Translator

domingo, 18 de setembro de 2011

HENRIQUE CALISTO E SEUS ÉXITOS NO REINO DA TAILÂNDIA - SETEMBRO 20011


Muangthong United foi eliminado da Taça da Liga 2011 tailandesa, ontem (18.09.2011) devido, em grande parte, a oportunidades de golos perdidas e alguns, salvos pelo guarda-redes  Chonburi F.C. com defesas magistrais que livrou  sua equipa de sair de Banguecoque com uma derrota humilhante.
A equipa de Henrique Calisto, na foto de família, ontem antes do jogo.
.
Entretanto, além dos jogadores entrar em certas jogadas “à ceguinho seja eu” procurarem ganhar tempo atirando bolas para fora do relvado, sofisticadas lesões que não existiram e o árbitro  de parca autoridade não conseguiu impor-se e dar o brilhantismo ao encontro que deveria ter.

Fora do estádio Yamaha lá estava num pavilhão o nosso Cristiano Ronaldo, português. Portugal também é conhecido na Tailândia, em toda a Ásia e Oriente pelo futebol...
.
Nos últimos dez minutos o jogo com paragens, motivadas pelos atletas da equipa visitante foram um constante, inventando e reclamando ao árbitro faltas que não existiram e até princípio de agressões a jogadores da equipa de Henrique Calisto.
.
Não se pode considerar de gosto amargo a equipa de Henrique Calisto não conseguir a disputa da final da Taça Toyota da Liga Tailandesa (similar à Taça de Portugal) o empate zero a zero.
Estas imagens repetem-se antes ou ao fim dos jogos... Henrique Calisto é solicitado para autógrafos...
.
O Muangthong jogou excelentemente e os atletas dirigidos por Calisto não estão habituados a desconcertantes esquemas, covardes,  usados pelos jogadores do Chomburi (conhecidos por tubarões) que deram tudo nos 90 minutos para vencer um jogo limpa.
Antes do jogo 25 mil pessoas escutam o Hino Real de Sua Majestade o Rei da Tailândia o símbolo do progresso e unidade nacional.
.
Porém será dificil de advinhar qual a surpresa que aguarda aos tubarões de Chomburi no jogo, final e conquista da Taça Toyota a disputar com o Burirama F.C. (Nordeste da Tailândia), os adeptos do Burirama têm umas contas a saldar com os tubarões, dado que no últlmo jogo, realizado, no campo dos tubarões, adeptos, jogadores e dirigentes quedaram-se dentro das instalações do estádio por duas horas para se livrarem da fúria (certamente de pancadaria) dos adeptos excitados fora do estádio. 
.
A bancada de um dos lados do estádio Yamaha cheia de adeptos do Muangthong
À MARGEM: de forma alguma se pode considerar a desclassificação da equipa de
.
Henrique Calisto, empatando 0 a 0, para a Taça Toyota, da Liga Tailandesa, baixa de prestígio do técnico português que em 7 meses, apenas, conseguiu elevar e recuperar o valor (a esvair-se) do Muangthong United; vencedor da Copa Tailandesa nos anos 2009 e 2010, que apesar do clube não navegar num mar económico de misérias, mas afogadamente,  a desorganização era evidente que não correspondia ao perfil de Calisto como um técnico, metódico, na sua profissão.
O final do jogo. Ninguém prostetou, ninguém chamou nomes. feios ao árbitro. Os adeptos do Muangthong são os melhores do mundo do futebol. São uma família e até eu a ela já pertenço!

Bem sabe o técnico português de futebol que as vitórias no relvado, também se conseguem no balneário. Talvez  as instalações de preparação, levadas a cabo recentemente de seus atletas ainda não correspondam às metas almejadas de Calisto, mas estas serão atingidas em breve.
Um golo falhado e barafunda junto à redes dos "tubarões" de Chomburi F.C.
.
Hoje o balneário dos atletas do Muangthong estão providas de uma sala de terapia, banheiras Jacusi, onde os jogadores depois do treino juntos se banham, um departamento médico, o ordenamento do roupeiro e alargamento das instalações balneárias.
Escolhi, o rosto anónimo, de uma simpatizante do Muangthong United no jogo de ontem 18.09.2011.
.
Os resultados, obtidos, são meritórios e Henrique Calisto vai obtendo os frutos.  Uma das provas que aqui aponto é que jogo após jogo as receitas do clube vão aumentando e isso o podemos afirmar sem ponta, alguma, de dúvida, as 25 mil cadeiras do Estádio Yamaha foram ocupadas, ontem e os camarotes ao redor do estádio, igualmente.
José Martins

RECADOS PARA O MINISTRO PORTAS - GREVE DOS FUNCIONÁRIOS NA SUIÇA

Cesário está refém de Portas

"Por isso, creio em absoluto que, hoje, José Cesário está refém do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas. Este último, tem uma pigmentação autoritária, fria e implacável, que nada tem a ver com a virtude humanista de José Cesário.

Portas é o patrão do MNE. Portas é quem manda. E sendo este último desprovido de qualquer sensibilidade humana, Cesário está entre a espada e a parede. Das duas uma: ou afronta o ministro, sujeitando-se à ira deste e a ir de imediato para o olho da rua; ou manda o ministro à mer...a, batendo a porta da intransigência e saindo com a mesma dignidade como quando entrou para o governo, continuando a merecer o respeito e consideração de todos os emigrantes portugueses"

À ATENÇÃO DO MINISTRO DOS ESTRANGEIROS PAULO PORTAS

A comunidade portuguesa na Suíça diz basta!!!A greve, a decorrer no mês de Setembro, dos funcionários consulares da Embaixada em Berna, Consulados de Genebra, Zurique, os Escritórios em Lugano e Sion e a delegação da ONU, é mais do que compreensível; "era a última alternativa que lhes restava".
.
Texto de leitor do esquerda.netArtigo | 16 Setembro, 2011 - 11:50 Sabe-se que a situação salarial dos trabalhadores consulares, professores e outros funcionários do Estado português em actividade na Suíça, se agrava há vários meses.A indiferença e o reconhecido desdém dos actuais governantes perante a precária situação financeira dos seus funcionários, provocada pela diferenciação cambial e do aumento dos vários impostos sobre os salários, merecem, por parte da comunidade portuguesa residente na Suíça a total condenação.
.
O Governo Português não está a honrar com os seus compromissos, garantindo, como é sua obrigação, os meios de sustentabilidade necessários aos funcionários em actividade no exterior.Senão, vejamos, considerando as perdas cambiais e os cortes salariais, em média, os salários dos funcionários consulares rondam um pouco mais de dois mil e setecentos francos suíços, menos que o salário mínimo garantido a um trabalhador da indústria hoteleira. Deste montante, mais de 60 por cento, são destinados a pagamento das rendas dos alojamentos, fora o resto. Com salários deste valor é impossível viver condignamente na Suíça.
.
A greve, a decorrer no mês de Setembro, dos funcionários consulares da Embaixada em Berna, Consulados de Genebra, Zurique, os Escritórios em Lugano e Sion e a delegação da ONU, é mais do que compreensível; "era a última alternativa que lhes restava".Para além da prevista greve, as autoridades portugueses tiveram conhecimento, na sequência de um abaixo-assinado que lhes foi entregue, do provável envio de uma carta de denuncia da situação a Micheline Calmy-Rey, Presidente da Confederação Helvética e Ministra dos Negócios Estrangeiros Suíça, "explicando a situação de precariedade em que vivem os funcionários consulares portugueses neste país."
.
Tais funcionários foram sucessivamente recebidos, este mês pela referida Ministra Suíça, a imagem de Portugal fica, longe, muito longe, da imagem digna de Portugal parceiro internacional respeitado, um país moderno, um país que quer estar na linha da frente da União
.
Europeia.A realidade é amarga! Ao ser mantida esta situação por muito mais tempo pode levar as famílias dos funcionários a terem de recorrer à assistência social local. O Governo Sócrates / PS sabia disso e não agiu e, o que custa ainda mais é que, o actual Governo PSD, que sempre se colocou a favor destes funcionários, quando estava na oposição, agora ignora a gravidade da situação.
.
Perante o facto, das duas, uma, ou estamos presente a um outro, Governo que está a dormir, ou que pretende alastrar a guerra social contra os trabalhadores e a população portuguesa para fora das suas fronteiras. Também pode ser as duas coisas! Estamos certos que os trabalhadores consulares vão conseguir superar os desânimos, as resignações, os medos, e lutar contra este estado de coisas. E, não esqueçam, serão mais fortes com a solidariedade dos utentes, com a solidariedade comunidade portuguesa.
.
É preciso derrotar esta situação que a todos penaliza.Basta!!!! Vamos dar uma volta a isto!!!

As capas dos jornais e as principais notícias de Domingo, 18 de Setembro de 2011.

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Avioneta cai em estrada de São Paulo
Preservativos chineses muito pequenos para africanos
Bebé entre os 8 feridos de colisão
Cadáver encontrado 5 anos depois
Grande Lisboa: Atropelamentos
Porto: Jovem atropelado
Algarve: Acidentes na EN125

Capa do Público Público

Ninguém merecia perder a batalha de Hamilton
Pela primeira vez em seis anos, o número de alunos colocados sofreu redução
Rigor canadiano desafia a inconsistência francesa
Ingleses de orelhas quentes vão ter que derrubar o muro georgiano
Fantasma de Samoa não assusta galeses
Sorteio do Totoloto (65º/2011)
Inter de Milão e Roma empatam-se

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Portugal está a seguir o mesmo caminho da Grécia
Controlem o soba
Câmara gere clínica médica de luxo polémica
Jardim só pode ser afastado do cargo se for condenado
79 casos de abuso sexual de crianças dão 8 acusações
180 animais exóticos apreendidos só este ano
Lagos manda índios sair da Meia Praia

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Obama estará a preparar novo imposto para os ricos
"Indignados" espanhóis vão passar a noite junto à Bolsa em Barcelona
Treinador adjunto do Nogueirense morreu devido a explosão
Caridade sob suspeita
Preso violador dos elevadores
Chávez inicia domingo quarto ciclo de quimioterapia
Professores desempregados querem reunir com o Provedor de Justiça

Capa do i i

Há alternativas nas taxas, com luxos e regalias à cabeça
PSD e CDS nem querem ouvir falar de uma eventual saída do euro
Coordenação de áreas de sida e cancro à espera de plano de saúde
Optometristas. Regulamentação da profissão arrasta-se
Falhas. Planos dos alunos deficientes ficaram esquecidos
PS no governo. Já há quem admita contingências agravadas que possam exigi-lo
"Portugueses estão a perceber que as notícias acontecem na TVI"

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Alemanha admite aplicar taxa sobre transacções financeiras só na Zona Euro
PGR vai analisar caso de omissão da dívida da Madeira
Trichet: Zona Euro está a portar-se melhor economicamente do que grandes países desenvolvidos
Elena Salgado: Ecofin quer recapitalizar banca e reforçar regulação
Luxemburgo admite processar países que desrespeitam limites
Seguro acusa Passos Coelho de ser cúmplice de Alberto João Jardim
Álvaro Santos Pereira pede investimento do Brasil na energia e transportes

Capa do A Bola A Bola

Rubio e Carrillo para continuar a crescer
Mangala valoriza no banco
United gerou a melhor receita
Patrício com ordem para chutar
Hulk não arrisca no jogo de Aveiro
Alves, Assis e Urreta contra pior início do século
Man. United - Chelsea: Um clássico especial

Capa do Record Record

Duelo de criativos
Corrida de Mourinho entra na eleição
Pedro Emanuel dá-se bem na Luz
Teste a um novo feito
Nas torres do castelo há um sinal de Vitória
"Nascidos" a 6 de março
Grande palco do Teatro aguarda protagonistas

Capa do O Jogo O Jogo

Marcha: João Vieira e Ana Cabecinha quartos na final do Circuito Mundial
Rali Centro: Vitória do líder do campeonato Ricardo Moura
Treinador Ricardo Gomes deve ter alta em três dias
Luís Miguel: “Fomos a melhor equipa em todos os aspectos”
Lille empata (2-2) com Sochaux enquanto Toulouse e Montpellier assumem comando
Ivo Vieira: “É o início de uma viragem”
Nulo entre Inter e Roma enquanto Cagliari assume provisoriamente liderança