Translator

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

KAOS:Vem aí a Bruxa. Vamos todos recebe-la


Os últimos tempos não têm sido fáceis tanto por razões pessoais como por ver esta canalhada a plantarem miséria, a destruir o país e o futuro dos meus filho, mas hoje sinto-me mais animado e com ganas de ir em frente. Isto de deixarmos que sejam os outros a marcarem-nos o destino e nós baixarmos a cabeça e seguirmos calados para o cadafalso não pode ser. 
 Hoje percebi que como um cinquentão se pode sentir de novo adolescente, de como não há mal que não possa revelar-se uma oportunidade. Também este governo que nos faz sentir o cheiro do velho regime salazarento nos pode dar esperanças de uma nova manhã de Abril em que se abram as portas para um novo futuro. 
Estes escroques que estão no poder têm de cair e temos de ser nós a dar uma ajudinha. No dia 12 vem a Merkle a Portugal e temos de lhe mostrar que não é bem vinda, que não aceitamos que gente da sua laia pise a nossa terra e queira mandar aqui. Sei que por muito lado já há gente com ideias e vontade de mostrar o nosso desagrado e repulsa por tão ascorosa personagem. 
Procura no facebook eventos e manifestações onde possas participar. Vamos todos trabalhar com um fumo negro no braço, vamos todos encher os nossos carros, as janelas das nossas casas com bandeiras negras em sinal de luto por um país que definha e vai morrer se nada fizermos para o impedir. 
Vamos todos mostrar a nossa revolta por aquilo que se está a passar para que aqueles que têm a força se sintam legitimados a ajudar-nos a correr com a canalha. A força da razão tem de vencer a força do medo. 
Quando já nada há para perder nem o medo resiste. Juntem-se, partilhem ideias e soluções e façam. Façam alguma coisa, se não for pelos outros e pelo país, pelo menos façam-no por vocês. Sozinhos nada conseguiremos, juntos nado nos pode travar.

TAILÂNDIA - FUTSAL - COISAS E LOISAS EM 20 IMAGENS




Nakhon Ratchasima - Nordeste da Tailândia . 02.11.2012

Depois da retumbante vitória  5 a 1 contra a Líbia, conseguida pelos nossos lusitanos, em terras nordestinas da Tailândia, creio que hoje devem ter recuperado as forças despendidas e fresquinhos para o próximo jogo, dia 4, contra o Japão.
.
 Eu também me quedei pelo hotel, umas vezes a "vasculhar" no computador e ainda outras a bater uma "sorna" sob o air-condicionado. 
.
Saí por cerca de uma hora para comprar uns "viveres" e encafuá-los na geleira do meu quarto o 319 do hotel "The Rich". 
 .
Mas nada de confundirem, por aí, que eu sou um "gajo" que me hospedo em hotel de ricos. Nada disso "The Rich" é apenas a designação, espampanante, de um hotel onde um casal ou pessoa singular se hospeda (no meu caso) por 160 dólares por 10 dias que em euros não ultrapassa os 120. 
 .
Um quarto excelente, com 45 m2, construção recente, geleira, televisão, espalmada, muito conforto e sossego durante a noite.  
 .
Ora na Tailândia há acomodação para todos os preços e bolsas e se porventura viessem os nossos "bom-bons" da rádio e da televisão de Portugal bem poderiam (sem cair na lama seus prestigio) viajar à Tailândia por pouco mais de dois mil euros e reportar o "Mundial de Futsal" em Nakhon Ratchasima e prestar um bom serviço à nação portuguesa.  
.
Mas como aquele "maralhal" da RTP e da rádio, que o contribuinte paga com língua de meio metro, estão habituados a hoteis de 5 estrelas e certamente, também, pedem uns recibos falsos para comprar umas lembranças para  de regresso a casa oferecer às namoradas, namorados (estão na moda), amigos etc.etc.   
.
Eu viajei  a Nakhon Ratchasima para cumprir o meu dever de cidadão no Reino da Tailânda, a minhas expensas e retirar da "merda" da reforma que me paga a CGA uns euros para relatar para ao mundo lusófono que Portugal, ao vivo, está num Reino em que homens portugueses, os primeiros da Europa, aqui chegaram em 1511 e portanto há 501 anos. - José Martins
O pavilhão, moderno, onde estão a decorrer os jogos de futebol de salão em Nakhon Ratchasima
O interior. Pavilhão esplendidamente bem concebido com visão de todos os ângulos.
O Brasil vai jogar contra o Japão. Muita assistência japonesa que antes do jogo gritavam juntos: nipom,nipom,nipom. Há, na Tailândia, uns largos milhares de japoneses a gerirem dezenas de fábricas aqui estabelecidas de automóveis e electrónica.
Muitos balões azuis.
Ao lado direito da claque japonesa surge esta figura feminina com a bandeira do Brasil. Estranhei, havendo umas centenas de brasileiros a residir na Tailândia não haver por ali uma claque forte.
O jogo entre o Brasil e o Japão ainda não se tinha iniciado, japoneses dos dois sexos tiram fotografias para a posteridade.
Um japonês, com a mão direita no peito a pedir ao seu Deus pela vitória contra o Brasil.
Aí está a equipa canarinha... Com a qual Portugal terá que jogar no dia 7 de Novembro... Tenhamos fé que vamos vencer estes "caras" da "banda-de-lá".
A gritaria continua... nipom,nipom,nipom.
Gente com auto-colantes na face... Gritos, nipom, nipom, nipom apoiar seus atletas.
Um pai com seu filho ao colo gritava: nipom,nipom, nipom e o "miúdo" de palmo e meio também gritava: nipom,nipom,nipom.
Nunca tal coisa haja visto e nem ouvido: nipom,nipom,nipom... Lá vamos ouvi-los próximo dia quatro quando jogarmos contra o Japão. Do Japão veio uma legião de jornalistas e da televisão Fuji uma equipa de mais de 20 pessoas. Conversei com uma jornalista e sabia que os portugueses foram os primeiros a chegar ao Japão e à ilha de Tenagashima (conhecida pela ilha da espingarda). Quando conversei com esta simpática, japonesinha, lembrei-me do Venceslau de Morais do Japão.
Pois claro esta criatura não se esqueceu de trazer um megafone e os gritos, electrónicos: nipom.nipom, nipom...
Aqui calou-se o megafone... e a voz: nipom,nipom,nipom...O Japão perdia por três a zero
Tirei várias fotografias a esta simpática "japonesinha" há uma em que ela deu conta e sorriu-se para mim...As jovens também distribuem meigices aos velhotes como eu...
Mãe e filho experimentam o amargo da derrota... há tristeza... nos dois rostos...O perder tem destas coisas...
Duas máscaras de samurais que escondem o amargo da derrota... O cornetim aqui deixou de ter aquele som, o da vitória, que tinha tido antes de começar o jogo.
A máscara do samural... em que se nota nos olhos a derrota
Um casal simpático e ela de enorme laço azul preso ao cabelo... Esperança da vitória gorada... O Brasil derrotou o Japão por 4 a 1.
Um jornalista brasileiro da TV Globo a ser advertido por um funcionário da FIFA que não pode, já terminado o jogo, produzir a sua peça.... Há muita disciplina da FIFA e eu já a enfrentei... Pronto ordens são ordens e contra elas nada há nada a fazer...

KAOS:A caminho do Plano B


A incompetência do Vitor Gaspar, ou talvez a sua competência se o considerarmos um sabujo que quer destruir Portugal, está a custar-nos muito caro. 
Com cortes nos salários e aumentos nos impostos já conseguiu atirar para a miséria os que eram mais pobres, atirar para a pobreza os que era de uma classe média baixa e criar problemas graves aos que viviam um pouco mais à larga. 
Sobram os mais ricos, mas esses passam ao lado da austeridade e só ficam ainda mais ricos a cada dia que passa. Isso ele já conseguiu em apenas ano e meio e prepara-se agora para destruir o Estado social. 
Com aquele seu ar de parvo, foi-nos explicando as suas opções com gráficos e com números, sem nunca assumir depois que esses gráficos e esses números nunca passaram de uma falácia sempre contradita pela realidade. 
Agora veio explicar com mais gráficos e mais números, que se as suas previsões falharam foi culpa dos portugueses que gastaram menos, mas que aumentando os impostos brutalmente tudo se vai arranjar. 
Já vêm luz no próximo ano e a prosperidade está a chegar, mas pelo sim pelo não mais vale fazerem já um plano B. Um plano que não é para utilizar porque as previsões do Gaspar são perfeitas, mas mais vale prevenir que remediar e já cá temos os amigos da Troika para nos dizer em que parte do Estado Social vamos cortar mais 4 mil milhões. É um plano B que representa a refundação do Estado. 
É o plano que representa o acabar com o Estado Social como o conhecemos hoje e roubar o pouco que ainda resta aos portugueses. 
Depois, só a caridadezinha, a fome, a doença, o analfabetismo e para muitos a morte antecipada. Já vivi tudo isso, já vivi num país com mais de 70% de analfabetos, já vivi num país onde a a fome era uma realidade e a saúde era só para alguns. 
Foi há mais de 38 anos quando reinava o salazarismo bafiento e agora querem atirar-nos de novo para esse buraco imundo da miséria humana. Fica ainda a Liberdade e a Democracia dirão alguns, 
Mas, que democracia é esta em que os eleitos não respeitam os eleitores, em que mentem, enganam e controlam a informação. Mas que democracia é esta em que os eleitos têm medo dos eleitores e fogem deles. E, que liberdade é esta em que o desemprego e a fome reinam.
 
Esta gente que nos governa não presta, não tem nem moral, nem decência, nem humanismo para poderem ocupar os cargos que ocupam. Têm de sair e sair já antes que tudo o que reste depois da sua passagem seja um novo Portugal Salazarista entregue à gula e à ganância dos Senhores da Europa e do Mundo. Com este vendidos no poder não haverá um dia de amanhã de que nos possamos orgulhar nem onde possamos viver.

ANGOLA: VER PARA CRER!

Kilamba] - Cidade Fantasma a 30km de Luanda nova, construida de raiz para 500 mil habitantes


A cidade de Kilamba, projetada para 500 mil habitantes: 3,5 bilhões de dólares de gastos, e praticamente sem moradores (Foto: m.publico.pt) com a crise financeira, as atenções do mundo neste aspecto estão invariavelmente voltadas para as enormes dificuldades da Europa, o papel central jogado pela China ou se é firme e vai continuar a recuperação do gigante norte-americano.Pouca, pouquíssima gente presta atenção em Angola, a ex-colônia que Portugal durante cinco séculos, desenvolveu, até 1975, e que desde sua independência até 2002 esteve envolta numa guerra civil que reduziu o país a escombros.
Pois bem, Angola, país de 1,2 milhão de quiômetros quadrados e 18 milhões de habitantes, está literalmente explodindo de crescimento. E a dinheirama proveniente do petróleo — é um dos 20 maiores produtores mundiais, com quase 2 milhões de barris diários — nem sempre está sendo bem gasta. Vejam o caso da cidade de Kilamba, a 30 quilômetros da capital, Luanda, construída para abrigar meio milhão de pessoas mas na qual só vivem… algumas centenas de habitantes!
Angola novinha em folha, e vazia, vazia (Foto: m.publico.pt)
Kilamba vista de outro ângulo: o preço dos apartamentos os torna inacessíveis à maioria esmagadora da população (Foto: m.publico.pt)
Posta em pé em menos de três anos com dinheiro público pelo governo corrupto do ditador José Eduardo dos Santos, foi programada para abrigar mais de 20 mil apartamentos, numa primeira fase, e cinco mil casas populares. Seus imóveis, porém, que custam entre 150 mil e 200 mil dólares, são inacessíveis para a esmagadora maioria da população, que vive com entre 2 e 3 dólares por dia.
Erguida pela estatal chinesa China International Trust and Investment Corporation a um custo de 3,5 bilhões de dólares, Kilamba é uma cidade fantasma — tais como tantas que existem na própria China, já mostradas pelo blog. 
Em Angola, as ruas vazias
Ruas e avenidas, meio-fios, iluminação pública, sinais de trânsito -- mas nada de movimento (Foto: bbc.com)
Com 750 edifícios já prontinhos, a maioria de oito andares, dotados de acesso à internet e ar condicionado, Kilamba possui 24 creches, nove escolas primárias, oito secundárias e cinquenta quilómetros de vias de acesso, ruas e avenidas — mas não tem gente.
Nas ruas, praticamente não há carros, nem caminhões, nem ônibus.
Presidente de Angola, Jos? Eduardo dos Santos (Foto: J? Imagens)
O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, lança a pedra fundamental das 5 mil casas "sociais" que pretende entregar em Kilanga (Foto: jaimagens.com)
A abundância de petróleo permite que o governo de José Eduardo dos Santos, ex-dirigente comunista transformado em entusiasta do capitalismo de Estado, possa apresentar números de crescimento rigorosamente espantosos: do ano 2000 – ainda com a guerra civil em curso – até o ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu a uma inacreditável média de 11,52% anuais.
A partir de 2005, já sobre uma economia mais sólida e com o país parcialmente reconstruído, o PIB bateu por duas vezes o índice de 20%!!! O prognóstico para este ano, com boa parte do mundo desenvolvido em recessão ou estagnado, é de que cresça 8%.
A economia vai bem, o povo nem tanto, e a verdade dos fatos muito menos. O vídeo abaixo mostra uma Kilanga que não existe, repleta de gente feliz, com as escolas cheias de alunos etc etc. Segundo a BBC de Londres, os supostos moradores mostrados são atores contratados.
Vale a pena conferir:

NÃO SE ESQUEÇAM DE DIVULGAR



   Austeridade e privilégios

Logo após surgir na Comunicação Social a informação de que as escutas de conversas telefónicas entre o primeiro-ministro e um banqueiro suspeito de envolvimento em graves crimes económicos tinham sido remetidas pelo Ministério Público ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça para validação processual a ministra da Justiça entrou em cena com a subtileza que lhe é peculiar.
.
Primeiro declarou que era preciso mexer na legislação sobre o segredo de justiça (quando as vítimas das violações do segredo de justiça eram outras ela dizia que a impunidade acabou) e logo de seguida "solicitou" à Procuradoria-Geral da República que viesse ilibar publicamente o primeiro-ministro e líder do seu partido, o que a PGR prontamente fez garantindo não existir contra ele «quaisquer suspeitas da prática de ilícitos de natureza criminal».
.
Sublinhe-se que, nos termos da lei (artigo 87, n.0º 13 do CPP), "a prestação de esclarecimentos públicos pela autoridade judiciária" em processos cobertos pelo segredo de justiça só pode ocorrer a "pedido de pessoas publicamente postas em causa" ou então para "garantir a segurança de pessoas e bens ou a tranquilidade pública". Uma vez que nenhum dos escutados (PM e banqueiro) solicitou tais esclarecimentos, os mesmos só podem ter sido "solicitados" e prestados com o nobre
intuito de garantir a "segurança" e a "tranquilidade" de todos nós. Mas a PGR foi mais longe e informou que também "foi instaurado o competente inquérito, tendo em vista a investigação do crime de violação de segredo de justiça". Não há como ser zeloso!...
.
Num segundo momento, a ministra da Justiça (que não chegou a vice--presidente do PSD pela cor dos olhos ou dos cabelos) tratou, no maior sigilo, de tomar outras medidas mais eficazes, prometendo aos magistrados que continuarão a usufruir do privilégio de poderem viajar gratuitamente nos transportes públicos, incluindo na primeira classe dos comboios Alfa. Para isso garantiu-lhes (sempre no maior segredo) que o Governo iria retirar da Lei do Orçamento a norma que punha fim a esse privilégio. O facto de o Orçamento já estar na Assembleia da República não constitui óbice, pois, para a ministra, a função do Parlamento é apenas a de acatar, submisso, as pretensões dos membros do Governo, incluindo os acordos estabelecidos à sorrelfa com castas de privilegiados.
.
Mas, mais escandaloso do que esse sigiloso acordo político-judicial é a manutenção para todos os magistrados de um estatuto de jubilação ...que faz com que," mesmo depois de aposentados, mantenham até morrer direitos e regalias próprios de quem está a trabalhar. E ainda mais vergonhoso do que tudo isso é a continuidade de privilégios remuneratórios absolutamente inconcebíveis num regime democrático, sobretudo em períodos de crise e de austeridade como o atual " !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.......
.
O primeiro-ministro, se ainda possui alguma réstia de dignidade e de moralidade, tem de explicar por que é que os magistrados continuam a não pagar impostos sobre uma parte significativa das suas retribuições; tem de explicar por que é que recebem mais de sete mil euros por ano como subsídio de habitação; tem de explicar por que é que essa remuneração está isenta de tributação, sobretudo quando o Governo aumenta asfixiantemente os impostos sobre o trabalho e se propõe cortar mais de mil milhões de euros nos apoios sociais, nomeadamente no subsídio de desemprego, no rendimento social de inserção, nos cheques-dentista para crianças e - pasme-se - no complemento solidário para idosos, ou seja, para aquelas pessoas que já não podem deslocar-se, alimentar- -se nem fazer a sua higiene pessoal.
.
O primeiro-ministro terá também de explicar ao país por que é que os juízes e os procuradores do STJ, do STA, do Tribunal Constitucional e  do Tribunal de Contas, além de todas aquelas regalias, ainda têm o privilégio de receber ajudas de custas (de montante igual ao recebido pelos membros do Governo) por cada dia em que vão aos respetivos tribunais, ou seja, ao seus locais de trabalho.
.
Se o não fizer, ficaremos todos, legitimamente, a suspeitar que o primeiro-ministro só mantém esses privilégios com o fito de, com eles, tentar comprar indulgências judiciais !!!.

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 2 de Novembro de 2012.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Nova tempestade a caminho dos EUA
Silves: Abutre em área de serviço
Reino Unido: Comediante detido
Morre cabo de Alcochete
Ambulância atropela criança
Algarve: Cadáver de homem
Braga: Acidente fere seis

Capa do Público Público

Tenha acesso a mais informação. Torne-se assinante Público.
Sorteio da Lotaria Popular (44/2012)
Cortes sugeridos por Governo grego para 2013 considerados inconstitucionais
SAD do Benfica com prejuízo de 11,7 milhões
Carlos Slim quer comprar o Getafe
Polícia detém suspeita de 11 roubos a bancos em Lisboa
Durante uma tempestade não há democratas nem republicanos, diz Obama

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Duas cidades
PSP detém homem barricado com arma de fogo
Cadáver aparece a boiar vestido e com escoriações
GNR apreende 1kg de drogas duras e detém 6 suspeitos
Cinco universitários feridos em acidente de viação
Assaltantes de multibanco não conseguiram levar dinheiro
Inspetora superior do SEF escolhida para chefe da Frontex

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Previsões meteorológicas antecipam nova tempestade na Costa Leste dos EUA
Autarca contesta taxa de audiovisual paga por semáforos e cemitérios
Hospital de Matosinhos cobra a doentes contas fora do prazo
BARBOT ÍMAN: A tinta que cola papéis na parede
Governo vai atuar para conter violência em São Paulo
Android em 75% dos "smartphones" vendidos este trimestre
Junta promove Egas Moniz errado

Capa do i i

Pattinson vai ser a nova cara da Dior
Camilla gasta 4 mil euros por noite num resort na Índia
Benfica fecha época 2011/12 com prejuízo de 11,7 milhões
Actividade física regular ajuda idosos a reduzir riscos de demência
Trabalhadores aconselham Morais Sarmento a "fundamentar" melhor pareceres sobre RTP/Porto
Obama retoma campanha com apelo à união de norte-americanos
Tribunal de Atenas absolveu jornalista Costas Vaxevanis

Capa do Diário Económico Diário Económico

Operadora de Hong Kong interessada em comprar negócio da PT em Macau
Tecnologia da PT impressiona analistas
Secil avança com programa alargado de corte de custos
Amorim Turismo avança com primeiro hotel em Angola já em 2013
Apple deve vender 118 mil iPad em Portugal ao longo deste ano
Douro Azul vai investir 56 milhões em seis barcos
Antes da refundação, o Governo tem de sobreviver

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

BES abre a porta a que outros bancos regressem aos mercados
O risco da instabilidade interna abalar as conquistas externas
"Os investidores estão mais à frente do que as agências de rating"
"OE tem que ser adaptado a um País que não vai fechar para balanço"
"As pessoas estão a deixar de comer"
Dívida da STCP e da Carris em risco de ficar mais cara devido a fusão com metros
Concessões nacionais da Brisa perdem tráfego com austeridade

Capa do Oje Oje

"Obrigações fiscais" podem ser pagas até sexta-feira
Euro com ligeiros ganhos face ao dólar
Défice comercial da África do Sul dispara para 1,2 mil milhões
China promete a Portugal “apoio concreto” contra crise
Descidas nos empréstimos à habitação permitem poupar 100 euros
Crise na venda de carros novos poderá beneficiar oficinas
Famílias procuraram menos crédito

Capa do Destak Destak

Trabalhadores da CGD em greve hoje contra não pagamento dos subsídios
Jardim enfrenta pela primeira vez um adversário na corrida à liderança do PSD Madeira
Bolsa de Tóquio encerrou sessão em alta de 1,17%
Consulado norte-americano alvo de atentado em Benghazi alojava missão secreta da CIA -- imprensa
Dois mortos e 37 feridos em celebração de "Halloween" na Colômbia
Quatro navios-patrulha chineses detetados perto das Senkaku/ Diaoyu
Chineses e japoneses apoiam Obama para segundo mandato -- sondagem

Capa do A Bola A Bola

«Gostaria muito de conhecer Obama» - Balotelli
Drogba eleito o melhor jogador da história do Chelsea
«Quando deixar de jogar espero poder dizer que fui o melhor jogador do Mundo» - Balotelli
Pedro Mendes na calha para Setúbal
Fulham prepara 4 milhões para comprar Mangala
«A minha ambição é tentar ser sempre o melhor» - Mourinho
Zenit: «Danny está pronto para jogar» - Spalletti

Capa do Record Record

Grethel Benavides leva-o à loucura
Reforço de peso está a chegar
Setúbal de má memória
Série de vitórias leva Vítor Pereira a repetir onze
Luís Horta: «Situação perfeitamente normal»
John Ogu e Cleyton num duelo à parte
Canoagem passou também a ser um alvo

Capa do O Jogo O Jogo

Já ouviu falar do Figueirense?
Vieira explica prejuízo com BenficaTV
Nove anos a faturar lá fora
Esmoriz: mais do que um clube
Muito talento para ser explorado
"Queremos subir degrau a degrau"
João Sousa afastado do "challenger" de Montevidéu