Translator

domingo, 26 de dezembro de 2010

MANUELA MOURA GUEDES...E O ZÉZITO A ENGOLIR UM SAPO...!!!

Registo polémico de Moura Guedes trará audiências

00h00m - Jornal de Notícias

Ana Gaspar

A estreia de Manuela Moura Guedes na SIC, que marca o seu regresso à televisão, é aguardada com expectativa. O formato não é ainda conhecido, mas este pode ser sinónimo de boas audiências para a estação de Carnaxide segundo especialistas ouvidos pelo JN.

Após uma paragem de mais de um ano, Manuela Moura Guedes prepara o seu regresso ao ecrã, desta vez na SIC. Do formato ainda pouco se sabe. Apenas que será semanal, emitido em horário nobre e sobre temas da actualidade.

Se servirá de contra-poder ao poder político as opiniões ouvidas pelo JN não são unânimes. Mas há uma certeza: a contratação da jornalista foi uma boa aposta da estação e deverá trazer a Carnaxide as audiências desejadas.

"O aparecimento de um formato informativo é sempre boa notícia", considera Felisbela Lopes, lamentando o desaparecimento da informação não diária do canal generalista da estação.

Na opinião da professora da Universidade do Minho, "ao contrário daquilo que os directores de programas acham", a informação em horário nobre tem audiência "como toda a década de 90 comprovou".

Juntando este dado ao facto de se tratar de um "formato conduzido por uma jornalista com um registo polémico", parece não haver dúvidas, para a investigadora da área dos média, de que se irão conseguir bons resultados. "A SIC não pode correr riscos em horário nobre. Com certeza que ponderaram todas as variáveis", explica Felisbela Lopes.

Igualmente no entender do crítico de televisão, Eduardo Cintra Torres, esta contratação dará os frutos desejados. "Ir buscar uma pessoa que tinha audiência é uma boa aposta", frisa. Quanto ao formato mais adequado, o docente antevê que "não será um programa habitual".

E concretiza: "Tipo magazine noticioso, que escape um pouco à agenda e vai procurar fazer o jornalismo de contra-poder que já era feito no 'Jornal Nacional de 6.ª' e que me parece que faz falta, independentemente de se apreciar ou não o estilo".

Também Felisbela Lopes utiliza a expressão "contra-poder" para caracterizar o formato, por vivermos um "contexto político tenso que ainda o vai ser mais no próximo ano". E acrescenta: "Há alguma expectativa em relação à linha editorial e ao campo que o programa vai explorar. Se seguir a actualidade política, não será inócuo".

Contratação igual à de Marcelo

Já o politólogo José Adelino Maltez desvaloriza o termo. "A comunicação social não é contra-poder, é poder. Todos os chamados contra-poderes são poderes, inclusive as forças de bloqueio".

Em relação à contratação de Moura Guedes, o investigador compara-a às de Marcelo Rebelo de Sousa (TVI) e de Miguel Sousa Tavares (SIC). "O habitual tem sido contratações deste tipo de espectáculo", ironiza, recordando que Manuela Moura Guedes já foi deputada pelo CDS, na liderança de Manuel Monteiro, e que o primeiro-ministro, José Sócrates, "foi lançado no espaço mediático" como comentador televisivo.

Sublinhando ser difícil de prever o tipo de formato, Adelino Maltez recorre às leis do mercado para antever resultados. "Há oferta, há procura. E independentemente de alinharmos ou não com o tipo de informação, é este sistema de balança de poderes é que impede a concentração de cada um deles".

Marcelo Rebelo de Sousa: "Sócrates é daqueles cães que filam as canelas"


.
Comentário semanal na TVI

Por LUÍS REIS RIBEIRO Ontem - Diário de Notícias

Relativamente a José Sócrates, Marcelo Rebelo de Sousa disse no seu comentário semanal no "Jornal Nacional" da TVI que "o primeiro-ministro é um daqueles cães que filam as canelas".

O analista político não acredita que o primeiro-ministro renuncie ao cargo, mas equacionou vários cenários que podem precipitar e até falou de crise política mais para o final do ano: um primeiro em que Sócrates pode bater com a porta, outro no caso do chumbo das medidas do Programa de Estabilidade e Crescimento, um terceiro em que PSD, CDS e PCP entendem-se e votam a favor de uma moção de censura ao Governo e um quarto cenário que seria a não aprovação do Orçamento do Estado para 2012.

"Se o fundo europeu e o FMI tiverem de entrar em Portugal o PSD e o CDS têm de ponderar seriamente em formar uma nova AD". Caso contrário, diz Rebelo de Sousa, "não estou a ver o PSD e o CDS a precipitarem o fim do Governo".
O professor qualificou o aumento faseado do salário mínimo em 2011 de "razoável", mas sublinhou que era preferível ter-se decido subir 25 euros para 500 euros a 1 de Janeiro como estava inicialmente previsto.

EU, EMBAIXADOR SEIXAS DA COSTA E SEU BLOGUE: "DUAS-OU-TRÊS"

.

No topo



O jovem diplomata tinha chegado àquele posto há poucos meses. O seu chefe era uma figura da velha escola das Necessidades, algo severo, um pouco ácido e nada dado a confianças com os subordinados. Recebia-os o mínimo tempo necessário e não criava um ambiente propício a conversas. Apesar de tudo - havia que reconhecer -, não se podia queixar: era tratado por ele com atenção e, profissionalmente, a experiência estava a ser interessante.
.
Um dia, o chefe chamou-o: deveria, nos três dias seguintes, acompanhar um velho embaixador vindo de Lisboa, que fora destacado para executar uma missão especial naquela cidade, ligada a uma qualquer estrutura internacional. Pela forma como o seu chefe lhe referiu o assunto, percebeu logo não se tratar de alguém com quem ele tivesse uma relação de simpatia muito forte. Aliás, o visitante nem sequer tinha prevista, no seu programa, uma deslocação à Embaixada.
.
O contacto com o diplomata chegado de Portugal revelou-se, para o nosso jovem, uma surpresa muito agradável. Era um "gentleman" - cordial, falador, contador de histórias interessantíssimas sobre a carreira e a vida diplomática. Estava a ser um prazer acompanhá-lo.
.
Uma noite, no bar do hotel onde o velho embaixador estava instalado, e talvez abusando um pouco da familiariedade com que estava a ser tratado, o jovem diplomata ousou perguntar:

- O senhor embaixador vai-me desculpar mas, dado o seu profundo conhecimento da nossa carreira diplomática, gostava de lhe colocar uma pergunta um pouco delicada...

- Ó homem, esteja à vontade!, diga lá o que quer saber - responde-lhe, condescendente, o colega mais antigo.

- Como sabe, estou há poucos meses neste posto. Tenho uma boa relação com o meu embaixador, mas já deu para perceber que tem um feitio complicado e dizem-me que está longe de ser uma pessoa consensual na nossa carreira. Tinha, por isso, alguma curiosidade em saber como é que ele é, de facto, cotado no âmbito do MNE.

- Mas isso é muito fácil, caro colega: o seu embaixador está, sem a menor sombra de dúvida, qualificado no topo dos nossos colegas!

- Ah! sim? É tido como um dos nossos melhores embaixadores?

- Não, homem! Nada disso! Está no topo dos maiores estupores da nossa carreira, claro!

Não tenho registado o historial de conflito que terá existido entre os dois velhos diplomatas. Mas coisa séria deve ter sido...



Jose Martins disse...
Senhor Embaixador,
.

Eu experimentei a acidez de um chefe de missão por 7 anos!
.
Ele eu por este longo período fizemos a 1ª presidência portuguesa da União Europeia ao que viria a informar a Secretaria de Estado que a presidência no seu posto tinha corrido sobre rodas.
.
Uma incógnita saber-se, em que modos, chegava pela manhã ao seu gabinete... Dependia dos copitos que no dia anterior tivesse bebido, cujo o cheiro, por vezes exalado pela boca era semelhante a de alambique de destilar “bagaço”.
.
Pregava, praticamente, todos os dias comigo e com o pessoal, contratado, localmente por dá cá aquela palha.
.
Diplomata que fosse convidado para número dois do posto recusava-se e chegaram três, alternamente, em comissão de serviço de seis meses.
.
Com a pequena comunidade portuguesa não houve relacionamento salutar e nunca mais chegava o dia de partir definitivamente do posto para meu alívio e dos contratados.
.
Depois de tanto e mais martírios, em sete anos, o meu salário proposto por ele às Necessidades de 500 dólares, quando partiu estava em 570 dólares.
.
Uns dias antes de dizer o adeus à diplomacia, enchi-me de coragem pedi licença para entrar no seu gabinete de trabalho e digo-lhe: “Senhor embaixador eu servi-o por 7 anos e vai-se embora e não vai fazer nada por mim?”
.
Bem ele sabia que eu desejava que me propusesse a vice-cônsul, vago havia quatro anos e a minha licenciatura com a 4ª classse da primária chegava,melhorando assim o meu o salário.
.
Respondeu: “Ó Martins o senhor não tem habilitações!” Digo-lhe: “Senhor embaixador o Fernão Mendes Pinto também não tinha habilitações nenhumas e foi o primeiro embaixador de Portugal no Japão...!!!
Retorquiu: Oh Martins isso foi noutros tempos!
.
Entendi então: “Mudam-se os tempos e com ele as vontades” Razão tinha o Camões quando escreveu o soneto.
Saudações de Banguecoque
José Martins
.
P.S. – Nada tenho contra os diplomatas, boa gente, porque no meio do pântano também nascem e brotam flores.

FELIZ 2011 E DEIXEM-SE DE "MARIQUICES" DE PENSAR EM MISÉRIAS

.

Não perca de ver o video

O MENINO JESUS COLOCOU PRENDINHA AO JULIAN ASSANGE NO SAPATINHO

.
Actualizado em: 26/12/2010
- Justiça - Wikileaks

Julian Assange assinou um contrato de 1, 2 milhões de euros para escrever sua autobiografia
Julian Assange signe un contrat d'1,2 million d'euros pour écrire son autobiographie
O fundador do site Wikileaks, assinou um contrato para escrever a história de sua vida. O acordo traz 1.200.000 € que vai investir para se defender de acusações de abuso sexual que ele teve.
.
Por Despacho (texto)

AFP - O fundador da Wikileaks Julian Assange disse neste domingo em um jornal britânico que ele tinha assinado um contrato de pouco mais de um milhão de libras (1,2 milhões de euros, 1,5 milhões de dólares) sua autobiografia.

Em uma entrevista publicada neste domingo pelo jornal The Sunday Times, Julian Assange disse que este montante irá ajudá-lo a se defender contra as acusações de abuso sexual interposto por duas mulheres na Suécia.

"Eu não quero escrever este livro, mas tenho de fazê-lo", diz ele. "Eu já gastou US $ 200.000 em taxas legais e tenho que defender o Wikileaks e manter à tona", acrescenta.

O australiano disse que irá receber 800.000 dólares (600.000 euros) Alfred A. Knopf, seu editor norte-americano, e £ 325.000 (380.000 euros, 500.000 dólares) de Columbia Canongate. Além disso, outros contratos devem trazê-lo de £ 1.100.000.

O australiano, que actualmente desfruta de um regime de liberdade condicional na Inglaterra, é no âmbito da extradição para a Suécia por "assalto sexual". Por seu lado, Washington consideraria processar ele por espionagem após a publicação, no Wikileaks de milhares de notas diplomáticas dos EUA.

Preso 07 de dezembro em Londres, ao abrigo de um mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades suecas, Julian Assange gastou um total de nove dias na prisão. A audiência sobre sua possível extradição para a Suécia começa a 07 de fevereiro. Mas pode demorar vários meses, porque muitos dos recursos possíveis.

"Os trabalhos do júri ainda é segredo"



Por Emmanuel SAINT-MARTIN , correspondente em Nova York em 18/12 às 08:00

Click here to find out more!

OLHA,OLHA O PINHO DOS "CORNINHOS"`ESPERA TACHÃO!

.


Manuel Pinho nega convite para presidir à CGD
.
24 Dezembro 2010 14:19
.
Jornal de Negócios Online - negocios@negocios.pt
.
Marques Mendes afirmou ontem ter informações que apontam para que Manuel Pinho seja o próximo presidente do banco do Estado. Ex-ministro da Economia nega qualquer convite. Manuel Pinho negou esta tarde, em declarações ao Negócios, qualquer convite para ser presidente da Caixa Geral de Depósitos.

É a reacção do ex-ministro da Economia, depois de Luís Marques Mendes ter dito, ontem na TVI24, ter informações que dão conta que Pinho seria a escolha mais provável para ser o próximo presidente da Caixa Geral de Depósitos.

Questionado acerca das especulações sobre mudanças nas administrações dos bancos portugueses, o antigo líder do PSD afirmou que “relativamente à CGD, pelas informações de que disponho, acho que o mais provável pode ser a escolha de Manuel Pinho” para presidente do banco do Estado.
O mandato da actual administração da Caixa, liderada por Faria de Oliveira, termina no final deste ano, cabendo ao Governo em 2011 decidir renovar o mandato ou escolher nova equipa de gestão.

“Dizem-me as minhas informações” que o sucessor de Faria de Oliveira será Manuel Pinho, mas “a seu tempo veremos”, afirmou Marques Mendes, não revelando mais detalhes sobre este assunto.

Há já alguns meses que surgiram estes rumores de que o Governo pretendia escolher Manuel Pinho para presidente da Caixa, mas a informação nunca foi confirmada nem noticiada.

MENSAGEM DE NATAL DO NOSSO ZÉZITO

.

Batam muitas palminhas ao nosso Zézito

AS SUAS NOTÍCIAS NO DIA 26.12.10

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Venezuela: Morreu o ex-Presidente Carlos Andrés Pérez
Mogadouro: Incêndio destrói parte de Igreja
Membros do GOE resgatam portugueses
Alberto Contador: “2011 será histórico”
José Manuel Anes: Mediador em conflito

Capa do Público Público

Toda a informação do Público na palma da sua mão.
Duas mortes no dia de Natal elevam para sete o número de vítimas mortais desde quinta-feira
Morreu o ex-presidente da Venezuela Carlos Andrés Péres
Sorteio do Totoloto (52º/2010)
BE diz que realidade é completamente diferente do discurso do primeiro-ministro

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Fogo consome parte da igreja de São Martinho do Peso
Sete mortes nas estradas desde quinta-feira
Empresário morto com barra de ferro
Cardeal tocou na ferida que levou Sócrates a atacar Cavaco
Tomar passa noite 'seca' depois do tornado

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Incêndio destruiu igreja no Mogadouro
Sete mortos na Operação Natal
Morreu antigo presidente venezuelano Carlos Andrés Pérez
Centro social não cobra às crianças do berçário
Retiradas 17 mil toneladas de entulho por quilómetro na Linha Laranja do Metro

Capa do i i

Lisboa: vizinhos do prédio incendiado afirmam que edifício não estava entaipado
Onze distritos em alerta amarelo por causa do frio e da chuva
Aniversário no Natal. Quem convidou o Menino Jesus para a minha festa?
Natal. Há pessoas que não se deixam contagiar pelo espírito
Cinco pessoas resgatadas de helicóptero no Algarve devido à chuva intensa

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Manuel Pinho nega convite para presidir à CGD
Galp leva bolsa a fechar em alta numa sessão de liquidez reduzida
Fitch: Austeridade vai acelerar quebra nas receitas de telecomunicações em 2011
Fitch baixa "rating" da Caixa em um nível
Bolsa de Lisboa recua em dia de fraca liquidez

Capa do A Bola A Bola

Bagão Félix em entrevista: ««Benfica tem de voltar a meter medo»
Ataque imediato a Hulk
Hugo Almeida: «Finalmente sou apreciado»
Comportamento de Vuk coloca-o no mercado
Jesus vê em Gaitán o grande sucessor de Aimar

Capa do Record Record

Mourinho recebe Prémio Artur Agostinho
Mourinho 2010 – odisseia Especial
Jesus: «Próximo ano pode ser tão bom como este»
Peseiro: «FC Porto precisava de um jogador assim»
Katsouranis: «Queria tê-lo aqui»

Capa do O Jogo O Jogo

Yuri Semin está de regresso ao Dínamo Kiev
Ferguson: "Não acho que o campeão vá ser alguém que não sejamos nós, o Chelsea ou o Arsenal"
Cartão de Natal da Red Bull com mensagem polémica
Leandro Tatu: "Que haja compreensão entre todos os povos e que terminem as guerras”
Langford eleito melhor jogador da décima jornada da Euroliga