Translator

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

ABSOLUTAMENTE ASSUSTADOR E IMORAL


À MARGEM: "Certos políticos em Portugal estão abaixo de cão!
.
Os que algum respeito se lhes deve e honestos não conseguem levantar a voz e suas ideias vão para os cestos dos papeis. 
.
O oportunismo político surge em escala, degradante, de quando do consulado do Prof. Cavaco Silva em que existe uma cavalgada galopante no que se refere à corrupção. 
.
No seu executivo são inseridas caras, jovens e pouco conhecidas na arena politica e por alto menciono a clã Beleza onde, praticamente, desde logo à cabeça assume a pasta da Saúde e das Finanças, seu irmão Miguel Beleza, Santana Lopes para a Cultura. outras estrelas que não me recordo, o nome e apagadas.
.
Mais tarde Cavaco Silva vai buscar,  a partidos comunistas, Durão Barroso e Zita Seabra que me parece lhe fazer frente. 
.
Foi então que nessa altura surge a corrupção onde os montantes, farfalhudos, chegados da União Europeia e seguem o destino do caminho do Diabo.  
.
É distribuído dinheiro à farta pelos ministérios, amigos do partido e Portugal está a ser manipulado e governado, à-vez-à-vez, uns tempos pelo Partido Socialista e outros com a coligação  CDS PP. 
.
Posso aqui afirmar sem receio que eu honesto, como me prezo de sempre ter sido, fui "embarrilado" pela Família Beleza de quando me aparece, em Banguecoque, primeiro o marido da Ministra Leonor Beleza, Diogo Mendonça Tavares (hoje gente grande da GALP) e quando vice-presidente do ICEP, que conheci,  nas suas passeatas para a Ásia e extremo-Oriente que me viria, pouco depois, apresentar o cunhado José Beleza e mais tarde colocado, sob um sombreiro de 11 varas e  um roberto de feira, mau da fita na imprensa portuguesa e com mais incidência no jornal do Paulinho Portas o Independente.
.
Eu um manga de alpaca do Ministério dos Negócios Estrangeiros e sem valor sou uma parte importante na escalada na vida de Durão Barroso de quando, depois da frase infeliz do ministro, de então, João Deus Pinheiro ter dito à imprensa: "ser inadmissível terem passado dois passaportes a José Beleza em Banguecoque (note-se a emissão não foi ilegal)." 
.
Cavaco Silva retirou-lhe a pasta, entregou-as a Durão Barroso e para não rebentar escândalo na altura,  Cavaco mandou-o passear e oferece-lhe o posto de Comissário da União Europeia e em Bruxelas! 
.
Hoje Leonor Beleza, com imensos "rabos de palha" é a presidente vitalícia de uma grande fundação de capital de 500 milhões de euros e instalada numa zona das mais nobres da capital portuguesa.
.
Voltarei, com vagar, a contar coisas, impressionantes, de manobras políticas em que sempre, sempre lixado é o mexilhão que somos nós a arraia-miúda que votamos em "merda de gente.
E VIVA O LIXO!"
José Martins


                                                               É ASSUSTADOR
Mas vale a pena ouvir. 
Passou na televisão mas não aconteceu nada. 
Aqui dão-se os nomes aos bois. Vivemos numa cleptocracia.
Num pais normal esta gente estava toda presa.
Blogue: Má Despesa Pública
Mensagem: MDP TV: A corrupção em Portugal
Hiperligação:
 
blogspot.com/2012/08/mdp-tv-


corrupcao em-portugal.ht
ml

MAIS FILOSOFIA ALENTEJANA


O Ti Zé Chaparro, da Vidigueira, aproveitando uma viagem a Beja, foi ao médico fazer um 'xécápi'.
Pergunta o médico :
- Sr. José, o senhor está em muito boa forma para 40 anos.
- E eu disse que tinha 40 anos ?
- Quantos anos o senhor tem ?

- Fiz 57 ainda agora em Março.
- Não me diga !  
E quantos anos tinha o seu pai quando morreu ?
- E eu disse que meu pai morreu ?
- Oh, desculpe !  Quantos anos tem o seu pai?
- O velho tem 81.
- 81 ?  
Que bom !  
E quantos anos tinha o seu avô quando morreu ?
- E eu disse que ele morreu ?
- Sinto muito.  E quantos anos ele tem ?
- 103, e ainda anda de bicicleta.
- Fico feliz em saber.  
E o seu bisavô ?  Morreu de quê ? 
- E eu disse que ele tinha morrido ?  
Ele está com 124 e vai casar na
semana que vem.
- Agora já é demais ! 
- Diz o médico revoltado. - Por que é que um homem de 124 anos iria querer casar ? - E eu disse que ele QUERIA se casar ?  
Não queria nada, mas engravidou a moça !... 

FILOSOFOA ALENTEJANA CHEGADA DO BRASIL



Quem com alentejanos se mete...come bolota!

Um alentejano no Rio de Janeiro, de mota.  Desceu da mota e teve comichão na cabeça.
Começou a coçar por cima do capacete, e um indivíduo que observava, disse-lhe:
- O senhor é alentejano, não é ?
- Sou, si senhora.  Atão por quêim ?
- Ora... é porque está a coçar-se por cima do capacete...
- Atão e o senhor: pra coçar o cu despe as calças ?

NÓS SOB A PATA DA TROIKA




E amanhã há mais Troika

PRONOME INDEFINIDO




KAOS:Um filme para este fim-de-semana



OPINIÃO DE UM LEITOR-PORTUGAL UM PAÍS A SAQUE...!!!







Obrigado pelo envio.... E depois criticam a TROIKA........................
........ Confirmo que desde há muito tempo o país está a ser governado por bandidos....... e deputedos......

Tantas "broncas" de milhões e milhões e ninguém vai dentro.......

Será que este pobre país tem de ser governado por "alemães" para sobreviver..... ?????????????

O "pessoal" continua a votar "neles", Gente que o povão não conhece.... e que só é leal ao partido......

O "povão" tem de começar a pensar......se souber o que isso quer dizer....... e questionar TUDO,  a começar pelos sindicatos, polticos, políticas .Somos os donos do país pois somos NÓS que pagamos impostos.

Enquanto os bandidos que governam o país forem "ELES" (embora postos lá por "NÓS") ~"ISTO" NÃO VAI A PARTE NENHUMA.

O "povão"  tem de aprender a identificar os verdadeiros culpados de tudo "isto", Mesmo que "isto" já tenha acontecido há muitos anos.....

Enquanto  "isso" não acontecer  o destino será manter os indesejáveis no poder......  
Enviado por
E.A.TG.

Não há dia nenhum, neste país, que não haja escândalo...
Meus caros isto só tem remédio à fueirada no lombo dos gajos
que sacam e não produzem...
O Paulinho, o chiquinho espertinho, mais uma vez na baila!

Clique leia e benza-se

PORTUGAL UM PAÍS A SAQUE...!!!




Governo confirma extinção da IGAL e fusão com a IGF


Despacho

por Lusa03 Outubro 2011

O Governo confirmou hoje a extinção da Inspecção-geral da Administração Local (IGAL) e a sua fusão com a Inspecção-Geral das Finanças (IGF), através de um despacho conjunto do ministro das Finanças e do ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares.
A fusão dos dois organismos, que já tinha sido anunciada anteriormente pela tutela, decorre no âmbito do Plano de Redução e Melhoria da Administração Central (PREMAC).
De acordo com o despacho hoje emitido pelo Governo, será criado um grupo de trabalho encarregado de preparar e organizar o processo de fusão da IGAL na IGF, que Despacho

À MARGEM DE UM LEITOR:

São estes Relvas que nos governam, e que em alternativa à vergonha socrática nos impõem a vergonha Relvática:

O Governo decidiu , no seu afã "reformador", extinguir a Inspecção-Geral da Administração Local. O seu Presidente, o juiz-desembargador Orlando dos Santos Nascimento, publicou no site do Igal uma carta com a sua posição. Miguel Relvas demitiu o Presidente e fechou o site, para que ninguém aceda à carta ... contudo, aqui vai ela em anexo.

KAOS:Trabalhar por 50 Centimos à hora

A Becoming Green, uma empresa britânica está a empregar presos a quem paga 3 libras por dia (3,77 euros). E em simultâneo tem despedido funcionários.
A empresa de instalação de painéis de energia solar, aderiu a um programa promovido pelas autoridades britânicas que visa a ocupação dos prisioneiros e nos últimos meses integrou dezenas deles nos seus serviços.  
A empresa garante que foi autorizada pela prisão a pagar 3 libras aos presos e que o acordo é para um mínimo de 40 dias, mas pode prolongar o «emprego» pelo tempo que quiser, pelo mesmo valor. Confirma ainda que nesse período despediu outros trabalhadores mas defende que isso faz parte «do ambiente normal de um call center».
Isto pode parecer mais um caso isolado de uma empresa oportunista, mas se prestarmos atenção isto só é a consequência das politicas liberais e capitalistas que governam a Europa. Cada vez mais o trabalho é precário, sem direitos e com salários cada vez mais baixos. 
Esta é a politica em curso agravada pelo ataque ao estado social, (saúde, educação, segurança social) e serviços públicos (transportes, energia e água). Em nome dos mercados e do aumento da riqueza de alguns condenam à miséria muito milhões. Pagar a presos menos de 50 cêntimos por uma hora de trabalho é pior que escravatura pois assim nem casa e alimentação têm de fornecer. 
Perdeu-se a vergonha e entrámos no mundo do vale tudo.
É por isso que a solução não passa pelos partidos do regime e exige a mobilização dos povos para nas ruas debaterem novas vias, novas soluções e exigirem a mudança. Uma democracia verdadeira, mais participada, mais directa é essencial. 
É isso que os movimentos dos Indignados e as acampadas andam a dizer há mais de uma ano sempre sobre a mira das policias e da comunicação social do regime dispostos a silenciar esta alternativa. Mas esta apatia que se assiste por parte das populações não pode continuar para sempre a cada vez mais gente compreende que não pode ficar em casa sentada no sofá à espera de um qualquer Dom Sebastião que lhe venha resolver o problema. 
A solução está em cada um de nós para juntos fazermos a mudança. Não esperem por milagres que o milagre é a capacidade que todos nós temos para pensar, para debater e para decidir. Está tudo nas nossas mãos e na nossa vontade.

PORTUGAL UM PAÍS A SAQUE...!!!



BRASILINO GODINHO
blogspot.com

Estimadas senhoras,

Caros senhores,

Anexo um meu registo sobre uma insólita ideia governativa do tempo em que o irrequieto Paulo Portas era ministro da DEFESA NACIONAL.
Um caso para lamentarmos que a mesma criatura não fosse ministro do DECORO E INTERESSE NACIONAL…

DEFLOC - EMPORDEF - Empresa Portuguesa de Defesa SGPS, SA

Defesa

Tribunal de Contas detecta facturação duplicada nas contas de novos helicópteros

09.08.2012 - 08:07 Por Nuno Sá Lourenço - Público
Helicópteros EH 101 sucederam aos velhos Puma que estiveram ao serviço das Forças Armadas durante décadas (Carlos Lopes/arquivo)
.
Auditoria analisou aquisição, gestão e manutenção dos 12 helicópteros EH 101 que sucederam aos Puma. Mecanismo de locação criticado pelo tribunal por ter resultado no aumento de custos para o Estado.
..
Foi criada uma "complexa arquitectura institucional e contratual" que, além de ter resultado em problemas de operacionalidade nos helicópteros, implicou o aumento de custos que o Estado teve de pagar por 10 dos 12 helicópteros adquiridos para substituir os Puma. Estas são algumas das conclusões que o Tribunal de Contas (TC) retira na auditoria feita ao processo de aquisição e manutenção da frota dos EH 101.
.
Mas a "situação de descoordenação e ineficácia" no Ministério da Defesa revelou-se ainda mais preocupante. Ao avaliar a manutenção dos aparelhos, o TC "detectou facturação duplicada [na ordem do milhão e 100 mil euros] e omitida [relativa a 800 mil euros], da Defloc (uma sociedade criada especificamente para a aquisição destes helicópteros, fazendo parte do universo da Empordef) à SGMDN (Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional), na medida em que as mesmas facturas dos fornecedores à Defloc constavam em mais do que uma lista de suporte ou não constavam de nenhuma, respectivamente".
.
A confusão ocorreu durante os anos de 2007 e 2011 - governos de Sócrates - e só terá sido revelada pela auditoria do TC. Confrontado com os números, o actual ministro da Defesa, Aguiar-Branco determinou em Junho a "realização de um inquérito pela Inspecção-Geral da Defesa Nacional".
.
As duas entidades públicas envolvidas, Defloc e SGMDN, reconheceram perante o tribunal a irregularidade, garantindo que a situação tinha sido "corrigida, tendo sido emitida a nota de crédito no valor de 1.131.909,39 euros, como contrapartida da facturação emitida em duplicado e a factura no valor de 883.212,53 euros, relativa aos montantes em dívida e não facturados".
.
Ainda assim, o TC acabou por sublinhar "a gravidade das falhas de controlo" reveladas. E, de forma indirecta, dava a entender que tipo de suspeitas podiam recair perante esta aparente incompetência: "A Defloc não deu cumprimento à recomendação do Conselho de Prevenção da Corrupção, encontrando-se ainda em elaboração o Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas."
.
O TC critica de forma alargada todo o processo. Nomeadamente o mecanismo encontrado para fazer a operação. Em causa está a decisão de avançar para compra de 10 dos 12 helicópteros através de locação operacional, em vez de os adquirir directamente. Depois de feitas as contas a contratos de aquisição e revisão posterior, juros de mora, e empréstimos solicitados ao BPI e CGD para financiar a operação, o tribunal percebeu que "a opção pela locação e subsequente cessão de créditos, tendo ainda em conta os incidentes de execução", tinha resultado num "acréscimo de 120 milhões de euros, a preços correntes, relativamente ao preço inicial".
.
Em 2001, o Estado contratualizara por 10 helicópteros o pagamento de 244 milhões de euros. Em 2012, feitas todas as contas, os mesmos 10 helicópteros representam um custo de mais de 364 milhões. O que representa uma derrapagem de 50%, embora a revisão dos juros a pagar ao longo dos anos tivesse tornado menos onerosa para o Estado a operação.
.
E a engenharia financeira elaborada para esta operação resultou ainda, segundo o TC, em "baixos níveis de operacionalidade da frota". Três anos após a entrega do primeiro helicóptero - 2008 -, já havia notícia de aparelhos em terra por falta de manutenção. Isto porque a entidade encarregada da manutenção - Defloc - não recebia do Ministério da Defesa as verbas necessárias para pagar as reparações e substituição de peças.
.
"Entre Maio de 2007 e Dezembro de 2011, o período médio de inoperacionalidade por aeronave foi de 39% (média de 32 meses de inoperacionalidade em 83 meses de possível utilização)", refere a auditoria. Daí que os conselheiros do Tribunal de Contas se assumam surpreendidos pela "total omissão das consequências dos elevados níveis de inoperacionalidade dos equipamentos militares adquiridos".
.
 
Do blogue portadaloja

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2012
 
Mais outro escândalo gigantesco...
O Tribunal de Contas, segundo um relatório divulgado hoje pelo "Público", encontrou um milhão e 132 mil euros de faturação duplicada nas contas dos helicópteros EH 101, adquiridos em 2001, e 883 mil euros de facturas que não constam nas listas de suporte da contabilidade.

Todo o negócio, assim como as dúvidas levantadas pelo TC, giram à volta da emissão de facturas por parte da Delfo, uma sociedade da Empordef, criada especificamente para a aquisição dos EH 101, e aos pagamentos da Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional.
O Tribunal de Contas alarga ainda as suas criticas ao modo utilizado para efectuar a compra de dez helicópteros que, afirma, prejudicou o Estado de 120 mil milhões de euros, no contrato de aquisição dos aparelhos.

Facturas duplicadas! Ao que isto chegou! O relatório da auditoria está aqui e é de tremer nas conclusões. Como é que isto foi possível?!!

Experimentem saber quem é a Delfo...da Empordef e verão nada porque o Expresso com a sua lendária qualidade referencial não sabe que há uma empresa que se chama DEFLOC Outros sabem melhor...mas não informam quem realmente manda e administra a DEFLOC, sabendo-se que faz parte da nebulosa Empordef. Paulo Portas deve saber melhor, mas nada muito calado, ultimamente.

Mais: experimentem saber quem foi o responsável pela "consultadoria" jurídica deste negócio, ao tempo. Nada. Rien de rien. Opacidade total. Os helis foram comprados e alocados. O contrato é de 2001 e alterado em 2004. O tribunal de Contas, em 2002 já o tinha visto. Em 2008, o "legal adviser" desta firma era o magnífico advogado João Henriques Pinheiro, um consultor muito requisitado na Defesa, nos anos 2000. ´
Uma consulta breve ao Google para saber quem é este figurão dá-nos este magnífico resultado investigado pelo Sol:

Trata-se de João Henriques Pinheiro, militante do PS (secção de Benfica), sócio do escritório Capitão, Rodrigues Bastos, Areia & Associados e consultor jurídico do ex-ministro Severiano Teixeira e do Ministério da Saúde até Junho de 2009.
Desde Abril de 2002 que Henriques Pinheiro é advogado da Empordef, tendo mesmo exercido funções de administrador da Defloc – empresa de locação de equipamentos militares detida pela holding estatal – entre Agosto de 2008 e Fevereiro de 2010. Por outro lado, Pinheiro representa a Milícia desde o início do concurso público para a compra de seis viaturas blindadas. E enquanto procurador da Milícia assinou o contrato, no valor total de 1,2 milhões de euros, com o governador civil António Galamba


Apesar de o Sol o colocar na sociedade de advogados citada, deve dizer-se que tal ocorria em 2006, como se pode ler aqui. E aqui também. E em sociedade com a firma de Sampaio, Jardim, Caldas e Associados...isso porque a CRBA, formada em 2002, associou-se a uma dessas firmas de regime em 2004. Para manter as sinergias...

 Aquele Galamba é o mesmo que se indignou há uns anos no Parlamento com uma notícia do Público sobre a "avença" do escritório de José Miguel Júdice por causa do acompanhamento jurídico da alienação de 33,34% da Galp...

O site da Empordef é uma vergonha autêntica em termos de informação ao cidadão que paga impostos que essa gente gasta.  Para sabermos estas coisas temos de consultar "fontes abertas"...


TRAGÉDIA DE UMA NAÇÃO - VAI MORRER MUITA GENTE...!!!

A Associação Nacional de Farmácias (ANF) alerta que a generalidade destes estabelecimentos está insolvente ou à beira da falência, não cumprindo os pagamentos aos fornecedores.

.
À MARGEM:  Talvez ainda eu seja um felizardo de que com uma reforma de "merda" ainda vou tendo os remédios que necessito para a asma, a preço razoável e me manter a respirar e a viver. 
Sou um felizardo, porque tenho três hospitais a menos de 500 metros de minha casa e o preço da assistência médica nestes hospitais ainda é acessível. 
.
Há cerca de uns 4 meses e depois de um ataque de asma desloquei-me ao hospital e o médico, tailandês, de família depois de me colocar a 100% perguntou-me sobre a fraca economia de Portugal, Espanha e da Grécia. Lá lhe respondi dando uma no cravo e outra na ferradura...  
.
Portugal, nestas paragens há anos, estava como se fosse um país de leite e mel. Em suma uma nação inserida na União Europeia dos ricos.
.
Porém, desde a altura que o médico me falou sobre a economia do meu país nunca mais me cobrou seus honorários e apenas o serviço hospitalar. Tenho os recibos do hospital que fazem prova do que afirmo acima. Em verdade eu agradeço a bela atitude do meu médico, de família e vou comprar, no único importador de vinhos portugueses na Tailândia, 6 garrafas de vinho, de boa cepa e reconhecer-lhe a simpática acção.
.
A que ponto a "merda" dos políticos, que temos, deixaram chegar o país à presente situação. 
.
O que seria do nosso país se fosse assolado de uma peste medial  de há séculos ficava absolutamente despovoado, por falta de medicamentoos e  terra de ninguém.
José Martins