Translator

quarta-feira, 16 de maio de 2012

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 17 de Maio de 2012.

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 17 de Maio de 2012.

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

São Paulo: Colisão entre comboios causa mais de cem feridos
Baleados por roubar fruta
Virose manda sete alunos ao hospital
Descarga eléctrica atinge menino
Bragança: Morto na cadeia
Confessa à polícia homicídio gay
Alcanena: Autocarro arde

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
Mary Kennedy, mulher de Robert Kennedy Jr., morreu aos 52 anos
Sorteio do Totoloto
Olga Roriz recebe Prémio União Latina
Os sites que ficaram a ver o Facebook passar
Pilotos da SATA Açores e Internacional desconvocam próximos períodos de greve
Líder da Syriza: Merkel “deve parar de brincar com a vida das pessoas”

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Chave do concurso 039/2012
Correr aos bancos e meter-se na urna
Dois homens atingidos a tiro ao furtarem laranjas
Enforcou-se alegado autor de disparos no trânsito
Inês e Nélson conheceram-se numa viagem
Proibida desocupação do edíficio ocupado em São Lázaro
Um morto em despiste de mota na CRIL

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Palmeiras arranca empate no terreno do Atlético Paranaense
Choque frontal na Falperra faz quatro feridos
Lx Factory dá ao público 24 horas de lazer e cultura
Metade dos jovens estão desempregados
Menos 50% na carne no Pingo Doce e Minipreço
Fotógrafo famoso ilibado de violação das filhas gémeas
Dois tetraplégicos comandaram braço robótico usando a mente para beber

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Troika quer plano de contingência em Portugal se Grécia sair do euro
DCIAP investiga contratos entre Estado e EDP
Número de caixas Multibanco cai pela primeira vez na década
Espanha atinge nível crítico e dispara alarmes em Bruxelas
Há 24 anos que não havia tão poucas pessoas a trabalhar no País
Empresários esperam mudança do ciclo para voltarem a contratar
“É cedo para dizer” se a quebra do desemprego chega em breve

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Colisão no metropolitano de São Paulo leva mais de 100 pessoas aos hospitais
Senado norte-americano rejeita proposta de orçamento para 2013
Abrantes: Níveis de alumínio levam autarquia a cortar abastecimento público de água
Sporting: Situação financeira dominará reunião dos órgãos sociais de quinta-feira
A primeira página do Negócios da edição de hoje
O que fazer às poupanças perante o agravamento da crise da dívida
Mais mulheres e raparigas na liderança das TIC

Capa do Oje Oje

Desemprego dispara para recorde de 14,9%
BCE corta fundos à banca grega
Lufthansa sem “interesse concreto”
Galp anuncia nova descoberta de gás em Moçambique
Vendas auto quebram 6,5% na Europa
EADS volta aos lucros no trimestre
Palminvest abre unidade em Alfragide

Capa do Destak Destak

Soyuz TMA-04M acoplou à Estação Espacial Internacional
Tabaqueira baixa preço para compensar aumento de imposto e competir com mercado negro
Especialistas da Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos vão analisar situação de Pyongyang
NASA calcula 4.700 asteróides potencialmente perigosos para a Terra
PIB cresceu 1,6% no primeiro trimestre
Assaltada embaixada do México em Caracas
Consumo diário de três chávenas de café pode diminuir risco de morte em 10%

Capa do A Bola A Bola

Inter de Porto Alegre interessado em Lúcio
Tevez volta a atacar Ferguson: «Parece que é o presidente de Inglaterra»
Elia pode chegar por empréstimo da Juventus
«Quero voltar ao Sporting» - Bojinov
Benfica vence em Paço de Arcos e volta a aumentar distância para o FC Porto
Gina Carano tem cara de menina com o diabo no corpo
Velhas glórias voltam a jogar

Capa do Record Record

Maicon renova até 2017
Javi García: «A melhor época»
Luís Alberto: «Chegámos a pensar em ser campeões»
Leões já apadrinharam a glória dos estudantes
José Mota: «Bruninho e Jorginho vão ser boas surpresas»
Mário Sérgio no Apoel
David Simão: «Qualquer futebolista gostava de estar aqui»

Capa do O Jogo O Jogo

Benfica vence e mantém liderança
Nuno será o novo treinador do Rio Ave
Panathinaikos de Jesualdo Ferreira consolida segundo lugar
Sporting bate Barcelona e está nas meias-finais do Mundialito
Chalana: "Nélson vai crescer como jogador"
Ruben Micael: Nacional terá que pagar 1,8 milhões ao União da Madeira
Miguelito absolvido no processo da queixa do Sporting

A VASTA HISTÓRIA DOS PORTUGUESES NA TAILÂNDIA


Bang Portuguet - Aldeia dos Portugueses

PDF Imprimir e-mail
Ban Portuguet - Aldeia dos Portugueses, foi fundada pouco depois de Portugal e o Reino do Sião, em 1516, assinarem o primeiro Acordo de Amizade, Comércio e Navegação. Passados 483 anos o Ban Portuguet continua na mente de várias gerações em Ayuthaya. Ali viveu uma comunidade luso descendente, ordeira, progressiva e foram os homens portugueses que introduziram, em Ayuthaya, artes do ocidente. Entre estas o saber trabalhar o ferro, de fundição e o manejo das armas de fogo e, também, especialidades culinárias.

No Ban Portuguet, viveram pessoas ilustres: Fernão Mendes Pinto, Maria Guiomar de Pina, luso/japonesa que viveu o resto da sua vida a decorar os altares das três paróquias do Bang Portuguet e legou a receita da confecção dos fios de ovos que se tornaram a mais popular doçaria do país, e conhecida por "Foi Thong", cujo nome diz ser de origem portuguesa.

Depois do "Foi Thong", outras duas delicadezas da doçaria lusa, deixou na Tailândia Maria Guiomar que continuam a fazer parte da pastelaria tailandesa: "Thong Yip" e os queques. "Foi Thong" e "Thong Yip", são doces portugueses, desde o século XVII. Hoje, parte da cultura gastronómica tailandesa.

Em todos os casamentos, a ocupação de uma moradia, a abertura de um estabelecimento comercial, a inauguração de um evento, almoços ou jantares de recepções a entidades governamentais, visitantes de outros países, obrigatoriamente, por tradição, as doçarias portuguesas de Maria Guiomar são parte do protocolo culinário do Governo ou entidades privadas.

Doçaria, ímpar pela maciesa do seu paladar e da côr do ouro, que continua o símbolo da riqueza e bem estar das populações da Tailândia.

O Ban Portuguet, depois da queda de Ayuthaya, em 3 de Abril de 1767, pelas tropas invasoras do Reino de Pegu, os tijolos que eram paredes das igrejas: São Domingos, São Paulo, São Francisco e das residências da comunidade luso/tailandesa, foram trazidos para Bangkok para construirem moradias e igreja do novo Bairro de Santa Cruz, junto à margem do rio Chao Prya, em Thomburi.

Ayuthaya foi, por séculos, objecto de cobiça de Luís XIV, Rei de França que ambiciona balançar as forças inglesas, que já dominam a Índia e as Holandesas, Índias Orientais, colonizando o Sião. A comunidade francesa, em Ayuthaya e em Lop Buri, a 60 quilómetros da capital do Reino, procura a intriga, através de todos os meios, entre esta, estão envolvidos os missionarios Jesuítas das Missões Estrangeiras de Paris. Os poucos súbditos de Luis XIV que ali viviam na altura, quando da queda, fogem em debandada.

A ordeira comunidade portuguesa tem todo o apoio do General Taksin, o libertador que em 1782 tinha o Sião e as fronteiras com os paises visinhos deliniadas, tal como hoje se encontram.

O Ban Portuguet por 215 anos sofreu assoriações das cheias do rio Chao Prya, a queda das folhas mortas da vegetação espessa tornou irreconhecíveis os lugares da localização das três igrejas. A dimensão do campo era precariamente conhecida por mapas existentes, em livros e elaborados a partir de 1660 por desenhadores franceses.

O Ban Portuguet adormeceu debaixo de vegetação e da sombra das árvores taramindeiras. No cerrado mato que envolve a Paróquia de São Domingos, existia um pequeno altar, construído em madeira tosca e suspenso por estacas a um metro do solo com uma pia de baptismo na base. Ali, os católicos do Ban Portuguet e das redondezas, iam fazer as suas preces e procurar conforto espiritual. Pia baptismal, séculos atrás, a água benzida, baptizou centenas de crianças, filhas de mães siamesas e pais portugueses ou luso descendentes.


Em 1982 foi acreditado Embaixador de Portugal na Tailândia, Dr. Melo Gouveia. Ao diplomata, Homem de alma lusa, profunda, juntou-se-lhe o dinamismo do Dr. José Blanco, Administrador da Fundação Calouste Gulbenkian, cuja instituição financiou as escavações e patrocinadas pelas Belas Artes tailandesas, em 1984, as ruínas da Igreja de São Domingos foram trazidas a luz do dia.
José Martins

Fotos de: K. de Carvalho / José Martins 
Publicado, também, no website Portugal em Linha há 12 anos.

ABRE, NOVAMENTE, DIA 20 O CONTEÚDO DO JORNALISTA JOÃO SEVERINO



Quinta-feira, 17 de Maio de 2012
TIMOR-LESTE - UMA DÉCADA DE NADA


> Não deixe de ler aqui no próximo dia 20 (dia da restauração da independência) aquilo que ninguém tem a coragem de dizer. Um depoimento de um deputado do Parlamento Nacional de Timor-Leste.




por joão eduardo severino às 00:19
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
tags | partilhar

A MAÇONARIA TRATARÁ O RESTO DA LIBERDADE DO LIMA


País

Duarte Lima deixa prisão até final da semana

Olívia Santos
Duarte Lima deixará até amanhã os calabouços da PJ. O advogado deixará de estar em prisão preventiva e ficará em regime de prisão domiciliária com pulseira electrónica.

APETECE-ME MANDAR PRÓ-CARALHO ESTA GENTE!

Se não conseguir ler o texto "Poder&Associados" cliqueAQUI
.

KAOS: Do parque à triste realidade



Depois de quatro dias de ocupação do Parque Eduardo VII de novo em casa e de novo na vida  chamada de “real”. Li alguns comentários que por aqui foram colocados desvalorizando aquilo que aconteceu, mas para quem lá esteve foram momentos enriquecedores e a demonstração que é possível outro mundo e outra forma de relacionamento sem o peso da propriedade privada e da posse.
Ver gente que vive com quase nada a partilhar o pouco que tem e a trabalhar em conjunto para o bem de todos é uma lição de vida e que juntamente com os debates, workshops e assembleias fez daquele espaço um laboratório de alternativas e uma demonstração de que a inevitabilidade da miséria e pobreza não é real. Real são as pessoas e real é a possibilidade de todos vivermos com dignidade respeitando-nos uns aos outros.
Foram quatro dias em que não li jornais, não vi televisão e não fui bombardeado pelas noticias e comentadores do regime. Hoje já sei que o desemprego bateu novos recordes e que o novo Presidente Francês ia levando com um raio em cima quando viajava de avião para se encontrar com a Fuhrer Merkel. 
O desemprego só mostra o falhanço desta sociedade e mais não é que o reflexo do mercantilismo em que transformaram a politica e as nossas vidas e o “raio que quase partiu” o Hollande só me fez lembrar tanto líder, sobretudo Sul-americanos, que morreram em “trágicos acidentes” que hoje todos sabem terem sido perpetrados pelos “chacais” CIA.
Claro que neste caso não me parece que o Hollande seja um caso semelhante até porque é farinha do mesmo saco do poder estabelecido, mas era uma boa oportunidade para fazer um boneco.

A PISADELA DA BOTA CALÇADA PELOS RICOS

Clique em cima da velha

AUMENTA A CHANTAGEM SOBRE OS GREGOS Esta “democracia” de miséria para um número cada vez maior de cidadãos é também, sem subterfúgios, abertamente, uma m...

SORTUDO! QUANTO VALE SER "PEDREIRO" LIVRE!!!


Duarte Lima deixa prisão até final da semana


Olívia Santos
Duarte Lima deixará até amanhã os calabouços da PJ. O advogado deixará de estar em prisão preventiva e ficará em regime de prisão domiciliária com pulseira electrónica.

QUE VALE A ALDRABICE DO GOVERNO SE A REALIDADE É OUTRA....!!!



Outras contas podem atirar desemprego para os 21,5 por cento


Paulo Alexandre Amaral, RTP
Com os limites do desemprego impostos pela troika em sérios riscos de serem cilindrados, os 14,9 por cento avançados pelo INE (Instituto Nacional de Estatística) tomaram de surpresa tanto o executivo de Passos Coelho como os gabinetes de Bruxelas. Contas feitas com outra fórmula e a taxa de desemprego para Portugal poderia ter disparado para 17,9 por cento ou, no pior dos cenários, para 21,5 por cento.

Relacionados com o desemprego em Portugal