Translator

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

PORTUGAL ARDE - TERRA QUEIMADA

.

Ninguém tem a culpa e tudo passa ao largo.

.

Mas num país onde não houve uma política agrícola de incentivar as pessoas a trabalhar a terra, Portugal vai continuar um país de terra queimada.

.

Sempre houveram fogos no verão, em Portugal, mas nunca com a intensidade de momento.

.

Quando as pessoas trabalhavam a terra eram os guardiões de seus bens e evitavam os fogos.

.

Portugal com as terras abandonados ao sabor da vegetação os fogos vão acontecer este verão e os outros que virão.

.

Não venha agora o Governo a dizer que vai tomar contar das terras abandonadas... E depois, como é? Vão terminar os incêndios?

.

Bacoquices e mais nada... O mal já vem de longe e de quando chegaram uns euros da União Europeia os Governos,sucessivos, não incentivaram e patrocinaram a agricultura em Portugal.

.

Hoje Portugal não produz a comida necessária para os portugueses se alimentarem.

José Martins

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 13.08.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Capotamento mata menino
Maia: Operário morre esmagado
Neymar: Alvo do Chelsea
Albufeira: Turista ferido em mergulho
Manuel Arouca: Série sobre Fátima

Capa do Público Público

Comissão parlamentar norte-americana lamenta ajuda a bancos europeus
Tóquio regressa a terreno positivo e fecha a ganhar 0,44 por cento
Liga portuguesa é a mais lucrativa da Europa
Governo aprova pagamento de dívida nos passes sociais
Espanha admite mais medidas para cortar défice

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Juiz adjunto ainda não pediu exclusividade
Violador com doença sexual atacou jovem de 16 anos
BE quer pensão social de 419 euros
Governo assegura passes sociais
Avestruz corre, corre, até à final

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Incêndios: Ponto de situação às 2 horas
Filho/neto e mãe/irmã já fizeram testes de ADN
Homem morre a comer sande de presunto
Anunciado fecho dos laboratórios de saúde pública
Condicionantes à barragem do Tua sem cumprimento

Capa do i i

Escolas encerradas. Câmaras avisam que governo ainda tem decisões em aberto
Estado pode ficar com os 15% da herança que eram de Rosalina
"O Estado é o pior proprietário"
Presidenciais. Ribeiro e Castro fecha a porta. Mas pode voltar a abrir
Erros noutro país não impedem médico de exercer em Portugal

Capa do Diário Económico Diário Económico

Portugal pela positiva
Empresas de transporte recebem indemnizações por passes sociais
Murdoch leva Skype a tribunal e abala planos de entrada em bolsa
Benfica e Porto na frente da corrida por mais um título
Petrolífera prevê investir 900 milhões de euros no Brasil

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Bolsas asiáticas sobem depois de quatro dias de perdas
Economia alemã cresce ao ritmo mais rápido de duas décadas
As notícias em foco na edição de hoje, dia 13 de Agosto, no Negócios
19º - Francisco Bandeira
Guerra pelos direitos televisivos em Portugal ainda agora começou

Capa do Oje Oje

Empresários dos Açores defendem flexibilização de horários para relançar emprego
Reditus adquire Ogimatech Portugal por 1,7 milhões de euros
Tráfego de passageiros nos aeroportos de Cabo Verde cresce 5,6% no 1.º semestre
Chamartín Imobiliária lucra 10,3 milhões antes de impostos no 1.º semestre
Oferta de Murdoch pela BSkyB aumenta 6%

Capa do Destak Destak

População de Germil enfrenta incêndio há dois dias sem apoio de um só bombeiro
Betclic patrocina 12 equipas da Liga e todos as da Liga de Honra
Ministério garante que concurso de professores decorre "com toda a normalidade"
Relacionar Duarte Lima com morte de Rosalina Ribeiro é "intolerável" - advogado
Mais de 60% dos jovens apoiam "crimes de honra" - ONU

Capa do A Bola A Bola

Paes é baixa certa para União de Leiria
Porta aberta a Pizzi
«Wesley é melhor que Ramires» - Léo
Málaga pergunta por Tonel
Panathinaikos quer Ukra

Capa do Record Record

Vélez quer 8 milhões
Elias continua referenciado
Villa: «Fez bem em escolher o Sporting»
Playoff da Europa é grátis
Evaldo e João Pereira dão força às laterais

Capa do O Jogo O Jogo

Vieira será ouvido amanhã pelo Conselho de Disciplina
Joaquim Gomes: "Desde 2003, este foi o dia mais difícil que a organização enfrentou"
Godeméche: "É complicado bater uma equipa como o FC Porto"
Nuno Coelho: "O Benfica vai estar ferido no orgulho"
Boca Juniors: Riquelme renova por mais quatro anos

REPORTAGEM: NAS TERRAS DE LOPBURI - TAILÂNDIA

.
Lopburi está situada no centro da Tailândia com montanhas para o Norte, Este e terras baixas ao Sul. Considerada uma importante base militar, do exército tailandês, com vários aquartelamentos dentro da cidade e estendem-se por toda a província.
.
Porém as tropas estacionadas na província, depois do treino e obrigações militares auxiliam as populações quer na abertura de estradas e assistência humanitária.
.
Há uma perfeita coordenação entre a população civil e militar que tive ocasião de observar que relatarei no próximo peça.
.
Os soldados são perfeitos na execução da disciplina, militar, que lhes é imposta pelo regulamento e submissos aos seus superiores hierárquicos. Lopburi é uma cidade de tranquilidade, onde não existe vida nocturna, divertimentos e depois da meia noite o silêncio é absoluto.
.
No único hotel de três estrelas o "Lopburi Inn" é o ponto de reunião de pessoas residentes e também, num salão do rés-do-chão, o espaço semanal de um "pézinho" de dança de pessoas já entradotas na idade e por ali se divertem a dançar o tango, o chá-chá até à meia-noite.
.
Turistas, em números, por norma não pernoitam em Lopburi, dado que ser um ponto de passagem, vêm o que há para ver, histórico na cidade: os Palácios do Rei Narai e de Constantino Falcão, uma capela budista, onde ao redor há muitos macacos, esperando que alguém lhe compre umas bananas, uns doces e amendoins.
.
Será o ter-se o máximo cuidado com a "macacada", pois não se ensaiam nada de roubar a carteira de mão a senhoras e levá-la para o telhado, onde o guardador daquela canalha terá que subir e à "bordoada" lha sacar.
.
De Lopburi a Banguecoque são, apenas, 140 quilómetros e pouco mais de duas horas de viagem pelas excelentes estradas de duas vias. A cidade é segura para o turista, o que aliás acontece por toda a Tailândia.
.
Dormi que nem um justo a primeira noite e acordei ainda não eram 6 da manhã. Abri a janela do meu quarto, espreguicei-me e olhei as grandes montanhas para o lado do Norte. O ar é puro. As pessoas começam a mexer-se para as suas ocupações. E eu a preparo-me para, junto às 8 visitar, depois de tantas vezes,anteriormente, o Palácio de Constantino Falcão. Para saber mais sobre esta, impressionante, figura de nacionalidade grega clique a seguir: http://aquitailandia.blogspot.com/2007/01/maria-de-guiomar.html
Foi casado com uma nobre senhora, luso descendente, Maria de Pina Guiomar. Palácio que foi de grandezas e pompas depois de meados do século XVII.
.
A partir das ruínas salta à vista a magnificência do traço arquitectónico com influência francesa. Depois da delogado, por traição, Constantino Falcão (que não corresponde a traição a realidade histórica) os vários edifícios, contruídos, no espaço palacial foram saqueados e muita tijoleira, retirada das paredes, aplicada na construção de outras casa na cidade. Ficou abandonado por 307 anos.
.


.
A vegetação e o capim tomou conta do pedaço de história. Em 1987, o arqueólogo Prof. Phutorn Bhumadhorn, iniciou o projecto das escavaçãos e hoje o destruído, encontra-se, presente e uma das muitas passagens históricas da Tailândia desde a sua fundação. Estive lá na altura das escavações e pedi ao Prof. Phutorn uns vidros, multicoloridos, das janelas do palácio que encaixilhei.
.
Mas entre vidros partidos que foram desenterrados do solo, apareceram frascos que teriam servido de perfumes, franceses e bebidas. Hoje o Prof. Phutorn, lastima-se, que não possui uma peça que seja, escavadas nas ruínas, a não ser (conheceu agora) os vidros que me ofereceu na altura e da oferta não se lembrava.

.

..
A impressiva escadaria e o ponto das grandes recepções que Constantino Falcão e mulher Maria de Pina Guiomar, oferecia na época, às individualidades, residentes, francesas e local. Foto do lado esquerdo a entrada, da rua, para a "grande salão" de recepções de Estado.
.



A foto do lado esquerdo é a residência do embaixador de França, junto à Corte do Rei Naraí. O palácio, funcionada com três residências: a do representante de França, no centro a de Constantino Falcão e do lado direito, o grande salão e alojamento de hóspedes.
.
Todas, mesmo dentro do espaço do palácio, tinham as suas portas de entrada da rua, independentes, murados o que permitia privacidade. A cozinha, sob as ordens de Maria de Pina Guiomar, situada na parte de trás das residências, com uma porta de acesso à sala de jantar. O palácio possuía água canalizada vinda através de tubos de calcário de nascente de uma montanha do lado norte de Lopburi a uma distância de cerca de 15 quilómetros.
.


O palácio de Constantino Falcão, foi construído a cerca de 200 metros do palácio do rei Narai. Por esta rua, o Falcão caminhava para os despachos com o Rei Narai.
.
Quando recolhia fotos no palácio recebi um telefonema do Prof. Phuthorno a dar-me conta a que horas estaria no hotel, buscar-me, para irmos almoçar.
.
O nosso almoço, num restaurante ao ar livre, foi de galinha do campo, frita, regada com cerveja e terminou junto às duas da tarde. Durante o almoço falamos de muita coisa e no projecto que juntamente irei colaborar, com ele e em vista às celebrações dos 500 anos da chegada do portugeses à Tailândia (1511).



Quando me deixou no hotel deparamos, no parque, com 22 velhos automóveis Citroen, alguns com mais de 50 anos, que rodaram de Kuala Lumpur (Malásia) norte da Tailândia e Banguecoque.
José Martins
Continua