Translator

terça-feira, 25 de setembro de 2012

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Jackpot de 100 milhões na sexta-feira
Faro: Concelho sem touradas
Incêndio desaloja casal em Lisboa
V. Conde: Funcionários agredidos
Vítor Ramalho: Recorrer dos cortes
Helena Roseta: Sede para radicais
Maria Teresa Horta: Prémio acabou

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
Revisat de imprensa: destaques do "Jornal de Notícias"
BPI emite 950.000 euros em obrigações com reembolso indexado a acções
Luís Militão é um preso com graves faltas disciplinares
Euromilhões: Primeiro prémio com “jackpot surpresa” de 100 milhões na sexta-feira
Turismo pede explicações sobre vídeo com panorâmica de Lisboa manipulada
Tribunal manda prender presidente do Google no Brasil por vídeos no YouTube

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Justiça brasileira proíbe exibição de filme anti-Islã no Youtube
Angélica dá à luz Eva, sua primeira filha
Dilma Rousseff apela a presidente da Indonésia para brasileiro não ser executado
Scolari nomeado consultor do ministro do Desporto brasileiro
Dívida de meio milhão obriga pais a pagarem passe escolar
Super Pé-de-Meia vendeu dois milhões num mês
Marisa Cruz lança joias e concretiza sonho

Capa do i i

Governo russo considera ingerência nomeação de Pussy Riot para Prémio Sakharov
Brasil. Luís Militão é um preso com graves faltas disciplinares, diz promotor de justiça
Ministério da Educação nega pagamento de 61 mil euros por parecer a advogados
Farmácia. Centro de documentação histórica inaugurado em Coimbra
Mahmoud Ahmadinejad. Apoiar a homossexualidade é “coisa de capitalistas”
Simon Cowell e Carmen Electra apanhados aos beijos em restaurante
Conselho Económico e Social critica falta de política adequada à taxa de desemprego

Capa do Diário Económico Diário Económico

Jumbo supera Continente e Pingo Doce com preços baixos
Buscas a ex-ministros socialistas por causa das PPP
Joaquim Reis apresenta demissão de presidente da Parpública
Portas vende imóveis no estrangeiro que podem valer 22 milhões
Ministros analisam hoje redução dos escalões do IRS
Banqueiros contra novo imposto sobre as transacções financeiras
Austeridade para 2013 vai além das medidas para substituir a TSU

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Espanha: Policia dispersa últimos manifestantes frente ao parlamento
A primeira página do Negócios da edição de hoje
A ONU antes da Grande Guerra do Golfo
Emprego e TSU: o papel da Academia
Martifer e BNP Paribas querem investir em novas centrais fotovoltaicas
Impedimentos na ERSE estendidos a quem fez estudos para o sector
O segredo do sabão

Capa do Oje Oje

Andaluzia pede 4,9 mil milhões a Madrid
Sharp suprime 11 mil empregos e vende ativos
Austeridade castiga trabalho e pensões
Franceses da Largetoile investem 10 milhões na Avenida da Liberdade
Abacus Savills coloca Briel em armazém da JP Leitão
Lisboa reabilitada cria oportunidades únicas
Leap Academy é ponto forte no Leap Center

Capa do Destak Destak

Mario Monti não se vai candidatar às eleições de 2013
Duas explosões perto da sede do Estado-Maior em Damasco -- TV estatal
Julgamento do processo-crime contra Jardim Gonçalves e outros gestores arranca hoje
Tribunal da Nova Zelândia analisa acesso a provas no âmbito do caso Megaupload
Especialista do Departamento de Estado para a Síria vai deixar o cargo
Executado no Texas homem que negou ter cometido crime
Registada tentativa de assalto de caixa multibanco, suspeitos em fuga

Capa do A Bola A Bola

«Ao Real Madrid não convém falar dos oito pontos» - Daniel Alves
Jesus nunca perdeu na Mata Real
Lucho e Fernando regressam para Vila do Conde
Rafael Veloso no Blackburn Rovers
Santa Eulália considera ir jogar ao Dragão
«Com ou sem Falcao, queremos vencer o Atl. Madrid» - Nélson
Nuno Cristóvão deixa 1.º Dezembro

Capa do Record Record

Gaitán candidato à esquerda
Viola encantou
Coração fortalecido
Patrício voltou a ser o herói mais discreto
O regresso do renegado
A carta da polémica
Júlio Mendes: «Sinto que esbarrei contra um muro de betão»

Capa do O Jogo O Jogo

Kanouté despediu-se e Capel esteve lá
Kerlon: já nem a foquinha sai bem
Rennes afasta Nancy da Taça da Liga francesa
Presidente do Cagliari "foge" do clube
Manchester City eliminado pelo Aston Villa
Atenção Benfica: Hooper marca quatro
"Juve" não perde há 44 jogos!

TRAJECTOS DE VIDA

Coloquei mais um artigo, disperso, da série "Nos Meandros da Diplomacia"
.
 Clique na imagem se tiver interesse na prosa
.

NOS MEANDROS DA DIPLOMACIA

OS IMPOSTOS NÃO SÃO PARA TODOS



CÃO, AMIGO, O POVO ESTÁ CONTIGO !!!



  
Descrição: Descrição: Descrição: 485882_493759327300772_704384933_n.jpg 
 
 Para começar o dia com um sorriso de esperança.



AS ILUSTRES CIGARRAS DE PORTUGAL


Pifada a imagem do blogue Mar do Poeta

A INSUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL

oldfolksshakingdowntots



A Segurança Social nasceu da Fusão (Nacionalização) de praticamente todas as Caixas de Previdência existentes, feita pelos Governos Comunistas e Socialistas, depois do 25 de Abril de 1974.

As Contribuições que entravam nessas Caixas eram das Empresas Privadas (23,75%) e dos seus Empregados (11%). O Estado nunca lá pôs 1 centavo.

Nacionalizando aquilo que aos Privados pertencia, o Estado apropriou-se do que não era seu. Com o muito, mas muito dinheiro que lá existia, o Estado passou a ser "mãos largas"! Começou por atribuir Pensões a todos os Não Contributivos (Domésticas, Agrícolas e Pescadores).

Ao longo do tempo foi distribuindo Subsídios para tudo e para todos. Como se tal não bastasse, o 1º Governo de Guterres(1995/99) criou ainda outro subsídio (Rendimento Mínimo Garantido), em 1997, hoje chamado RSI. E tudo isto, apenas e só, à custa dos Fundos existentes nas ex-Caixas de Previdência dos Privados.

Os Governos não criaram Rubricas específicas nos Orçamentos de Estado, para contemplar estas necessidades. Optaram isso sim, pelo "assalto" àqueles Fundos. Cabe aqui recordar que os Governos do Prof. Salazar, também a esses Fundos várias vezes recorreram. Só que de outra forma: pedia emprestado e sempre pagou!

Em 1996/97 o 1º Governo Guterres nomeou uma Comissão, com vários especialistas, entre os quais os Prof's Correia de Campos e Boaventura de Sousa Santos, que em 1998, publicam o "Livro Branco da Segurança Social".

Uma das conclusões, que para este efeito importa salientar, diz respeito ao Montante que o Estado já devia à Segurança Social, ex-Caixas de Previdência, dos Privados, pelos "saques" que foi fazendo desde 1975.

Pois, esse montante apurado até 31 de Dezembro de 1996 era já de 7.300 Milhões de Contos, na moeda de hoje, cerca de 36.500 Milhões €. De 1996 até hoje, os Governos continuaram a "sacar" e a dar benesses, a quem nunca para lá tinha contribuído, e tudo à custa dos Privados.

Faltará criar agora outra Comissão para elaborar o "Livro NEGRO da Segurança Social", para, de entre outras rubricas, se apurar também o montante actualizado, depois dos "saques" que continuaram de 1997 até hoje.

Mais, desde 2005 o próprio Estado admite Funcionários que descontam 11% para a Segurança Social e não para a
CGA e ADSE.
Então e o Estado desconta, como qualquer Empresa Privada 23,75% para a SS? Claro que não!...

Outra questão se pode colocar ainda. Se desde 2005, os Funcionários que o Estado admite, descontam para a Segurança Social, como e até quando irá sobreviver a CGA e a ADSE?

Há poucos meses, um conhecido Economista, estimou que tal valor, incluindo juros nunca pagos pelo Estado, rondaria os 70.000 Milhões €!... Ou seja, pouco menos, do que o Empréstimo da Troika!...

Ainda há dias falando com um Advogado amigo, em Lisboa, ele me dizia que isto vai parar ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Há já um grupo de Juristas a movimentar-se nesse sentido.

A síntese que fiz, é para que os mais Jovens, que estão já a ser os mais penalizados com o desemprego, fiquem a saber o que se fez e faz também dos seus descontos e o quanto irão ser também prejudicados, quando chegar a altura de se reformarem!...

Para finalizar e quem pretender fazer um estudo mais técnico e completo, poderá recorrer ao Google e ao INE.   

(autor desconhecido)

KAOS:Uma cigarra muito reles




O ministro da Administração Interna afirmou hoje que quando disse que havia muitas cigarras e poucas formigas em Portugal referia-se "aos trabalhadores por conta de outrem e aos pequenos e médios empresários, comerciantes e agricultores, que, pelo trabalho de formiga que todos os dias fazem, criam riqueza, mantém empregos e criam postos de trabalho em Portugal".
Agora já se compreende o que queria dizer aquela sinistra personagem, cigarras são os médicos do SNS, os bombeiros, policias, professores e todos os outros funcionários públicos. Mais uma vez este governo tenta culpar os funcionários públicos por todos os males do país esquecendo-se de dizer que muitas das funções essenciais da nossa sociedade são feitas por eles. Claro que há cigarras mas muitas delas são os boys que o PS, o PSD e o CDS têm vindo a colocar um pouco por todo o lado. Esta gentinha que nos governa não presta para nada.

OH GRANDE F.D.P. (FILHO DO PAÍS) SOCRATES...



Coloquem de parte as paixões e apreciem !!!
 .
Sobre a retirada de subsídios de férias e Natal
Querem o vosso subsídio?   

.
Peçam ao fugitivo de Paris os 90,000 milhões de euros que aumentou nadívida pública entre 2005 e 2010. 
.
Peçam ao fugitivo de Paris, que decidiu nacionalizar o BPN,  colocando-o às costas do contribuinte, aumentando o seu buraco em 4300 milhões em 2 anos, e fornecendo ainda mais 4000 milhões em avales da CGD que irão provavelmente aumentar a conta final para perto de 8000 milhões, depois de ter garantido que não nos ia custar um euro.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 695 milhões de derrapagens nas PPPs só em 2011.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris,, que graças à sua brilhante PPP fez aumentar o custo do Campus da Justiça de 52 para 235 milhões.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 300 milhões que um banco públicoemprestou a um amigo do partido para comprar acções de um banco privado rival, que agora valem pouco mais que zero. Quem paga? O contribuinte.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 450 milhões injectados no BPP para pagar os salários dos administradores.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris,  os 587 milhões que gastou no OE de 2011 em atrasos e erros de projecto nas SCUTs Norte.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 200 milhões de euros que ?desapareceram?entre a proposta e o contrato da Auto-estrada do Douro Interior.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 5800 milhões em impostos que anulou ou deixou prescrever.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 7200 milhões de fundos europeus que perdemos pela incapacidade do governo de programar o seu uso.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 360 milhões que enterrou em empresas queprometeu extinguir.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, para cancelar os 60,000 milhões quecontratou de PPPs até 2040.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris,, que usou as vossas reformas para financiar a dívida de SCUTs e PPPs.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, para devolver os 14000 milhões que deu de mão beijada aos concessionários das SCUTs na última renegociação.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 400 milhões de euros de agravamento do passivo da Estradas de Portugal em 2009.  .
Peçam ao fugitivo de Paris, os 270 milhões que deu às fundações emapenas dois anos.   
.
Peçam ao fugitivo de Paris, os 3900 milhões que pagou em rendas excessivas à EDP tirados à força da vossa factura da electricidade. 
.
Peçam ao PCP e à CGTP, cujos sindicatos  afundaram as empresas públicas em 30,000 milhões de passivo para encherem a pança aos camaradas sindicalizados com salários chorudos e mordomias, pagos pelo contribuinte.   
.
Peçam ao PCP e ao BE, que ajudaram o PS a aprovar um TGV que já nos custou 300 milhões só em papelada, e vai custar outro tanto em indemnizações
E AGRADEÇAM AO FUGITIVO DE PARIS O SUCESSO DO DINHEIRO EMPATADO NO AEROPORTO DE BEJA!

QUE COMECE SEM DÓ NEM PIEDADE A CAÇA ÀS BRUXAS!


Política


Três membros do Governo Sócrates alvo de buscas


O Ministério Público fez buscas às casas de três elementos do Governo de José Sócrates: foram eles os ex-ministros das Obras Públicas Mário Lino e António Mendonça e o antigo secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos. O Ministério Público pretendia recolher dados no âmbito do processo de investigação às Parcerias Público-Privadas, que as sucessivas auditorias revelaram como ruinosas para o erário público.

OUTRO "FIXAROLA" DO GOVERNO DO FORAGIDO SÓCRATES




Paulo Campos, um simples aldrabão ou o quê, afinal?

 .
Este é um dos ex-governantes que tenho vindo a indicar como um dos grandes responsáveis pelas vigarices e outras irresponsabilidades cometidas durante o consolado Sócrates e que deveria estar em prisão preventiva a aguardar julgamento. Mas, está na bancada do partido socialista no Parlamento como deputado. Quem pode confiar em partidos destes?
 .
Paulo Campos, um simples aldrabão ou o quê, afinal?
 .
Paulo Campos, o ex-secretário de Estado dos governos Sócrates, na passada Sexta-feira, dedicou-se no jornal Sol a branquear o seu passado de governante, tomando os leitores por uma cambada de mentecaptos.
.
Entre outras pérolas deixou uma que merece destaque: "(...) dizem que eu tenho a tutela da Estradas de Portugal. Bem, a responsabilidade da tutela é de dois ministérios. Eu sou um secretário de Estado que não tem a responsabilidade nem o poder que me vem atribuído."
  .
Não tem?!
.
Então de quem é a responsabilidade atribuída por um certo Mário Lino a um tal Dr. Paulo Jorge Oliveira Ribeiro de Campos e que assim foi publicada e escarrapachada para todos poderem ler em
Diário da República?
.
Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações - Gabinete do Ministro
Despacho nº 16 229/2005 (2ª série):
1 - Nos termos conjugados dos artigos 3.º, n.º 11, 9.º e 19.º, todos do Decreto-Lei n.º 79/2005, de 15 de Abril, que aprova a Lei Orgânica do XVII Governo Constitucional, bem como dos artigos 35.º a 41.º do Código do Procedimento Administrativo, delego no Secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e das Comunicações, Dr. Paulo Jorge Oliveira Ribeiro de Campos:
1.1 - As minhas competências relativas aos seguintes serviços, organismos e entidades:

a) Autoridade de Segurança da Ponte 25 de Abril;
b) Comissão de Planeamento de Emergência do Transporte Aéreo;
c) Comissão de Planeamento de Emergência das Comunicações;
d) Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves;
e) Instituto dos Mercados de Obras Públicas e Particulares e do Imobiliário;
f) Instituto Nacional de Aviação Civil, I. P.;
g) ICP - Autoridade Nacional de Comunicações;
h) Obra Social do Ministério das Obras Públicas;
i) EP - Estradas de Portugal, E. P. E.;
j) Navegação Aérea de Portugal -
NAV Portugal, E. P. E.;
k)
ANA - Aeroportos de Portugal, S. A.;
l) TAP - Transportes Aéreos Portugueses, SGPS, S. A.;
m) NAER - Novo Aeroporto, S. A.;
n) EDAB - Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja, S. A.;
o) ANAM - Aeroportos e Navegação Aérea da Madeixa, S. A.;
p)
CTT - Correios de Portugal, S. A.;
q) Portugal Telecom, SGPS, S. A.;

.
Para além disto, de quem é a responsabilidade assim mantida através do
Despacho 3314/2010 de 11.2.2010, da autoria de um tal António Mendonça, ministro?
.
É de quem é essa responsabilidade concreta pela tutela directa de várias empresas entre as quais a Estradas de Portugal senão do próprio Paulo Campos que agora a denega como se fosse tão fácil, barato e com milhões a voar dos cofres públicos?

.
Será que a ligeireza desta aldrabice é semelhante à ligeireza com que decidiu sobre as PPP?
.
Para além disto que já não é pouco e deveria pura e simplesmente obrigar o tal Campos a sair do Parlamento e do lugar de deputado que ocupa, o mesmo ainda tem a lata de desmentir o que hoje vem reafirmado e que configura a prática de um eventual crime: sonegou directamente, através de instruções precisas, documentos ao tribunal de Contas, instruindo o InIr nesse sentido. Tal actuação, segundo alguns peritos provocou necessariamente um prejuízo ao Estado da ordem das centenas de milhões de euros, em benefício de alguns. É isso que se escreve no jornal i de hoje.
 
.
Por que espera o DCIAP? Que se discuta a "judicialização da política", é?

UM "CARALHO" DE VELHO SEM VERGONHA NA CARA!


O CARLOS MOEDAS É UM GAJO FIXAROLA!

Sabem quem é Carlos Moedas?
:

http://4.bp.blogspot.com/-aiN6j4zz_pE/T6g4SfPQHUI/AAAAAAAAB7Q/iFDphJy7Fx0/s1600/579032_428668060478167_100000049315339_1683639_1497258007_n.jpg
.
Os arautos da transparência...

Como clientes tem a Ren, a EDP, o IAPMEI, a ANA, a Liberty Seguros entre outros.
Nada obsceno para quem é adjunto de PPC!
.
E não é que o bom do Moedas até comprou as participações dos ex-sócios para "oferecer" o bolo inteiro à mulher???!!!!. Disse ele à Sábado.
.
Não esquecer ainda que o Carlos Moedas é um dos homens de confiança do Goldman Sachs, a cabeça do Polvo Financeiro Mundial, onde estava a trabalhar antes de vir para o Governo.
.
Também o António Borges é outro ex-dirigente do Goldman e que agora está a orientar(!?!?) as Privatizações da TAP, ANA, GALP, Águas de Portugal, etc.
Adoro estes liberais de trazer por casa, dependentes do Estado, quer para um emprego, quer para os seus negócios.
.
Lamentavelmente, a política económica suicidária da UE, que resultou nas tragédias que ja todos conhecem, acresce a queda do Governo Holandês (ironicamente, acérrimo defensor da austeridade) e o agravamento da recessão em Espanha. Por conseguinte, a zona euro vê o seu espaço de manobra cada vez mais reduzido e os ataques dos especuladores são cada vez mais mortíferos. Vale a pena lembrar uma vez mais que o Goldman and Sachs, o Citygroup, o Wells Fargo, etc. apostaram biliões de dólares na implosão da moeda única. 
.
Na sequência dos avultadíssimos lucros obtidos durante a crise financeira de 2008 e das suspeitas de manipulação de mercado que recaíam sobre estas entidades, o Senado norte americano levantou um inquérito que resultou na condenação dos seus gestores. Ficou também demonstrado que o Goldman and Sachs aconselhou os seus clientes a efectuarem investimentos no mercado de derivados num determinado sentido. Todavia, esta entidade realizou apostas em sentido contrário no mesmo mercado. Deste modo, obtiveram lucros de 17 biliões de dólares (com prejuízo para os seus clientes).
.
Estes predadores criminosos, disfarçados de banqueiros e investidores respeitáveis, são jogadores de póquer que jogam com as cartas marcadas e, por esta via, auferem lucros avultadíssimos, tornando-se, assim, nos homens mais ricos e influentes do planeta. Entretanto, todos os dias são lançadas milhões de pessoas no desemprego e na pobreza em todo o planeta em resultado desta actividade predatória. 
.
Tudo isto, revoltantemente, acontece corn a cumplicidade de governantes e das autoridades reguladoras. Desde a crise financeira de 1929 que o Goldman and Sachs tem estado ligado a todos os escândalos financeiros que envolvem especulação e manipulação de mercado, com os quais tem sempre obtido lucros monstruosos. 
.
Acresce que este banco tem armazenado milhares de toneladas de zinco, alumínio, petróleo, cereais, etc., com o objectivo de provocar a subida dos preços e assim obter lucros astronómicos. Desta maneira, condiciona o crescimento da economia mundial, bem como condena milhões de pessoas a fome.
.
No que toca a canibalização económica de um país a fórmula é simples: o Goldman, com a cumplicidade das agências de rating, declara que um governo está insolvente, como consequência as yields sobem e obriga-o, assim, a pedir mais empréstimos com juros agiotas. Em simultâneo impõe duras medidas de austeridade que empobrecem esse pais. De seguida, em nome do aumento da competitividade e da modernização, obriga-os a abrir os seus sectores económicos estratégicos (energia, águas, saúde, banca, seguros, etc.) às corporações internacionais.
.
Como as empresas nacionais estão bastante fragilizadas e depauperadas pelas medidas de austeridade e da consequente recessão não conseguem competir e acabam por ser presa fácil das grandes corporações internacionais.
.
A estratégia predadora do Goldman and Sachs tem sido muito eficiente. Esta passa por infiltrar os seus quadros nas grandes instituições políticas e financeiras internacionais, de forma a condicionar e manipular a evolução política e económica em seu favor e em prejuízo das populações. Desta maneira, dos cargos de CEO do Banco Mundial, do FMI, da FED, etc. fazem parte quadros oriundos do Goldman and Sachs. E na UE estão: Mário Draghi (BCE), Mário Monti e Lucas 
.
Papademos (primeiros-ministros de Itália e da Grécia, respectivamente), entre outros. Alguns eurodeputados ficaram estupefactos quando descobriram que alguns consultores da Comissão Europeia, bem como da própria Angela Merkel, tem fortes ligações ao Goldman and Sachs. Este poderoso império do mal, que se exprime através de sociedades anónimas, está a destruir não só a economia e o modelo social, como também as impotentes democracias europeias..
Texto de Domingos Ferreira Professor/Investigador Universidade do Texas, EUA, Universidade Nova de Lisboa
in:https://www.google.pt/search?sourceid=chrome&ie=UTF-8&q=Os+arautos+da+transpar%C3%AAncia%2C+t%C3%AAm+como+adjunto+do+primeiro-ministro

A ARTE DE BEM GAMAR...!!!

Atenção, viajantes, vejam o vídeo e tenham cuidado nos aeroportos, estações de CF, cafés e outras.

This is "The real Booster Bag Scam".
Be sure you are not a victim in the future when you move around.
People who make it a habit to leave their phone or wallet on the table deserve to lose them - see some of the other scams in the accompanying videos.

"ÚLTIMOS A SABER"



"Os portugueses/as, para os Governos de outrora e de agora, são como o típico homem traído que a mulher lhe enfeita a testa com um par de cornos e o último a saber...!!!" - José Martins

Mas que dívida é esta? Para começar, quanto devemos exactamente e a quem? Alguém já viu a lista das dívidas? Quem a certificou? Quem a auditou? Quem são os credores? E devemos de quê? O que comprámos? O que pedimos emprestado? Em que condições? Quando? Quem pediu? Quem recebeu? Onde e quando? Para onde entrou o dinheiro? Para que serviu? Ainda podemos questionar se o dinheiro foi bem gasto ou não. Se serviu principalmente para encher os bolsos das empresas das PPP, da Soares da Costa, da Mota-Engil, do grupo Espírito Santo, do grupo José Mello, se serviu para fazer estádios ou se serviu algum objectivo social meritório, mas antes disso eu gostava de saber se devemos mesmo, a quem, quanto e porquê. E não sei.
José Vítor Malheiros, Público

KAOS:Concertação social ou treta nacional?



Sindicato que é sindicato há muito que devia ter cortado de vez com este Conselho de Concertação Social há muito tempo. Aquilo não passa de um local para fingir que se discutem   tentam conciliar as aspirações dos trabalhadores e dos patrões. Cedo se entendeu que afinal aquilo não passa de um antro onde o governo e os patrões, com a cumplicidade da UGT vão acabando com todos os direitos conquistados ao longo de muitos anos. A CGTP, mesmo acabando sempre por não assinar os acordos não a abandona porque tanto patrões como sindicatos são pagos para fazer aquele espectáculo. No fim o que fica é sempre a assinatura do governo, dos patrões e da UGT a legitimar os roubos e as malfeitorias que de lá saem.

PORTUGAL TRAVEL - LEGENDADO EM ALEMÃO


MAUS VENTOS SOPRAM POR ESPANHA



Parlamento

Espanhóis preparam-se para "cercar" os deputados

Um forte dispositivo policial está montado num perímetro em torno ao complexo do Congresso de Deputados em Madrid, antecipando vários protestos marcados para hoje. 

Em baixo o video de quando o coronel Tejero colocou, no Parlamento, os deputados cagados de medo e quando um deputado abriu a "grimpa" ele responde: "cala-te ó porco". Na altura o Parlamento Espanhol estava cheio de merda de gente, aliás como a nossa Assembleia da República depois do 25 de Abril de 1974.

Clique em baixo e veja o video histórico

ABSOLUTAMENTE O MITT FORA DOS CARRETOS!


Mitt Romney defende que janelas dos aviões deveriam poder ser abertas


Mário Rui Cardoso
O candidato republicano à Casa Branca, Mitt Romney, afirmou que não compreende por que razão as janelas dos aviões não podem ser abertas.

35 MANDAMENTOS PARA O POVO PORTUGUÊS VIVER FELIZ



Ao "povo", pede-se o reencaminhamento deste texto, através de redes sociais ou de e-mail para todos os contactos.
.
Caros Amigos, Cá vai um importante contributo, para que o Ministro das Finanças não continue a fazer de nós parvos, dizendo com ar sonso que não sabe em que mais cortar. 
.
Acabou o recreio !!!!!!!!!!!!!!! 
.
Este texto vai circular hoje e será lido por milhares de pessoas. A guerra contra a chulisse, está a começar. 
.
Não subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos têm andado a fazer, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos filhos! 
.
Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer -quase-tudo, para mudar o rumo deste abuso. Todos os ''governantes'' [a saber, os que se governam...] de Portugal falam em cortes de despesas - mas não dizem quais - e aumentos de impostos a pagar. Nenhum governante fala em:
-
1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, etc.) dos três ex-Presidentes da República.
-
2. Redução do número de deputados da Assembleia da República para 80, profissionalizando-os como nos países a sério. Reforma das mordomias na Assembleia da República, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do pagode.
-
3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego.
-
4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de euro/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.
-
5. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê? E os aparelhos não são verificados porquê? É como um táxi, se uns têm de cumprir porque não cumprem os outros? e se não são verificados como podem ser auditados?
.
6. Redução drástica das Câmaras Municipais e Assembleias Municipais, numa reconversão mais feroz que a da Reforma do Mouzinho da Silveira, em 1821.
-
7. Redução drástica das Juntas de Freguesia. Acabar com o pagamento de 200 euros por presença de cada pessoa nas reuniões das Câmaras e 75 euros nas Juntas de Freguesia.
-
8. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas actividades. 
-
9. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc, das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;.
10. Acabar com os motoristas particulares 20 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e famílias e até, os filhos das amantes...
 -
11. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado e entes públicos menores, mas maiores nos dispêndios públicos.
-
12. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.
 -
13. Acabar com o vaivém semanal dos deputados dos Açores e Madeira e respectivas estadias em Lisboa em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes que vivem em tugúrios inabitáveis. 
-
14. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós) que nunca está no local de trabalho. Então em Lisboa é o regabofe total. HÁ QUADROS (directores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE ADVOGADOS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES, QUE NÃO NOS DÁ COISA PÚBLICA. 
-
15. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir tachos aos apaniguados do poder - há hospitais de província com mais administradores que pessoal administrativo. Só o de PENAFIEL TEM SETE ADMINISTRADORES PRINCIPESCAMENTE PAGOS... pertencentes ás oligarquias locais do partido no poder.
 .
16. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar. 
17. Acabar com as várias reformas por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo Estado. 
.
18. Pedir o pagamento dos milhões dos empréstimos dos contribuintes ao BPN e BPP
-
19. Perseguir os milhões desviados por Rendeiros, Loureiros e Quejandos, onde quer que estejam e por aí fora. 
-
20. Acabar com os salários milionários da RTP e os milhões que a mesma recebe todos os anos.
-
21. Acabar com os lugares de amigos e de partidos na RTP que custam milhões ao erário público. 
-
22. Acabar com os ordenados de milionários da TAP, com milhares de funcionários e empresas fantasmas que cobram milhares e que pertencem a quadros do Partido Único (PS + PSD). 
-
23. Assim e desta forma, Sr. Ministro das Finanças, recuperaremos depressa a nossa posição e sobretudo, a credibilidade tão abalada pela corrupção que grassa e pelo desvario dos dinheiros do Estado. 
.
24. Acabar com o regabofe da pantomina das PPP (Parcerias Público Privado), que mais não são do que formas habilidosas de uns poucos patifes se locupletarem com fortunas à custa dos papalvos dos contribuintes, fugindo ao controle seja de que organismo independente for e fazendo a "obra" pelo preço que "entendem". 
.
25. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os biltres que fizeram fortunas e adquiriram patrimónios de forma indevida e à custa do País, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente "legais", sem controlo, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efectivamente dela precisam; 
-
26. Controlar rigorosamente toda a actividade bancária por forma a que, daqui a mais uns anitos, não tenhamos que estar, novamente, a pagar "outra crise". 
.
27. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efectivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida.
28. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.
 -
29. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos  os que ocuparam cargos políticos, central e local, de  forma a saber qual o seu património antes e depois. 
-
30. Pôr os Bancos a pagar impostos. 
-
31. Denunciar as falsas boas vontades de campanhas,  seminários e 'formações' destinadas a caçar  subsídios, a subsídiodependência, em que cada  acção é um modelo novo na frota automóvel. 
-
32. Não papar festivais e golpadas, como 7 maravilhas disto e daquilo, que engordam muitos à custa  dos votos e telefonemas imbecis para promover aquilo  que não tem excelência e nem qualidade para ser  destacado. Todas estas manobras promovem  'salazares e alheiras' e afundam o que realmente tem  valor em Portugal... 
-
33. Impedir o 1.º Ministro de cometer graves atropelos à Constituição, à Lei Geral e Lei do Trabalho, tais como as medidas catastróficas e mesmo criminosas, mascaradas num falso plano de austeridade que vai conduzir Portugal ao abismo. 
-
34. Revogar os prazos de pagamento da dívida ao FMI, BCE e CE, no sentido de os alargar ao maior prazo possível sem agravamento dos já altíssimos juros. 
.
35. Tomar medidas urgentes contra as multinacionais, holdings e bancos, que são os verdadeiros donos do FMI, BCE e CE., e estão a aguardar agindo nos bastidores, como abutres que espreitam moribundos, que as empresas entrem em falência para serem absorvidas a preços ridículos, alastrando uma praga de desemprego e miséria que é cada vez mais grave Ao "povo", pede-se o reencaminhamento deste texto, através de redes sociais ou de e-mail para todos os contactos. » 
-
POR TODOS NÓS E PELOS NOSSOS FILHOS.