Translator

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Passos Coelho “era mais feliz se fosse cantor”

E assim foi Filipe La Féria o culpado de  Passos Coelho nos governar...!!!


Marta Rangel
30/11/12 00:13
 
Preferia ter Passos Coelho a cantar numa das suas peças ou no Governo?
Acho que ele era mais feliz se fosse cantor. Ele é um bom cantor. Eu fui o culpado, de facto, de ele agora ser primeiro-ministro (risos). Ele concorreu para fazer o "My Fair Lady" e eu escolhi outro. Porque ele é barítono e o outro era tenor. Mas Pedro Passos Coelho teve dúvidas sobre que carreira devia seguir...
Ele também teve dúvidas. Contou-me que havia um congresso do PSD no Coliseu. E em vez de ir para o Coliseu, foi para a audição.
.
E preferia vê-lo no palco do que no Governo?
Acho que o papel dele é muito difícil. Como se for o Seguro também é muito difícil. Eles têm de fazer opções entre o péssimo e o muito mau.
Se fosse ministro da Cultura...
Nunca seria!
.
Não gosta de política?
Gosto imenso e acho que dava um bom político. Os meus colegas perguntam-me sempre porque é que nunca fui para a política.
.
E porque é que não foi?
Porque me chateava de morte. Não tinha paciência para estar na Assembleia da República para ouvir aqueles disparates todos.
Não deixa de ser um palco...
Mas é um palco com uma peça com muito maus textos (risos). Muito mal representada.
.
Mas, se lhe pedissem opinião, o que mudava na Cultura?
Tudo. A Cultura é como uma flor, tem de ser regada para poder florir. E tudo está errado. É muito difícil ser ministro da Cultura sem dinheiro. Para além de se passear para lá e para cá no Palácio da Ajuda, o que pode fazer? Muito pouco.
.
Para a totalidade da entrevista clique em baixo

Passos Coelhoera mais feliz se fosse cantor” | Económico

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012.





Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Tornado: Federação apoia jogo
VRSA: Eurocidade em análise
Tornado: Federação apoia jogo
Alvor: Salvamento no mar
Vila Verde: Feridos em despiste
Braga: Multa por falsificar teste
Especialista erra em estudo contra o BCP

Capa do Público Público

Bacelar Gouveia: “Por que é que uma família rica não há-de pagar?”
Lucro da PT cai 28,8% no 3.º trimestre para 63,7 milhões de euros
Proprietários de lares encerrados contestam actuação da Segurança Social
Ministro da Saúde garante urgência médico-cirúrgica em Torres Vedras
Empresários perguntam por 35 milhões das contrapartidas de cluster eólico
“Devo ser porta-voz dos zés-ninguéns que o Governo fabrica”, diz bispo das Forças Armadas
Nova Nintendo vem para a guerra com tablets e telemóveis

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Percurso de um profissional mobilizador
Bons exemplos distinguidos
O professor que faz acontecer em Santa Maria
Obviamente
Ode (crítica) aos estivadores
Empresários de carrosséis e diversões querem IVA a 6%
Fátima Felgueiras indemniza câmara por gastos ilegais

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Lindsay Lohan agride e é presa, mais uma vez...
42 horas ao frio não mataram mulher de 80 anos
Governo saca mais 421 milhões a reformados
PSP não podia pedir imagens da RTP
Matosinhos cria equipamento eletrónico para socorrer idosos que vivem sozinhos
Multidão comemora voto da ONU nas ruas de Ramallah
Netanyahu diz que discurso de Abbas foi "difamatório e venenoso"

Capa do i i

Brad Pitt afirma que a paternidade tornou-o um homem melhor
António Costa. A fiscalização preventiva devia ser vista atempadamente e não em fase de execução orçamental
Elevação da Palestina a observador da ONU é "reconhecimento de solução para a paz"
Daniela Ruah aprende a ser sexy com apresentador norte-americano - vídeo
Ministro da Saúde garante urgência médico-cirúrgica em Torres Vedras
ONU aprova elevação da Palestina a Estado observador não-membro
Hillary Clinton pede acordo na Europa para resolver crise do euro

Capa do Diário Económico Diário Económico

Um tiro ao lado
Ainsustentável via das pensões
Abu Dhabi vai investir em dívida pública portuguesa
Só em Portugal e na Suécia o Estado paga a Educação a 100%
Provedor de Justiça abre análise constitucional ao OE
Nuno Santos pede “inquérito imparcial” na ERC
Passos Coelho “era mais feliz se fosse cantor”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Pensões: Cortes com efeitos no curto e longo prazo
Negócios oferece edição sobre solidariedade social
Vinci corre para a ANA sem sócios
Empresas que não paguem subsídios ao mês arriscam multa entre 2 e 40 mil euros
O bom filho a casa tornará
Maioria das famílias não vai atingir dedução máxima dos juros no IRS
A felicidade congelada de Passos Coelho

Capa do Oje Oje

UE e Japão negoceiam comércio livre
Rio Tinto corta 5 mil milhões de custos
Vivendi atrai quatro ofertas pela GVT
Província do Zaire, Angola, terá novo aeroporto
Fundo Agvance Africa levanta 400 milhões para projetos agro-industriais
Setor agrícola vai ter impulso redobrado no Gabão
Baixo Limpopo recebe 44 milhões para regadio

Capa do Destak Destak

Projeto de Constituição do Egito pronto para ir a referendo
Governo de Singapura acusa quatro motoristas de instigarem greve ilegal
Procurador-Geral da Coreia do Sul apresentou demissão depois de casos de suborno e conduta sexual imprópria de funcionários do gabinete
Parque temático da Disney em Hong Kong regista lucros pela primeira vez em sete anos de atividade
Julgamento de sobrinho de dissidente chinês invisual começa hoje em
Dominique Strauss-Kahn chegou a acordo com empregada de hotel que o acusou de violação - The New York Times
Procedimentos do inquérito ao caso suscitam "graves preocupações" ao Sindicato dos Jornalistas

Capa do A Bola A Bola

Santos assume interesse na contratação de Robinho
«Sempre sonhei jogar no Millonarios» - Falcao
«A ideia de Kaká é permanecer na Europa», diz pai do jogador
Segurança trava invasor com entrada para cartão vermelho (com vídeo)
Iturbe voltou a ficar de fora
Jeffrén na expectativa
SC Braga e FC Porto abrem esta noite oitavos de final

Capa do Record Record

Dallas avança para Fisher
Mérito de Serena faz esquecer Azarenka
Reduções em janeiro
Pawel Kieszek teve mês para esquecer
Trio poupado ao sintético
Manuel Cajuda: «Gostaria de utilizar os melhores jogadores»
Gerir quarteto para o Dragão

Capa do O Jogo O Jogo

Balotelli é "castigo de Deus"
Rajon Rondo suspenso dois jogos
Michael Jordan expulso de clube... por causa da roupa
Dúvidas sobre Vettel? São "uma piada"
Saiba os milhões que rende a Taça das Confederações
Ronaldo diz-se "orgulhoso" e felicita Mourinho
Maiorca elimina Corunha da Taça do Rei

JORNAL "O CRÁPULA" DE 30.11.2012




BRASILINO GODINHO: "ELE ESPERA!!! O QUÊ?



KAOS:Queres aprender? Paga




O Primeiro-ministro, Passos Coelho não trouxe boas notícias para o sector educativo, . 
O governante considera que há margem de manobra para se mexer na área educativa, admitindo que a gratuitidade poderá ter os dias contados. 
Passos Coelho recorreu-se da Constituição para lembrar que o documento "não trava mudanças no financiamento do sistema educativo que pode assim passar a ser semi-público com a introdução de co-pagamentos nos níveis de ensino que hoje são gratuitos". 
Em seu entender, a Constituição permite, na área da educação, avançar para um sistema de financiamento "mais repartido entre os cidadãos e a parte fiscal directa que é assegurada pelo Estado". A introdução de propinas no ensino secundário é agora uma possibilidade.
Para aqueles que gostam de elogiar o Velho Botas Salazar, seria bom lembrarem-se que no tempo do ditados o analfabetismo atingia os 70% e metade dos portugueses não sabiam ler nem escrever. 
Ainda me lembro de com 10 anos ir visitar a aldeia onde tinha nascido o meu pai e haver senhoras que me pediam se lhes lia as cartas que tinham recebido dos filhos ou netos emigrados e que tinham guardadas por não as saber ler. 
Eu, um miúdo com a quarta classe escrevia as cartas que me ditavam para poderem depois enviar na volta do correio. A Escola Pública e o ensino obrigatório foram uma das grandes conquistas do 25 de Abril e um passo enorme na qualidade de vida das pessoas. 
Já era ridículo que tenhamos gasto tanto dinheiro em Escolas e equipamentos para apostar na educação e no aumento das qualificações dos portugueses para chegar uma besta como o Passos Coelho e mandar essa gente toda emigrar, perdendo-se um enorme potencial de desenvolvimento e condenando-se este país a trabalho de baixo custo e precário. 
Pior agora quando se quer voltar a um passado que já pensávamos nunca ter de reviver. Quem tem dinheiro estuda, quem não tem vai trabalhar. 
Claro que vai começar lentamente dizendo que só quem tem mais rendimentos vai pagar, mas com o passar do tempo, como tem sempre acontecido, o pagamento será estendido a todos e o custo aumentado. 
Uma vergonha e a destruição de todo um futuro para este país. Sinto asco destes nossos governantes. Pulhas.

DIPLOMACIA ECONÓMICA DO PAULINHO





APELO NACIONAL




OPINIÃO DE JOSÉ ANTÓNIO PINTO



Quem trabalha todos os dias com os mais pobres dos pobres deveria saber que as causas estruturantes da pobreza residem no modelo de crescimento económico capitalista. Só tem lugar na estrutura social quem dá lucro. O mercado é quem manda, as pessoas são peças baratas da cadeia produtiva. Precisamos, portanto, de novas políticas sociais, de envolver os pobres na resolução dos seus próprios problemas e de sensibilizar a sociedade civil para este flagelo que nos deve envergonhar a todos.
José António Pinto, assistente social, Público

KAOS:E agora. Que vamos fazer?



A BIOGRAFIA DO MARCELO REBELO DE SOUSA

A "farra" continua... Sai o sr. Silva e um outro da ´seita´ quer apossar-se do Palácio de Belém. Cheira-me a esturro o lançamento da biografia do Marcelo... Que caralho haja feito este "malandreco" ao país? Nadinha nem com um mergulho na corrente do Tejo (1989), conseguiu ser presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Quem fez o elogio ao Marcelo foi a Leonor Beleza... Bem sei que são amigos de longa data e o Marcelo frequentador, assíduo, da casa dos pais de Leonor. Isto já foi há muitos anos. O Marcelo, porque nessa altura era moda, usava pera e bigode, o Zé Zé Beleza, um catraio e irmão da Leonor, sentava-se nos joelhos do Marcelo e brincava com a barba do queixo. - José Martins

Marcelo Rebelo de Sousa, personalidade "especial" com "traquinice" quase "infantil"

Por Agência Lusa, publicado em 28 Nov 2012 - 23:53 |


"Especial" e "fora do comum", muito "inteligente", "estudioso" e "trabalhador", mas também com "maldade" e "traquinice" quase "infantis", foram alguns adjetivos usados para "retratar" o ex-líder social-democrata e comentador Marcelo Rebelo de Sousa, na apresentação da sua biografia.
.
"É uma pessoa especial e fora do comum, que justifica uma biografia deste tamanho e com este conteúdo numa altura da sua vida em que não exerceu aqueles cargos e posições que fazem com que normalmente se escrevam biografias sobre as pessoas", sintetizou Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud e ex-ministra do PSD.
.
 
A social-democrata falava na sessão de apresentação da biografia de Marcelo Rebelo de Sousa (que optou por não marcar presença), escrita pelo jornalista Vítor Matos, no auditório da Faculdade de Direito de Lisboa.
.
Leonor Beleza, amiga de Marcelo "há mais de cinquenta anos", disse ter sido "convidada pelo autor" para apresentar a biografia, mas que o biografado lhe "fez saber" que queria que fosse ela.
.
Para ler o resto da peça clique em baixo