Translator

segunda-feira, 25 de junho de 2012

UM CÃO, GOLD RETRIEVE, PORREIRINHO!


MÉDICO, A LAUREAR A "PEIDA" NUM PORSCHE PANAMERA, PRESO POR BURLA





Dois médicos em burla de 50 milhões de euros

Publicado às 00.30

ÓSCAR QUEIRÓS, NELSON MORAIS E VÍTOR PINTO BASTO
foto Arquivo JN
Dois médicos em burla de 50 milhões de euros
Operação "Remédio Santo" da Judiciária em Cabeceiras de Basto, Castelo Branco, Maia, Pombal e Vila do Conde fez dez detidos
.
Há dois médicos entre os dez detidos pela PJ, ontem, por uma burla que terá prejudicado o Estado em mais de 50 milhões de euros, e doentes: certos medicamentos eram exportados e, por cá, esgotavam.
.
Um médico e uma médica de família que trabalham Cabeceiras de Basto, quatro delegados de informação médica dos laboratórios Bial e outro de um laboratório que o JN não logrou identificar, dois armazenistas de medicamentos, um dos quais com instalações em Pombal, e um décimo indivíduo que fazia a ligação entre todos. Foram estes os alvos da operação "Remédio Santo", da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária, com buscas e detenções no Norte e no Centro do país.
.
Os detidos são suspeitos de crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e corrupção. Tanto prejudicavam o erário público como os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Segundo fonte policial, "o prejuízo do Estado pode ascender a mais de 50 milhões de euros", pois este comparticipava várias vezes as mesmas embalagens de medicamentos, que eram escolhidos pelos suspeitos por serem muito caros - na ordem das centenas de euros - e terem comparticipações até 95%.
.
Já os utentes do SNS eram lesados diretamente, porque "certos medicamentos essenciais" acabavam por ser exportados para outros países e chegaram a esgotar nas farmácias portuguesas, informou o Ministério da Saúde, que emitiu um comunicado, ontem à tarde, para manifestar o seu "agrado" pela "operação de grande envergadura" da PJ. O inquérito-crime é tutelado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal do Ministério Público.
.
A burla começaria com os médicos de Cabeceiras de Basto, este uma figura conhecida por se passear de Porsche Panamera, que foi detido em Árvore, Vila do Conde, onde tem uma casa de férias. 
.
O Ministério da Saúde confirmou que os médicos suspeitos receitavam os medicamentos em nome de utentes do SNS que não precisavam de os tomar e que eram alheios a tais prescrições.
.
Depois, os medicamentos eram aviados nas farmácias, o que obrigava o Estado a pagar as respetivas comparticipações, e regressavam aos armazenistas. Dali, os mesmos medicamentos voltavam a seguir para as farmácias portuguesas, ou eram exportados para outros países. A exportação verificou-se, por exemplo, com um medicamento para a doença de Alzheimer que, recentemente, faltou a alguns pacientes portugueses.

VERGONHA, NACIONAL, DIPLOMÁTICA


Portugal paga menos do que o salário mínimo a administrativos na Suíça

25.06.2012 - 15:29 Por Ana Cristina Pereira
Consulado de Zurique já perdeu funcionários  
Consulado de Zurique já perdeu funcionários (Foto: Christian Hartmann/Reuters)
Cortes salariais associados à progressiva desvalorização do euro face ao franco suíço encolheram salários de trabalhadores dos serviços consulares e das missões diplomáticas.

Marco Martins está indignado. Há mais de um ano que aquele administrativo da secção consular da Embaixada de Portugal em Berna está indignado. Ele e os colegas. Tanto que já fizeram uma greve de cinco semanas. "Estou a receber um salário de 2900 francos líquidos, cerca de 1500 a menos do que é o mínimo para uma pessoa que acaba de entrar na função pública, como assistente administrativo, na Suíça."

A austeridade está a afectá-los mais do que quem mora em Portugal. Como qualquer funcionário público com salário superior a 1550 euros, sujeitam-se à taxa de esforço de 3,5% a 10 %, perdem subsídio de férias e subsídio de Natal. Além disso, lidam com a progressiva desvalorização do euro face ao franco suíço, que se tornou moeda de refúgio para investidores.

A redução aflige 45 dos 59 funcionários colocados nas diferentes representações de Portugal na confederação helvética - todos os que recebem o salário em euros. Alexandre Vieira, do Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STCMD), lembra o desnorte de assistentes administrativas solteiras ou divorciadas, com filhos, a ganhar menos de 3000 francos suíços. "Um português que vá trabalhar para a agricultura ganha 3500 francos suíços, com cama, mesa e roupa lavada".

Compensações às variações cambiais

Não reclamam aumentos salariais. Reclamam compensações às variações cambiais. No ano passado, ao longo de cinco semanas de greve, a resposta de vários membros do Governo repetiu-se: não há dinheiro. No final de Maio, houve audiência parlamentar sobre a revisão do Estatuto do Pessoal dos Serviços Externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE). E, a semana passada, representantes do STCMD reuniram-se com os secretários de Estado dos Assuntos Europeus, das Comunidades Portuguesas, da Administração Pública. "Dizem que a situação é muito difícil, muito difícil", torna Alexandre Vieira.

"Nós levamos com o corte como se fôssemos residentes em Portugal ou como se o salário mínimo na Suíça fosse de 485 euros", explica Marco, sem alterar o tom de voz, apesar da revolta. "Um euro valia 1,60 francos suíços e agora vale 1,20. Somado tudo, [a perda] ronda os 40% da nossa massa salarial líquida."

O estatuto do pessoal dos serviços externos do MNE dita princípios de equidade em matéria salarial. A Marco parece evidente que a equidade não existe. Uma pessoa, sozinha, sem qualquer fonte de rendimento, a viver na confederação helvética, recebe uma prestação social de 2360 francos suíços. E fica isenta de IRS, recebe um subsídio de habitação, outro de saúde e pode solicitar um apoio pontual frente a uma necessidade inesperada. "Estes valores foram confundidos pelo MNE com o salário mínimo", lamenta.

Não há, ali, salário mínimo nacional. No início do ano, a União Sindical Suíça propôs um de quatro mil francos suíços. Houve logo quem lembrasse que o custo de vida difere de cantão para cantão. "Em algumas regiões, menos de 4000 francos pode ser suficiente para ter uma vida decente, em Zurique isso não é possível nem com 5000 francos", comentou então Ruth Derrer Balladore, o líder da União Patronal da Suíça.

O que há, ali, são contratos colectivos de trabalho que estabelecem valores mínimos por função em cada cantão. Marco recorre à lista. Faz contas de cabeça: "62.988,25 francos suíços a dividir por 12 meses dá 5250. Isso é o salário de pessoas que entram ao serviço hoje. Depois dos descontos, 4000/4500. No fundo, era o que estávamos a receber. Recebia 4300 a 4400 líquidos. Havia uma variação cambial, mas mínima."

KAOS: Reunião de um ano de governo


E O PAULINHO PORTAS A SUBIR, NA VIDA, EM FLECHA

  Clique a seguir e leia

PAULO PORTAS: O NOVO LÍDER DO PSD?




João Lemos Esteves – Expresso, opinião, em Blogues

P.S. Quando um  partido da maioria, aceita fazer o "cambalacho" com um homólogo que apenas tem uma identidade nacional, de eleitores, de 6% algo vai muito mal em Portugal. Paulo Portas, com rabos de palha e um aprendiz a político, aldrabão, desde logo, à partida deseja a pasta do Ministério dos Estrangeiros, cujo objectivo foi o de viajar por esse mundo e dar folias a "caganças" . Não nos vamos pronunciar por agora, mas chamo a atenção a uma sondagem, levada a cabo pelo blogue 
http://notasverbais.blogspot.com , que termina em 2 de Julho próximo e designada, abaixo,  a classificação no presente:

BARÓMETRO até 2 de julho

Desempenho de Paulo Portas um ano nas Necessidades
Muito bom
Suficiente
Sofrível
Medíocre
Muito mau
Desempenho de Paulo Portas um ano nas Necessidades

Muito bom
5,88%
Suficiente
5,88%
Sofrível
32,35%
Medíocre
38,24%
Muito mau
17,65%

E COM ISTO A JUSTIÇA EM PORTUGAL FUNCIONA!

Entre os detidos estão dois médicos e cinco delegados de informação médica, que prescreviam receitas falsas, levantavam depois os medicamentos comparticipados e exportavam-nos.

O SENHOR SILVA "MANHOSO" ESTÁ NAS LONAS NAS BEIRAS...!!!

Clique e leia o resto

CAVAQUISTÃO APRESENTA FATURA DO BETÃO AO SENHOR ANÍBAL




Paulo Gaião – Expresso, opinião, em Blogues

O excesso de longevidade política tem destas coisas. Dá para ver anos depois, ao vivo, o preço das ilusões que vendemos. Castro Daire, um pedaço do Cavaquistão de Viseu, epicentro das maiorias absolutas de Cavaco Silva em 1987 e 1991, onde em 2006 e 2011 Cavaco teve percentagens superiores a 70% de votos como candidato presidencial assobiou o seu herói. Não quer que o tribunal de Castro Daire seja extinto, tal como está previsto na proposta do novo mapa judiciário.

KAOS: Uma Rede de tachos




O PS contestou hoje a nomeação de José Luís Arnaut para o cargo de membro não executivo do conselho de administração da REN - Redes Energéticas Nacionais e exige ao Governo que explique no Parlamento o processo de privatização da empresa. O PS acusa o Executivo de fomentar "um dos maiores exercícios de promiscuidade entre a política e os negócios, conformando a negociação em si uma ilegalidade".
"A privatização da REN, tal como da EDP, funciona como uma espécie de espólio que o Governo distribui para personalidades ou dirigentes topo de gama do PSD e do CDS. Depois de Eduardo Catroga ou de Celeste Cardona, vem agora José Luís Arnault, sobretudo na sua qualidade de administrador da REN e simultaneamente presidente da comissão de auditoria financeira do PSD".
O PS contesta igualmente a nomeação de Miguel Moreira da Silva, do CDS, que irá ocupar um lugar de direcção na REN. "Miguel Moreira da Silva que sai do Governo, que acompanha esta privatização, e sendo ele irmão do próprio vice do PSD, Jorge Moreira da Silva, vem ocupar um lugar de direcção e isto não é nenhuma coincidência".
Qual é a surpresa? Mais uma vergonha a juntar a tantas outras de e que infelizmente não é uma excepção. Vendem aquilo que é património de todos nós e pagam os favores aos seus boys. Os sacrifícios, esses ficam para os outros.

O "MARALHAL" DE PARASITAS LA POR BRUXELAS

  Que circulem estas fotos...
A culpa é nossa.
Votamos neles!   

O QUE EU DESTACO DAS FOTOGRAFIAS, É O SEMBLANTE DE RESPONSABILIDADE DE CADA DEPUTADO EUROPEU QUE PROCURA, NAQUELE PARLAMENTO, PÔR EM PRÁTICA TODOS OS SONHOS DAS SUAS CANDIDATURAS.
POR ISSO É IMPORTANTE VOTARMOS, A VER SE, COM A NOSSA QUOTA-PARTE, AJUDAMOS AQUELE ESCOL DA POLÍTICA EUROPEIA, A TRANSFORMAR A EUROPA NUM LUGAR APRAZÍVEL, ONDE TODOS POSSAM DORMIR DESCANSADAMENTE.
Verdadeiramente vergonhoso...


Parlamento europeu em sessão. Que circulem estas fotos... uma e outra vez... e outra....

PRODUTIVIDADE no PARLAMENTO EUROPEU...
RECEBEM 12.000 EUROS AO MÊS!

European MPs at work in Brussels

Muitos deputados a dormir!...

E NÓS TRABALHANDO COMO BURROS!...

SIM SENHOR, QUE CIRCULE...........UMA E MIL VEZES............  ...cambada... de inúteis....