Translator

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

OPINIÃO DE JOSÉ ANTÓNIO PINTO



Quem trabalha todos os dias com os mais pobres dos pobres deveria saber que as causas estruturantes da pobreza residem no modelo de crescimento económico capitalista. Só tem lugar na estrutura social quem dá lucro. O mercado é quem manda, as pessoas são peças baratas da cadeia produtiva. Precisamos, portanto, de novas políticas sociais, de envolver os pobres na resolução dos seus próprios problemas e de sensibilizar a sociedade civil para este flagelo que nos deve envergonhar a todos.
José António Pinto, assistente social, Público