Translator

domingo, 21 de novembro de 2010

SINDROMA DE HOMEM,SAUDOSO,BARRIGUDO

.



Para aqueles que casaram agora, ou ainda conseguem manter o 1º casamento.

Quando completei 25 anos de casado, introspectivo, olhei para a minha esposa e disse:
.
-Querida, há 25 anos nós tínhamos um carocha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos num sofá-cama e víamos televisão a preto e branco num ecrã de 14 polegadas.
.
Mas, todas as noites, eu dormia com uma mulher de 25 anos. Agora nós temos uma mansão, dois Mercedes, uma cama super King Size e uma TV plasma de 50 polegadas, mas eu durmo com uma senhora de 50 anos.
.
Parece-me que és a única que não está evoluindo.
A minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava fazendo:
.
- Sem problemas. Sai de casa e encontra uma mulher de 25 anos de idade que queira ficar contigo. E se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que tu, novamente, consigas viver num apartamento caindo aos pedaços, dormindo num sofá-cama e conduzindo um carocha.

Sabem que fiquei curado da minha crise de meia-idade?
.
Estas mulheres maduras são realmente o máximo! E PARA COMPLETAR...
.
- Querida, responde-me, mas onde está agora aquela mulher linda e sexy com quem eu me casei?

A mulher respondeu, sem levantar os olhos do que estava fazendo:
.
- Querido, comeste-a!
.
Olha bem para o tamanho da tua barriga!

A ROSINHA CHUPA E DEPOIS DE CHUPADO FICA COM O PAU A BRINCAR

.

Video da Rosinha

video

ANÁLISE POR GENTE QUE SABE

Análise

Houve um verdadeiro sentimento de urgência que os ministros das Finanças da zona do euro realizaram uma teleconferência tentando concordar tanto deste como podiam antes de os mercados abrirem na segunda-feira.

O Banco Central Europeu disse que isso era tudo sobre a salvaguarda da estabilidade financeira do euro ea zona euro. O ministro alemão das Finanças disse que esta não foi a defesa de um país - a Irlanda -, mas a defesa de uma moeda comum.

O que estava dirigindo tudo isto foi o medo do contágio - que o problema da Irlanda pode se espalhar para outros países da zona euro, como Portugal, mais os custos de empréstimos e, talvez, forçá-los a aceitar um bail-out também.

A grande questão agora é que houve dois da zona do euro bail-outs este ano: Será que isto vai ajudar a desenhar uma linha sob instabilidade ou vamos ver uma sucessão de crises, levantando questões de longo prazo sobre o futuro de estabilidade na União Europeia?

CRISE ECONÓMICA NA ZONA DO EURO - É ESTA A REALIDADE...!!!

.
A UE e o FMI estão dispostos a ajudar Portugal em crise
L'Union européenne et le FMI se disent prêts à aider l'Irlande en crise
Os ministros das Finanças da zona do euro decidiram responder positivamente ao pedido de ajuda financeira feita pela Irlanda. O FMI está pronto para participar. O montante da ajuda seria entre 80 e 90 bilhões de euros.
Por Despacho (texto)

AFP - A União Europeia tem respondido favoravelmente na noite de domingo a um pedido de ajuda internacional para dezenas de milhões de euros na Irlanda, que se tornará o segundo país da zona do euro este ano para receber apoio depois Grécia.

Ajuda para a Irlanda "é necessário para salvaguardar a estabilidade financeira da UE e da zona do euro", disse em uma declaração dos ministros das Finanças da zona do euro e de toda a União Europeia, Após uma reunião convocada de emergência, enquanto ao mesmo tempo em Dublin formalizou seu pedido de apoio.

O montante não estava imediatamente claro. Mas Dublin disse que equivaleria a várias "dezenas de milhões de euros".

O volume total de apoio permanecerá em "menos de 100 mil milhões de euros", disse no domingo o ministro das Finanças belga, Didier Reynders, cujo país detém a presidência da UE.

Na primavera, a Grécia tinha garantido um empréstimo de 110 bilhões de euros durante três anos, sendo então incapaz de contrair empréstimos a taxas de juros acessíveis para refinanciar sua dívida.

O objetivo neste momento é principalmente para ajudar os bancos irlandeses em crise, como Dublin teve a fiança até a quantia de 50 bilhões de euros, tornando o défice traçado para escalar o pico: 32% do produto interno bruto prevista para este ano.

É também para evitar o contágio a outros países com fracos finanças públicas da UEM, como Portugal e Espanha, através de maiores taxas de juros dos títulos. Daí a mensagem da União Europeia na noite de domingo, destinada a tranqüilizar os mercados antes da sua abertura ontem de manhã.

Cadastre-se da dimensão internacional da crise irlandesa, as consultas também foram realizados sobre o assunto na noite entre os banqueiros centrais dos países do G7 (EUA, Japão, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha e Itália) .

Em detalhe, a Irlanda será elegível para um pacote de ajuda para os países da Zona Euro com problemas desenvolvidos na última primavera após a crise da dívida na Grécia, com um total de 750,000 milhões euros e inclui três componentes.

Vai depender principalmente em um envelope de até 60 bilhões de euros em empréstimos garantidos pelo orçamento da UE, a Organização Europeia de Estabilidade Financeira do Fundo - até 440 bilhões de euros em garantias países área do euro para empréstimos - e, finalmente, uma contribuição ao FMI.

Um novo plano de austeridade em perspectiva

Espera-se que o Reino Unido ea Suécia - dois países de fora da área do euro - é complementar empréstimos bilaterais para a Irlanda.

O objetivo é, principalmente, criar um fundo para ajudar a recapitalizar os bancos em Portugal que exigem novos recursos, a declaração da UE.

Esses bancos são selados pelo estouro de uma bolha imobiliária na sequência da crise financeira global. E Dublin viu o seu défice explodir por causa das injeções de liquidez que ele tinha que fazer para salvá-los. Esse déficit deve retornar ao limite europeu de 3% do PIB até 2014.

Em troca, a UE advertiu neste domingo que o setor, apoiado também no comprimento do braço pelo Banco Central Europeu teria de ser "reestruturados" e ele teria que se submeter a um programa de perda de peso.

Esforços orçamentais também serão necessários, que já causou a ira da opinião pública na ilha. O governo irlandês confirmou que será anunciado "início da próxima semana" um novo plano de austeridade, antes da ajuda internacional.

UMA PUTA NA PROFISSÃO ERRADA...

.






E ASSIM SE VAI ROUBANDO POR MEIOS SOFISTICADOS E POLÍTICOS...!!!

.

“Publicar mais uma vez é para lembrar o que os nossos políticos seguem por aí a fazer.... Pois,pois servem de exemplo à “arraia-miúda”que lhe segue o exemplo e também roubam um pão ou miolas dele”. Odeio a corrupção...pendurava-os, os que roubam o erário público, numa figueira brava. José Martins

.

Carta de Henrique Raposo a Jorge Coelho

Para quem não teve oportunidade de ler

Esta carta tem de ser lida... Caro Dr. Jorge Coelho, como sabe, V. Exa. enviou-me uma carta, com conhecimento para a direcção deste jornal. Aqui fica a minha resposta.Em 'O Governo e a Mota-Engil' (crónica do sítio do Expresso), eu apontei para um facto que estava no Orçamento do Estado (OE): a Ascendi, empresa da Mota-Engil, iria receber 587 milhões de euros. Olhando para este pornográfico número, e seguindo o economista Álvaro Santos Pereira, constatei o óbvio: no mínimo, esta transferência de 587 milhões seria escandalosa (este valor representa mais de metade da receita que resultará do aumento do IVA). Eu escrevi este texto às nove da manhã. À tarde, quando o meu texto já circulava pela internet, a Ascendi apontou para um "lapso" do OE: afinal, a empresa só tem direito a 150 milhões, e não a 587 milhões. Durante a tarde, o sítio do Expresso fez uma notícia sobre esse lapso, à qual foi anexada o meu texto. À noite, a SIC falou sobre o assunto. Ora, perante isto, V. Exa. fez uma carta a pedir que eu me retractasse. Mas, meu caro amigo, o lapso não é meu. O lapso é de Teixeira dos Santos e de Sócrates. A sua carta parece que parte do pressuposto de que os 587 milhões saíram da minha pérfida imaginação. Meu caro, quando eu escrevi o texto, o 'lapso' era um 'facto' consagrado no OE. V. Exa. quer explicações? Peça-as ao ministro das Finanças. Mas não deixo de registar o seguinte: V. Exa. quer que um Zé Ninguém peça desculpas por um erro cometido pelos dois homens mais poderosos do país. Isto até parece brincadeirinha.Depois, V. Exa. não gostou de ler este meu desejo utópico: "quando é que Jorge Coelho e a Mota-Engil desaparecem do centro da nossa vida política?". A isto, V. Exa. respondeu com um excelso "servi a Causa Pública durante mais de 20 anos". Bravo. Mas eu também sirvo a causa pública. Além de registar os "lapsos" de 500 milhões, o meu serviço à causa pública passa por dizer aquilo que penso e sinto. E, neste momento, estou farto das PPP de betão, estou farto das estradas que ninguém usa, e estou farto das construtoras que fizeram esse mar de betão e alcatrão. No fundo, eu estou farto do actual modelo económico assente numa espécie de new deal entre políticos e as construtoras. Porque este modelo fez muito mal a Portugal, meu caro Jorge Coelho. O modelo económico que enriqueceu a sua empresa é o modelo económico que empobreceu Portugal. Não, não comece a abanar a cabeça, porque eu não estou a falar em teorias da conspiração. Não estou a dizer que Sócrates governou com o objectivo de enriquecer as construtoras. Nunca lhe faria esse favor, meu caro. Estou apenas a dizer que esse modelo foi uma escolha política desastrosa para o país. A culpa não é sua, mas sim dos partidos, sobretudo do PS. Mas, se não se importa, eu tenho o direito a estar farto de ver os construtores no centro da vida colectiva do meu país. Foi este excesso de construção que arruinou Portugal, foi este excesso de investimento em bens não-transaccionáveis que destruiu o meu futuro próximo. No dia em que V. Exa. inventar a obra pública exportável, venho aqui retractar-me com uma simples frase: "eu estava errado, o dr. Jorge Coelho é um visionário e as construtoras civis devem ser o Alfa e o Ómega da nossa economia". Até lá, se não se importa, tenho direito a estar farto deste new deal entre políticos e construtores.

ESTE BLOGUE ELEGEU A FOTO DO ANO!

.



MÚSICA POPULAR PORTUGUESA: " A ROSINHA LEVA NO PACOTE"

.

E o problema é dela!

video

O Porteiro da NATO


Ouvir o Sócrates a falar da Cimeira da NATO e daquilo que Portugal conseguiu, só me faz lembrar o porteiro de uma festas de gala a falar das gorjetas que recebeu. Neste caso ainda pior, a gabar-se das gorjetas que diz que recebeu, a de que a bandeira da NATO continuará desfraldada nos céus de Portugal. Não sabemos se num comando operacional ou numa guarita, mas ela lá estará....infelizmente.

SUA SANTIDADE BENTO XVI, ADMITE O USO DA "BORRACHINHA"


.
Bento XVI considera errado dizer que o papa é infalível
21 de novembro de 2010 • 10h39 Comentários

Notícia

Reduzir Normal Aumentar Imprimir Bento XVI considera errado afirmar que o papa é infalível, pois, segundo ele, mesmo o hierarca máximo da Igreja Católica também se equivoca, declaração que se soma à justificativa que fez do uso de preservativos "em alguns casos".
Ambas as declarações foram expressas no livro-entrevista do escritor Peter Seewald - baseado em entrevistas com Bento XVI -, que será lançado na próxima terça-feira, mas que teve algumas páginas divulgadas neste domingo pela imprensa italiana e alguns trechos publicados um dia antes pelo jornal vaticano "L''Osservatore Romano".

Bento XVI também disse que nunca pensou que seria eleito papa e que, embora Deus lhe dê forças para seguir adiante, ele nota que, aos seus 83 anos, "as forças vão diminuindo".

Além de justificar o uso do preservativo "em alguns casos", a primeira vez que um papa o faz, Bento XVI enfrenta no livro outros aspectos do Pontificado, da Igreja, de sua vida e do momento de sua eleição.

Perguntado se "o papa é verdadeiramente infalível, um soberano absoluto, cujo pensamento e vontade são lei", Bento XVI responde, de maneira categórica: "isso é um equívoco".

Segundo Bento XVI, o papa se comporta "como qualquer outro bispo", salvo em determinadas condições, "quando a tradição é clara e se sabe que não se atua arbitrariamente".

"Obviamente, o papa pode se equivocar. Ser papa não significa se considerar um soberano cúmulo de glória, mas alguém que dá testemunho de Cristo crucificado".

A infalibilidade do papa, aprovada pelo Concílio Vaticano I, é um dos pontos que separam as Igrejas Católica e Ortodoxa.

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 21.11.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Estrela: Neve corta estradas
Faro: Ferido grave em acidente
Braga: Homem atropelado
Felgueiras: Assalto armado a café
Gaia: Pai e filho detidos pela GNR

Capa do Público Público

Toda a informação do Público na palma da sua mão.
Real Madrid vence e vai a Camp Nou como líder
AC Milan reforça liderança
Correia de Campos desvaloriza estimativas de 25 a 30 por cento de desperdício no SNS
ABC perde na Sérvia e é eliminado da Taça Challenge

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Manifestação anti-NATO
O último dia da Cimeira da NATO
"Nunca vi vantagem nenhuma no homicídio político"
Alegre é um amigo na Presidência
"Grupo dos Nove queria que eu assumisse a Presidência"

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

ONU diz que posição do Papa sobre uso do preservativo é "um passo em frente"
Foram libertados os 42 activistas detidos em Lisboa
Portugueses são dos que menos fazem greve
Oncologia em Portugal está à beira da ruptura
O maior complexo muçulmano

Capa do i i

Sócrates não confirma se Amado chega ao final da legislatura
Assessores do Infarmed com salários iguais a directores
Obesidade infantil em Portugal diminuiu 2,8% nos últimos sete anos
Enfermeiros reconhecem competência a parteiros para passarem receitas
Manifestantes dispersam depois de ânimos exaltados

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Irlanda não tem que aumentar IRC para receber ajuda internacional
Passos Coelho diz que défice é 9,5% do PIB e dívida pública atinge 112%
Líderes da NATO proclamam Lisboa como ponto de viragem
Barroso: Cimeira foi "íntima, amigável e focada"
Van Rompuy: "Dados fundamentais da economia europeia são saudáveis"

Capa do A Bola A Bola

Bruma prefere o Sporting
Regressa o matador
«Força da equipa é que manda» – Hulk
Revisão contratual de Diogo Salomão na mesa
Fogo de artifício encerra comemorações do centenário

Capa do Record Record

Postiga está perto de marca especial
Só Airton preocupa
Artilharia pesada
Tudo à espera de Cardozo
Dupla já passou a meia centena

Capa do O Jogo O Jogo

Gil Eanes perde 34-29 e é afastado da Taça EHF
Espírito Santo sagrou-se campeão face ao São Paulo
Cristiano Ronaldo desafia Barcelona a marcar 8 golos no clássico
Montpellier líder surpresa à condição da liga francesa
Milan segura liderança com golo de bicicleta de Ibrahimovic