Translator

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

ESTÁ VISTO A "FRUTA" PARA OS ÁRBITROS VINHA DO REINALDO TELES...!!!


Investigação

Brasileiras em arcas na boîte de Reinaldo

Vice do FC Porto apanhado em rusga na Taverna do Infante. Nove mulheres identificadas

Por:Manuela Teixeira - Correio da Manhã

Reinaldo Teles, vice-presidente do FC Porto, foi apanhado no meio de uma rusga à casa de alterne Taverna do Infante, na madrugada de sábado. As autoridades encontraram nove mulheres brasileiras escondidas em locais tão estranhos como uma arca congeladora. Estavam todas em situação ilegal no País e cinco foram detidas.

A operação da PSP e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) visitou de surpresa duas boîtes, mas foi na famosa Taverna do Infante, na Ribeira do Porto, que encontrou maior resistência. O dirigente portista Reinaldo Teles estava presente e terá mesmo assumido uma postura de responsável pela casa. Reinaldo diz que vendeu a casa há alguns anos, mas continua ligado à sua gestão e frequenta habitualmente as noites da Taverna. Segundo o CM soube, quando a polícia e os elementos do SEF entraram instalou-se alguma confusão e as mulheres dispersaram. Nas buscas, os agentes tiveram de procurar nos espaços mais estranhos do estabelecimento, onde acabaram por encontrar nove mulheres escondidas. Duas estavam dentro de uma arca frigorífica, outras em armários e outras dentro de baús e arcas de madeira.

A fuga que maior surpresa gerou aos agentes e elementos do SEF foi uma mulher dentro de um grande saco de plástico preto usado para colocar o lixo. Estava junto a outros sacos.

A situação insólita chegou mesmo a provocar o riso dos agentes. Segundo soube o CM, foi um dos esconderijos mais estranhos que aquelas equipas da PSP e do SEF já viram durante operações semelhantes em casas de alterne. Reinaldo Teles assistiu a toda a operação e terá sido mesmo cordial com as autoridades.

Contudo, contactado pelo Correio da Manhã, o vice-presidente do FC Porto negou ter presenciado a rusga. "Já não sou dono da Taverna do Infante há quase vinte anos e não estive lá nessa noite. Não sei de nada", disse ao CM.

A DISCUSSÃO DO ORÇAMENTO DE DEDINHO

.
Não entre em depressão ria-se com a "merda" dos políticos... De Março a Abril há pouco que rir... Alimentam-se todos de "palha" da mesma mangedoura...
.

NESTE PAÍS, CHAMADO PORTUGAL, SÓ SE ACABA COM ESTA RAPAZIADA COM "PORRADA"....

.

Mais um para a colecção …

REPASSANDO
ISTO AINDA VAI ACABAR POR PROVOCAR UMA REVOLUÇÃO E O PIOR É QUE EM VEZ DE SER UM 25 DE ABRIL SÓ PODE VIR A SER UM 28 DE MAIO.

Mais uma golpada - Jorge Viegas Vasconcelos despediu-se da ERSE
É uma golpada com muita classe, e os golpeados somos nós....
.
Era uma vez um senhor chamado Jorge Viegas Vasconcelos, que era presidente de uma coisa chamada ERSE, ou seja, Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, organismo que praticamente ninguém conhece e, dos que conhecem, poucos devem saber para o que serve.
.
Mas o que sabemos é que o senhor Vasconcelos pediu a demissão do seu cargo porque, segundo consta, queria que os aumentos da electricidade ainda fossem maiores. Ora, quando alguém se demite do seu emprego, fá-lo por sua conta e risco, não lhe sendo devidos, pela entidade empregadora, quaisquer reparos, subsídios ou outros quaisquer benefícios.
.
Porém, com o senhor Vasconcelos não foi assim. Na verdade, ele vai para casa com 12 mil euros por mês - ou seja, 2.400 contos - durante o máximo de dois anos, até encontrar um novo emprego.
.
Aqui, quem me ouve ou lê pergunta, ligeiramente confuso ou perplexo: «Mas você não disse que o senhor Vasconcelos se despediu?».
E eu respondo: «Pois disse. Ele demitiu-se, isto é, despediu-se por vontade própria!».
.
E você volta a questionar-me: «Então, porque fica o homem a receber os tais 2.400contos por mês, durante dois anos? Qual é, neste país, o trabalhador que se despede e fica a receber seja o que for?».
.
Se fizermos esta pergunta ao ministério da Economia, ele responderá, como já respondeu, que «o regime aplicado aos membros do conselho de administração da ERSE foi aprovado pela própria ERSE». E que, «de acordo com artigo 28 dos Estatutos da ERSE, os membros do conselho de administração estão sujeitos ao estatuto do gestor público em tudo o que não resultar desses estatutos».
Ou seja: sempre que os estatutos da ERSE forem mais vantajosos para os seus gestores, o estatuto de gestor público não se aplica.
.
Dizendo ainda melhor: o senhor Vasconcelos (que era presidente da ERSE desde a sua fundação) e os seus amigos do conselho de administração, apesar de terem o estatuto de gestores públicos, criaram um esquema ainda mais vantajoso para si próprios, como seja, por exemplo, ficarem com um ordenado milionário quando resolverem demitir-se dos seus cargos. Com a benção avalizadora, é claro, dos nossos excelsos governantes.
.
Trata-se, obviamente, de um escândalo, de uma imoralidade sem limites, de uma afronta a milhões de portugueses que sobrevivem com ordenados baixíssimos e subsídios de desemprego miseráveis. Trata-se, em suma, de um desenfreado, e abusivo desavergonhado abocanhar do erário público. Mas, voltemos à nossa história.
.
O senhor Vasconcelos recebia 18 mil euros mensais, mais subsídio de férias,
subsídio de Natal e ajudas de custo. 18 mil euros seriam mais de 3.600 contos, ou seja, mais de 120 contos por dia, sem incluir os subsídios de férias e Natal e ajudas de custo.
.
Aqui, uma pergunta se impõe: Afinal, o que é - e para que serve - a ERSE? A missão da ERSE consiste em fazer cumprir as disposições legislativas para o
sector energético.
.
E pergunta você, que não é burro: «Mas para fazer cumprir a lei não bastam os governos, os tribunais, a polícia, etc.?». Parece que não.
A coisa funciona assim: após receber uma reclamação, a ERSE intervém através da mediação e da tentativa de conciliação das partes envolvidas. Antes, o consumidor tem de reclamar junto do prestador de serviço.
.
Ou seja, a ERSE não serve para nada. Ou serve apenas para gastar somas astronómicas com os seus administradores. Aliás, antes da questão dos aumentos da electricidade, quem é que sabia que existia uma coisa chamada ERSE? Até quando o povo português, cumprindo o seu papel de pachorrento bovino, aguentará tão pesada canga? E tão descarado gozo? Politicas à parte estou em crer que perante esta e outras, só falta mesmo manifestarmos a nossa total indignação.
.
JÁ AGORA FAÇAM LÁ O FAVORZINHO DE REENVIAR PARA A V/ LISTA DE AMIGOS, COM A FOTO DO GAJO, PARA QUE FIQUE BEM CONHECIDO!

ESTE QUER SENTIDO DE RESPONSABILIDADE...

.
Governo espera "sentido de responsabilidade" da oposição
21 Outubro 2010 11:54
Lusa
O ministro das Finanças disse hoje que o Governo aguarda pelo sentido responsabilidade das oposições para viabilizar o Orçamento do Estado e considerou que o executivo actuou nos casos do BPN e do BPP de modo "adequado".

.
Que responsabilidade este cavalheiro pretende? Precisava, o aldrabão, umas valentes arrochadas no costelado e... o patrão dele a receita a dobrar.

E QUE QUE VENHA DE PRONTO...!!!

.
,

Queres uma carreira aliciante e sem despesas? Pergunta à Sr. Secretária como podes fazê-lo

Centenas de açorianos e açorianas não continuaram os seus estudos superiores porque as suas famílias não tinham possibilidades financeiras, mas agora já não é assim. Tens a possibilidade de te candidatares a uma bolsa com tudo pago, basta solicitar uma bolsa à senhora da foto.

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 21.10.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã


Capa do Público Público

Ângelo Correia e Nogueira Leite discordam de Passos
Recandidatura de Cavaco Silva avança (um pouco) mais tarde do que em 2005
Dirigente português teme "retrocesso"
Gabinetes do Governo vão gastar 62,4 milhões de euros, menos 4,9 que este ano
Um quinto dos portugueses vivia em privação material em 2009

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Metro paga por excesso de ruído
Consulado pede informações sobre homicídio
PJ realizou mais de duas mil detenções num ano
Polícias 'caçam' multas no semáforo
Ensino tem dificuldade em recuperar maus alunos

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Filho agride pai até à morte
"Roubaram-nos o comboio e mentiram-nos"
Camião atropelou jovem de 17 anos na EN13
Director da Polícia Judiciária compreende reivindicações
Testemunha do "Apito Dourado" denunciou Carolina por medo

Capa do i i

Imigração. A abordagem da polícia portuguesa é das mais "ofensivas" da UE
25% das crianças que entram na escola vem de famílias onde a pobreza é extrema
Linha Vermelha. Supremo obriga Metro a indemnizar sete moradores
Cavaco confirma sem confirmar: a recandidatura é anunciada terça-feira
Metade dos trabalhadores terão baixas qualificações em 2020

Capa do Diário Económico Diário Económico

Mais de dois terços dos trabalhadores em Portugal têm baixa qualificação
Fim de concurso leva professores para as ruas
PSD e PS abrem negociação para o Orçamento
Proposta do PSD custa quase mil milhões
Socialistas pedem a Sócrates para levar PSD “a sério”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Acções asiáticas descem pela quinta sessão consecutiva
Valorização do dólar e crescimento lento na China penalizam crude
As notícias em foco na edição de hoje, dia 21 de Outubro, no Negócios
Investidores estão mais destemidos
Estado promete reforçar capital do BPN em 400 milhões antes da venda

Capa do Oje Oje

Banca reduz concessão de novo crédito
Clima económico estabiliza em Setembro
Lucro da Iberdrola aumenta 2%
PSD viabiliza OE 2011 com condições
Peugeot sobe vendas e eleva estimativas

Capa do Destak Destak

Morreu actriz Mariana Rey Monteiro
Nova vedação da Bela Vista e ciclovia são contrapartidas da próxima edição
Governo: incerteza do PSD está a prejudicar gravemente o país
Vem aí o Optimus Bailes Optimus
Mães que trabalham fazem bem aos filhos

Capa do A Bola A Bola

Gregos rumam ao Panathinaikos
Pagar 350 mil euros ao Avaí
«Derrota não nos tira esperança» - Jorge Jesus
Presidente demitiu-se
Chegada discreta a Lisboa

Capa do Record Record

Inonu de 132 decibéis
Strinic está na lista para lateral-esquerdo
Balança totalmente equilibrada
Não há dois sem três
Nuno tentado pela Arábia

Capa do O Jogo O Jogo

Resultados da 3ª jornada
Mário Costa pede demissão
Grupo D: Panathinaikos e Rubin Kazan empatam a zero
Claude Puel: "Tivemos um bom desempenho"
OC Barcelos vence Valongo

MACAU: "DE VOLTA À PRAIA GRANDE"

Parte 4ª


.
Magnifico cenário da Praia Grande.
.
Durante os 9 dias que visitei Macau, dormi que nem um justo. Por norma deitava-me às 10 da noite, depois de ouvir o amigo Cambeta a descrever sua vida desde "pequenino" e um contador de história, na varanda de onde se avistam as luzes, a espelhar na água da Praia Grande. Macau pela noite não se pode dizer que seja uma ilha barulhenta. O trânsito automóvel e das "motoretas" escasseia a partir das 10 da noite. Porém os mais de uma meia centena casinos funcionam as 24 horas dos ponteiros do relógio. A pino da cama por volta das seis horas da manhã.
.

.
Foto da esquerda a residência do Cônsul de Portugal em Macau. Foto do lado direito o antigo Hotel da Bela Vista, adquirido pelo Governo Português, antes de entregar Macau à China. Segundo me informaram está vazio. Espero que o Governo Português o não venda no futuro...!!!
.
O edifício vale o peso de oiro! Vou junto com casal Cambeta tomar o pequeno almoço a um simpático restaurante, a portas de seu apartamento. Mas antes de seguir, para a primeira refeição do dia vou à varanda tomar ar puro matinal. Olho para o aglomerado de apartamentos à entrada da Ilha da Taipa, a baia da Praia Grande onde jovens treinam remando canoas, a enorme Torre de Macau, com 300 e mais metros de altura. Ao lado direito está a residência do representante de Portugal em Macau. No seguimento está o velho Hotel Bela Vista. Dormi neste hotel há muitos anos, cujo proprietário era o macaense Pinto Marques, um homem de idade quando o conheci, franco conversador e colocava uma garrafa de uisque em cima de sua mesa para oferecer aos seus hóspedes. Pinto Marques partiu para o céu porque homens como estes não têm lugar no inferno. Sempre tive grande admiração pelos macaenses e tenho amigos que jáo vejo há muito. Esta gente é inteligente e óptimos serviço prestaram à Tailandia de quando a cidade de Banguecoque se formou a partir de meados do século XIX como interpretes da Corte ou empresas estrangeiras como conhecedores da língua portuguesa,inglesa e tailandesa.


.
O amigo António Cambeta despede-se da esposa Dr.ª Maria de Lourdes depois de tomarem o pequeno almoço. À direita o mais antigo vendedor, de banca de passeio, da avenida Almeida Ribeiro. O homem é idoso, não tanto, como as ruínas de S.Paulo, mas segundo me informou o meu cicerone e amigo Cambeta deve rondar ou passar as 90 primaveras. O velho vendedor vai governando a vida a vender cigarros e mais outras bugigangadas. Claro que este velho também tem o direito aos privilégios dos idosos de Macau, com descontos nos autocarros, assistência médica e medicamentos de "borla" e para completar os benefícios uns milhares de "patacas", anuais, concedidas pelo Governo de Macau que bem podem ir além das 6 mil.
.


.

Eu e o amigo Cambeta depois da Avenida Almeida Ribeiro estamos no "ex-libris" de Macau antigo a praça do Leal Senado. O ponto, obrigatório, de passagem e inserido, o espaço, como Património Mundial, pela UNESCO. As casas que circundam o Largo do Leal não receberam e nem podem qualquer modificação. As frontarias muito bem cuidadas e o piso do largo a tradicional calçada portuguesa, a configurarem as ondas do mar. Aquele largo, me era familiar desde 1982 e em 1987, havia na esquina da Almeida Ribeira, uma mercearia (despareceu) onde a caixa registadora era operada por uma simpática e bonita "chinezinha" com quem me agradava trocar dois dedos de conversa... Nunca um homem e eu, igualmente, quando encontramos a mulher da nossa vida já estamos amarrados e de rédea curta...!!!
.


.
António Cambeta é conhecido em Macau, como o doce da Teixrira em Portugal. Durante as nossas caminhadas, pela cidade, periódicamente encontrava-se com velhos amigos e colegas.
.
O amigo Cambeta é a história, comtemporanea, viva de Macau. Fala chinês perfeitamente e lê-o!!! No seu cérebro, segundo me informou, moram 3.500 caracteres chineses! Portanto caminhar pelas ruas da cidade de Santo Nome de Deus, com ele não há problemas...Um verdadeiro guia turístico com conhecimentos de 4 línguas: portuguesa, chinesa,tailandesa e inglesa. Ora o amigo Cambeta durante a sua constante vivência, em Macau, criou amigos e não se livrou de ter ainda em carteira certos inimigos e outros "filhos da mãe" de quando prestou serviço na Polícia Marítima e de Fiscalização, em importantes postos, nunca se ter acomodado com a "corrupção" das alfândegas. O amigo Cambeta, reformou-se, o território passou para a China e não teve de "cavar" a bater com os calcanhares no "traseiro" para a sua Évora no Alentejo como outros o fizeram. Movimenta-se livremente por Macau...!!!



.

Viajar a Macau e permanecer na ilha é uma experiência interessante e especial para os fotógrafos, profissionais e amadores. Poder-se-ão ali obter instantaneos de turistas ou mesmo dos residentes.Motivos não faltam de movimentação e acção de pessoas. Quando passamos o largo do Leal Senado e caminhamos para o Largo de S.Domingos e depois para a comercial Rua das Mariazinhas, ainda o movimento de pessoas era escasso. Alguns estabelecimentos comerciais se quedavam encerrados e, também, a Livraria Portuguesa. Subimos depois uma ruela em direcção às Ruínas de S.Paulo.

.

.
Foto da esquerda: um estabelecimento comercial tailandês "Nakaya" que vende carteiras e mais outros produtos produzidos na Tailândia. Além de esta e creio outras lojas existem vários restaurantes de culinária. Na subida de outra rua e as Ruínas da Igreja S. Paulo à vista, há lojas chinesas de venda de carne seca, bolos de amêndoa e até pasteis de nata portugueses. Os chineses vindos da China mãe carregam sacos e mais sacos de bolos de amêndoa para levar de regresso às suas orígens.


.
Três raparigas, na ladeira que leva às Ruínas de S.Paulo, divertem-se para a fotografia. Foto do lado direito o Monumento à Amizade Luso-Chinesa.


.
O rodopio de pessoas, ainda pela manhã, a subir e a descer as escadas da Ruínas de S.Paulo.O espaço lateral do lado direito muito bem cuidado.
.

.
Uma janela bonita, da arquitectura colonial portuguesa ao lado direito do caminho para as ruínas de um edifício público. Ficou tudo e conservado, em Macau, depois da administração portuguesa.



.
No caminhar matinal, passei em frente do Consulado de Portugal em Macau. Bonito...Só feia a placa do AICEP Portugal Global, que foi árvore que nunca deu patacas e tem servido de asilo a "boys", protegidos, que nunca souberam o que era vergar a "mola" e fazer algo de bom para o comércio externo de Portugal. O inventor desta "merda" foi o embaixador Martins da Cruz, então ministro dos Estrangeiros do Durão Barroso. O da Cruz foi exonerado por indecente e má figura. O Barroso, oportunista de um raio, raspou-se para Bruxelas e por lá anda a fazer "merda" e a ganhar a vidinha. É pau para toda a colher!
.


.
Uma mania que tenho de visitar os cemitérios e o de S.Miguel Arcanjo em Macau não foi excepção... Os cemitérios estão cheios de história morta e viva no presente. Encontrei certa relutância no meu amigo e cicerone António Cambeta para ali entrar. Eu sei que contra a vontade entrou o portão comigo. Ninguém, é certo, entrar nestes espaços de repouso eterno é-lhe salutar. A minha apetência pela investigação histórica leva-me a perder o receio, porque até entendo que um "gajo" com a minha idade e 75 anos já no pelo, que mais dia menos dia está na companhia dos pés juntos... Sou realista e que se lixe a morte se o cemitério está juncado de flores... Informa-me o meu amigo Cambeta que em tempos a sepultura do poeta Camilo Pessanha estava por lá abandonada...Não demos pelo o local. Gostaria de lhe prestar homenagem porque mesmo opiómano e depois desprezadinho em Macau merece todo o meu respeito. Mas lá estão, eregidos, os homens bons da Pátria, esculpidos em boa mármore e por artistas cinzeladores. Não tomei nota dos nomes daqueles valores e das vaidades, fúnebres, da família que encomendaram as estátuas. Porra para as basófias mundanas... até na morte há vaidades...

.


.
Saimos do cemitério de S.Miguel Arcanjo, descemos a inclinada rua e dirigimo-nos para o jardim do Vasco da Gama, pelo caminho fomos encontrar belas construções, que os portugueses deixaram em Macau. O meu amigo Cambeta, agora, quer mostrar-me a Igreja de S.Lazaro onde se casou com a jovem e bonita, chinesa, Maria de Lourdes,há uns 42 anos. Tinha me dito, dias antes, a "minha mulher é uma santa"...!!! Sem nos aprofundarmos, por agora na matéria, podemos afirma que a Drª Maria de Lourdes é mesmo isso...!!! Não há esposas más...maridos sim!
.


.
Estamos,agora na Praça de Vasco da Gama. Muito bem cuidado e numa estátua o nosso Gama cantado nos Lusíadas por Camões. O jardim que circundeia a estátua do homem que descobriu o Caminho Marítimo para a Índia, está decorado com flores conhecidas pelo "Beijo da Mulata" e por todo o território moçambicano brotam. Mau gosto... O Gama quando navegou pela costa de moçambicana não não existia a mulher mulata... Viria depois e fruto da fixação de homens portugueses
.


.
O amigo Cambeta quando saíu de casa levou um recado, da esposa, a cumprir... Comprar frutos, papaia, para o meu jantar. A papaia é a minha ceia há muitos anos na Tailândia... sou um aditivo a esta fruta e sem ela não durmo o sono dos anjos. É milagrosa para o funcionamento da tripalhada. A papaia tem propriedades terapêuticas e dela já falaram os nossos navegantes. Macau tem muitas lojas de venda de frutos e da .melhor qualidade, a preços convidativos e a cessível a todas as bolsas.
.

.
Ao fim da tarde eu e o amigo Cambeta fomos parar ao Jardim de Camões que como em outros lugares de Macau não tinha, antes, colocado os pés. O jardim é aprazível e bem arborizado. Os reformados passam por ali o dia ou fazendo exercícios, ouvindo música e outros levam as sua gaiolas com os passarinhos para chilreio ao ar livre.
.

.
O jardim preserva a memória do nosso maior poeta, que teria, segundo a lenda vivido numa gruta. Não me acredito o Camões viver entre dois enormes penedos, mas ter usado a gruta para os seus deleites e escapadas amorosas. O Camões cantou os seus amores femininos e teriam, eles, sido as musas inspiradoras dos seus poemas. Todos os poetas são fracos no amar... E o meu amigo poeta António Cambeta não se desviou dessa regra.

.
Luis de Camões, o pobre nos bens materiais mas feliz nos amores está erigido entre duas enormes pedras, em Macau. Vai ficar por lá até sempre. A China respeitou os valores históricos deixados pelos portugueses em Macau. Em Portugal o Luis de Camões deu o nome, bonito, ao Instituto Camões que depois do pobre Camões passar " as passas das ondas", naufragado na foz do Rio Mekong foi preso ao chegar a Lisboa, do Oriente, apetece-me mandar certa gente, da cultura, para o Camões.
.
.
Poemas imortais de Luis de Camões estão mesmo em frente da Gruta onde está, ele, fundido no bronze e imortalizado.
E para a geração dos "capados" lusos aqui deixo o canto primeiro de Camões:
.
"As armas e os barões assinalados
Que, da Ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca dantes navegados
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçadas
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram