Translator

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Três prédios desabam no centro do Rio de Janeiro
Ferry: Manuel da Luz preocupado
Crime: Sequestra e ameaça ex
Porto: Intermodal sobe 4,99%
Isabel Jonet: Europeia do Ano
Barcelos: Menino engole moeda
Fernando Pinto: Suspende subsídios

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
FMI nega ter pedido papel particular do BCE para reduzir dívida grega
Reunião do conselho de administração do Museu Berardo adiada uma semana
Um Real melhor, o derrotado de sempre
Guiné Equatorial acreditou até ao fim e escreveu história na CAN
RTP fez “triste figura” na polémica sobre fim do programa “Esse Tempo”
Dois prédios desabam no centro do Rio de Janeiro e causam pelo menos dois mortos

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Racismo motivou atentado na Ponte 25 de Abril
Transportadores ibéricos organizam "plataforma"
Carta aberta a Nuno Crato
170 mil alegaram pobreza para não pagar saúde
Chave vencedora do Totoloto
Ex-presidente da Câmara de Barcelos culpa atual Executivo
Transportadoras portuguesas e espanholas na rua juntas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Lula visita Reynaldo Gianecchini em hospital de São Paulo
Semana Santa de Braga espera 50 mil turistas
Uma transexual na política colombiana
Santos Ferreira abandona BCP
Fraude e corrupção na Saúde chega aos 500 milhões de euros
Calotes dos hospitais deixam 900 empregos em risco
Três prédios desabam no centro do Rio de Janeiro

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Accionistas da Oi votam reestruturação em assembleia-geral
Santos Ferreira abandona liderança do BCP
Santos Ferreira, o diplomata
Bruxelas veta a criação da maior bolsa mundial
Banco de Portugal quer concessão de crédito mais responsável
Fundos da banca ajudam a recuperar empresas portuguesas muito endividadas
Depósitos em moeda estrangeira têm “riscos”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

A capa do Negócios da edição de dia 26 de Janeiro
Carlos Santos Ferreira estará de saída do BCP
Um-dó-li-tá, cara de amêndoa, e quem sai és... tu!
Mercedes-Benz
Será que é esta cimeira que vai marcar a diferença?
Portugal tem que mudar de vida
O plano estratégico dos transportes

Capa do Oje Oje

Retalho da Sonae atinge os 4562 milhões
Receita da Oni cresce 1,6% no 1.º semestre
NECEP prevê forte recessão este ano
Novartis prevê quebra da rentabilidade
iPhone e iPad duplicam lucro da Apple
Ericsson falha estimativas de lucro
Quartetos fantásticos nas meias-finais do Open da Austrália

Capa do Destak Destak

Pequim defende que sanções da União Europeia "não foram construtivas"
Sefin vai a tribunal para exigir devolução dos arredondamentos cobrados em excesso
Exposição com reinterpretações dos Painéis de São Vicente abre hoje em Lisboa
Bolsa de Tóquio fechou sessão de hoje em baixa de 0,39%
Quem fica sem subsídio de férias e de Natal arrisca penalização no salário de janeiro - Domingues Azevedo
"Amigos de Paris" de Vieira da Silva mostram obras a partir de hoje em Lisboa
Tráfego aéreo cresceu 5,9% para 53,9 milhões de passageiros em 2011

Capa do A Bola A Bola

Benfica pode jogar com Zenit em Moscovo
Gallinari nos Nuggets até 2016
ONG critica prémio à Guiné Equatorial
Diakité emprestado ao QPR
Schaars no «estaleiro» por três semanas
Wigan assegura Beausejour
Mourinho cumpre hoje 49 anos

Capa do Record Record

Hulk contra o tempo
O muro do dragão
Novamente Fernando Meira
Caminho da Europa passa pelo Marítimo
«Benfica é o mais forte candidato»
Hipótese de "liguilha" já está em cima da mesa
O melhor Pitbull tem feito falta

Capa do O Jogo O Jogo

Taça: Nápoles elimina Inter (2-0)
Taça do Rei: Merengues caem de pé em Camp Nou
Taça da Liga: Liverpool empata com City e qualifica-se para a final
CAN: Guiné-Equatorial já está na próxima fase
NextGen: Sporting perde com o Inter e está eliminado
CAN: Líbia e Zâmbia empatam (2-2)
Lito Vidigal exige concentração aos seus jogadores

AO POVO... A LUTA VAI COMEÇAR - É MESMO PARA LER ATÉ AO FIM E PERCEBER AS RAZÕES DO NOSSO DESCONTENTAMENTO...


Acho este apelo bastante oportuno, razão pela qual estou inteiramente de acordo com a sua divulgação e o reencaminho para outros destinatários, cabendo a cada um fazer o seu julgamento.
. 
Por mim, informo desde já que estou inteiramente livre e disponível para alinhar num movimento de saneamento total e rigoroso da CAMBADA que levou à atual situação que se vive e não me chocaria um julgamento tipo Nuremberga para apuramento de responsabilidades.
. 
Só vai para a Política quem quer, logo, deverão responder pelos seus atos e ações e não acobardarem-se  ao abrigo das imunidades, que escandalosamente fabricam para os próprios se livrarem de responsabilidades geradas pela falta de
 preparação, pela ganância, pelo compadrio e pela corrupção...
.
SÓCRATES E TANTOS OUTROS AO BANCO DOS RÉUS - Acusados de coveiros de um país maltratado mas ainda vivo, que reclama por justiça. 

 Joaquim Dores Dias  

E ASSIM DIGO AO PAULO PORTAS: "QUEM TE MANDA A TI SAPATEIRO TOCAR RABECÃO!"

 .
Enquanto em Portugal qualquer badameco for ministro o nosso país não vai a lugar nenhum!


Número de Documento: 13686594

Lisboa, Portugal 24/01/2012 23:26 (LUSA)

 
 
.
Consulados:
Horários e localizações das permanências serão disponibilizados pelo MNE na internet - Paulo Portas
  .
Lisboa, 24 jan (Lusa) - O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) vai disponibilizar no seu sítio na internet os horários e localizações das permanências consulares e os funcionários vão chegar a sítios onde nunca houve qualquer representação, disse hoje o ministro, Paulo Portas.
.
"Toda a gente saberá aonde vão os funcionários, em que dias e a que horas, para que as pessoas possam programar a sua vida", disse o governante, que falava na Assembleia da República aos deputados da comissão de Negócios Estrangeiros.
.
Explicou que os funcionários irão equipados com aparelhos portáteis que permitem fazer, pelo menos, o cartão de cidadão e o passaporte, e a prazo talvez também os vistos.
.
Questionado pelos deputados sobre o encerramento de vice-consulados em França e Alemanha, o ministro adiantou que o sistema das permanências consulares, que consiste na deslocação regular de um funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros, "chegará a sítios onde nunca houve vice-consulados nem escritórios consulares".
.
Garantiu que "vai ser um ganho de eficiência", explicando que isto acontece, "não porque a política mude, mas porque a inovação o permite".
.
Confrontado com críticas, nomeadamente do deputado socialista Paulo Pisco, aos aumentos dos emolumentos consulares recentemente anunciados, o ministro recordou que a última atualização da tabela datava de 2008, e desde então os valores não acompanharam sequer a inflação.
.
Acrescentou que nos atos mais praticados e mais procurados pelas comunidades, como o cartão de cidadão ou os passaportes, o aumento foi de zero e de sete por cento, respetivamente.
.
E acrescentou que, no caso dos passaportes, o último aumento, ainda no governo socialista, fora de 68 por cento.
.
"Tivemos a preocupação de que os atos mais importantes tivessem a alteração mais reduzida ou até nula", sublinhou Paulo Portas, acrescentando que os atos consulares com maiores aumentos não são obrigatoriamente realizados dos consulados, havendo por isso concorrência. Os preços desses atos, afirmou, "estavam artificialmente reduzidos", não sendo possível mantê-los assim.
.
Questionado sobre a diminuição dos montantes disponibilizados pelo Estado português na cooperação para o desenvolvimento, o governante explicou que "não era possível pedir contenção em todas as áreas e excluir a cooperação".
.
Acrescentou que há projetos magníficos e outros que não merecem o mesmo apoio e defendeu a necessidade de ter uma avaliação do "retorno efetivo dos projetos de cooperação".
.
Sobre o futuro do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, que resulta da fusão entre o Instituto Camões e o Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento, Paulo Portas adiantou que a lei orgânica será publicada "nos próximos dias" e permitirá "manter o traço e a identidade do que é cooperação e língua, mas ganhar em eficiência".
.
Recordou que o MNE "já concluiu todos os seus deveres" no âmbito do Plano de Redução e Melhoria da Administração Central do Estado, faltando apenas alguns diplomas que aguardam promulgação.
FPA.
        Lusa/fim
--------------------

Ministério da Justiça diz que alargamento de serviço a todos os consulados é "crucial"




Número de Documento: 13688796

Lisboa, Portugal 25/01/2012 11:56 (LUSA)
Temas: Política, Partidos e movimentos, Sociedade, emigrantes
 
 
.
Cartão de cidadão:

Ministério da Justiça diz que alargamento de serviço a todos os consulados é "crucial"
..
Lisboa, 25 jan (Lusa) - O Ministério da Justiça considera de "crucial importância" o alargamento do serviço de recolha de dados para emissão do cartão de cidadão a toda a rede de consulados portugueses para garantir igualdade de tratamento aos emigrantes.
.
"É possível efetuar o pedido de emissão do documento em 54 consulados espalhados por todo o mundo, considerando o Ministério da Justiça de crucial importância a sua expansão aos restantes, de forma a garantir que os cidadãos portugueses residentes no estrangeiro tenham acesso às mesmas condições que os residentes em Portugal", refere o Ministério da Justiça em resposta a um requerimento do deputado social-democrata Carlos Gonçalves a que a agência Lusa teve acesso.
.
Contactado pela agência Lusa, o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, disse, por seu lado, que o alargamento do serviço que permite a recolha de dados para a emissão do Cartão de Cidadão à generalidade dos 145 postos consulares no estrangeiro "está dependente da capacidade do Ministério da Justiça formar funcionários e disponibilizar as necessárias senhas de acesso".
.
Acrescentou que há "seis ou sete" postos considerados prioritários que receberão o serviço "em breve", apontando como exemplo os casos de Santos e Fortaleza, no Brasil.
.
O deputado social-democrata Carlos Gonçalves alertou em outubro para as consequências de os emigrantes indicarem indevidamente uma morada portuguesa quando fazem o cartão de cidadão em Portugal, pedindo na altura ao Governo que sensibilizasse os serviços para esta situação.
.
"Há muitos países em que não é fácil a deslocação ao consulado e as pessoas, como vêm regularmente a Portugal, aproveitam para fazer o cartão de cidadão. Por falta de informação, acabam por indicar uma morada de Portugal e isso tem consequências muito negativas na relação com o país de origem", disse na altura Carlos Gonçalves.
 .
Como exemplos, apontou casos de emigrantes com morada portuguesa no cartão de cidadão que têm sido multados em Portugal por conduzirem carros com matrícula estrangeira e de outros que estão a ver as suas pensões enviadas para a morada em Portugal.
.
O deputado eleito pela Europa relembrou também as implicações no recenseamento eleitoral, uma vez que a indicação de uma morada em Portugal implica obrigatoriamente a transferência do recenseamento para a freguesia indicada e a eliminação nos cadernos dos respetivos postos consulares.
.
O Ministério da Justiça afirma ter conhecimento dos "constrangimentos" apontados pelo deputado, adiantando terem sido "emitidas orientações aos balcões de atendimento para que os cidadãos sejam devidamente esclarecidos do real impacto da informação que prestam relativamente à morada".
.
"O Instituto de Registos e do Notariado (IRN) continuará a realizar campanhas de sensibilização seja junto dos referidos postos de atendimento, seja nas ações de formação aos funcionários" acrescenta o MJ.
CFF.
        Lusa/Fim

MERKEL AVISA.... A CRISE NÃO VAI SER RESOLVIDA COM PANINHOS MORNOS!

A foto do ano

QUEDA DE EDIFÍCIOS NO RIO DE JANEIRO


Clique em baixo e vá para a notícia

.
Edifícios ficavam na Avenida Treze de Maio e na Rua Manuel Carvalho, na área próxima a monumentos como Teatro Municipal, Câmara dos Vereadores e Museu Nacional de Belas Artes. Região ficará interditada nesta quinta-feira