Translator

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

KAOS:Um País das Maravilhas e de culpados


Vivemos no País das Maravilhas, em que temos todas as culpas da merda que os outros fizeram, que temos de pagar o que os outros roubaram, em que um dia estamos a ser transportados por bons ventos e no outro já naufragamos no temporal dos Mercados.
Certo é que mesmo que tudo corra mal, que os números se oponham aos discursos percorremos a rota da inevitabilidade imposta pelos outros, entre luzes ao fim do túnel e a miragem que elas representam.
Somos todos os dias vitimas das mentiras e dos enganos, da ganancia de alguns e da voracidade de outros. Ontem eram tantas as noticias que nem consegui escolher uma para fazer o boneco.
Da salivação dos banqueiros perante a possibilidade da privatização da CGD, à condenação à morte proposta pela Comissão de Ética e da Vida para quem custe demasiado caro ao Estado em relação à sua esperança de vida, ao aumento do IRS, cortes em subsídios, excepções à austeridade para alguns e o desespero para outros, passando pelo aumento da segurança particular dos Ministros ou à violência policial em Espanha.
Estas foram algumas que me lembrei assim de repente de uma lista que não tem fim de malfeitorias e de enganos.
Fica tudo melhor dito quando no fim ainda ouvimos o incapaz do Passos Coelho atirar as culpas de um futuro sem esperança para as costas de quem tudo tem suportado.
«O primeiro-ministro dramatizou hoje a importância da disponibilidade dos portugueses para prosseguirem o "esforço de ajustamento" da economia portuguesa, afirmando que "se isto vai tudo correr bem ou tudo correr mal" depende muito da vontade colectiva.»
Mais dia menos dia ainda vamos ser acusados de que toda a falência a que vamos chegar, bem pior que aquela em que já estamos mergulhados, é nossa e não deles. 
Puta que os pariu a todos que a culpa só será nossa se não tivermos a coragem de correr com esta escumalha toda de vez e assumirmos o nosso futuro nas nossas mãos.

O RELVAS UM MÃOS CHEIAS


KAOS:À moda do PSD


A Fundação Social Democrata da Madeira, ligada ao PSD da ilha e que desenvolve a actividade na área da "ajuda humanitária, desenvolvimento social ou económico e educação", teve uma nota positiva de 62,9% na avaliação feita pelas Finanças. [DN Economia]

Retirado da página da Fundação Social Democrata da Madeira 
Ultima entrada registada:
 
A moradia onde Alberto João Jardim nasceu e viveu até perto dos seus trinta anos, virá a ser transformada numa casa-museu. A Fundação Social Democrata da Madeira adquiriu o imóvel para esse fim, tendo em conta Jardim anunciar a sua retirada em 2011.
 
A moradia onde Alberto João Jardim nasceu e viveu até perto dos seus trinta anos, virá a ser transformada numa casa-museu. A Fundação, para além de pretender recriar o ambiente em que decorreu a infância e juventude daquele que é Presidente do Governo Regional desde Março de 1978 e, em 1974, foi cofundador do PSD, conta ali expor toda a grande colecção de medalhas comemorativas destes mais de trinta anos, quer nacionais, quer estrangeiras, que foram sendo oferecidas a Jardim.
28-02-2008
 
Penúltima entrada registada :
Alberto João Jardim presidiu, ontem, à cerimónia de entrega de 80 cabazes de Natal a famílias carenciadas. Foram ainda entregues 900 livros à Associação Académica da Universidade da Madeira.
06-12-2007

«O Governo não extinguiu a Fundação Social Democrata da Madeira, que está a ser investigada pelo Ministério Público (MP). O processo foi desencadeado por queixa do PND contra o presidente da instituição e líder regional do PSD, Alberto João Jardim, por suspeita de prática de crime de peculato, corrupção passiva e abuso de poder. O inquérito está parado há dois anos, pelo facto da Assembleia Legislativa da Madeira não ter autorizado, como tem solicitado o Tribunal Judicial do Funchal desde 2008, o levantamento da imunidade a Jardim. Uma prerrogativa específica dos deputados mas que o PSD alargou aos membros do governo regional na única revisão do Estatuto da Madeira, efectuada em 1991. » [Público]

A lógica, a prática e a Justiça à moda do PSD

MACEDO É UM PRODUTO DESSA PIROTECNIA...



Macedo é um produto dessa pirotecnia política das "jotas", que tem fornecido o País de um pessoal mais dado à carreira do que ao "serviço público". O que quer que a expressão queira dizer. Os cabelos brancos conferem ao senhor a tranquilidade que se lhe espera, e o bom senso que as funções exigem. Mas Macedo pertence a um Governo que, na sua forma original, não passa de um grupo, um clã, uma bandeira com obediências, rituais, semânticas e tiques comuns.
Baptista-Bastos, Jornal de Negócios

AO QUE SE CHEGOU!


Novo hino de Portugal... (Oiçam. 

Dêem atenção aos textos! A não perder!)

http://player.vimeo.com/video/42954561?autoplay=1

OS MAGNÍFICOS ARTISTAS... O BORGES É UM DELES!





NÃO HÁ COINCIDÊNCIAS.
TUDO FOI CALCULADO AO PORMENOR.

Vejam esta sequência de acontecimentos:
.
1) A TROIKA sugere no "memorandum" a VENDA do negócio da SAÚDE da CGD-Caixa Geral de Depósitos;
.
2) O Governo nomeia ANTÓNIO BORGES como CONSULTOR para orientar a VENDA dos negócios PÚBLICOS (privatizações);
.
3) O Grupo SOARES DOS SANTOS (Jerónimo Martins) CONTRATA o mesmo ANTÓNIO BORGES como ADMINISTRADOR (mantendo este as suas funções de VENDEDOR dos negócios PÚBLICOS;
.
4)  O Grupo SOARES DOS SANTOS (Jerónimo Martins) anuncia a criação dum NOVO NEGÓCIO na área da SAÚDE (noticiado no início desta semana pela imprensa);
.
5)  A TROIKA exige a VENDA URGENTE do negócio da SAÚDE da CGD já este MÊS (notícia de hoje na imprensa)
... e NINGUÉM repara?
... NINGUÉM diz nada?
.
Claro que dirão que é o "mercado" a funcionar "se" o Grupo SOARES DOS  SANTOS adquirir por uma bagatela a área  de negócio da SAÚDE da CGD, por ajuste directo (sem concurso).
.
... NINGUÉM exigirá explicações?
NINGUÉM fala em tráfico de influências?
NINGUÉM aponta indícios de corrupção?
O sipaio Barreto, agora fica calado?

TAILÂNDIA: IMAGENS DE HOJE - 28.09.2012

Uns dias  junto à margem do Rio Kwai na província de Kanchanaburi, Tailândia. Tem chovido muito e a noite passava quase desabava o céu de bategas de água. Hoje pela manhã e porque tenho necessidade de primir o disparador da Nikon D80 fui fazer uns bonecos... Aí lhes vão!

Para saber mais sobre a ponte clique em baixo

A Ponte do Rio Kwai – Wikipédia, a enciclopédia livre