Translator

terça-feira, 11 de outubro de 2011

ESTAMOS NA IDADE DO GELO... ATÉ QUANDO?





 Chegamos à idade do gelo... E quantos anos haverá pela frente para derreter o gelo que nos enregela a alma?
______________

     

      Número de Documento: 13179713

      Lisboa, Portugal 11/10/2011 08:30 (LUSA)       Temas: Economia, Negócios e Finanças, Salários e pensões, Política, Governo (sistema)

OE2012: Funcionários Públicos vão ser confrontados com congelamentos e cortes

Lisboa, 11 out (Lusa) - O Orçamento do Estado para 2012 (OE2012) deverá trazer alguns "presentes envenenados" para os funcionários públicos, como o congelamento dos salários e pensões, das promoções e progressões e a redução da remuneração dos trabalhadores em mobilidade especial.

Não sendo propriamente uma surpresa, estas medidas tornar-se-ão realidade quando for aprovado o Orçamento do Estado (OE) para o próximo ano, cuja proposta deverá entrar até dia 17 na Assembleia da República.

As medidas de restrição dos gastos com salários e pensões, que serão acompanhadas pela redução de efetivos, inserem-se num conjunto mais vasto que tem como objetivo a redução da despesa pública, no âmbito do combate ao défice.

Quando no último dia de agosto o Governo apresentou o Documento de Estratégia Orçamental, ficou claro que os salários do setor público vão continuar congelados nos próximos dois anos, em termos nominais, assim como as promoções e progressões.

Assim, a redução média de 5 por cento que foi aplicada em janeiro deste ano aos salários dos trabalhadores da função pública e do setor empresarial do Estado vai manter-se em 2012 e vai ser alargada aos pensionistas com reformas acima dos 1.500 euros.

O congelamento salarial será uma medida complementar à redução de efetivos na função pública de modo a garantir a redução efetiva da despesa com pessoal do Estado em termos de percentagem do Produto Interno Bruto.

Neste contexto, vai também ser posta em prática uma política de racionalização das horas extraordinárias e ajudas de custo, assim como deverão ser revistos os suplementos remuneratórios de algumas carreiras ou corpos especiais.

A proposta de OE para 2012 deverá também determinar uma redução de dois por cento nos efetivos na administração pública central, meta a repetir nos próximos três anos, para compensar o falhanço na redução de 3,6 por cento prevista para este ano.

Para assegurar os resultados propostos o Governo, que está a preparar um conjunto de fusões e extinções de entidades públicas, vai impor um limite máximo de funcionários por cada ministério.

O OE para o próximo ano vai levar também à alteração das regras da mobilidade especial, nomeadamente à redução da remuneração auferida pelos trabalhadores colocados nesta situação.

O Ministério das Finanças apresentou às estruturas sindicais da função pública uma proposta de alteração à lei da mobilidade que define que os trabalhadores em situação de mobilidade especial passem a receber 66,7 por cento ou metade da remuneração base mensal consoante o tempo de permanência em inatividade.

Atualmente os funcionários em mobilidade especial há menos de um ano recebem 83,3 por cento da remuneração base enquanto os que estão nesta situação há mais de um ano recebem 66,7 por cento do salário base.

Encontram-se em mobilidade especial 1.135 funcionários públicos e reiniciaram funções 695 trabalhadores, de um total de 3.913 que já passaram por esta situação nos cerca de cinco anos de existência da lei.

RRA
Lusa/Fim

A CRISE ECONÓMICA E DE TRISTEZA DOS GREGOS FICA DO OUTRO LADO...!!!

.
video



                                                                    “Zorba, uma dança de rua… Alegre, bem divertida, na cidade
                                                                                                   capital de Ottawa, Canada'.

INUNDAÇÕES EM BANGUECOQUE - SITUAÇÃO EM 12.10.2011

 .

Na desgraça unidos:
Líder da oposição, Abhisit Vejjajiva, segundo à esquerda, e Vice-Governador Bangkok Porntep Techapaibul, 1º à esquerda, discutem planos de prevenção de inundações com o primeiro-ministro Yingluck Shinawatra, ao centro e ministro da Justiça Pracha Promnok, à direita, no Centro de Operações de Socorro do aeropprto de Don Mueang aeroporto, ontem, 11.10.2011
.
.
Bangkok mantido em alerta
Chularat Saengpassa
Thasong Asvasena
Fonte: The Nation - 12 outubro de 2011 07:06

.
Bangkok deve ter escapado a ameaça de ser inundada, com a água que corre para o sul atingiu seu máximo, enquanto as medidas preventivas estão no lugar com barreiras ao redor da cidade e ao longo do rio Chao Phraya estão intactos, um funcionário superior da  Bangkok Metropolitan Administration (BMA) oficial disse ontem.

O Governador de Banguecoque, o Principe Sukhumband Paribat a supervisionar locais afectados e protegidos com barreiras de sacos de areia.
.
"Temos bastante certeza de que Bangkok poderá ser salvo da inundação, após  o monitoramento da maré, em cima dos relatórios na semana passada com o Departamento de Irrigação Real [RID], e descobriu que o influxo de água que atravessa muitas províncias, centrais, atingiu o máximo e o volume da água no rio Chao Phraya é de 4.000 metros cúbicos por segundo, muito abaixo de um nível crítico ", disse Narong Jirasappakunakorn, diretor da divisão de sistema de drenagem de informação do Departamento da BMA de Drenagem e Saneamento Básico.
.
"Posso assegurar-lhe isso. Não é preocupante. Eu garanto isso", acrescentou.
.
No oeste de Banguecoque, Estrada Sala Thammasop vai agir como uma barreira de diques se além dela, o colapso ou se são destruídas pelas vítimas das cheias descontentes, enquanto muitos canais podem acomodar a água do rio Chin Tha.
 -
Inseridos três videos, em língua tailandesa. Este blogue tem leitores, tailandeses, no estrangeiro, especialmente, nos Estados Unidos. 
.
video

.
"Este é um exemplo de um plano B que temos", acrescentou. Enquanto isso, um mecanismo primário, apelidado de Plano A, como a continuidade de drenagem e diques de sacos de areia existentes concreto ou reforçado, está intacto.

.
No caso do Plano B é comprometido, a água ainda pode ser correr para o sul e uma área de influência regiamente iniciada na área de Samut Sakhon de Mahachai conectada ao sul de Banguecoque.
.
A partir do norte, a água que corre ao longo do rio Chao Phraya os canais da baixa de Rangsit em Pathum Thani, podem absorver alguma, em caso de excesso, corre para o canal Prem Prachakorn e ser bloqueada por uma estrada, principal, que funciona como barreira.
.
Água que entra Banguecoque a partir do leste da Pa Sak Dam em Lop Buri, Hok Wa Canal se transborda ou as barreiras são destruídas, correrá para o sul ao longo Romklao e estradas Rei Kaew, que também funcionam como barreiras de prevenção de inundações no leste da Bangkok e Suvarnabhumi Airport. 
.
O  nível mais alto do rio Chao Phraya foi de 2,27 metros acima do nível do mar no volume recorde de 5.500 metros cúbicos por segundo, em 1995, quando sem paredes tinha sido construída. A altura mínima dos diques ao longo do Chao Phraya é de 2,5 metros, enquanto a máxima é de 3 metros em áreas que enfrentam maior risco.
.
"Não haverá inundações e grandes ondas de 60 centímetros de altura, porque a água já passou o seu pico, como temos verificado relatórios maré com o RID. O volume de água na barragem de Pa Sak tem se mantido estável por uma semana a cerca de 1.050 unidades por segundo. "
 .
video

.
Há um fator de risco, no entanto, que poderia levar a enxurradas a altos níveis de água - Barreiras de argila e de sacos de areia se forem destruídas por moradores descontentes, disse ele. Mas as instalações e os locais importantes estão sendo monitorados e vigiados. "Em caso de circunstâncias extremas, devemos deixar a água da inundação em algumas áreas e preservando aquelas que são mais importantes."

.
O primeiro-ministro Yingluck Shinawatra disse que havia instruído os departamentos civis e militares para reforçar os vários diques, no leste de Banguecoque e dragar cinco canais principais: Phra Ong Jao Chaiyanuchit, Jorrakhe Yai, Bang Chalong, Lat Krabang e Nong Ngoo Hao. Estes irão ajudar a drenar a água de Ayutthaya, fortemente inundada e Nakhon Sawan mais facilmente, evitando a água de combinar com as marés e inundações áreas que passa, disse ela.
.
Trabalho que deve ser concluído até 15 de Outubro, sábado, quando as marés altas de água do mar são esperadas.
.
Do governo Flood Centro de Operações de Socorro disse um dique estava sendo construída por ordem do Yingluck, perto Rangsit Canal 8, que liga a canais de Chulalongkorn.
video

.
Em seguida, voou para supervisionar ensacamento de 1,7 milhão de sacos de areia para distribuição aos moradores Banguecoque, observar uma operação em Rangsit e canais Sam Wa em Samut Prakan, para se certificar se concluída  antes de sábado.
-
Tradução Google com revisão com erros, ortográficos técnicos, mas que dará para entender.

COM DEUS NÃO IRÁS, MAS DIRECTO PARA AS PROFUNDEZAS DO INFERNO MEU "CABRON"

Despedida de Nancy Iriarte (ex-esposa de Hugo Chávez) de seu ex-marido PDF Imprimir E-mail
29 de setembro de 2011

Impressionante, muito profunda a despedida precoce de Nancy Iriarte Díaz (sua ex-esposa) a Hugo Chávez, que foi publicada em 9 de agosto de 2011 num dos jornais venezuelanos de maior circulação: o “El Universal”. Hugo, algumas considerações sobre a tua morte que se aproxima:

Não quero que partas desta vida sem antes nos despedirmos, porque tens feito um mal imenso a muita gente, tens arruinado famílias inteiras, tens obrigado legiões de compatriotas a emigrar para outras terras, tens enlutado um número incontável de lares, aos que achavas que eram teus inimigos os perseguistes sem quartel, os aprisionastes em cubículos indignos até para animais, os insultastes, os humilhastes, os enganastes, não só porque te achavas poderoso, mas também imortal… Porque o fim dos tempos não te alcançaria.

Mas a tua hora chegou, os prazos se esgotaram, o teu contrato chega ao seu fim, teu "ciclo vital" se apaga pouco a pouco e não da melhor maneira; provavelmente morrerás numa cama, rodeado de tua família, assustada, porque vais ter que prestar contas uma vez que das teu último alento, te vás desta vida cheio de angustia e de medo, lá vão estar os padres a quem perseguistes e insultastes, os representantes dessa Igreja que ultrajastes por prazer, claro que te vão dar a extrema unção e os santos óleos, não uma, mas muitas vezes, mas tu e eles sabem que não servirão para nada, mas só para acalmar o pânico a que está presa a tu alma ante o momento que tudo define.

Morres enfermo, padecendo do despejo, das complicações imunológicas, dos terríveis efeitos secundários das curas que prometeram alongar a tua vida, teus órgãos vão se deteriorando, uma a um, tuas faculdades mentais vão perdendo o brilho que as caracterizava, teus líquidos e fluidos são coletados em bolsas plásticas com esse fedor de morte que tanto te repugna.

Diga-me, neste momento, antes que te apliquem uma nova injeção para acalmar as dores insuportáveis de que padeces, vale a pena que me digas que não te possam tirar a dança – ah! – as viagens pelo mundo, os maravilhosos palácios que te receberam, as paradas militares em tua honra, as limusines, os títulos honoríficos, os pisos dos hotéis cinco estrelas, as faustosas cenas de estado… Diga-me agora que vomitas o mingau de abóbora que as enfermeiras te dão na boca, se era sobre isso que se tratava a vida, pois os brilhos e as lantejoulas já não aprecem nos monitores e máquinas de ressuscitação que te rodeiam, as marchas e os aplausos agora são meros bipes e alarmes dos sensores que regulam teus sinais vitais que se tornam mais débeis.
Podes escutar o povo do teu país lá fora do teu quarto?… Deve ser tua imaginação ou os efeitos da morfina, não estás na tua pátria, estás em outro lado, muito distante, entre gente que não conheces… Sim, estás morrendo em teu próprio exílio, entre um bando de moleques a quem confiou entregar teu próprio país, teus últimos momentos serão passados entre cafetões e vigaristas, entre a tua coorte de aduladores que só te mostram afeto porque lhes davas dinheiro e poder; todos te olham preocupados e com raiva, nunca deixastes que nenhum deles pudesse ter a oportunidade de te suceder; agora os deixas ao desabrigo e teu país à beira de uma guerra civil… Era isso o que querias? Foi essa a tua missão nesta vida? Esquece-te da quantidade de pobres, agora há mais pobres do que quando chegastes ao poder; esquece-te da justiça e da igualdade quando praticamente lhe entregastes o país a uma força estrangeira que agora teremos de desalojar à força e ao custo de mais vidas.
Tenho a leve impressão que agora sabes que te equivocastes; acreditastes num conto de passagem e te julgastes revolucionário, e por ser revolucionário… imortal; convocastes para o teu lado os mortos, teus heróis, esses fantasmas que também julgavas ter vida, Bolívar, Che Guevara, Fidel, e Marx que nunca conhecestes e que recomendavas a sua leitura… Andar com mortos te levou à magia e aos babalaôs, te metestes a violar sepulturas, e a fazer oferendas a uma coorte de demônios e espíritos maus que agora te acompanham… Sentes a presença deles no quarto? Estão vindo te cobrar, recolher a única coisa que deverias valorizar em tua vida e que tão sinistramente atirastes na obscuridade e no mal, a tua alma.
Bem, me despeço; só queria que soubesses que passarás para a história do teu país como um traidor e um covarde, por não teres retificado tua conduta quando pudestes e te deixastes levar por tua soberba, por teus ideais equivocados, por tua ideologia sinistra renunciando aos valores mais apreciados, a tua liberdade e à liberdade dos outros, e a liberdade nos torna mais humanos.
"O socialismo só funciona em dois lugares: no céu, onde não precisam dele, e no inferno onde é a regra dos que sofrem".

Nancy Iriarte Díaz




A CRISE DA UNIÃO EUROPEIA E OS CARICATURISTAS










NA MADEIRA É QUE É BOM.... SE È!!! MESMO "BIM-BOM!"






Crise económica na Madeira! ONDE?
Gestores públicos são pagos sem regras ou critérios.

Top dos Gestores Madeirenses
 
ANTÓNIO ALMADA CARDOSO, SESARAM - É o gestor público mais bem pago, pois aufere 7.421 euros, incluindo 1.663 euros de despesas de representação. O presidente do Conselho de Administração do Serviço Regional de Saúde acumula com o exercício de funções clínicas.
  NUNO HOMEM COSTA, HORÁRIOS DO FUNCHAL - Apesar de ter direito a uma reforma de 3.874 euros como militar e oficial DA PSP, aufere mais 6.063 euros por mês como presidente da HF, incluindo os 1.399 euros para despesas de representação já que o vencimento mensal líquido é de 4.664 euros.
PIMENTA DE FRANÇA, IGA - O responsável pela empresa de gestão da água, lixo e esgotos aufere 5.920 euros por mês, sendo o gestor que tem o mais elevado gasto em despesas de representação (1.716 euros), facto explicável por acumular funções em três empresas.
RUI REBELO, EEM - O presidente da maior empresa pública regional foi relegado para o terceiro posto, com uma remuneração total mensal de 6.051 euros, com a particularidade de já não haver aumentos desde 2004

 cid:image001.jpg@01CC6E85.9ADAFB90 
PEDRO FERREIRA (Metropolitana) é um dos mais bem pagos, pois aufere 3.993euros de ordenado, a que acrescem 1.397 euros de despesas de representação, totalizando 5,532 euros.
Obs: Afectando 32% dos encargos com o pessoal para pagar a administração (138 mil), o engenheiro lidera a empresa que tem o maior passivo bancário: 179,7 milhões de euros.
cid:image002.jpg@01CC6E85.9ADAFB90
RICARDO MORNA JARDIM (Madeira Parques) tem um ordenado de 5.499 euros, sendo o gestou que inscreveu o valor mais alto por conta do combustível (250 euros - imensos km naquela ilhita).
Obs: Lidera a gerência mais cara, a única com dois administradores a tempo inteiro que custam 148.336 euros, o que representa 45,3% dos encargos com os ...oito funcionários.
cid:image003.jpg@01CC6E85.9ADAFB90
RUI ADRIANO está legalmente reformado (2.737euros) desde 2007, mas enquanto presidente da Sociedade de Desenvolvimento do Norte aufere 5.249 euros.
Obs: Sendo o único administrador executivo, afecta 100% dos 86.302 euros de custos com a gerência, ou seja 9,9% dos gastos com o pessoal. É o que mais gasta em despesas de representação: 28 mil.
cid:image004.jpg@01CC6E85.9ADAFB90
FRANSCISCO TABOADA (Porto Santo) tem 5.249 euros como remuneração base, com a curiosidade de ser o segundo com maior gasto de combustível (200 euros -  é preciso andar muitos KM diariamente na ilha).


Obs: O seu cargo e a administração da empresa representam apenas 9% dos encargos com o pessoal, embora a sociedade que lidera seja a que soma mais prejuízos: 32,3 milhões de euros.
cid:image005.jpg@01CC6E85.9ADAFB90 
RAUL CAIRES ganha 4.893 euros no Madeira Tecnopolo.
cid:image006.jpg@01CC6E85.9ADAFB90 
BRUNO FREITAS invoca as remunerações dos presidentes dos portos de Lisboa (6.415 euros) e Sines (5.675) para legitimar remuneração de 5.359 euros enquanto presidente DA APRAM.
cid:image007.jpg@01CC6E85.9ADAFB90 
JORGE FARIA, o presidente do IDE, tem direito a 4.808 euros por mês.
Fonte: DN- Madeira
cid:image008.jpg@01CC6E85.9ADAFB90
PAULO SOUSA (Ponta Oeste) tem uma remuneração total de 5.514 euros.
Obs: A empresa que lidera é a que está em maiores dificuldades, com o maior passivo (206,2 milhões) e dívidas a fornecedores (8,7). E é o que gasta mais em deslocações (41.773), embora a administração represente 9,6% dos encargos com o pessoal.
 Fonte:http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/217409/economia/217464-gestores-publicos-Sao-pagos-sem-regras-ou-criterios
Com a devida vénia do  "Politica-pura-e-dura"

Frase actualíssima por Barra da Costa, criminologista, "Jornal de Notícias", 30-08-2008: "Portugal é hoje um paraíso criminal onde alguns inocentes imbecis se levantam para ir trabalhar, recebendo por isso dinheiro que depois lhes é roubado pelos criminosos e ajuda a pagar ordenados aos iluminados que bolsam certas leis".

AS MINHAS DOCES MEMÓRIAS DE BANGUECOQUE - HÁ 9 ANOS EU ESCREVIA

A poesia do rio e da minha rua

 
Em Banguecoque tenho muitas ruas.
-
Rios só um: o Chao Praiá.
Aquela onde vivo,outras que me são familiares  há muitos 
 anos,principalmente as que me servem de manhã para chegar à Embaixada de Portugal e de volta a casa ao fim da tarde.
.
Itinerários que não mudo para me facilitar a fuga ao tráfego nas horas do começo da movimentação da grande cidade.
.
Pontualmente, programado, às seis da manhã, eu e a Maria saimos de casa.Oitocentos metros é a distância que separa a Varanda do Oriente, de minha casa, até à auto-estrada. Depois de atingir a enorme via, o eixo rodoviário da Tailândia, do Norte  ao Sul até à fronteira da Malásia, são uns escassos 15 minutos que o meu utilitário necessita para deixar minha filha na escola internacional que frequenta há uma dúzia anos.
-
A escolas em Banguecoque, tailandesas ou internacionais iniciam as aulas (a grande maioria), às sete, dado ao rigor do clima tropical; encerram às duas e meia  da tarde e, com isto os alunos ter tempo para executar as lições para o dia seguinte.
.
Antes de iniciar as minhas funções que começam às nove tenho duas horas para consumir, e não as aproveito, sentando-me a polir o fundo de uma cadeira, num café da Rua da Silom. Vou assim para o meus espaços matinais que são a minha rua e a margem do rio Chao Praiá.
.
Depois de estacionar o carro para lá dos portões que dão acesso ao parque da Antiga Feitoria de Portugal (hoje a Chancelaria da Embaixada), saio,para a rua, com a máquina, de fixar imagens digitais, que não precisa de filme, revelação e, até podem,ser arquivadas na memória do computador, gravadas em  CD Rom ou em disquetes, por anos.
Percorro a minha rua,  a Captain Bush Lane que é, defacto, um mundo poético, e   prazer envolver-me na movimentação,humana e observar tudo que por ali passa no começo de mais um dia para milhares de banguecoquianos.
.
A cidade de Banguecoque é dividida em duas partes. O marco é o Rio dos Reis (Chao Praiá, Mename ou Mãe das Águas) onde correm as àguas das terras do Norte e Nordeste da Tailândia e vão desaguar no Golfo da Tailândia..
-
Sobre as àguas do Chao Praiá, durante as 24 horas, dos ponteiros do relógio, flutuam canoas, barcos, comboios de barcaças,mergulhadas até ao convés,  de grande porte, puxadas por reboques vindos de grandes distâncias, a montante, do rio, em direcção aos armazens do porto de Banguecoque, onde alijam a carga, composta de produtos da terra ou materiais de construção.
                                                           
 
A Casa Nobre, um palacete, a residência  dos Embaixadores portugueses acreditados na Tailândia e uma peça, finíssima da arquitectura,colonial portuguesa e conhecida na Tailândia por Sino/Portuguesa, está a pouco mais de 100 metros da margem esquerda do rio. A frontaria da Nobre Casa, ainda com o distintivo da monarquia lusa, as cinco quinas, os sete castelos e a coroa dos Reis de Portugal decorada com ramos verdes e cravos vermelhos.
.
Quando foi construída, depois de meados do século XIX, a circulação e movimentação das gentes; das mercadorias era efectuada pelo Chao Praiá; pelos canais de uma cidade, acabada de surgir entre a densa vegetação, aquática, abertos a braços do homem e dado, assim, nome à nova capital, pelos cronistas,da época, europeus a “Veneza do Oriente”. A capital da Tailândia é, ainda hoje,  conhecida por esse nome.
.
A bandeira das quinas, de três panos, já desfraldada ao sabor do vento que lhe é favorável da monção, na cruta do pau,flutua a uns 35 metros da base de cimento. O símbolo da nação, portuguesa, está ali desde 1820 quando Sua Majestade o Rei Rama II, ofereceu a Portugal a larga parcela de terreno para construir Feitoria e estaleiro para reparar ou construir barcos.
                          
Bandeira e  pau que a suporta,serviu por muitos anos ponto de referência para as pequenas embarcações navegando nos canais, dos pontos mais distantes de Banguecoque para se orientarem em direcção ao rio Chao Praiá. 
.
O farol luso da margem do Chao Praiá tem a concorrência das alturas, a poucos metros, de uma torre de vidro que  lhe tirou  o visual da orientação. Mas continua no mesmo mastro garbosa, a ondular o pano com as cores que identifica o lugar como espaço de português na Tailândia.
.
A “Captain Bush Lane”, a minha rua ( Rua do Capitão Mata), o nome foi uma homenagen ao Almirante John Bush K.C.W.E., que serviu dois Reis, Majestades Maka Mongkut e Chulalongkorn, (Pai da moderna Tailândia), pelo periodo de 40 anos, como administrador e organizador do Porto Marítimo de Banguecoque desde a metade do século XIX até ao começo do XX.
.
Rua que ainda hoje mantém pedaços da história de um passado. Uma casa sino/portuguesa, desabitada, está em coma há muitos anos,certamente aguarda os golpes implacáveis do camartelo para o lugar histórico, onde foi construída, se erguer uma torre de cimento e vidro.
Um pouco mais à frente está a tabuleta da empresa “Louis Leonowens”, filho da Anna Leonowens, professora de inglês da Corte de S.M. o Rei Mongkut (reinou de 1851 a 1868) que escreveu a controversa obra o “Romance no Harem”,  que mais tarde viria a ser aproveitada por Hollywood para rodar a grande metragem “O Rei e Eu” e motivo ofensivo ao povo tailandês dado que a história não narra os factos verdadeiros.
.
A destoar o cenário, da minha rua, é a luxuosa ilha de riqueza o Hotel Royal Orchid, famoso é certo, mas não tanto como o, secular, Oriental a um quilómetro a jusante e preferido pela gente, “bonitinha” da jet set internacional e, de alguns políticos, impressionistas, portugueses (não revelo nomes), têm uma paixão predilecta, pelo hotel,mais famoso do mundo. 
.
O escritor Somerset Maugham, hospedou-se, na sua primeira visita a Banguecoque, no Hotel Oriental, em 1923. Gostou, repetiu por várias vezes e a sua passagem ficou assinalada com uma suite: “Somerset Maugham”
 .
No Royal Orchid, há uns anos, foi preso um tal Faria, brasileiro, membro do executivo do Presidente Color que foragido e acossado pela polícia internacional o Faria, incauto, foi meter-se na “boca do lobo”, com uma comitiva de uns 10 assessores e a esposa a ocuparam suites de luxo, nas alturas, do hotel. 
.
As tripulações da companhia aérea nacional brasileira, VARIG, hospedavam-se no Orchid para se recompor depois de ter voado longas horas e segundo por aqui se constou teriam sido as vozes denunciantes,do paradeiro do “bom vivante” Faria. O informador do paraiso do brasileiro, teria dito à polícia tailandesa que era um homem perigoso e armado. 
.
Pois na altura da sua detenção o Faria não tinha, sequer, um corta unhas para atacar quem fosse. O acusado do crime de peculato, estava, com o seu grupo a viver à larga e à francesa; a gozar o cenário do Rio Chao Praiá. Na altura da detenção, o Faria, saía,depois de uma lauta ceia, do Restaurante Captain Bush que deu o nome à minha rua.
.
Uma pequena viela leva-me ao cais de desembarque. Da banda de Tomburi chegam batelões com estudantes, operários, jovens e muita outra gente, graúda e a arraia-miúda que vai apanhar o comboio á estação ferroviária, centenária, Hula Lumpon que liga Banguecoque a todos pontos do Reino.
 
 
Cruzam-se barcos expressos, de passageiros outros de grande porte aproximam-se dos hoteis, da beira rio, para embarcarem turista, e oferecer-lhes uma viagem de sonho de umas três horas até Ayuthaya, com preço acessivel a todas as bolsas. (A Tailândia continua a ser a melhor destinação turística, em toda Àsia, para o visitante estrangeiro).
  .
Miro o grande o rio, na manhã nublada, sinto por ele uma grande paixão. O Chao Praiá  é um pouco já da minha vida. Conheci as margens com casas de tábuas,em cima de estacas de madeira de teca. Hoje nas suas margens há enormes prédios de residências e hoteis de luxo. Turistas aos milhões visitam a Tailândia e o Chao Praiá é uma via aquáticas, obrigatória e desejada a navegar.
Rio que recebe as cheias dos outros afluentes do norte e nordeste e alagas a zona ribeirinha das duas margens de Banguecoque. Pessoas habituadas à benção da àgua que aceita as inundações com o sorriso caracteristico que identifica, o Reino das gentes tailandesas, o País dos Sorriso.
-
A Rua Captain Bush Lane e o rio Chao Praiá são espaços de poesia e pura harmonia.
José Martins
30.09.2002

E ASSIM LÁ SEGUE ELE NA "BUÉ" EM PARIS - "PORTUGAL POLÍTICO NO SEU MELHOR"

 

Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

Clique em baixo e fique a saber mais do "pirolito! 

SócratesPo(rte) 

 

Clique na imagem para a ler

 

PARA ROUBOS DE BANCOS NA GRÉCIA TANQUES À PORTA

Grecia comprará 400 tanques a EEUU




 
Mientras que la crisis de la deuda europea continúa con la posibilidad de Grecia se quede sin dinero en cuestión de semanas, y con el sistema bancario europeo al borde del colapso,

Grecia parece haber decidido tomar una decisión importante para afrontar el futuro inmediato: comprar 400 tanques a Estados Unidos.
Según el periódico SvD Näringsliv citando a la revista ”Hellenic Defence & Technology”. La operación alcanzaría un montante de “decenas de millones de dólares”.
El número dos de Papandreu dijo que “si dejamos el euro, habría que defender los bancos con tanques”
La información confirmaría lo que hace poco más de tres meses dijo el número dos de Papandreu, Theodoros Pangalos, quien  señaló que quienes plantean salir de euro son “extremadamente estúpidos” aunque sean “profesores universitarios, analistas, o economistas”, y señaló que “si dejáramos el euro, habría que poner tanques para defender a los bancos”.

Tradução
Enquanto a crise da dívida Europeia continua com a possibilidade de a Grécia fora do dinheiro em questão de semanas, e com o sistema bancário europeu a entrar em colapso, na Grécia parece ter decidido tomar uma decisão importante para enfrentar o futuro imediato: comprar 400 tanques dos EUA.

Segundo o jornal citando SVD näringsliv revista "Hellenic Defesa e Tecnologia." A operação chegaria a um valor de "dezenas de milhões de dólares."

Número de Papandreou dois disseram que "se deixamos o euro, os bancos teriam de defender com tanques"

Confirmar as informações que um pouco mais de três meses, disse Papandreou número de dois, Theodoros Pangalos, que observou que aqueles que dizem fora do euro são "extremamente estúpida", mas são "académicos, analistas e economistas," e que "se deixarmos o euro, as cisternas devem ser colocados para defender os bancos. "

NA GRÉCIA OS TANQUES TERÃO QUE DEFENDER OS BANCOS

Os tanques do medo

 
Enquanto a crise da dívida Europeia continua com a possibilidade de a Grécia ficar sem dinheiro em questão de semanas, e com o sistema bancário europeu a entrar em colapso, a Grécia parece ter tomado uma decisão importante para enfrentar o futuro imediato: comprar 400 tanques aos EUA no valor de “dezenas de milhões de dólares.
 .
O número dois do governo de Papandreou, Theodoros Pangalos, afirmou que “se deixamos o euro, os bancos teriam de ser defendidos com tanques”
[Traduzido daqui que na comunicação social portuguesa não se encontra nada]
.
Hoje lá, amanhã pode ser cá. Esta parece ser uma boa resposta para aqueles que falam em austeridade e em sacrifícios. A mentira fica bem demonstrada quando não há dinheiro para os cidadãos mas não falta para comprar armas para combater o seu próprio povo. Lá como cá vivemos a mentira e a subjugação aos grandes interesses económicos a à especulação financeira, presos a uma divida que não contraímos e a um futuro de miséria que nos querem impor.
.
Se a mentira existe e se subsiste é porque o sistema a esconde a verdade que o desmascararia. Todos os que nele participam e o não denunciam são colaboradores e não podemos contar com eles. Só os povos, mostrando a sua indignação e exigindo uma democracia verdadeira onde todos sejamos parte integrante das decisões que a todos nos afectam, podem fazer a mudança. No dia 15 de Outubro por todo o mundo e também cá pelo jardim milhares de manifestações e protestos vão encher as ruas de centenas de cidades. No próximo sábado vamos todos encontrar-nos no Marques de Pombal e vamos desfilar até aquela que devia ser a casa da democracia, a Assembleia da Republica. A presença de todos é importante demais para que alguém fique em casa. É o futuro de todos que está em causa.