Translator

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Movimento de Reformados e Pensionistas receia pelo aumento da pobreza



A austeridade vai obrigar também a novos cortes nas pensões - iguais aos que já são aplicados aos salários da função pública e a um aumento da contribuição dos recibos verdes para a segurança social.

À MARGEM: Eles, de vários Governos, foram culpados da pobreza, à vista, em Portugal.
.
Neste país não vejo saída, alguma, para novos, meios novos e velhos. Pela frente espera a miséria à gente de Portugal. Os novos fogem do país e vão procurar trabalho em outras bandas.
.
Mesmo sem especialidade, à cabeça, sujeitar-se-ão a qualquer trabalho mesmo que esta seja o de colectores de lixo, varredores de ruas, criados de mesa e viverão com alguma dignidade e a que não topam na terra  onde nasceram.
.
Na década setenta, século findo, houve um surto de emigração clandestina, entre os jovens, cuja esta não era pela falta de trabalho em Portugal, nas ex-terras de África administradas por Portugal, mas sim para fugiram à mobilização de incorporação no exército português e partirem, depois, para além mar e proteger os portugueses brancos, mulatos, pretos e de outras etnias que por séculos ali estavam fixados.
.
38 anos já foram passados, depois da “tal” implementação do sistema democrático e Portugal de ano para ano tem empobrecido uns e engordado outros.
.
Os gordos são os que se foram amanhando nos partidos que além de se entregarem à corrupção e conseguiram uma, duas, três e mais reformas.
.
Em 38 anos formaram-se, em Portugal, homens sem vergonha que sistematicamente se foram entregando ao viver de habilidades oportunistas. Há muitos que não se lhe pode dar outro nome do que "LADRÕES" protegidos.
.
Está provado que o dinheiro produz vicios e quando este caido céu aos trambolhões melhor aínda. 
.
A Justiça não funciona porque deixa os “ladrões” de colarinho engomado à solta, senta-se ao lado deles e come na mesma mesa.  
.
O que a mim me mete mais dó são os pobres velhos, reformados como eu, que no fim da vida vão passar misérias e fome que não mereciam.
.
Portugal precisa de renascer, outra vez, do nada e que se levantem os homens bons e arrumem a casa Portugal.
José Martins