Translator

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O ZÉ COM A BARRIGA COLADA ÀS COSTAS

É isso que o próximo Orçamento do Estado vai trazer. Mais impostos. Cortes na despesa. E isso é, em qualquer caso, fazer das tripas de outros o coração da reestruturação do Estado. É obrigatório mudar a equação do Estado, tornando-o suportável e deixando os agentes económicos respirar dos impostos que agora os asfixiam. O que poucos assumem é o odioso do que quer dizer "cortar despesa". É amputar corpos. É isso que andamos a querer. É nisso que não querermos crer.
Pedro Santos Guerreiro, Jornal de Negócios