Translator

quarta-feira, 18 de abril de 2012

OS 38 ANOS 25 DE ABRIL DE 1974 ESTÃO A ABRIR A PORTA, MAS O SILÊNCIO DOS "ABRILADOS" É DE PRATA....HIPOCRESIA COM TODOS E MAIS QUE TODOS CALADINHOS!

COISAS DE MINISTROS - DE PORTUGAL E ANGOLA


Um ministro português e um ministro angolano
( 5***** )
 Profunda, esta....

Um ministro Português recebeu, em Lisboa, um ministro Angolano.
Simpático, o ministro português convidou o outro a ir lá a casa.
 .

O ministro angolano foi e ficou espantado com a bela vivenda. Em bairro chiquérrimo e com piscina.
 .

Com a informalidade dos luandenses pôs-se a fazer perguntas.
- " Com um ordenado que não chega a mil contos limpos, como é que o meu amigo conseguiu tudo isto? Não me diga que era rico antes de ir para o Governo?"
 .

O ministro português sorriu, disse que não, antes não era rico. E em jeito de quem quer dar explicações, convidou o outro a ir até à janela.
- " Está a ver aquela auto-estrada?"
- " Sim", respondeu o angolano.
- " Pois ela foi adjudicada por 100 milhões. 

 .
Mas, na verdade, só custou 90 milhões" - disse o português, piscando o olho.
 .

Semanas depois, o ministro português foi de viagem a Luanda. O angolano quis retribuir a simpatia e convidou-o a ir lá a casa. Era um palácio, com varandas viradas para o pôr-do-Sol no Mussulo, jardins japoneses e piscinas em cascata.
.

O português nem queria acreditar, gaguejou perguntas sobre como era possível um homem público ter uma mansão daquelas.
O angolano levou-o à janela.
- " Está a ver aquela auto-estrada?"
- " Não...!!!!"
- " Nem eu..."

DO BLOGUE CANTIGUEIRO: "Se não for travado, este bando de delinquentes que está no poder só se dará por satisfeito quando os seus donos se derem por satisfeitos"

Governo Passos/Portas – Quase tudo bons cristãos...


Se não for travado, este bando de delinquentes que está no poder só se dará por satisfeito quando os seus donos se derem por satisfeitos. Esses, já sabemos, não descansarão enquanto não lhes for permitido despedir um trabalhador da manhã para a tarde e sem direito a qualquer causa que o justifique, ou indemnização.
Esta nova agressão é, obviamente, «inaceitável», mas, por enquanto, a única coisa que os está a atrasar um pouco, é a “feroz oposição” da UGT, dada a profunda sonolência que provoca no governo.
Gostaria de continuar este texto com análises profundas sobre os perfis destes nossos governantes, assim, sei lá... que são uns bandalhos, mentirosos, crápulas, ladrões, lacaios, dromedários, parasitas, vigaristas, porcos, filhos de cabazes de ameixas podres... mas, em vez disso, apetece-me terminar com uma nota de optimismo:
Fiquemos descansados! Estes senhores e senhoras, chamemos-lhes assim, estão cuidando, afinal, de que haja ricos cada vez mais ricos... e isso é muito bom, pois eles poderão dar cada vez melhores esmolas aos cada vez mais pobres.
Ora, sabemos muito bem que, ao contrário do que clamam os comunistas, o direito a pedir esmola é um dos mais bonitos “direitos humanos”... pelo menos segundo a “santa madre” Igreja Católica.
Em quem vamos acreditar? Nos comunistas... ou na dita “santa madre” que, entre muitas outras coisas igualmente fantásticas, vem parindo, há séculos, belos governantes como estes?

KAOS:A “Madame” do bordel

O secretário-geral da UGT, João Proença, ameaçou hoje denunciar o acordo de concertação social se o Governo continuar a não o cumprir, adiando as medidas para o crescimento e o emprego.
«Deixo um aviso claro ao Governo e aos empregadores: ou respeitam na íntegra o acordo tripartido ou a UGT denuncia o acordo», disse Proença em Conferência de imprensa.
“O desemprego aumentou num ano cerca de 20 por cento mas parece que a única preocupação do Governo é a desregulação laboral e a redução das prestações sociais”.
Embora garanta que não denunciará o acordo no curto prazo, também diz que tudo depende do clima social. Se o desemprego continuar a aumentar ao ritmo dos últimos meses tudo se pode “precipitar”.
Isto é o que se chama cuspir no prato onde se andou a lambuzar.
Este odioso personagem que serviu de moleta e propaganda a este neo-liberalismo  vampiro de promover o despedimento, a precariedade e o trabalho sem direitos vem agora armar-se em defensor não se sabe muito bem do quê.
Será medo que o “Clima social” lhe caia em cima, o governo está a demorar a garantir-lhe um abastado futuro ou tem medo que os trabalhadores não compareçam no seu 1º de Maio?
Calem a boca a esta coisa que quase me apetece vomitar quando ele abre a boca.

PURITANISMO (HIPÓCRITA) AMERICANO - SURPRESA AGENTES SECRETOS APANHADOS NOS COPOS E NAS RAPARIGAS NA COLÔMBIA


ESTADOS UNIDOS: Escândalo expulsa dois funcionários do Serviço Secreto

Por David Nakamura e Ed O'Keefe, quinta-feira, 19 de abril 5:05
- Washington Post

Dois norte-americanos funcionários do Serviço Secreto envolvidos no escândalo de prostituição na Colômbia concordaram em deixar o departamento, os funcionários disseram quarta-feira, enquanto a agência se move para gerir as consequências do episódio constrangedor.
.
Um concordou em renunciar e outro, um supervisor, pretende se aposentar, a agência anunciou em um comunicado.
Um terceiro, que também é supervisor, foi-lhe  recomendado para se retirar, mas ele tem a oportunidade de recurso, disseram autoridades.
.
Presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner solicitou aos investigadores, do governo, para investigar, em profundidade, o que teria acontecido na Colômbia entre os agentes do Serviço Secreto, militares e prostitutas.
.
Onze funcionários do Serviço Secreto e 10 membros militares são suspeitos de envolvimento em uma noite de bebedeira, visitas a clubes de strip e prostitutas antres da viagem do presidente Barack Obama a Cartagena, na Colômbia, para uma cimeira internacional.
.
Tanto o Serviço Secreto e o Departamento de Defesa lançaram investigações sobre o mau comportamento alegado, que teve lugar 11 de Abril, duas noites antes de Obama chegar à cidade litorânea.

 .
O Serviço Secreto recordou que os 11 funcionários foram substituidos por outra equipa e os homens já foram colocados em licença administrativa.
.
Os restantes oito empregados continuam a ter licença administrativa e as suas habilitações de segurança ultra-secretos permanecem suspensos.
.
"Uma vez que estas alegações foram relatados primeiramente, o Serviço Secreto tem prosseguido activamente nesta investigação, e tem atuado para garantir que a ação disciplinar apropriada é efectuada.

.
Exigimos que todos os nossos funcionários aderir aos mais altos padrões profissionais e éticos e estão comprometidos com uma revisão completa desta matéria ", disse a agência em um comunicado.

ESPANHA: CONTRAVERSIA VIAGEM DO REI D. JUAN CARLOS À BOTSUANA

Rei: "Eu sinto muito. Eu cometi um erro e não vai acontecer novamente " O monarca pediu desculpas em uma breve aparição gravada. Dom Juan Carlos disse que estava "ansioso para voltar a trabalhar"
.
Mabel Galaz Madrid 18 ABR 2012 - 14:01 CET3577 - El País.
.
Em um movimento sem precedentes, o rei pediu desculpas em uma breve aparição, registada, no hospital de San José USP, momentos após a alta da clínica depois de cinco dias internado por fratura de quadril.

.
Na porta do quarto que ocupou e antes de deixar o centro uma câmara de televisão à espera dele o Rei diz: ".. Me desculpem, eu cometi um erro e não vai acontecer novamente" Juan Carlos também disse que foi muito boa a recuperação, clínica, do acidente e que estava "ansioso para voltar a trabalhar." Ele também agradeceu aos médicos assistentes.
.
Sabendo que sua viagem de caça para o Botswana tem sido objecto de muita controvérsia, decidiu tentar reduzir a diferença nos últimos dias, criticado por uma grande parte da classe política, do público em geral, meios de comunicação e amplamente, divulgado.
.
Durante o tempo que Don Juan Carlos esteve internado foi  constantemente informado sobre o que era dito sobre ele. Rei  leu os jornais, viu na televisão e seus colaboradores mais próximos lhe teriam demonstrado haver a necessidade de uma explicação pública.
.
Nos últimos dias, na Casa Real foram estudadas as atitudes que o Rei deveria expor perante o público. Depois de várias reuniões, Rei Juan Carlos decidiu segunda-feira passada, minutos antes de sair da clínica, o desejo de pedir desculpas, não por uma declaração oficial, fria, enviado pelo palácio de La Zarzuela, mas por via oral, diante de câmera de televisão.
.
É incomum para um Rei fazer tais declarações, mas a situação o levou a ter que decidir. Mas é que até agora, nunca o seu comportamento foi tão contestado. E para as duras críticas vem uma resposta retumbante, que visa diminuir a crise mais importante vivida pela Coroa desde a sua restauração.
.
O Rei falou como fez meses atrás, para marcar o comportamento "pouco exemplar" de seu genro Inaki Urdangarin, acusado de suspeita de corrupção. Nesta linha de seu discurso de Natal final foi mais forte do que nunca.

.
Ele sentiu-se seguro ao proferir o discurso, pelo o dano causado por Urdangarin à imagem da monarquia espanhola. Don Juan Carlos usou seu discurso para lembrar que "a justiça é igual para todos" e "conduta reprovável deve ser punido." "Eu me preocupo bastante pela desconfiança que parece estender-se em alguns sectores da opinião pública sobre a credibilidade e o prestígio de algumas de nossas instituições.
.
Precisamos de profissionalismo, rigor e exemplar em todos os sentidos. Todo mundo, especialmente aqueles com responsabilidades públicas, que o dever de observar o comportamento adequado e o comportamento exemplar. " Rei também disse naquele dia: "Quando há faltas que não são conformes com a legalidade ou a ética é natural que a sociedade reage."
 .
História:
    
O Rei é operado após quebrar o quadril em uma viagem de caça em Botsuana
    
Um velejador em um grande caçada
    
Uma instituição cheia de lacunas
    
Posições de todas as partes pedir ao rei para pedir desculpas
  
O Partido Socialista
"incomodado e rancoroso" quer uma resposta do Rei.
    
Um empresário saudita pagou a caçada ao Rei
.
Crítica de Don Juan Carlos I chegaram através da opacidade com que ele viajou para Botsuana. Desde o seu deslocamento de Espanha, mas o Governo tem conhecimento, porque o próprio Rei comunicou ao presidente Mariano Rajoy que gozaria férias de Páscoa.
.
Mas era um segredo para o resto, só quando, no sábado foi revelado pela Casa Real a informar que o Rei havia sofrido uma cirurgia de fratura do quadril causada por um acidente em uma viagem de caça e que tinha acontecido havia 36 horas.  
 .
A foto de Don Juan Carlos junto a um elefante foi publicado em torno do mundo. Não só os grupos de ambientalistas, mas o público em geral têm criticado a viagem pouco oportuna e conveniente.
.
Don Juan Carlos saiu para caçar, quando a Espanha teve dias difíceis durante a semana para a sua economia e tê-lo com um grupo de caçadores, cuja identidade não foi tornado público.  
.
Dada a derrocada, a família real fechou fileiras e moderadores de La Zarzuela tentaram responder com transparência, não todas, mas muito mais do que o habitual. O gesto do rei de falar sobre o que aconteceu é outra prova de que os tempos mudaram.

CARLOS FIOLHAIS:"COMO ENCONTROU OS COFRES MINISTERIAIS ARROMBADOS,....."


 No rescaldo da festa, Nuno Crato, o actual ministro da Educação e Ciência, tem uma herança de dívida. Como encontrou os cofres ministeriais arrombados, tem de ver com muito rigor as contas para rendibilizar o escasso orçamento. Se alguma experiência lhe pode valer é a de vir de uma missão de reparação de cofres arrombados à frente do Tagus Park, em Oeiras. Na altura, quem podia festejava. Convenhamos que, com ou sem experiência, não é fácil gerir um ministério que foi financeiramente implodido pela Parque Escolar e pelo Plano Tecnológico (outra festa!).
Carlos Fiolhais, Público

O QUIM BARREIROS E A INJECÇÃO NA BANCA


Já ouviram isto na radio? Nem vão ouvir.
QUIM  BARREIROS
A INJECÇÃO NA BANCA !
UMA DELÍCIA!

VOLTA SÁBIO ZÉ MANEL,FILHO PRÓDIGO, QUE ESTÁS PERDOADO!


 Euro

Barroso elogia progressos das exportações portuguesas

Económico com Lusa  
18/04/12 15:10

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, elogiou hoje o progresso das exportações portuguesas.
.
Para Durão Barroso este é um sinal de que apesar das "grandes dificuldades" existem melhorias que devem ser tidas em conta na superação da crise.
.
"Temos alguns exemplos positivos, que mostram que os esforços consideráveis das autoridades nacionais e dos cidadãos começam a produzir os seus frutos", declarou Barroso em Estrasburgo, onde falava na sessão plenária do Parlamento Europeu que esta semana decorre na cidade francesa.
.
O presidente do executivo comunitário deu como exemplo as exportações em Portugal e Irlanda, países sob assistência financeira, e reformas económicas tidas na Letónia.
.
"Há efetivamente grandes dificuldades mas ha também certos progressos, e é preciso apoiarmo-nos nestes progressos", sublinhou Barroso, lembrando que a situação permanece difícil.
.
A Comissão Europeia apresenta hoje em Estrasburgo um pacote de medidas para estimular a criação de postos de trabalho na União Europeia (UE), assim como propostas concretas no mesmo domínio específicas para a Grécia.

A NOSSA MAIS FINA "RAPAZIADA" POLÍTICA DESTE PAÍS...!!! NÃO PERCA DE SABER O CACAU QUE NOS RAPAM!

RECOMENDÁVEL O CLIQUE NAS BARRAS VERMELHAS


CRISE PARA QUEM?

Pensões dos políticos custam 80 milhões de euros em 10 anos



ALBERGUE DOS EX: MINISTROS

 

 

KAOS:Um palhaço real no Botswana

.
Enquanto a Espanha está sob pressão dos mercados, aproximando-se de uma quase inevitável ajuda externa e os Espanhóis sofrem um violento aumento da austeridade e onde o desemprego já ultrapassa os 24%, a viagem do rei Juan Carlos de Espanha ao Botswana, para caçar elefantes, durante a qual sofreu uma queda e fracturou a anca, continua a suscitar uma imensa indignação.
.
Pode ser rei ou o raio que o parta, se caiu e partiu a anca enquanto se divertia a matar por simples prazer um animal majestoso como é um elefante. então devia era ter partido os cornos de vez.

SUBMARINADA: "PGR DEVIA APRESENTAR DEMISSÃO" DISSE ANA GOMES


 
 Pinto Monteiro abriu guerra à ministra da Justiça

Investigação: Demora no caso dos submarinos

Justiça desmente Pinto Monteiro

O procurador-geral da República foi ontem desmentido pelo Ministério da Justiça, pela PJ e pelo próprio Ministério Público, depois de ter dito que a investigação do caso dos submarinos está atrasada porque o Ministério da Justiça não paga as perícias necessárias.
.
Por:Ana Luísa Nascimento/Eduardo Dâmaso
.
O Ministério da Justiça desmentiu imediatamente Pinto Monteiro, depois de ter obtido informações por parte do departamento responsável pelo inquérito. O CM sabe que a procuradora Cândida Almeida falou com o gabinete da ministra Paula Teixeira da Cruz e garantiu que o processo não está dependente de perícias, até porque não foi pedida nenhuma. A coordenadora do DCIAP deu mesmo esses elementos para que o Ministério emitisse um comunicado sobre a questão.
.
Também a PJ clarificou a sua intervenção no caso. O director nacional da PJ, Almeida Rodrigues, disse ao CM que "foi pedida a colaboração da PJ, em Fevereiro de 2006, numas buscas a uma empresa, em que participaram cinco inspectores do gabinete de perícias financeiras". Mais recentemente, a PJ disponibilizou ainda uma tradutora de alemão ao DCIAP, onde está a tempo inteiro. Esta tradutora foi pedida por Cândida Almeida à ministra da Justiça.
.
O processo dos submarinos esteve apenas três meses na PJ, logo no início, mas em 2006 foi avocado pelo DCIAP, que nele trabalha com a Brigada Fiscal da GNR. "A PJ deu tudo o que lhe foi pedido", declarou Almeida Rodrigues ao CM.
.
O Ministério da Justiça esclareceu que não existe "nenhum pedido referente ao pagamento de qualquer verba para perícias nem qualquer diligência que tenha sido requerida no âmbito do processo dos submarinos ou qualquer outro", garantindo que tem tido um "empenho rigoroso" na disponibilização dos meios necessários para que a investigação criminal faça o seu caminho. Pinto Monteiro é, assim, desmentido por todos.
.
DISCURSO DIRECTO
.
"PGR DEVIA APRESENTAR DEMISSÃO": ANA GOMES, Eurodeputada e assistente no processo
Correio da Manhã – A investigação aos submarinos está parada por falta de dinheiro, como diz o PGR?
.
Ana Gomes 
Não sei do que o senhor PGR está à espera para se demitir. Se a questão é de dinheiro, devia ter dito há mais tempo que não havia dinheiro.
– Como explica então a paragem da investigação?
– A substituição da equipa de procuradoras, há mais de um ano, impediu que a Justiça faça o seu trabalho.
– Está a proteger-se alguém?
– Há objectivo de encobrimento de personalidades poderosas.

JOÃO PALMA INSPECCIONADO POR ALÍPIO

João Palma, que hoje abandona a presidência do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, vai ser inspeccionado por Alípio Ribeiro. O ‘timing’ da decisão causou estranheza no Ministério Público, uma vez que, como presidente do sindicato, Palma tinha até agora o horário de trabalho reduzido, além de que são conhecidas as suas divergências com o PGR. Por outro lado, o inspector designado tem um blogue em que já criticou Palma, o sindicato e até o congresso, em Março.
.
RELATÓRIO CONFIRMA LUVAS
.
Um relatório interno da Ferrostaal, empresa que integrava o consórcio alemão que vendeu os submarinos a Portugal, confirma o pagamento de comissões a Jürgen Adolff, ex-cônsul honorário de Portugal em Munique, e ao vice-almirante Rogério d’Oliveira. O documento, a que o CM teve acesso, deixa claro que a Ferrostaal pagou mais de 1,6 milhões de euros a Jürgen Adolff e um milhão de euros a Rogério d’Oliveira.
.
Ana Gomes, eurodeputada do PS que se constituiu como assistente no processo de aquisição dos submarinos, tem uma cópia do relatório interno da Ferrostaal que faz uma análise às vendas de submarinos a vários países, entre os quais a Grécia e a África do Sul. Ontem, em declarações ao CM, a eurodeputada do PS foi categórica: "O relatório da Ferrostaal é um dos elementos, entre outros, que tenciono apresentar à PGR."
.
Intitulado ‘Ferrostaal – Final Report Compliance Investigation’, o relatório deixa também claro que os pagamentos da Ferrostaal ao ex--cônsul de Portugal em Munique, que foi substituído em 2010, e ao vice-almirante da Marinha portuguesa, que está reformado, foram feitos sem haver documentos capazes de provar os serviços prestados.

MAS EM QUE FICAMOS? ELE DISSE QUE SIM...E AGORA NÃO HÁ GARANTIAS!!!

Passos Coelho diz que não há garantias de regresso ao mercado

Por Agência Lusa, publicado em 18 Abr 2012 - 10:19 | Actualizado há 1 hora 30 minutos

Pedro Passos Coelho
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, defendeu hoje, num artigo de opinião publicado no Financial Times, que quem duvida que Portugal vai regressar aos mercados internacionais em setembro de 2013 está enganado, embora admita que não há garantias.

Economia mundial frágil, enfrenta "calma inquietante": FMI


Última Atualização: quarta-feira abril 18, 2012, 10:12 .
.
Fonte:  World Economic Outlook
 .

Washington: crescimento global está a melhorar lentamente, como a tração EUA ganhos de recuperação e os perigos da Europa recuam, mas os riscos continuam elevados e a situação é muito frágil, o Fundo Monetário Internacional disse na terça-feira.
.
Outro surto da crise da dívida soberana da zona do euro ou forte escalada dos preços do petróleo sobre a incerteza geopolítica poderia interromper uma economia mundial encontrar seus pés, mais uma vez após turbulência do mercado sobre déficits orçamentários da zona do euro, o FMI disse.
.
"Uma calma mantida inquieta. Um deles tem a sensação de que a qualquer momento as coisas podem muito bem ficar muito mal", economista-chefe
do Fundo Económico Mundial (FMI),  Olivier Blanchard informou, em detalhes, jornalistas  do Outlook.
.
"Nossa previsão inicial é de crescimento baixo nos países avançados, especialmente na Europa, mas com riscos de deterioração sendo, estes, extremamente presentes", disse ele.
.
O FMI revisou para cima sua previsão de crescimento global para este ano para 3,5 por cento de 3,3 por cento em Janeiro, e 4,1 por cento para 2013.
.
Enquanto a zona euro sofrerá uma recessão moderada, o FMI disse que vai ser menos grave do que se temia após acções  políticas que acalmou os mercados, no começo deste ano.
,
Os líderes europeus endureceram suas regras fiscais, a compra de títulos do Banco Central Europeu inundou os mercados com dinheiro, governos novos em Itália, Espanha e Grécia estão pressionando por reformas orçamentais rigorosos e os líderes da zona do euro concordaram em ampliar o seu fundo de resgate.
.
Os Estados Unidos, entretanto, estão gradualmente ganhando força, enquanto a China e outras economias emergentes parecem a caminho de desaceleração gradual, sem deixar de funcionar, disse o FMI.
.
Mas os ganhos são precários. Se a crise da zona do euro entrar em erupção mais uma vez, isso poderia desencadear uma ampla despejo de ativos de risco, privando de 2 por cento de crescimento global em dois anos, a zona do euro sofre um declínio de 3,5 por cento na produção, o FMI alertou.
.
Além disso, um aumento de 50 por cento no preço do petróleo iria reduzir a produção global de 1,25 por cento, disse.
.
Para garantir a recuperação global, o FMI exortou os bancos centrais dos Estados Unidos, zona do euro e do Japão para ficar pronto para entregar flexibilização monetária mais, os governos de cautela sobre o ritmo de cortes no orçamento sempre que possível; e da Europa para considerar o uso de fundos públicos para recapitalizar os bancos.
.
Zona Euro instável, EUA melhora

Blanchard aplaudiu os líderes europeus de fazerem "grandes progressos" na construção de firewalls contra o contágio financeiro. "Mas por si só, eles não podem resolver as dificuldades."

.
Os países enfrentam um ato de equilíbrio de multa pelo qual eles devem cortar orçamentos a curto prazo, não sufocando o crescimento temporariamente, a fim de reconquistar a confiança do mercado. 
Eles também devem travar a médio prazo credíveis planos para redução do défice e empreender reformas para estimular a competitividade económica.
.
Mercados eventualmente recompensar os países com menores taxas de juros, disse Blanchard. Os cortes fiscais realizados até o momento são suficientes, dada a perspectiva de crescimento instável. Se as perspectivas econômicas piorarem, ele recomenda não mais cortes.
.
Os bancos europeus também estão desalavancagem, o que irá reduzir seus balanços por 2,6 trillion dólares nos próximos dois anos e fatia de cerca de 1 ponto percentual do crescimento este ano.
.
Frente a estes ventos contrários, a zona euro é provável que suportar uma recessão moderada neste ano, encolhendo 0,3 por cento e, em seguida postagem 0,9 por cento de crescimento em 2013, disse o FMI. Essa é uma pequena melhora a partir de 0,5 por cento contração 2012, havia previsto em janeiro.
.
Blanchard disse também que os líderes da zona do euro deve tomar novas medidas para a união fiscal, o que diminuiria o risco-país. 
 .
Ele propôs o movimento em direção a emissão de títulos soberanos comuns, começando com as contas em euros, e defendeu o seguro de depósito, de banco, à escala europeia e a utilização de fundos públicos para recapitalizar os bancos.
.
Os Estados Unidos, entretanto, estão "puxando-se pelos seus bootstraps" como melhorar as condições internas, o FMI disse que, embora o ritmo de crescimento continue limitado por um consumidor endividado, alto desemprego e um mercado imobiliário fraco.
.
O FMI aumentou sua previsão para os Estados Unidos para 2,1 por cento este ano, acima dos 1,8 por cento em janeiro. Para 2013, ele dá a previsão de 2,4 por cento, de 2,2 por cento. Ele vê o desemprego este ano segurando no seu nível actual de 8,2 por cento e avançando para baixo em 2013, para 7,9 por cento.
.
Apesar da melhoria, o destino dos Estados Unidos continua profundamente entrelaçada com o da zona euro, onde os problemas renovados poderiam roubar 1,5 pontos percentuais.
.
"Um flare-up na área do euro aumentou e stresse, soberano, de bancos poderia facilmente minar a confiança no sector corporativo dos EUA e, assim, apertar o investimento e a procura, o que prejudica o crescimento", disse o FMI.
.
Os Estados Unidos enfrenta seus próprios desafios fiscais, agravadas por lutas políticas que têm atrasado o trabalho sobre a elaboração de um plano de médio prazo para reduzir seu deficit orçamentário. Se os cortes de impostos expiram no final deste ano e os cortes orçamentais previstos chutarem, os Estados Unidos terão de enfrentar um aperto bruto fiscal.
.
"Ajuste de tão grande alcance possa prejudicar significativamente a recuperação económica", disse o FMI.
.
As economias emergentes resilientes
.
O FMI está optimista sobre as perspectivas para a China. Ele deixou suas previsões de crescimento inalterada em 8,2 por cento este ano e 8,8 por cento em 2013. Investimento interno forte e crescente consumo como a classe média se expande estão apoiando o crescimento e compensando as exportações diminuindo.
.
Na entrevista coletiva, o vice-diretor do FMI, de pesquisa, Joerg Decressin, saudou a decisão de Pequim no sábado, para permitir que sua moeda flutue dentro de uma faixa mais larga e disse mais flexibilidade ajudaria a reequilibrar a economia chinesa para o consumo interno. Ele disse que não ficou claro se o yuan foi bastante valorizado, uma vez que o FMI está no meio de rever a sua metodologia para a valorização das moedas.
.
O FMI disse que as economias emergentes e em desenvolvimento como um todo provavelmente crescer 5,7 por cento este ano e de 6 por cento no próximo ano, revisões em alta do 5.4 por cento e 5,9 por cento as previsões feitas em Janeiro.
.
Seu desafio é evitar o superaquecimento, mantendo espaço para estímulo fiscal e monetário deve perigos da zona euro ou altos preços do petróleo se espalhar, disse o FMI.

LÁ VAMOS NÓS TER O NOSSO SIMPÁTICO ESCUDO!

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 18 de Abril de 2012.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Portimão: Ferida em incêndio
Aljezur: Eucaliptos e mato ardem
Albufeira: ASAE faz fiscalização
Gaia: Roubada enquanto dormia
Bento XVI: Contra fim dos feriados em Portugal
Rei Juan Carlos: Intercedeu pelo genro
Colhidos por comboio

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
Marine Le Pen é a “única candidata da nação”
Vaticano tem reservas sobre eliminação de feriados de 15 de Agosto e 1 de Novembro
UE foi buscar aos mercados 1,8 mil milhões para empréstimo a Portugal
Sorteio do Euromilhões
Pereira Cristóvão: "Muita obra para fazer até Agosto"
Mario Gómez perpetua a maldição do Real Madrid em Munique

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

"É preciso saber primeiro se há ou não novo hospital"
A igreja e o protesto
Contem-nos como foi, contem-nos
Voo da TAP aterra no Funchal para verificação técnica
Duas menores estão desaparecidas
Primeiro prémio com "jackpot" de 26 milhões na sexta-feira
Combinação vencedora do Euromilhões

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Pedidas penas de prisão por morte de trabalhador português em Vigo
Pinto da Costa recusa comentar "Caso Cardinal" por respeito ao Sporting e a Godinho Lopes
Descobertos dois cadáveres sob as asas de um avião
José Mourinho confiante para segunda mão apesar da derrota
Voo da TAP para Cabo Verde aterra no Funchal para "verificação técnica"
Slide mal montado no quartel causou morte de jovem de 18 anos
Igreja considera que Ensino Superior está a tornar-se elitista

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Nova direcção do IGCP sai do Morgan Stanley e do BPI
FMI defende uso do fundo europeu para recapitalizar os bancos
Governo tem de cortar 725 milhões para ter dívida sustentável
Se a crise se agravar o PIB da zona euro afunda mais 3,5%
Bruxelas impõe programa de Governo à campanha eleitoral grega
Cerco a Espanha agrava-se com receios sobre a banca nacional
Ministra da Justiça desmente PGR no caso dos submarinos

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Passos Coelho no FT: "Portugal vai mostrar que os cépticos estão enganados" mas pode precisar de "ajuda adicional"
Negócios nomeado para melhor jornal internacional do ano
"Quem atirou Portugal para o lixo?"
A primeira página do Negócios da edição de hoje
José de Mello quer manter participação na EDP
Obras internacionais da Mota financiam-se lá fora
Pensões de viuvez abaixo de 600 euros já não vão agravar cortes nos subsídios

Capa do Oje Oje

Brasil atrai interesse para a TAP
Necessidades de financiamento sobem em 2014
Repsol exige OPA da Argentina à YPF
China Three Gorges recebe 144 milhões
Mota-Engil fora das privatizações
Inflação abranda para 3,1%
Atrasos na construção afeta aberturas de novos Shoppings

Capa do Destak Destak

Presidente vai convocar eleições antecipadas para julho de 2013
Lucro da ANA sobe 8,1% para 9,8 milhões de euros em vésperas da privatização
Filipinos são os que mais acreditam em Deus e os escandinavos os menos crentes -- Estudo
Reservas cambiais cresceram 8,5% para 2,5 biliões de euros
Psicólogos deviam ser mais aproveitados em tempos de turbulência social - Bastonário
FMI revê em baixa previsões de crescimento das principais economias da ASEAN
Autoridades elevam alerta de risco de erupção do vulcão Popocatépetl

Capa do A Bola A Bola

Coentrão, Xabi, Higuaín e Sérgio Ramos em risco para final da «Champions»
«Sporting está a viver momento ímpar da sua história» - Godinho Lopes
«Não temos o direito de declarar Paulo Pereira Cristóvão culpado» - Godinho Lopes
Pinto da Costa revela que ainda é «prematuro» falar de recandidatura
James Rodriguez e Messi frente a frente
«As pessoas têm raiva de Cristiano Ronaldo porque ele é grande e bonito» - Scolari
«O roubo das botas de Ronaldo é uma vergonha» – Mourinho

Capa do Record Record

Mielcarski: «Metade da Europa gostaria de ter Hulk»
Renovação de Alex só com aval técnico
Caiçara é um dos nomes que integram a lista
Mota quer ficar mais 10 anos
Mateus aberto à renovação
Messi à beira do centenário
Pedro Costa: «Deixei a porta aberta no Benfica»

Capa do O Jogo O Jogo

Sigam-nos no Facebook e Twitter
Di Matteo quer perfeição sem David Luiz
Del Piero: "Não imagino o meu futuro sem a Juve"
José Mourinho: "Coentrão fez um grande jogo"
José Mourinho considerou derrota injusta
Reading volta à Premier League
Bayern de Munique vence Real Madrid [com video]