Translator

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

DUAS BOMBAS DO DIA


TAMBÉM É PRECISO VER QUE ROUBOU POUCO...

Parabéns Catano..........és um verdadeiro tuga.

Dia 11 de Novembro foi um dia do catano.
Há 4 anos atrás nasceu o EPÁ CUM CATANO, um blog que acompanho diariamente pois além de me fazer rir faz-me rir!!!
Hoje em dia não é fácil andarmos bem dispostos com tudo o que os gatunos governantes nos fazem...
Parabéns .
Cá vai uma "bicada" do catano no sistema actual de Portugal:

O fundador e ex-presidente do BPN, José Oliveira Costa, está desde hoje em liberdade, apenas estando proibido de sair do país e obrigado a apresentar-se à secretaria do tribunal todas as terças-feiras de manhã.

Oliveira Costa estava em regime de prisão domiciliária desde julho de 2009, estando acusado de crimes relacionados com o BPN e a SLN, num processo que inclui mais 15 arguidos. (Expresso)


Bem..., este gatuno senhor que conseguiu levar um banco à falência. Que roubou mais dinheiro sozinho que os Irmãos Metralha juntos em todas as bandas desenhadas que entraram. Que foi passar uns dias à prisão com todas as mordomias e com os contribuintes a pagarem tudo isso. É posto agora em liberdade, e coitadinho..., ainda o fazem apresentar todas as semanas no tribunal e não o deixam sair do país!!!

Eu, que não roubei nada. Que sou roubado todos os dias mal acordo. Que graças à conjuntura do mercado e ao aproveitamento da actual situação (desculpas...), fui despachado para o desemprego depois de 18 anos de dedicação. Que para ganhar uma miséria de subsídio de desemprego, também tenho de me apresentar de quinze em quinze dias na Junta de Freguesia (este senhor é todas as semanas..., que injustiça!), porque posso fugir com o muito que me pagam, com dinheiro que durante estes 18 anos EU lhes depositei na conta com o meu suor.

Pergunto? Que merda de país é este???

Ok, não o deixam sair do país!!! Tudo bem..., mas a mim deixam e eu mesmo que queira não posso!!! Porquê??? Por causa destes filhos da puta gatunos todos que gozam com o povo e lhes é permitido fazer tudo o que lhes apetece, e sair praticamente impunes destes atentados à nossa sociedade!!!

Que tristeza de país!!! Se metessem os cravos no cú..., e balas na G3!!! Isso é que era..., se calhar tinham mais medo e pensavam duas vezes antes de o fazerem!!!

Tenho uma filha com 7 anos!!! E não é este o país que eu quero para ela!!! Cambada de gatunos e oportunistas!!!

O BAILE DOS NOSSOS TANGAS - SORTUDOS!

Ele há tangos para todos os gostos


Os autarcas podem ficar impunes, escapando às penas do Tribunal de Contas e à obrigação de devolver dinheiro desviado e pagamentos ilegais, já a partir do próximo ano. É o que prevê a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2011. A alteração é feita através de uma complexa teia jurídica, com remissões que põem em vigor para os autarcas um decreto de António de Oliveira Salazar, de 1933 - que foi ressuscitado e se aplica, ainda hoje, aos membros do governo.

ALEGRIA,NO FUTURO; PRÓS VELHOS E VELHAS - TETAS E PAU DURO!

.
Infelizmente isto já não toca à Lili Caneças e ao Pinto da Costa! Paciência.
Y si Vic... para reir y llorar !!!!!!

JAJAJA Tan cierto...



Magistral!!!!


Esta frase la ha dicho el ganador del Nobel de medicina (el oncólogo brasileño Drauzio Varella).
GENIAL"En el mundo actual, se está invirtiendo cinco veces más en medicamentos para la virilidad masculina y silicona para mujeres, que en la cura del Alzheimer. De aquí a algunos años, tendremos viejas de tetas grandes y viejos con pene duro, pero ninguno de ellos se acordará para que sirven".

MAS ISTO É MESMO PARA VER! A VINGANÇA DA MANUELA

Clique a seguir

Lado B de 05/11/2010

por:
Tags: Vídeos

SEM COMENTÁRIOS DAQUI

Os clientes cantando egípcio "Made in China"

Não é só os mercados europeus, que são invadidas pelo "made in china". No mundo árabe, o fenómeno é tal que inspira os cantores no YouTube.
A televisão egípcia jogar já a enxurrada de produtos chineses. FRANÇA 24 tinham mesmo feito um pouco clipe bem-humorado sobre o assunto. Mas como sempre, os mais engraçados idéias provenientes da rede.
"Tudo vem da China" é o título desta canção postado no YouTube ElMaIsTR0. O intérprete identifica os produtos fabricados na China que usa roupas, telefone celular, mais leve ... mesmo "fawaniss" (lâmpadas oriental) Ramadan gastar! "Há muito mais do Justificar completamenteque os seres humanos, feitos na China!"
"Tudo é chinês", postado no YouTube MrYasor, que faz parte do mesmo estilo e empurra o objeto de escárnio para incluir ... uma mulher chinesa!
China ea Liga Árabe assinaram acordos de maio 2010 da parceria privilegiada. Um Fórum de Cooperação Sino-Árabe foi criado e desenvolvido desde 2004. China passou em menos de 10 anos do sexto para o segundo maior exportador para a Arábia Saudita.
Contribuintes

barhomy

A NOSSA MAIS NOBRE MAFIA

Processo Face Oculta

Godinho gastou mais de um milhão em presentes. Veja aqui a lista.

por Augusto Freitas de Sousa , Publicado em 12 de Novembro de 2010 Actualizado há 13 horas

Manuel Godinho tinha uma lista de presentes bem definida
São mais de 500 presentes para serviços e empresas do Estado, autarquias, forças de segurança e particulares
José Sócrates, Joaquim Ferreira do Amaral, Miguel Horta e Costa, António Mexia, Jorge Coelho e Ana Paula Vitorino são alguns dos mais de 500 nomes que constam da extensa lista de presentes do empresário de Ovar, Manuel Godinho.

A investigação do processo determinou que, entre 2002 a 2007, o suspeito de liderar uma associação criminosa entregou mais de um milhão de euros em presentes de Natal a inúmeras entidades e empresas que, entre outras, vão desde a REN, REFER, Estaleiros Navais de Viana do Castelo, Portucel, Finanças, GNR, autarquias, CTT, Caixa Geral de Depósitos, Ministério da Energia, Lisnave, Santa Casa da Misericórdia, Estradas de Portugal, direcções regionais do ambiente e economia, conservatórias, notários e bancos.
Os arguidos do processo também estão identificados como destinatários dessas prendas, mas há inúmeras entidades e funcionários que apenas constam da lista elaborada pela Polícia Judiciária, que investigou o processo.
Manuel Godinho tinha uma lista de presentes bem definida
Em 2002, o primeiro ano referido no processo, Manuel Godinho já tinha destinado ao presidente da REN, José Penedos, um centro de mesa Grand Lagoon no valor 1432,50 euros. Também o presidente da REFER, Braancamp Sobral, teve um presente exactamente igual. Vítor Correia Távora, presidente do Conselho de Administração da Empresa de Manutenção de Equipamentos Ferroviários (EMEF) não ficou atrás e também levou o seu centro de mesa Grand Lagoon. Esse ano, 2002, foi o ano dos centros de mesa para os presidentes das empresas: Miguel Horta e Costa, nessa altura da Portugal Telecom, também teve direito a uma peça semelhante.

Ovar lidera As prendas nesse ano não foram as mais caras. Manuel Godinho deixou para o presidente da Câmara de Ovar, Armando França, uma fruteira de prata sem asas da marca Atlantis, no valor de 1897 euros. Ligeiramente abaixo, com um valor de 1689 euros, ficou a jarra oval de prata Atlantis entregue ao vereador José Américo, também do executivo ovarense. Menos sorte teve o almirante Martins Guerreiro dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo que recebeu uma árvore de Natal, mas com um valor inferior: 449,50 euros.

Com excepção do antigo presidente da REN, José Penedos, e da PT, Miguel Horta e Costa, só em 2004 é que Manuel Godinho se viu catapultado para outros voos. Nesse ano, Sócrates, Jorge Coelho e Armando Vara já faziam parte dos mimos de Natal do empresário das sucatas. O mesmo ano em que Godinho entregou à GNR de Canas e de Viseu 19 cabazes de Natal.

Finanças lembradas Só as finanças de Esmoriz faziam parte da lista em 2002, mas em 2004, já apareciam funcionários das finanças de Viseu, do conservatório de Nelas e até da Quercus, que faz parte da listagem onde se refere que um funcionário recebeu um porta-canetas Empire e um castiçal no valor de pouco mais de 100 euros. Mas a lista não fica por aqui.

Mais recentemente, as noticiadas EDP e REN tinham na lista de pagamentos 43 funcionários, que, só em 2007, receberam, entre outras prendas, Wiskey, cantis D. João II, baldes de gelo, jarras, máquinas de café, saladeiras, canetas Montblanc e Dupond, garrafas de vinho e até um decanter desenhado pelo célebre arquitecto portuense Siza Vieira.
Qual a sua reacção:



PRESO PELOS TOMATES? MAS ELE TEM OS MESMO NO SITIO CERTO!

Presos pelos tomates


Isto de já não se ser novo tem as suas coisas más, como dores de costas, a necessidade de óculos para ler ou tratarem-nos por Senhor. Felizmente o que se perde de um lado compensa-se pela experiência ganha e a memória das coisas. Como dizia o Vitorino Nemésio, "se bem me lembro", quando entrámos para a União Europeia tudo eram sorrisos de uma Europa social e solidária. Com ela vieram os milhões da Europa que gastámos em belas estradas, por onde hoje chegam as batatas e os Porches, em facturas falsas e na criação de um gang de banqueiros e empresários que ainda hoje continuam a mamar desenfreadamente na teta do estado. Em troca pediam pouco, que destruíssemos a nossa agricultura e desmantelássemos a nossa indústria. Nunca mais esqueci aquela imagem de ver serrar a meio traineiras. Mas, que importava isso se havia milhões por todo o lado. Até que chegou o dia em que nos disseram que havia muitos mais milhões para chegar, mas que tínhamos de começar a colocar a nossa parte. Construi-se uma ponte e eles pagavam metade, pagavam metade de tudo. Claro que faltava a outra metade mas essa também não era problema; também tinham os bancos que estavam dispostos a emprestar-nos tudo o que desejássemos a um juro muito pequenino. Ainda ficámos com mais milhões para esbanjar e distribuir pelos amigos, porque aos milhões que a Europa nos oferecia ainda podíamos somar os outros milhões que nos emprestavam.
Hoje, que já estamos com a corda no pescoço, transformaram-se em mercados e não hesitam a em puxá-la a seu gosto. Hoje, a UE ainda tem 17.4 mil milhões disponíveis para nos dar só que nós nem para fazer empréstimos temos dinheiro. Os juros sobem, sobem, e estamos impotentes para evitar a bancarrota. Aquela Europa solidária que nos acolheu no seu ceio é a mesma que agora empresta dinheiro aos Bancos a 1% de juros para esses bancos nos poderem comprar a divida soberana a um juro de 7%. Estamos como o tóxico-dependente que já não passar sem a nossa doze regular e há muito vendeu todos os anéis. Que falta que nos fazem agora aquelas traineiras que vi cortar a meio.

O rapaz já era uma promessa! Se era... Ainda com "caca" na cueca já sabia dizer umas ´porras`!

A SOLIDARIEDADE AINDA ESTÁ VIVA... ADEUS AO "SENHOR ADEUS"

No Saldanha

Lisboa foi despedir-se do "Senhor do Adeus" (VÍDEO)

por Isaltina Padrão

Figuras públicas como Rui Zink, Ricardo Sá Fernandes e Leonor Poeiras juntaram-se às cerca de duas centenas de pessoas que se concentraram no Saldanha (Lisboa) para se despedirem do "Senhor do Adeus".

Aquele acenar de mão bem como aquele sorriso pelo qual ficou conhecido João Manuel Serra,

Baptizado pelo povo como o "Senhor do Adeus" e que faleceu na quarta-feira, aos 79 anos, levou os lisboetas a prestar-lhe uma sentida homenagem na qual, tal como ele, disseram adeus aos inúmeros carros que por eles passavam. O objectivo final foi despedirem-se do autor desse adeus e desse sorriso gratuitos que a tantos fazia felizes. "Este está a ser o mais bonito velório a que assisti nos últimos tempos e que, provavelmente, irei assistir nos próximos", frisou, em declarações ao DN o escritor Rui Zink, que conhecia João Manuel Serra das inúmeras passagens que fazia a pé pelo Saldanha.

É de lágrimas nos olhos e num incessante adeus aos automobilistas que o advogado Ricardo Sá Fernandes reconhece que "são gestos simples como os deste homem que dão alma à cidade". Uma opinião partilhada pela multidão que se concentrou a partir das 22.00 horas e que só começou a dispersar cerca de duas horas depois. Ao adeus e ao sorriso, um dos muitos jovens não se cansou de enviar beijinhos, um outro gesto que lembrou ao amigos que o "Senhor do Adeus" também fazia. "Ele dava tudo sem pedir nada em troca, por isso merece que lhe retribuamos tudo também", dizia emocionado com a multidão inesperada.

Agradavelmente surpreendida ficou também a apresentadora de televisão Leonor Poeiras, que num curto intervalo no trabalho deu um salto ao local onde tantas vezes retribuiu os gestos "com que o senhor João alegrava os finais do dia". Da parte dos automobilistas as reacções foram as mesmas de quando João Manuel Serra era vivo. Buzinhadelas e acenos, mas agora mais intensos do que nunca. Foi mesmo o derradeiro adeus aquele a quem sempre os saudou mesmo sem os conhecer. Tal como sem o conhecer, muitos se juntaram no mega velório levado a cabo por rostos anónimos que garantem que, para já Lisboa ficou a perder, mas poderá vir a ganhar novos "Senhores do Adeus" por afinal "não custa dar um sorriso e dizer um adeus".


SE EU MANDASSE... O SÓCRATES QUE SE CUIDASSE...LEVAVA UM ARRAIAL DE PORRADA ATÉ SE BORRAR DE "MERDA"

.
Artigo de jornal russo sobre Portugal - vale a pena ler
Date: Tue, 9 Nov 2010 19:15:26 +0000

Outro artigo deste “rapaz” Coluna de Timothy Bancroft-Hinchey

Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal…
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, colocaria no Ministério da Agricultura um adiantado mental que declararia no seu discurso de tomada de posse “De agricultura, eu não percebo nada” antes de passar a destruir o sector, entregando a produção à França e recebendo subsídios para não produzir, sem substituir a perda com algo que criasse empregos e desenvolvesse o sector numa base sustentável. O resultado do meu excelente empenho seria visível para quem visitasse a fronteira com a Espanha. De um lado, glória, Do outro, miséria.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, deixaria a União Europeia ficar com o sector das pescas e apesar de ter a décima maior Zona Económica Exclusiva no mundo, eu permitiria que barcos espanhóis pescassem nas águas portuguesas, enquanto os meus pescadores ficassem banidos do mar, secando em terra na miséria.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, eu destruiria o tecido industrial do meu país, fechando a Siderurgia Nacional, teimando em não construir um smelter para metais no Alentejo, apesar de ter as minas de Neves Corvo, maior mina de cobre na Europa, liquidando toda a indústria pesada, substituindo-a com uma ou duas indústrias ligeiras mas não criando as condições para a sua sustentabilidade, de maneira que a primeira onda económica difícil veria os parques industriais vazios.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, eu deixaria rios, ou seja Oceanos, de dinheiro correr pelas minhas mãos nos dez anos após a adesão à Comunidade Europeia, construindo pontes e auto-estradas para as pessoas fugirem do interior mais depressa, criando engarrafamentos humanos nas cidades, permitindo que firmas para gerir processos de aplicação de fundos comunitários aparecessem como cogumelos, sem qualquer fiscalização, esgotos nos quais esses fundos cairiam, sem deixar nada que se visse em termos de preparação do país para o futuro.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, antes de deixar o cargo, permitiria que meu partido colocasse centenas de amigos e familiares em lugares cimeiros com chorudas cláusulas de rescisão; encomendaria e pagaria fortunas por relatórios e estudos feitos por firmas dirigidas pelos meus familiares e amigos, para a seguir relegá-los para a gaveta, dizendo a um Senhor Professor Doutor Michael Porter “Não é bem assim”; empregaria um exército de assessores com direito a veículos topo-da-gama, motoristas, salários monstruosos, cartões de crédito para despesas particulares e um cartão da “Presidência” para apresentar quando por exemplo estavam bêbados demais para conduzir, e acenar na cara do agente da polícia depois do consequente acidente.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, seguiria uma linha de orientação na política externa que satisfizesse os caprichos de Washington, reconhecendo a independência de Kosovo de forma vil, baixo e covarde, apesar de quase todos os representantes das órgãos do Estado terem-se expressado contra essa ilegalidade.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, deixaria o Senhor Ministro das Finanças aumentar impostos e cortar os salários da classe média, castigando aqueles que nunca fizeram nada senão trabalhar, estudar e fazer seu melhor, retirando dinheiro da economia e enviando ondas de choque pelo país fora criando todas as condições para uma recessão a curto prazo e mais perda de empregos. E eu não sou professor catedrático de economia.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, mentiria entre os dentes ao país, alegando que tinha cursos e cadeiras universitárias quando nem sequer alguma vez meti os pés na sala de aula, fecharia escolas, destruiria o sistema pública de educação superior, instalaria um sistema em que quem tem dinheiro, pode… e quem não tem, que se lixe.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, alteraria a base de dados dos desempregados cosmeticamente de maneira que contassem só 10 por cento quando na realidade são uns 25 ou 30, os que querem trabalho e não têm.
.
Se eu fosse o Primeiro Ministro de Portugal, meu discurso de tomada de posse seria o seguinte:
.
“Senhoras e Senhores, vou pedir sacrifícios aos portugueses, ainda mais do que os outros governos desde há 36 anos. Prometo destruir todos os planos do governo anterior, não dando continuidade a nada em qualquer ministério, de forma a ver o país estagnar ainda mais. Os meus Senhores Ministros serão as pessoas mais adequadas para as Pastas, nomeadamente académicos que nunca viveram fora de redomas de cristal e que não têm nenhuma experiência da vida real. Nunca pegaram num sacho, e só sabem o que é uma enxada depois de a pisar e o cabo bater-lhes na cara. Praticarão políticas de laboratório que funcionam no papel em escritórios, em Lisboa.
.
“Senhoras e Senhores, vou crucificar ainda mais a classe média, levada ao ponto de ruptura por executivos anteriores, e o meu não será excepção. Sabendo que é esse sector que trabalha, paga os impostos e se sacrifica para ter uma casa, vou fazer tudo possível para que colectivamente, tenha de tirar os filhos das escolas particulares, pois as escolas públicas são tão boas; vou fazer tudo para dificultar a vossa vida de maneira que ou vocês fujam de Portugal, ou então os seus filhos e filhas tirem o primeiro bilhete de ida só, para fora, seja para onde for, nem que seja para Burkina Faso.
.
“Senhoras e Senhores, meu governo irá seguir os passos de todos os executivos anteriores desde o 25 de Abril de 1974, deixando o país mais pobre, destruindo ainda mais o pouco que resta, a troca de nada, deixando-os sem qualquer fio de esperança no futuro, pois havemos de chegar ao fundo do poço e ainda cavar mais além.
.
“Senhoras e Senhores, meu governo vai aumentar a taxa de IVA para leite com chocolate para 23 por cento, mantendo o vinho a 13%, de maneira que os filhos que ficarem aqui, e que não tenham o estofo suficiente para fugirem, possam levar uma garrafa de Periquita para a escola, para ficarem ainda mais atordoados, estúpidos e atrasados, fornecendo uma excelente geração para governar no futuro”.

E sabem o mais engraçado desta história? É que com um discurso destes, os portugueses votariam em mim.

Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 12.11.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

T. Novas: Feridos em colisão
Faro: Buscas por ‘haxe’ terminam
Braga: Incêndio revela cadáver
Homem viola grávida junto a cemitério
Carlos Cruz: Pedroso visado

Capa do Público Público

Toda a informação do Público na palma da sua mão.
EUA, China e Alemanha mantêm posições e arriscam acordo sem significado no G20
Sorteio da Taça América favorável a Brasil e Argentina
A Europa que interessa a Angela Merkel
Malaga vence na Taça do Rei com golos portugueses

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Lisboa foi ao Saldanha despedir-se do "Senhor do Adeus"
Lisboetas vão sentir falta do "Senhor do Adeus"
Deputados acusam MAI de alarmista
Denunciantes vão estar a par do estado das investigações
Crise não atinge castanhas e vinho novo no São Martinho

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Presidente da FIFA convoca reunião de emergência
Amazon.com suspende venda de guia polémico
Luísa Pelayo na pista dos jesuítas
Crise "congela" segunda fase do metro do Porto
O último adeus ao senhor do Saldanha

Capa do i i

Instituto de Conservação da Natureza tem remunerações em atraso
Dívidas. Afinal quem mente: a ministra ou os autarcas?
BPP. Buscas em casa de antigos gestores e junto de advogados
Passadeira que o Papa pisou está à venda na internet por cinco mil euros
Godinho gastou mais de um milhão em presentes. Veja aqui a lista.

Capa do Diário Económico Diário Económico

Trichet pressiona banca portuguesa
Bolsa nacional acumula o pior ciclo em dez meses
Portugal entre as economias que mais perde com dólar fraco
G20 dividido avança com lista de bancos sistémicos
Juros altos levam Governo a vender dívida no Médio Oriente

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Especulação de subida das taxas na China pressiona acções asiáticas
As notícias em foco na edição de hoje, dia 12 de Novembro, no Negócios
TAP negoceia reforço da operação na Escandinávia
Impresa propõe 1,25 meses de salário para travar despedimento colectivo
Ministério Público investiga administrações da Refer

Capa do Oje Oje

Wall Street encerra em queda penalizada pela tecnológica Cisco
REN investe 3.200 milhões até 2016
Lucro da Inapa dispara com preços e IBEX
EDP vai ao mercado até 700 milhões
Portugal faz nova emissão de dívida na quarta-feira

Capa do Destak Destak

Repórter investigado por alegadamente gerir portal de prostituição
Plan B deverá oferecer próximo disco
Livrarias Bertrand, Banco de Bens Doados e Fundação Pro Dignitate criam Banco de Livros
V. Guimarães critica Liga por não considerar de alto risco clássico do Minho com Sp. Braga
Comissão parlamentar pede esclarecimentos ao Governo sobre despedimento colectivo

Capa do A Bola A Bola

Pontapé na tradição
Domingos no quarto assalto ao Castelo
Inscrição de Wang Gang só entra a partir de Janeiro
Algés convida Ticha
Nolito pode ser o 1.º reforço para 2011/12

Capa do Record Record

À procura da melhor condição
André Santos assume o papel de Maniche
Sporting continua a tentar Almeida
Ao nível das piores temporadas
António Gaspar: «Recuperação nunca inferior a 3 meses»

Capa do O Jogo O Jogo

Campeonato Mundial: Portugal arrecada 20 medalhas
Laurentino Dias exige alteração dos estatutos da Federação Portuguesa de Vela
Ajax apurado para os oitavos-de-final da Taça da Holanda
Sorteio da Copa América
Taça do Rei: Málaga segue em frente com golos dos portugueses Eliseu e Edinho

HILARIANTE VER O VIDEO E A EUROPA DE CEROILAS ROTAS!

Caros patrícios e patrícias, não vale a pena entrarem em depressão devido à má sorte que a gente teve com a economia, da Europa, em fraldas.
Riam-se, mandem a depressão para as malvas, que o video que vão ver, abaixo, deixa-os, absolutamente, confortados.
Os portugueses são uns priviligiados, europeus, e não vai haver problema algum se não houver dinheiro, no futuro, para comprar comida.
Portugal é pródigo na cultura de caracois e eles nascem em todos os lados, sem grandes cuidados, na criação. Assim com caracois em "barda" e caldinho estamos safos na alimentação.
.

.
Hilariante (mas, real...): em 2min, como está a nossa economia!
Não percam, obrigatório ver, e é duma simplicidade atroz!

Como vai a Europa e o Euro...
Brilhante…
.

Clique a seguir e não se esqueça de ligar o som
.
.

OS TEMPORAIS DE PORTUGAL

.
O temporal que acontece todos os dias em Portugal

Se sofre do coracao, recomenda-se que não veja este vídeo!!!