Translator

domingo, 10 de abril de 2011

SOCRATES O GRANDE ALDRABÃO - DELICIEM-SE COM A MÚSICA

A música da mentira socratina

«Mentiras» - a música da orquestra socratina. Numa edição do Bandex, enviada por um amigo. Também já está no nosso amigo Joaquim (Palavrossavrvs Rex e no Aventar - o vírus alastra. Jamais esquecer: «A primeira regra é não dizer mentiras»...

O GRANDE LÍDER - UM PS COM OS TOMATES NO LUGAR CERTO

.
video

Com os tomates no sitio devido

“UM COMPROMISSO NACIONAL”

É me díficil entender, a razão, por que aparece agora, uma lista de subscritores, fazendo parte figuras públicas, para um “Compromisso Nacional” o que me diz, mais ou menos, um grupo de salvação nacional.
.
Porém eu não encaixo e creio que outros milhões de portugueses que na lista hajam assinaturas de gente com “rabos de palha”.
.
Não vou aqui designar nome nenhum, mas os atentos, se se derem ao cuidado de verificar a designação das personalidades, na lista, estarão de acordo comigo.
.
Evidentemente que no inserido há nomes, de valor na sociedade portuguesa que nunca estiveram ligados à política, mas sim às artes e letras.
.
De compromissos e promessas está o inferno, deste país, cheio e a rebentar pelas costuras.
.
A lista com as assinaturas de mais de quarenta figuras públicas portuguesas, para mim (os outros que julguem de forma que lhes der mais jeito) é um acto de contrição e de penitência de algumas personalidades que estiveram em governos deste país que pretendem, atirar com barro para os olhos dos portugueses e tapar o sol com uma peneira. José Martins

ELES VENDEM-NOS TUDO...ELES NÃO PERDEM NADA!

Os portugueses têm seguido governados por vigaristas. Eles vendem o património nacional e aquele já possuído há mais de um século... Esta gajada, ordinário, além de venderem os nossos bens, venderam-nos a nós, o futuro dos nossos filhos netos e bisnetos. Esta canalha, criminosa, usa o nome da democracia, como se esta seja a gabardine que os abriga perante a Lei. Deixamos de acreditar em qualquer Governo que venha, mas coloque este fora. Quem muda Deus ajuda. Abram os olhos portugueses...!!! Não acreditem nestes vigaristas que embora não violentos vão-lhes lixando a vida e colocaram-nos a pão e laranjas. José Martins
VIGARICES E ALDRABICES DA GOVERNAÇÃO SOCRATINA Quem os ouve ainda lhes fica a dever dinheiro ... O Estado vende e depois paga renda. . Ainda não vendeu os Jerónimos porque dá muito nas vistas..Como andam a mascarar as contas.....Depois culpam a oposição...... . PARA QUEM AINDA NÃO VIU A REPORTAGEM DA SIC SOBRE A NOSSA GESTÃO DE PATRIMÓNIO. E SÃO ESTES OS GRANDES GESTORES!!!!!!!!!!!! . http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/NoticiasDinheiro/2011/3/em-2010-o-ministerio-das-financas-vendeu-466-imoveis-publicos-em-todo-o-pais17-03-2011-213651.htm

TRAGÉDIA NACIONAL: "LILI CANEÇAS PENSOU QUE ÍA MORRER"

Baile da Rosa (ou das paneleirices)
.
Fogo-de-artifício pega fogo a vestido de Lili Caneças por Sara Oliveira e Sofia Fonseca
Ontem Lili Caneças protagonizou, involuntariamente, sábado à noite, um dos momentos mais caricatos do Baile da Rosa quando a cauda do vestido foi apanhada pelo fogo-de-artifício. "Pensei que ia morrer", diz.
.
A socialite foi das primeiras a atravessar a passadeira vermelha, mas não ganhou para o susto. Quando chegava à escadaria da Cadeia da Relação, no Porto, e posava para os fotógrafos, Lili Caneças foi surpreendida pelo rebentar do fogo de artifício preso no chão.
.
O fogo atingiu a cauda do vestido de Lili Caneças, que pensou mesmo que "ia morrer queimada". "Pensei que tinha chegado o meu dia. Mas isto foi uma chamada de atenção e quer dizer que a minha hora não chegou. Uma tia da minha mãe morreu assim e pensei que me ia acontecer o mesmo, pois o meu vestido é altamente inflamável", desabafou minutos depois do incidente.
.
Valeu-lhe a pronta intervenção do repórter de imagem da TVI que, com os pés, lhe apagou o fogo que atingiu alguns dos folhos da criação Veste Couture. O mais curioso é que já numa outra ocasião Lili tinha passado pelo mesmo, mas com o cabelo Foi em Fátima, em Maio de 2009, onde foi para participar na procissão das velas. "No auge da emoção, as pessoas estavam agarradas a mim aos beijos e com as velas a queimarem-me o cabelo ", disse então Lili ao 24horas. "Cheirava a carne queimada, como nos fornos crematórios", completou.
.
O Baile da Rosa é um evento solidário que decorreu no Porto e que premiou as carreiras de Alexandra Lencastre, Tony Carreira e Marco Paulo.
.

PS - O TRUQUE DAS BANDEIRAS DA RAPAZIADA DO PS

A rapaziada do PS, encheram o espaço do congresso de bandeiras das Quinas. A do PS nem pó...Um truque saloio para cativar os sentimentos dos portugueses. Esta rapaziada é de inteligência bacoca pensando, ela, que as bandeiras enchem as barrigas de fome dos portugueses. Não posso saber quem teria sido o estratega, inteligente, da ideia que não cola. As bandeiras das quinas ficam muito à maneira de quando é disputado um evento desportivo e com adversários estrangeiros. Nunca num congresso onde os envolvidos são pessoas duvidosas de amor ao símbola da nação. A bandeira deles é o "bandulho" e os prazeres da vida à conta dos portugueses. José Martins

CASTIGAR O PS NAS URNAS, AFASTAR ESSA GENTE DO PODER

"A situação a que Portugal chegou tem culpados e eles são o PS - no seu todo - José Sócrates e o conjunto de gente que o rodeia, lhe dá suporte no interior do Partido, o deixou governar de forma miserável,os corruptos que meteram ao bolso os milhares de milhões de euros que desapareceram. .
Os portugueses devem fazer o que fizeram os eleitores irlandeses ainda há muito pouco tempo: castigar nas urnas o PS, afastar essa gente do Poder e criar uma força de fundo para serem abertos processos crime contra várias pessoas que mentiram , que não souberam governar, que foram além de incompetentes os causadores destes anos de regressão".
José Maria Martins - Advogado

O LOUCO DO PIRATA AINDA QUER A MAIORIA NAS ELEIÇÕES...PALHAÇO!

Porque apoia o PS o Sócrates depois de ver o que foram os seis anos do rei reinado como primeiro-ministro? Porque sabe que ele é o único, dentro do partido, que ainda pode ganhar as próximas eleições. Campanhas, propaganda e venda da banha da cobra são o seu terreno natural e quem o der como morto e derrotado pode vir a ter uma surpresa.
.
O País Socratino
.
É um mistério! Este Governo levou o país à falência. Mas um terço dos portugueses ainda vota nele. Portugueses endividados, desempregados, com salários, pensões e direitos sociais miseráveis. Portugueses assaltados por impostos altíssimos. Sem acesso à saúde ou aos medicamentos, vítimas de uma justiça manhosa e de uma corrupção impune! Só há uma de três razões para isto: .
.
1 – Sondagens marteladas, mal feitas. As discrepâncias têm sido tão grandes que ou os inquiridos mentem ou alguém mente por eles. .
.
2 – Um terço dos portugueses precisa do PS para fazer a sua ‘vidinha’. São os ‘boys’ em sentido alargado, a rapaziada e a família que em seis anos e meio foi povoando tudo o que era lugar de nomeação. Juntem as empresas públicas, as municipais, institutos, fundações, comissões, observatórios, grupos de trabalho. Multipliquem pelos agregados e vejam o exército de gente que depende deste Governo. Percebe-se também porque é que os socialistas acham tão ‘úteis’ estes organismos que deviam ter o seu PEC – Plano de Exterminação Completo. .
.
3 – Os portugueses não têm solução. Não resistem a um bem-falante. Pode mentir, desgraçar-lhes a vida, mas vão atrás. Foi assim nas ultimas eleições. Se repetirem a dose, então merecem morrer de fome
Por: Manuela Moura Guedes, Jornalista

CONGRESSO E A VERGONHA DA PALHAÇADA

Gente sem vergonha e palavras. Nas novas eleições o Povo de Portugal que lhe atire com baldes de MERDA.

HISTÓRIA DE UM DOMINGO DE TROVOADA E DE CHUVA

Banguecoque: Chegaram as chuvas com o Ano Novo Budista na Tailândia , festejado por todo o país de 13 a 17 do corrente mês. São assim 3 dias de festa e a felicidade de um sábado e domingo que perfazem 5 dias em que milhões de tailandeses não mexem uma palha de arroz e, largas à alegria de burrifar água uns aos outros.

.
Mas na minha história de hoje não me vou ocupar do Ano Novo Budista na Tailândia e descrever uma história, entre tantas que tenho por contar e de quando por 24 anos servir a diplomacia portuguesa em Banguecoque.
.
A representação de Portugal na Tailândia remonta da década vinte do século XIX e, precisamente, no ano decorrente atinge os 191 anos e o privilégio de ter sido a primeira representação diplomática, estabelecida, de quando Banguecoque estava a nascer e a crescer como uma criança.
.
Não me alongar se Portugal fez ou não produziu nada durante os 191 anos, nem designar nomes dos muitos cônsules, encarregados de Negócios e Embaixadores. Não foi feita obra que se mostrasse ao fim de quase 200 anos!
.
E daqui para uns anos bons nada será feito, porque o nosso país está a braços com uma crise económica. Os nossos representantes, diplomáticos continuarão por Banguecoque, como uma jarra de rosas sem perfume nenhum e a ver os barcos a navegar, no rio Chão Prya, acima e abaixo.
.
No ano de 1999 o embaixador Tadeu Soares é enviado para Banguecoque com as credenciais de embaixador (ainda não era um full rank como hoje o é em Pequim), vindo da nossa representação nas Nações Unidas.
.
Bem, o diplomata, chegou a Banguecoque com uma daquelas vaidades que raramente encontrei em outros embaixadores que antes tinha servido. Eu e um diplomata, na altura, destacado em Banguecoque, sussuravamos, ao ouvido, que Tadeu Soares desejava fazer da missão de Banguecoque, umas “nações unidas pequeninas”.
.
Era isso mesmo o pretendido. . Um dia, como por anos já o tinha executado, preparava a Mala Diplomática para a enviar, com documentação, para o serviço do Expediente das Necessidades; fiz um envelope de papel que tinha servido de qualquer coisa que chegou à embaixada e quando o embaixador Tadeu Soares, viu o que tinha feito e a meter a documentação no envelope, reprimiu-me dizendo: “esta embaixada não é a da Guiné-Bissau!” .
.
Pronto lá tive que enfiar os documentos num envelope, grande, nada em conta, para que não envergonha-se os funcionários do Expediente, das Necessidades e considerassem a Embaixada de Banguecoque igual à da Guináe-Bissau ou de outro país do terceiro-mundo.
.
Hoje se porventura encontrasse Tadeu Soares perguntava-lhe como será que os chineses consideram Portugal na China se uma Guiné-Bissau ou uma, qualquer, república das bananas...!!! .
.
Os tempos de gastos à tripa forra, são do passado e agora há que poupar todos os papeis que dão para fazer envelopes e a parte de trás daqueles relatórios chatos de ler, que chegam à missão, que nada dizem e aproveitá-los e fazer cópias.
José Martins