Translator

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

QUE HAJA VERGONHA NA CARA SE AINDA HÁ UMA POUCA...!!!


Depois da Suiça, surgem agora os funcionários, consulares, do Luxemburgo com a intenção de pedir apoio "pobreza" ao serviço social, do Grande Ducado.
.
Conhecemos a dificuldade que esses servidores experimentam com misérias de ordenados auferem. Não é salutar para o bom nome de Portugal, coisas destas aconteçam no estrangeiro.
.
Se no país as pessoas vão-se cozendo, silenciosamente, com as misérias envergonhadas. Pior, ainda, para os emigrantes acolhidos no Luxemburgo (mesmo o assunto não lhes tocar), experimentarem a vergonha de que funcionários do Estado Português estão a levar no Grande Ducado, onde vivem e trabalham uma numerosa comunidade portuguesa.
.
À MARGEM: Experimentei por anos seguidos a humilhação de pobreza de ordenados, na Embaixada de Portugal em Banguecoque, (aqui não era a culpa do Estado Português, mas da maldade que ensopava o corpo e a alma da peça da nobreza, falida, do embaixador Sebastião de Castello-Branco), que cheguei a auferi o mesmo ordenado da mulher de limpeza.
.
Porém, aguentei firme, escondendo essa miséria de salário porque algo tinha poupado, a trabalhar nas ardentes areias do deserto árabe que evitou que eu e os dois de minha família seguissemos a comer uma malga de arroz com um "migalho" de peixe ou carne nos restaurantes de rua que existem nas ruas de Banguecoque.
QUE HAJA VERGONHA NA CARA SE AINDA HÁ ALGUMA...!!!
José Martins
.
Recebido por e-mail
Para conhecimento, segue abaixo recorte de notícia de ontem26/01/2011 no "Contacto" do Luxemburgo, bem como anexamos os respectivos recortes.
.
Clique nos recortes para os ler

Sem comentários:

Enviar um comentário