Translator

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Valongo: Mulher atropelada
S.M. Feira: Carro a arder na A1
Ex-líder do PSD ataca Governo
Valentim Loureiro: Major vai a votos
Luís Filipe Menezes: Candidato ao Porto
Miguel Relvas: Curso investigado
Barreiro: Agressão com ácido

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
Muitos italianos e líderes europeus sonham com um "Monti-bis"
PSD/Porto abre porta a coligação com CDS-PP em candidatura “abrangente” de Menezes
EUA enviam dois navios de guerra para a Líbia
Anúncio de Menezes é “manobra de diversão” quanto ao que se passa no país, diz PS/Porto
“Alguma coisa tem de ser ajustada” foi o recado de Ferreira Leite para os deputados
SEF envia administrativa para realizar tarefas policiais na Grécia

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

CGTP convoca manifestação para dia 29 em Lisboa
Felicita investigadores com bolsa de 1,5 milhões
Descoberta pintura mural do século 15 de "elevado valor"
ANF estima encerramento de 600 farmácias em 2013
Fusão dos centros hospitalares do Oeste em outubro
Atendimento fora de horas pode custar até 2,50 euros
Homem lança ovo contra Assunção Cristas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Atlético Mineiro vence e encosta no Fluminense
Quatro pessoas queimadas em desavenças entre vizinhos
Confrontos no Egito entre manifestantes e polícia
Mais de 40 concertos para ver à borla no sábado
Eis o guia da austeridade
Tribunal impede Câmara de Matosinhos de comprar estádio do Leixões
Hulk mata as saudades do Porto e promete voltar

Capa do i i

ONU: Portugal e Grécia estão "no meio da depressão" económica
PS/Porto: anúncio de Menezes é “manobra de diversão" quanto ao que se passa no país
Homens em caixa de brinquedos para publicitar site de relacionamentos
Sara Carbonero ganha mais de um milhão de euros por ano
Selassie. Troika não exigiu mudanças na TSU
Menezes anuncia candidatura à câmara do Porto
Ministra da Agricultura alvo de tentativa de agressão

Capa do Diário Económico Diário Económico

Ministra da Agricultura foi alvo de tentativa de agressão
Governo pondera concessão da ANA para conter o défice de 2012
Gaspar promete esforço para “compensar” carga fiscal
“É mais austeridade sem que os portugueses entendam”
“Cortar despesa não é uma panaceia que se faça sem dor”
“É uma ideia [TSU] causadora de muitos estragos”
“Medidas ferem princípios de equidade”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Ferreira Leite diz que pensionistas estão a ser alvo de um "logro"
Ferreira Leite arrasa Gaspar: "Não se pode governar com base num acto de fé" e "destroçar" o País
A primeira página do Negócios da edição de hoje
Afinal, a troika também se engana!...
Ajudem-me a perceber
[478.] Intermarché
À espera de um destino diferente para o Sireve

Capa do Oje Oje

Vogue Fashion’s Night invade hoje capital portuguesa
Concerto de Outono no CCB
Pequeno-almoço, a melhor refeição do dia!
MOTELx 2012 aterroriza até 16 de setembro
Century 21 Portugal comercializa Troiaresort
Renovado Embaixador Hotel já abriu portas
Porto Bay em Lisboa a partir de 2014

Capa do Destak Destak

Dois fogos afetam concelhos de Freixo de Espada à Cinta e Arganil
Presidentes das Regiões Ultraperiféricas debatem nos Açores financiamentos europeus em 2014-2020
Seguro é hoje recebido pelo Presidente da República, após rejeitar medidas do Governo
Manila muda o nome do mar onde estão as ilhas disputadas
Adotada lei para aumentar a segurança nuclear -- Imprensa
Vírus do Nilo Ocidental já causou maior número de vítimas desde 1999
Egito não é aliado nem inimigo dos EUA -- Obama

Capa do A Bola A Bola

«Sempre gostei muito de ver jogar Pablo Aimar» - Iniesta
Mclaren pensa no regresso de Kovalainen para substituir Hamilton
Mari Paraíba, a musa do voleibol que se vai reformar
Antigos internacionais paraguaios defendem Cardozo
Europeu: Espanha vence França e segue imbatível
Javi Garcia e Nuno Gomes reencontram-se em jantar
Djaniny já marca e Nuno Silva resolve particular com o Louletano

Capa do Record Record

Jorge Lorenzo avalia Miss Itália
Europeu: resultados e classificação
Europeu: Espanha não vacila contra a França (4-1)
George Clooney e Stacy estão separados?
Shay Laren faz esquecer a troika
Matic: «Faço o meu melhor»
Carta aberta a Rui Costa

Capa do O Jogo O Jogo

Nuno Gomes "guia" Javi García
Guardiola numa "guerra" sobre política
A novela acaba com Ganso e São Paulo juntos
Itália regressa às vitórias frente à Alemanha
"Mourinho é o número um"
Pinto da Costa já saiu do hospital
Djaniny já marca e Nuno Silva resolve

MEMÓRIAS: NUNCA ME CANSAREI DE DENUNCIAR ROUBOS!!

                                              (ESCRITO HÁ 3 ANOS)

MUDAM-SE BANDEIRAS E TELHAS E OUTRAS COISAS MAIS
-
A peça abaixo desta que se refere à retirada a bandeira das quinas de mastros e colocada, da monarquia, um pano que faz parte da história de Portugal, inspirou-me a mudança de telhas e colocadas outras na “Nobre Casa”; a residência dos Embaixadores Lusos acreditados no Reino da Tailândia.
-
Mas antes que chegue ao câmbio das telhas vou contar a história de um palacete, erguido na década 60/70 do século XIX, por um cônsul de Portugal, num terreno doado por Sua Majestade o Rei Rama I do Sião em 1782.
-
Ora o Cônsul Frederico Moor, segundo a história, envergonhado pela residência onde vivia, erguida em cima de toros de árvores de teca dividida com taipais de tábuas e canas de bambus, viria a finalizar uma das mais finas peças de arquitectura denominada “Sino-Portuguesa” das quais, hoje, poucos destes edifícios existem na capital tailandesa.
-
O progresso aliado ao desenvolvimento, rompante, o camartelo fê-los desaparecer.
-
A “Nobre Casa” assim a designei há mais de 20 anos, foi construída por empréstimo de um banco e com o avail de um prestigioso residente português, em Banguecoque, no século XIX.
-
A “Nobre Casa” assente nos alicerces em cima de toros de madeira de teca, foi tratada bem, por uns representantes de Portugal e por outros muito mal.
-
Ora o clima tropical (assim eu penso) levava os cônsules a um estado de moleza e lá iam passando suas comissões de serviço, à sombra de uma larga varanda, a olharem o Rio Chão Praiá, a pouco mais de 50 metros.
-
Pouco se interessavam pela conservação do edifício, mas terminar o “inferno” da estadia de Banguecoque e partir para ares mais frescos e clima mais agradável.
-
O Estado Português, alheava-se, ao Consulado de Portugal em Banguecoque, dado que havia para além do Tejo, mar e mar e muitas terras para cuidar: os territórios ultramarinos desde os Açores às longínquas terras de Macau e Timor.
-
Abreviando a história da construção, em 1981 e quando o Embaixador Mello-Gouveia, foi acreditado como Embaixador na capital Tailandesa, encontrou a “Nobre Casa” num total estado de miséria.
-
O diplomata conseguiu com dinheiros (que aqui não vou explicar) dar a dignidade perdida de vários anos.
-
Procurou, durante a restauração conservar o passado daquele palacete.
-
Os pedaços de história ficaram lá todos para que os vindouros e os visitantes ficasse a entender o passado.
-
Interiormente do palacete, certos chefes de missão foram modificando algo, conforme suas necessidades de vivência.
-
Não foi por aí que o “gato foi às filhós” porque aparência exterior não foi tocada.
-
Ora em 1999 o Embaixador Tadeu Soares depois acreditado, admitiu um indivíduo, contratado a termo certo, que segundo tudo me indica, teria renunciado à cidadania portuguesa e optou pela canadiana e entregou-lhe o cargo da administração de fundos, a manutenção e conservação da chancelaria, “Nobre Casa”, anexos a esta e jardim adjacente.
-
Alípio Monteiro, que antes teria sido funcionário da TAP; corrector de bolsa no Canadá e outras profissões não especificadas, devido às simpatias que Tadeu Soares nutria pelo Alípio, este cortou, riscou e fez “trinta por uma linha” dentro da chancelaria.
-
Criou avenças a seu belo prazer e não posta de parte um jogo de interesses e lapidação de fundos do Estado Português.
-
Eu tudo via (mesmo com o estatuto de funcionário público), teria que calar, porque me encontrava perseguido pelo Tadeu Soares e de já me ter ameaçado por três vezes que deixaria de ser funcionário da Embaixada.
-
Foi duro assistir a “manigâncias” bem orquestradas, onde tudo me indicava que Tadeu Soares estava envolvido nelas e eu ser um “estorvado” dentre portas.
-
O Alípio Monteiro, ponta de lança, a quem de mão beijada Tadeu Soares o acreditou, no Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino da Tailândia, com o estatuto de diplomata do Estado Português (ainda hoje o conserva no consulado do Embaixador Faria e Maya), foi criando obras e contratos a seu jeito e modifica, em certos lugares as raízes culturais de um passado de 227 anos (1782-2009).
-
O Embaixador Tadeu Soares, impávido e sereno tudo aceita e assina cheques que o Monteiro lhe apresenta de despesas fossem estas de obras ou outro gastos fictícios.
-
Embaixador Tadeu Soares partiu de Banguecoque em Agosto de 2002.
-
Outro Embaixador já estava destacado para ocupar seu lugar, o Embaixador Lima Pimentel que assumiria a gerência em 17 de Outubro do mesmo ano.
-
Durante o interregno entre Tadeu Soares e Lima Pimentel, o Monteiro praticou um “crime cultural” , que nunca me cansarei denunciar.
-
Os milhares de telhas que cobriam a “Nobre Casa” (a condizerem com o cenário que a envolve) foram retiradas e substituídas por outras de “reles” qualidade, mais pesadas, sobrecarregando a estrutura do edifício sobre os alicerces de toros de árvores de teca.
-

-
Clique na imagem, do lado direito, para a aumentar, vê-la no original e apreciar à má qualidade das telhas
-
Mas o mais estranho que me possa parecer os milhares de telhas, originais e mais leves, desapareceram de um dia para outro, que eu nem ou outros funcionários deram conta de ser carregadas e o destino que levaram.
-
Para onde teriam ido?
-
Penso que vendidas pelo Monteiro e metido o montante, da venda, na sua algibeira.
-
Silenciei-me, porque o Embaixador Lima Pimentel, simpatizou com o Monteiro e nada valeriam as minhas palavras e reparos.
-
Dei conta ao actual chefe de missão o Embaixador Faria e Maya, após ser acreditado em Banguecoque, vai fazer três anos, mas as minhas palavras não foram ouvidas e o Monteiro continua, na melhor, ainda hoje na Embaixada de Portugal em Banguecoque.
-
Embaixador Faria e Maya apenas me disse: "heranças adquiridas".
José Martins

.

Tuesday, September 01, 2009

A GUERRA DAS BANDEIRAS

.
A "chachada" da guerra das bandeiras em Portugal
-
As "guerrinhas" das bandeiras tem-me dado um gozo (na giríria calã académica) do "camanho"!
-
Ora eu não tenho nada contra a Monarquia, mas tenho contra a implantação da República, porque desde que foi trocada pela a dos reis de Portugal, essa República, dos republicanos, nunca conseguiram dar-me o viver que merecia e aos outros patrícios, portugueses, meus.
-
Quando abri os olhos à luz da vida, a República era ainda uma jovem, de 25 anos, irriquieta que não tinha acertado nada na governação de Portugal, do antanho, como era a vizinha Castela.
-
O meu avô Joaquim Gomes, um filósofo e contador de histórias, nascido na década 70 do século XIX, nas noites de luar, sentados numa pedra, enquanto as ovelhas pastavam no restolho, ensinou-me como descobrir o "Sete Estrelo", a "Estrela da Manhã" e contava-me histórias dos "lobis-homens" e nunca me falou mal dos Reis de Portugal.
-
O frontão da residência dos Embaixadores de Portugal acreditados no Reino da Tailândia
-
Havia respeito por eles. Tinham sido os Reis de Portugal, que conseguiram manter a orígem da identidade, descobriram mundos e deram-nos a conhecer a outros mundos.
-
Não vou falar da revolução da Europa, das ambições expansionistas de Luis XIV e do Napoleão Bonaparte, porque não mais acabaria a história da "comédia das bandeiras" e dignas de um auto, se fosse vivo, do meu comprovinciano Gil Vicente (nós nascemos de lado oposto e, à distância de uma pedrada, na margem esquerda e ele na direita do rio Mondego), e colocar todo o "maralhal", como bobos, a rir-se com o auto-das-bandeiras.
-
A minha história, de hoje, "bandeirante" vem a propósito de quando o Embaixador Mello-Gouveia, foi acreditado no Reino da Tailândia, veio encontrar a missão numa "merda" (peço desculpa da suja palavra, mas ela está no dicionário) e colocou a missão num brinco.
-
-
Não mexeu em nada do que lá estava anteriormente, mas restaurou-a, fielmente.
-
O frontão da "Nobre Casa" que tinha e tem hoje gravado, no estuco, a bandeira da monarquia e ficou lá. Na chancelaria, nova, está lá a bandeira de Macau, monárquica, que nunca governos do território a trocaram pela das quinas.
-
Mas na chancelaria estavam lá outras bandeiras penduradas no tecto e entre elas a do antigo do Reino do Sião, com a insígnia do elefante.
-
Analisem por aí, se depois do frontão, monárquico, da "Nobre Casa" restaurado e a bandeira, monárquica de Macau, pendurada no tecto da Chancelaria, viesse a Banguecoque o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Jaime Gama (o ministro na altura) e, depois, de ver a monarquia implantada na Missão Diplomática de Portugal na Tailândia, dizer ao Embaixador Mello-Gouveia em seguida:
-
-
"Senhor Embaixador mande apagar as insígnias, da monarquia, no frontão da sua residência e que seja colocada a das cinco quinas e a dos sete castelos. E faça o mesmo, Senhor Embaixador, na chancelaria, retirar a bandeira monárquica de Macau."
-
Seria o mesmo que atirar um balde de água fria ao meu amigo Embaixador Mello-Gouveia.
-
Para terminar: "não me devo enganar que os republicanos que não querem a bandeira monárquica arvorada em Portugal, necessitam de tratamento ´psiquiátrico` e sem demora, antes que fiquem ´doidos varridos` e depois tarde para serem tratados".
José Martins

O RELVAS NO BRASIL

Clique em baixo para ouvir as parvoíces do Relvas

.

Relvas diz que relações luso-brasileiras vivem "um tempo novo"

12 Set, 2012, 20:57
P.S. : O correspondente da RTP Pacheco Miranda, portou-se muito bem perante o patrão grande  (RTP) Relvas, não fosse por aí o diabo tecê-las e mandá-lo de volta do Brasil para as orígens.

A "VELHA SENHORA" TAMBÉM....!!!


"País está a ficar destroçado" afirma Manuela Ferreira Leite sobre as anunciadas medidas de austeridade


RTP
Manuel Ferreira Leite arrasou a política económica e financeira do governo de Pedro Passos Coelho e de Vítor Gaspar, a qual considera estar a "destroçar o país". Em entrevista à TVI, a ex-ministra das Finanças de Cavaco Silva exigiu explicações sobre a origem das medidas de austeridade e apelou ainda aos deputados para "votarem o Orçamento de Estado segundo a sua consciência" e os portugueses a "fazerem cada um o que tem de fazer".

KAOS:Já há ratos a anunciar a fuga


António Nogueira Leite escreve mensagem no Facebook contra aumento dos descontos para a Segurança Social anunciado pelo Governo. Pagar mais impostos? 
«Palavra de honra que me piro». "Se em 2013 me obrigarem a trabalhar mais de 7 meses só para o Estado, palavra de honra que me piro, uma vez que imagino que quando chegar a altura de me reformar já nada haverá para distribuir, sendo que preciso de me acautelar".
Este Senhor faz parte daquele grupo, por ser vice-presidente da CGD, que este ano não perde nenhum dos subsídios. Não sei quanto lá ganha, mas certamente o seu ordenado tem mais de dois dígitos na casa dos milhares nem sei em quantas mais empresas faz parte da direcção mas são certamente muitas. 
 
Não sei nada da vida deste personagem nem dos "cargos" que já ocupou na sua vida e honestamente não me interessa. O que sei é que há milhões que ganham muitos, mas mesmo muitíssimo menos que ele, sem falar dos desempregados criados pelo seu partido e pelas politicas que defende e ajudou a colocar no governo, e que não se podem "pirar". 
 
Quando os ratos gordos como este começam a abandonar o navio como nos devemos sentir nós que sabemos que não existem salva-vidas neste barco que se afunda.
 
Ao Cavaco o dinheiro não lhe chegava para as despesas e a este para a velhice. Vão-se catar os dois

O CHERNE PODRE QUER!

Durão Barroso um "gajo" sem moral nenhuma, uma besta quadrada que carrega no lombo pesada herança.   
.
Este F.D.P. (Filho de Portugal) deveria, como mais os outros três comparsas que alinharam na recente guerra do Iraque, sentar-se no "mocho" do Tribunal Internacional dos Direitos Humanos, em Haia, e ser julgado pelo morte de milhares de inocentes. 
.
Como quer este F.D.P. que a UE ser transformada em federação de estados-nação se a demografia europeia é composta de várias étnias e impossível que a harmonização seja um facto...!!!

 Mundo

Durão Barroso quer UE transformada em federação de estados-nação

PORTUGUESES A MEIA RAÇÃO - A GENERALIDADE DE DESCONTENTAMENTO

Política

Ganha adesão a manifestação convocada para 15 de setembro

Patrícia Machado/Carlos Oliveira/Guilherme Brízido | Publicado há 47 minutos
As medidas de austeridade anunciadas estão a levar a protestos. Na internet corre um movimento que promete levar o povo à rua em vários pontos do país. O grupo de cidadãos que organiza o protesto diz que o governo está a esmagar os portugueses.
Economia

Afinal, as medidas de austeridade não se ficam pelas anunciadas

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, anunciou na Comissão Permanente da Assembleia da República que o Governo irá ainda tomar "algumas medidas temporárias" para alcançar a meta revista do défice de 5,0 por cento para este ano, para além das já anunciadas.
  Política

João Galamba acusa Vítor Gaspar de "selvajaria social"

O deputado do PS, João Galamba, fez hoje um violento ataque a Vítor Gaspar, que acusou de "selvajaria social": "O senhor ministro é um irresponsável e vai destruir este país", disse João Galamba, durante uma reunião da comissão permanente da Assembleia da República, com a presença do ministro das Finanças. "E tem o dever de recuar nesta experiência social que é uma catástrofe para o país".
  Política

CDS criticou duramente Vítor Gaspar em reunião à porta-fechada

Isabel Damásio/Vítor Silva/Luís Moreira
O porta voz do CDS lançou duras criticas às medidas de austeridade anunciadas pelo executivo. Numa reunião à porta fechada entre o ministro das finanças e os deputados do PSD e do CDS, Vítor Gaspar admitiu ainda que o défice real este ano seria de 6 por cento ou mais , se não houvesse medidas extraordinárias.
  Economia

Pensionistas indignados com reduções nas pensões

Sérgio Vicente/Carlos Matias/Guilherme Brízido | Publicado há 48 minutos
Duzentos mil pensionistas vão receber menos. Os reformados abrangidos pelo corte previsto para 2013 não escondem a revolta e a indignação por esta medida anunciada por Vítor Gaspar.

O "ALDRABAS" BOTA PALAVRA FORA DO PAÍS


Clique aqui para o resto do "vigas"


Ana Sanlez, RTP
Foi do outro lado do Atlântico, onde termina hoje uma visita oficial, que Miguel Relvas congratulou o “sucesso” da quinta avaliação da troika ao programa português de ajustamento, e apelou à estabilidade política no país. O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares comentou o prenúncio de “crise política” suscitado pelas últimas comunicações de austeridade do Governo, defendendo que para o bem de Portugal, é “importante” que “todos continuem a remar para o mesmo lado”.

OPINIÃO: PEDRO SANTOS GUERREIRO



O Governo estragou tudo. Tudo. Estragou a estabilidade política, a paz social, estragou aquilo que entre a revolta e o pasmo agregava o país: o sentido de que tínhamos de sair disto juntos. Saíremos disto separados? Hoje não é dia de penas, é dia de soqueira.
Pedro Santos Guerreiro, Jornal de Negócios

KAOS:Uma coisa que não é humana



Eu já não tenho palavras nem impropérios  para definir as políticas destes canalhas que ocupam o poder. Hoje ouvi um pouco da conferência de imprensa do Víbora Gaspar e compreendi que aquilo não é um ser humano, é uma máquina que ainda por cima é de má qualidade.
Um ser humano e até os animais, têm coração, compaixão, sentimentos, coisas que este Ministro não possui. Ouvi-lo a falar dos números, dos cenários e das previsões sem que as consequências que isso pode representar para todos os outros.
Nas suas fórmulas entram os défices. os juros, os impostos e até os buracos que as suas politicas estão a criar, mas não entra a vida de ninguém, se passam fome, se passam a viver na rua ou se nem têm onde cair mortos. Só os milhões contam, só a sua teimosia. Vamos correr com esta cambada e colocar a vida das pessoas no centro da politica. Já chega.

A GENTE QUE NOS LIXAM O VIVER...!!!