Translator

terça-feira, 31 de agosto de 2010

DONA DILMA: SAPOS COBRAS E LAGARTOS

.


video

DIRECTO DO WASHINGTON POST PARA O E-MAIL DESTE BLOGUE

Breaking News Alert: Obama anuncia fim oficial das operações de combate no Iraque, 31 ago 2010 18:52:07
----------------------------------------

Presidente Obama em um discurso no Salão Oval hoje vai anunciar o fim das operações de combate no Iraque, dizendo que é hora de "virar a página."

"Acabar com esta guerra não é apenas do interesse do Iraque - é na nossa própria", o presidente dirá, de acordo com observações preparadas.
"Os Estados Unidos pagaram um alto preço para colocar o futuro do Iraque nas mãos de seu povo. Enviamos nossos jovens, homens e mulheres a fazer enormes sacrifícios no Iraque, e os vastos recursos gastos no exterior em uma época de orçamentos apertados em casa
. Temos perseverou por causa de uma crença que compartilhamos com o povo iraquiano - a crença de que a partir das cinzas da guerra, um novo começo, poderia ter nascido neste berço da civilização. "

discurso ao vivo em 20:00 ver hoje à noite e participar de uma conversa sobre as palavras do presidente em www.washingtonpost.com.

Para mais informações visite
www.washingtonpost.com

Breaking News Alert: Banco Central do Afeganistão, assume o controle do banco privado top 31 de agosto de 2010 13:03:50
----------------------------------------

Banco Central do Afeganistão assumiu o controle do Banco de Cabul, que é parcialmente detida pelo irmão do presidente Hamid Karzai, e foi cercada por denúncias de corrupção. A intervenção visa fortalecer o maior banco privado do Afeganistão, cujo vacilante finanças ameaçou causar tanto caos econômico e político.

Cabul Banco alças pagamentos de salários para soldados afegãos, policiais e professores, e tomou mais de US $ 1 bilhão em depósitos de afegãos comuns.
funcionários E.U. há muito preocupado que o problema no banco poderia desencadear crise financeira, a perspectiva de que iria deixar as forças de segurança afegãs, sem remuneração, ameaçam a agitação por raiva - e, muitas vezes armada - dos depositantes, e prejudicar gravemente toda estratégia do presidente Obama no Afeganistão.

O Banco Central também ordenou o presidente do Banco de Cabul a entregar US $ 160 milhões de moradias de luxo e outros bens adquiridos em Dubai para insiders bem ligado, de acordo com banqueiros e autoridades afegãs.

http://link.email.washingtonpost.com/r/AADB45/188IAK/JFTPCC/7SKMJR/MBDUB/9A/h

Para mais informações visite washingtonpost.com,

DEZ ESTRATÉGIAS DE MANIPULAÇÃO DO PÚBLICO

.

Manter o público na ignorância e mediocridade


SEMPRE ACTUAL!
Relembrando:

CHOMSKY E AS 10 ESTRATÉGIAS DE MANIPULAÇÃO MEDIÁTICA


O linguista Noam Chomsky elaborou a lista das “10 estratégias de manipulação” através da mídia:

1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO

O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto 'Armas silenciosas para guerras tranqüilas')”.

2- CRIAR PROBLEMAS, DEPOIS OFERECER SOLUÇÕES.

Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

3- A ESTRATÉGIA DA GRADAÇÃO.

Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

4- A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO.

Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE.

A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê?“Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestionabilidade, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.

6- UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO.

Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…

7- MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE.

Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossíveis para o alcance das classes inferiores (ver ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

8- ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE.

Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

9- REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE.

Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema econômico, o individuo se auto-desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

10- CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM.

No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.




A SAÚDE MENTAL DOS PORTUGUESES - ISTO PORQUE TÊM SIDO GOVERNADOS POR DOIDOS VARRIDOS...!!!

.



Portugal
Recentemente, ficámos a saber, através do primeiro estudo epidemiológico nacional de Saúde Mental, que Portugal é o país da Europa com a maior prevalência de doenças mentais na população. No último ano, um em cada cinco portugueses sofreu de uma doença psiquiátrica (23%) e quase metade (43%) já teve uma destas perturbações durante a vida.
.
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque assisto com impotência a uma sociedade perturbada e doente em que violência, urdida nos jogos e na televisão, faz parte da ração diária das crianças e adolescentes. Neste redil de insanidade, vejo jovens infantilizados incapazes de construírem um projecto de vida, escravos dos seus insaciáveis desejos e adulados por pais que satisfazem todos os seus caprichos, expiando uma culpa muitas vezes imaginária. Na escola, estes jovens adquiriram um estatuto de semideus, pois todos terão de fazer um esforço sobrenatural para lhes imprimirem a vontade de adquirir conhecimentos, ainda que estes não o desejem. É natural que assim seja, dado que a actual sociedade os inebria de direitos, criando-lhes a ilusão absurda de que podem ser mestres de si próprios.
.
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque, nos últimos quinze anos, o divórcio quintuplicou, alcançando 60 divórcios por cada 100 casamentos (dados de 2008). As crises conjugais são também um reflexo das crises sociais. Se não houver vínculos estáveis entre seres humanos não existe uma sociedade forte, capaz de criar empresas sólidas e fomentar a prosperidade. Enquanto o legislador se entretém maquinalmente a produzir leis que entronizam o divórcio sem culpa, deparo-me com mulheres compungidas, reféns do estado de alma dos ex-cônjuges para lhes garantirem o pagamento da miserável pensão de alimentos.
.
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque se torna cada vez mais difícil, para quem tem filhos, conciliar o trabalho e a família. Nas empresas, os directores insanos consideram que a presença prolongada no trabalho é sinónimo de maior compromisso e produtividade. Portanto é fácil perceber que, para quem perde cerca de três horas nas deslocações diárias entre o trabalho, a escola e a casa, seja difícil ter tempo para os filhos. Recordo o rosto de uma mãe marejado de lágrimas e com o coração dilacerado por andar tão cansada que quase se tornou impossível brincar com o seu filho de três anos.
.
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque a taxa de desemprego em Portugal afecta mais de meio milhão de cidadãos. Tenho presenciado muitos casos de homens e mulheres que, humilhados pela falta de trabalho, se sentem rendidos e impotentes perante a maldição da pobreza. Observo as suas mãos, calejadas pelo trabalho manual, tornadas inúteis, segurando um papel encardido da Segurança Social.
.
Interessa-me a saúde mental dos portugueses porque é difícil aceitar que alguém sobreviva dignamente com pouco mais de 600 euros por mês, enquanto outros, sem mérito e trabalho, se dedicam impunemente à actividade da pilhagem do erário público. Fito com assombro e complacência os olhos de revolta daqueles que estão cansados de escutar repetidamente que é necessário fazer mais sacrifícios quando já há muito foram dizimados pela praga da miséria.
.
Finalmente, interessa-me a saúde mental de alguns portugueses com responsabilidades governativas porque se dedicam obsessivamente aos números e às estatísticas esquecendo que a sociedade é feita de pessoas. Entretanto, com a sua displicência e inépcia, construíram um mecanismo oleado que vai inexoravelmente triturando as mentes sãs de um povo, criando condições sociais que favorecem uma decadência neuronal colectiva, multiplicando, deste modo, as doenças mentais.
.
E hesito em prescrever antidepressivos e ansiolíticos a quem tem o estômago vazio e a cabeça cheia de promessas de uma justiça que se há-de concretizar; e luto contra o demónio do desespero, mas sinto uma inquietação culposa diante destes rostos que me visitam diariamente.
.
A SAÚDE MENTAL DOS PORTUGUESES
Transcrição do artigo do médico psiquiatra Pedro Afonso, publicado no Público, 2010-06-21

A MEMÓRIA DOS HOMENS É DEMASIADAMENTE CURTA

.
"Um prezado amigo nosso enviou-nos a excelente e emotiva carta em língua inglesa que traduzimos para a língua portuguesa e transcrevemos na íntegra."
.
Certamente, uma muito interessante opinião!

Assunto: Imigração

Talvez devessemos recorrer a livros de história e apontar para as pessoas como o Sr. Lujan porque hoje os americanos não estão dispostos a aceitar esse novo tipo de imigrantes mais. Para trás, em 1900, quando houve uma corrida de todas as áreas da Europa para vir para os Estados Unidos, as pessoas tinham que sair de um navio e estar em uma longa fila em Nova York e deveria estar documentado.
.

.
Alguns poderiam até descer em suas mãos e joelhos e beijar o chão. Eles fizeram uma promessa de defender as leis e apoiar o seu novo país em tempos bons e ruins. Eles fizeram-lhe aprender uma regra Inglês primário em suas novas casas americanas e alguns até mudaram seus nomes para combinar com seu novo lar.
.

.
Eles tinham acenado adeus ao seu local de nascimento para dar aos seus filhos uma vida nova e fizeram tudo ao seu alcance para ajudar os seus filhos em assimilar uma nova cultura. Nada foi entregue a eles. Nenhuns almoços grátis, nem o bem-estar, sem leis trabalhistas para protegê-los. Todos os que tinham eram as competências e habilidade que tinham trazido com eles para trocar por um futuro de prosperidade.
.

.
A maioria das crianças chegaram de quando a Segunda Guerra Mundial eclodiu. Meu pai lutou ao lado dos homens, cujos pais vieram em linha recta ao longo da Alemanha, Itália, França e Japão. Nenhum desses americanos de 1 ª geração que nunca deu qualquer pensamento sobre o país dos seus pais tinham vindo. Foram os americanos que lutam contra o Hitler, Mussolini e o Imperador do Japão. Eles estavam defendendo os Estados Unidos da América como um povo.
.


.
Quando libertaram a França, ninguém nessas aldeias foram à procura do americano francês, alemão ou americano irlandês. O povo da França viu apenas os americanos. E levamos uma bandeira que representasse um país. Não é um desses filhos de imigrantes teria pensado em pegar bandeira de outro país e acenando para representar quem eles eram. Teria sido uma vergonha para seus pais que tinha sacrificado muito para estar aqui. Esses imigrantes realmente sabia o que significava ser um americano. Eles agitaram o melting pot em uma tigela, vermelho, branco e azul.
.


.
E aqui estamos com um novo tipo de imigrante que quer os mesmos direitos e privilégios. Só querem alcançá-lo jogando com um conjunto de regras diferentes, uma que inclui o cartão de direito e uma garantia de ser fiel ao seu país natal. Sinto muito, não é isso que ser um americano é tudo.
.

.
Eu acredito que os imigrantes que desembarcaram em Ellis Island em 1900 merecem melhor do que para toda a labuta, trabalho duro e do sacrifício em levantar as gerações futuras de criar uma terra que se tornou um marco legal para aqueles buscando uma vida melhor. Acho que ficaria horrorizado que eles estão sendo usados como exemplo por aqueles com bandeiras de países estrangeiros.
.
.


E para que a sugestão sobre a derrubar a Estátua da Liberdade, que acontece a significar muito para os cidadãos que vão votar o projeto de lei de imigração. Eu não iria começar a falar sobre o desmantelamento dos Estados Unidos ainda.
.
Guarda esta carta comovente.
Para as coisas erradas a prevalecer, a maioria legítimos deve permanecer complacente e silenciosa.
Vamos nunca deixar que isto aconteça!
.
Espero sinceramente que esta carta seja lida por milhões de pessoas em todo o país!
Que Deus te abençoe.

A "BURROCRACIA" CÁ DO NOSSO JARDIM GIRA-Ó-FLÉ,FLÉ

A burrocracia

Num país com recursos escassos como é o nosso a superação das desvantagens competitivas em relação aos nossos parceiros passa necessariamente por apostar na inteligência, criando condições para que sejam os mais capazes a liderar. Sucede que fazemos o contrário, na sociedade portuguesa instalou-se uma autêntica burrocracia que faz dos mais fracos e incapazes os mais fortes e bem sucedidos.

Na Administração Pública, fundamental para gerir criteriosamente os recursos públicos, instalou-se uma escola de subserviência, cunhas e sabujice, onde se misturam estranhos poderes de corredor com compadrios políticos, onde as qualidades foram transformadas em defeitos. Os serviços afundam-se na incompetência, cada geração é pior do que a anterior.

Nas empresas, uma boa parte delas ainda ligadas a fortunas familiares, beneficia-se de um mercado pouco competitivo, onde dominam mecanismos proteccionistas pouco transparentes para que a inteligência e capacidade dos seus gestores não sejam qualidades determinantes para o sucesso. Importante sim, são as redes de compadrios, os bons conhecimento dos decisores do Estado. Os nossos bons gestores não se formam nas universidades, foram-se nos bons restaurantes onde agraciam políticos e directores, magistrados e jornalistas, com lautas refeições pagas com cartão visa e lançadas na contabilidade das empresas a título de despesas a deduzir nos impostos.

Se nos abstrairmos do que dizem os nossos políticos, jornalistas, magistrados (começando pelos sindicalistas) e gestores mais mediáticos ficamos abismados com a pobreza intelectual que impera nas elites que nos dirigem. Incultos, boçais, com fracos recursos intelectuais mas especialistas na arte de destruir os adversários, de eliminar qualquer concorrente.

Enquanto o país não se libertar desta burrocracia inculta que domina a generalidade dos processos de decisão, dificilmente superará a imensidão de obstáculos que se colocam ao seu desenvolvimento. Jú.Terreiro.do.Paço

DESEMPREGO NA ZONA EURO SITUA-SE EM DEZ POR CENTO


Desemprego da Zona Euro continua em 10%

Unemployed people queue outside an unemployment registry office in Madrid
Espanha ainda tem a maior taxa de desemprego na zona euro

Desemprego na zona do euro manteve-se em uma taxa recorde de 10% pelo quinto mês consecutivo, segundo dados oficiais.

Quase 16 milhões de pessoas permanecem desempregadas nos 16 países que usam o euro, as estatísticas da UE, Eurostat, agência disse.

A agência também informou uma queda na taxa de inflação na zona euro.

Em agosto, os preços aumentaram 1,6% em termos homólogos, passando de 1,7% em julho, e ainda abaixo da meta de 2%.

"Acho que as perspectivas de inflação é bom", afirmou Christoph Weil, economista europeu do Commerzbank, da Alemanha.

"Os principais fatores são a fraca demanda doméstica e inflação moderada dos salários".

Embora o desemprego global para a zona euro manteve-se estável, a imagem difere de país para país.

Alemanha, Áustria e Malta registaram quedas nas taxas de desemprego, a Eurostat disse.

Desempregados dividem

A taxa de desemprego alemã caiu de 7,6% para 6,9%.

Áustria e Países Baixos registrados os menores índices de desemprego, de 3,8% e 4,4% respectivamente.

Espanha ainda tem a maior taxa de desemprego de 20,3%.

Analistas disseram que os números mostram um grande contraste na saúde das economias da zona euro diferente.

"Temos a países periféricos, onde o mercado de trabalho está mostrando nenhuma melhora, e temos a zona do euro núcleo, onde o mercado de trabalho é realmente muito bom e continua a mostrar uma boa notícia", disse Carsten Brzeski, economista do ING.

Os dados reforçaram a visão de que o Banco Central Europeu vai manter juros baixos para o futuro próximo, com a inflação uma preocupação menor do que o crescimento econômico.

Mais sobre esta história

MESMO MORTO MAIS NOS VALE QUE O "BORRADO" DO ALEGRE

.
Presidenciais
Alegre acusa Cavaco de criar falso tabu de recandidatura

Por SUSANA PINHEIRO- Hoje

Candidato volta a criticar projecto de revisão constitucional do PSD. E acredita numa vitória em Janeiro contra Cavaco.

.




O candidato presidencial Manuel Alegre acusou ontem, em Braga, Cavaco Silva de "fazer um falso tabu" e alertou para os riscos da revisão constitucional e "de uma viragem política que pode alterar o equilíbrio de poderes e pôr em causa alguns dos direitos sociais que estão consagrados na Constituição".
.



"Venho deixar uma mensagem política muito clara: compreendo que o Presidente da República tenha alguma reticência em se pronunciar sobre um projecto de revisão constitucional pelo partido que o apoia", disse Manuel Alegre à margem de um encontro com autarcas do PS do distrito de Braga. O candidato presidencial apoiado pelo PS crê que o "projecto de revisão constitucional não passa, que não terá votos do PS". Mas, advertiu, "se houver uma alteração de poder, pode vir um Governo que ponha em causa alguns princípios fundamentais da Constituição". Mais, alertou, "se o Presidente da República for da mesma cor política, estará menos atento e vigilante e deixar passar". Disse que com ele isso não acontecerá.
.
.

Manuel Alegre acredita que vai ganhar as presidenciais e prepara--se para uma "campanha dura". Diz ter o apoio do secretário-geral do PS, José Sócrates, que "quando for necessário dará o seu sinal". Também afirmou que o partido "está muito unido" e "absolutamente" empenhado na sua candidatura. "Estamos a disputar uma eleição presidencial da qual vai depender o futuro político do País", afirmou.

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 31.08.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Simão sela com golaço vitória do Atl. Madrid (COM VÍDEO)
Michelle Brito: Bye, bye US Open
Derrocada destrói carros
Ameaça saltar do 4.º andar
Custódio: Reforço para o Braga

Capa do Público Público

Livro Branco das empresas municipais
Promoções ilegais de funcionários podem custar mandato a autarcas
Defeito de via provoca descarrilamento em Ovar
Bancos centrais prolongam medidas anticrise para evitar riscos de uma recaída da economia
Projectos ferroviários estão há seis meses a ser "reavaliados"

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Reúnem-se hoje os advogados da herança Feteira
SNS quer vender cuidados de saúde a doentes raros da UE
Hospitais gastam o dobro com remédios em falta
Alegre acusa Cavaco de criar falso tabu de recandidatura
A nova moldura dos regulamentos

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Jovem de 19 anos afoga-se em Pisões
Choques em cadeia fazem sexta vítima mortal
Encandeamento provoca despiste mortal na A25
Mais 45 pessoas sem emprego com fecho de confecção
Suspeitas de falha técnica em acidente com ultraleve

Capa do i i

União pouco alegre: críticas de Louçã irritam PS
O "Tea Party" nacional não tem alternativa a Cavaco. Mas não desistiu
30 mil professores ficam no desemprego
Derrocada no Porto. "Fez-me lembrar quando caíram a Torres Gémeas"

Lei das uniões de facto à espera do Orçamento do Estado

Capa do Diário Económico Diário Económico

Lucro da Mota cai 66% mas supera estimativas
Brandes vende acções da PT
Teixeira Duarte perde 53 milhões de euros com acções do BCP
PT já teve contactos com a Oi no final dos anos 90
Alemanha proíbe patrões de usarem dados do Facebook

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Petróleo a caminho de primeiro mês negativo desde Maio
Economia norte-americana leva praças asiáticas à maior queda das últimas três semanas
Economia indiana cresce ao ritmo mais rápido desde 2007
Lucros da Mota-Engil caem 66% no primeiro semestre
As notícias em foco na edição de hoje, dia 31 de Agosto, no Negócios


Capa do Oje Oje

França vai alterar lei para repatriar em caso de roubos ou mendicidade agressiva
Ministro da Agricultura anuncia mais de 1 milhão de euros para S. Pedro do Sul
Greve ameaça estações de serviço, componentes automóveis e minas na África do Sul
Teixeira Duarte pede ao supervisor perda de qualidade de sociedade aberta da construtora do grupo
Millennium Challenge Account Cabo Verde na ilha de São Nicolau

Capa do Destak Destak

Meirim considera que suspensão é "elemento de peso" para despedimento
Dieta vegan quase matou Angelina Jolie
FPF vai permanecer em silêncio até conhecer fundamentos da pena
Miguel Relvas diz que Sócrates sofre de "síndroma da bruxa má"
Número de dias quentes aumenta mais na Península Ibérica do que no resto do mundo

Capa do A Bola A Bola

Defesa mais alta da década
Um avançado até ao fecho da Liga
Leão procura alternativa a Di Santo
Veja as repetições virtuais dos golos de Benfica, FC Porto e Sporting
Espanha e Portugal tentam impressionar delegados

Capa do Record Record

A praga antes do Braga
Champions não convenceu Hleb
À boleia de Hulk
Olival a meio gás
Rodrigo Cabeça reforça juniores

Capa do O Jogo O Jogo

Getafe garante Pablo Pintos por cinco épocas
Mundial: Argentina bate Angola por 91-70
Silveira Ramos: “Fico muito preocupado com Carlos Queiroz”
At. Madrid: Simão marca em noite de goleada
Inter