Translator

sexta-feira, 23 de julho de 2010

HUGO CHÁVEZ - E O CORTE DE RELAÇÕES COM BOGOTÁ

.

Artigo 5 - Chávez diz que Estados Unidos e a Colômbia procuram pretexto para "invasão"

Publicado em 23 de julho de 2010

Reuters

24 de julho de 2010

* Rejeita as alegações sobre os rebeldes da Colômbia como " farsa, mentira "

* E.U. insta Chávez para enfrentar acusações de presença da guerrilha

* confronto militar não vista como provável , apesar dos laços quebrados

* militar venezuelano diz que é " operacionalmente preparado '
( reformula com o discurso de Chávez, adiciona aspas , os detalhes )

Por Pascal Fletcher

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, sexta-feira, referiu acusações à Colômbia de que ele abrigava os rebeldes esquerdistas colombianos como " uma farsa "e pretexto para uma possível invasão apoiada pelos Estados Unidos ao seu país e produtor de petróleo .

Um dia depois abruptamente romper relações com a Colômbia, aliado E.U. sobre as acusações , o líder socialista venezuelano condenou o governo da Colombia e presidente Álvaro Uribe como " um instrumento do imperialismo dos Estados Unidos."
.
Chávez de esquerda e a quebra dos laços com Bogotá aumentaram a tensão entre Venezuela e membro da OPEP apoiada pelos EUA na Colômbia em uma região Andina volátil atormentada por ideologias, conflitantes, de exércitos de guerrilha e tráfico de drogas.

"Agora, a Colômbia é uma base ianque enorme ", disse ele , referindo-se a um acordo no ano passado que permite E.U. o uso de bases militares colombianas , um pacto de Chávez diz que constitui uma ameaça directa ao seu país. Ele sobreviveu a um breve golpe em 2002 e frequentemente denuncia planos de assassinato , ele diz que são incubados por inimigos internos e apoiado pelo governo dos Estados Unidos. .

O líder venezuelano repetiu a rejeição de seu governo de fotos, vídeos e mapas apresentados pela Colômbia à Organização dos Estados Americanos para trás as acusações de que as guerrilhas colombianas estavam a operar a partir de campos de treino sitiados na Venezuela .

"Aqui na Venezuela há não sei quantos milhares de terroristas ... essa mentira é uma perfeita desculpa para uma tentativa de invasão da Venezuela ", disse ele .

Um tal ataque iria desencadear "uma guerra de 100 anos ", disse Chávez , acrescentando: " Que Deus nos proteja de uma guerra ".

"Nós queremos a paz na Colômbia , nós queremos a paz entre nós ", disse ele . Ele ainda sugeriu que a insurgência mais de quatro décadas de idade, marxistas, na Colômbia deve " reconsiderar a sua estratégia armada ".

"Eu não acho que existem condições na Colômbia para eles ( os guerrilheiros ) para tomar o poder em um período previsível de tempo ", disse ele , lembrando que outros ex- rebeldes de esquerda na América Latina viraram políticos e ganharam eleições.

Anteriormente, os Estados Unidos pediram a Chávez para enfrentar as acusações feitas por Bogotá de abrigar rebeldes colombianos na Venezuela.

O Departamento de Estado PJ Crowley disse que era lamentável que a Venezuela não permititiria que uma comissão internacional para verificar as acusações colombianas , como solicitado por Bogotá na OEA.

" Foi uma resposta petulante pela Venezuela para cortar relações com a Colômbia ", disse Crowley , em Washington.

Ele disse a jornalistas que o governo esperava uma resposta mais dos Estado Unidos " com resposta "construtiva" de Caracas.

CALMA NA FRONTEIRA


Apesar da retórica aquecida governo venezuelano, a fronteira com a Colômbia mantinha-se calmo sexta-feira e governos, latino-americanos, tentaram neutralizar a rixa entre os dois vizinhos andinos , que muitas vezes brigaram no passado sobre segurança na fronteira e os guerrilheiros .

A maioria dos analistas acredita que um conflito militar é improvável.

Chanceler colombiano Jaime Bermudez disse que seu país desejava melhorar a cooperação da Venezuela para desmantelar grupos armados ilegais lutam contra o governo da Colômbia.

" O que está claro é que não precisa ser um instrumento ou mecanismo específico para que este assunto está resolvido e não há uma cooperação eficaz na luta contra o terrorismo ", disse ele a jornalistas em Bogotá.

Apesar das tensões, a passagem principal entre San Antonio del Táchira , na Venezuela e Cucuta , na Colômbia foi aberto e os veículos e as pessoas estavam a transitar , sem nenhum sinal imediato de qualquer reforço militar ou grandes movimentos de tropas , disseram testemunhas.

Na manhã de sexta-feira , o ministro da Defesa venezuelano , general Carlos Mata apareceu na televisão, de uniforme militare e ladeada pelos seus altos comandantes , para declarar lealdade a Chávez e advertir, severamente o, governo de Uribe contra a tentativa de um ataque.

Mata disse em seu programa de rádio das forças armadas da Venezuela, que tem cerca de 20.000 soldados ao longo da fronteira porosa 1.375 quilômetros , foi " operacionalmente preparado. "

Uribe , que será sucedido pelo recém-eleito presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, em 07 de agosto , aumentou suas acusações de que Caracas tolera os rebeldes em território venezuelano.

Chávez manifestou a esperança de que os laços , que foram turbulentos , com Uribe, pode retornar ao normal em Santos, que teve o cuidado de evitar comentários públicos sobre a fenda até o momento.

Santos , que como ministro da Defesa desempenharam um papel importante em varreduras militar de Uribe contra guerrilhas marxistas , disse que privilegia o diálogo com Caracas.

O comércio bilateral , uma vez em US $ 7 biliões por ano, despencou desde que Chávez suspendeu os laços comerciais, no ano passado, para protestar contra o acordo permitir que as forças militares dos Estados Unidos. utilizar bases colombianas.

Analistas dizem que ambos os países poderia perder se aprofundar disputa. da associação do sector privado venezuelano e pediu aos líderes do país para retomar o diálogo com Bogotá , afirmando que a queda no comércio prejudicar a economia da Venezuela também.

Colômbia disse que poderia ter alegações de ataques transfronteiriços pelos rebeldes diz são baseadas na Venezuela para o Tribunal Penal Internacional em Haia.

Bogotá acusa Venezuela está falhando em suas obrigações internacionais por não agir contra as guerrilhas do tráfico de drogas.

(Reportagem adicional de Jack Kimball , em Bogotá, Chinea Eyanir em Caracas e Arshad Mohammed em Washington; Escrito por Pascal Fletcher ; edição por Alan Elsner )

PENTÁGONO - FUNCIONÁRIOS ENVOLVIDOS EM PORNOGRAFIA INFANTIL

.

.

Relatório de Investigação dá conta de dezenas de funcionários da defesa do Pentágono envolvidos no repasse de pornografia infantil pela internet

Publicado em 23 de julho de 2010

FoxNews.com

Várias dezenas de funcionários do Pentágono e outros, particulares, ligados a projectos foram acusados de - em alguns casos, já anteriormente condenados por - compra e baixar pornografia infantil em computadores do governo , o Gabinete do Departamento de Defesa do inspector-geral divulgou em documentos, ontem, sexta-feira.

A investigação levou funcionários do Pentágono a criar um protocolo com a "Immigration and Customs Enforcement", à fundação de uma agência chamada "Operação Flicker", visando identificar os indivíduos que pagavam dinheiro através da Internet para o acesso à pornografia infantil, no exterior, informou o porta-voz do gabinete do inspector-geral.

Foram coletadas informações sobre mais de 5.000 pessoas em 60 relatórios, secretos, envolvendo 18 sites de pornografia infantil . Entre esses, estavam várias dezenas de funcionários que exerciam funções para os serviços de inteligência do Pentágono .
.
Infractores são pessoas com habilitações de segurança, altamente sensíveis e com potencial para chantagear o governo com o recebimento de dinheiro vendendo segredos de inteligência militar, de acordo com os documentos liberados. Algumas dessas pessoas, envolvidas, tinham funções de alto nível e foram identificadas as suas características sobre eles e divulgadas no relatório .

Entre os investigados estão funcionários da Agência de Segurança Nacional , National Reconnaissance Office , a Defense Advanced Research Projects Agency e outros escritórios do Departamento de Defesa.

"Alguns estão em cargos de alto escalão e de confiança ", John Sheehan , director executivo da divisão de exploração infantil no Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas , disse ao Boston Globe, o primeiro jornal a relatar as conclusões do IG .
.
O centro foi consultado analisou 36 milhões de imagens de pornografia infantil desde 2002, a pedido das agências de aplicação da lei, inseriu a Justiça como parte da investigação.

"Não há um perfil ou estereótipo , o que torna ainda mais desafiador para a aplicação da lei ", disse Sheehan .


Clique aqui para ler o Boston Globe relatório.

Justin Fox News ' Fishel contribuíram para este relatório.

UM ESPIÃO, UM POMBO E UMA DONUT - UMA HISTÓRIA EMPOLGANTE!



Clique em baixo e divirta-se

PRONTO SÃO MAL AGRADECIDOS... POIS SE NÃO SE SENTEM BEM QUE REGRESSEM ÀS ORÍGENS


Cuba
19-07-2010 18:50:43


Dissidentes cubanos criticam Governo espanhol
Dissidentes cubanos acusam Executivo espanhol de os ter enganado quando lhes prometeu apoiosOs dissidentes cubanos recém-chegados a Madrid dizem-se traídos pelo Governo espanhol. O descontentamento está presente num comunicado conjunto, assinado por 10 dos 12 dissidentes libertados este mês pelo Governo de Havana.

No documento publicado pelo jornal “El Pais”, os ex-presos libertados pelo regime de Raul Castro e que chegaram na última semana a Madrid, defendem que a sua libertação não foi um gesto de boa vontade do regime cubano, apenas um acto desesperado.

Os dissidentes contestam, por isso, os sinais de vários países europeus que admitem melhorar o relacionamento com Cuba.

Críticos do regime dos irmãos Castro acusam ainda o Executivo espanhol de os ter enganado quando lhes prometeu apoios como alojamento ou aconselhamento legal, o que até agora está por cumprir.

O Ministério espanhol dos Negócios Estrangeiros recebe hoje um porta-voz do grupo.

MAS OUTROS IMPRESSIONADOS COM A DEMOCRACIA...

.


Asilado cubano chega a Madrid
.
Clique em baixo, veja e ouça as declarações
.

OBRIGADO TAILÂNDIA - O MEU TRABALHO FOI RECONHECIDO

.
Em realidade não estava nos meus planos que viesse a estar inserido nas celebrações dos 500 anos da chegada dos portugueses à Tailândia.

Depois de ser afastado (já reformado), em Janeiro de 2008, da Embaixada de Portugal em Banguecoque, que servir por 24 anos e viria a ser vítima de um "complot", muito bem engendrado, por forças ocultas e alheias ao serviço da Missão Diplomática, recolhi-me em minha casa e nunca estagnei a minha humilde actividade de servir dois países: Portugal e a Tailândia.

Continuo a trabalhar cerca de 17 horas por dia e raramente me desloco à baixa de Banguecoque. Ou em casa ou nos meus "safáris" (alguém lhe deu este nome) viajando pelos meios rurais da Tailândia.

Há quatro dias minha mulher atendeu uma chamada telefónica da organização para as celebrações pela parte do Governo, para estar presente num almoço de trabalho num restaurante de culinária tailandesa que viria a ter lugar, ontem, 22 de Julho.

No almoço de trabalho estiverem presentes individualidades ligadas ao "Fine Arts Department" da Tailândia, onde se incluia a Senhora Busaya Mathlin, Directora-Geral do Department of European Affairs, do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

.
.
Aceitei o convite, com a humildade, característica, que sempre viveu em mim, para colaborar, pela parte da Tailândia, com o proeminente historiador Prof. Phuthorn Bhumadhorn, que já somos amigos há 22 anos.
.
A partir do mês de Agosto, juntamente com o Prof. Puthorn, vou dar a minha colaboração a um evento que a Tailândia pretende lhe dar todo o realce.Para mim servir a Tailândia ou Portugal é o mesmo, estou a colaborar para uma causa comum, que irei dar o meu melhor para o êxito e o grato prémio que poderia ter recebido de que alguém, da Tailândia, reconheceu os meus 25 anos a servir dois países.
.
Trabalho que nunca me foi reconhecido pelos diplomatas que eu servi. Hierarquia, em Portugal a quanto obrigas, onde alguns humildes que fazem algo, pelo país, são ignorados. Esta Ásia e o Oriente está cheia de vítimas, desde séculos, da hierarquia portuguesa.
José Martins

OS ÓDIOS DE ESTIMAÇÃO DO DINO

.
O conteúdo abaixo é conhecido... Mas temos que lembrar as vigarices... A seguir os ódios de estimação do Dino (meu amigo) e, paciência, não revelo o seu nome.
-
Arre Porra!!! E ninguém prende o meu ódio de estimação?
O povo é sereno ...... "lá vamos cantando e rindo, ..."
d (ino)
A SER VERDADE, ESTAMOS A SER (DES) GOVERNADOS POR UM VIGARISTA….
.
Clique nas imagens para as ler
.
Sei que os portugueses são muito distraidos e dão pouca importância aos pormenores. Dão mais importância a qualquer matraquilho do futebol do que a assuntos sérios.

Mas é bom que guardem este ficheiro nos vossos documentos, para se lembrarem daqui a uns anos deste triste acontecimento que vai fazer parte da nossa história.

Sabem, sou uma pessoa relativ
amente atenta. E tenho algum treino visual para reparar nos pormenores. Ontem, ao anunciarem a existência de um segundo certificado de José Sócrates, abri o respectivo PDF, entretanto disponibilizado pelo Jornal "PÚBLICO". Não me detive nas classificações. Verifiquei que o documento estava datado ( 96/08/26), assinado pelo chefe da secretaria e...e... como sempre, os meus olhos detiveram-se em dois pormenores sem importância: no papel timbrado da Universidade Independente, no rodapé, entre outras informações, constam o endereço (físico e electrónico) e os números de telefone e de fax ( 351 21 836 19 00 e 351 21 836 19 22 351 21 836 19 22 ). Só que,... em 1996, os números de telefone não apresentavam os indicativos 21, 22, 290, mas sim, 01, 02, 090... etc, como aliás, pude confirmar (a alteração só foi feita em 31 de Outubro de 1999).

Um pouco mais à frente, consta ainda, um código postal composto por sete algarismos (1800-255), o que é deveras estranho, uma vez que só em 1998 começa a ser utilizada esta nova forma de indicação.

Conclusão: o certificado parece ter sido emitido, não em 26/08/1996, mas em data posterior a 31 de Outubro de 1999.O problema ("o maior dos problemas") reside no facto de o Gabinete do primeiro-ministro já ter esclarecido, que a data válida era mesmo a do certificado que se encontra na Câmara da Covilhã."
Esta ultrapassou largamente as minhas expectativas...de tão elementar que é!!!..."

HUGO CHAVEZ E MARADONA: "A GRANDE BARRACA" DO DIA

O encontro entre Maradona e Chávez

O treinador da Argentina e o presidente venezuelano lançou "flores" . O " Fuzz " vai participar em vários eventos em torno das planícies país. 15 horas atrás


video

Video Neste vídeo, ouve Maradona Hugo Chávez anunciou a ruptura das relações diplomáticas com a Colômbia. (YouTube / AP )

O treinador ainda na Argentina, Diego Maradona foi recebido pelo presidente da Venezuela Hugo Chávez, Quem disse que ele " sempre admirei ", como uma pessoa "fantástico" e um "defensor do Sul ".

"Para mim é realmente uma honra estar ao lado do presidente Chávez , porque as pessoas lutam por seu país, seus ideais e eu estou com ele até a morte ", disse Maradona a partir de palácio presidencial de Miraflores em Caracas.

"Todo o povo venezuelano sempre te admiro , você é um defensor do Sul "Maradona disse Chávez, após afirmar que o considerava " uma pessoa fantástica . " Ambos falaram aos repórteres antes de sair para Desporto Universitário na cidade de San Carlos , a agência AFP.

Chávez disse que Maradona chamou uma vez antes de uma reunião entre Venezuela e Argentina para " intimidar ", mas no final os gaúchos ganharam por 4-0. "Algum dia vamos ganhar ao Brasil e Argentina ", disse o presidente. "O Brasil já ganhou ", disse Diego. "Sim, nós ganhamos um amigável, mas eles dizem que não tem validade , mas ainda assim são as batalhas. "

Maradona está programado para reunir na próxima semana em Buenos Aires com o presidente da AFA, Julio Grondona, Para discutir o seu futuro à frente da Argentina, que foi eliminado por Alemanha nas quartas -de-final da Copa do Mundo.

MÁRIO SOARES: COBRAS,LAGARTOS E SAPOS DE MARINHO PINTO



.Mário Soares, por António Marinho Pinto (in Diário do Centro, 2009)

Página 1

MÁRIO SOARES

Sem palavras...( é grande mas vale a pena); para arquivar.

O que o actual Bastonário da Ordem dos Advogados (Dez2009), António Marinho Pinto, escreveu no «Diário do Centro» sobre Mário Soares. Uma vez mais ficaremos atentos à reacção (ou falta dela) da família Soares.

MÁRIO SOARES

A polémica em torno das acusações das autoridades angolanas segundo as quais Mário Soares e seu filho João Soares seriam dos principais beneficiários do tráfico de diamantes e de marfim levados a cabo pela UNITA de Jonas Savimbi, tem sido conduzida na base de mistificações grosseiras sobre o comportamento daquelas figuras políticas nos

últimos anos.

Espanta desde logo a intervenção pública da generalidade das figuras políticas do país, que vão desde o Presidente da República até ao deputado do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, passando pelo PP de Paulo Portas e Basílio Horta, pelo PSD de Durão Barroso e por toda a sorte de fazedores de opinião, jornalistas (ligados ou não à Fundação Mário Soares), pensadores profissionais, autarcas, «comendadores» e

comentadores de serviço, etc.

Tudo como se Mário Soares fosse uma virgem perdida no meio de um imenso bordel.

Sei que Mário Soares não é nenhuma virgem e que o país (apesar de tudo) não é nenhum bordel. Sei também que não gosto mesmo nada de Mário Soares e do filho João Soares, os quais se têm vindo a comportar politicamente como uma espécie de versão portuguesa da antiga dupla haitiana «Papa Doc» e «Baby Doc».

Vejamos então por que é que eu não gosto dele(s).

A primeira ideia que se agiganta sobre Mário Soares é que é um homem que não tem princípios mas sim fins.

É-lhe atribuída a célebre frase: «Em política, feio, feio, é perder».

São conhecidos também os seus zigue-zagues políticos desde antes do 25 de Abril. Tentou negociar com Marcelo Caetano uma legalização do seu (e de seus amigos) agrupamento político, num gesto que mais não significava do que uma imensa traição a toda a oposição, mormente àquela que mais se empenhava na luta contra o fascismo.

JÁ DEPOIS DO 25 DE ABRIL, ASSUMIU-SE COMO O HOMEM DOS AMERICANOS E DA CIA EM PORTUGAL E NA PRÓPRIA INTERNACIONAL SOCIALISTA. Dos mesmos americanos Mário Soares, por António Marinho Pinto (in Diário do Centro, 2009)

Página 2

que acabavam de conceber, financiar e executar o golpe contra Salvador Allende no Chile e que colocara no poder Augusto Pinochet.

Mário Soares combateu o comunismo e os comunistas portugueses como nenhuma outra pessoa o fizera durante a revolução e FOI AMIGO DE NICOLAU CEAUCESCU, FIGURA QUE CHEGOU A APRESENTAR COMO MODELO A SER SEGUIDO PELOS COMUNISTAS PORTUGUESES.

Durante a revolução portuguesa andou a gritar nas ruas do país a palavra de ordem «Partido Socialista, Partido Marxista», mas mal se apanhou no poder meteu o socialismo na gaveta e nunca mais o tirou de lá. Os seus governos notabilizaram-se por três coisas: políticas abertamente de direita, a facilidade com que certos empresários ganhavam dinheiro e essa inovação da austeridade soarista (versão bloco central) que foram os salários em atraso.

INSULTO A UM JUIZ

Em Coimbra, onde veio uma vez como primeiro-ministro, foi confrontado com uma manifestação de trabalhadores com salários em atraso. Soares não gostou do que ouviu (chamaram-lhe o que Soares tem chamado aos governantes angolanos) e alguns trabalhadores foram presos por polícias zelosos. Mas, como não apresentou queixa (o tipo de crime em causa exigia a apresentação de queixa), o juiz não teve outro remédio senão libertar os detidos no próprio dia. Soares não gostou e insultou publicamente esse magistrado, o qual ainda apresentou queixa ao Conselho Superior da Magistratura contra Mário Soares, mas sua excelência não foi incomodado.

Na sequência, foi modificado o Código Penal, o que constituiu a primeira alteração de que foi alvo por exigência dos interesses pessoais de figuras políticas.

Soares é arrogante, pesporrento e malcriado. É conhecidíssima a frase que dirigiu, perante as câmaras de TV, a um agente da GNR em serviço que cumpria a missão de lhe fazer escolta enquanto presidente da República durante a Presidência aberta em Lisboa: «Ó Sr. Guarda! Desapareça!». Nunca, em Portugal, um agente da autoridade terá sido tão humilhado publicamente por um responsável político, como aquele pobre soldado da GNR.

Em minha opinião, Mário Soares nunca foi um verdadeiro democrata. Ou melhor é muito democrata se for ele a mandar. Quando não, acaba-se imediatamente a democracia. À sua volta não tem amigos, e ele sabe-o; tem pessoas que não pensam pela própria cabeça e que apenas fazem o que ele manda e quando ele manda. Só é amigo de quem lhe obedece. Quem ousar ter ideias próprias é triturado sem quaisquer contemplações.

Algumas das suas mais sólidas e antigas amizades ficaram pelo caminho quando ousaram pôr em causa os seus interesses ou ambições pessoais.

Soares é um homem de ódios pessoais sem limites, os quais sempre colocou acima dos interesses políticos do partido e do próprio país. Mário Soares, por António Marinho Pinto (in Diário do Centro, 2009)

Página 3

Em 1980, não hesitou em APOIAR OBJECTIVAMENTE O GENERAL SOARES CARNEIRO CONTRA EANES, NÃO POR RAZÕES POLÍTICAS MAS DEVIDO AO ÓDIO PESSOAL QUE NUTRIA PELO GENERAL RAMALHO EANES. E como o PS não alinhou nessa aventura que iria entregar a presidência da República a um general do antigo regime, Soares, em vez de acatar a decisão maioritária do seu partido, optou por demitir-se e passou a intrigar, a conspirar e a manipular as consciências dos militantes socialistas e de toda a sorte de oportunistas, não hesitando mesmo em espezinhar amigos de sempre como Francisco Salgado Zenha.

Confesso que não sei por que é que o séquito de prosélitos do soarismo (onde, lamentavelmente, parece ter-se incluído agora o actual presidente da República (Mário Soares), apareceram agora tão indignados com as declarações de governantes angolanos e estiveram tão calados quando da publicação do livro de Rui Mateus sobre Mário

Soares. NA ALTURA TODOS METERAM A CABEÇA NA AREIA, INCLUINDO O PRÓPRIO CLÃ DOS SOARES, E NEM TUGIRAM NEM MUGIRAM, APESAR DE AS ACUSAÇÕES SEREM ENTÃO BEM MAIS GRAVES DO QUE AS DE AGORA. POR QUE É QUE JORGE SAMPAIO SE CALOU CONTRA AS «CALÚNIAS» DE RUI MATEUS?».

«DINHEIRO DE MACAU»

Anos mais tarde, um senhor que fora ministro de um governo chefiado por MÁRIO SOARES, ROSADO CORREIA, vinha de Macau para Portugal com um mala com dezenas de milhares de contos. *A proveniência do** dinheiro era tão pouco limpa que um membro do governo de Macau, ANTÓNIO VITORINO, foi a correr ao aeroporto tirar-lhe a mala à última hora.

Parece que se tratava de dinheiro que tinha sido obtido de empresários chineses com a promessa de benefícios indevidos por parte do governo de Macau. Para quem era esse dinheiro foi coisa que nunca ficou devidamente esclarecida. O caso EMAUDIO (e o célebre fax de Macau) é um episódio que envolve destacadíssimos soaristas, amigos íntimos de Mário Soares e altos dirigentes do PS da época soarista. MENANO DO AMARAL chegou a ser responsável pelas finanças do PS e Rui Mateus foi durante anos responsável pelas relações internacionais do partido, ou seja, pela angariação de fundos no estrangeiro.

Não haveria seguramente no PS ninguém em quem Soares depositasse mais confiança. Ainda hoje subsistem muitas dúvidas (e não só as lançadas pelo livro de Rui Mateus) sobre o verdadeiro destino dos financiamentos vindos de Macau. No entanto, em tribunal, os pretensos corruptores foram processualmente separados dos alegados corrompidos, com esta peculiaridade (que não é inédita) judicial: os pretensos corruptores foram condenados, enquanto os alegados corrompidos foram absolvidos. Aliás, no que respeita a Macau só um país sem dignidade e um povo sem brio nem vergonha é que toleravam o que se passou nos últimos anos (e nos últimos dias) de administração portuguesa daquele território, com os chineses pura e simplesmente a chamar ladrões aos portugueses. E isso não foi só dirigido a alguns colaboradores de cartazes do MASP que a dada altura enxamearam aquele território. Esse epíteto chegou a ser dirigido aos mais altos representantes do Estado Português. Tudo por causa das fundações criadas para tirar dinheiro de Macau. Mas isso é outra história cujos verdadeiros contornos hão-de ser um dia conhecidos. Não foi só em Portugal que Mário Soares conviveu com pessoas pouco recomendáveis. Veja-se o caso de BETINO CRAXI, o líder do PS Mário Soares, por António Marinho Pinto (in Diário do Centro, 2009)

Página 4

italiano, condenado a vários anos de prisão pelas autoridades judiciais do seu país, devido a graves crimes como corrupção. Soares fez questão de lhe manifestar publicamente solidariedade quando ele se refugiou na Tunísia.

Veja-se também a amizade com Filipe González, líder do Partido Socialista de Espanha que não encontrou melhor maneira para resolver o problema político do país Basco senão recorrer ao terrorismo, contratando os piores mercenários do lumpen e da extrema direita da Europa para assassinar militantes e simpatizantes da ETA.

Mário Soares utilizou o cargo de presidente da República para passear pelo estrangeiro como nunca ninguém fizera em Portugal. Ele, que tanta austeridade impôs aos trabalhadores portugueses enquanto primeiro-ministro, gastou, como Presidente da República, milhões de contos dos contribuintes portugueses em passeatas pelo mundo, com verdadeiros exércitos de amigos e prosélitos do soarismo, com destaque para jornalistas. São muitos desses «viajantes» que hoje se põem em bicos de pés a indignar-se pelas declarações dos governantes angolanos.

Enquanto Presidente da República, Soares abusou como ninguém das distinções honoríficas do Estado Português. Não há praticamente nenhum amigo que não tenha recebido uma condecoração, enquanto outros cidadãos, que tanto mereceram, não obtiveram qualquer distinção durante o seu «reinado». Um dos maiores vultos da resistência

antifascista no meio universitário, e um dos mais notáveis académicos portugueses, perseguido pelo antigo regime, o Prof. Doutor Orlando de Carvalho, não foi merecedor, segundo Mário Soares, da Ordem da Liberdade. Mas alguns que até colaboraram com o antigo regime receberam as mais altas distinções. Orlando de Carvalho só veio a receber a Ordem da Liberdade depois de Soares deixar a Presidência da República, ou seja logo que Sampaio tomou posse. A razão foi só uma: Orlando de Carvalho nunca prestou vassalagem a Soares e Jorge Sampaio não fazia depender disso a atribuição de condecorações.

FUNDAÇÃO COM DINHEIROS PÚBLICOS

A pretexto de uns papéis pessoais cujo valor histórico ou cultural nunca ninguém sindicou, Soares decidiu fazer uma Fundação com o seu nome. Nada de mal se o fizesse com dinheiro seu, como seria normal.

Mas não; acabou por fazê-la com dinheiros públicos. SÓ O GOVERNO, DE UMA SÓ VEZ DEU-LHE 500 MIL CONTOS E A CÂMARA DE LISBOA, PRESIDIDA PELO SEU FILHO, DEU-LHE UM PRÉDIO NO VALOR DE CENTENAS DE MILHARES DE CONTOS. Nos Estados Unidos, na Inglaterra, na Alemanha ou em qualquer país em que as regras democráticas fossem minimamente respeitadas muita gente estaria, por isso, a contas com a justiça, incluindo os próprios Mário e João Soares e as respectivas carreiras políticas teriam aí terminado. Tais práticas são absolutamente inadmissíveis num país que respeitasse o dinheiro extorquido aos contribuintes pelo fisco. Se os seus documentos pessoais tinham valor histórico Mário Soares deveria entregá-los a uma instituição pública, como a Torre do Tombo ou o Centro de Documentação 25 de Abril, por exemplo. Mas para isso era preciso que Soares fosse uma pessoa com humildade democrática e verdadeiro amor pela cultura. Mas não. Não eram preocupações culturais que motivaram Soares. O que ele pretendia era outra coisa. Porque as Mário Soares, por António Marinho Pinto (in Diário do Centro, 2009)

Página 5

suas ambições não têm limites ele precisava de um instrumento de pressão sobre as instituições democráticas e dos órgãos de poder e de intromissão directa na vida política do país. A Fundação Mário Soares está a transformar-se num verdadeiro cancro da democracia portuguesa.»

O livro de Rui Mateus, que foi rapidamente retirado de mercado após a celeuma que causou em 1996 (há quem diga que "alguém" comprou toda a edição), está disponível em:

http://www.scribd.com/doc/12699901/Livro-Contos-Proibidos

ou http://ferrao.org/documentos/Livro_Contos_Proibidos.pdf

ou ainda

http://rapidshare.com/files/23967307/Livro_Contos_Proibidos.pdf

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 23.07.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Fogo destrói fábrica na Maia
Manuel Curto: Assina pela Naval
Jorge Fucile: Preparado para sair
Guillermo Molins: Na mira do Sporting
Marítimo: Vence na Liga Europa

Capa do Público Público

PSD vê crime na destruição de escutas pelo procurador-geral
Há conversas e contactos entre a PT e a brasileira Oi, revela Ricardo Salgado
Gama não viu obstruções às leis do Governo
Divergência de opiniões nas câmaras municipais
Vitorino acusa PSD de querer presidencialização

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Infarmed manda retirar do mercado dois lotes de 'Trifene'
Governo admite avançar com portagens em todas as Scut
Força Aérea sem médicos para colocar na urgência da Estrela
Falta de estudos gera interrogações
Desconfianças sobre a reforma

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Portagens nas SCUT não podem arrancar a 1 de Agosto
PJ investiga ligações de triplo homicida a outros desaparecimentos
Proibido de se aproximar da mulher que quis matar
Alemão terá matado amante e a filha bebé
Quis envenenar a mulher por ela querer acabar a relação

Capa do i i

Triplo homicídio. Suspeito pagava prestações do automóvel da vítima
Governo sem maioria vê aprovadas todas as leis
Endividamento. Classe média perde luxo, emprego e soma dívidas
PS desistiu de reduzir feriados. Deputadas independentes vencidas

Apito Dourado. Sentença critica falta de provas além de escutas

Capa do Diário Económico Diário Económico

Equipa de limpeza retirada do Golfo do México devido a tempestade tropical
Chávez rompe "todo o tipo" de relações com a Colômbia
PSD admite que Pinto Monteiro tenha cometido um crime
Epul sorteia 89 apartamentos hoje
Banca nacional deve passar nos testes de ‘stress’

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

As notícias em foco na edição de hoje, dia 23 de Julho, no Negócios
Acções asiáticas sobem e levam índice de referência a maior ganho num mês
Petróleo corrige de máximos de 11 semanas
Novas regras não alteram empresas do PSI20
Caixa arrisca multa de sete milhões de euros

Capa do Oje Oje

Wall Street encerra em forte alta animada por resultados positivos
Pestana entra no mercado angolano
Zon com 100 mil clientes na nova geração
Hipermercados abrem ao domingo até à meia-noite
Lucro da Glintt desce 6% com Consoft e Farmasoft

Capa do Destak Destak

Novo triunfo por 3-2 apura Marítimo
UGT repudia alargamento do horário de funcionamento
Brasil promove candidatas a "maravilhas da natureza"
Sudoeste: Zmar e Car Camping esgotados
Quatro suspeitos da Al-Qaida fogem da prisão, director da cadeia desaparecido

Capa do A Bola A Bola

Halliche é a grande prioridade
Pedro Rosário, de dispensado do Benfica a profissional na Lazio
Estádio para decidir até hoje
Diego Ângelo volta à agenda dos leões
O ilustre caso de Ramires

Capa do Record Record


Cardozo: «Cem por cento na Luz»
Farías só sai na próxima semana
Walter vai assinar hoje contrato por 5 épocas
Nova proposta por Veloso
Shaffer por empréstimo

Capa do O Jogo O Jogo

Leões realizam primeira sessão em New Jersey
Torneio de Atlanta: Roddick segue para os 'quartos'
Marítimo não consegue observar Bangor City devido a greve
Torneio de Hamburgo: Davidenko eliminado
José Castro em treino condicionado