Translator

quinta-feira, 17 de maio de 2012

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 18 de Maio de 2012.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Confissão de Lima leva a quatro presos
Barreiro: Passe sobe 900%
Paulo Azevedo: Não quer mandriões
Marinha recupera corpo de mergulhador
Godinho Lopes: Reunião tranquila
Coruche: Comandante afastado
Setúbal: Esfaqueou tia na cabeça

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
“Não é aceitável Portugal perder com uma equipa como a Ucrânia”
“Está fora de questão Portugal falhar a qualificação para o Mundial 2015”
Wall Street encerra em queda penalizada pela Grécia e números norte-americanos
Moody's baixa rating de 16 bancos espanhóis
Google lança novas funcionalidades para responder melhor às questões dos utilizadores
Apelido do PM francês está a embaraçar os árabes

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Pobreza estrutural
Europa teve pais mas está órfã
Professores de inglês sem salário desde fevereiro
Passe anual para idosos sobe dos dois euros até aos 24
Detidos os dois homens que fizeram reféns em mercearia
89 doentes do Hospital Psiquiátrico de Lorvão transferidos
Falta de diálogo na maioria marcou atropelo legislativo

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Com um a menos, Fluminense perde com o Boca na Argentina
Ações do Facebook valem 38 dólares
Pedro Proença recebe cinco mil euros por final da Champions
Falta de verbas põe em causa negócio do Bairro do Aleixo
Choque frontal entre carro e autocarro de excursão escolar faz três mortos
Teixeira Duarte não distribui dividendos do exercício de 2011
Fugiu à namorada e ficou preso numa conduta de lixo

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Saiba como investir no Facebook que estreia hoje em bolsa
Banqueiros sofrem corte salarial de 252 mil euros
BCP, BPI e Banif iniciam hoje negociações com o Estado
Stiglitz prevê “década perdida para a Europa e Estados Unidos”
Senhorios só actualizaram três mil rendas antigas
Governo corta 1.800 milhões nos apoios ao sector eléctrico
EDP “dá” 20 milhões por ano para reduzir factura da luz

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Teixeira Duarte não vai distribuir dividendos
A primeira página do Negócios da edição de hoje
As próximas vítimas
Segurança Social ? a realidade aritmética
Desempregados poderão acumular até 500 euros de subsídio com novo salário
A Grécia deve abandonar o euro
Governo comprometeu-se a travar aumentos a mais de 150 mil pessoas

Capa do Oje Oje

PT fatura menos 5,2% em Portugal
Estado impõe desconto de 35% para entrar na banca
Abertis revela argumentos contra OPA
Investifino pede autorização para troca de ativos
Basileia III exige 442 mil milhões em novo capital
FMI suspende contactos em Atenas
Vice-governador de Benguela quer parcerias empresariais, incluindo com estrangeiros

Capa do Destak Destak

Agência Lusa recebe Insígnia da Ordem de Timor-Leste
Austrália recomenda inclusão de talibãs em futuros governos para maior estabilidade
Pelo menos sete feridos em confrontos na prisão de La Planta
Negado asilo político a antigo juiz argentino acusado de crimes contra a humanidade
Manila trava viagem de protesto para atol disputado com a China
Queda de autocarro de uma ponte causou pelo menos 34 mortos
Bolsas em forte queda penalizadas por dados desencorajadores nos EUA

Capa do A Bola A Bola

Usain Bolt separa-se da mulher para se preparar para os Jogos
Juventus avança por Elkeson
Libertadores: Boca Juniors ganha vantagem sobre o Fluminense
Ribas quer ficar em Alvalade
Roma em contactos por Rolando
«Gostava que o Sporting vencesse a Taça de Portugal» - Carlos Pereira
Musa do Paulistão dança para Neymar (com vídeo)

Capa do Record Record

Valdés fora das contas sai a título definitivo
Alex Sandro: «Adaptado e pronto para começar a jogar»
Urreta fugiu sem assinar
Adrien: «Só paramos para erguer a Taça»
Jardim fica e ponto final
O palco vai ficar um brinco
Mexer assina por três temporadas

Capa do O Jogo O Jogo

Daniel Silva em nono na Volta à Guatemala
Matic diz que "Javi García é o melhor"
Hugo Vieira no Benfica
Escolha de marchadores portugueses sem surpresas
Marítimo poderá jogar “play-off” nos Barreiros
Anand e Gelfand empatam de novo pelo título
Presidente do Irão quer ir a Londres apoiar os seus atletas

Polícia da Dinamarca e Tailândia de olho em cima de motars Por:Dennis Krog



Posted Image
Posted Image

Fotos de arquivo
TAILÂNDIA: - De acordo com o jornal dinamarquês, Politiken, gangues de motociclistas dinamarqueses, Hells Angels e Bandidos, estão cada vez mais visíveis na Tailândia, mas de momento há uma cooperação entre a Dinamarca e a polícia tailandesa e definido para manter um olhar atento sobre os motociclistas, que são conhecidos por uma grande variedade de atividades criminosas na Dinamarca.
.
"As gangues de motociclistas, para ser esquecidos, criaram na Tailândia base para suas atividades criminosas. Na Dinamarca e na Tailândia uma forte vontade de lutar contra o tipo de crimes, conhecidos e praticados por estes. Estamos agora a partilhar  informação e dispostos a ajudar a polícia tailandesa em casos específicos "diz Kim Kliver, chefe do centro de investigações da Polícia Nacional dinamarquês.
.
A polícia dinamarquesa está consciente do facto de que a Tailândia poderia ter sido escolhida, como  lugar perfeito, para lavar dinheiro, bem como abastecer os motociclistas com drogas e mulheres para a prostituição.
.
"As mulheres da Ásia são o maior grupo traficado para a Dinamarca, e por isso estamos interessados em saber se os motociclistas estão virados para este tipo de negócio também", diz Kim Kliver. De acordo com o jornal dinamarquês, os motociclistas dinamarqueses são na sua maioria a funcionar em Tailândia e Pattaya. - Thavisa/The Nation

O FUMEIRO DOS NOSSOS MAIS SELECTOS CHOURIÇOS

" O Ministério Público apanhou os líderes da maior rede de lavagem de dinheiro de sempre em Portugal. Há conhecidos empresários e políticos entre os clientes. E foi um dos chefes desta rede que transferiu 5 milhões da conta de Rosalina Ribeiro para a de Duarte Lima".

KAOS:Passos Ladrão, o teu lugar é na prisão

.
Por já terem passado alguns dias e por já ter referido no post anterior as afirmações do Passos Coelho sobre os benefícios  de ficar desempregado, (“Estar desempregado não pode ser um sinal negativo. Despedir-se ou ser despedido não tem de ser um estigma. Tem de representar também uma oportunidade para mudar de vida. Tem de representar uma livre escolha, uma mobilidade da própria sociedade.”), não pensava fazer um outro sobre o assunto, mas como há gente com mais imaginação e talento pelo que eu não resisti em publicar aqui um excerto do texto do Ricardo Araújo Pereira, sobretudo depois de muitos já lhe gritarem aos ouvidos, “Passos Ladrão, o teu lugar é na prisão“.
.
“Sigamos o exemplo de Passos Coelho e descortinemos oportunidades em todas as desgraças. Porquê ficar apenas pelo desemprego? Os acidentes rodoviários são uma oportunidade para trocar de carro. Os incêndios são uma oportunidade para organizar uma grande churrascada com amigos. As cheias são uma oportunidade para fazer um passeio de barco bem romântico. E a cadeia é uma oportunidade para descansar e descobrir novas sensações no duche”.

Um rapazola a quem calhou ser primeiro-ministro


"Estar desempregado não pode ser um sinal negativo. Despedir-se ou ser despedido não tem de ser um estigma. Tem de representar também uma oportunidade para mudar de vida. Tem de representar uma livre escolha, uma mobilidade da própria sociedade." Pedro Passos Coelho

.
Há pessoas que tiveram uma vida difícil. Por mérito próprio ou não, ela melhorou. Mas não se esqueceram de onde vieram e por o que passaram. Sabem o que é o sofrimento e não o querem na vida dos outros.
.
São solidárias. Há pessoas que tiveram uma vida difícil. Por mérito próprio ou não, ela melhorou. Mas ficaram para sempre endurecidas na sua incapacidade de sofrer pelos outros. São cruéis. Há pessoas que tiveram uma vida mais fácil. Mas, na educação que receberam, não deixaram de conhecer a vida de quem os rodeia e nunca perderam a consciência de que seus privilégios são isso mesmo: privilégios.
.
São bem formadas. E há pessoas que tiveram a felicidade de viver sem problemas económicos e profissionais de maior e a infelicidade de nada aprender com as dificuldades dos outros. Sãorapazolas.

Não atribuo às infantis declarações de Passos Coelho sobre o desemprego nenhum sentido político ou ideológico. 
.
Apenas a prova de que é possível chegar aos 47 anos com a experiência social de um adolescente, a cargos de responsabilidade com o currículo de jotinha, a líder partidário com a inteligência de uma amiba, a primeiro-ministro com a sofisticação intelectual de um cliente habitual do fórum TSF e a governante sem nunca chegar a perceber que não é para receberem sermões idiotas sobre a forma como vivem que os cidadãos participam em eleições.
.
Serei insultuoso no que escrevo? Não chego aos calcanhares de quem fala com esta leviandade das dificuldades da vida de pessoas que nunca conheceram outra coisa que não fosse o "risco".

Sobre a caracterização que Passos Coelho fez, na sua intervenção, dos portugueses, que não merecia, pela sua indigência, um segundo do tempo de ninguém se fosse feita na mesa de um café, escreverei amanhã.
.
Hoje fico-me pelo espanto que diariamente ainda consigo sentir: como é que este rapaz chegou a primeiro-ministro?"

OLIVEIRA, Daniel, in. www.arrastao.org

Publicado no Expresso Online

KAOS: O ÊXITO DE UM GOVERNO

O êxito de um governo


 
Durante muito tempo tenho chamado a este governo de incompetente mas hoje tenho de dar a mão à palmatória e dizer que estou errado. Quando vi os números do desemprego atingem novos recordes todos os dias e os desempregados já vão em mais de um milhão e para os jovens atinge os 36,2% e revi as declarações do Passos Coelho tenho de concluir que está a atingir todos os seus objectivos. 
.
O primeiro foi o de tornar os portugueses mais pobres, o segundo o de possibilitar às pessoas a oportunidade para mudarem de vida e se tornarem mais móveis e finalmente o de promover a emigração dos nossos jovens mais qualificados. 
.
Os meus parabéns ao Passos Coelho e sua trupe pelo êxito das suas politicas.

RICARDO ARAÙJO:"SIGAMOS O EXEMPLO DE PASSOS COELHO..."



 Sigamos o exemplo de Passos Coelho e descortinemos oportunidades em todas as desgraças. Porquê ficar apenas pelo desemprego? Os acidentes rodoviários são uma oportunidade para trocar de carro. Os incêndios são uma oportunidade para organizar uma grande churrascada com amigos. As cheias são uma oportunidade para fazer um passeio de barco bem romântico. E a cadeia é uma oportunidade para descansar e descobrir novas sensações no duche.
Ricardo Araújo Pereira, Visão

O Discurso «incómodo» do Embaixador do México


Vale a pena ler e reflectir

 
·         DISCURSO DO EMBAIXADOR MEXICANO
 
·          
Um discurso feito pelo embaixador Guaicaípuro Cuatemoc, de ascendência indígena, sobre o pagamento da dívida externa do seu país, o México, embasbacou os principais chefes de Estado da Comunidade Europeia.
 
·          
A Conferência dos Chefes de Estado da União Europeia, Mercosul e Caribe, em Madrid, viveu um momento revelador e surpreendente: os Chefes de Estado europeus ouviram perplexos e calados um discurso irónico, cáustico e historicamente exacto.
 
·          
Eis o discurso:
·          
"Aqui estou eu, descendente dos que povoaram a América há 40 mil anos, para encontrar os que a "descobriram" há 500... O irmão europeu da alfândega pediu-me um papel escrito, um visto, para poder descobrir os que me descobriram. 
.
O irmão financeiro europeu pede ao meu país o pagamento, com juros, de uma dívida contraída por Judas, a quem nunca autorizei que me vendesse. Outro irmão europeu explica-me que toda a dívida se paga com juros, mesmo que para isso sejam vendidos seres humanos e países inteiros, sem lhes pedir consentimento. 
.
Eu também posso reclamar pagamento e juros. Consta no "Arquivo da Companhia das Índias Ocidentais" que, somente entre os anos de 1503 a 1660, chegaram a São Lucas de Barrameda 185 mil quilos de ouro e 16 milhões de quilos de prata provenientes da América.
 ·          
Teria aquilo sido um saque? Não acredito, porque seria pensar que os irmãos cristãos faltaram ao sétimo mandamento!
·          
Teria sido espoliação? Guarda-me Tanatzin de me convencer que os europeus, como Caim, matam e negam o sangue do irmão.
·          
Teria sido genocídio? Isso seria dar crédito aos caluniadores, como Bartolomeu de Las Casas ou Arturo Uslar Pietri, que afirmam que a arrancada do capitalismo e a actual civilização europeia se devem à inundação dos metais preciosos tirados das Américas.
·          
Não, esses 185 mil quilos de ouro e 16 milhões de quilos de prata foram o primeiro de tantos empréstimos amigáveis da América destinados ao desenvolvimento da Europa. O contrário disso seria presumir a existência de crimes de guerra, o que daria direito a exigir não apenas a devolução, mas uma indemnização por perdas e danos.
·          
Prefiro pensar na hipótese menos ofensiva.
·          
Tão fabulosa exportação de capitais não foi mais do que o início de um plano "MARSHALL MONTEZUMA", para garantir a reconstrução da Europa arruinada por suas deploráveis guerras contra os muçulmanos, criadores da álgebra e de outras conquistas da civilização.
·         
 Para celebrar o quinto centenário desse empréstimo, podemos perguntar: Os irmãos europeus fizeram uso racional responsável ou pelo menos produtivo desses fundos?
·         
 Não. No aspecto estratégico, delapidaram-nos nas batalhas de Lepanto, em navios invencíveis, em terceiros reichs e várias outras formas de extermínio mútuo.
·         
 No aspecto financeiro, foram incapazes - depois de uma moratória de 500 anos - tanto de amortizar capital e juros, como de se tornarem independentes das rendas líquidas, das matérias-primas e da energia barata que lhes exporta e provê todo o Terceiro Mundo.
·         
 Este quadro corrobora a afirmação de Milton Friedman, segundo a qual uma economia subsidiada jamais pode funcionar, o que nos obriga a reclamar-lhes, para seu próprio bem, o pagamento do capital e dos juros que, tão generosamente, temos demorado todos estes séculos para cobrar. Ao dizer isto, esclarecemos que não nos rebaixaremos a cobrar de nossos irmãos europeus, as mesmas vis e sanguinárias taxas de 20% e até 30% de juros ao ano que os irmãos europeus cobram dos povos do Terceiro Mundo.
·         
 Limitar-nos-emos a exigir a devolução dos metais preciosos, acrescida de um módico juro de 10%, acumulado apenas durante os últimos 300 anos, concedendo-lhes 200 anos de bónus. Feitas as contas a partir desta base e aplicando a fórmula europeia de juros compostos, concluimos, e disso informamos os nossos descobridores, que nos devem não os 185 mil quilos de ouro e 16 milhões de quilos de prata, mas aqueles valores elevados à potência de 300, número para cuja expressão total será necessário expandir o planeta Terra.
·          
Muito peso em ouro e prata... quanto pesariam se calculados em sangue?
·          
Admitir que a Europa, em meio milénio, não conseguiu gerar riquezas suficientes para estes módicos juros, seria admitir o seu absoluto fracasso financeiro e a demência e irracionalidade dos conceitos capitalistas.
·          
Tais questões metafísicas, desde já, não nos inquietam a nós, índios da América. Porém, exigimos a assinatura de uma carta de intenções que enquadre os povos devedores do Velho Continente na obrigação do pagamento da dívida, sob pena de privatização ou conversão da Europa, de forma tal, que seja possível um processo de entrega de terras, como primeira prestação de dívida histórica..."
 
·          
Quando terminou seu discurso diante dos chefes de Estado da Comunidade Européia, Guaicaípuro Guatemoc não sabia que estava expondo uma tese de Direito Internacional para determinar a verdadeira Dívida Externa.