ dá 35 milhões
Rui Fonte: Cedido ao Espanhol
Albufeira: Parte pé em mergulho

Capa do Público Público

Cavaco inicia visita a Angola com forte cariz económico
Ministra do Trabalho anuncia aumentos salariais mas recua logo a seguir
Ministério Público investiga fundação presidida por Alberto João Jardim
ICN chumbou construção de cemitério no local onde veio a aprovar o Freeport
Quando o apelo do "fresquinho" faz ignorar o perigo e a multa

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Marcelo: Passos pode "liquidar" campanha de Cavaco
Água castanha e com mau cheiro na terra mais quente do País
'Gangue da Ribeira' lança o terror em restaurante de luxo
Madrugada fatídica com cinco mortes na estrada
Roubo de gado passa o milhão de euros

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Facebook e Twitter são coisas do passado
Cirurgião extorquido pagava 500 euros por sessão de sexo
Desfalcou a Câmara para investir no Brasil
PJ já sabe quem agrediu deficiente na passadeira
Milhões de euros sem rasto no Freeport

Capa do i i

Maternidade. Garcia de Orta só recuperou metade dos médicos que perdeu
Universidade. Estudar longe de casa para vir com o diploma
Marcelo diz que Passos está a "desajudar" Cavaco
Não há remodelação antes do Orçamento do Estado
Pedro Alves eleito novo líder da Juventude Socialista

Capa do Diário Económico Diário Económico

Moody's corta 'rating' da Irlanda
“Muitos empregos de portugueses dependem do mercado angolano”
Louçã acusa Sócrates e Passos de fazerem acordo que reduz salários
Lisboa tem dois meses para explicar fim da ‘golden share’
“Governo não se pode opor a 78% dos accionistas da PT”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Moody"s corta "rating" da Irlanda para "Aa2"
Ásia cai com resultados desapontantes nos EUA
As notícias em foco na edição de hoje, dia 19 de Julho, no Negócios
Telefónica sai da mesa das negociações. PT continua sentada
Bernstein antecipa que acções da Portugal Telecom caiam para 7 euros

Capa do Oje Oje

Vendas de carros de luxo em Portugal aceleram em 2010, Porsche prevê "ano recorde"
"Muitos empregos de portugueses dependem" do mercado angolano, diz Cavaco Silva
Atenções dos investidores voltadas para negociações entre PT e Telefónica
Mota-Engil investe 31 milhões em Luanda
36 empresas portuguesas no Farnborough Air Show


Capa do Destak Destak

Reportagem do 3.º (e último) dia do SBSR'10
Buscas para encontrar jovem desaparecido no mar suspensas
Villas-Boas: «O que temos a retirar deste jogo é tudo de positivo»
Título e goleada para o Benfica
Sete crianças de escola de dança caem de rampa do palco

Capa do A Bola
A Bola

Artur Moraes para a baliza
Paulo Sérgio explica que Polga capitão foi «excesso do speaker»
Dulce Félix confirma presença nos Europeus
Nuno Claro vale Supertaça ao Cluj
«Estou satisfeito, mas há muito trabalho pela frente» - Paulo Sérgio

Capa do Record
Record

Rui Costa assegurou ao treinador que Luisão vai ficar
Gaitán: «Esta é uma posição nova para mim»
Lesão de Aimar não é grave
Saviola: «Queremos deixar a defesa tranquila»
Polga é apenas um entre vários capitães

Capa do O Jogo O Jogo


Benítez quer Piennar no Inter
Paulo Sérgio: "Satisfeito, mas há muito trabalho pela frente"
Campeonato iraquiano suspenso
Manuel Machado: "Os números não vão deixar marcas"