Translator

terça-feira, 15 de maio de 2012

MAIS UMA DO PINGO DOCE...AGORA VÃO SER AS COMPRAS DE BORLA!


Cadeia de supermercados da Jerónimo Martins vai "atacar" o mercado com nova promoção. É outra vez por metade, mas desta feita a oferta é diferente.

Anabela Natário e Ângela Silva (www.expresso.pt)
18:12 Terça feira, 15 de maio de 2012
No dia 1 de maio, a corrida aos supermercados do Pingo Doce tornou-se um acontecimento nacional
No dia 1 de maio, a corrida aos supermercados do Pingo Doce tornou-se um acontecimento nacional
Paulo Novais/Lusa
O Pingo Doce vai voltar à promoção dos 50%, mas desta vez de uma forma diferente. Nas próximas quinta e sexta-feiras, bem como no fim de semana, o cliente poderá comprar um produto a metade do preço.
.
Mas nesta promoção, além de só se poder adquirir uma certa quantidade (ainda a definir) do produto em causa, o desconto só será efetuado se o cliente fizer outras compras quer atinjam um total de 20 euros.
.
Tal como quando da iniciativa de 1 de maio, o Pingo Doce não está a publicitar a nova promoção nos meios habituais. A cadeia de supermercados conta que, como da última vez, se espalhe a notícia boca a boca e por SMS. 
.
Após a promoção do 1.º de maio, o presidente do grupo Jerónimo Martins afirmou que não sabia da iniciativa mas que esta não voltaria a repetir-se. Todavia, Alexandre Soares dos Santos frisou que o Pingo Doce iria continuar com um politica agressiva de vendas.

Acontecimento nacional



A iniciativa dos 50% transformou-se rapidamente num acontecimento nacional, noticiado ao longo de vários dias. Os supermercados encheram-se por todo o país e só nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto a PSP registou 40 ocorrências, tendo uma resultado em dois feridos.
.
Nesse 1.º de maio, além do grupo Jerónimo Martins e dos consumidores que fizeram compras, houve mais quem ganhasse com o negócio. Aconteceu, pelo menos que o Expresso saiba, na loja do Forum Sintra: clientes açambarcaram carrinhos de compras para depois os "passar" a dez euros cada.

PRETO NO BRANCO E O DESEMPREGO É MESMO BOM!




Uma das coisas que ficámos a saber preto no branco foi que, para o Governo, o desemprego é bom. Uma coisa simpática, que cheira a aventura, que abre horizontes. Portanto não se queixem, desempregados. Não reivindiquem, sindicatos. Parem com o estigma, media. Temos mais de um milhão de Microsofts em potência a chocar nos ventres vazios de outros tantos desempregados. Como pode isto ser mau?
José Vítor Malheiros, Público

CARTA ABERTA AO Dom Mário Soares


 CARTA ABERTA AO "DON"     (MÁRIO SOARES)
 Caro D. Mário Soares
Eu António Manuel Conde Falcão, coronel de cavalaria, com 3 comissões militares na África Portuguesa  plebeu de velha data, filho de Manuel Nascimento Falcão, marçano desde os 13 anos de idade, mas homem  que não necessitou dos golpes baixos da política para ser um homem grande, pelo menos para mim, natural de Sardoal, venho humildemente dirigir-me a V Exª para lhe dizer o seguinte:
Fui também daqueles que valorizou a sua figura, e que pese embora o regulamento não mo permitir, desfilei em 1975, na Av Almirante Almirante Reis, nas suas hostes contra o partido comunista.
 .
Fui ainda daqueles que, acreditando na liberdade que o Sr. e outros quejandos apregoaram, renunciei aos meus próprios direitos, vendo-me hoje já com algumas dificuldades de sobrevivência.
 .
Que o Senhor foi sempre um beneficiado, quer do regime anterior, quer do actual ninguem tem dúvidas. Estive em S.Tomé e Principe, imediatamente após a sua saida, no tempo do meu grande amigo e seu conhecido Gen. 
 .
Jesus da Silva, e sei como viveu como um lorde, tal como viveu em Paris, onde outro socialista de monta vive actualmente à grande e à francesa. Refiro-me ao senhor José Socrates Pinto de Sousa.
.
Tudo eu "daria de barato", não fora o senhor, com idade para ser meu pai, ter aparecido nas páginas do "Diário de Notícias" ao lado dos seus fervorosos amigos, Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho.
Será que o Senhor ainda está no seu juizo perfeito ?
.
Acha que alguém acredita naqueles que continuam a pensar que são os salvadores deste país afundado por vós próprios?
.
Descansai e deixai descansar aqueles que querem reconstruir este país destruido por interesses mesquinhos e perversos.
.
O seu pai foi um bom português, e do Dr. Raul Wellhouse, que nele acreditou, tive as melhores referências, mas do Senhor não esperava tamanha baixeza.
.
Viva o resto da sua vida  com dignidade, e não queira ser aquilo em quem já ninguém acredita.
.
O Senhor não foi nenhum salvador, nem tão pouco tem o poder de dizer a metade dos portugueses, que somos de segunda.
.
Oxalá esta mensagem chegue a si. Estou ao seu dispor para o que entender, incluindo consigo me encontrar.
.
Agradeço aos meus amigos que me conduzam a este senhor.

A bem do país .

NÃO É CUNHADO, É O IRMÃO DO AMANTE DA MINISTRA DA JUSTIÇA...

-
Já circulou mas é de manter a circular ...
Mas "quem tem telhados de vidro" deveria ter mais cuidado,particularmente quando se metem com quem não tem papas na lingua, como é o caso deste Bastonário da Ordem dos Advogados..
A Ministra desmentiu que tivesse nomeado familiares para o seu gabinete. Aqui vai a resposta do Bastonário da Ordem dos Advogados.
.
No jobs for the boys, friends or relatives???? Mais um embuste para enganar os Portugueses.
.
 NÃO É CUNHADO, É O IRMÃO DO AMANTE DA MINISTRA DA JUSTIÇA. À MINISTRA DA JUSTIçA PUBLICADO ÀS 00.36 
.
Depois de andar a acusar-me de lhe dirigir ataques pessoais, a sra. ministra da Justiça veio agora responder à denúncia que eu fiz de terusado o cargo para favorecer o seu cunhado, Dr. João Correia. Diz ela que não tem cunhado nenhum e que isso até se pode demonstrar com uma certidão do registo civil. 
.
Já antes, com o mesmo fito, membros do seu gabinete haviam dito à imprensa que ela é divorciada.Podia explicar as coisas recorrendo à explícita linguagem popular ouaté à fria terminologia jurídica que têm termos bem rigorosos para caracterizar a situação. 
.
Vou faze-lo, porém, com a linguagem própriados meus princípios e convicções sem deslizar para os terrenos eticamente movediços em que a sra. ministra se refugia. A base moral da família não está no casamento, seja enquanto sacramento ministrado por um sacerdote, seja enquanto contrato jurídico homologado por um funcionário público. A base moral da família está na força dos sentimentos que unem os seus membros. 
.
Está na intensidade dos afectos recíprocos que levam duas pessoas a darem as mãos para procurarem juntas a felicidade; que levam duas pessoas a estabelecerem entre si um pacto de vida comum, ou seja, uma comunhão de propósitos existenciais através da qual, juntos, se realizam como seres humanos. 
.
Através dessa comunhão elas buscam em conjunto a felicidade, partilhando os momentos mais marcantes das suas vidas,nomeadamente, as adversidades, as tristezas, as alegrias, os triunfos, os fracassos, os prazeres e, naturalmente, a sexualidade.
.
O casamento, quando existe, agrega tudo isso numa síntese institucional que, muitas vezes, já nada tem a ver com sentimentos,mas tão só com meras conveniências sociais, morais, económicas ou políticas. 
.
Por isso, para mim, cunhados são os irmãos das pessoas que,por força de afectos recíprocos, partilham entre si, de forma duradoura, dimensões relevantes das suas vidas. 
.
É UM GESTO PRIMáRIO DE OPORTUNISMO INVOCAR A AUSÊNCIA DO CASAMENTO PARA DISSIMULAR UMA RELAÇãO AFECTIVA EM QUE SE PARTILHAM DIMENSõES FUNDAMENTAIS DA EXISTÊNCIA, UNICAMENTE PORQUE NÃO SE TEM CORAGEM PARA ASSUMIR AS CONSEQUÊNCIAS POLíTICAS DE OPÇÕES QUE PERMITIRAM QUE ESSA RELAÇÃO PESSOAL SE MISTURASSE COM O EXERCíCIO DE FUNÇÕES DE ESTADO,CHEGANDO, INCLUSIVAMENTE, AO PONTO DE INFLUENCIAR DECISõES DE GRANDE RELEVâNCIA POLíTICA.
.
Tal como o crime de violência doméstica pode ocorrer entre não casados também não é necessário o casamento para haver nepotismo. 
.
Basta utilizarmos os cargos públicos para favorecermos as pessoas com quem temos relações afectivas ou os seus familiares. Aliás, é, justamente, aí que o nepotismo e o compadrio são mais perniciosos, quer porque são mais intensos os afectos que o podem propiciar (diminuindo as resistências morais do autor), quer porque pode ser mais facilmente dissimulado do que no casamento, pois raramente essas relações são conhecidas do público. 
.
Aqui chegados reitero todas as acusações de nepotismo e favorecimento de familiares que fiz à Sra. Ministra da Justiça. Mas acuso-a também de tentar esconder uma relação afectiva, unicamente porque não tem coragem de assumir as consequências políticas de decisões que favoreceram o seu cunhado, ou seja o irmão da pessoa com quem ela estabeleceu essa relação. 
.
ACUSO PUBLICAMENTE A SRA. MINISTRA DE TENTAR TAPAR O SOL COM A PENEIRA, PROCURANDO DISSIMULAR UMA SITUAÇÃO DE NEPOTISMO COM A INVOCAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE CASAMENTO, OU SEJA, REFUGIANDO-SE NOS ESTEREÓTIPOS DE UMA MORALIDADE RETRÓGRADA E DECADENTE.
.
A SRA. MINISTRA DA JUSTIçA TEM O DEVER REPUBLICANO DE EXPLICAR AO PAÍS POR QUE é QUE NOMEOU O SEU CUNHADO, DR. JOÃO CORREIA, PARA TAREFAS NO SEU MINISTÉRIO, BEM COMO CERCA DE 15 PESSOAS MAIS, TODAS DA CONFIANÇA EXCLUSIVA DELE, NOMEADAMENTE, AMIGOS, ANTIGOS COLABORADORES E SÓCIOS DA SUA SOCIEDADE DE ADVOGADOS. ISSO NÃO É UMA QUESTãO DA VIDA PESSOAL DA SRA. MINISTRA. É UMA QUESTãO DE ESTADO.
.
Nota: Desorientada no labirinto das suas contradições, a sra. ministra da Justiça mandou o seu chefe de gabinete atacar-me publicamente, o que ele, obediente, logo fez, mas em termos, no mínimo, institucionalmente incorrectos. É óbvio que não respondo aos subalternos da sra. ministra, por muito que eles se ponham em bicos de pés.


"Antigamente os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas;  hoje em dia, pedem votos".

E O PAULINHO VIROU FUTEBOLISTA....NÃO SABIA POSSUIDOR DO DOM!

Clique em cima da imagem do Paulinho para o resto da peça

OS COVEIROS DE PORTUGAL - NÃO PERCA CONHECÊ-LOS!



Clique em baixo e vá conhecer os coveiros de Portugal

OS COVEIROS DO DESASTRE FINANCEIRO PORTUGUÊS PÓS 25 DE ABRIL

O PARANOICO FORROBODÓ DAS PRIVATIZAÇÕES



 Não mexi no testo e assim vai tal qual como me o enviaram

E é assim que governos sabujos fazem negócios. E os cabrões da B.A acabaram por ficar com o melhor do bolo. Como acontecerá com a TAP. Graças a esta canalha que nos governa.
 .

O escândalo da Ibéria e quando a TAP for comprada pela ibéria?????