Translator

sábado, 16 de abril de 2011

ESTE BLOGUE RECOMENDA AO CHICO QUE NÃO SE DESLOQUE A FELGUEIRAS

ELEIÇÕES Assis: "não é momento" para debater a regionalização por Lusa
Ontem - 16.04.
.
O cabeça de lista do PS pelo Porto, Francisco Assis, revelou hoje que a regionalização não fará parte da agenda política dos socialistas nas legislativas, porque o actual momento do país não é o ideal para discutir o assunto.
.
"Essa questão tem de ser tratada com muito rigor e seriedade. Somos a favor das regiões administrativas, mas parece-me evidente que o momento de crise e ajustamento orçamental não é o mais indicado para promovermos uma consulta referendária sobre as regiões", afirmou Francisco Assis em Valongo, em declarações aos jornalistas antes de um almoço comemorativo do 25 de Abril, promovido pela concelhia socialista local.
.
Assis lembrou que "para haver regiões tem de haver referendo" e que, para isso, "tem de haver uma predisposição do país para discutir" o assunto. "Não creio que neste momento de crise estejam criadas as condições para estarmos a discutir a criação de regiões". Isto não significa que "não se deva fazer nada", diz Assis, defendendo "mudanças na administração desconcentrada do Estado", introduzindo "uma maior racionalidade" e reforçando "o papel das comissões de coordenação nessa função de racionalização".

Uma desgraça "pró" chico que além de umas lambadas, levou com baldes de lixo em Felgueiras. Recomenda-se ao Chico que não vá à terra de gente de pelo na venta

BANCO MUNDIAL PEDE AJUDA PARA O MÉDIO ORIENTE

  • Publicado em: 17/04/2011 às 05:
  • Notícias online: Bangkok Post
O Banco Mundial e o FMI chamados este Sábado para dar apoio urgente para as economias do Oriente Médio devido ao alerta de convulsões políticas da região poderia jogar a recuperação económica global fora da pista.
Comité INternacional Monetário e Financeiro (IMFC) Presidente Tharman Shanmugaratnam (L) fala em uma conferência de imprensa com o Fundo Monetário Internacional diretor, Dominique Strauss-Kahn, em Washington, DC.
.
Médio Oriente com o tumulto político precisa ser acompanhado de perto para que não jogue a recuperação da economia global fora da pista, o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional disse.

"Precisamos agir agora", disse o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, no final das reuniões, a das duas organizações, em Washington.

"Esperar que a situação se estabilizar vai significar perda de oportunidades. Em momentos revolucionários, o status quo não é uma mão vencedora."

O Banco advertiu que "um agravamento das condições no Médio Oriente e Norte da África pode atrapalhar o crescimento global.

"Se os preços do petróleo estavam a subir de forma acentuada e duradoura - ou por causa do aumento da incerteza, ou devido a uma ruptura significativa a oferta de petróleo - o crescimento mundial pode diminuir em entre 0,3 e 1,2 pontos percentuais em 2011 e 2012, respectivamente", acrescentou em um comunicado.

Na sequência da revolta de janeiro na Tunísia contra um governo autocrático de longa data, o que provocou levantamentos semelhantes no Egito, Líbia, Iêmen e Bahrein, Zoellick disse que o Banco concordou em apoiar as reformas na região.

"Precisamos de um novo contrato social, onde os governos ouvir as suas pessoas e incluí-los no seu processo de desenvolvimento", disse ele.

Diretor-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn apontou para o problema de uma recuperação de empregos na revitalização da economia mundial, que é mais aguda como se espalha em toda a turbulência crescente árabe - onde o desemprego dos jovens é particularmente elevado.

"O exemplo do Médio Oriente e Norte da África (destaques) a esta pergunta que pode haver bons números a nível de crescimento sem ter a sustentabilidade de crescimento, apenas por causa dos problemas políticos por trás dele."

"Estamos prontos para ajudar" com assistência técnica e financeira ", acrescentou.

As rebeliões que derrubou ditadores de longa data na Tunísia e no Egito, desafiando os outros a partir de Líbia e Síria e Iêmen pegou o foco dos tecnocratas financeiros mundiais que se reuniram em Washington para discutir os desafios cruciais que enfrenta a economia global.

Zoellick destacou no início da semana o impacto dos crescentes preços dos alimentos sobre a estabilidade política nos países pobres.

"Podemos estar saindo de uma crise - a crise financeira e económica -, mas estamos enfrentando novos riscos e desafios distorcidos", disse ele.

"Os preços dos alimentos não foram a causa das crises no Médio Oriente e Norte da África, mas eles são um factor agravante."

Ministro das Finanças do Chade Ngata Ngoulou disse que seu país estava sentindo o calor das repercussões do levante Europeia e apoiado pelos EUA contra o ditador da Líbia de Kadafi Moamer.

"Tudo isso repercute no Chade, acima de tudo repercussões negativas na economia e na nossa sociedade. Pesa sobre os nossos recursos", disse ele.

Outros países "não considerou esta situação", acrescentou.

Ministro das Finanças francês Christine Lagarde, que presidiu uma reunião do Grupo dos 20 chefes de finanças, à margem das reuniões do Banco Mundial e do FMI, pediu apoio para os países do Norte de África de governos e agências multilaterais.

Ela disse que as instituições financeiras internacionais precisam de começar a avaliação ", em particular dos países que deram início a uma transição rumo à democracia."

"As economias destes países enfrentam problemas estruturais específicos", acrescentou.

França vai reforçar o seu compromisso anual para o Egito para 250 milhões de euros (US $ 360 milhões) de 150 milhões de euros.

"Se a prioridade é para ser concedido a um crescimento sustentável e inclusiva, as questões de justiça, segurança e emprego, particularmente no sector privado, não podem mais ser tratadas separadamente", disse Lagarde.

"Isto também é uma das lições a serem aprendidas com os eventos no Norte de África e do Médio Oriente."

Lael Brainard, do Tesouro dos EUA subsecretário para assuntos internacionais, disse que o Banco Mundial, International Finance Corp e Banco Africano de Desenvolvimento em conjunto poderia reunir $ 4 bilhões para o Egito e Tunísia, no próximo ano, para ajudá-los a reiniciar as suas economias.

O Banco Europeu para a Reconstrução eo Desenvolvimento, também se foi posicionando para assumir a liderança no esforço, de acordo com um funcionário do BERD.

"PASSOS PROVAVELMENTE NÃO CHEGARÁ A GOVERNANTE,MEDIOCRE OU NÃO"

Texto transcrito do blogue Blasfemias
Posted 15 Abril, 2011 at 17:31 Permalink

O Vasco Pulido Valente diz o seguinte: . Depois do congresso de Matosinhos, Manuel Carrilho disse, e repetiu por escrito, que o primeiro-ministro era um “candidato eficaz”, mas, desgraçadamente, um “governante medíocre”.

Há aqui um equívoco. Se Sócrates não fosse um candidato eficaz, nunca seria um governante, medíocre ou esplêndido. A primeira obrigação dele é ganhar e Sócrates conseguiu até agora ganhar. Por habilidade dele? Com certeza.

A semana passada conseguiu unir o PS, inventar uma história justificativa para a campanha eleitoral e pôr em pé de guerra um partido que se estava a desfazer. Só que teve ajuda, e uma enorme ajuda, do outro lado: o PSD de Passos Coelho. Contra todo o senso e toda a razão, Passos Coelho deixou seguir a banda do PS e mesmo, muito simpaticamente, ajudou à festa com meia dúzia de asneiras desnecessárias.

Começou por omitir que falara com Sócrates na véspera, ou antevéspera, da apresentação do PEC IV. Não se vê qualquer motivo para esta manobra pueril, excepto o de convencer os portugueses a não acreditar nele e transferir o centro da polémica política para um assunto sem importância, quando Sócrates precisava de uma lição rápida e ardente pela horrível demagogia que não pára de nos servir.

De qualquer maneira, parece que em matéria de inépcia Passos não ficou contente. Em duas semanas, resolveu oferecer um lugar no Parlamento às grandes “notabilidades” do partido. Convidou António Capucho, Marques Mendes Manuela Ferreira Leite e Luís Filipe Menezes. Os quatro lhe responderam que não. Pior: todos lhe responderam publicamente que não. A unidade do partido morria antes de nascer.

Era o cúmulo? Não. Faltava ainda Fernando Nobre. Ninguém se lembra e ninguémna altura percebeu as deambulações do homem

– de Barroso para Capucho e de Capucho para o Bloco (ou exactamente ao contrário; não segui a viagem). O certo é que a páginas tantas Nobre se candidatou a Belém e, no meio da confusão da esquerda, ganhou meio milhão de votos, com uma propaganda populista e antipolítica. Isto bastou para entusiasmar Passos Coelho, que pediu ao venerável vulto para encabeçar a lista de Lisboa do PSD e, no tempo próprio, presidir à Assembleia da República.

Não vale a pena explicar que Fernando Nobre não trará mais do que uns milhares de votos ao PSD e que, nesta operação, Passos Coelho alimentou e reforçou o desprezo que os portugueses já sentem pelo regime (e pelo PSD).

Sócrates talvez seja um “candidato eficaz”. Passos provavelmente não chegará a governante, medíocre ou não.” os bolds são meus

AZNAR:POR ESPANHA A ECONOMIA NÃO ESTÁ UM MAR DE ROSAS

Espanha esforça-se para pagar a dívida

Na conferência, em teoria, centrada na União Europeia, José Maria Aznar disse que seria difícil para a Espanha pagar a dívida, devido à alta dos juros determinada no início de abril. "Neste ponto, é possível que os nossos amigos do Banco Central, decidiram agora aumentar os juros, e isso é um problema para nós em termos de pagar a nossa dívida, é muito difícil."

Além disso, "as empresas de crédito será mais limitado e as chances de recuperação económica será mais difícil para os espanhóis," ele continuou.

O ex-gobernante disse que a Espanha precisa de "uma nova liderança e responsabilidade política" que seja "capaz de construir a confiança, fornecendo resultados mais do que os mercados financeiros e outros líderes europeus estão à espera" no país.

Aznar, que chamou de "reformas na governação económica europeia para restaurar os pilares do crescimento", alertou para o perigo latente para a Europa seria "uma aliança de adolescentes progressivos e eterno de bons ofícios que antes nunca deu origem a uma Europa unida, ou ser capaz de garantir a segurança, o exercício da liberdade ou o verdadeiro progresso do povo. "

CARTA DA MARISA À CAMBADA DENTRO DA CEGADA DE UM POVO COMPOSTO DE MORCÕES

Carta da Marisa Moura à administra​ção da Carris - mais uma voz que se impõe à espera de conseguir abrir os olhos a quem ainda hoje se deixa dormir
.
Demasiados Filmes Disney?
.
A NÃO PERDER Incomodativo...e pertinente.
.
Serve para muitas Administrações
.
Exmos. Senhores José Manuel Silva Rodrigues, Fernando Jorge Moreira da Silva, Maria Isabel Antunes, Joaquim José Zeferino e Maria Adelina Rocha,
.
Chamo-me Marisa Sofia Duarte Moura e sou a contribuinte nº 215860101 da República Portuguesa. Venho por este meio colocar-vos, a cada um de vós, algumas perguntas: Sabia que o aumento do seu vencimento e dos seus colegas, num total extra de 32 mil euros, fixado pela comissão de vencimentos numa altura em que a empresa apresenta prejuízos de 42,3 milhões e um buraco de 776,6 milhões de euros, representa um crime previsto na lei sob a figura de gestão danosa?
.
Terá o senhor(a) a mínima noção de que há mais de 600 mil pessoas desempregadas em Portugal neste momento por causa de gente como o senhor(a) que, sem qualquer moral, se pavoneia num dos automóveis de luxo que neste momento custam 4.500 euros por mês a todos os contribuintes?
.
A dívida do país está acima dos 150 mil milhões de euros, o que significa que eu estou endividada em 15 mil euros. Paguei em impostos no ano passado 10 mil euros. Não chega nem para a minha parte da dívida colectiva. E com pessoas como o senhor(a) a esbanjar desta forma o meu dinheiro, os impostos dos contribuintes não vão chegar nunca para pagar o que realmente devem pagar: o bem-estar colectivo.
.
A sua cara está publicada no site da empresa. Todos os portugueses sabem, portanto, quem é. Hoje, quando parar num semáforo vermelho, conseguirá enfrentar o olhar do condutor ao lado estando o senhor(a) ao volante de uma viatura paga com dinheiro que a sua empresa não tem e que é paga às custas da fome de milhares de pessoas, velhos, adultos, jovens e crianças?
.
Para o senhor auferir do seu vencimento, agora aumentado ilegalmente, e demais regalias, há 900 mil pessoas a trabalhar (inclusivé em empresas estatais como a "sua") sem sequer terem direito a Baixa se ficarem doentes, porque trabalham a recibos verdes. Alguma vez pensou nisso?
.
Acha genuinamente que o trabalho que desempenha tem de ser tamanhamente bem remunerado ao ponto de se sobrepôr às mais elementares necessidades de outros seres humanos
.
Despeço-me sem grande consideração, mas com alguma pena da sua pessoa e com esperança que consiga reactivar alguns genes da espécie humana que terá com certeza perdido algures no decorrer da sua vida.
.
.
Que dizer desta "Cambada de X...."

COSTA DA CÂMARA NA ZONA ATAQUE - "SHOW MAN"


António Costa no Intendente com renda de 5600 euros/mês Ontem Quantia foi paga antecipadamente e contemplou obras de recuperação do edifício. Mudança aconteceu há cerca de uma semana. Tem 700 metros quadrados divididos por três pisos, em pleno Largo do Intendente Pina Manique. A antiga fábrica de cerâmica Viúva Lamego alberga agora o escritório do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa. A localização vai manter-se durante os próximos dois anos.

NOTAS VERBAIS - CAVACO SILVA E A REPÚBLICA

Quando os probos e desinteressados estão de cabeça em baixo, envergonhados e sem palavra (aqui e nos quatro cantos do mundo), e enquanto uns sabidos se arranham como adolescentes no intervalo de jogo de andebol e promovem autos de fé dos adversários pensando que o povo se diverte com isso no Rossio ou que com isso os inquisidores do FMI os promovem, era de esperar que o Presidente da República já tivesse dito alguma coisa, uma palavrinha de ânimo, uma frase de conforto que provasse a sua existência política.

6 Junho 1769

1769 - O Marquês de Pombal coloca a Inquisição sob protecção régia em Portugal. A Inquisição romana ou "Congregação da Sacra, Romana e Universal Inquisição do Santo Ofício" existiu entre 1542 e 1965.

O condenado era muitas vezes responsabilizado por uma "crise da fé", pestes, terramotos, doenças e miséria social, sendo entregue às autoridades do Estado, para que fosse punido. As penas variavam desde confisco de bens e perda de liberdade, até a pena de morte, muitas vezes na fogueira, método que se tornou famoso, embora existissem outras formas de aplicar a pena.

CIRCULA NO FACEBOOK - O ADEUS COM LENÇO BRANCO

Tu vais participar · Partilhar · Evento público
Hora
Segunda-feira, 25 de Abril · 12:00 - 15:

Local
PALÁCIO DE S. BENTO , Lisboa

Criado por

25 DE ABRIL TODOS PARA A FRENTE AO PALÁCIO DE BELÉM, DIZER ADEUS AO REGIME DEMOCRÁTICO DE 74 E MOSTRAR A FALSA DEMOCRACIA EM QUE VIVEMOS DE EXPLORAÇÃO DE UM POVO INTEIRO PELA CLASSE POLÍTICA QUE NÃO SAI DO PODER , TRAGAM LENÇOS BRANCOS . Dia 25 de ABRIL e aproveitando o feriado, todos os que estão fartos desta pouca vergonha e das mentiras que nos pregaram desde o IDEAL DO 25 de Abril de 74 , por favor, divulguem a todos os vosso...s contactos e apareçam a ...frente ao Palácio de Belém com lenços brancos. Vamos estar lá todos desde as 12 horas da manhã, até à hora de terminus dos discrusos, vamos mostrar o nosso desagrado! Eles vão ter de passar vergonha! Vamos envergonhar este regime, sómente com o nosso silêncio e o acenar do lenço! Quando estivermos lá todos, não falem uns com os outros, sómente usem o poder do silêncio, que é o mais forte! PALAVRA DE ORDEM : SILÊNCIO E ACENAR COM O LENÇO BRANCO PARTILHEM POR PÁGINAS E EMAILS...O MUNDO TEM DE FILMAR E FICAR A SABER QUE NÃO É O POVO O CULPADO DE TANTA CORRUPÇÃO

POLITICOS: "CAGARAM-SE SE MENTEM OU NÃO!"

.

Toda a gente mente

por FILOMENA MARTINS

José Sócrates mentiu. Ou melhor, está farto de mentir. Passou anos a criar ilusões anunciando que a crise nunca nos afectaria, e é o que se vê. Garantiu que nunca se falou da necessidade de ajuda externa no Conselho de Estado, achando que o dever de reserva de todos os conselheiros o protegeria, mas, além de ser óbvio que a realidade o obrigaria, tivemos vários a desmenti-lo.
.
Jurou dois dias antes do pedido dessa ajuda que Portugal não precisava de qualquer empréstimo, e todos sabemos agora em que situação de falência o País está. Anunciou que jamais governaria com o FMI, e é o que se está a assistir.
.
Mas Passos Coelho também mentiu. E, pior, deixou que essa mentira enganasse os portugueses. Disse, e deixou que muitos fizessem eco do que disse, que tinha sido informado do PEC IV de véspera com um simples telefonema, quando não só se encontrou pessoalmente com José Sócrates para o negociar como o fez sem testemunhas. E enganou, também, quando garantiu que ia aproximar os políticos dos cidadãos e depois escolheu independentes que nunca darão nome de rua à terra onde nasceram. Começou mal e já tem os gatos do saco do PSD todos a arranhar-se.
.
Teixeira dos Santos, esse, não pára de mentir. Ou, bem vistas as coisas, nem se sabe bem quando falou verdade. Festejou a execução orçamental como se Portugal tivesse ganho o Euromilhões, e ei-lo agora a dizer que o País não terá dinheiro em Maio. Sublinhou que um governo de gestão não tinha autoridade para pedir ajuda externa, e os acontecimentos ultrapassaram-no em poucos dias. Mandou Bruxelas negociar com a oposição e foi desautorizado quer pela União Europeia quer pelo próprio primeiro-ministro. Matou a sua carreira técnica pela política e agora percebeu que quem sempre apoiou o deixará cair e provavelmente nem sequer fará parte das listas do PS.
.
Fernando Nobre também mentiu, pois claro. Mas neste caso o problema é mais dos que nele acreditaram. Afirmou há duas semanas que não queria ter nada a ver com os partidos, enquanto almoçava e jantava com o PS e se reunia com o PSD. E não resistiu, como é óbvio, quando lhe acenaram com o segundo cargo da Nação, o que não pode estranhar-se de quem já foi mandatário do Bloco, monárquico, e outras tantas coisas que tais. Agiu como seria de esperar de quem tem ambições, e só os crentes dos seus apoiantes achavam que carregaria para o resto da vida com os 600 mil votos conquistados.
.
E Cavaco Silva, esse continua a não dizer a verdade sobre o negócio das acções do BPN. E sabemos todos que esta omissão não é uma coisa pequena, tendo em conta a dimensão do buraco do banco nas contas do País.
.
P.S. - A grafia é da responsabilidade deste blogue

CUIDADO...AQUELES "TIPOS" SÃO PIORES QUE ANIMAIS!

.
Head wound ... tragic Lee Brown
Ferimento na cabeça ... trágico Lee Brown
Exclusivo - The Sun

Ferimentos na cabeça causa da morte em Dubai de um cidadão britânico

Um turista britânico morreu depois de uma agressão violenta por policias em Dubai com ferimentos graves na cabeça, faleceu ontem.

Polícias insistiram que a causa de morte de Lee Brown, 39 anos foi ter-se engasgado com um vômito.

Mas uma fonte da polícia de Dubai confirmou que o corpo de Lee tinha uma grande ferida (que corresponde a relatos de testemunhas) na cabeça sendo esmagada no chão.

Lee, de Ilford, Essex, morreu na terça-feira após ser preso depois de uma briga com uma camareira de hotel.

Horror é notório o tratamento de prisioneiros no centro de detenção de Bur Dubai descreveram e foram vistos os policias espancaram Lee durante dois dias e em seguida, colocaram-no em confinamento solitário.

Dizem que ele esteve inconsciente por três dias enquanto os guardas ignoraram os apelos de socorro médico.

Um detido contou como viu Lee encharcada de sangue a implorar ajuda, chorando: "Eu vou morrer", antes de desabar inconsciente.

Na noite passada, sua família consultaram advogados, depois das autoridades recusaram a liberação de seu corpo.

Su cunhada de Lee disse: "Estamos determinados a obter respostas e justiça para Lee".

Funcionários do Ministério dos Estrangeiros do Reino Unido estão tentando obter a libertação de quatro britânicos no centro de detenção com temores de que eles terão de enfrentar represálias.

AS NOTÍCIAS DE 16.04.11

Correio da Manhã Faro: Despiste no nó da A22 Euromilhões: Jackpot de 44 milhões Porto: Fogo em churrasqueira Piora médica baleada três vezes pelo pai Roberto: Pede apoio aos adeptos

Capa do Público Público Académica e V. Setúbal empatam-se na fuga à despromoção Apresentar números “avulso” com ajuda externa em Portugal “não é boa prática”, diz Bagão Félix Constitucionalista Teresa Leal Coelho em segundo na lista do PSD/Porto Sorteio do Euromilhões (15.º/2011) Português em greve de fome contra tribunais espanhóis que o impedem de ver a filha

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias Uma semana de irresponsabilidade Toda a gente mente Portugueses voltam a descobrir o Brasil Ovos em vez de amêndoas e 'hipers' substituem pastelarias António Costa no Intendente com renda de 5600 euros/mês

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias Novo "jackpot" no Euromilhões Director da MAC reconhece problema com recusa de horas extra dos médicos Maternidade Alfredo da Costa pede donativos para enfrentar restrições Menino deixou hospital com cinco órgãos "novos" Vigilância é obrigatória na época balnear mas em Matosinhos há todo o ano

Capa do i i Rip Deal. Esquema para sacar dinheiro em tempo de crise "Geração à rasca" já é marca registada Redução de câmaras deve ser uma realidade António Costa já anda pelo Intendente PJ de Lisboa já recebeu 230 participações de desaparecimentos de crianças e jovens este ano

Capa do Diário Económico Diário Económico Combinação vencedora do Euromilhões Aumento da confiança dos consumidores dá força a Wall Street Teixeira dos Santos reúne com FMI em Washington Fibra óptica da Visabeira nas zonais rurais arranca em dois meses Visabeira trava projectos em Portugal

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios G-20 cria sistema de monitorização da economia global Marshall Wace com posição curta de 0,56% no BCP António Borges: Sustentabilidade da dívida grega poderá demorar mais do que o previsto Dados económicos animam Wall Street Glossário dos termos da crise
Capa do A BolaA Bola Izmailov apontado ao Dragão Sporting: Cristiano já não é o eterno substituto de Benedito Celta quer contratar Addy Villarreal está na rota dos tempos dourados «Passo importante para a final» - João Moutinho
Capa do RecordRecord A um passo de Oliveira Pronto-socorro chamado à direita Quando os opostos colidem no Dragão Salvio só volta na próxima época Peixoto procura a final
Capa do O JogoO Jogo Isidoro Sousa foi hoje reeleito para cumprir o seu terceiro mandato Play-Offs: FC Porto e Benfica vencem na primeira jornada Guardiola: “Tenho o Real Madrid em grande conta” ITF de Osprey: Michelle de Brito falhou o acesso às meias-finais da prova Roberto: “É muito importante ter os adeptos o mais perto de possível de nós”